Você está na página 1de 5

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS

UNIDADE VARGINHA
GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL

RESENHA (ARTIGO 01) – ATIVIDADE 01


Projeto Arquitetônico
Profª. Helen Rodrigues

Gabriel de Paula Batista


Varginha
2º semestre 2018
2

Resenha sobre o Projeto Arquitetônico e a Qualidade da Edificação

Resenha apresentada à Disciplina de Projeto Arquitetônico


do curso de Bacharel em Engenharia Civil do Centro
Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais –
CEFET-MG, Unidade Varginha, como requisito parcial à
obtenção de créditos da disciplina.

Varginha
2018
3

Identificação bibliográfica

A presente resenha, tem como objetivo apresentar os dados explanados no artigo “O projeto
arquitetônico e qualidade da edificação” de Francisco Segnini Junior. O artigo apresentado,
está disponível na revista “pós – edição número 24”, revista do programa de pós-graduação
em arquitetura e urbanismo da Fauusp, artigo que foi publicado em 1º de novembro de 2008 e
está situado entre as páginas 162-173 da revista.

Resumo

A divisão foi feita em 4 tópicos, no qual ele faz um breve resumo de todo conteúdo e logo
parte para uma relação entre edificação e qualidade, após tal relação, ele aborda a produção
para o mercado levando em consideração a arquitetura e qualidade, por fim, ele diz sobre os
aspectos objetivos de um projeto, no qual ele levanta questões como a topografia,
dimensionamento, insolação, segurança à incêndios e acessibilidade.

Sobre o Autor

Francisco é coordenador do Curso de Pós-Graduação Stricto Sensu - Mestrado Profissional em Projeto, Produção e
Gestão do Espaço Urbano da FIAM-FAAM - Centro Universitário. Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo
pela Universidade de São Paulo (1965), mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo
(1986) e doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2002). Atualmente é Professor
Doutor Livre Docente aposentado da Universidade de São Paulo. Atua no Programa de Pós-Graduação da
FAUUSP - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo como professor colaborador.
Atualmente faz parte do grupo de professores do Programa de Mestrado Profissional da FIAM-FAAM - Centro
Universitário.

Analise do texto

Em “edificação e qualidade”, Francisco Segnini, relaciona a qualidade de uma edificação,


como sendo uma edificação que tenha propriedades e meios para as melhores condições de
abrigo do ser humano, ressaltando as condições que cada espaço pode precisar. Condições
como acessibilidade, segurança e até mesmo os aspectos relativos à sustentabilidade e ao
meio ambiente.

No tópico sobre a “produção para mercado/arquitetura e qualidade”, o mestre Francisco


Segnini, levanta fatos do mercado de trabalho de um arquiteto e ressalta sobre a relação entre
4

o profissional e o cliente como um via de mão dupla, onde o arquiteto depende diretamente do
cliente para as encomendas e o cliente do arquiteto para realização de seus empreendimentos,
sejam eles moradias, sonhos ou empreendimentos como forma de investimentos. Mas que
muitas vezes essa relação arquiteto – cliente pode ser complicada por diversos fatores.

No tópico “qualidade de projeto / aspectos objetivos” o autor levanta algumas hipóteses a


serem analisadas para possibilitar um bom projeto arquitetônico, com a intenção de garantir
ao usuário condições mínimas e dignas de uso desse espaço. Dentre os aspectos analisados, a
topografia está presente, desde a movimentação de terra, cortes, aterros, ate a paisagem que
circula a edificação, a vegetação que se encontra próxima.

Outro aspecto analisado é a insolação, que por mais fácil que seja a visualização desse
problema, muitas vezes é deixado de lado, o que causa desconforto para o cliente e ate mesmo
desvalorização do imóvel, Francisco faz uma crítica ao fato de muitos arquitetos não tomarem
posição sobre tal problema e chamarem de construções inteligentes edifícios com faces de
vidro do piso ao teto, algo que prejudica mais as condições de insolação e ventilação. O autor
levanta também, questões como o dimensionamento do projeto, no qual o espaço é mal
aproveitado e ate mesmo utilizado de maneira incorreta, a adequação tecnológica também é
abordada, carregando com ela, o fato de que muitos projetos não tem a flexibilidade de mudar,
a preocupação com a acessibilidade e segurança também são pontos importantes exposto por
Francisco.

Comentários críticos

No presente artigo, o autor expõe dados alarmantes sobre o descaso com a projeto
arquitetônico em si, algo que pra quem já trabalha na área, pode passar despercebido, ou até
mesmo ser negligenciado, a preocupação é nítida com a qualidade de um projeto, por mais
simples que ele possa ser, deve se tomar cuidados básicos, como a topografia, que diversas
vezes é levada em consideração somente quando os assunto são relacionados a corte, aterros;
deixando de lado um assunto muito importante que é o tipo de vegetação que se encontra ao
redor e a harmonia que essa vegetação pode contribuir com a edificação. Francisco pontuou
sobre a insolação, que quando descuidada, acarreta desvalorização de imóveis, algo que no
âmbito, não somente da arquitetura e engenharia, significa um prejuízo enorme, para todos
envolvidos no empreendimento e ate mesmo para os usuários direto do imóvel. Em relação ao
5

dimensionamento, o fato de colocarem como dispensa, algo que vira a ser um dormitório,
mostra que os interesses dos clientes muitas vezes estão vinculados com tal problema,
entrando em uma difícil tarefa e conciliar a qualidade do projeto com os desejos do cliente, no
caso de um empreendimento, cujo o objetivo é a venda para obtenção de lucro, o cliente acaba
pecando por querer aproveitar todo o espaço de uma maneira inviável e utilizando materiais
relativamente baratos, o que no futuro, pode trazer problemas para o imóvel, como a falta de
flexibilização de uma garagem, exemplo dado pelo autor do artigo analisado. Todos os
aspectos analisados, são de suma importância e nunca devem ser negligenciados, pois em caso
de um possível descontentamento, o responsável pelo projeto e obra são os primeiros a serem
lembrados e como exposto no artigo, tem uma certa relação entre cliente – arquiteto, um
projeto mal elaborado, consequentemente é um cliente insatisfeito, o que afeta diretamente na
captação de novos clientes e compromete a qualidade desse cliente à condições básicas de
moradia e conforto.

Considerações finais

Tal artigo, é de grande importância para todos os estudantes e profissionais de arquitetura e


engenharia, principalmente aos discentes de engenharia civil, para entender o real valor de um
projeto bem elaborado, algo que em algumas instituições é deixado de lado para dar o foco a
questões estruturais, no entanto é explanado nesse artigo, a suma importância do projeto
arquitetônico, onde Francisco aborda de maneira simples e clara onde ocorrem e quais os
aspectos devem ser analisados para evitar problemas no projeto.