Você está na página 1de 6

Ficha de Avaliação

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO
Tipo de Avaliação: AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS
Instituição de Ensino: UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO (UFMA)
Programa: Ciência da Computação (20001010022P0)
Modalidade: ACADÊMICO
Área de Avaliação: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO
Período de Avaliação: Avaliação Quadrienal
Data da Publicação: 20/09/2017

Parecer da comissão de área


1 – Proposta do Programa

Itens de Avaliação Peso Avaliação


1.1. Coerência, consistência, abrangência e atualização das áreas de concentração, 35.0 Bom
linhas de pesquisa, projetos em andamento e proposta curricular.
1.2. Planejamento do programa com vistas a seu desenvolvimento futuro, contemplando
os desafios internacionais da área na produção do conhecimento, seus propósitos na 35.0 Regular
melhor formação de seus alunos, suas metas quanto à inserção social mais rica dos seus
egressos, conforme os parâmetros da área.
1.3. Infraestrutura para ensino, pesquisa e, se for o caso, extensão. 30.0 Bom

Conceito da Comissão: Bom


Apreciação: A proposta do programa atende aos requisitos definidos no documento de área no que tange aos
critérios de coerência, consistência e abrangência das áreas de concentração. O programa possui duas linhas de
pesquisa (Modelagem Computacional e Arquitetura de Sistemas Computacionais) para um total de 12 docentes.

A proposta curricular contempla um leque com 26 disciplinas, sendo duas disciplinas básicas e uma disciplina de
Seminários em Computação. Sobre a formação básica dos alunos, apenas uma disciplina dentre as básicas (Projeto
de Software e Projeto e Análise de Algoritmos) é obrigatória. Recomenda-se ampliar o elenco de disciplinas básicas
para atender aos alunos que ingressem no curso com deficiências de formação.

Os projetos de pesquisa contemplam as duas linhas de pesquisa do programa, sendo que vários docentes participam
e/ou coordenam projetos com apoio de agências de fomento.

Sobre as ações de planejamento que visam o desenvolvimento futuro do programa, foram estabelecidos critérios de
credenciamento e permanência de docentes. Há planos para fortalecer as colaborações nacionais e estabelecer
novas colaborações internacionais. Apesar da melhora com relação à avaliação anterior, o programa deve continuar
trabalhando no sentido de desenvolver e aprimorar ações de planejamento que visam o seu desenvolvimento futuro e
seu crescimento institucional.

08/01/2019 18:07:40 1
Ficha de Avaliação

A infraestrutura de ensino e pesquisa é boa, com vários laboratórios a possibilitar o desenvolvimento de atividades de
pós-graduação nas linhas de pesquisa do programa.

2 – Corpo Docente

Itens de Avaliação Peso Avaliação


2.1. Perfil do corpo docente, consideradas titulação, diversificação na origem de formação,
aprimoramento e experiência, e sua compatibilidade e adequação à Proposta do 30.0 Bom
Programa.
2.2. Adequação e dedicação dos docentes permanentes em relação às atividades de 30.0 Fraco
pesquisa e de formação do programa.
2.3. Distribuição das atividades de pesquisa e de formação entre os docentes do 30.0 Bom
programa.
2.4. Contribuição dos docentes para atividades de ensino e/ou de pesquisa na graduação,
com atenção tanto à repercussão que este item pode ter na formação de futuros
ingressantes na PG, quanto (conforme a área) na formação de profissionais mais 10.0 Bom
capacitados no plano da graduação. Obs.: este item só vale quando o PPG estiver ligado
a curso de graduação; se não o estiver, seu peso será redistribuído proporcionalmente
entre os demais itens do quesito.

Conceito da Comissão: Regular


Apreciação: O corpo docente possui formação diversificada em Computação e áreas correlatas concluída em
instituições de bom nível. A formação do corpo docente é compatível com as linhas de pesquisa do programa. No
ano de 2016, dentre os docentes permanentes, 2 possuíam bolsa de Produtividade em Pesquisa do CNPq e 2
possuíam bolsa DT. Além disso, um docente possui bolsa de produtividade da FAPEMA.

Em média, durante o quadriênio, o corpo docente do programa foi formado por 10.75 docentes permanentes e 2.25
docentes colaboradores. Foram considerados 11.0 professores ativos, em média, no quadriênio. Destes, 6 docentes
permanentes participam de outros programas (ou seja, 58.33% do corpo docente). O documento de área estabelece
o limite de 30%. Portanto, o programa não atende uma recomendação do documento de área.

Há um bom número de projetos apoiados por agências de fomento e em colaboração com diversas instituições, que
contam com a participação e/ou coordenação de docentes do programa. Contudo, a participação de docentes em
comitês de conferências e corpo editorial de periódicos de alta qualidade ainda é pequena.
Durante o quadriênio, 13 docentes permanentes distintos ministraram disciplinas no programa.

Foram oferecidas 56 turmas de disciplinas durante o quadriênio.


A carga horária didática na pós-graduação é adequada e bem distribuída pelo corpo docente, sendo que
praticamente todos os pesquisadores permanentes atuam no ensino de graduação, o que é bastante positivo.

3 – Corpo Discente, Teses e Dissertações

08/01/2019 18:07:40 2
Ficha de Avaliação

Itens de Avaliação Peso Avaliação


3.1. Quantidade de teses e dissertações defendidas no período de avaliação, em relação 20.0 Bom
ao corpo docente permanente e à dimensão do corpo discente.
3.2. Distribuição das orientações das teses e dissertações defendidas no período de 15.0 Bom
avaliação em relação aos docentes do programa.
3.3. Qualidade das Teses e Dissertações e da produção de discentes autores da pós-
graduação e da graduação (no caso de IES com curso de graduação na área) na 50.0 Regular
produção científica do programa, aferida por publicações e outros indicadores pertinentes
à área.
3.4. Eficiência do Programa na formação de mestres e doutores bolsistas: Tempo de 15.0 Muito Bom
formação de mestres e doutores e percentual de bolsistas titulados.

Conceito da Comissão: Bom


Apreciação: No período anterior este quesito não foi avaliado, pois o programa ainda não havia formado mestres.
No quadriênio, foram defendidas 50 dissertações de mestrado, variando de 11 a 14 defesas por ano, ou seja,
aproximadamente 1.1 defesa para cada professor ativo por ano, o que pode ser considerado adequado,
principalmente por se tratar de um programa novo.

As orientações são bem distribuídas entre docentes e linhas de pesquisa.

Observa-se que há participação de discentes nas publicações do programa, porém essa participação é modesta,
com apenas 15% (aproximadamente) das publicações tendo ao menos um coautor discente ou egresso.

No quadriênio, os alunos concluem as dissertações em tempo médio de 25.88 meses, muito bom tendo em vista os
parâmetros da área.

4 – Produção Intelectual

Itens de Avaliação Peso Avaliação


4.1. Publicações qualificadas do Programa por docente permanente. 65.0 Regular
4.2. Distribuição de publicações qualificadas em relação ao corpo docente permanente do 30.0 Bom
Programa.
4.3. Produção técnica, patentes e outras produções consideradas relevantes. 5.0 Regular
4.4. Produção Artística, nas áreas em que tal tipo de produção for pertinente. - Não Aplicável

Conceito da Comissão: Regular


Apreciação: A produção acadêmica do programa no período foi regular. Os índices IGeral e IRestrito colocam o
programa entre os 30% menos produtivos da área.

Considerando a produção acadêmica destacada pelo programa (4*N), a qualidade e regularidade dos veículos têm
apresentado crescimento no quadriênio. Contudo, observa-se que existe: (i) alguma concentração em torno de
alguns veículos, (ii) a reduzida participação discente, e (iii) a baixa participação de alguns docentes são pontos de
atenção a serem melhorados.

08/01/2019 18:07:40 3
Ficha de Avaliação

A produção técnica é regular. O relatório não apresenta destaques neste item.

5 – Inserção Social

Itens de Avaliação Peso Avaliação


5.1. Inserção e impacto regional e (ou) nacional do programa. 35.0 Regular
5.2. Integração e cooperação com outros programas e centros de pesquisa e
desenvolvimento profissional relacionados à área de conhecimento do programa, com 50.0 Bom
vistas ao desenvolvimento da pesquisa e da pós-graduação.
5.3 - Visibilidade ou transparência dada pelo programa a sua atuação. 15.0 Bom

Conceito da Comissão: Bom


Apreciação: A inserção social do programa é regular, considerando a atuação dos egressos do curso, a criação de
de startups e interação com empresas da região.

O programa tem atraído candidatos dos estados vizinhos, o que mostra um viés positivo de crescimento e de
potencial impacto regional.

O programa tem bom histórico de cooperação com outros programas de pós-graduação do país, contribuindo para
formação qualificada de profissionais e para o crescimento da área estado. As cooperações com instituições do
exterior estão iniciando, o que é bastante positivo.

O programa disponibiliza informações sobre suas atividades acadêmicas em páginas atualizadas de divulgação
divulgados no sítio web.

Qualidade dos Dados

Quesitos de Avaliação Peso Avaliação


1 – Proposta do Programa - Bom
2 – Corpo Docente 20.0 Bom
3 – Corpo Discente, Teses e Dissertações 30.0 Bom
4 – Produção Intelectual 40.0 Bom
5 – Inserção Social 10.0 Bom

Conceito da Comissão: Bom

Apreciação: Não foram detectados problemas no preenchimento.

08/01/2019 18:07:40 4
Ficha de Avaliação

Parecer da comissão de área sobre o mérito do programa

Quesitos de Avaliação Peso Avaliação


1 – Proposta do Programa 0.0 Bom
2 – Corpo Docente 20.0 Regular
3 – Corpo Discente, Teses e Dissertações 30.0 Bom
4 – Produção Intelectual 40.0 Regular
5 – Inserção Social 10.0 Bom

Nota: 3
Apreciação
O programa iniciou suas atividades em 2011. No quadriênio avaliado, o programa demonstrou crescimento
em vários aspectos, incluindo a sua produção qualificada, formação de mestres, projetos e qualificação do
corpo docente. Recomenda-se melhorar a participação discente na produção, a distribuição entre os
docentes ea distribuição entre veículos de publicação de alto nível.

Também recomenda-se que o programa se atente a todas as recomendações do documento de área da


Computação, de forma a promove-las por completo ao longo do próximo quadriênio.

Recomenda-se a manutenção da nota 3.

Membros da Comissão de Avaliação


Nome Instituição
ALBA CRISTINA MAGALHAES ALVES DE MELO UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
AVELINO FRANCISCO ZORZO (Coordenador Adjunto de PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE
Programas Profissionais) DO SUL
ALTIGRAN SOARES DA SILVA Universidade Federal do Amazonas
ALESSANDRO FABRICIO GARCIA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE
JANEIRO
RODOLFO JARDIM DE AZEVEDO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS
ANTONIO JORGE GOMES ABELEM UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
LUIZ SATORU OCHI UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE
LUIZ CHAIMOWICZ UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS
TERESA BERNARDA LUDERMIR UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
CARLA MARIA DAL SASSO FREITAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
PHILIPPE OLIVIER ALEXANDRE NAVAUX (Coordenador de UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
Área)
CLAUDIA LINHARES SALES UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ
CARINA FRIEDRICH DORNELES UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA
GUILHERME HORTA TRAVASSOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
DENISE STRINGHINI UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO
MARCONE JAMILSON FREITAS SOUZA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO
ADENAUER CORREA YAMIN UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
HERMES SENGER UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS

08/01/2019 18:07:40 5
Ficha de Avaliação

Membros da Comissão de Avaliação


Nome Instituição
CLÁUDIO LEONARDO LUCCHESI FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO
DO SUL
EDSON NORBERTO CÁCERES (Coordenador Adjunto de FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO
Programas Acadêmicos) DO SUL
EDWARD DAVID MORENO ORDONEZ FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE
PAULO CESAR MASIERO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ( SÃO CARLOS )
MARIA DA GRACA CAMPOS PIMENTEL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ( SÃO CARLOS )

Complementos
Apreciações ou sugestões complementares sobre a situação ou desempenho do programa.
nada a declarar.
Recomendações da Comissão ao Programa.
A comissão recomenta a manutenção da nota 3.
A CAPES deve promover visita de consultores ao Programa?
Não
A Comissão recomenda mudança de área de avaliação?
Não
A Comissão recomenda a mudança de modalidade do programa?
Não

Parecer do CTC sobre o mérito da proposta


Parecer Final
Nota: 3

Apreciação
O CTC-ES ampliado, em sua 172ª reunião, destinada a avaliar os programas analisados durante a
Quadrienal 2017, aprova as deliberações e recomendações elaboradas pela Comissão de Área ratificando
a nota por ela atribuída.

08/01/2019 18:07:40 6