Você está na página 1de 10

Isomeria Por Exemplo, com a fórmula molecular C2H6O, podemos

ter:
Compostos Isômeros
Propriedades Físicas Propriedades Químicas
Um fenômeno onde dois ou mais compostos possuem a
mesma fórmula molecular (o mesmo conjunto de átomos) e Etanol Reage com Na metálico
diferentes estruturas moleculares (diferentes arranjos entre (álcool etílico) PE: + 78ºC liberando H2 e C2H5O-Na+
os átomos) é chamado de isomeria, e os compostos Composto Polar
OH Reage com HI formando
envolvidos são chamados isômeros e portanto, compostos C2H5I
diferentes. Metóxi-metano Não reage com Na
(éter dimetílico) PE: - 24ºC metálico.
Esta diferença na estrutura molecular dá origem a uma
Composto pouco polar
diferença nas propriedades, que nos indica estarmos diante O Reage com HI formando
de compostos diferentes. CH3I

1 2

Isomeria Plana ou Constitucional


A isomeria pode ser classificada em: Pode ser dividida em cinco casos:

• Isomeria Plana ou Constitucional: a diferença entre os • Isomeria Plana ou Constitucional de função;


compostos é visível no plano. • Isomeria Plana ou Constitucional de cadeia;
• Isomeria Plana ou Constitucional de posição;
• Isomeria Espacial (Estereoisomeria): a diferença entre • Isomeria de compensação ou metameria;
os compostos só é visível ao se observar o arranjo espacial • Isomeria dinâmica ou tautomeria.
dos átomos.

3 4

Isomeria Plana ou Constitucional de Função 2)


A diferença entre os isômeros está no grupo funcional.
Exemplos: Fórmula Fórmula Nome Função
1) Molecular Estrutural IUPAC Orgânica
Fórmula Fórmula Nome Função
Molecular Estrutural IUPAC Orgânica
O propanal aldeído

Etanol C 3H 6O
álcool O
OH “álcool etílico” Propanona
cetona
C2H6O “acetona”
Metóxi-metano
O éter
“éter dimetílico”

5 6

1
3) Isomeria Plana ou Constitucional de Cadeia
A diferença está no tipo de cadeia carbônica.
Fórmula Fórmula Nome Função Exemplos:
Molecular Estrutural IUPAC Orgânica 1)

O Fórmula Fórmula Nome Tipo de


Ácido etanóico Ácido Molecular Estrutural IUPAC Cadeia
“ácido acético” carboxílico
OH
C 2H4O2
O 2-buteno ou
Metanoato de aberta
éster But-2-eno
metila
O C 4H 8

ciclobuteno fechada

7 8

2) 3)

Fórmula Fórmula Nome Tipo de Fórmula Fórmula Nome Tipo de


Molecular Estrutural IUPAC Cadeia Molecular Estrutural IUPAC Cadeia

butano normal NH2 etilamina homogênea

C4H10 C 2H 7N
H
metil-propano
ramificada dimetilamina heterogênea
“isobutano” N

9 10

Isomeria Plana ou Constitucional de Posição


2)
A diferença está na posição de um radial, de um grupo
funcional ou de uma insaturação. Exemplos: Posição do
1) Fórmula Fórmula Nome
Grupo
Molecular Estrutural IUPAC
Funcional
Fórmula Fórmula Nome Posição do
Molecular Estrutural IUPAC Radical OH 1-propanol ou
Posição 1
propan-1-ol
C 3H 8O
2-metil-pentano Posição 2 OH
2-propanol ou
Posição 2
C6H14 propan-2-ol

3-metil-pentano Posição 3

11 12

2
Metameria
3)
A diferença está na posição de um heteroátomo.
Exemplo:
Fórmula Fórmula Nome Posição da
Molecular Estrutural IUPAC insaturação
Fórmula Fórmula Nome Posição do
Molecular Estrutural IUPAC heteroátomo
1-buteno ou
Posição 1
but-1-eno
1 C p/ um lado
C 4H 8 Metóxi-propano
O e 3 C p/ o outro
2-buteno ou
Posição 2 C4H10O
but-2-eno
2 C p/ cada
O Etóxi-etano
lado

13 14

Tautomeria
Fórmula Tipo de
Verificamos a existência deste tipo de isomeria quando Equilíbrio dinâmico estabelecido
Molecular tautomeria
dois compostos de grupos funcionais diferentes e mesma
etenol H
fórmula molecular coexistem em equilíbrio dinâmico, ou
H O H H O Tautomeria
seja, um composto está continuamente se transformando no C 2H 4O H H aldo-enólica
outro e vice-versa. etanal H
H

A tautomeria ocorre somente no estado líquido, e H 1-propen-2-ol ou


O O
geralmente, o equilíbrio fica muito deslocado para uma das pro-1-en-2-ol Tautomeria
C 3H 6O H
formas. H ceto-enólica
H
propanona
H H

15 16

Exercícios:
Muito antes de se entender a natureza da tautomerização, já
se tentava isolar o mais simples dos enóis, o etenol (álcool
vinílico). Até hoje isto não foi conseguido, pois o equilíbrio 1) Verifique se os pares de compostos abaixo são isômeros
favorece muito o aldeído, o etanal (aldeído acético). O e qual tipo de isomeria está presente:
aceto-acetato de etila foi sempre considerado como o caso a) metóxi-butano e etóxi-propano;
clássico da tautomeria, tendo sido isoladas e separadas as b) propilamina e metiletilamina;
formas cetônica e enólica: a forma cetônica cristaliza-se a – c) ácido propanóico e etanoato de metila;
78ºC. Quando se passa HCl seco em uma solução do sal de d) metilpropano e butano;
sódio do aceto-acetato de etila a –78ºC, obtêm-se a forma e) etanal e etenol;
enólica como um sólido vítreo. Entretanto, ao voltar à f) 2,2-dicloropropano e 1,2-dicloropropano;
temperatura ambiente, a mistura dos dois tautômeros é g) etanoato de metila e metanoato de etila.
restabelecida em equilíbrio dinâmico, mesmo no material
assim isolado. 2) Os alcinos que possuem cadeia com mais de dois
carbonos são isômeros de outros hidrocarbonetos. Quais?
17 Explique por quê. 18

3
6) Verifique se existe e qual tipo de isomeria ocorre entre
3) Quantos compostos podemos obter com a substituição os compostos envolvidos na reação abaixo representada.
de dois H do benzeno por grupos metila? Escreva o nome e
a fórmula estrutural desses compostos.
NH2 NH
4) Qual o tipo de isomeria que ocorre entre os compostos
abaixo? OH O OH
amida imino álcool
OH
e
7) Escreva a fórmula estrutural de todos os isômeros planos
que possuam fórmula molecular C4H10.
5) Dê todos os isômeros planos de fórmula C4H10O,
indique o nome, a fórmula estrutural e o grupo funcional a
que pertencem.

19 20

Estereoisomeria Estereoisomeria Geométrica


(Isomeria Espacial) ou Isomeria CIS-TRANS
Pode ser dividida em dois casos: Em compostos de cadeia acíclica quando dois carbonos
• Estereoisomeria (isomeria espacial) geométrica; fazem uma ligação simples é possível haver rotação entre
• Estereoisomeria (isomeria espacial) óptica; os átomos de C envolvidos sem que isso provoque o
Em ambos casos a fórmula plana dos isômeros é a mesma. rompimento da ligação entre eles:
É necessário visualizar o arranjo espacial dos átomos para
poder identificar a diferença entre os compostos. Para isso,
podemos utilizar modelos moleculares sólidos, softwares
especializados ou simplesmente desenharmos a podermos C C
distinguir estruturas diferentes utilizando quando possível
projeções convencionais IUPAC.
21 22

Por outro lado, quando dois carbonos estão ligados por uma
dupla ligação, qualquer tentativa de rotação entre os átomos a a a b
resultaria no rompimento da ligação π entre eles, o que
torna rígida a estrutura da molécula nesta região. C C C C
b b b a

C C
Note que os compostos são diferentes entre si pois um
Se os ligantes dos carbonos da dupla forem diferentes, aos jamais poderá converter-se no outro sem que haja
pares, poderemos observar que haverá duas possibilidades rompimento de ligações e portanto, reações químicas.
distintas de arranjo espacial entre os átomos.

23 24

4
Traçando uma linha imaginária sobre a ligação dupla que Exemplo 1: Fórmula molecular C4H8
divida a molécula em dois lados, podemos definir:
• Isômero CIS: possui ligantes iguais no mesmo lado;
• Isômero TRANS: possui ligantes iguais em lados opostos.
a a a b
C C C C CIS-2-buteno TRANS-2-buteno
b b b a PF: – 139ºC PF: – 106ºC

Isômero CIS Isômero TRANS

25 26

Em compostos de cadeia cíclica ocorre fenômeno similar,


Exemplo 2: Fórmula molecular C4H4O4
tornando a molécula rígida na região cíclica, podendo então
apresentar isomeria CIS-TRANS, bastando que pelo menos
O
O dois carbonos do ciclo possuam ligantes diferentes aos
OH pares.
HO
OH
OH a a a
O
b
O
b b b a
Ácido CIS-butenodióico Ácido TRANS-butenodióico
(ácido maléico) (ácido fumárico)
Isômero CIS Isômero TRANS
PF: 130,5ºC PF: 302ºC

27 28

Exemplo: Fórmula molecular C7H14 Estereoisomeria Óptica


Estereoisômeros são aqueles cuja única diferença está no
comportamento diante de uma luz polarizada.

A luz polarizada
A luz natural é composta por um conjunto de ondas
CIS-1,2-dimetilciclo- TRANS-1,2-dimetilciclo- eletromagnéticas que vibram em infinitos planos, quando a
pentano pentano luz atravessa uma substância polarizadora, apenas um feixe
PF: – 62ºC PF: – 120ºC de luz, que vibra num único plano, é transmitido, daí o
PE: 99ºC PE: 92ºC nome luz polarizada.
d20ºC = 0,772 g/mL d20ºC = 0,750 g/mL
29 30

5
Luz Natural
Luz Natural

Calcita (CaCO3)
Raio extraordinário

Luz Polarizada
Raio ordinário

31 32

Atividade óptica
Quando a luz polarizada atravessa um composto orgânico,
Luz polarizada
ocorre uma das seguintes situações:
Prisma de Nicol
a)

Raio extraordinário

A luz polarizada não sobre nenhum desvio ao atravessar a amostra


Raio ordinário
O composto NÃO APRESENTA ATIVIDADE ÓPTICA, ou seja, o
composto é OPTICAMENTE INATIVO

33 34

b) Rotação específica

A luz polarizada sobre um desvio para a DIREITA ao atravessar a


A rotação específica, [α]d de um composto depende do
número de moléculas que a luz polarizada atravessa, ou
amostra. O composto apresenta atividade óptica, ou seja, o composto
seja, a sua concentração, C, e também da distância que a
é opticamente ativo e chama-se DEXTRÓGIRO ou
luz percorre dentro da amostra (caminho óptico), L:
DEXTRORROTATÓRIO
α
Onde α é a rotação observada
c) [α]d =
L.C
A luz polarizada sobre um desvio para a ESQUERDA ao atravessar a quando C = 1g/mL e L = 1 cm, a rotação observada é igual
amostra. O composto apresenta atividade óptica, ou seja, o composto a rotação específica. Nessas condições [α]d é uma constante
é opticamente ativo e chama-se LEVÓRIGO ou física característica do composto opticamente ativo.
LEVORROTATÓRIO
35 36

6
Ex: Características estruturais para que uma
Composto [α]d (graus)
substância apresente atividade óptica
cânfora + 144,26
morfina – 132 Para que uma substância apresente atividade óptica, é
sacarose + 66,47 necessário que suas moléculas sejam assimétricas, ou seja,
colesterol – 31,5 não possuam nenhum plano de simetria.
Moléculas assimétrics, possuem pelo menos um carbono
penicilina V + 233 assimétrico (quiral) (C*). Para que um carbono seja
glutamato monossódico + 25,5 assimétrico ele deve possuir seus 4 ligantes diferentes entre
benzeno 0 si:
Cl Cl
ácido acético 0
C
OH H3C OH
37 H 38

Uma molécula assimétrica pode apresentar dois arranjos Estereoisômeros do 1-cloroetanol como imagens
geométricos diferentes para os ligantes do C*. A diferença especulares não superponíveis.
entre estes dois arranjos (configurações) é que as duas
estruturas não são superponíveis. Na verdade, elas são
imagens especulares não superponíveis uma da outra.

Cl Cl
O número máximo de estereoisômeros possíveis para uma
molécula assimétrica (quiral), pode ser calculado pela C C
fórmula 2n, onde n é o número de carbonos assimétricos H3C OH HO CH3
(quirais) que a molécula possui. H H

39 40

Enantiômeros
Dois compostos que são imagens especulares não Cl Cl
superponíveis um do outro são chamados
ENANTIÔMEROS. C C
H3C OH HO CH3
H H
Cl Cl
C C
H3C OH HO CH3 Enantiômeros do 1-cloroetanol, um DEXTRÓGIRO, o
H H outro LEVÓGIRO, porém não se pode identificar qual
estrutura é dextrógira e qual é levógira, isto só é possível
utilizando-se um polarímetro para se observar qual delas
desvia a luz para a esquerda e qual desvia para a direita.
Enantiômeros do 1-cloroetanol, um DEXTRÓGIRO, o
outro LEVÓGIRO, porém não se pode 41 42

7
Mistura racêmica Projeções:
Quando dois enantiômeros são misturados na mesma
proporção (1:1), o resultado não apresentará atividade
em cunha
óptica, e será denominado MISTURA RACÊMICA, já que
CH3
o desvio provocado por uma parte é anulado pelo desvio Cl
provocado pela outra. HO C H
O número máximo de misturas racêmicas é a metade do HO C CH3
número de estereoisômeros possíveis, ou seja, 2n-1, onde n é Cl C H
o número de carbonos assimétricos que a molécula possui. H
CH3
1-cloroetanol 3-cloro-2-butanol

43 44

Exercícios:
Projeção de Fischer
1) Indique a fórmula e o nome do hidrocarboneto e do
álcool saturado mais simples que apresentam
CH3 estereoisomeria óptica.
Cl
HO H
HO CH3 2) Indique a fórmula e o nome do alcano mais simples que
Cl H apresenta estereoisomeria óptica.
H
CH3 3) Indique a fórmula estrutural de todos os ácidos
carboxílicos com fórmula C5H10O2, estereoisômeros.

1-cloroetanol 3-cloro-2-butanol 4) Indique o número de isômeros ópticos possíveis e o


número de misturas racêmicas possíveis para os seguintes
45
compostos: 46

a) 2-metil-butan-1-ol 5) Dê as projeções de Fischer e em cunha para TODOS os


b) 3-cloro-2-metilpentano estereoisômeros dos seguintes compostos
c) ácido 2,3-di-hidroxibutanodióico
a) 2-metil-butan-1-ol
d) 2,3,4-tricloropentanal
b) 3-cloro-2-metilpentano
e) 3-metil-pent-1-eno
c) ácido 2,3-di-hidroxibutanodióico
f) 3,4-dimetil hexano
d) 2,3,4-tricloropentanal
g) 2,4-dicloro -3-metilpentano
e) 3-metil-pent-1-eno
h) 2,3-dicloro-4-metilpentano
f) 3,4-dimetil hexano
i) 2,3-dinitrobutano
g) 2,4-dicloro -3-metilpentano
j) 2,3,4,5-tetra hidróxi hexano
h) 2,3-dicloro-4-metilpentano
k) trans-1,2-dibromociclopropano
i) 2,3-dinitrobutano
l) trans-1,3-dimetilciclobutano
j) 2,3,4,5-tetra-hidróxi-hexano
k) trans-1,2-dibromociclopropano
l) trans-1,3-dimetilciclobutano
47 48

8
Diasteroisômeros diasteroisômeros
Moléculas que possuem dois ou mais C* apresentam
estereoisômeros que NÃO são imagens especulares não
sobreponíveis uns dos outros. Estes estereoisômeros são
chamados diasteroisômeros. a b c d
CH3 CH3 CH3 CH3
a b c d
HO H H OH H OH HO H
CH3 CH3 CH3 CH3
Cl H H Cl Cl H H Cl
HO H H OH H OH HO H
CH3 CH3 CH3 CH3
Cl H H Cl Cl H H Cl
CH3 CH3 CH3 CH3
diasteroisômeros
enantiômeros enantiômeros
49 50

Isômeros meso Configurações relativas D e L


Existem alguns casos em moléculas que apresentam 2 ou Não é possível identificar em termos absolutos se este ou
mais C* que existe um plano de simetria na molécula, aquele estereoisômero desvia a luz polarizada para este ou
gerando estereoisômeros sem atividade óptica. Tais aquele lado, isto só é possível se nos utilizarmos de um
estereoisômeros são denominados isômeros Meso. polarímetro, e então determinarmos a estrutura da molécula
por difração de raios X por exemplo.
CH3 CH3 CH3 CH3
Isto foi feito para o gliceraldeído identificando-se os
H OH HO H HO H H OH isômeros dextrógiro e levógiro.
OU
HO H H OH HO H H OH
CH3 CH3 CH3 CH3 CHO CHO
Isômero MESO HO H H OH
enantiômeros o tracejado indica o plano de
simetria do estereoisômero CH2OH CH2OH
51 L-gliceraldeído D-gliceraldeído 52

CHO CHO
Muitas moléculas têm sido comparadas então ao D e ao L-
gliceraldeído e então recebem configurações D e L relativas HO H H OH
aos mesmos. É o caso dos α-amino-ácidos, onde, a
carbonila do gliceraldeído é colocada no topo e os grupos
CH2OH CH2OH
OH e H são colocados na horizontal e então comparados. O L-gliceraldeído D-gliceraldeído
grupo carboxila (COOH) do α-amino-ácido é comparado à
carbonila (CHO) do gliceraldeído e o grupo NH2 ao grupo
OH. Por semelhança o amino-ácido recebe então a COOH COOH
configuração relativa D ou L.
NH2 H H NH2
CH2OH CH2OH
53
L- α-amino-ácido D- α-amino-ácido 54

9
Movimentos permitidos na projeção de Configurações relativas R e S
Fischer que NÃO alteram a estereoisomeria
do composto: Uma outra maneira de se indicar a configuração relativa
dos diferentes estereoisômeros é especificar regras de
seqüência para os quatro ligantes de um C assimétrico:
1- Giro de 180º no plano
Regra 1: observe os 4 átomos diretamente ligados ao C
2- Fixando-se um dos ligantes e girando os outros três
assimétrico e atribua prioridades segundo a ordem
livremente no sentido horário ou anti-horário
decrescente do nº atômico. O átomo de nº atômico maior é
o 1º da série e o de nº menor o 4º.
3- Troca de dois ligantes entre si em nº par (2,4... trocas)
Regra 2: se não conseguir chegar a uma decisão aplicando a
regra 1, compare os nº atômicos dos átomos seguintes em
cada substituinte, afastando-se sucessivamente do C*, até
55
que alguma diferença seja encontrada. 56

Regra 3: átomos de ligações múltiplas são considerados Configuração R: os ligantes de prioridades 1, 2 e 3


equivalentes ao mesmo nº de átomos com ligações simples. descrevem o movimento no sentido horário.
Por exemplo:
R do latim rectus que significa direito
C O
C C C C O C
C O
Configuração S: os ligantes de prioridades 1, 2 e 3
descrevem o movimento no sentido anti-horário.
Decidida a ordem de prioridade, coloque o ligante de
prioridade 4 no alto da projeção (de fischer ou cunha) S do latim sinistro que significa esquerdo.
fazendo um movimento permitido, então verifique qual
movimento é descrito pelos três primeiros (sentido horário
ou anti-horário).

57 58

Exemplo: ác. lático Exemplo: ác. lático


1 4
OH H
4 H COOH 2 2 HOOC OH 1
CH3 CH3
3 3
Sentido anti-horário, configuração S
Fixando este ligante
ácido (S)-lático

59 60

10