Você está na página 1de 6

Licensed to Jose Claudio Turolla - Email: turolla3@gmail.

com
ANTES DA NOVA LEI TRABALHISTA APÓS A NOVA LEI TRABALHISTA

Empresas do grupo econômico podem ser A responsabilização solidária continua,


Empresa responsáveis solidariamente sobre o mas as outras empresas dos sócios
empregado serão protegidas

Mínimo de 1 hora de almoço para Mínimo de 30 minutos por dia, se


Horário de Almoço funcionários que trabalham 8 horas assim for acordado entre empregado e
diárias empregador

Autorizadas até no máximo, 2 horas


diárias. Recebimento de valor por hora Autorizadas horas extras para jornada
Horas extras
50% maior. Proibidas nos contratos com de trabalho parcial
tempo parcial

As questões regulamentadas na CLT


A legislação é preferível a profissionais e
serão negociadas diretamente com o
Acordos coletivos empregadores, sindicatos ou acordos
empregado e o empregador e dessa
coletivos
forma terão prevalência sobre a lei

Não é mais obrigatório, e deve ter


Desconto de um dia de trabalho
Contribuição sindical autorização do empregado antes da
obrigatório por mês
cobrança

Licensed to Jose Claudio Turolla - Email: turolla3@gmail.com


ANTES DA NOVA LEI TRABALHISTA APÓS A NOVA LEI TRABALHISTA

Deve ser firmado por escrito e passa a


permitir jornada sem horário fixo. O
Contrato intermitente Não era previsto empregado deve ser notificado no
mínimo 30 dias antes e não pode
receber abaixo do piso da profissão

Se prestarem serviços com exclusividade


É permitida exclusividade sem que haja
Vínculo de autônomos geram vínculo trabalhista entre empresa e
vínculo com a empresa
funcionário

Permanece a jornada. No entanto,


Não deve ultrapassar 44semanais e 8
Jornada de Trabalho pode ser acordada jornada de escala
horas diárias
12 horas com 36 de descanso.

Se empresa fornece o vale-transporte,


O deslocamento não é mais
horas em trânsito podem ser consideradas
Horas gastas no transporte considerado como jornada de trabalho,
jornada de trabalho, dependendo da
independente do tempo de duração
duração do trajeto

O banco de horas não pode ultrapassar 2 Permanece com o máximo de horas


Banco de horas horas por dia e deve ser compensado em por dia, mas compensação em até 6
até 1 ano meses

Licensed to Jose Claudio Turolla - Email: turolla3@gmail.com


ANTES DA NOVA LEI TRABALHISTA APÓS A NOVA LEI TRABALHISTA

Férias podem ser divididas em até 3


Período de férias de 30 dias por ano. períodos. O maior período deve ser de
Pode-se converter um terço do valor das pelo menos 14 dias, os outros não
Férias
férias em dinheiro, sendo este o abono podem ser menores que 5 dias.
pecuniário Período de férias e abono continuam
na nova lei

Obrigatório ter 15 minutos de


Intervalo antes das horas O descanso/intervalo não é mais
intervalo/descanso antes do início das
extras obrigatório antes das horas extras
horas extras

Afastamento por intermédio de


Trabalho insalubre para Proibido este tipo de trabalho não só para
mediante laudo médico ou nos casos
gestantes grávidas mas também para lactantes
de grau máximo de insalubridade

Trabalhador com curso superior duas


Acordo individual Não era previsto vezes maior que o teto do INSS pode
fazer tal acordo

Permitida, desde que estejam previstos


Home office Não tinha previsão legal
no contrato detalhes e estrutura

Licensed to Jose Claudio Turolla - Email: turolla3@gmail.com


ANTES DA NOVA LEI TRABALHISTA APÓS A NOVA LEI TRABALHISTA

Jornada com no máximo 25 horas Jornada com no máximo de 30 horas


Contrato Parcial
semanais semanais

Multa por discriminação Não havia Até 50% do benefício máximo do INSS

Homologação obrigatória no sindicato ou Não é obrigatória a homologação


Demissão
Ministério do Trabalho nessas instituições

Custos serão divididos entre empresa


Honorários na justiça Não há ônus ao trabalhador
e ex-empregado conforme decisão

O ex-funcionário ou empresa que agir


Má fé em processos de má fé poderá ser condenado á
Não era prevista punição
individuais pagar até no máximo 10% da causa
para a outra parte

Custos serão divididos entre empresa


Honorários na justiça Não há ônus ao trabalhador
e ex-empregado conforme decisão

Licensed to Jose Claudio Turolla - Email: turolla3@gmail.com


Licensed to Jose Claudio Turolla - Email: turolla3@gmail.com