Você está na página 1de 41

COMBUSTÍVEIS

O QUE É EXATAMENTE COMBUSTÃO?


A combustão é um processo exotérmico onde uma substância combustível
reage com uma substância comburente.

Para que a combustão ocorra é indispensável a presença tanto do combustível


quanto do comburente, ou seja:
O QUE É EXATAMENTE COMBUSTÃO?

COMBUSTÃO = COMBUSTÍVEL + COMBURENTE


O COMBUSTÍVEL

O combustível é qualquer substância que é queimada enquanto o comburente é


normalmente o oxigênio que se encontra no ar na proporção de 21%.

Para que a combustão ocorra existe uma série de condições necessárias, uma delas é
que os reagentes atinjam a energia de ativação necessária para a produção dos
produtos da reação.
CLASSIFICAÇÃO
Do ponto de vista de origem, os combustíveis podem ser classificados como: fósseis
(não renováveis) e vegetais (renováveis), representados pela tabela abaixo.
PETRÓLEO

O combustível usado como principal fonte de energia foi sendo substituído


ao longo do tempo: inicialmente era a madeira, depois carvão vegetal e
mineral até chegar aos derivados do petróleo.

Atualmente, há uma grande preocupação na busca, utilização eficiente e


no aprimoramento de processos de obtenção de fontes energéticas
alternativas como nuclear, eólica, solar, entre outras.
PETRÓLEO

Frações obtidas na destilação fracionada e aplicações


PROCESSO DA COMBUSTÃO

Neste processo a energia química armazenada no combustível é transformada


em energia térmica contida nos gases da combustão (gases em altas
temperaturas).

Outras formas de energia em pequenas quantidades são também liberadas


durante a combustão:

• Energia eletromagnética: luz

• Energia elétrica: íons e elétrons livres

• Energia mecânica: barulho


PRODUTOS DA COMBUSTÃO
Os produtos da combustão são formados principalmente Por:

• Dióxido de carbono - CO2

• Água no estado de vapor - H2O

• Monóxido de carbono – CO

• Dióxido de enxofre - SO2

• Cinzas

• Traços de combustível não queimado

• Nitrogênio (combustão com ar ou nitrogênio presente no combustível)

• Etc.
COMPOSIÇÃO DOS COMBUSTÍVEIS

Os combustíveis industrias apresentam em sua composição alguns dos


seguintes elementos ou compostos:

• Carbono (C)

• Hidrogênio (H)

• Oxigênio (O)

• Enxofre (S)

• Nitrogênio (N)

• Água (H2O)

• Cinzas (Z)
COMBUSTÃO COMPLETA

Na combustão completa todo o carbono e hidrogênio presente no combustível


são transformados em dióxido de carbono (CO2) e água (H2O)
respectivamente.

• Para que isto ocorra o oxigênio (ar) deve ser fornecido em excesso

• O excesso de ar (oxigênio) é expresso como uma porcentagem do ar


(oxigênio)requerido para oxidar (queimar) completamente o combustível.

• Para maximizar a eficiência da combustão, um baixo excesso de ar é


necessário.
COMBUSTÃO INCOMPLETA

A combustão incompleta ocorre quando o elemento combustível não é


completamente oxidado no processo de combustão.

Quando isto ocorre verifica-se a presença de monóxido de carbono nos


produtos da combustão.

Combustão incompleta usa o combustível de forma ineficiente, pode ser


perigoso por causa da produção de monóxido de carbono e contribui para a
poluição ambiental.
COMBUSTÃO INCOMPLETA

As condições que favorecem combustão incompleta são;

• Insuficiente mistura ar-combustível (causando localmente zonas de misturas


ricas e misturas pobres)

• Fornecimento insuficiente de ar à chama (fornecimento de menor quantidade


de oxigênio do que requerido).

• Tempo insuficiente de permanência dos reactantes na chama (impedindo


completar a reação de combustão)

• Chama entrando em contato com uma superfície fria (extinção da reação de


combustão)

• Temperatura de chama muito baixa (reação de combustão lenta)


COMBUSTÃO ESTEQUIOMÉTRICA

Na combustão estequiométrica o combustível reage exatamente com a


quantidade de Ar (oxigênio) necessária para queimar todo o combustível
(condições ideais)

• Verifica-se ausência de CO nos produtos de combustão

• Verifica-se ausência de oxigênio ou ar nos produtos de combustão

• A porcentagem de CO2 contido nos produtos é a máxima possível.

• Combustão estequiométrica é difícil de ocorrer na prática devido a misturas


ar/combustível imperfeitas.

• Por ordem econômica, a maioria dos equipamentos opera com excesso de


ar para garantir a combustão completa. Isto assegura que não há
desperdício de combustível e que a combustão será completa.
ESTEQUIOMETRIA DA COMBUSTÃO

Representa uma reação de combustão com a quantidade de oxigênio (Ar)


estritamente necessário para queimar completamente o combustível.

𝐶𝑂𝑀𝐵𝑈𝑆𝑇Í𝑉𝐸𝐿 + 𝐴𝑅 𝑜𝑥𝑖𝑔ê𝑛𝑖𝑜 + 𝑁𝑖𝑡𝑟𝑜𝑔ê𝑛𝑖𝑜 = 𝐷𝑖ó𝑥𝑖𝑑𝑜 𝑑𝑒 𝐶𝑎𝑟𝑏𝑜𝑛𝑜 + Á𝑔𝑢𝑎 + 𝑁𝑖𝑡𝑟𝑜𝑔ê𝑛𝑖𝑜

21% Oxigênio
79% Nitrogênio
RELAÇÃO AR/COMBUSTÍVEL (A/C)
FÓRMULA MOLECULAR
EXEMPLO DE APLICAÇÃO

A gasolina é uma mistura de vários hidrocarbonetos, que, na média típica,


pode ser representada por: C8H18

Assim a combustão completa da gasolina é definida na equação:


EXEMPLO DE APLICAÇÃO

Balanceando a Equação anterior Obtemos:

SEMPRE LEMBRAR DA RELAÇÂO DE OXIGÊNIO COM O


NITROGÊNIO NA COMPOSIÇÃO DO AR ATMOSFÉRICO:

21% de O2 e 79% de N2
EXEMPLO DE APLICAÇÃO

Estas proporções estabelecem a quantidade mínima de ar necessária para


fornecer a quantidade de oxigênio requerida pela queima completa dos
combustíveis, considerando que o ar atmosférico possui 21% de oxigênio e
79% de nitrogênio
EXEMPLO DE APLICAÇÃO

Se multiplicarmos as quantidades moleculares por seus respectivos números


de massa, veremos que a proporção estequiométrica da mistura combustível-
ar para gasolina é:

OU SEJA: 15 unidades de
massa de ar para 1 unidade
de massa de combustível

LOGO, RELAÇÃO A/C=15:1


PRINCIPAIS COMBUSTÍVEIS

• GASOLINA “A”

é a produzida nas refinarias ou petroquímicas e não possui etanol


PRINCIPAIS COMBUSTÍVEIS

• GASOLINA “C”

Entre os tipos de combustível existentes, a chamada “gasolina comum” é a


mais consumida no Brasil.

Também conhecida como “Gasolina C”, ela é uma gasolina produzida a partir
da mistura da gasolina pura (tipo A), que não é comercializada para o
consumidor final, com 27% de etanol anidro, álcool produzido a partir da cana-
de-açúcar
PRINCIPAIS COMBUSTÍVEIS
• ÁLCOOL ETÍLICO ANIDRO (AEAC)

o etanol anidro (também chamado de etanol puro ou etanol absoluto) possui


pelo menos 99,6% de graduação alcoólica.

Dessa forma, o álcool anidro é praticamente etanol puro.

A palavra anidro tem origem grega e significa "sem água" (a = não e hidro =
água).
PRINCIPAIS COMBUSTÍVEIS
• ÁLCOOL ETÍLICO HIDRATADO (AEHC)

O etanol hidratado é o etanol comum vendido nos postos, enquanto o etanol


anidro é aquele misturado à gasolina. A diferença entre os dois diz respeito à
quantidade de água presente em cada um deles.

O etanol hidratado combustível possui em sua composição entre 95,1% e 96%


de etanol e o restante de água
PRINCIPAIS COMBUSTÍVEIS
• DIESEL

O diesel comum, ou tipo B, é o resultado da mistura do diesel tipo A, o diesel


puro que sai das refinarias e não é comercializado nos postos de combustíveis,
com o biodiesel, que é obtido a partir de gorduras vegetais ou animais.

A proporção de mistura é de 7% de biodiesel


PRINCIPAIS COMBUSTÍVEIS
• GÁS NATURAL VEICULAR (GNV)

Sem aditivos ou variações, o Gás Natural Veicular (GNV) é o combustível mais


puro encontrado nas bombas dos postos e é também o mais em conta.

Para rodar com gás (GNV) o veículo precisa ter saído de fábrica preparado ou
ser inspecionado pelo InMetro (Instituto Nacional de Metrologia) anualmente,
no caso de adaptações.
PROPRIEDADES IMPORTANTES

• VOLATILIDADE

A volatilidade está ligada à facilidade que a substância tem de passar do


estado líquido para o gasoso.
PROPRIEDADES IMPORTANTES

• PONTO DE FULGOR
É a menor temperatura que um liquido inflamável libera vapor em quantidade
suficiente para formar uma mistura inflamável.

Conhecido também como Flash Point


PROPRIEDADES IMPORTANTES

• TEMPERATURA DE AUTO - IGNIÇÃO

temperatura mínima de uma mistura ar/combustível na qual a combustão é


iniciada e se mantém, sem a presença de uma chama.
PROPRIEDADES IMPORTANTES

• PONTO DE FULGOR
• TEMPERATURA DE AUTO - IGNIÇÃO
PROPRIEDADES IMPORTANTES

• CALOR LATENTE DE VAPORIZAÇÃO

Os combustíveis líquidos necessitam de ser vaporizados para se misturarem com o ar,


para o que necessitam de calor(latente de vaporização).

Ou Seja, Calor latente refere-se ao calor necessário para fazer uma substância mudar
de estado, neste caso do estado líquido para o gasoso.
PROPRIEDADES IMPORTANTES

• PODER CALORÍFICO

O poder calorífico, também designado por calor específico de combustão,


consiste na relação entre a quantidade de calor libertada durante a combustão
da massa de uma substância e a referida massa:

Resumindo pode ser descrito como a quantidade de energia química


disponível no combustível.
PROPRIEDADES IMPORTANTES

• PODER CALORÍFICO
PROPRIEDADES IMPORTANTES

• ÍNDICE DE OCTANO

O Índice de Octanos pode ser descrito simplesmente como sendo a resistência


do combustível ao fenômeno chamado “knock” que traduzido quer dizer
detonação
Ou seja, é a capacidade que ele tem, de resistir, em mistura com o ar, ao
aumento de pressão e de temperatura sem detonar (isso sem que a faísca de
vela tenha sido disparada pelo sistema de ignição).
PROPRIEDADES IMPORTANTES

• ÍNDICE DE OCTANO

Quanto maior a octanagem, maior será a resistência do combustível à


detonação.

Assim, com maior octanagem é possível que os motores operem com maiores
taxas de compressão.

No Brasil as gasolinas comum e aditivada têm 87 octanas (pelo método IAD –


índice anti detonante).

As gasolinas premium têm maior octanagem, geralmente 91 octanas.

*Chumbo nas gasolinas*


PROPRIEDADES IMPORTANTES

• ÍNDICE DE OCTANO
PROPRIEDADES IMPORTANTES

• ÍNDICE DE CETANO

O número de cetano (NC) é um indicador da qualidade de ignição de um


combustível diesel, e mede a rapidez com que este combustível entra em
ignição a uma dada pressão e temperatura.

Quanto maior o NC de um combustível, menor é atraso entre a sua injeção e o


início da combustão
PROPRIEDADES IMPORTANTES

• ÍNDICE DE CETANO
PROPRIEDADES IMPORTANTES