Você está na página 1de 4

“Sodade Meu Bem, Sodade”

Nana Caymmi

Sodade meu bem sodade

Sodade do meu amor

Foi-se embora

Não disse nada

Nem uma carta deixou

E os óio da cobra verde

Hoje foi que arreparei

Se arreparasse a mais tempo

Não amava quem amei

Quem levou o meu amor

Deve ser um meu amigo

Levou pena deixou glória

Levou trabaio consigo

E arrenego a quem diz

Que o nosso amor acabou

Ele agora tá mais firme

Do que quando começou

Sodade meu bem sodade

Sodade do meu amor.


Metaplasmos

Variante Caipira Variante Padrão Metaplasmo


Sodade Saudade Monotongação- assimilação
Vocálica: Redução de um
ditongo a vogal.
Óio Olho Vocalização: Transformação
de uma consoante em vogal.
Apócope: Supressão do
fonema no final do vocábulo.
Arraparei- Arreparasse Reparei- Reparasse Prótese: Acréscimo no
fonema no inicio do
vocábulo.
Trabaio Trabalho Vocalização: Transformação
de uma consoante em vogal.
Arrenego Renegar Prótese: Acréscimo no
fonema no inicio do
vocábulo.
Tá Está Aférese: Supressão do
fonema em inicio de
vocábulo.

Tendo em vista os metaplasmos envolvidos e importantes à relação entre os eixos sincrônicos e


diacrônicos da língua, mostrando que esses processos de alteração da massa fônica tanto
ocorreram no desenvolvimento histórico da língua quanto ocorrem atualmente, e que nas
variantes utilizadas pelas comunidades rurais, tanto se preservam formas arcaicas da língua
quanto ocorrem mudanças;

E comum notar que na monotongação, a redução do ditongo para fonema simples, é uma
tendência comum na fala do brasileiro.
Metaplasmos

“Sodade Meu Bem, Sodade”


Nana Caymmi

Sánchez, María Graciela


Neste trabalho se realiza um analise sobre uma musica de Nana Caymmi, onde se encontra
metaplasmos que é um fenômeno onde uma palavra da língua portuguesa sofre alguma alteração
na sua estrutura, seja essa alteração uma adição, supressão ou mudança na sua estrutura.