Você está na página 1de 6

Hinário Festa de São Sebastião

ENTRADA

1. No terceiro século da era cristã


Lá estava o império romano
Ocupado por um homem cruel
Pelo nome de Diocleciano
No governo deste imperador
Um jovem era seu soldado
Certo dia através de alguém
Para o grupo de Cristo foi levado.

Viva São Sebastião, Viva São Sebastião


Que no meio daquela gente desumana
resolveu ser um cristão! (Bis)

2. E daquela escolha que fizera


Ele nunca pensou em desistir
`Inda que esta custasse o seu sangue
Como preço por a Jesus seguir
E um dia tal como aconteceu
Com o bom homem de Nazaré
Por alguém que se fazia de amigo
Foi traído numa manhã qualquer

3. Foi levado ao tribunal do império


E sua voz atingiu posições
Falou de amor, justiça e verdade
Dos que eram vazios os corações
Na tortura de uma escura prisão
Se encontrava até vinte de janeiro
Quando então foi despido e amarrado
E crivado por flecha o corpo inteiro

ENTRADA II

Com a Igreja subiremos


o altar do Senhor!

Toda a Igreja aqui está para o encontro com Deus;


Ele mesmo o marcou para nós, filhos seus.

Entre nós e o Pai santo está Jesus, nosso irmão:


Mediador, Sacerdote, nosso ponto de união.
Rezaremos com Cristo o perfeito louvor
e seremos para o Pai uma imagem de amor.

Céus e terra estarão na oblação de Jesus;


quer unir num rebanho os remidos da Cruz.

LADAINHA DE SÃO SEBASTIÃO

Senhor, tende piedade de nós. (2x)


Cristo, tende piedade de nós. (2x)
Senhor, tende piedade de nós. (2x)

Ó São Sebastião, Ó São Sebastião.


Abrandai as dores, de todos os dias de nós pecadores (bis)

Oh Glorioso Mártir, rogai por nós.


Advogado de Cristo, que recorremos a vós.
Mártir de Cristo, rogai por nós.
Defensor da igreja, que recorremos a vós.
Guardião da Juventude, rogai por nós.
Atleta da fé, que recorremos a vós.
Testemunha de caridade, rogai por nós.
Arauto da paz. No céu, tu és nossa voz.
Nossa voz, nossa voz (vós sois). No céu, tu és nossa voz. (Bis)

Ó São Sebastião, Ó São Sebastião.


Abrandai as dores, de todos os dias de nós pecadores (bis)

Patrono dos militares, rogai por nós.


Testemunha de fortaleza, que recorremos a vós.
Príncipe dos mártires, rogai por nós.
Porta Estandarte da Cruz, que recorremos a vós.
Protesta contra as guerras, rogai por nós.
Farol da Vida Cristã, que recorremos a vós.
Morada do Espírito Santo, rogai por nós.
Defensor contra a fome. No céu tu és a nossa voz.
Nossa voz, nossa voz (vós sois). No céu, tu és nossa voz.

Ó São Sebastião, Ó São Sebastião.


Abrandai as dores, de todos os dias de nós pecadores (bis)

Capitão de Jesus Cristo, rogai por nós.


Consolo dos aflitos, que recorremos a vós.
Modelo dos cristãos, rogai por nós.
Auxilio dos prisioneiros, que recorremos a vós.
Advogado dos pecadores, rogai por nós.
Estrela de sabedoria, que recorremos a vós.
Socorro contra as doenças, rogai por nós.
Estrela luzente. No céu tu és a nossa voz.
Nossa voz, nossa voz (vós sois). No céu, tu és nossa voz.

Ó São Sebastião, Ó São Sebastião.


Abrandai as dores, de todos os dias de nós pecadores (bis)

Que sofreste um duplo martírio, rogai por nós.


Imagem fiel de Jesus Cristo, que recorremos a vós.
Grande Evangelizador, rogai por nós.
Intercessor junto ao altíssimo, que recorremos a vós.
Honra a Igreja Triunfante, rogai por nós.
Luzeiro da fé, que recorremos a vós.
Propagador da humildade, rogai por nós.
Casto na Missão. No céu tu és nossa voz.
Nossa voz, Nossa Voz, (vós sois). No céu, tu és nossa voz.

OFERTÓRIO I

Ofertas singelas, pão e vinho,


sobre a mesa colocamos
Sinal do trabalho que fizemos
e aqui depositamos

É teu também nosso coração


Aceita, Senhor a nossa oferta,
que será depois,
na certa, o teu próprio ser
Aceita, Senhor a nossa oferta,
que será depois,
na certa, o teu próprio ser

Recebe Senhor da Natureza


todo fruto que colhemos
Recebe o louvor de nossas obras e o
progresso que fizemos.

Sabemos que tudo tem valor


depois que a terra visitaste
Embora tivéssemos pecado,
foi bem mais o que pagaste.

OFERTÓRIO II

1- O trigo depois de crescido


logo é colhido e vai tornar-se pão
Nas mãos da mãe mulher se imola,
se entrega humilde pra fermentação
Lição de amor ensina o trigo
com seu gesto de doação
Também quero ser desprendido
pra tornar-me pão nas mãos do meu Senhor.

Sagrado fruto da videira


que foi flor primeiro e se modificou
Sagrado vinho ofertado
que será tornado sangue do Senhor. (2X)

2- A uva sem fazer gemido se entrega


ao milagre da transformação
Sob os pés do lavrador sofrido
vai tornar-se vinho de nobre sabor.
Lição de amor ensina a uva
com seu gesto de oblação
Também quero ser desprendido
pra tornar-me vinho nas mãos do Senhor.

Sagrado fruto da videira


que foi flor primeiro e se modificou
Sagrado vinho ofertado
que será tornado sangue do Senhor.(2x)

COMUNHÃO I

Cantar a beleza da vida


presente do amor sem igual,
missão do seu povo escolhido,
senhor, vem livrar-nos do mal.

Vem dar-nos teu filho, senhor,


sustento no pão e no vinho,
e a força do espírito santo,
unindo seu povo a caminho.

Falar do teu filho às nações


vivendo como ele viveu,
missão do teu povo escolhido,
senhor vem cuidar que é teu.

Viver o perdão sem medida,


servir sem jamais condenar,
missão do teu povo escolhido,
senhor vem conosco ficar.

Erguer os que são humilhados


doar-se aos pequenos, aos pobres,
missão do teu povo escolhido,
senhor, nossas forças redobre.

Buscar a verdade, a justiça,


nas trevas brilhar como luz,
missão do teu povo escolhido,
senhor, nossos passos conduz.

COMUNHÃO II

Todo aquele que comer do meu corpo que é doado,


Todo aquele que beber do meu sangue derramado.
E crê nas minhas palavras que são plenas de vida,
Nunca mais sentirá fome e nem sede em sua lida.

Eis que sou o pão da vida


Eis que sou o pão do céu;
Faço-me vossa comida,
Eu sou mais que leite e mel.

O meu Corpo e meu Sangue são sublimes alimentos,


Do fraco indigente é vigor, do faminto é sustento.
Do aflito é consolo, do enfermo é a unção,
Do pequeno e excluído, rocha viva e proteção.

Eu sou o caminho, a vida, Água Viva e a Verdade


Sou a paz e a luz do mundo, sou a própria liberdade.
Sou a palavra do Pai que entre vós habitou
Para que vós habiteis, na Trindade onde estou.

Eu sou a Palavra Viva que sai da boca de Deus,


Sou a lâmpada para guiar vossos passos, irmãos meus
Sou o rio, eu sou a ponte, sou a brisa que afaga,
Sou a água, sou a fonte, fogo que não se apaga.

HINO DE SÃO SEBASTIÃO

A vós santo hoje damos louvores


Grande Mártir o São Sebastião
Que da morte sofrestes os horrores
E agora reinas em sião

Protegei-nos, socorrei-nos.
Rogai por nós ó São Sebastião
Rogai por nós ó São Sebastião

Lá na glória do céu vitorioso


Junto a deus para sempre reinais
Atendei nossas preces e pedidos
Sobre nós derramai muita paz

Vosso amor por Jesus é um exemplo


Para nós seguidores do senhor
A palavra de cristo conhecendo
Nós queremos seguir com amor