Você está na página 1de 3

09/04/2019 SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas

Introdução ao processo de formação e pesquisa na pós-graduação em Educação e apresentação de


plano de curso (09/04/2019 - 09/04/2019)

O problema educativo, a pesquisa e a Pedagogia: desafios da produção do conhecimento pedagógico na


atualidade (16/04/2019 - 16/04/2019)
Leitura básica:

GHEDIN, Evandro; FRANCO, Maria Amélia Santoro. Questões de método na construção da pesquisa em educação. São Paulo:
Cortez, 2008 (Capítulo 1- Novos sentidos para a ciência).

NAVAS, Julián Luengo. La educación como objeto de conocimiento. El concepto de educación. In: POZO ANDRÉS, María del Mar del;
ÁLVAREZ CASTILLO, José Luís; LUENGO NAVAS, Julián y OTERO URTZA, Eugenio. Teorías e instituciones contemporáneas de
educación. Madrid, Biblioteca Nueva, 2004, p. 35-58. Disponível em: www.ugr.es/~fjjrios/pce/media/1-EducacionConcepto.pdf

SEVERO, José Leonardo Rolim de Lima; PIMENTA, Selma Garrido. A pedagogia entre o passado e a contemporaneidade:
apontamentos para uma ressignificação epistemológica. Revista Inter Ação, [S.l.], v. 40, n. 3, p. 477-492, dez. 2015. ISSN 1981-
8416. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/interacao/article/view/35869

Delimitação de objeto e formulação de problema de pesquisa em educação: enfoques quantitativos e


qualitativos (23/04/2019 - 23/04/2019)
FLICK, Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 2009 (Caps 8, 9, 10, 11 e 12).

ALVES, Alda J. A "revisão da bibliografia" em teses e dissertações: meus tipos inesquecíveis. Caderno de Pesquisa, São Paulo, n. 81,
p. 53-60, maio 1992. Disponível em: xa.yimg.com/kq/groups/28001072/.../revisaobibliograficameus7tipospreferidos.pdf

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 12 ed. São Paulo: Hucitec, 2012 (Cap.
6 e 7)

Paradigmas na pesquisa educacional: positivismo, interacionismo simbólico, fenomenologia


(30/04/2019 - 30/04/2019)
Leitura básica:

TRIVIÑOS, Augusto N. S. Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: a Pesquisa Qualitativa em Educação ? O Positivismo, A
Fenomenologia, O Marxismo. 5 ed. 18 reimpr. São Paulo: Atlas, 2009 (Cap. 2 ? Item 1). Disponível em:
http://www.hugoribeiro.com.br/biblioteca-digital/Trivinos-Introducao-Pesquisa-em_Ciencias-Sociais.pdf

BODGAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto
Editora, 2010 (Cap. 1 ? A tradição da investigação qualitativa na educação).

BLUMER, H. A natureza do interacionismo simbólico. In: MORTENSEN, Charles (Org.). Teoria da Comunicação: textos básicos. São
Paulo: Mosaico, 1980. p. 119-138. Disponível em:
https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/1075930/mod_resource/content/1/Interacionismo%20Simbólico%20-
%20H%20Blumer%20%281%29.pdf

Leitura complementar:

CAPALBO, Creusa. Fenomenologia e educação. Forum educacional, Rio de Janeiro, 14(3): 41-61, jun./ago., 1990. Disponível:
http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/fe/article/viewFile/61119/59327

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 12 ed. São Paulo: Hucitec, 2012 ( Cap.
3 - Contradições e consensos na combinação de métodos quantitativos e qualitativos).

GADEA, Carlos A. O Interacionismo Simbólico e os Estudos sobre Cultura e Poder. Revista Sociedade e Estado. Vol.28 no.2 Brasília
May/Aug. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000200004

Paradigmas qualitativos na pesquisa educacional: hermenêutica, materialismo histórico-dialético e


estudos pós-críticos (07/05/2019 - 07/05/2019)
Leitura básica:

GHEDIN, Evandro; FRANCO, Maria Amélia Santoro. Questões de método na construção da pesquisa em educação. São Paulo:
Cortez, 2008 (Capítulo IV).

DE LA MAZA, Luis Mariano. Fundamentos de la filosofia hermenéutica: Heidegger y Gadamer. Teología y vida, v. XLVI, 2005, p. 122-
138. Disponível em: https://scielo.conicyt.cl/pdf/tv/v46n1-2/art06.pdf

FRIGOTTO, Gaudêncio. O enfoque da dialética materialista-histórica na pesquisa educacional. In: FAZENDA, Ivani (Org.).
Metodologia da Pesquisa Educacional. São Paulo: Cortez Editora, 2010. Disponível em>
www.histedbr.unir.br/downloads/3784_metodologia_da_pesquisa_educacional.pdf

PARAÍSO, Marlucy Alves. Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação e currículo: trajetórias, pressupostos, procedimentos
e estratégias analíticas. In:

MEYER, Dagmas Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (orgs.). Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação. Belo Horizonte:
Mazza Edições, 2012, p. 23-47.

Leitura complementar:

LOPES, Alice Casimiro. Teorias pós-críticas, política e currículo. Educação,Sociedade&Culturas,nº39,2013,7-23. Disponível em:
https://www.fpce.up.pt/ciie/sites/default/files/02.AliceLopes.pdf

FERNANDES, FLORESTAN. Introdução. In: MARX, Karl. Contribuição à Crítica da Economia Política. São Paulo: Expressão Popular,
2008. (Disponível em: http://www.histedbr.unir.br/downloads/3782_contribuicao_a_critica_da_economia_politica.pdf).

https://sigaa.ufpb.br/sigaa/portais/discente/beta/discente.jsf 1/3
09/04/2019 SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas
MARX, Karl. Contribuição à Crítica da Economia Política. São Paulo: Expressão Popular, 2008. (Prefácio - Disponível em:
http://www.histedbr.unir.br/downloads/3782_contribuicao_a_critica_da_economia_politica.pdf).

Ética em pesquisa educacional (14/05/2019 - 14/05/2019)


A indicação de bibliografia será feita posteriormente

Pesquisa Educacional e perspectivas historiográficas: história oral, narrativa, memória e biográfica


(21/05/2019 - 21/05/2019)
Leitura básica:

FERREIRA, Marieta de Moraes e AMADO, Janaína (Orgs.). Uso e Abusos da História Oral. Rio de Janeiro: FGV, 2006. (Capítulo 1 e
2).

BOSI, Ecléa. A Pesquisa em Memória Social. Revista Psicologia USP. São Paulo, n. 4 (1/2), p. 277-284, 1993. Disponível em:
http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psicousp/v4n1-2/a12v4n12.pdf

FAZENDA, Ivani (Org.). Metodologia da Pesquisa Educacional. São Paulo: Cortez Editora, 2010 (Capítulo 8 ? Pesquisa em História:
Perspectivas e Abordagens). www.histedbr.unir.br/downloads/3784_metodologia_da_pesquisa_educacional.pdf

Outras referências serão indicadas posteriormente.

Pesquisa Etnográfica e Participante (28/05/2019 - 28/05/2019)


Leitura básica:

ANGROSINO, Michael. Etnografia e observação participante. Porto Alegre: Artmed, 2009 (Caps. 1, 2 e 3).

MATTOS, Carmen Lúcia Guimarães de. Estudos etnográficos da educação: uma revisão de tendências no Brasil. In MATTOS, CLG.,
CASTRO, PA. (orgs). Etnografia e educação: conceitos e usos [online]. Campina Grande: EDUEPB, 2011. pp. 25-48. Disponível em:
http://books.scielo.org/id/8fcfr/pdf/mattos-9788578791902-02.pdf

RAMOS, Emilio Lucio-Villegas. Investigación participativa. In: PÉREZ SERRANO, Gloria (Coord.). Modelos de investigación cualitativa
en educación social y animación sociocultural: aplicaciones prácticas. 4 ed. Madrid: Narcea, 2007, p. 193-221.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues e STRECK, Danilo Romeu. Pesquisa Participante: o saber da partilha. São Paulo: Ideias e Letras, 2006.
(Capítulo 1 ? A Pesquisa Participante e a Participação da Pesquisa: um olhar entre tempos e espaços a partir da América Latina).

Leitura complementar:

ANDRÉ, Marli. Etnografia da prática escolar. 16 ed. Campinas, SP: Papirus, 2009. DEMO, Pedro. Pesquisa participante: saber pensar
e intervir juntos. Brasília, Liber livros, 2004.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues; BORGES, Maristela Correa. A pesquisa participante: um momento da educação popular. Revista de
Educação Popular, v. 6, n. 1, 53-62, 2007. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/reveducpop/article/view/19988/10662

Teoria Fundamentada e Estudo de Caso (04/06/2019 - 04/06/2019)


Leitura básica:

STRAUSS, Anselm; CORBIN, Juliet. Bases de la investigación cualitativa. Técnicas y procedimientos para desarrollar la teoría
fundamentada. Medellín: Editorial Universidad de Antioquía, 2002 (Partes 1 e 2) Disponível em:
https://diversidadlocal.files.wordpress.com/2012/09/bases-investigacion-cualitativa.pdf

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2.ed. -Porto Alegre: Bookman, 2001 (Capítulos 1, 2 e 3). Disponível em:
https://saudeglobaldotorg1.files.wordpress.com/2014/02/yin-metodologia_da_pesquisa_estudo_de_caso_yin.pdf

Leitura complementar:

YAZAN, Bedrettin. Três abordagens do método de estudo de caso em educação: Yin, Merriam e Stake. Meta: Avaliação, Rio de
Janeiro, v. 8, n. 22, p. 149-182, jan. /abr. 2016. Disponível em:
revistas.cesgranrio.org.br/index.php/metaavaliacao/article/view/1038 CRESWELL, John W. Investigação Qualitativa e Projeto de
Pesquisa, Porto Alegre: Penso, 2014.

Pesquisa-Ação e Pesquisa Colaborativa (11/06/2019 - 11/06/2019)


Leitura básica:

PÉREZ SERRANO, Gloria; MARTÍN, Santiago Nieto. La investigación-acción en la educación formal y no formal. Enseñanza &
Teaching: Revista interuniversitaria de didáctica, Nº 10-11, 1992, págs. 177-198. Disponível em:
http://revistas.usal.es/index.php/0212-5374/article/view/4177/4196

TRIPP, David. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 443-466, set./dez.
2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v31n3/a09v31n3.pdf

FRANCO, Maria Amélia Santoro. Pedagogia da pesquisa-ação. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 483-502, set./dez.
2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v31n3/a11v31n3.pdf

DESGAGNÉ, Serge. O conceito de pesquisa colaborativa: a idéia de uma aproximação entre pesquisadores universitários e
professores práticos. Revista Educação em Questão, Natal, v. 29, n. 15, p. 7-35, maio/ago. 2007. Disponível em:
https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/4443/3629

Leitura complementar

PIMENTA, Selma Garrido. Pesquisa-ação crítico-colaborativa: construindo seu significado a partir de experiências com a formação
docente. Educ. Pesqui., São Paulo , v. 31, n. 3, p. 521-539, Dec. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?
script=sci_arttext&pid=S1517-97022005000300013

https://sigaa.ufpb.br/sigaa/portais/discente/beta/discente.jsf 2/3
09/04/2019 SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas
A produção dos dados de pesquisa: questionários, entrevistas, observação e grupos focais em desenhos
diretos e online (18/06/2019 - 18/06/2019)
Leitura complementar:

FLICK, Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 2009 (Caps 13, 14 e 15).

DAL?LGNA, Maria Cláudia. Grupo focal na pesquisa em educação: passo a passo teórico-metodológico. In: MEYER, Dagmar
Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (orgs.). Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação. Belo Horizonte: Mazza Edições,
2012, p. 195-219.

FÉLIX, Jeane. Entrevistas on-line ou algumas pistas de como utilizar bate-papos virtuais em pesquisas na educação e na saúde. In:
MEYER, Dagmar Estermann; PARAÍSO, Marlucy Alves (orgs.). Metodologias de pesquisas pós-críticas em educação. Belo Horizonte:
Mazza Edições, 2012, p.133-153.

NOGUEIRA, Roberto. Elaboração e análise de questionários: uma revisão da literatura básica e a aplicação dos conceitos a um caso
real. Rio de Janeiro : UFRJ/COPPEAD, 2002. Disponível em: http://www.coppead.ufrj.br/upload/publicacoes/350.pdf

Leitura Complementar:

SAMPIERI, Roberto Hernández, COLLADO, Carlos Fernández, LUCIO, María del Pilar Baptista. Metodologia de Pesquisa. Porto Alegre:
Penso, 2013. Metodologia de Pesquisa. (Capítulo 14 ? Coleta e análise dos dados qualitativos)

Uso de documentos, imagens, vídeos, registros e diários de campo (25/06/2019 - 25/06/2019)


Leitura básica:

FLICK, Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 2009 (Caps 18 e 19). WELLER, Wivian, e PFAFF, Nicolle
(Orgs.). Metodologias da Pesquisa Quallitativa em Educação ? teoria e prática. Petrópolis: Vozes, 2011 (Parte III ? Análise de
Imagens e Filmes).

BODGAN, Robert; BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto
Editora, 2010 (Parte IV ? capítulos 1 e 2).

Desenvolvimento de análises de conteúdo e de discurso e cultural (02/07/2019 - 02/07/2019)


BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 4 ed. Lisboa: Edições 70, 2010 (terceira parte: itens 1, 2, 3 e 4).

PÉREZ SERRANO, Gloria. El método de análisis de contenido: origen y desarrollo. In: PÉREZ SERRANO, Gloria. Investigación
cualitativa: retos e interrogantes. 5 ed. La Muralla, 2011, p. 133-157.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Foucault e a análise do discurso em educação. Cad. Pesqui., São Paulo , n. 114, p. 197-223, Nov.
2001. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-
15742001000300009&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

ORLANDI, Eni. P. Michel Pêcheux e a Análise de discurso. Estudos da língua(gem), n.1, p. 9-13, junho, 2005. Disponível em:
http://www.estudosdalinguagem.org/index.php/estudosdalinguagem/article/viewFile/4/3

RODRIGUES, Rosângela Hammes. Análise de gêneros do discurso na teoria bakhtiniana: algumas questões teóricas e
metodológicas. Linguagem em (Dis)curso, Tubarão, v. 4, n. 2, p. 41 5-440, jan./jun. 2004. Disponível em:
http://linguagem.unisul.br/paginas/ensino/pos/linguagem/linguagem-em-discurso/0402/040208.pdf Leitura complementar:

BRAIT, Beth. O texto mostra a língua, costura e descostura discursos. Filol. lingüíst. port., n. 9, p. 169-183, 2007. Disponível em:
https://www.revistas.usp.br/flp/article/viewFile/59778/62887

BARROS, THB. Por uma teoria do discurso: reconsiderações histórico-conceituais. In: Uma trajetória da Arquivística a partir da
Análise do Discurso: inflexões histórico-conceituais [online]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015, pp.
27-71. Disponível em: http://books.scielo.org/id/r6q5k/pdf/barros-9788579836619-03.pdf

GREGOLIN, Maria do Rosário Valencise. A análise do discurso: conceitos e aplicações. Disponível em:
http://seer.fclar.unesp.br/alfa/article/viewFile/3967/3642

Análise estatística em educação (09/07/2019 - 09/07/2019)


A indicação bibliográfica será feita posteriormente.

Triangulação de métodos e padrões de validação e avaliação na pesquisa qualitativa (16/07/2019 -


16/07/2019)
Leitura básica:

SANDÌN ESTEBAN, M. Paz. Pesquisa qualitativa em educação: fundamentos e tradições. Porto Alegre: AMGH, 2010 (capítulo 8)

PÉREZ SERRANO, Gloria. El problema de la fiabilidad y validad. In: PÉREZ SERRANO, Gloria. Investigación cualitativa: retos e
interrogantes. 5 ed. La Muralla, 2011, p. 71-95.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 12 ed. São Paulo: Hucitec, 2012. (Cap.
12 e 13).

FONTANELLA, Bruno José Barcellos; RICAS, Janete; TURATO, Egberto Ribeiro. Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas
em saúde: contribuições teóricas. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, 24(1):17-27, jan, 2008. Disponível:
http://www.scielo.br/pdf/csp/v24n1/02.pdf

https://sigaa.ufpb.br/sigaa/portais/discente/beta/discente.jsf 3/3