Você está na página 1de 9

Jesus, o Deus odiado dos discipulos odiados.

Texto Base: João (15. 18-19).

Introdução:
Graça e Paz meus irmãos. Nesta noite nós iremos continuar com a nossa serie de
sermões sobre o nosso senhor Jesus. sobre o nosso cristo. Como vocês já sabem, nessa
serie nós estudamos, refletimos, pensamos sobre a pessoa e a obra de nosso senhor
Jesus Cristo. Com essas obras nós aprendemos sobre ele, sobre o amor dele, sobre os
ensinos dele. Nós já vimos, no decorrer dessa serie de sermões motivos e mais motivos
para aprendermos sobre Jesus, e o principal de todos, no meu ver é que nós precisamos
conhecer Jesus correta e verdadeiramente para adorarmos a ele, correta e
verdadeiramente.
Muito bem, vindo para esse texto que nós lemos, ele está inserido em um
contexto muito maior. Para tratarmos do relato completo desse texto, deveríamos
analisá-lo em seu todo, que seria do verso 18 até o verso de numero 27, mas creio que
esses dois versos que lemos contem verdades completamente relevantes e muito
importantes para nós, em outra ocasião, em outra oportunidade podemos tratar da parte
toda, mas nesta noite iremos nos prender somente ao verso 18 e 19.
Neste capitulo 15, no inicio, do verso 1 ao 11, Jesus trata de uma parábola. A
parábola da videira e os ramos. Nessa parábola Jesus vai falar aos seus discipulos a
respeito da importância de estar nele. De como cristãos estarem no corpo de cristo,
implantados, enxertados nele. E ainda mais,que os cristãos permaneçam nele. Do
versículo 12 ao 17, Jesus vai tratar a respeito da importância de que esses discipulos que
estão nele, que permanecem nele, amem uns aos outros, é necessário um amor mutuo
entre esses discipulos e entre todos os que estão no corpo de Cristo! É necessário que
nós como irmãos em cristo, como permanecedores do corpo de Jesus tenhamos
comunhão uns com os outros, amemos uns aos outros, na Igreja de Jesus, na
comunidade de Cristo, no corpo de Jesus não há lugar, não há espaço nenhum para
divisões, há espaço de sobra para amor, amor mutuo, amemos uns aos outros meus
queridos irmãos! Mais a frente, chegando no verso que lemos, Jesus irá exortar esses
discipulos, esses primeiros seguidores a dar testemunho para o mundo, na verdade essa
exortação começa do verso 18 e vai até ao 27, mas como já sabemos iremos tratar
apenas esses dois versículos.
Nestes dois versículos, Jesus fala a respeito do ódio do mundo. Vejamos
rapidamente um contexto geral em que esse capitulo está inserido. No capitulo anterior,
Jesus fortalece seus discipulos. Jesus anuncia a sua partida, mas fortalece seus
discípulos, logo após isto vemos a promessa de Jesus, Jesus promete o espírito santo ao
seu povo, ele diz, eu vou, mas vocês não ficarão sozinhos, desabrigados e
desprotegidos, o santo espírito está com vocês, ele irá ficar com vocês, ele é o
consolador. E nesta parte sobre o espírito, sobre a promessa do espírito que está inserido
no capitulo 14 do evangelho de João, lembro-me da promessa que foi feita nosegundo
capitulo de Ageu, no verso 5, que diz: “Meu espírito está entre vocês, não tenham
medo”. Meus irmãos, Jesus foi, mas nos deixou seu santo espírito, para nos dar forças,
nos consolar, nos iluminar, etc. após isso ele começa a parábola da videira, ressaltando a
unidade no corpo de Jesus e que precisamos estar nele. Depois fala do amor mutuo e
finalmente chega na parte do ódio do mundo.
Meus irmãos, não sei se conseguem perceber, mas Jesus trilha todo um caminho
antes de chegar ao ponto e dizer que o mundo nos odeia, ele percorre um caminho de
consolo para nós, pois ele diz, o mundo odiará e já odeia vocês, mas lembrem-se, eu
lhes deixei o consolador, ele os consolará no meio desse ódio, ele também diz que
precisamos estar nele e nele termos amor mutuo uns com os outros, ou seja, unidade,
por isso e com isso conseguiremos suportar o ódio do povo, com isso conseguiremos
suportar e passar por essa estrada de fogo que é o ódio dos ímpios e injustos contra nós
o povo de Deus! perceba, para passarmos por meio da prova de fogo que é o ódio do
mundo, precisamos primeiramente do nosso consolador que é o espírito santo,
precisamos estar em Cristo e precisamos estar unidos, nos amando uns aos outros, desse
modo, poderemos enfrentar o ódio dos ímpios!
Meus irmãos, estamos falando de ódio, mas afinal, o que é ódio? O que é esse
ódio que tanto falamos e que tanto estamos citando? O ódio é um sentimento negativo.
Um sentimento, que por sinal, nenhum de nós, deveríamos ter. nenhum de nós
deveríamos sentir por nenhuma coisa, quanto mais por alguma pessoa, mas o que mais
vemos é cristãos odiarem as coisas, odiarem pessoas, é um pecado presente na vida dos
cristãos modernos. O ódio é uma aversão. Um sentimento de detesto. Odiar alguém é
não somente não amá-lo, mas persegui-lo, também detestar, ter total e completa aversão
a tal coisa ou a tal pessoa. É um sentimento que é incabível no coração de um homem
santo, de um homem de Deus. pois o ódio é tão sujo, tão mal, tão pecaminoso que não
pode caber no coração de um homem de Deus. mas o mundo tem esse sentimento em
alta nos dias de hoje e nos dias do passado.
O ódio meus irmãos, é algo que é propulsionado, ou seja, não tem como você
odiar algo ou alguém, simplesmente por odiar, o ódio não é um hobby, o ódio é um
pecado e um sentimento. Você odeia uma coisa ou uma pessoa por algum motivo.
Porque é necessário falar isto? Não muito difícil vemos pessoas dizendo: “não sei
porque odeio tal coisa”. Ou, “ela nunca me fez nada, mas não vou com a cara dela”,
isso é o ódio disfarçado. Isso é ódio, mas a explicação de tal sentimento está errada, não
existe ódio sem um motivo especifico. Talvez você não perceba, ou talvez seja
desonestidade mesmo, mas se você odeia algo ou alguém há um motivo para isso.
Você talvez odeie tal pessoa por algo do passado, ou por algo que ela fez
inconscientemente, ou talvez você não consiga perceber o que ela te fez para odia-la,
mas alguma coisa aconteceu, com isso, também meus irmãos, podemos aplicar ao ódio
que o mundo tem por nós, com certeza fizemos alguma coisa para ele nos odiar, mas o
que será? Será que fizemos inconscientemente? Será que ferimos o mundo para ele nos
odiar tanto? Nós iremos ver isso no decorrer do sermão. Neste sermão, quero me
propor a estudar, refletir com os irmãos acerca desse ódio que o mundo tem contra nós,
iremos ver três pontos centrais sobre isso, o primeiro ponto, é a afirmação que o mundo
nos odeia, mas isso nós já sabemos, e então o que veremos nesse ponto? Nós iremos ver
provas concretas de que o mundo de fato e realmente nos odeia. No segundo ponto nós
iremos ver o motivo pelo qual o mundo tanto nos odeia, e por ultimo, veremos que é o
causador desse tal motivo. Destaco o primeiro ponto desta mensagem:
1 – O mundo odeia Jesus e seus discipulos. (18). Muito bem meus irmãos,
vimos o que é o ódio. É uma completa aversão, é um sentimento muito negativo. Na
introdução nós já percebemos que o mundo odeia os cristãos, o mundo odeia os
discípulos de Jesus cristo. Isso é uma verdade inegável. O mundo nos odeia mesmo,
nos odeia de verdade, não é de brincadeira l, não é uma raivinha que depois de uma ou
duas semanas passa. O ódio do mundo por nós cristãos vem de séculos e séculos.
Durante todo o tempo de existência do cristianismo, desde o inicio de nossa fé, os
cristãos foram perseguidos, não tiveram paz. Mas preciso fazer um adendo para que não
fique confuso para entendermos. Ao dizer que o mundo nos odeia, é muito perigoso.
Porque se eu somente afirmar isto, automaticamente estou dizendo que alguns de meus
irmãos me odeiam, porque eu tenho alguns irmãos que não são cristãos. É isso? Todo
mundo que não é cristão nos odeia? Todas as pessoas? Todos os não fazem parte de
nossa fé irá nos odiar? Não meus irmãos, esse não é o sentido. Nós temos um pequeno
problema para resolver. A palavra mundo, nas escrituras não significa somente uma
coisa, precisamos clarear isto. Quando João usa o termo “mundo" ele não está se
referindo a todos e cada um individualmente. Ele refere-se a sociedade humana
(pecaminosa) como um todo, ou seja a maioria, ou alguns. Alguns do mundo, a grande
maioria irá lhe odiar somente por você professar o nome de Jesus. Não significa que por
seu marido ser ímpio ele irá te odiar, não ele te ama, mas o mundo, em geral, na sua
maioria esmagadora irá nos odiar, irá ter aversão por nós, irá nos detestar. Meus irmãos,
eu conheço pessoas que não querem nem mesmo estar na presença de cristãos. Não
querem nem ir a igreja e se chega um cristão onde ele está, ele logo se retira por que não
consegue ficar na presença de “crentes". Alguns querem amenizar, dizem: ele não gosta
de evangélicos ou outros dizem que talvez essa pessoa não tenha afinidade com os
evangélicos, isso é somente uma desculpa. Esse homem, essa pessoa tem um ódio por
cristãos. Mesmo que inconsciente. E não é difícil encontrarmos pessoas desse modo,
não é raridade encontrarmos homens e mulheres assim. Saiba meus irmãos que o mundo
ti odeia. O mundo não quer o teu bem. O mundo quer te ver chorando. Aquela música
que diz: o mundo pode até, fazer você chorar... até aqui, é verdade. O mundo vai sim te
fazer chorar, sem duvidas, podemos ficar com dúvidas se de fato o mundo nos odeia.
Porque, afinal de contas Jesus diz: se o mundo os odeia.. ou seja, é uma duvida. Será
meus irmãos? Mais a frente no verso 19, no finalzinho Jesus faz uma afirmação, sem
nenhuma margem para dúvidas, ele diz: por isso o mundo os odeia. É uma certeza! Se
você é um cristão, de fato você será odiado pelo mundo, pelos ímpios.
O ódio do mundo contra nós meus irmãos, não é somente um sentimento, não é
somenteuma raiva, esse sentimento se transforma em ação. Esse sentimento gera uma
atitude do mundo contra nós cristãos. Que atitude, que ação é esta do mundo contra nós
cristãos? É uma atitude de maldade. O ódio é caracterizado principalmente por
perseguições. O ódio, a palavra ódio em si, carrega um sentido de perseguir, detestar a
ponto de perseguir. Um exemplo disso era o imenso ódio que Adolf Hitler tinha pelos
Judeus, ele os odiava com todo o seu peito. Ele odiava todos os Judeus, para ele era um
povo amaldiçoado, um povo maldito. Veja, que o ódio de Hitler não ficou somente em
um sentimento, não, converteu -se em ação, qual ação? Perseguição. Perseguição para a
morte! Perseguição para a crueldade, perseguição para a maldade. É isso que o ódio faz,
e é esse sentimento que o mundo tem por todos nós. O mundo nos odeia meus irmãos.
Será que o ódio do mundo gerou alguma perseguição contra os cristãos? Sim meus
irmãos no mundo há uma crescente perseguição contra os cristãos, contra todos aqueles
que professam Jesus. Meus irmãos o mundo nos odeia, digo isso a vocês mais uma vez
que é pra ficar na tua consciência que tu não pode ser amigo daqueles que ti odeiam,
nesse caso, o mundo. Mas isso deve nos entristecer? Devemos ficar tristes porque o
mundo nos odeia? De modo algum! De maneira nenhuma! É pra ficarmos felizes! Nós
temos o espírito santo de Deus, que nos conforta e que estará conosco nos momentos
difíceis da vida? Nós momentos de perseguição! O espírito santo de Deus está contigo
meu irmão não tema! Não tema o perigo, o Espírito Santo te confirmará e te fortalecerá!
Porque podemos saber isto? Nós não somos os primeiros cristãos a serem odiados.
Longe disto. O mundo odiou todos os cristãos. Começando pelos apóstolos. Passando
pelos seus discípulos diretos. O mundo os odiou, o mundo os perseguiu e o espírito
santo não, nunca os abandonou. Eles estavam confortados. Quando paulo escreve para
que os irmãos alegrem-se, paulo estava preso, quando ele escreve a carta de ilipenses, a
famosa carta da alegria, paulo estava preso, o Espírito Santo lhe comportava nos
momentos em que ele estava sendo odiado! Não tema, o Espírito Santo está conosco, é
uma promessa de Deus! Meus irmãos o ódio do mundo contra nós é o medidor de nosso
cristianismo. Quanto mais crente formos, quanto mais fiéis e entregues a cristo nós
formos, mais o mundo nos odiará, os mais odiados, foram os mais crentes.Outras vezes
meus irmãos, nós somos odiados, não pela causa do evangelho, não porque somos um
exemplo de cristãos, não porque somos fiéis a cristo, algumas vezes somos odiados Por
que somos chatos. Que não sejamos odiados pelo mundo por outra causa a não ser pelo
evangelho.
Mas a outro foco que temos que dar nesse ponto, a outro aspecto que devemos
enfatizar aqui o fato de que antes mesmo de sermos odiados, o mundo odiou Jesus. O
nosso mestre, o nosso senhor foi odiado. Se somos odiados, o nosso mestre, antes
também foi. É como se Jesus estivesse dizendo, lembrem -se que antes de vocês eu fui
odiado, eu fui perseguido, eu sofri as dores do ódio, eu mesmo sei o que vocês estão
passando. Jesus não fala do sofrimento, da perseguição e do ódio do mundo do lado de
fora, ele não está dando oitavo num assunto que ele não tem propriedade. Não! Jesus
sofreu o ódio do mundo, antes de nós e é por isso, por conta disto que ele pode falar
com prioridade a cerca do sofrimento causado pelo ódio do mundo. Antes, o mundo
odiou nosso senhor, antes o mundo maltrato o nosso senhor, hoje ele nos maltrata. O
mundo perseguiu Jesus com todas as suas forças. É irá nos perseguir com todas nossas
forças. Esse Jesus, que foi detestado desde o inicio de sua vida, ele tem toda e total
autoridade de dizer: tenham ânimo perante o sofrimento. Porque Ele experimentou
instrumento. Jesus se compadece de nós em algo que ele experimentou. Eu afirmei que
Jesus sofreu perseguição desde seu nascimento, desde sua infância, isso é total verdade.
Não pensamos que Jesus só sofreu no momento da crucificação, é que ele só começou a
ser odiado depois que começou a pregar, isso não é verdade. Herodes ordenou que
matasse todas as crianças no período em que Jesus nasceu. O que é isto? Perseguição.
Jesus foi perseguido ainda criança! Sofreu perseguição ainda criança. Ao os fariseus e
os escribas perseguiram Jesus e duvidarem de seus ensinos, isso era sofrimento pra
Jesus. Perceba que antes de nós Jesus foi perseguido. Nós vimos meus irmãos sobre o
passado, vimos que no passado perseguiram nosso irmãos e também perseguiram o
nosso senhor, é hoje? É nos dias de hoje? Somos perseguidos? Jesus ainda é
perseguido? Ou já passou? Hoje meus irmãos o mundo continua nos odiando, continua
nos perseguindo, no Brasil não vemos isso, mas em alguns países de fora sim. É o fato
de pensarmos que não somos mais perseguidos hoje, denuncia que nós não nos
atingimos com a perseguição que rodeia é maltrata nossos irmãos em outros países,
nossos irmãos são perseguidos, isso deve doer em nós, isso deve remoer dentro de nós,
porque eles são nossos irmãos em Cristo. Nós dias de hoje, o mundo continua odiando
Jesus, alguns o negam, outros blasfemam contra seu nome, mas no dia de hoje e em
mais nenhum dia, poderão maltrata-lo mais, pois ele agora, virá como general de guerra!
Essa, é mais uma esperança para nós, em meio ao ódio do mundo!
2 – porque o mundo nos odeia? (19ª)
Nós já entendemos, conseguimos compreender que o mundo não nos ama, muito
pelo contrário, o mundo nos odeia. Ele odiou a cristo Jesus também, como vimos em
nossa introdução. Meus irmãos, sabemos que o ódio é um sentimento que exige um
motivo. É muito difícil você odiar algo ou alguém sem nenhum motivo, com isto,
podemos então nos perguntar qual o motivo para o mundo nos odiar? O que fizemos?
Porque o cristão é e foi tão perseguido? Você já se perguntou isso? As vezes eu fico
pensando, o cristão é uma pessoa tão boa, é uma pessoa que só quer o melhor para si e
para todos os demais, então porque que o mundo os persegue? Porque que o mundo
odeia tanto esses crentes? Era o que me perguntava. Essa pergunta, aliás, está dúvida é
totalmente válida, de fato é uma duvida que tem sentido. Esse texto que lemos nos dá
uma das respostas mais espetaculares a cerca disso. Esse texto nos dá uma resposta
básica e muito profunda a cerca do ódio do mundo por nós. O mundo nos odeia porque
nós não somos dele, porque não pertencemos a ele. Porque não servimos ao rei deles.
Porque não nos curvamos diante do dominador deles, porque somos diferentes deles.
Contexto diz isso. Nós não pertencemos ao mundo. O mundo não nos ama por isto,
porque não pertencemos a ele. O caráter do Cristão é por natureza diferente do caráter
do mundo. O verdadeiro cristianismo se for vivido e praticado de verdade irá causar
ódio no mundo por que iremos nos diferenciar e automaticamente nos distanciar dele.
Até nas coisas mínimas, até nas coisas pequenas o cristianismo irá se bater com o
mundo, irá ter um conflito, por exemplo, donos de bares, de casas de prostituição,
pessoas que vendem drogas, já pensaram que se todos os clientes dessa galera se
convertesse eles iriam a falência? Será que essas pessoas (mundo) os odiaria? Sim,
meus irmãos! O cristianismo é transformador, o cristianismo, a fé no evangelho de
Cristo nos muda totalmente a tal ponto de rompermos muitas vezes com o ímpio, com o
mundano e isto causará ódio e mais ódio no coração deles! Por isso somos odiados, por
isso que o mundo nos odeia tanto, por isso que o mundo nos persegue meus amados
irmãos, não pensem que vocês estão sendo perseguidos por causa de você mesmo, não
pense que o sofrimento e a perseguição estão presentes em sua vida por que você é
pecador, de fato você é, mas isso nem sempre é a causa da perseguição, pense e entenda
que a perseguição a sua pessoa e a todos os demais cristãos verdadeiros é por conta do
evangelho de Jesus, é porque estamos pregando um evangelho que vai contra o mundo,
um evangelho que quer transformar pessoas mundanas, estamos pregando um
evangelho que desmoraliza o mundo, por isso meus irmãos, por isso eles irão nos odiar!
Deixem eles nos odiar! Se o mundo quer nos odiar, deixem ele nos odiar, se o mundo
quer nos bater, deixem eles nos bater, estamos servindo e trabalhando para algo muito
maior, estamos servindo e trabalhando para algo muito mais importante, é para o avanço
do reino de Deus, quanto mais esse reino avançar, mais aqueles do mundo irão nos
odiar, quanto mais pessoas tirarmos do lado deles e trouxermos para o lado da salvação,
mais eles irão nos odiar, mas devemos ficar totalmente felizes com isto, afinal, o que
mede nosso cristianismo é o ódio do mundo por nós! Se você é odiado, se está sendo
odiado por conta do teu cristianismo, por conta daquilo que você prega, meu irmão
sinta-se feliz, meu irmão sinta-se abraçado pelo próprio cristo, sinta-se abraçado pelos
milhões de cristãos verdadeiros que estão espalhados na face da terra, inclusive por
aqueles que deram suas vidas por esse mesmo evangelho.
Como você tem lidado com isto meu irmão? Como você tem lidado com o ódio
do mundo que quer ti afligir? Tem sofrido? Ta sendo difícil prosseguir? É pesado não é?
Não esqueça meus irmãos, temos conosco o santo consolador, temos conosco hoje o
espírito santo da verdade, entenda, diante de todos esses teus sofrimentos ele não está
somente calado, ele não está somente vendo você passando pela prova, não meu irmão,
se você está de pé até hoje, é por que o santo espírito da verdade, o consolador eterno e
amado está te sustentando! Não pense que por você está em pé diante de todas essas
luas você é forte, não é, você é muito é fraco, o que te fortalece e o espírito de Deus. ao
continuarmos a leitura desse texto, vemos ainda no verso 19, que se fossemos do
mundo, ele nos amaria. Se pertencêssemos ao mundo, ele nos amaria como se fossemos
dele! Como se fossemos filhos dele. Irmãos, o mundo ama o mundo! Não há outra
explicação, o mundo ama seus delitos e pecados, o mundo acolhe seus delitos e
pecados, o mundo ama todos aqueles que são como eles, que transgridem as leis, que
maltratam os outros e que se revoltam contra Jesus e sua igreja. O mundo ama isto, o
mundo ama o próprio mundo, o mundo ama o pecado, o mundo, ama o seu rei, seu
dominador que é o diabo! Por que vemos pessoas da justiça, ou porque vemos tantas
pessoas defendendo os marginais, ou defendendo bandidos? Homens que infligem as
leis, que ameaçam a sociedade? Porque tantas pessoas os defendem? Porque o mundo,
ama o mundo! Entenda, não estou lhe dizendo que você tem que odiar os do mundo,
nem muito menos estou lhe dizendo que tem que protegê-los, não, temos que ser justos,
se um homem é taxado de bandido sem ser, temos que nos opor a injustiça, mas se for
um bandido de fato, não devemos protegê-lo, devemos ver a justiça se cumprir, e
orarmos para que Deus seja misericordioso e regenere aquele homem após sua punição!
Mas, enfim, o mundo, o sistema pecaminosos irá amar todos aqueles que pertencem a
ele, que fazem parte do ciclo deles! Não espere o amor do mundo por você, espere o
ódio, porque você não pertence a ele, talvez, se você pertencesse, ele, o mundo iria te
amar e te idolatrar, mas não!
Corremos meus irmãos aqui, um grande risco como igreja e como cristãos. O
homem em si, nós, temos uma grande necessidade de tentarmos ser amáveis. De
tentarmos ser confortáveis a todos, isso não é uma coisa ruim, de fato temos que
procurar agradar as pessoas, mas enquanto isso não fere as escrituras e nem ao próprio
Deus, nós temos essa necessidade de aceitação ou até mesmo de inclusão, por incrível
que pareça o cristão do nosso século, do nosso tempo ele tem uma imensa necessidade
de ser incluído na sociedade pecaminosa, o cristão deste tempo que por fina força fazer
parte e estar presente na classe, na roda dos escarnecedores. Querem aceitação, querem
ser aceitos como parte integrante de determinado grupo de pessoas. Não é errado meus
irmãos, e tão pouco é pecado você ter amigos ímpios, alias, você com certeza tem algum
familiar que é ímpio, o problema não está ai, o problema esta em você tentar ser como
ele, o problema estar em você ser influenciado e transformado por ele. Ai está o
problema. Por conta dessa imensa necessidade que falamos, os cristãos e a igreja
moderna desse tempo esta muitas vezes abrindo mão do evangelho e colocando coisas
dentro da igreja que combinem e que seja aceitável ao mundano, ao ímpio. Isso é um
grande erro. um grande problema, a igreja não tem que se preocupar em ser igual ou
semelhante ao mundo, a igreja tem que se preocupar em ser igual a cristo, nosso alvo é
Jesus, nosso motivo é Jesus, nosso mestre é Jesus, somente Jesus, somente Jesus! não
devemos nos conformar, não devemos nos moldar a este século, por contrario, devemos
influenciar essa nossa sociedade caída, essa nossa sociedade morta a ser como nós,
servos do altíssimo. Meus irmãos, não podemos jamais deixar o mundanismo entrar
dentro da igreja, não podemos jamais deixar que as praticas imundas do mundo entre
aqui dentro dessa comunidade, agora me volto propriamente para nós, para a nossa
realidade, nós não podemos deixar e nem permitir que o mundanismo, que essas
imundícies entre dentro de nossa amada igreja, não sejamos como este mundo meus
irmãos, eu te digo busque a aceitação de Deus, preocupe-se se sua vida tem sido
aceitável perante o senhor e não perante o mundo, preocupe-se se você está sendo um
santo perante o teu Deus, deixe o mundo para lá. Que adiante meus irmãos ser
totalmente aceito perante esses homens imundos e ser totalmente rejeitado pelo Deus
eterno? Que adianta meus irmãos? O que você tem buscado? O que você tem
procurado? Pelo que você tem lutado? Pela aceitação dos homens ou de Deus? o que
mais vale para ti? O que mais ti importa? Deixa eu lhe dizer ainda mais uma coisa nesse
ponto, não tenha medo de ser agradável a Deus e desagradável aos homens, isso é o que
deve ocorrer de fato, não tenha medo de ser odiado pelos homens, isso é o que deve
ocorrer de fato! Deixa o mundo ti odiar, deixa o mundo ti detestar, pois, Deus, não irá ti
odiar, Deus irá ti amar, irá ti salvar! Enfrente meus irmãos, o ódio do mundo, enfrente,
vá para cima, deixe o mundo lhe odiar, é Deus, e não outro quem ti sustentará até o dia
da consumação da tua salvação! Mas há ainda meus amados irmãos, um terceiro e
ultimo ponto que podemos destacar nessa noite, que podemos aprender nesta noite,
perceba comigo uma coisa, os nossos pontos, esse principais pontos que estamos
estudando, estão divididos em ordem, veja, no primeiro ponto, nós vimos que o mundo
nos odeia, essa é uma afirmação, o mundo nos odeia, então, no segundo ponto nós
vimos uma pergunta sobre essa afirmação, a pergunta foi: porque que o mundo nos
odeia? Obtivemos a seguinte resposta: o mundo nos odeia porque não pertencemos a
ele, mas se pertencêssemos a ele, ele nos amaria, então iremos agora para o terceiro
ponto, que é uma pergunta sobre a afirmação anterior, se já sabemos que o mundo nos
odeia, e a causa é que não somos igual e nem pertencemos a ele, porque não
pertencemos a ele? Qual o motivo para que nós cristãos não sejamos como o mundo? E
não pertençamos ao mundo? Esse é o terceiro ponto desta noite.
3 – Porque não somos como o mundo? (19b). no inicio da segunda parte do
verso 19, nós vemos Jesus dizendo para os discipulos que eles não pertencem ao
mundo. Jesus diz para aqueles homens que eles não são do mundo, lembrem-se esse
texto é um dialogo de Jesus com os seus discipulos, ele havia anunciado a sua partida e
é claro que isso gerou um certo medo por parte dos discipulos, uma certa insegurança,
Jesus então diz para aqueles discipulos que eles serão odiados e confirma, vocês serão
odiados por que não são do mundo, e mais uma vez no verso 19 Jesus diz, vocês não
são do mundo. É como se Jesus tivesse dizendo, olha, vocês não são pertencentes a esse
reino de trevas aqui não, vocês não pertencem a este mundo caído aqui não, vocês
pertencem a mim e a meu pai, vocês são meus filhos amados e eu os tirarei deste mundo
caído ainda, mas tenham calma, enquanto isto não acontece, vivam aqui, neste mundo,
tendo em mente que vocês não são do mundo, tendo em mente que vocês não pertencem
a este mundo. Veja como nossa fé é fantástica e como de fato o espírito santo nos ajuda,
nos vivemos em lugar que não nos pertence, nós vivemos em um mundo caído,
maldoso, em um mundo onde as pessoas nos odeia, ou seja, é como se fossemos visitas
na casa de alguém que nos odeia. Estamos visitando um lugar, que é mundo, onde os
seus moradores ou a grande maioria nos odeia, como isso é possível? Como
conseguimos viver dessa maneira? Como conseguimos ter uma vida toda aqui neste
mundo e que muitas vezes há momentos felizes? E de fato muitos cristãos vivem felizes
neste mundo, como isso pode ser possível? Como eu posso ser tão feliz, sendo tão
odiado? Sendo tão mal recebido? Como posso ser feliz em um lugar onde eu e nem
meus irmãos são bem vindos? Isso meus irmãos,é somente obra do espírito santo. Tanto
em nós como no mundo, em nós o espírito age como um consolador, nos consolando e
nos mostrando que mesmo nessa tribulação presente, há um futuro povir, há uma graça
maior e bem maior nos esperando, após a vida aqui neste mundo caído, há uma
recompensa imensurável que é o céu, isto enche os nossos corações de esperança e de
alegria e com isto conseguimos viver felizes, mesmo neste mundo caído, o espírito
também nos mostra e nos abre o entendimento para entendermos que neste mundo há
pessoas que precisam conhecê-lo, que precisam e que vão usufruir do céu juntamente
conosco, esse é mais um motivo de vivermos neste mundo, por amor aos perdidos. Mas
o espírito santo, também trabalha no ímpio, também trabalha no injusto, no mundo.
Como? Delimitando sua maldade. Colocando barreiras para a sua maldade, a graça de
Deus, por meio do espírito santo de Deus impede que o homem seja mais mal do que
ele já é, e assim, desta forma vai livrando os seus filhos por muitas vezes. Se morrem
cristãos meus irmãos, poderia morrer muito mais, o homem é mal o suficiente para isto,
mas Deus, por sua graça não permite.
Por que meus irmãos nós somos diferentes do mundo? Perceba o que eu acabei
de lhes dizer, o cristão, o filho de Deus permanece neste mundo, com uma esperançado
que esta por vir, do que está para acontecer, o cristão vive neste mundo ainda buscando
o perdido, querendo fazer ver a Jesus e ser salvo, amando o perdido, mas o ímpio, vive
neste mundo nos odiando, praticando o mal, perseguindo os cristãos, fazendo maldades
e sô não fazem mais maldades por que a graça de Deus não permite, se permitisse, o
mal seria muito maior, mas Deus não deixa, por que o cristão, porque nós como igreja
somos tão diferentes do mundo? Qual o motivo para isto? É nós que queremos mesmo
ser diferentes desse mundo caído? Somos nós que temos vontade de ir contra a maré?
Somos nós mesmos que buscamos ser totalmente diferentes do mundo? Não meus
irmãos, infelizmente não. Isso não vem de nenhum de nós, isso não vem de mim e nem
vem de você, o que queremos na verdade e de verdade é ser como o mundo, lembram
que eu disse que temos aquela necessidade de aceitação? Pois é, com isso temos uma
imensa vontade de ser como o mundo. A nossa vontade é ir para onde o mundo vai,
fazer o que o mundo faz. A realidade é esta. Nós como cristãos muitas vezes temos
medo de falar isto, temos medo de dizer que muitas vezes nos sentimos tentados a
alguns atos, não adianta negar, nós ainda somos tentados ao pecado, ainda somos
influenciados por este mundo. Por isso que há uma constante batalha entre nos e a nossa
carne, entre nós e a nossa pecaminosidade, porque queremos ser como o mundo, mas ao
mesmo tempo há algo que não nos deixa, algo que nos controla, que nos impede.
Perceba, assim como o espírito santo impede que o mundo seja mais ruim, que os
ímpios sejam pior do que já somos, Jesus nos impede de sermos como o mundo, Jesus
não nos deixa caminharmos por nossas próprias vontades. O texto diz na parte b: vocês
não são do mundo, os apóstolos poderiam pensar que eles eram demais, que eles eram
os caras porque não pertenciam ao mundo, porque eram separados e diferentes, mais
logo após isto, Jesus diz: Mas, eu os escolhi. Acaba todos os méritos daqueles homens,
eles não eram do mundo, eles de fato eram justos, bons e salvos, e separados do mundo,
mas isso não vinham deles. Isso não era mérito deles, é de cristo! Assim como nós
também somos diferentes do mundo, como nós também somos separados dessa
imundície, mas isso não é mérito nosso, é de cristo. É Jesus cristo meus irmãos que nos
separa desse mundo, é ele que nos escolhe, como o próprio texto nos diz, é ele quem
nos separa, como? O texto encerra-se com Jesus dizendo: tirando-os do mundo, por isso
o mundo os odeia, é impressionante ver que o evangelho é tão eficaz, veja que Jesus diz
que nos tira do mundo, ele nos tira, nos separando, fazendo andarmos por outros
caminhos, por outras veredas, diferente do mundo, pregar coisas diferentes e que
conflitem com aquilo que o mundo ensina, é assim que ele nos tira do mundo, mas há
também um sentido mais profundo, ele nos tirará do mundo, desse sistema pecaminoso,
um dia por completo, um dia ele nos tirará completamente daqui, completamente ele
nos tirará da presença do pecado e desses ímpios, ele nos tirará do mundo, nos levando
para o céu, nos levando para junto dele, para reinarmos eternamente com ele! Não
fomos nós quem escolhemos ser diferentes e andar na contramão deste mundo, não
fomos nós, foi Jesus, se nós meus irmãos tivéssemos tentado por nossa própria conta,
teríamos caído, estávamos agora igual ao mundo!
Conclusão:
Nesta noite meus irmãos, nós tivemos a oportunidade de aprender sobre o ódio
do mundo contra nós e contra Jesus, isso é de imensa importância, porque também
aprendemos a confiar nele nesses momentos, podemos perceber que Jesus esta conosco
na hora da tribulação e que ele entende o que passamos, porque ele sofreu o mesmo.
Nesta noite nós vimos que de fato o mundo nos odeia, e nos perseguirá com todas as
suas forças. Também vimos que eles nos odeiam porque somos diferentes, andamos na
contramão, e vimos que quem nos faz diferentes, que quem nos separa do mundo é
Jesus cristo, e o senhor. Sozinhos não conseguiríamos. Mas Jesus é que nos escolhe e
nos separa deste mundo e um dia nos separará por completo, nos tirará daqui por
completo. Que Deus nos abençoe nesta caminhada, lembrando que sempre teremos que
enfrentar o mundo. Combater este mundo mal! Não podemos dar o braço a torcer e se
igualar ao mundo, que lutemos e prossigamos nesta contramão. Que essa mensagem nos
conforte no decorrer da semana, que essa mensagem nos exorte e que ela também nos
transforme! Amém!