Você está na página 1de 3

Estudante:________________________________________________QUI 512 (T01)

Data:___/___/___
SEGUNDA AVALIAÇÃO
AS RESPOSTAS DEVERÃO SER RESPONDIDAS DE MODO DISCURSIVO COM CANETAS DE TINTA
AZUL OU PRETA. RESPOSTAS À LÁPIS SERÃO DESCONSIDERADAS!
“Nossas dúvidas são traiçoeiras e nos fazem perder o bem que temos a ganhar pelo medo de tentar”
(Shakespare)

1. Analise as informações a seguir e responda o que se pede:

Rolha

Tubo de onde
Tubo com será produzido o
hidróxido e gás
água

Tubo A Tudo B

Figura 1: Sistema usado para produzir e coletar gás.


No intuito de avaliar a reatividade do dióxido de carbono (CO2) e do carbonato (CO32-), em
meio aquoso, foi realizado o Experimento 1.
Experimento 1
1. No tubo de ensaio (A) – Figura 1 – foi adicionado 5 mL da mistura de hidróxido de
cálcio (Ca2+(OH-)2) com água, 0,01 mol L-1.
2. No outro tubo de ensaio (B), adicionou-se 3g de mármore (Ca2+CO32-) triturado e 3
mL de solução aquosa de ácido clorídrico 1:1. Vedou-se o tubo B, imediatamente, com a
rolha de borracha, de modo que ambos tubos (A e B) ficaram conectados via o tubo em
forma de “U”.
3. Repetiu-se os itens 1 e 2 substituindo, no item 1, hidróxido de cálcio pela mistura
hidróxido de magnésio (Mg2+(OH-)2) com água, 0,01 mol L-1.
A partir dos procedimentos descritos no Experimento 1 verificou-se que:
a. No tubo B, há formação de bolhas incolores e diminuição da quantidade de
mármore;
b. Após algum tempo de formação de bolhas no tubo B, verificou-se bolhas incolores
no sistema contido no tubo A;

Página 1 de 3
Professora: Denise Santos de Sá
c. Verificou-se no tubo A (hidróxido de cálcio e hidróxido de magnésio), o sistema
ficou turvo, com depósito de sólido no fundo do recipiente.
d. O pH em um dos tubos A, após borbulhamento do gás, é maior que do outro tubo
A.
Baseando-se nos dados obtidos no Experimento 1, nas constantes de solubilidade dos
carbonatos e nas Equações a até c, responda:
Kps Mg2+CO32- = 3,5.10-8; Kps Ca2+CO32- = 4,5.10-9; Raio: Ca2+ = 106 pm; Mg2+ = 78 pm;
Kw = 1.10-14; a solubilidade dos carbonatos (Ca2+ e Mg2+) é em muitas vezes menor que a
do hidrogenocarbonato em água.
HCO3- + H2O OH- + H2O + CO2 K = 2,2.10-8 Equação a

HCO3- + OH- H2O + CO32- K = 4,7.103 Equação b

HCO3- + H2O H3O+ + CO32- K = 4,7.10-11 Equação c

a. Proponha uma explicação para os dados obtidos. ATENÇÃO: Ao propor uma


explicação para os dados obtidos, não se esqueça de informar qual o sólido
obtido no processo e justificar o fato de em um caso o pH do sistema ser maior
que em outro caso.
b. É esperado obter a mesma quantidade de matéria de sólido, após borbulhar o gás
na mistura contendo os hidróxidos? Explique o porquê deste fato.

2. Os hidretos complexos de alumínio e boro são usados como doadores de íon


hidreto em processos envolvendo compostos orgânico. Entretanto, frente ao
[(CH3)3NH]+, o AℓH4- atua como doador de H- mais forte do que BH4-. A Equação 1
ilustra a reação dos hidretos complexos com [(CH3)3NH]+.
EH4- + [(CH3)3NH]+ → (CH3)3N-EH3 + H2 Equação 1
Experimentalmente verifica-se que (CH3)3N-AℓH3 também reage com N(CH3)3, como
expresso na Equação 2.
(CH3)3N-AℓH3 + N(CH3)3 → ((CH3)3N)2-EH3 Equação 2
Dados: boro é menor que o alumínio e a configuração eletrônica dos referidos átomos é:
B: [He]2s22p1 e Aℓ:[Ne]3s23p1.
Baseando-se nestas informações, use o recorte do diagram de orbital molecular do AlH4-
(Figura 2), o qual é semelhante ao diagrama de orbital molecular do BH4-, para:
a. Explicar por que, ao classificar AlH4- e BH4- como doadores de par de elétrons,
tais hidretos são chamados de doadores de H-.

Página 2 de 3
Professora: Denise Santos de Sá
b. Explique por que AℓH4- doa mais facilmente H- para [(CH3)3NH]+ do que BH4-.
c. Explique por que (CH3)3N-AℓH3 reage com N(CH3)3, mas (CH3)3N-BH3 não reage.

Figura 2. Recorte no diagrama de orbital molecular do AlH4-.

3. Ao adicionar Na2O em água, verifica-se que há aumento da concentração de íons


hidroxila no meio, por outro lado, MgO, apesar de aumentar a concentração de
hidroxila na água, este aumento não é tão significativo quando comparado ao caso
do Na2O, partindo da mesma quantidade de matéria dos óxidos e volume de água.
Diferentemente de Na2O e MgO, Al2O3 e SiO2 não alteram o pH da água, mas ao
adiciona-los em solução básica há diminuição da concentração de íons hidroxila,
mas ao adiciona-los em meio ácido, somente Al2O3 diminui a concentração de íons
hidrônio. Baseando-se nestas informações e nas Equações 3 a 6, explique o por
quê da diferença de comportamento dos óxidos, Na2O, MgO, Al2O3 e SiO2, em
meio aquoso.
Dados: Avaliar apenas a interação dos óxidos com a H2O, H3O+ e/ou OH-. Raio atômico
dos elementos em pm: Na 190; Mg 160; Al 143 e Si 117. Configuração eletrônica –
Na:[Ne]3s1; Mg:[Ne]3s2; Al:[Ne]3s23p1; S:[Ne]3s23p2.
Na2O(s) + H2O(l) → 2 Na+(aq) + 2 OH-(aq) Equação 3
Al2O3(s) + 3 H3O+(aq) + 6 H2O(l) → 2 [Al(H2O)6]3+(aq) Equação 4
Al2O3(s) + 2 OH-(aq) + 3 H2O(l) → 2 [Al(OH)4]-(aq) Equação 5
SiO2(s) + 2 OH-(aq) → 2 SiO32-(aq) + H2O Equação 6
SUCESSO!

Página 3 de 3
Professora: Denise Santos de Sá