Você está na página 1de 14

4º CURSO NACIONAL DE ATUALIZAÇÃO EM

VENTILAÇÃO MECÂNICA

Curvas de pressão, fluxo e


volume

Marjorie Fregonesi R. Silva

Interação paciente-ventilador

P = VC/C + V’.R + PEEP

Psr  Pmus + Pvent


Pel = VC/C
Pres = P/V’

Pmus + Pvent = Pel + Pres + PEEP

Principles and practice of mechanical ventilation


Martin Tobin, 2nd ed

Relação volume-pressão

IC = capacidade inspiratória
ERV = reserva de volume expiratório
RV = volume residual

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 1


Curva pressão-volume = histerese

Morfologia do alvéolo
Tensão superficial

Curva pressão-volume do sistema respiratório

Ponto de equilíbrio

West - Respiratory Physiology The Essentials 2012

Curva pressão-volume do sistema respiratório

CRRCarvalho 2005

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 2


Causas de diminuição da complacência do
sistema respiratório

• Diminuição da • Diminuição da
complacência de caixa complacência de
torácica parênquima
– Obesidade – Pneumotórax
– Ascite – SDRA
– Perda de força – Hiperinsuflação
muscular dinâmica
– Tórax instável – IOT seletiva
– Doenças do
parênquima

Glaister et al. Respir Physiol 1973

Glaister et al. 1973, Respir Physiol

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 3


Rimensberger P et al: The open lung during small tidal volume
ventilation: concepts of recruitment and 'optimal' positive end-expiratory
pressure. Crit Care Med 1999
Ventilação
acima do Pflex
inferior aumenta
o EELV mas
também a
?
distensão

Ventilação após
recrutamento
melhora
oxigenação para
mesmo valor de
PEEP

Dynamic loops during three modes of ventilation inscribed into the quasistatic pressure–volume curve of the respiratory system of an animal
after lung washes. Loop A: tidal insuflation with a positive end-expiratory pressure (PEEP) below the lower inflection point before a sustained
inflation. Loop B: tidal insuflation with a PEEP below the lower inflection point after a sustained inflation. Loop C: PEEP higher than the lower
inflection point after a sustained inflation.

Curva pressão-volume em pulmão isolado de


rato

https://www.youtube.com/watch?feature=pl
Slutsky N Eng J Med 2006
ayer_detailpage&v=oKH7CtsEgHw

Curva PV em pulmão de rato normal e com


lesão aguda

15 15
VOLUME(ml)

VOLUME (ml)

10 10

5 5

paraquat paraquat
0 controle
0 controle
0 5 10 15 20 25 30 35 0 5 10 15 20

PRESSÃO(cmH2O) PRESSÃO(cmH2O)

Silva, Saldiva 1998

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 4


Curva pressão-volume

Cálculo da complacência estática e resistência


pelo método da oclusão inspiratória

Modo volume-controlado
• Volume corrente = 6ml/kg
• Fluxo quadrado = 60 litros/min =1 litro/s)
• Pausa inspiratória = 2s
• PEEP 5 cmH2O
• (PEEP mais adequado)

Cst = VC/(Platô – PEEP) ml/cmH2O


R = (Pico – platô)/fluxo cmH2O/litro/s

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 5


Exemplos

• Paciente 1 • Paciente 2

• VC 500 ml • VC 400 ml

• Fluxo 60 litros/min (1 l/s) • Fluxo 60 litros/min (1 l/s)

• Pico 40 Platô 15 • Pico 35 Platô 30


PEEP 5cmH2O PEEP 5 cmH2O

• Complacência 50 ml/cmH2O • Complacência 16 ml/cmH2O

• Resistência 25 mH2O/litro/s • Resistência 5 cmH2O/litro/s

Pressão do sistema respiratório ou pressão na


via aérea
• Melhor acurácia

• Menor custo

• Medida na abertura da via aérea artificial

• Padrão da curva

• Monitorização de auto-PEEP

Pressão de via aérea x pressão alveolar

Método da
oclusão
inspiratória

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 6


Pressão esofágica

• Estimativa da pressão pleural

• Cateter com balão esofágico

• Grande dificuldade técnica

• Diferenciação entre parênquima e caixa torácica

• Medida do trabalho respiratório do paciente

Pressão esofágica

Auto-PEEP

Principles and practice of mechanical


ventilation
Martin Tobin, 2nd ed

Pressão do sistema respiratório: padrão da


curva

Esforços inefetivos

Principles and practice of mechanical ventilation


Martin Tobin, 2nd ed

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 7


Pressão do sistema respiratório: padrão da
curva

Overshoot Auto-disparo
Principles and practice of mechanical
ventilation
Martin Tobin, 2nd ed

Disparo a pressão x disparo a fluxo

PSV em DPOC

Modos limitados a
pressão:
rise time

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 8


Na PCV o rise time não muda o tempo
inspiratório

Pressão de suporte (PSV):


rise time

O rise time muda o tempo inspiratório na PSV

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 9


Pressão de suporte (PSV): ciclagem

50%

25%

Padrão da curva de pressão (rise time) no


volume-controlado

Fluxo 60 l/min Fluxo 30 l/min

Principles and practice of mechanical ventilation


Martin Tobin, 2nd ed

Padrões da curva de pressão

A = disparo a pressão
B1 = overshooting
B2 = atraso
C = platô “smooth”
D = esforço expiratório

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 10


Fluxo e Volume

• Alto custo

• Manutenção
especializada

• Acurácia entre 5 e 10%

• Estimativa do volume
(integral do fluxo)

Padrões de curva de fluxo

Normal

Obstrução

Restrição

Bates 2009

Curvas de fluxo em ventilação mecânica


invasiva

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 11


Auto-PEEP em ventilação controlada e
espontânea

Principles and practice of mechanical


ventilation
Martin Tobin, 2nd ed

Constante de tempo

Cte tempo = C (ml/cmH2O) . R (cmH2O/litro/segundo)

Relação I:E
Pausas ins e expiratórias

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 12


Exemplos

Paciente 1 Paciente 2
VC 500 ml VC 400 ml
Fluxo 60 litros/min (1 l/s) Fluxo 60 litros/min (1 l/s)
Pico 40 Platô 15 PEEP 5mH2O Pico 35 Platô 30 PEEP
Complacência 50 ml/cmH2O 5cmH2O
Resistência 25 mH2O/litro/s Complacência 16 ml/cmH2O
Resistência 5 cmH2O/litro/s

FR 20 Insp:Exp 1:3
Tinsp = 0,75s Texp = 2,25s

Paciente 1 Paciente 2
• Complacência 50 • Complacência 16
ml/cmH2O ml/cmH2O
• Resistência 25 • Resistência 5
cmH2O/litro/s cmH2O/litro/s
• Cte tempo = 1,25s • Cte tempo = 0,08 s
• Tex = 3,75-6,25 s • Tex = 0,24-0,4 s
• Obstrução • Lesão pulmonar
aguda

Ciclagem

Limite

Disparo
1:4

Base

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 13


50 pacientes em VM
Aumento da mortalidade tanto na
UTI quanto hospitalar

Obrigada

© Copyright©2018 Editora Manole Ltda.


Todos os direitos reservados.
Nenhuma parte deste conteúdo poderá ser reproduzida, por qualquer processo,
sem a permissão expressa dos editores. Diretos adquiridos pela: Editora Manole
Ltda.

Copyright©2018 Editora Manole Ltda 14