Você está na página 1de 3

LOUVAR O SENHOR

Subsídio litúrgico - Ano C


Diocese de Mogi das Cruzes

25.01.2019 – 3º Domingo do Tempo Comum – Verde – Ano V – Nº 495


Com. inicial: Reunidos no dia T. Confesso a Deus todo-poderoso
do Senhor, celebramos o mistério de e a vós, irmãos e irmãs, que pequei liturgia da palavra
Jesus, que se manifestou pelo amor e muitas vezes por pensamentos e pa-
misericórdia na história da humani- lavras, atos e omissões, (e, batendo no Com.: O anúncio do Reinado de Deus
dade. Ele, que trouxe nova alegria às peito dizem:) por minha culpa, minha ao qual se tem acesso pela conversão,
bodas de Caná, agora anuncia a li- tão grande culpa. E peço à Virgem exige a destruição de um tipo de exis-
bertação e a salvação a todos. Euca- Maria, aos anjos e santos e a vós, ir- tência para dar lugar a outra: o se-
ristia é celebração de irmãos, mem- mãos e irmãs, que rogueis por mim guimento fiel a Jesus Cristo.
bros do corpo de Cristo, chamados a a Deus, nosso Senhor.
viver o dom de salvação e comunica- S. Deus todo-poderoso tenha compai- 5. PRIMEIRA LEITURA
lo na missão de cada dia. xão de nós, perdoe os nossos pecados (Ne 8,2-4a.5-6.8-10)
e nos conduza à vida eterna. L. Leitura do Livro de Neemias
1. CANTO INICIAL T. Amém. – Naqueles dias, 2o sacerdote Esdras
Alegres vamos à casa do Pai/ e na apresentou a Lei diante da assem-
S. Senhor, tende piedade de nós.
alegria cantar seu louvor!/ Em sua bleia de homens, de mulheres e de
T. Senhor, tende piedade de nós.
casa, somos felizes,/ participamos da todos os que eram capazes de com-
S. Cristo, tende piedade de nós.
ceia do amor./ preender. Era o primeiro dia do sé-
T. Cristo, tende piedade de nós.
- A alegria nos vem do Senhor,/ seu timo mês. 3Assim, na praça que fica
S. Senhor, tende piedade de nós.
amor nos conduz pela mão./ Ele é luz defronte da porta das Águas, Esdras
T. Senhor, tende piedade de nós.
que ilumina o seu povo,/ com segu- fez a leitura do Livro, desde o ama-
rança lhe dá a salvação. nhecer até ao meio-dia, na presença
- O Senhor nos concede os seus bens,/ 3. HINO DE LOUVOR dos homens, das mulheres e de todos
nos convida à sua mesa sentar/ e parti- Glória a Deus nas alturas!/ E paz na os que eram capazes de compreender.
lha conosco o seu Pão,/ somos irmãos terra aos homens por Ele amados!/ E todo o povo escutava com atenção
ao redor deste altar. Senhor Deus, Rei dos céus, Deus Pai a leitura do livro da Lei. 4aEsdras, o
- Voltarei sempre à casa do Pai,/ do Todo-Poderoso,/ Nós vos louvamos!/ escriba, estava de pé sobre um estra-
meu Deus cantarei o louvor./ Só será Nós vos bendizemos!/ Nós vos ado- do de madeira, erguido para esse fim.
bem feliz uma vida/ que busque a ramos!/ Nós vos glorificamos!/ Nós 5
Estando num lugar, mais alto, ele
Deus como fonte de amor. vos damos graças por vossa imensa abriu o livro a vista de todo o povo.
glória!/ Senhor Jesus Cristo, Filho E, quando o abriu, todo o povo ficou
Unigênito, Senhor Deus,/ Cordeiro de pé. 6Esdras bendisse o Senhor, o
ritos iniciais
de Deus,/ Filho de Deus Pai!/ Vós que grande Deus, e todo o povo respon-
tirais o pecado do mundo,/ tende pie- deu, levantando as mãos: “Amém!
S. Em nome do Pai e do Filho e do dade de nós!/ Vós que tirais o pecado
Espírito Santo. Amém!” Depois inclinaram-se e
do mundo,/ acolhei a nossa súplica!/ prostraram-se diante do Senhor, com
T. Amém. Vós que estais à direita do Pai, Tende
S. O Senhor, que encaminha os nos- o rosto em terra. 8E leram clara e dis-
piedade de nós!/ Só vós sois o Santo,/ tintamente o livro da Lei de Deus e
sos corações para o amor de Deus e a só vós o Senhor,/ só vós o Altíssimo,/
constância de Cristo, esteja convosco. explicaram o seu sentido, de maneira
Jesus Cristo,/com o Espírito Santo, que se pudesse compreender a leitu-
T. Bendito seja Deus que nos reuniu na glória de Deus Pai!/ Amém!
no amor de Cristo. ra. 9O governador Neemias e Esdras,
sacerdote e escriba, e os levitas que
2. Ato Penitencial 4. ORAÇÃO DO DIA instruíam o povo, disseram a todos:
S. Oremos. “Este é um dia consagrado ao Se-
S. O Senhor Jesus, que nos convida
Deus eterno e todo-poderoso, dirigi nhor, vosso Deus! Não fiqueis tristes
à mesa da Palavra e da Eucaristia,
a nossa vida segundo o vosso amor, nem choreis”, pois todo o povo cho-
nos chama à conversão. Reconheça-
para que possamos, em nome do vos- rava ao ouvir as palavras da Lei. 10E
mos sermos pecadores e invoquemos
so Filho, frutificar em boas obras. Por Neemias disse-lhes: “Ide para vossas
com confiança a misericórdia do Pai.
nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Fi- casas e comei carnes gordas, tomai
(Silêncio...)
lho, na unidade do Espírito Santo. bebidas doces e reparti com aqueles
S. Confessemos os nossos pecados: T. Amém. que nada preparam, pois este dia é
PÁG 
santo para o nosso Senhor. Não fi- fracos são muito mais necessários do mo Teófilo. 4Deste modo, poderás ve- - Pelo Povo de Deus, para que apren- 13. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO
queis tristes, porque a alegria do Se- que se pensa. 23Também os membros rificar a solidez dos ensinamentos que da a escutar e apreciar cada vez mais a S. Ó Deus, acolhei com bondade as É O MEU CORPO QUE SERÁ EN-
nhor será a vossa força”. que consideramos menos honrosos, a recebeste. Naquele tempo, 4,14Jesus Palavra de Deus proclamada na Mis- oferendas que vos apresentamos para TREGUE POR VÓS.  
Palavra do Senhor. estes nós cercamos com mais honra, e voltou para a Galileia, com a força do sa, testemunhando-a na vida, rezemos que sejam santificadas e nos tragam a Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele,
T. Graças a Deus. os que temos por menos decentes, nós Espírito, e sua fama espalhou-se por ao Senhor; salvação. Por Cristo, nosso Senhor. tomando o cálice em suas mãos, vos
os tratamos com mais decência. 24Os toda a redondeza. 15Ele ensinava nas - Pelos pobres, os oprimidos, os per- T. Amém. deu graças novamente e o entregou a
6. SALMO RESPONSORIAL que nós consideramos decentes não suas sinagogas e todos o elogiavam. seguidos, para que acolham a Pala- seus discípulos, dizendo:
(Sl 18) precisam de cuidado especial. Mas 16
E veio à cidade de Nazaré, onde se vra de Deus, que é fonte autêntica de 14. ORAÇÃO EUCARÍSTICA TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE
T. Vossas palavras, Senhor, são espí- Deus, quando formou o corpo, deu tinha criado. Conforme seu costume, libertação e transformação, rezemos (Diversas Circunstâncias II – p. 848) É O CALICE DO MEU SANGUE,
rito e vida! maior atenção e cuidado ao que nele é entrou na sinagoga no sábado, e levan- ao Senhor; O SANGUE DA NOVA E ETERNA
S. O Senhor esteja convosco.
- 8A lei do Senhor Deus é perfeita, con- tido como menos honroso, 25para que tou-se para fazer a leitura. 17Deram- - Por todas as pastorais, serviços, asso- ALIANÇA QUE SERÁ DERRAMA-
T. Ele está no meio de nós.
forto para a alma! O testemunho do Se- não haja divisão no corpo e assim, os lhe o livro do profeta Isaías. Abrindo o ciações e movimentos de nossa comu- DO POR VÓS E POR TODOS PARA
nhor é fiel, sabedoria dos humildes. membros zelem igualmente uns pelos Livro, Jesus achou a passagem em que nidade, para que deem testemunho de S. Corações ao alto. REMISSÃO DOS PECADOS. FA-
- 9Os preceitos do Senhor são preci- outros. 26Se um membro sofre, todos está escrito: 18“O Espírito do Senhor serviço à Palavra, rezemos ao Senhor; T. O nosso coração está em Deus. ZEI ISSO EM MEMÓRIA DE MIM
sos, alegria ao coração. O mandamen- os membros sofrem com ele; se é hon- está sobre mim, porque ele me con- S. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. S. Eis o mistério da fé!
- Preces da comunidade... T. É nosso dever e nossa salvação.
to do Senhor é brilhante, para os olhos rado, todos os membros se regozijam sagrou com a unção para anunciar a T. Salvador do mundo, salvai-nos,
é uma luz. com ele. 27Vós, todos juntos, sois o Boa-nova aos pobres; enviou-me para S. Pai santo, ouvi nossas preces e S. Na verdade, é justo e necessário, é vós que nos libertastes pela cruz e
- 10É puro o temor do Senhor, imutável corpo de Cristo e, individualmente, proclamar a libertação aos cativos e nosso desejo de fazermos com que a nosso dever e salvação dar-vos graças, ressurreição.
para sempre. Os julgamentos do Se- sois membros desse corpo. 28E, na aos cegos a recuperação da vista; para libertação, o amor e a misericórdia se sempre em todo o lugar, Senhor, Pai S. Celebrando, pois, ó Pai santo, a
nhor são corretos e justos igualmente. Igreja, Deus colocou, em primeiro lu- libertar os oprimidos 19e para procla- cumpram em nosso meio. Por Cristo, santo, criador do mundo e fonte da memória de Cristo, vosso Filho, nos-
- 15Que vos agrade o cantar dos meus gar, os apóstolos; em segundo lugar, os mar um ano da graça do Senhor”. nosso Senhor. vida. Nunca abandonais a obra da vos- so Salvador, que pela paixão e morte
lábios e a voz da minha alma; que ela profetas; em terceiro lugar, os que têm 20
Depois fechou o livro, entregou-o T. Amém! sa sabedoria, agindo sempre no meio de cruz fizestes entrar na glória da res-
chegue até vós, ó Senhor, meu Roche- o dom e a missão de ensinar; depois, ao ajudante, e sentou-se. Todos os que de nós. Com vosso braço poderoso, surreição e colocastes à vossa direita,
do e Redentor! outras pessoas com dons diversos, a estavam na sinagoga tinham os olhos liturgia eucarística guiastes pelo deserto o vosso povo de anunciamos a obra do vosso amor
saber: dom de milagres, dom de curas, fixos neles. 21Então começou a dizer- Israel. Hoje, com a luz e a força do até que ele venha, e vos oferecemos
7. SEGUNDA LEITURA dom para obras de misericórdia, dom lhes: “Hoje se cumpriu esta passagem Com.: A mesa da Eucaristia prevê a
Espírito Santo, acompanhais sempre a o pão da vida e o cálice da bênção.
(1Cor 12,12-30) de governo e direção, dom de línguas. da Escritura que acabastes de ouvir”. partilha dos bens. Ninguém deve pas- vossa Igreja, peregrina neste mundo; e Olhai com bondade para a oferta da
L. Leitura da Primeira Carta de São 29
Acaso todos são apóstolos? Todos Palavra da Salvação. sar necessidade. Partilhemos agora por Jesus Cristo, vosso Filho, a acom- vossa Igreja. Nela vos apresentamos
Paulo aos Coríntios. – Irmãos, 12como são profetas? Todos ensinam? Todos T. Glória a vós, Senhor. nossos dons e nossa vida, na busca panhais pelos caminhos da história até o sacrifício pascal de Cristo, que vos
o corpo é um, embora tenha muitos realizam milagres? 30Todos têm o dom de vivenciarmos a comunhão que nos a felicidade perfeita em vosso reino. foi entregue. E concedei que pela for-
membros, e como todos os membros das curas? Todos falam em línguas? Homilia... une em Cristo. Por essa razão, também nós, com os ça do Espírito do vosso amor, sejamos
do corpo, embora sejam muitos, for- Todos as interpretam? anjos e santos, proclamamos a vossa contados, agora e por toda a eternida-
mam um só corpo, assim também Palavra do Senhor. 10. Profissão de fé PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS
glória, cantando a uma só voz: de, entre os membros do vosso filho,
acontece com Cristo. 13De fato, todos T. Graças a Deus. (Símbolo Apostólico) T. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus cujo Corpo e Sangue comungamos.
nós, judeus ou gregos, escravos ou li- T. Creio em Deus, Pai todo-podero-
12. CANTO do universo! O céu e a terra procla- T. Aceitai, ó Senhor, a nossa oferta!
- Que maravilha, Senhor, estar aqui!/
vres, fomos batizados num único Es- 8. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO so, criador do céu e da terra. E em
Sentir-se Igreja reunida a celebrar./
mam a vossa glória. Hosana nas al- S. Fortalecei, Senhor, na unidade os
pírito, para formamos um único cor- Aleluia, Aleluia, Aleluia. Jesus Cristo, seu único Filho, nosso turas! Bendito o que vem em nome convidados a participar da vossa mesa.
Apresentando os frutos do caminho,/
po, e todos nós bebemos de um único - Foi o Senhor quem me mandou, Senhor, (todos se inclinam às palavras do Senhor! Hosana nas alturas. Em comunhão com o nosso papa Fran-
no pão e vinho, ofertas desse altar.
Espírito. 14Com efeito, o corpo não é Boas notícias anunciar; ao pobre, a seguintes até da Virgem Maria) que foi S. Na verdade, vós sois santo e digno de cisco, e o nosso bispo Pedro Luiz, com
Bendito sejais por todos os dons!/
feito de um membro apenas, mas de quem está no cativeiro, libertação eu concebido pelo poder do Espírito louvor ó Deus, que amais os seres hu- todos os bispos, presbíteros, diáconos e
Bendito sejais pelo vinho e pelo
muitos membros. 15Se o pé disser: “Eu vou proclamar! Santo; nasceu da Virgem Maria; manos e sempre os assistis no caminho com todo o vosso povo, possamos irra-
pão!/: Bendito, bendito,/ Bendito
não sou mão, portanto não pertenço ao padeceu sob Pôncio Pilatos, foi cru- da vida. Na verdade, é bendito o vosso diar confiança e alegria e caminhar com
seja Deus para sempre.
corpo”, nem por isso deixa de perten- 9. EVANGELHO cificado, morto e sepultado. Desceu
- Que grande bênção servir nesta
Filho, presente no meio de nós, quan- fé e esperança pelas estradas da vida.
cer ao corpo. 16E se o ouvido disser: (Lc 1,1-4; 4,14-21) à mansão dos mortos; ressuscitou do nos reunimos por seu amor. Como T. Tornai viva nossa fé, nossa espe-
missão,/ missão de Cristo, tarefa do
“Eu não sou olho, portanto não per- S. O Senhor esteja convosco! ao terceiro dia, subiu aos céus; está outrora aos discípulos, ele nos revela as rança!
cristão./ Tornar-se Igreja, formar co-
tenço ao corpo”, nem por isso deixa de T. Ele está no meio de nós. sentado à direita de Deus Pai todo- Escrituras e parte o pão para nós. S. Lembrai-vos dos nossos irmãos e ir-
munidade,/ ser solidário, tornar-se um
pertencer ao corpo. 17Se o corpo todo S. Proclamação do Evangelho de Je- poderoso, donde há de vir a julgar T. O vosso Filho permaneça entre mãs que adormeceram na paz do vosso
povo irmão.
fosse olho, onde estaria o ouvido? Se sus Cristo, segundo Lucas. os vivos e os mortos. Creio no Espí- nós Cristo, e de todos os falecidos, cuja fé
- Que graça imensa viver a mesma fé;/
o corpo todo fosse ouvido, onde esta- T. Glória a vós, Senhor. rito Santo; na Santa Igreja católica; S. Nós vos suplicamos, Pai de bonda- só vós conhecestes: acolhei-os na luz
ter esperança num mundo bem me-
ria o olfato? 18De fato, Deus dispôs os 1
Muitas pessoas já tentaram escrever na comunhão dos santos; na remis- de, que envieis o vosso Espírito Santo da vossa face e concedei-lhes, no dia
lhor;/ na caridade sentir-se familiares,/
membros e cada um deles no corpo, a história dos acontecimentos que se são dos pecados; na ressurreição da para santificar estes dons do pão e do da ressurreição, a plenitude da vida.
lutando juntos em nome do Senhor.
como quis. 19Se houvesse apenas um realizaram entre nós, 2como nos foram carne; na vida eterna. Amém. vinho, a fim de que se  tornem para T. Concedei-lhes, ó Senhor, a luz
membro, onde estaria o corpo? 20Há transmitidos por aqueles que, desde o S. Orai, irmãos e irmãs, para que o nós o Corpo e † o Sangue de nosso eterna!
muitos membros, e, no entanto, um só princípio, foram testemunhas oculares 11. Oração dos Fiéis nosso sacrifício seja aceito por Deus Senhor Jesus Cristo. S. Concedei-nos ainda, no fim da nos-
corpo. 21O olho não pode, pois dizer à e ministros da palavra. 3Assim sendo, S. Ao Deus de misericórdia, apresen- Pai todo-poderoso. T. Mandai o vosso Espírito Santo! sa peregrinação terrestre, chegarmos
mão: “Não preciso de ti”. Nem a cabe- após fazer um estudo cuidadoso de temos nossa oração confiante e nosso T. Receba o Senhor por tuas mãos S. Na véspera de sua paixão, durante todos à morada eterna, onde viveremos
ça pode dizer aos pés: “Não preciso de tudo o que aconteceu desde o prin- desejo de colocarmos em prática sua este sacrifício, para a glória do seu a última Ceia, ele tomou o pão, deu para sempre convosco. E em comu-
vós”. 22Antes pelo contrário, os mem- cípio, também eu decidi escrever de Palavra. Rezemos: nome, para nosso bem e de toda a graças e o partiu e deu a seus discípu- nhão com a bem-aventurada Virgem
bros do corpo que parecem ser mais modo ordenado para ti, excelentíssi- T. Senhor, escutai a nossa prece! santa Igreja. los, dizendo:  Maria, com os Apóstolos e Mártires,
PÁG  PÁG 
N. (o santo do dia ou padroeiro) e todos os - Não é feliz quem não sabe dar,/ 20. REFLEXÃO
Santos, vos louvaremos e glorificare- quem não aprende a lição do altar,/ de “Hoje se cumpriu esta passagem
mos, por Jesus Cristo, vosso Filho. abrir a mão e o coração para doar-se da Escritura que acabais de ouvir”
Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a no próprio dar. – Lc 4,21. Lucas estabelece com
vós, Deus Pai todo-poderoso, na uni- - Abri, Senhor, estas minhas mãos/ clareza desde o princípio, o obje-
dade do Espírito Santo, toda a honra e que, para tudo guardar se fecham!/
tivo do seu evangelho: fazer com
toda a glória, agora e para sempre. abri minha alma, meu coração, para
T. Amém. doar-me no eterno dom. que todos os que amam a Deus,
percebam a solidez da catequese
15. RITO DA COMUNHÃO 17. oração pós-comunhão recebida. Ora, a catequese é aci-
S. Rezemos, com amor e confiança, a S. Oremos. ma de tudo a busca do sentido que
oração que o Senhor Jesus nos ensinou: Concedei-nos, Deus todo-poderoso, as testemunhas oculares deram ao
T. Pai nosso que estais... que, tendo recebido a graça de uma acontecimento à luz da Páscoa. E
nova vida, sempre nos gloriemos dos eis como essas testemunhas pro-
S. Livrai-nos de todos os males... curam dar um significado ao que
vossos dons. Por Cristo, nosso Senhor.
T. Vosso é o reino, o poder e a gló-
T. Amém. aconteceu na sinagoga de Nazaré.
ria para sempre!
S. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos O comportamento de Jesus: levan-
ritos finais tar-se, tomar um livro, abri-lo, ler,
vossos Apóstolos...
T. Amém. e explicar, já faz com que seja vis-
18. BÊNÇÃO to como um Escriba, e não como
S. A paz do Senhor esteja sempre S. O Senhor esteja convosco. um dos muitos. O testemunho da
convosco. T. Ele está no meio de nós. Escritura, e o seu próprio testemu-
T. O amor de Cristo nos uniu. S. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, nho, afirmam que nele se realiza
S. Irmãs e irmãos, saudai-vos em Pai e Filho † e Espírito Santo. o que o profeta anunciou: o con-
Cristo Jesus. T. Amém.
teúdo da jubilosa mensagem aos
S. Ide em paz e o Senhor vos acom-
Cordeiro de Deus, que tirais... pobres é a liberdade. Jesus deixa
panhe.
S. Eu sou a luz do mundo; quem me T. Graças a Deus. de lado as sutilezas dos comenta-
segue não andará nas trevas, mas terá dores habituais, que se inspiram
a luz da vida. 19. CANTO DE DESPEDIDA nos rabinos, e vai diretamente à
Eis o Cordeiro de Deus que tira o pe- - Uma entre todas foi a esco- intenção do anúncio profético.
cado do mundo. lhida:/ foste tu Maria, serva prefe- Hoje, tão certo quanto vocês es-
T. Senhor, eu não sou digno (a) de rida./ Mãe do meu Senhor,/ Mãe do cutam, este anúncio de libertação
que entreis em minha morada, mas meu Salvador. para os oprimidos, esta boa nova
dizei uma palavra e serei salvo (a). Maria,  cheia de graça e consolo,/ para os pobres, é uma realidade!
venha caminhar com teu povo./ Nos- Acabou o tempo das palavras, o
16. CANTO DA COMUNHÃO sa Mãe sempre serás! tempo das esperas, ou promessas
O pão da vida, a comunhão,/ nos une a - Roga pelos pecadores desta terra,/ adiadas ou renovadas; aqui e ago-
Cristo e aos irmãos;/ e nos ensina abrir roga pelo povo que em seu Deus es- ra se inicia o cumprimento. É isto
as mãos/ para partir, repartir o pão. pera./ Mãe do meu Senhor,  Mãe do em substância o que Jesus afirma.
- Lá no deserto a multidão/ com fome meu Salvador. Por isto, no “hoje” de nossa cami-
segue o Bom Pastor,/ com sede busca nhada de fé, a liturgia da Palavra
a nova Palavra: Jesus tem pena e re- não é uma simples lição moral,
parte o pão.
mas proclama o cumprimento do
- Na Páscoa nova da Nova Lei,/ quan-
desígnio do Pai no hoje da vida,
do amou-nos até o fim,/ partiu o pão e
disse: “Isto é meu corpo por vós doa- e da assembleia. Hoje também a
do: tomai, comei”. Palavra quer tornar-se carne para
- Se neste Pão, nesta comunhão,/ Je- nossa vida.
sus por nós dá a própria vida,/ vamos (Pe. Claudionir Braga do Carmo)
também repartir os dons, doar a vida
LEITURAS DA SEMANA: 2ª f.: Hb9,15.24-28; Sl
por nosso irmão. 97; Mc 3,22-30 – 3º f.: Hb 10,1-10; Sl 39; Mc 3,31-
- Onde houver fome, reparte o pão/ e 35 – 4ª f.: Hb 10,11-18; Sl 109; Mc 4,1-20 – 5ª f.: Hb
tuas trevas hão de ser luz;/ encontra- 10,19-25; Sl 23; Mc 4,21-25 – 6ª f.: Hb 10,32-39; Sl
36; Mc 4,26-34 – Sábado: Ml 3,1-4; Sl 23; Lc 2,22-
rás Cristo no irmão,/ serás bendito do 40 – DOMINGO: Jr 1,4-5.17-19; Sl 70; 1Cor 12,31-
eterno Pai. 13,13; Lc 4,21-30.

RESPONSABILIDADE: Diocese de Mogi das Cruzes


DISTRIBUIÇÃO INTERNA
Rua Ipiranga, 1469 - Vila Santista - Mogi das Cruzes/SP - Telefone: (11) 4724-9734
PÁG