Você está na página 1de 14

65 98155-5256 maxwell.oc@hotmail.

com

1ºs ANOS
01) (UFRGS) A figura mostra uma alavanca de 1,00m b) O gancho da parede foi mal instalado e resiste
de comprimento, apoiada a 20cm da extremidade apenas até 130kgf. Quantas crianças de 30kg a rede
esquerda. suporta? (suponha que o angulo não mude).

04) As cordas A, B e C da figura abaixo têm massa


desprezível e são inextensíveis. As cordas A e B estão
presas no teto horizontal e se unem à corda C no
ponto P. A corda C tem preso à sua extremidade um
objeto de massa igual a 10 kg.

Considerando desprezível o peso da alavanca, qual o


modulo da força que deve ser aplicada na
extremidade direita para sustentar, em equilíbrio, um
peso de 500 N colocado na outra extremidade?
a) 50N b) 100N c) 125N d) 250Ne) 500N

02) (MACKENZIE-SP) Um “designer” projeta um


móbile usando três hastes rígidas de pesos
Considerando o sistema em equilíbrio, determine as
desprezíveis, interligadas por fios ideais, e quatro
trações nos fios A, B e C:
bonequinhos, conforme a figura.
(Adote g=10 m/s²)

05) (UFPE-PE) A figura representa a força aplicada na


vertical, sobre uma chave de boca, por um motorista
de caminhão tentando desatarraxar uma das porcas
que fixa uma roda. O ponto de aplicação da força dista
15 cm do centro da porca e o módulo da força máxima
aplicada é F = 400 N. Nesta situação, suponha que o
motorista está próximo de conseguir desatarraxar a
porca.

Cada haste tem 15 cm de comprimento. Para que o


conjunto permaneça em equilíbrio, com as hastes na
horizontal, a massa do bonequinho X deverá ser:
a) 20g b) 30 g c) 180 g d) 240 g e) 360 g

03) Quando um homem está deitado numa rede (de Em seguida, o motorista acopla uma extensão à chave
massa desprezível), as forças que esta aplica na de boca, de forma que o novo ponto de aplicação da
parede formam um ângulo de 30° com a horizontal, e força dista 75 cm do centro da porca. Calcule o novo
a intensidade de cada uma é de 60kgf (ver figura valor do módulo da força, F’, em newtons, necessário
adiante). para que o motorista novamente esteja próximo de
desatarraxar a porca.

06) Uma rocha de 240 kg será levantada por meio de


um cadernal (sistema de polias móveis) composto por
quatro roldanas. Determine a força que será feita por
uma pessoa ao puxar a corda e elevar a rocha com
velocidade constante.
Dado: adote a aceleração da gravidade como 10 m/s2.
(Adote 1 kgf = 10 N e g = 10 m/s²) a) 240 N b) 300 N c) 150 N d) 120 Ne) 100 N
a) Qual é o peso do homem?
07) Classifique as alavancas ilustradas, segundo o
tipo a que pertencem: interfixa, inter-resistente ou 10) No diagrama ao lado se apresenta um sistema de
interpotente. polias ou roldanas em equilíbrio, ou seja, não há
movimento e a força aplicada somente mantém a
massa suspensa. Se a força aplicada foi de 30 N, qual
a intensidade da força RESISTENTE? Justifique a
resposta

11) Suponha que para fechar uma porta de 0,8 metros


de largura, uma pessoa aplica perpendicularmente a
ela uma força de 3 N, como mostra a figura abaixo.
Determine o momento dessa força em relação ao eixo
O.

08) (Col. Naval) Observe a ilustração abaixo.

a) M = -3,75 N.m b) M = -2,4 N.m c) M = -0,27 N.m


d) M = 3,75 N.m e) M = 2,4 N.m

10) (UFV) Um rapaz de 900 N e uma garota de 450 N


estão em uma gangorra. Das ilustrações abaixo, a que
representa uma situação de equilíbrio é:
O sistema apresentado mostra uma alavanca, de
tamanho total igual a 3,5m, usada para facilitar a
realização de um trabalho. Considerando que, no
local, a gravidade tenha um valor aproximado de 10
m/s2, assinale a opção que torne verdadeiros,
simultaneamente, o tipo da alavanca mostrado e o
valor da força “F” que coloque o sistema em
equilíbrio. a)
a) Interfixa e F = 25N
b) Interfixa e F = 250N
c) Interpotente e F = 25N
d) Interpotente e F = 250N
e) Inter-resistente e F = 25N

09) (Mackenzie) Dentre os instrumentos mais antigos


b)
desenvolvidos pelo homem, figuram as alavancas e,
c)
pelo menos desde o século III a.C., conhece-se uma
teoria sobre seu funcionamento: o princípio das
alavancas, de Arquimedes de Siracusa. Nas
alternativas abaixo, são mencionados alguns objetos
utilizados pelo homem nos dias de hoje. Assinale a
alternativa na qual os dois objetos citados são
considerados alavancas, quando utilizados
corretamente, segundo suas finalidades específicas.
a) tesoura e alicate b) cadeira e gangorra
c) prego e parafuso d) martelo e machado
e) mola helicoidal e dinamômetro
Desconsidere a massa da barra.
a) x = 60 cm b) x = 20 cm c) x = 50 cm
d) d) x = 30 cm e) x = 40 cm

14) (ENEM) Um portão está fixo em um muro por duas


dobradiças A e B, conforme mostra a figura, sendo P o
peso do portão.

e)

11) Dois garotos brincam em uma gangorra de 10 m


de comprimento que possui seu eixo de rotação
exatamente em seu centro. Adotando a barra que
compõe a gangorra como homogênea e sabendo que
um garoto de 30 kg sentou-se na extremidade da
direita, qual deverá ser a distância entre o segundo
garoto e o eixo de rotação para que a gangorra
mantenha-se em equilíbrio.
Dados: Massa do segundo garoto = 40 kg; Aceleração
da gravidade = 10 m/s2. Caso um garoto se dependure no portão pela
a) 3,75 b) 3,50 c) 4,75 d) 4,27 e) 1,20 extremidade livre, e supondo que as reações máximas
suportadas pelas dobradiças sejam iguais,
12) (UFJF-MG) Um menino quer ir ao banheiro num a) é mais provável que a dobradiça A arrebente
restaurante. A porta do banheiro é larga (1,0m) e é primeiro que a B.
mantida fechada por uma mola. Quando se empurra b) é mais provável que a dobradiça B arrebente
aporta numa distância d=0,4m do eixo de rotação da primeiro que a A.
porta, é preciso uma força de 20N para abri-la. c) seguramente as dobradiças A e B arrebentarão
simultaneamente.
d) nenhuma delas sofrerá qualquer esforço.
e) o portão quebraria ao meio, ou nada sofreria.

15) Um brinquedo que as mamães utilizam para


enfeitar quartos de crianças é conhecido como mobile.
Considere o mobile de luas esquematizado na figura
abaixo. As luas estão presas por meio de fios de
massas desprezíveis a três barras horizontais,
também de massas desprezíveis. O conjunto todo
está em equilíbrio e suspenso num único ponto A. Se
O menino consegue. empurrar com uma força de, no
a massa da lua 4 é de 10g, então a massa, em
máximo, 10N. Considere que todas as forças
quilogramas, da lua 1 é:
aplicadas sejam perpendiculares ao plano da porta.
Assinale a afirmação verdadeira:
a) O menino consegue abrir a porta empurrando numa
distância d=0,5m.
b) O menino consegue abrir a porta empurrando em
distâncias d < 0,5m.
c) O menino consegue abrir a porta empurrando em
distâncias d > 0,5m.
d) O menino não consegue abrir a porta.
e) O menino consegue abrir a porta empurrando em
distâncias d < 0,8m. a) 180 b) 80 c) 0,36 d) 0,18 e) 0,9
13) Vejamos a figura abaixo. Na figura temos dois 16) Na figura anterior, o corpo suspenso tem o peso
blocos cujas massas são, respectivamente, 4 kg e 6 100N. Os fios são ideais e tem pesos desprezíveis, o
kg. A fim de manter a barra em equilíbrio, determine a sistema esta em equilíbrio estático (repouso). A tração
que distância x o ponto de apoio deve ser colocado. na corda AB, em N, é:
Suponha que inicialmente o ponto de apoio esteja a
40 cm da extremidade direita da barra.
Adote: sen30o=0,8, sen60o=0,5, cos30o=0,8,
cos60o=0,8,
a) 20 b) 40 c) 50 d) 80 e) 100 Quais deles também representam a régua em
equilíbrio?
17) É dado o sistema em equilíbrio, e: a) Apenas I. b) Apenas I e II. c) Apenas II e III.
sen 37o = cos 53o = 0,6 sen 53o = cos 37o = 0,8 d) Apenas I e III. e) I, II e III.

19) Qual o valor da força potente (P) aplicada a esta


alavanca interfixa afim de se obter o equilíbrio?

Sabendo-se que a tração na corda 1 é 300 N, a tração


na corda 2 é:
a) 500 kg b) 400 N c) 4000 N d) 400 J e) 4 N
20) Determine o número mínimo necessário de
18) A figura abaixo representa uma régua uniforme, roldanas móveis para elevar um objeto de 100 kg, de
apoiada diretamente abaixo do seu centro, na qual modo que a força feita corresponda a apenas 2% do
podem ser penduradas massas de valores M1 e M2. peso total do objeto. (Adote g=10m/s²).
Para tanto, a cada 5cm há um pequeno gancho de a) 3 b) 4 c) 5 d) 6 e) 7
massa desprezível.
21) Um velho balde de carvalho com massa igual a
6,75 kg está pendurado em um poço na extremidade
de uma corda. A corda passa sobre uma polia sem
atrito no topo do poço, e você puxa horizontalmente a
extremidade da corda para elevar lentamente o balde
até uma altura de 4,00 m. Qual o trabalho realizado
pela sua força ao puxar o balde para cima? (Adote
g=10m/s²).

22) É preciso erguer um peso de 1000kg por meio de


No caso indicado na figura acima, a régua encontra-se uma alavanca; qual deve ser a força resistente (R), se
em equilíbrio. os braços de alavanca são 1,20m para a força potente
Observe os três casos abaixo. (P) e 0,24m para a resistência? (Adote g=10m/s²).

23) Identifique os tipos de alavancas apresentadas


abaixo em inter-fixa, inter-resistente e inter-potente
24) (UFRGS) A barra da figura é um corpo rígido de
peso desprezível, apoiada no ponto P.

Qual o módulo da força que mantém a barra em


equilíbrio mecânico na posição horizontal?
a) 10 N b) 20 N c) 30 N d) 40 N e) 60 N

25) (UFRGS) Uma barra homogênea X, de 1,00 m de


comprimento, está pendurada horizontalmente pelos
seus extremos, enquanto o bloco Y está pendurado a
25 cm da extremidade esquerda dessa barra,
conforme mostra a figura.

A barra pesa 60 N e o bloco, 40 N. Qual a tensão na


corda presa na extremidade direita dessa barra?
a) 30 N b) 40 N c) 50 N d) 70 N e) 100 N

26) (UFRGS) A barra homogênea BC da figura tem


um peso de 100 kN e seu comprimento é de 10 m. O
centro de gravidade CG da barra e o ponto de apoio A
estão, respectivamente, a 5m e 2m da extremidade B.

Qual é o peso do corpo X que deve ser suspenso na


extremidade B para que a barra se mantenha em
equilíbrio mecânico na posição horizontal?
a) 10kN b) 66kN c) 150kN d) 170kN e) 600kN

27) (UFRGS) A figura representa uma barra rígida e


homogênea em equilíbrio estático, a qual pode girar
livremente no plano da página, em torno do ponto de
apoio P.

Quando for aplicada uma força de 3 N, no ponto 2, na


direção e sentidos indicados na figura, é possível
manter a barra em equilíbrio, aplicando-se sobre ela
outra força igual a No ponto O, a força exercida pela articulação sobre a
a) 3 N, para cima, na posição 5. barra tem uma componente vertical que é
b) 3 N, para baio, na posição 5. a) diferente de zero e dirigida para cima.
c) 2 N, para cima, na posição 7. b) diferente de zero e dirigida para baixo.
d) 2 N, para baio, na posição 7. c) diferente de zero e de sentido indefinido.
e) 3 N, para baixo, na posição 7. d) igual a zero.
e) igual, em módulo, ao peso da barra.
28) (UFRGS) Uma barra homogênea de massa 2,0 kg
está apoiada nos seus extremos A e B, distanciados
32)) (UFRGS) A barra homogênea X, de 1,0 m de
de 1,0 m. A 20 cm da extremidade B foi colocado um
comprimento, está pendurada horizontalmente pelos
bloco de massa m igual 2,0 kg.
seus extremos, enquanto um bloco Y está pendurado
a 25 cm da extremidade esquerda dessa barra,
conforme a figura. A barra pesa 60 N, e o bloco, 40 N.
Qual a tensão na corda presa na extremidade direita
da barra?

Considerando a aceleração da gravidade igual a 10,0


m/s2, quais os módulos das forças que os apoios
exercem sobre a barra em A e B, respectivamente?
(A) 1,0 N e 3,0 N
(B) 2,0 N e 6,0 N
(C) 8,0N e 32N
(D) 10,0 N e 30,0 N a) 30N b) 40N c) 50N d) 70N e) 100N
(E) 14.0 N e 26,0 N
33) (UFRGS) As figuras das alternativas representam
29) (UFRGS) Uma régua de 60 cm de comprimento, uma alavanca de massa desprezível apoiada sobre
cuja massa por unidade de comprimento é constante, um fulcro. Uma caixa de massa M foi depositada
está suspensa por um fio na marca dos 30 cm. Um sobre a alavanca.
peso de 1 N é suspenso na régua, na marca dos 10 Em qual das alternativas é maior a força que a pessoa
cm. Para que a régua permaneça em equilíbrio deve exercer para manter a alavanca em equilíbrio
mecânico, na posição horizontal, um peso de 2 N deve mecânico?
ser suspenso na marca dos a)
a) 30 cm. b) 40 cm. c) 45 cm. d) 50 cm. e) 60 cm.

30) (UFRGS) Na figura, o segmento AB representa


uma barra homogênea, de 1m de comprimento, que é
mantida em equilíbrio mecânico na posição horizontal.
A barra está apoiada num ponto a 25 cm da
extremidade A, e o módulo da força , aplicada na b)
extremidade B, é 2 N. Qual é o peso da barra?

a) 0,66N b) 1N c) 4N d) 6N e) 8N c)

31) (UFRGS) A figura representa a barra homogênea


AO, rígida e horizontal, de peso . A barra é mantida
em equilíbrio, sustentada numa extremidade pela
articulação O e, na outra extremidade, por um cabo
AB, preso a uma parede no ponto B.

d)
e) Nessas condições, é CORRETO afirmar:

a) M’ < M b) M’ = M c) M < M’ < 2M d) M’ > 2M

38) (Mackenzie-SP) A figura mostra um móbile


24) De acordo com o estudo sobre a estática do corpo constituído por duas barras de massas desprezíveis
rígido, mais precisamente sobre momento de uma que sustentam os corpos A, B e C por fios ideais.
força, marque a alternativa que completa a frase Sendo a massa do corpo A 45 g, a massa do corpo C,
abaixo. que mantém o conjunto em equilíbrio na posição
Quando um corpo extenso está sujeito à ação de indicada, deve ser igual a:
forças de resultante não nula, ele pode adquirir
movimento de _______, de _______ ou ______,
simultaneamente.
a) translação, rotação, ambos.
b) aplicação, rotação, relação.
c) translação, relação, rotação.
d) equilíbrio, rotação, ação.
e) equilíbrio, relação, ambos.

35) A barra homogênea da figura tem peso P = 120 N.


A polia é ideal. Determine o peso do bloco e a
intensidade da força que o apoio A exerce na barra,
estando o sistema em equilíbrio.

a) 10 g. b) 20 g. c) 30 g. d) 40 g. e) 50 g.

39) (PUC-MG) Na figura desta questão, um jovem de


peso igual a 600 N corre por uma prancha
homogênea, apoiada em A e articulada no apoio B. A
prancha tem o peso de 900 N e mede 9,0 m. Ela não
está presa em A e pode girar em torno de B. A
máxima distância que o jovem pode percorrer, medida
a partir de B, sem que a prancha gire, é:

36) Uma gangorra tem braços desiguais. No extremo


A está sentado João de peso 500 N. Qual é o peso de
Maria sentada no extremo B, para que a gangorra
fique em equilíbrio na posição horizontal? Considere a
gangorra articulada no ponto O e de peso desprezível.

a) 1,75 m. b) 2,00 m. c) 2,25 m. d) 2,50 m.

40) (UFSM-RGS) A figura representa uma barra


homogênea em equilíbrio horizontal, de massa m e
comprimento L, estando uma das extremidades
articulada a uma parede. Na extremidade oposta, está
suspenso um corpo de massa M, estando essa barra
sustentada em sua metade por uma mola de
37) (PUC-MG) Uma haste, com massa uniformemente constante elástica K. Nessa situação, a mola está
distribuída ao longo do seu comprimento, encontra-se distendida de:
em equilíbrio, na horizontal, apoiada no ponto P, tendo
duas massas M (na extremidade da direita) e M’ (na
extremidade da esquerda) nas suas extremidades,
conforme a figura abaixo.
43) A figura representa um cilindro de massa m, que
rola para a direita sobre uma prancha homogênea e
horizontal de massa 2m, assentada livremente em
dois apoios verticais, sobre os quais não desliza.

a) (M/K).g b) (2M/K).g
c) [(M+m)/K].g d) [(2M+m)/K].g Pode-se afirmar que a prancha começa a tombar
quando o cilindro passa pelo ponto
41) PUC-MG Uma placa de publicidade, para ser a) A b) B c) C d) D e) E
colocada em local visível, foi afixada com uma barra
homogênea e rígida e um fino cabo de aço à parede 44) (UNICAMP-SP) O bíceps é um dos músculos
de um edifício, conforme ilustração. envolvidos no processo de dobrar nossos braços.
Esse músculo
funciona num sistema de alavanca como é mostrado
na figura ao lado. O simples ato de equilibrarmos um
objeto na palma da mão, estando o braço em posição
vertical e o antebraço em posição horizontal, é o
resultado de um equilíbrio das seguintes forças: o
peso P do objeto, a força F que o bíceps exerce sobre
um dos ossos do antebraço e a força
C que o osso do braço exerce sobre o cotovelo. A
distância do cotovelo até a palma da mão é a=0,3m e
a distância do cotovelo ao ponto em que o bíceps está
ligado a um dos ossos do antebraço é d=0,04m.

Considerando-se a gravidade como 10 m/s2, o peso


da placa como 200 N, o comprimento da barra como 8
m, sua massa como 10 kg, a distância AC como 6 m e
as demais massas desprezíveis, pode-se afirmar que
a força de tração sobre o cabo de aço tem
intensidade:
a) 417 N b) 870 N c) 300 N d) 1200 N

42) (PUC-PR) A barra AB, homogênea de peso P,


pode girar em torno da articulação em C. Ela é
mantida em equilíbrio pelos corpos D e E de massas e
volumes diferentes. O corpo E está totalmente imerso
na água, figura 1.

O objeto que a pessoa está segurando tem massa


M=2,0kg. Despreze o peso do antebraço e da mão e
considere g=10m/s2.
Considere as proposições. a) Determine a força F que o bíceps deve exercer no
I -Se a barra está em equilíbrio, podemos afirmar que antebraço
o momento das forças atuantes sobre a barra em b) Determine a força C que o peso do braço exerce
relação ao ponto C é nulo. nos ossos do antebraço
II- Se o corpo E for retirado da água, figura 2, o
equilíbrio será desfeito, e a barra girará em torno de C, 45) (MACKENZIE-SP) Um “designer” projeta um
no sentido horário. móbile usando três hastes rígidas de pesos
III- Se o corpo E for retirado da água, figura 2, o desprezíveis, interligadas por fios ideais, e quatro
equilíbrio será desfeito, e a barra girará em torno de C, bonequinhos, conforme a figura.
no sentido anti-horário.
IV- Se o corpo E for retirado da água, figura 2, não
será alterado o equilíbrio da barra.
Está correta ou estão corretas:
a) Somente I. b) Somente II . c) I e III.
d) I e II . e) Somente IV.
49) Dois patinadores de mesma massa deslocam-se
numa trajetória retilínea com velocidades
Cada haste tem 15 cm de comprimento. Para que o
respectivamente iguais a 8m/s e 6 m/s. O patinador
conjunto permaneça em equilíbrio, com as hastes na
horizontal, a massa do bonequinho X deverá ser: mais rápido persegue o outro. Ao alcançá-lo, salta
a) 20g b) 30 g c) 180 g d) 240 g e) 360 g verticalmente e agarra-se às suas costas, passando
os dois a se deslocarem com a mesma velocidade V.
46) Um sistema de polias, composto de duas polias
móveis e uma fixa, é utilizado para equilibrar os Calcule V.
corpos A e B. As polias e os fios possuem massas
desprezíveis e os fios são inextensíveis. Sabendo-se
que o peso do corpo A é igual a 340 N, determine o 50) Ao longo de um eixo x, uma partícula A de massa
peso do corpo B, em newtons. 0,1kg incide com velocidade escalar de 2 m/s sobre
uma partícula B de massa 0,3 kg, inicialmente em
repouso. O esquema a seguir ilustra isso, como
também o que sucede após o choque.

47) Um professor de física pendurou uma pequena


esfera, pelo seu centro de gravidade, ao teto da sala Mostre que houve conservação da quantidade de
de aula, conforme abaixo: movimento do sistema.

51) Dois corpos A e B, de massa respectivamente


iguais a 2 kg e 6 kg, movimentam-se sobre uma
mesma trajetória retilínea, no mesmo sentido com
velocidades vA = 4 m/s e vB = 1 m/s, onde o atrito é
desprezível. Sabendo-se que os corpos realizam uma
colisão perfeitamente elástica, determine suas
Em um dos fios que sustentava a esfera ele acoplou
um dinamômetro e verificou que, com o sistema em velocidades após o choque.
equilíbrio, ele marcava 10N. Calcule o peso, em
newtons, da esfera pendurada.
52) Um carro de 800 kg, parado num sinal vermelho,
48) 0 sistema da figura abaixo está em equilíbrio. O é abalroado por trás por outro carro, de 1200 kg, com
peso da carga Q = 20 N e da carga S = 10 N. velocidade de 72 km/h. Imediatamente após o choque,
Desprezando o peso da barra, determine o peso da os dois carros se movem juntos.
carga P. a) calcule a velocidade do conjunto logo após a
colisão;
b) Prove que o choque não é elástico.

51) Quando as esferas A e B atingem velocidades de 8


(UERJ 2006) Duas esferas, A e B, deslocam-se sobre uma m/s e 1 m/s, respectivamente, ocorre uma colisão
mesa conforme mostra a figura 1. perfeitamente inelástica entre ambas.
O gráfico na figura 2 relaciona o momento linear Q, em kg
× m/s, e a velocidade , em m/s, de cada esfera antes da
colisão.

Após a colisão, as esferas adquirem a velocidade, em m/s, a) 30 km/h b) 40 km/h c) 60 km/h


equivalente a: d) 70 km/h e) 75 km/h
a) 8,8 b) 6,2 c) 3,0 d) 2,1 e) 5,0
57) Um objeto de massa m movimenta-se com velocidade
52) Uma esfera A de massa igual a 2 kg desloca-se numa V. Em certo instante, ele colide contra outro objeto de
superfície horizontal, sem atrito, com velocidade de 3 m/s, mesma massa que estava inicialmente em repouso. Após
e atinge frontalmente uma segunda esfera, B, de massa m, a colisão, os dois objetos movimentam-se juntos. Marque a
inicialmente em repouso. Após o choque, perfeitamente opção que indica a velocidade do conjunto formado pelos
elástico, a esfera A recua com velocidade de 1 m/s. dois corpos após a colisão e o coeficiente de restituição
Determine: dessa colisão.
a) o valor da massa m da esfera B; a) 0,5v e 0,8 b) v e 1 c) 0,5 v e 1
b) a energia cinética da esfera B, após o choque. d) 0,75 v e 0 e) 0,5 v e 0.

53) Supondo que uma arma de massa 1kg dispare um 58) (PUC-RIO 2009) Um corpo de massa m1 = 4,0 kg se
projétil de massa 10g com velocidade de 400 m/s, calcule move com v1 = 2,0 m/s. Ele se choca com um corpo
a velocidade do recuo dessa arma. de massa m2 = 1,0 kg, que se move com v2 = -14,0 m/s.
a) -2 m/s b) -4 m/s c) -6 m/s d) -8 m/s e) -10 m/s Após a colisão, os dois corpos seguem grudados um ao
outro. Qual é a velocidade final dos corpos?
54) (Cesgranrio-RJ) Um carrinho de massa m1 = 2,0 kg,
deslocando-se com velocidade V1 = 6,0 m/s sobre um 59) (UNIFESP-SP) Completamente lotado, certo ônibus
trilho horizontal sem atrito, colide com outro carrinho de trafega a uma velocidade de 10 m/s. Um rapaz à beira da
massa m2 = 4,0 kg, inicialmente em repouso sobre o trilho. estrada brinca com uma bola de tênis. Quando o ônibus
Após a colisão, os dois carrinhos se deslocam ligados um passa, ele resolve jogar a bola na traseira do mesmo.
ao outro sobre esse mesmo trilho. Qual a perda de energia Sabendo-se que a bola atinge a traseira do ônibus
mecânica na colisão? perpendicularmente, com velocidade de 20 m/s, em
a) 0 J b) 12 J c) 24 J d) 36 J e) 48 J relação ao solo, qual a velocidade horizontal final da bola
após o choque ?
55) (FUVEST) Uma partícula se move com velocidade Considere o choque perfeitamente elástico.
uniforme V ao longo de uma reta e choca-se frontalmente
com outra partícula idêntica, inicialmente em repouso.
Considerando o choque elástico e desprezando atritos,
podemos afirmar que, após o choque:
a) as duas partículas movem-se no mesmo sentido com
velocidade V/2.
b) as duas partículas movem-se em sentidos opostos com
velocidades – V e + V.
c) a partícula incidente reverte o sentido do seu
movimento, permanecendo a outra em repouso.
d) a partícula incidente fica em repouso e a outra se move
com velocidade v.
e) as duas partículas movem-se em sentidos opostos com
velocidades – v e 2v.

56) (ESPCEX) Dois caminhões de massa m 1=2,0 ton e


m2=4,0 ton, com velocidades v1=30 m/s e v2=20 m/s,
respectivamente, e trajetórias perpendiculares entre si,
colidem em um cruzamento no ponto G e passam a se
movimentar unidos até o ponto H, conforme a figura
abaixo. Considerando o choque perfeitamente inelástico, o 60) (PUC-MG) Um automóvel a 30m/s choca-se contra a
módulo da velocidade dos veículos imediatamente após a traseira de outro de igual massa que segue no mesmo
colisão é: sentido a 20m/s. Se os dois ficam unidos, qual será a
velocidade comum imediatamente após a colisão será, em 65) (EFB) Dois móveis M e N movendo-se em sentidos
m/s? opostos com velocidades de 5m/s e 3m/s respectivamente,
sofrem uma colisão unidimensional, parcialmente elástica
61) (UNICAMP-SP) Um objeto de massa m1=4,0kg e de coeficiente de restituição e=3/4. Suas massas são
velocidade V1=3,0m/s choca-se com outro objeto em mM=15kg e mN=13kg. Determine a intensidade e o
repouso, de massa m2=2,0kg.. A colisão ocorre de sentido de suas velocidades após o choque.
maneira que a perda de energia cinética é máxima, mas
consistente com o Princípio de Conservação da 66) (Ufrj-RJ) A figura representa o gráfico velocidade-
Quantidade de Movimento. tempo de uma colisão unidimensional entre dois
a) Quais as velocidades dos objetos imediatamente após a carrinhos A e B.
colisão?
b) Qual a variação de energia cinética do sistema?

62) (UFPI) Na figura a seguir, o peixe maior, de massa


M=5,0kg, nada para a direita a uma velocidade v=1,0m/s e
o peixe menor, de massa m=1,0kg, se aproxima dele a
uma velocidade U=8,0m/s, para a esquerda.

a) Qual é o módulo da razão entre a força média que o


carrinho A exerce sobre o carrinho B e a força média que o
carrinho B exerce sobre o carrinho A? Justifique sua
Despreze qualquer efeito de resistência da água. Após resposta.
engolir o peixe menor, o peixe maior terá uma velocidade b) Calcule a razão entre as massa mA e mB dos carrinhos.
de:
a) 0,5m/s, para a esquerda 67) (UNESP) A figura mostra o gráfico das velocidades de
b) 1,0m/s, para a esquerda dois carrinhos que se movem sem atrito sobre um mesmo
c) nula par de trilhos horizontais e retilíneos. Em torno do instante
d) 0,5m/s, para a direita 3 segundos, os carrinhos colidem.
e) 1,0m/s, para a direita

63) (Ufrj-RJ) Eduardo, de massa igual a 30 kg, está


parado, em pé sobre seu carrinho de 10 kg, quando seu
cachorro Zidane, de 20 kg de massa, vem correndo e pula
sobre o mesmo. Sabendo que o carrinho com Eduardo e
Zidane passa a ter uma velocidade de 0,5 m/s, determine
a velocidade do cachorro antes de ser apanhado pelo
dono, considerando-a na direção horizontal.

64) (UNICAMP-SP) O chamado “pára-choque alicate” foi Se as massas dos carrinhos 1 e 2 são, respectivamente,
projetado e desenvolvido na Unicamp com o objetivo de m1 e m2, então
minimizar alguns problemas com acidentes. No caso de a) m1 = 3m2. b) 3m1 = m2. c) 3m1 = 5m2.
uma colisão de um carro contra a traseira de um d) 3m1 = 7m2. e) 5m1 = 3m2.
caminhão, a malha de aço de um pára-choque alicate
68) (Ufpe) Um pequeno bloco, de massa m = 0,5 kg,
instalado no caminhão prende o carro e o ergue do chão
inicialmente em repouso no ponto A, é largado de uma
pela plataforma, evitando, assim, o chamado “efeito
guilhotina”. altura h = 0,8 m. O bloco desliza ao longo de uma
superfície sem atrito e colide com um outro bloco, de
mesma massa, inicialmente em repouso no ponto B (veja a
figura a seguir).

Imagine a seguinte situação: um caminhão de 6000kg


está a 54 km/h e o automóvel que o segue, de massa igual
a 2000kg, está a 72 km/h. O automóvel colide contra a Determine a velocidade do segundo bloco após a colisão,
malha, subindo na rampa. Após o impacto, os veículos em m/s, considerando-a perfeitamente elástica.
permanecem engatados um ao outro. 69) (FUVEST-SP) Duas pequenas esferas iguais, A e B,
a) Qual a velocidade dos veículos imediatamente após o de mesma massa, estão em repouso em uma superfície
impacto? horizontal, como representado no esquema a seguir. No
b) Qual a fração da energia cinética inicial do automóvel instante t = 0 s, a esfera A é lançada, com velocidade Vo =
que foi transformada em energia gravitacional, sabendo-se 2,0 m/s, contra a esfera B, fazendo com que B suba a
que o centro de massa do mesmo subiu 50 cm? rampa à frente, atingindo sua altura máxima, H, em t = 2,0
b) Qual a fração da energia cinética inicial do automóvel s.
que foi transformada em energia gravitacional, sabendo-se
que o centro de massa do mesmo subiu 50 cm?
73) Com base no gráfico, determine o impulso produzido
pela força no intervalo de tempo de 0 a 5s.

Ao descer, a esfera B volta a colidir com A, que bate na


parede e, em seguida, colide novamente com B. Assim, as
duas esferas passam a fazer um movimento de vai e vem,
que se repete.
a) Determine o instante tA, em s, no qual ocorre a primeira
colisão entre A e B.
b) Represente, no gráfico a seguir, a velocidade da esfera
B em função do tempo, de forma a incluir na
representação um período completo de seu movimento.
O impulso é numericamente igual à área da figura
delimitada por F x t.
74) Um projétil com velocidade de 500m/s e massa 0,05kg
atinge horizontalmente um bloco de madeira de massa
4,95 kg, em repouso sobre um plano horizontal sem atrito,
e nele se aloja.
Determine com que velocidade o conjunto bala bloco se
moverá após o choque.
Obs.: o momento antes é igual ao momento depois
(sistema conservativo).
75) (FMTM) Um projétil de aço de massa 40g é atirado
horizontalmente contra um bloco de argila de massa 160g,
c) Determine o período T, em s, de um ciclo do movimento inicialmente em repouso, supenso por fios intextensíveis e
das esferas. de massas desprezíveis, conforme mostra a figura. O
NOTE E ADOTE: projétil penetra o bloco e o sistema projétil bloco se eleva,
Os choques são elásticos. Tanto o atrito entre as esferas e atingindo altura máxima igual à 5cm. Considerando o
o chão quanto os efeitos de rotação devem ser sistema conservativo (sistema no qual não há perda de
desconsiderados. energia) e g = 10m/², a velocidade do projétil ao atingir o
Considere positivas as velocidades para a direita e bloco de argila era, em m/s, igual a:
negativa as velocidades para a esquerda.
70) (UNESP-SP) Na figura, P e Q são blocos idênticos que
se comportam numa colisão como corpos perfeitamente
elásticos. Sobre o bloco P, no percurso ao longo do trecho
horizontal AB, atua uma força de atrito constante de
módulo igual a 10N. Não há atrito no trecho BC. Os corpos
P e Q tem massa igual a 5,0kg, g=10m/s2. Considerar os
blocos como pontos materiais. A velocidade do bloco P no
ponto A é v=10m/s.

76) (PUC-RJ) Um garoto de massa 30 kg está parado


sobre uma grande plataforma de massa 120 kg também
em repouso em uma superfície de gelo. Ele começa a
correr horizontalmente para a direita, e um observador,
O ponto mais alto atingido pelo bloco Q ao percorrer o
fora da plataforma, mede que sua velocidade é de 2,0 m/s.
trecho BC é?
Sabendo que não há atrito entre a plataforma e a
71) Em um clássico do futebol goiano, um jogador do Vila superfície de gelo, a velocidade com que a plataforma se
Nova dá um chute em uma bola aplicando-lhe uma força desloca para a esquerda, para esse observador, é, em
de intensidade 7.102N em 0,1s em direção ao gol do Goiás m/s:
e o goleiro manifesta reação de defesa ao chute, mas a a) 1,0 b) 2,0 c) 0,5 d) 8,0 e) 4,0
bola entra para o delírio da torcida. Determine a
77) (FAMEMA-SP) Um brinquedo consiste em um fole
intensidade do impulso do chute que o jogador dá na bola
acoplado a um tubo plástico horizontal que se encaixa na
para fazer o gol.
traseira de um carrinho, inicialmente em repouso. Quando
72) Sobre uma partícula de 8 kg, movendo-se à 25m/s, uma criança pisa no fole, comprimindo-o até o final, o ar
passa a atuar uma força constante de intensidade expelido impulsiona o carrinho.
2,0.102N durante 3s no mesmo sentido do movimento.
Determine a quantidade de movimento desta partícula
após o término da ação da força.
82) (UERJ) A figura abaixo representa um sistema
composto por uma roldana com eixo fixo e três roldanas
móveis, no qual um corpo R é mantido em equilíbrio pela
aplicação de uma força F de uma determinada
intensidade.

Considere que a massa do carrinho seja de 300 g, que o


tempo necessário para que a criança comprima
completamente o fole seja de 0,2 s e que, ao final desse
intervalo de tempo, o carrinho adquira uma velocidade de
8 m/s. Admitindo desprezíveis todas as forças de
resistência ao movimento do carrinho, o módulo da força
média (FMÉD) aplicada pelo ar expelido pelo tubo sobre o
carrinho, nesse intervalo de tempo, é igual a
Considere um sistema análogo, com maior número de
a) 10 N. b) 14 N. c) 12 N. d) 8 N. e) 16 N.
roldanas móveis e intensidade de F inferior a 0,1% do
78) Uma força de 5000 N é aplicada a um objeto de forma peso de R.
indefinida, produzindo um impulso de módulo 1000 N.s. O menor número possível de roldanas móveis para manter
Sabendo que a força é horizontal e para a direita, esse novo sistema em equilíbrio deverá ser igual a:
determine o tempo de contato da força sobre o corpo e a a) 8 b) 9 c) 10 d) 11
direção do impulso.
83) Uma rocha de 240 kg será levantada por meio de um
a) 0,2 s e horizontal para a direita
cadernal composto por quatro roldanas. Determine a força
b) 0,4 s horizontal para a esquerda
que será feita por uma pessoa ao puxar a corda e elevar a
c) 0,2 s horizontal para a esquerda
rocha com velocidade constante.
d) 0,6 s vertical para cima
Dado: adote a aceleração da gravidade como 10 m/s2.
e) 0,5 horizontal para a direita
a) 240 N b) 300 N c) 150 N d) 120 N e) 100 N
79) (Unipac) – Um automóvel cuja massa é de 900 kg
84) Determine o número mínimo necessário de roldanas
desenvolve velocidade de 108 Km/h (30 m/s), quando o
móveis para elevar um objeto de 100 kg, de modo que a
motorista pisa bruscamente no freio e, com desaceleração
força feita corresponda a apenas 2% do peso total do
constante, consegue parar após 5,0 segundos. Pode-se
objeto.
afirmar que a variação da quantidade de movimento do
a) 3 b) 4 c) 5 d) 6 e) 7
automóvel foi:
a) 5,4x 103 N.s b) 2,7x 104 N.s 85) (Enem) Uma invenção que significou um grande
c) 9,7 x 104 N.s d) zero avanço tecnológico na Antiguidade, a polia composta ou a
associação de polias, é atribuída a Arquimedes (287 a.C. a
80) (PUC) – Uma bola de tênis, de 100 gramas de massa
212 a.C.). O aparato consiste em associar uma série de
e velocidade v1=20m/s, é rebatida por um dos jogadores,
polias móveis a uma polia fixa. A figura exemplifica um
retornando com uma velocidade v2 de mesmo valor e
arranjo possível para esse aparato. É relatado que
direção de v1, porém de sentido contrário. Supondo que a
Arquimedes teria demonstrado para o rei Hierão um outro
força média exercida pela raquete sobre a bola foi de 100
arranjo desse aparato, movendo sozinho, sobre a areia da
N, qual o tempo de contato entre ambas?
praia, um navio repleto de passageiros e cargas, algo que
a) 4,0 s b) 2,0x10-2 s c) 4,0x10-2 s
seria impossível sem a participação de muitos homens.
d) zero e) 4,0x10-1 s
Suponha que a massa do navio era de 3 000 kg, que o
81) (PUC-SP) O gráfico representa a força resultante coeficiente de atrito estático entre o navio e a areia era de
sobre um carrinho de supermercado de massa total 40 kg, 0,8 e que Arquimedes tenha puxado o navio com uma
inicialmente em repouso. força F, paralela à direção do movimento e de módulo
igual a 400 N. Considere os fios e as polias ideais, a
aceleração da gravidade igual a 10 m/s2 e que a superfície
da praia é perfeitamente horizontal.

Disponível em: www.histedbr.fae.unicamp.br.


A intensidade da força constante que produz o mesmo Acesso em: 28 fev. 2013 (adaptado).
impulso que a força representada no gráfico durante o O número mínimo de polias móveis usadas, nessa
intervalo de tempo de 0 a 25 s é, em newtons, igual a? situação, por Arquimedes foi
a) 3. b) 6. c) 7. d) 8. e) 10.
86) Vamos supor que temos um bloco de massa m = 5 kg
sobre uma superfície plana. Suponhamos que o
coeficiente de atrito entre o bloco e a superfície plana seja
igual a 0,2, determine o valor da força de atrito para uma
força que puxa o bloco com intensidade igual a 50 N.

a) A b) B c) C d) D e) E

90) (UNESP-SP) A figura mostra um bloco de massa m


a) 5 N b) 10 N c) 50 N d) 0 e) 100 N subindo uma rampa sem atrito, inclinada de um ângulo q,
depois de ter sido lançado com uma certa velocidade
87) (UFLA-MG) Um bloco de gelo desprende-se de uma inicial.
geleira e desce um plano inclinado com atrito. Qual o
diagrama que representa corretamente as forças que
atuam sobre o bloco?

a)
Desprezando a resistência do ar,
a) faça um diagrama vetorial das forças que atuam no
bloco e especifique a natureza de cada uma delas.
b) determine o módulo da força resultante no bloco, em
termos da massa m, da aceleração g da gravidade e do
ângulo q. Dê a direção e o sentido dessa força.
b)
91) (PUC-MG) A figura1 representa um bloco de massa m
que, após ser lançado com velocidade v, sobe uma rampa
de comprimento L, sem atrito, inclinada de um ângulo q.
Assinale a opção que corresponde às forças que atuam no
bloco enquanto ele estiver subindo a rampa. R- C
c)

d)
Assinale a opção que corresponde às forças que atuam no
bloco enquanto ele estiver subindo a rampa.

92) (UNIMEP-SP) Um bloco de massa 5kg é arrastado ao


longo de um plano inclinado sem atrito, conforme a figura.
e)

88) (UNIFOR CE) Um bloco de massa de 4,0 kg é


abandonado num plano inclinado de 37º com a horizontal
com o qual tem coeficiente de atrito 0,25. A aceleração do
movimento do bloco é em m/s2. Dados: g = 10 m/s2; sen
37º = 0,60; cos 37º = 0,80.
a) 2,0 b) 4,0 c) 6,0 d) 8,0 e) 10

89) Vejamos a figura abaixo. Nela temos a representação


de diversas forças que agem sobre o bloco sobre um plano
inclinado. O vetor que melhor representa a força peso do Para que o bloco adquira uma aceleração de 3m/s2 para
bloco é:
cima, a intensidade de deverá ser: (g=10m/s2, senq=0,8
e cosq=0,6).
a) igual ao peso do bloco
b) menor que o peso do bloco
c) igual à reação do plano
d) igual a 55N
e) igual a 10N