Você está na página 1de 2

Lição 10 – SANTA CEIA E BATISMO

SANTA CEIA
INTRODUÇÃO
Jesus tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu
corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim.
Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento
no meu sangue, que é derramado por vós. Lucas 22:19,20.
A ceia do Senhor foi observada continuamente pela Igreja Primitiva (At 2.42;20.7). A
observação regular desse ordenança é essencial as igrejas locais. A Ceia é um ato de culto
da igreja local. É a comunhão dos crentes com Cristo, pela fé. É também a comunhão entre
irmãos, em Cristo. Por isso também chamada de Mesa da Comunhão.
A Ceia é uma das ordenanças deixadas por Jesus (1Co 11.24-26). A outra é o batismo(Mt
28.19). a Ceia do senhor é para os que são batizados e que estejam em comunhão na
igreja local ou igreja ao qual pertence(At 2.41-42). Essas ordenanças não salvam,
participamos do batismo e da ceia porque fomos salvos e não para sermos salvos.
Por que pão e vinho?
Jesus escolheu dois elementos simples e comuns da época para simbolizar seu corpo e
sangue não há transformação dos elementos apenas simbolismo, o alvo central da Ceia é
Cristo. O pão é um alimento simples no saciar da fome, o vinho é o suco de uva fermentado
e na antiguidade era sempre acompanhado pelo pão para sustento físico.
Paulo destaca cinco atitudes a serem observadas durante a ceia: (1Co 11.23-34)
1- Gratidão: “tendo dado graças” – 1Co. 11-24
2- Lembrança: “fazei isto em memória de mim” – 1Co 11. 24-25
3- Proclamação: “anunciai a morte do Senhor” – 1Co 11-26
4- Esperança: “até que ele venha” – 1Co 11-26
5- Autoexame: “Examine-se, pois, o homem a si mesmo – 1Co 11-28
BATISMO
INTRODUÇÃO
No primeiro século, esse processo de imergir, mergulhar o tecido resultando na mudança da
cor, era chamado de baptizo. É um termo da língua grega, traduzido por batizar.
A ordem do batismo - O batismo é uma das ordenanças da igreja. Ordenança é um rito
prescrito por Jesus para ser observado por Sua igreja. O batismo identifica, perante o
mundo, que você é crente, salvo por Cristo. Foi ordenado por Jesus, após Sua ressurreição.
O significado do batismo - Nos escritos de Paulo, o batismo simboliza morrer para o
mundo e ressuscitar para uma nova vida com Deus (leia Rm 6.3-4; Cl 2.12). É a sua
identificação com Jesus.
O modo do batismo
Há três modos de batismo
Aspersão – “molhar com pequenas gotas, borrifar, aspergir”
Afusão – “jorrar água de pequena altura sobre o corpo”
Imersão – “mergulhar na água, ser coberto” (forma de batismo usada em nossa
Comunidade Cristã Betesda)
A ocasião do batismo - Com muita sabedoria e discernimento, Filipe explicou que a
primeira condição seria crer em Jesus. “Eu creio”, disse o etíope, e foi batizado, pois ali
havia água.
A bênção do batismo - Conforme Romanos 6.3-7, o batismo significa para o crente:
1. que ele está morto para o pecado;
2. que ele foi sepultado juntamente com Cristo;
3. que ele foi ressuscitado juntamente com Cristo;
4. que ele é chamado para andar em novidade de vida.
A bênção do batismo - “Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe,
não o vendo mais o eunuco; e este foi seguindo o seu caminho, cheio de júbilo” (At 8.39)
Resumindo:
1. O batismo é uma ordenança da Igreja.
2. Essa ordem foi deixada por Jesus Cristo.
3. O batismo confirma um renascer espiritual: morrer para o mundo e nascer para Deus.
4. O batismo é a sua identificação com Cristo.
5. O batismo deve ser feito com água, em nome de Deus Pai, Filho e Espírito Santo.
6. O batismo deve ser realizado depois da aceitação e declaração de que Jesus é seu
Salvador.
7. O batismo é testemunho de fé; é o ingresso na igreja local; é motivo de alegria no
coração.