Você está na página 1de 8
{© Armando Boo Je: Cae Nevaro de Tle; Tous fo far: Pavia Vara Tein Tigo 2000 ~ Xam Ears 144.079 2 30:65 Scooosaze3-1 | icin: Expedito Correia eh ‘Capa: Alexandre Benoit rr fete Wee ces EE cae Ma ee ‘Dados Internacional de Cetalogacio na Pusicagio (CI) "Climara Brasisira do Uwe, 5 Bra) ‘Abra térca de Mare: aeaidade, problemas © inverpretngans — I? ad. — So Pad | Xam, 2000, ISBN 05-65833-67.X 1, ane Kat, 1810-1883 oo. 3455 c00335.4 Ince pare cate seme: Ita Karl Oba acca 354 2. Mm = Teor Dea wee de Rts «Cin Hea Ue FH "in Ponta cr be 8 Compe “eas (1) 208 58 Gnu Pan) al sae me fh tostgen, Bo Pras” SP ED ~ ho Palo “ir: fny seta? oat mmeduleomb ‘THOMPSON DIANTE DE Marx (CLAUDIO H. M. Baraat A Inclusio de Edward Palmer Thompson (1824-1988) como ui dos Js a figurar em um colquio qve vse dct a obra ea lls de Mare ics, © 2 presen delas em autores como Lakes, ramsete Alusser, jt evldentemente um certo nimero de questGcs. A comesar pelo flo iqve Thompeon nunea se colocou ha eondgéo de teérico do marxsmo. Jeu mesmo a ser acusado de empiicisa ou, pelo menos, de pouca pro- nde tees por alguns dos seus erleos! Consderados todos esses a5 os, esabelecer qualquer patalelo cam os demais autores mencionados s20 uma tart ic, “Tompson fi — no que di espe 8 herana de Mark — anes de do histiador que buscou leg omansema, cme teofa e como metodo o que propio nem sempre — com verenos — acele esa acepyio), odo setlos Xl XIX na hist ingess. Ness condo poeta ser mente comparado aouos Nsoradores mans, mals parla os que com ee megtram do imedato pos uera até 1856 0 Grupo de res do Pardo, Comunista, como Chistpher Hil, Este Hobrbawn, illon © Deroy Thompson; cleo, cus scussbes vera Inne ole sun dba. uta comparagso posse © plousel sea com os de cataseapecaidades que teraram apear © arts is ss Ge aug, como Nk Baki pra ea Maia © Maurce Godeer ‘ntropologa No enano, a parcuaidade de Thompson & deter sido “ave um acanico enudiopreacpao em apc © mansto em sua set Fol am mitre eis produ escrta ~ mesmo sus texts mais ino pode ser separa de seu engsamento paleo radial © ye anteve uma telagao bastante conto com a vida academia, MARX NA OBRA DE THOMPSON _pasagem pelo Grupo de Hisoriadores do Patido Comu Ine os chamnados “eapus Nsécos" de O Capt Io & captlos como & 1a acunulagso puniiva © 0 dn manufatura. Ao mesmo tempo, a prevenga fe Dona Trt (189-1957), que edtarae comentaa obras de Mars em inglés, fomo uma das principals arculadoras do GHPC, ceramente cont Pa lua malor conhecimento da bra do pensador alemdo entre os pti tes do grupo. i todavia icldades priicas para tenarestabelecer 0 peso efetvo 440 marsismo em Thompson. Um dos procedimentos lgicos seria velar fque obras de Marx e Engels foram citadas © em que conteto. Mas esta Iostase Togo uma vis ove frtfera. Un r4pigoapanhad da otras his Koreas de Thompson, que consiuam a pute mais cnhecdn e male sgt fata de sua producao (oto histrtadr do seco XX mals frequenemente fado nos anos 1080), revelars. que ae eae des de Marx © Engels tem ovea presenca. Naauela que 6, em disda, a mais conheidn ds obras de Mhompson, A formagao do classe opera rslese (1960, as dvesas ages fe releréncias & dupa sto mito mais para contextalizardeterinadas pas fagens do que para abrir uma dlsussio tedriea ou par fundamen 8 po figdo do autor. Bim Senhores cogadores (1975) ha uma dnlearelerénia 4 Aiseussdo de Marx sobre a aturem dn propriedade capitis cm tomo da Tei de furtio de madelra, F, no volunaso, Costumes em comum C1981) ha fens duas passagons em que Marx ¢ dirtamenteevocado, pressameate fuando Se esperaia que exans referncasfossem mals presets, jstamen le por ocorerer no capftulo erm que 0 aulor explcks sun nogi de classe socal ee Ita de clases. 1s eferencos nese obras stcas de Thompson a tenos como as ‘Teses sobre Feuerbach, ieolgiaalemd, O Copal, os Grndise, 0 A During © com reaincia a diferentes eaigos om igs das Obra exchten (92 e 197), que sem as ter & me a trea de extnbelecer precsamente 4 Ie lets de Marx e Engels as pginascitadaspertencem, tomas fel 1 texto eminentementeterco de maior felegoescito por Thompson sua ditibe conta Lou Asser, 4 mséla do teoria cu wn planet de foros: una etca oo pensamento de Attuster (oiginalinentepublicado em 17)? nesse caso, evdentemente, as veleréci a Maree Engels se do emt lu contexto mals aprofundado de eiscusedotedleae apatecem outs tex: os como, © Manifesto Comuntsa, A miséna da flosata a comespondéia, {Uma preferéncia por textos daquele que, na classficagdo dleotomica hihserana seia'o Jovem Mare, ehegs a sugerr Poy Anerson © alma ‘ear Johnson Forém, mesmo neste e450, © que es em jogo & 8 defen ‘somo outos textos de debate lerico, como As peulrkiodes dos Igleses (1968) e Cana aberta a Leszek Kolokwshi (1973), ao G0 um captlo & Pate na obva'de Thompson, mas estdo perfeamenteinserdos nas discus oes levanadas em seus letios hstriogtteos. Iso evidentemente 0 ta ‘Suns ampecton singular dessas obras, como o alo de sere voladas para ‘ polmica e de asumirem um tom bastante contundente no debate ‘O mansmo de Thompson, parcuarmente nos sus textos Nseos, aparece no tanto através de clagbes dretas mas indretamente em discus ses como aque gam em lomo da melon basesuperestutu das cas Ses; da conslénela de class ete; ou sea, no ws0 de conceltos de origem farista m pavte, essa ausénela de eapoes se deve & ecusn expressa Ma seria tora de recorrer Mars come argumento de autoidade. Por uo Indo, a relagho que mantém com 0 mame & complexa e marcada pot fous tnluénias. © que permancce ¢ uma intepetagao abera de Mars, Que fe toma um ponlo de pada, ndo um modelo Techado. “Todavia é preciso reconhecer que a nogao que Thompson tem do mamismo, e que rasparece dos seus dversos textos, nem sempre @ mula ‘lara. Em 197 na sun Carta aber @ Leszek Kolokotst sponta pa agi ‘nas das interpretagSes do marsmo das quals se dltanela, por exemple, fiquilo que classiien como: "0 marssmo concebido como uma douttina ‘auo-suflente, completa, plenarentereafzada em um conjunto patil Ge textos escrito. Esse conunto de textos escios pode ser de Marx (Ea juwentude ou da malrknds), de Marx © Engels ainda, com a adigfo de {enin, Totsk! ou Mao Tse-Tung Para Thompson ess formulae do maxi to tends a atsumir formas Insituconallzadas (a exemplo do “mars iia” da Unio Sovéica © dos regimes "soctaltas" do Leste Euopet) © Instnelas que cosagrem avaizem a “nterpretagio conta” dos textos. Em uns, wause de uma lela esa de cates textos do marist (come fe interpreiagio nio mudasse com o passa do ternpo e a uanslormacio fa realdade),elvados 2 congo de textos candnicos,e na perspecina de fsabelecer 0 “verdadeo Marx" ou 0 “verdadero marismo". Essa erica © fiige tanto os paridos comunstas burocratizados, como 205 Fumos ass ‘nidos ela “nova esqurda” bririea na segunda metade dos anos 1960 No mesino sendo, a defnigao do marxsmo como metodo provoca ‘uma reagio ie desconfiangs da parte de Thompson. Considera a defini eltvel apenas em um sentido Datante amo e metafrco, em pare, de- Wid As difculdades prtias de separar o método de Marx de algumas de os premisas e de lgumas de suas concluses. Por out lado, a aceae ‘Glo do mardsmo como méfodo implica em esabelecer um eexto numero ‘esse metodo (uma selegio), susciame ‘que marca a concepeio do man