Você está na página 1de 13

Basta um dia Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão

Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair


"Pra mim Pra que somar se a gente pode dividir
Basta um dia Eu francamente já não quero nem saber
Não mais que um dia De quem não vai porque tem medo de sofrer
Um meio dia Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
Me dá Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não
Só um dia
E eu faço desatar Vinícius de Moraes
A minha fantasia
Só um
Belo dia Soneto do amor total
Pois se jura, se esconjura
Se ama e se tortura Amo-te tanto, meu amor... não cante
Se tritura, se atura e se cura O humano coração com mais verdade...
A dor Amo-te como amigo e como amante
Na orgia Numa sempre diversa realidade
Da luz do dia
É só Amo-te afim, de um calmo amor prestante,
O que eu pedia E te amo além, presente na saudade.
Um dia pra aplacar Amo-te, enfim, com grande liberdade
Minha agonia Dentro da eternidade e a cada instante.
Toda a sangria
Todo o veneno Amo-te como um bicho, simplesmente,
De um pequeno dia De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.
Só um
Santo dia E de te amar assim muito e amiúde,
Pois se beija, se maltrata É que um dia em teu corpo de repente
Se como e se mata Hei de morrer de amar mais do que pude.
Se arremata, se acata e se trata
A dor Vinícius de Moraes
Na orgia
Da luz do dia
É só
O que eu pedia, viu Soneto de Oxford
Um dia pra aplacar
Minha agonia Oh, partir pela noite enluarada
Toda a sangria No puro anseio de chegar lá onde
Todo o veneno A minha doce e fugitiva amada
De um pequeno dia" Na madrugada, trêmula, se esconde...

Chico Buarque Oh, sentir palpitar em cada fronte


O amor, oculto; e ouvir a voz velada
Da última estrela que do céu responde
Como dizia o poeta Numa cintilação inesperada...

Quem já passou por essa vida e não viveu Oh, cruzar solidões, viver soturnas
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu Magias, e entre lágrimas noturnas
Porque a vida só se dá pra quem se deu Ver o tempo passar, hora por hora
Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu
Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, Para o instante em que, isenta de desejo
não Ela despertará sob o meu beijo
Não há mal pior do que a descrença Enquanto a treva se desfaz lá fora...
Oxford De vinho tinto de sangue

Como beber dessa bebida amarga


Soneto De Separação Tragar a dor, engolir a labuta
Mesmo calada a boca, resta o peito
De repente do riso fez-se o pranto Silêncio na cidade não se escuta
Silencioso e branco como a bruma De que me vale ser filho da santa
E das bocas unidas fez-se a espuma Melhor seria ser filho da outra
E das mãos espalmadas fez-se o espanto Outra realidade menos morta
Tanta mentira, tanta força bruta
De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama (refrão)
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama Como é difícil acordar calado
Se na calada da noite eu me dano
De repente não mais que de repente Quero lançar um grito desumano
Fez-se de triste o que se fez amante Que é uma maneira de ser escutado
E de sozinho o que se fez contente Esse silêncio todo me atordoa
Atordoado eu permaneço atento
Fez-se do amigo próximo, distante Na arquibancada pra a qualquer momento
Fez-se da vida uma aventura errante Ver emergir o monstro da lagoa
De repente, não mais que de repente
(refrão)
Vinícius de Moraes
De muito gorda a porca já não anda
De muito usada a faca já não corta
SONETO VII Como é difícil, pai, abrir a porta
Essa palavra presa na garganta
Ardor em firme coração nascido! Esse pileque homérico no mundo
Pranto por belos olhos derramado! De que adianta ter boa vontade
Incêndio em mares de água disfarçado! Mesmo calado o peito, resta a cuca
Rio de neve em fogo convertido!
Dos bêbados do centro da cidade
Tu, que em um peito abrasas escondido, (*?) Tu, que em
(refrão)
ímpeto abrasas escondido,
Tu, que em um rosto corres desatado,
Quando fogo em cristais aprisionado, Talvez o mundo não seja pequeno
Quando cristal em chamas derretido. Nem seja a vida um fato consumado
Quero inventar o meu próprio pecado
Se és fogo como passas brandamente? Quero morrer do meu próprio veneno
Se és neve, como queimas com porfia? Quero perder de vez tua cabeça
Mas ai! Que andou Amor em ti prudente. Minha cabeça perder teu juízo
Quero cheirar fumaça de óleo diesel
Pois para temperar a tirania, Me embriagar até que alguem me esqueça
Como quis, que aqui fosse a neve ardente,
Permitiu, parecesse a chama fria.
Chico Buarque
Gregório de Matos

NO MEIO DO CAMINHO
Cálice
No meio do caminho tinha uma pedra
(refrão) tinha uma pedra no meio do caminho
Pai, afasta de mim esse cálice tinha uma pedra
Pai, afasta de mim esse cálice no meio do caminho tinha uma pedra
Pai, afasta de mim esse cálice Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas. Quatro paredes sólidas
Nunca me esquecerei que no meio do caminho Tijolo com tijolo
tinha uma pedra Num desenho mágico
tinha uma pedra no meio do caminho Seus olhos embotados
no meio do caminho tinha uma pedra De cimento e lágrima
Sentou prá descansar
Como se fosse sábado
Carlos Drummond de Andrade Comeu feijão com arroz
Como se fosse um príncipe
Bebeu e soluçou
Como se fosse um náufrago
“Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Dançou e gargalhou
Muda-se o ser, muda-se a confiança; Como se ouvisse música
Todo o mundo é composto de mudança, E tropeçou no céu
Tomando sempre novas qualidades. Como se fosse um bêbado
E flutuou no ar
Continuamente vemos novidades, Como se fosse um pássaro
Diferentes em tudo da esperança; E se acabou no chão
Do mal ficam as mágoas na lembrança, Feito um pacote flácido
E do bem, se algum houve, as saudades. Agonizou no meio
Do passeio público
O tempo cobre o chão de verde manto, Morreu na contramão
Que já coberto foi de neve fria, Atrapalhando o tráfego...
E em mim converte em choro o doce canto.
Amou daquela vez
E, afora este mudar-se cada dia, Como se fosse o último
Outra mudança faz de mor espanto, Beijou sua mulher
Que não se muda já como soía.” Como se fosse a única
E cada filho seu
Luís Vaz de Camões Como se fosse o pródigo
E atravessou a rua
Com seu passo bêbado
POEMINHO DO CONTRA Subiu a construção
Como se fosse sólido
Todos estes que aí estão Ergueu no patamar
Atravancando o meu caminho, Quatro paredes mágicas
Eles passarão. Tijolo com tijolo
Eu passarinho! Num desenho lógico
Seus olhos embotados
Mario Quintana De cimento e tráfego
Sentou prá descansar
Como se fosse um príncipe
Construção Comeu feijão com arroz
Como se fosse o máximo
Amou daquela vez Bebeu e soluçou
Como se fosse a última Como se fosse máquina
Beijou sua mulher Dançou e gargalhou
Como se fosse a última Como se fosse o próximo
E cada filho seu E tropeçou no céu
Como se fosse o único Como se ouvisse música
E atravessou a rua E flutuou no ar
Com seu passo tímido Como se fosse sábado
Subiu a construção E se acabou no chão
Como se fosse máquina Feito um pacote tímido
Ergueu no patamar Agonizou no meio
Do passeio náufrago Mas a filosofia
Morreu na contramão Hoje me auxilia
Atrapalhando o público... A viver indiferente assim.
Nesta prontidão sem fim
Amou daquela vez Vou fingindo que sou rico
Como se fosse máquina Para ninguém zombar de mim.
Beijou sua mulher
Como se fosse lógico Não me incomodo
Ergueu no patamar Que você me diga
Quatro paredes flácidas Que a sociedade
Sentou prá descansar É minha inimiga.
Como se fosse um pássaro Pois cantando neste mundo
E flutuou no ar Vivo escravo do meu samba
Como se fosse um príncipe Muito embora vagabundo.
E se acabou no chão
Feito um pacote bêbado Quanto a você
Morreu na contra-mão Da aristocracia
Atrapalhando o sábado... Que tem dinheiro
Mas não compra alegria
Por esse pão prá comer Há de viver eternamente
Por esse chão prá dormir Sendo escrava desta gente
A certidão prá nascer Que cultiva hipocrisia.
E a concessão prá sorrir
Por me deixar respirar Chico Buarque
Por me deixar existir
Deus lhe pague...
Funeral de um Lavrador
Pela cachaça de graça
Que a gente tem que engolir Esta cova em que estás com palmos medida
Pela fumaça desgraça
Que a gente tem que tossir É a conta menor que tiraste em vida
Pelo andaimes pingentes
Que a gente tem que cair É de bom tamanho nem largo nem fundo
Deus lhe pague...
É a parte que te cabe deste latifúndio
Pela mulher carpideira
Prá nos louvar e cuspir Não é cova grande, é cova medida
E pelas moscas bixeiras
A nos beijar e cobrir É a terra que querias ver dividida
E pela paz derradeira
Que enfim vai nos redimir É uma cova grande pra teu pouco defunto
Deus lhe pague...
Mas estás mais ancho que estavas no mundo

Chico Buarque É uma cova grande pra teu defunto parco

Porém mais que no mundo te sentirás largo


Filosofia
É uma cova grande pra tua carne pouca
O mundo me condena
E ninguém tem pena
Mas a terra dada, não se abre a boca
Falando sempre mal do meu nome
Deixando de saber
É a conta menor que tiraste em vida
Se eu vou morrer de sede
Ou se vou morrer de fome.
É a parte que te cabe deste latifúndio
Agora eu era o rei
É a terra que querias ver dividida Era o bedel e era também juiz
E pela minha lei a gente era obrigado a ser feliz
Estarás mais ancho que estavas no mundo E você era a princesa que eu fiz coroar
E era tão linda de se admirar
Mas a terra dada, não se abre a boca. Que andava nua pelo meu país
Não, não fuja não
Finja que agora eu era o seu brinquedo
Chico Buarque
Eu era o seu pião, o seu bicho preferido
Vem, me dê a mão, a gente agora já não tinha medo
No tempo da maldade acho que a gente nem tinha nascido
Hino de Duran Agora era fatal que o faz-de-conta terminasse assim
Se tu falas muitas palavras sutis Pra lá deste quintal era uma noite que não tem mais fim
Se gostas de senhas sussurros ardís Pois você sumiu no mundo sem me avisar
A lei tem ouvidos pra te delatar E agora eu era um louco a perguntar
Nas pedras do teu próprio lar O que é que a vida vai fazer de mim?

Se trazes no bolso a contravenção


Muambas, baganas e nem um tostão Chico Buarque
A lei te vigia, bandido infeliz
Com seus olhos de raios X
O Cio da Terra
Se vives nas sobras frequentas porões Debulhar o trigo
Se tramas assaltos ou revoluções Recolher cada bago do trigo
A lei te procura amanhã de manhã Forjar no trigo o milagre do pão
Com seu faro de dobermam E se fartar de pão
E se definitivamente a sociedade Decepar a cana
só te tem desprezo e horror Recolher a garapa da cana
E mesmo nas galeras és nocivo, Roubar da cana a doçura do mel
és um estorvo, és um tumor Se lambuzar de mel
A lei fecha o livro, te pregam na cruz
depois chamam os urubus Afagar a terra
Conhecer os desejos da terra
Se pensas que burlas as normas penais Cio da terra, a propícia estação
Insuflas agitas e gritas demais E fecundar o chão
A lei logo vai te abraçar infrator
com seus braços de estivador
Chico Buarque
Se pensas que pensas estás redondamente enganado
E como já disse o Dr Eiras,
vem chegando aí, junto com o delegado
pra te levar...
O Meu Amor
O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Chico Buarque E que me deixa louca quando me beija a boca
A minha pele toda fica arrepiada
E me beija com calma e fundo
João e Maria Até minh'alma se sentir beijada

Agora eu era o herói O meu amor tem um jeito manso que é só seu
E o meu cavalo só falava inglês Que rouba os meus sentidos, viola os meus ouvidos
A noiva do cowboy era você além das outras três Com tantos segredos lindos e indecentes
Eu enfrentava os batalhões, os alemães e seus canhões Depois brinca comigo, ri do meu umbigo
Guardava o meu bodoque e ensaiava o rock para as E me crava os dentes
matinês
Eu sou sua menina, viu? E ele é o meu rapaz Por que todos os sinos irão repicar
Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz Por que todos os hinos irão consagrar
E todos os meninos vão desembestar
O meu amor tem um jeito manso que é só seu E todos os destinos irão se encontrar
Que me deixa maluca, quando me roça a nuca E mesmo o Padre Eterno que nunca foi lá
E quase me machuca com a barba mal feita Olhando aquele inferno vai abençoar
E de pousar as coxas entre as minhas coxas O que não tem governo nem nunca terá
Quando ele se deita O que não tem vergonha nem nunca terá
O que não tem juízo...(2x)
O meu amor tem um jeito manso que é só seu
De me fazer rodeios, de me beijar os seios Lá lá lá lá lá……..
Me beijar o ventre e me deixar em brasa
Desfruta do meu corpo como se o meu corpo Chico Buarque
Fosse a sua casa

Eu sou sua menina, viu? E ele é o meu rapaz


Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz O Que Será (A flor da Terra)
O que será que me dá que me bole por dentro
Chico Buarque Será que me dá
Que brota a flor da pele será que me dá
E que me sobe as faces e me faz corar
E que me salta aos olhos a me atraiçoar
O Que Será E que me aperta o peito e me faz confessar
O que será, que será? O que não tem mais jeito de dissimular
Que andam suspirando pelas alcovas E que nem é direito ninguém recusar
Que andam sussurrando em versos e trovas E que me faz mendigo me faz implorar
Que andam combinando no breu das tocas O que não tem medida nem nunca terá
Que anda nas cabeças anda nas bocas O que não tem remédio nem nunca terá
Que andam acendendo velas nos becos O que não tem receita
Que estão falando alto pelos botecos
E gritam nos mercados que com certeza O que será que será
Está na natureza Que dá dentro da gente que não devia
Será, que será? Que desacata a gente que é revelia
O que não tem certeza nem nunca terá Que é feito aguardente que não sacia
O que não tem conserto nem nunca terá Que é feito estar doente de uma folia
O que não tem tamanho... Que nem dez mandamentos vão conciliar
Nem todos os unguentos vão aliviar
O que será, que será? Nem todos os quebrantos toda alquimia
Que vive nas idéias desses amantes Que nem todos os santos será que será
Que cantam os poetas mais delirantes O que não tem descanso nem nunca terá
Que juram os profetas embriagados O que não tem cansaço nem nunca terá
Que está na romaria dos mutilados O que não tem limite
Que está na fantasia dos infelizes
Que está no dia a dia das meretrizes O que será que me dá
No plano dos bandidos dos desvalidos Que me queima por dentro será que me dá
Em todos os sentidos... Que me perturba o sono será que me dá
Que todos os ardores me vem atiçar
Será, que será? Que todos os tremores me vem agitar
O que não tem decência nem nunca terá E todos os suores me vem encharcar
O que não tem censura nem nunca terá E todos os meus nervos estão a rogar
O que não faz sentido... E todos os meus órgãos estão a clamar
E uma aflição medonha me faz suplicar
O que será, que será? O que não tem vergonha nem nunca terá
Que todos os avisos não vão evitar O que não tem governo nem nunca terá
Por que todos os risos vão desafiar O que não tem juízo
Chico Buarque e Milton Nascimento No peito a saudade cativa
Faz força pro tempo parar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a saudade prá lá ...

Roda Viva Roda mundo, roda gigante


Tem dias que a gente se sente Roda moinho, roda pião
Como quem partiu ou morreu O tempo rodou num instante
A gente estancou de repente Nas rodas do meu coração...(4x)
Ou foi o mundo então que cresceu...
Chico Buarque
A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda viva The Show Must Go On
E carrega o destino prá lá ...

Roda mundo, roda gigante Empty spaces - what are we living for
Roda moinho, roda pião Abandoned places
O tempo rodou num instante I guess we know the score
Nas voltas do meu coração... On and on, does anybody know what we are looking for...
Another hero, another mindless crime
A gente vai contra a corrente Behind the curtain, in the pantomime
Até não poder resistir Hold the line, does anybody want to take it anymore
Na volta do barco é que sente The show must go on
O quanto deixou de cumprir The show must go on, yeah
Faz tempo que a gente cultiva Inside my heart is breaking
A mais linda roseira que há My make - up may be flaking
Mas eis que chega a roda viva But my smile still stays on
E carrega a roseira prá lá...
Whatever happens, I'll leave it all to chance
Roda mundo, roda gigante Another heartache, another failed romance
Roda moinho, roda pião On and on, does anybody know what we are living for ?
O tempo rodou num instante I guess I'm learning (I'm learning learning, learning)
Nas voltas do meu coração... I must be warmer now
I'll soon be turning (turning, turning turning)
A roda da saia mulata Round the corner now
Não quer mais rodar não senhor Outside the dawn is breaking
Não posso fazer serenata But inside in the dark I'm aching to be free
A roda de samba acabou... The show must go on
The show must go on, yeah, yeah
A gente toma a iniciativa Ooh, inside my heart is breaking
Viola na rua a cantar My make - up may be flaking
Mas eis que chega a roda viva But my smile still stays on
E carrega a viola prá lá...
Yeah yeah, whoa wo oh oh
Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião My soul is painted like the wings of butterflies
O tempo rodou num instante Fairytales of yesterday will grow but never die
Nas voltas do meu coração... I can fly - my friends
The show must go on (go on, go on, go on) yeah yeah
O samba, a viola, a roseira The show must go on (go on, go on, go on)
Que um dia a fogueira queimou I'll face it with a grin
Foi tudo ilusão passageira I'm never giving in
Que a brisa primeira levou... On - with the show
Ooh, I'll top the bill, I'll overkill
Friends Will Be Friends
I have to find the will to carry on
On with the show Friends will be friends
On with the show Another red letter day,
The show - the show must go on So the pound has dropped and the children are creating,
Go on, go on, go on, go on, go on The other half run away,
Go on, go on, go on, go on, go on Taking all the cash and leaving you with the lumber,
Go on, go on, go on, go on, go on Got a pain in the chest,
Go on, go on, go on, go on, go on Doctors on strike what you need is a rest.
Go on, go on It's not easy love, but you've got friends you can trust,
Friends will be friends,
When you're in need of love they give care and attention.
Friends will be friends,
Freddie Mercury
When you're through with life and all hope is lost,
Hold out your hand cause friends will be friends right to
the end.
Futuros Amantes Now it's a beautiful day,
The postman delivered a letter from your lover,
Não se afobe, não Only a phone call away,
Que nada é pra já You tried to track him down but somebody stole his
O amor não tem pressa number,
Ele pode esperar em silêncio As a matter of fact,
Num fundo de armário You're getting used to life without him in your way.
Na posta-restante It's so easy now, cause you got friends you can trust,
Milênios, milênios Friends will be friends,
No ar When you're in need of love they give you care and
attention.
E quem sabe, então Friends will be friends,
O Rio será When you're through with life and all hope is lost,
Alguma cidade submersa Hold out your hand cause friends will be friends right to
Os escafandristas virão the end.
Explorar sua casa It's so easy now, cause you got friends you can trust,
Seu quarto, suas coisas Friends will be friends,
Sua alma, desvãos When you're in need of love they give you care and
attention.
Sábios em vão Friends will be friends,
Tentarão decifrar When you're through with life and all hope is lost,
O eco de antigas palavras Hold out your hand cause friends will be friends right to
Fragmentos de cartas, poemas the end.
Mentiras, retratos Friends will be friends,
Vestígios de estranha civilização When you're in need of love they give you care and
attention.
Não se afobe, não Friends will be friends,
Que nada é pra já When you're through with life and all hope is lost.
Amores serão sempre amáveis Hold out your hand cause right to the end -
Futuros amantes, quiçá Friends will be friends.
Se amarão sem saber
Com o amor que eu um dia Freddie Mercury
Deixei pra você

Chico Buarque Eu não existo sem você

Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim


Que nada nesse mundo levará você de mim “Eu poderia suportar, embora não sem dor, que
Eu sei e você sabe que a distância não existe tivessem morrido todos os meus amores, mas
Que todo grande amor enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! A
Só é bem grande se for triste alguns deles não procuro, basta saber que eles
Por isso, meu amor existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em
Não tenha medo de sofrer frente pela vida...mas é delicioso que eu saiba e sinta
Que todos os caminhos que eu os adoro, embora não declare e os procure
Me encaminham pra você sempre...”
Assim como o oceano Vinícius de Moraes
Só é belo com luar
Assim como a canção
Só tem razão se se cantar Soneto de Fidelidade
Assim como uma nuvem
Só acontece se chover De tudo ao meu amor serei atento
Assim como o poeta Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Só é grande se sofrer Que mesmo em face do maior encanto
Assim como viver Dele se encante mais meu pensamento.
Sem ter amor não é viver
Não há você sem mim Quero vivê-lo em cada vão momento
Eu não existo sem você E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Vinícius de Moraes Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure


Tomara Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Tomara Quem sabe a solidão, fim de quem ama
Que você volte depressa
Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que você não se despeça
Que não seja imortal, posto que é chama
Nunca mais do meu carinho Mas que seja infinito enquanto dure.
E chore, se arrependa (Até um dia meu anjo)
E pense muito
Que é melhor se sofrer junto
Que viver feliz sozinho Vinícius de Moraes

Tomara
Que a tristeza te convença Ternura
Que a saudade não compensa
E que a ausência não dá paz Eu te peço perdão por te amar de repente
E o verdadeiro amor de quem se ama Embora o meu amor
Tece a mesma antiga trama seja uma velha canção nos teus ouvidos
Que não se desfaz Das horas que passei à sombra dos teus gestos
Bebendo em tua boca o perfume dos sorrisos
E a coisa mais divina Das noites que vivi acalentando
Que há no mundo Pela graça indizível
É viver cada segundo dos teus passos eternamente fugindo
Como nunca mais Trago a doçura
dos que aceitam melancolicamente.
Vinícius de Moraes E posso te dizer
que o grande afeto que te deixo
Não traz o exaspero das lágrimas
nem a fascinação das promessas
Nem as misteriosas palavras viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem
dos véus da alma... um amigo. Precisa-se de um amigo para se parar de
É um sossego, uma unção, chorar. Para não se viver debruçado no passado em
um transbordamento de carícias busca de memórias perdidas. Que nos bata nos
E só te pede que te repouses quieta, ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de
muito quieta amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.
E deixes que as mãos cálidas da noite
encontrem sem fatalidade Vinícius de Moraes
o olhar estático da aurora.

Vinícius de Moraes
Ausência
PROCURA-SE UM AMIGO Eu deixarei que morra em mim o desejo
de amar os teus olhos que são doces
Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter Porque nada te poderei dar senão a mágoa
sentimentos, basta ter coração. de me veres eternamente exausto
No entanto a tua presença é qualquer coisa
Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir. Tem como a luz e a vida
que gostar de poesia, de madrugada, de pássaro, de
sol, da lua, do canto, dos ventos e das canções da E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto
brisa. Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou e em minha voz a tua voz
então sentir falta de não ter esse amor.. Deve amar o Não te quero ter porque
próximo e respeitar a dor que os passantes levam em meu ser está tudo terminado.
consigo. Deve guardar segredo sem se sacrificar. Quero só que surjas em mim
como a fé nos desesperados
Não é preciso que seja de primeira mão, nem é
imprescindível que seja de segunda mão. Pode já ter Para que eu possa levar uma gota de orvalho
sido enganado, pois todos os amigos são enganados. nesta terra amaldiçoada
Não é preciso que seja puro, nem que seja todo Que ficou sobre a minha carne
impuro, mas não deve ser vulgar. Deve ter um ideal e como uma nódoa do passado.
medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve Eu deixarei ... tu irás e encostarás
sentir o grande vácuo que isso deixa. Tem que ter a tua face em outra face
ressonâncias humanas, seu principal objetivo deve ser
o de amigo. Deve sentir pena das pessoa tristes e Teus dedos enlaçarão outros dedos
compreender o imenso vazio dos solitários. Deve e tu desabrocharás para a madrugada
gostar de crianças e lastimar as que não puderam Mas tu não saberás que quem te colheu fui eu,
nascer. porque eu fui o grande íntimo da noite
Porque eu encostei a minha face
Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, na face da noite e ouvi a tua fala amorosa
que se comova, quando chamado de amigo. Que saiba
conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes Porque meus dedos enlaçaram os dedos
chuvas e das recordações de infância. Precisa-se de da névoa suspensos no espaço
um amigo para não se enlouquecer, para contar o que E eu trouxe até mim a misteriosa essência
se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das do teu abandono desordenado.
realizações, dos sonhos e da realidade. Deve gostar de Eu ficarei só
ruas desertas, de poças de água e de caminhos como os veleiros nos portos silenciosos
molhados, de beira de estrada, de mato depois da
chuva, de se deitar no capim. Mas eu te possuirei mais que ninguém
porque poderei partir
Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena E todas as lamentações do mar,
do vento, do céu, das aves, das estrelas As festas do "Grand Monde"...
Serão a tua voz presente, a tua voz ausente,
a tua voz serenizada. Meus heróis
Morreram de overdose
Vinícius de Moraes Meus inimigos
Estão no poder
Ideologia!
Eu quero uma prá viver
Aos meus amigos Ideologia!
Eu quero uma prá viver...
Para aquelas pessoas que fazem meu coração sorrir...
Para a galera que sempre esteve junto até mesmo O meu prazer
quando eu não estava disposta...Para a pessoa que eu Agora é risco de vida
esperava que me chutasse quando caí, e que foi uma Meu sex and drugs
das primeiras que me ajudou a levantar...Para as
Não tem nenhum rock 'n' roll
pessoas que fizeram a diferença em minha vida...Para
Eu vou pagar
as pessoas que quando olho para trás, sinto muitas
A conta do analista
saudades...Para as pessoas que me aconselhara
quando me senti sozinha, e me ajudaram a entender Prá nunca mais
que não importa em quantos Ter que saber
pedaços meu coração tenha se partido, pois o mundo Quem eu sou
não irá parar para que eu o conserte...Para as pessoas Ah! saber quem eu sou..
que me deram um força quando eu não estava muito
animada.Para as pessoas que amei...Para as pessoas Pois aquele garoto
que abracei...Para as pessoas que encontro apenas em Que ia mudar o mundo
meus sonhos...Para as pessoas que encontro todos os Mudar o mundo
dias e não tenho a chance de dizer tudo o que sinto Agora assiste a tudo
olhando nos olhos...Para mim...O que importa não é Em cima do muro
O QUE eu tenho na vida, mas QUEM eu tenho na Em cima do muro...
vida...Por isso...Guardo todas as pessoas importantes
da minha vida em uma caixinha dentro Meus heróis
do meu coração. Morreram de overdose
Meus inimigos
Vinícius de Moraes Estão no poder
Ideologia!
Eu quero uma prá viver
Ideologia Ideologia!
Meu partido Prá viver...
É um coração partido
E as ilusões Pois aquele garoto
Estão todas perdidas Que ia mudar o mundo
Os meus sonhos Mudar o mundo
Foram todos vendidos Agora assiste a tudo
Tão barato Em cima do muro
Que eu nem acredito Em cima do muro...
Ah! eu nem acredito...
Meus heróis
Que aquele garoto Morreram de overdose
Que ia mudar o mundo Meus inimigos
Mudar o mundo Estão no poder
Frequenta agora Ideologia!
Eu quero uma prá viver
Ideologia! alguém
Eu quero uma prá viver.. Mas não importa saber qual das duas coisas é mais.
Ideologia! E sempre importa saber que:
Prá viver Dar é um gesto de bondade, e estender as mãos
Ideologia! É um gesto de bondade que sublima...
Eu quero uma prá viver... O que é mais; Levar rosas ou enxugar lágrimas?
Quem leva rosas mostra que se lembrou de alguém na
Cazuza felicidade.
Quem enxuga lágrimas mostra que não esqueceu de
alguém na infelicidade.
O QUE É MAIS IMPORTANTE Mas não importa saber qual das duas coisas é mais.
E sempre importa saber que:
Perdoar ou pedir perdão? Levar rosas é um gesto de amor que todo mundo faz,
Quem perdoa mostra que ainda crê no amor. e enxugar lágrimas é um gesto que só o amor faz a
Quem perdoa mostra que ainda existe amor para todo mundo!...
quem crê.
Mas não importa saber qual das duas coisas é mais. Fenix Faustine
É sempre importante saber que: Perdoar é o modo
mais sublime "...E não há melhor resposta
de crescer e pedir perdão é o modo mais sublime de que o espetáculo da vida:
se levantar... vê-la desfiar seu fio,
que também se chama vida,
O que é mais: amar ou ser amado? ver a fábrica que ela mesma,
Amar significa tudo aquilo que todo mundo deve. teimosamente, se fabrica,
Ser amado significa tudo aquilo que todo mundo vê-la brotar como há pouco
em nova vida explodida;
deseja mesmo quando é assim pequena
Mas não importa saber qual das duas coisas é mais a explosão, como a ocorrida;
E sempre importa saber que; Ninguém pode querer mesmo quando é uma explosão
como a de há pouco, franzina;
amar mesmo quando é a explosão
sem se esquecer, e ninguém pode querer ser de uma vida severina."
amado sem se lembrar de todos (Morte e Vida Severina)
O que é mais: Abrir a porta ou abrir o coração? joão cabral de melo neto
Quem abre a porta mostra que vai receber alguém
Quem abre o coração quer que ninguém fique fora.
Mas não importa saber qual das duas coisas é mais. Depois De Algum Tempo
William Shakespeare
E sempre importa saber que: Abrir a porta é o modo
mais "Depois de algum tempo você aprende a diferença, a
sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.
delicado de ser bom e abrir o coração é o modo E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que
divino de amar... companhia nem sempre significa segurança.
O que é mais: Ir á lua ou ficar na terra?
Quem vai á lua vê mais um tanto de tudo que Deus Epresentes
começa aprender que beijos não são contratos, e que
não são promessas.
fez.
Quem fica na terra vê mais um tanto do que o homem E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida
e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a
pode. tristeza de uma criança.
Mas não importa saber qual das duas coisas é mais.
E sempre importa saber que: E aprende a construir todas as suas estradas no hoje,
porque o terreno do amanhã é incerto demais para os
Quem vai à lua deve voltar à terra, e quem fica na planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao
terra deve ir aos outros... vão.
O que é mais: Dar ou estender as mãos?
Depois de algum tempo, você aprende que o Sol
Quem da mostra que se despoja de alguma coisa. Queima, se ficar a ele exposto por muito tempo.
Quem estende as mãos mostra que quer alcançar
E aprende que, não importa o quanto você se importe,
algumas pessoas simplesmente não se importam... E cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do
aceita que, não importa quão boa seja uma pessoa, ela jeito que você quer, não significa que esse alguém não
vai feri-lo de vez em quando, e você precisa perdoá-la o ame com todas as forças, pois existem pessoas que
por isso. nos amam, mas simplesmente não sabem como
demonstrar ou viver isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que leva-se anos para construir confiança e Aprende que, com a mesma severidade com que julga,
apenas segundos para destruí-la, e que você pode você será em algum momento condenado.
fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá
pelo resto da vida. Aprende que não importa em quantos pedaços seu
coração foi partido, o mundo não pára para que você
Aprende que verdadeiras amizades continuam a junte os seus cacos.
crescer, mesmo a longas distâncias. E o que importa
não é o que você tem na vida, mas quem você tem na Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para
vida. E que bons amigos são a família que nos trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao
permitiram escolher. invés de esperar que alguém lhe traga flores.

Aprende que não temos que mudar de amigos, se E você aprende que realmente pode suportar... que
compreendermos que os amigos mudam. Percebe que realmente é forte, e que pode ir mais longe depois de
seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, pensar que não pode mais. E que realmente a vida tem
ou nada, e terem bons momentos juntos. valor e que você tem valor diante da vida.”

Descobre que as pessoas com quem você mais se


importa na vida são tomadas de você muito depressa –
Saudade
por isso, sempre devemos deixar as pessoas que
amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez
Saudade é solidão acompanhada,
que as vejamos.
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...
Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm
influência sobre nós, mas que nós somos responsáveis Saudade é amar um passado que ainda não passou,
por nós mesmos. é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...
Começa a aprender que não deve se comparar com os
outros, mas com o melhor que você pode ser. Descobre Saudade é sentir que existe o que não existe mais...
que leva muito tempo para se tornar a pessoa que você
quer ser, e que o tempo é curto. Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
Aprende que não importa onde já chegou, mas aonde é o gosto de morte na boca dos que continuam...
está indo; mas que, se você não sabe para onde está
indo, qualquer lugar serve. Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o
controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter personalidade, pois não importa quão delicadas não ter por quem sentir saudades,
e frágil seja uma situação, sempre existem, dois lados. passar pela vida e não viver.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.
necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Pablo Neruda

Aprende que paciência requer muita prática. Descobre


que, algumas vezes, a pessoa que você espera que o
chute, quando você cai, é uma das poucas que o
ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos


de experiência que se teve e o que se aprendeu com
elas, do que com quantos aniversários você celebrou.

Aprende que há mais dos seus pais em você do que


você supunha.

Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que


sonhos são bobagens, poucas coisas são tão
humilhantes, e seria uma tragédia se ela acreditasse
nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de


estar com raiva, mais isso não lhe dá o direito de ser

Interesses relacionados