Você está na página 1de 7

Geografia 7º ano

Nome:_________________________________________________________
Data:____________ Obs:_______________________ Prof _______________

A Terra: Estudos e representações:

1. Paisagens terrestres Geografia - definição,


objeto, objetivos e método

Geografia - definição, objeto, objetivos e método

Definição de Geografia:
Geo + grafia

(terra) (descrição)

A geografia explica:

 Os fenómenos físicos- descreve e explica as caraterísticas do


ambiente natural/ físico em que o homem desenvolve as suas
ações.
 Os fenómenos humanos – descreve e explica a distribuição dos
homens, as suas ações e obras a superfície terrestre.

A geografia é a ciência que estuda a inter-relações entre os fenómenos


naturais e humanos existentes na superfície terrestre.

Objeto, objetivos e método da geografia

Objeto da geografia:

Os objetos de estudo na geografia são as paisagens terrestres.

Objetivo da geografia:

É o estudo das paisagens da superfície terrestre, através dos elementos


naturais/ físicos e os humanos. Pretende responder as questões:

 O que? (observação)
 Onde? (localização)
 Como? (descrição)
 Porque? (explicação)
Método de estudo da geografia.
O método de estudo é composto por etapas:

 Observação – pode ser:

o direta –observação feita no próprio local, exige a deslocação do


observador ao local.
o Indireta- quando é feita através de observação de fotografias,
mapas, gráficos, filmes, diapositivos, descrições, entrevistas e inquéritos.
Não exige a descrição do observador ao local.
 Localização- permite situar a paisagem ou região que pretendemos
estudar, recorrendo a mapas, plantas (documentos mais utilizados na
geografia).

 Descrição- consiste em registar com clareza, simplicidade e exatidão


aquilo que observamos. Para facilitar a descrição dos vários elementos
humanos e naturais de uma paisagem é frequente fazer um registo de
acordo com três planos:

o Primeiro plano- parte que fica mais próxima do observador, sendo


possível destacar maior número de detalhes da paisagem.
o Segundo plano ou plano intermédio
o Terceiro plano ou plano de fundo.

 Interpretação- consiste em estabelecer relações entre elementos


(físicos e humanos) da paisagem, de forma a explicar a organização do
espaço.
A Terra: Estudos e representações:
Paisagens terrestres – Paisagens naturais e paisagens humanizadas

Paisagens Naturais e Paisagens Humanizadas.


Uma paisagem é tudo aquilo que se pode observar em qualquer parte da
superfície da terra, resultante da intervenção dos fatores naturais e fatores
humanos. Podem ser:

 Paisagens naturais- são caraterizadas pela existência, quase exclusiva,


dos elementos naturais (rios, mares, montanhas…) os elementos humanos
são quase inexistente ou pouco visíveis.

 Paisagens humanizadas- são caraterizadas pela existência de muitos


elementos humanos (estradas, casas, pontes, campos de
cultivo…) estas podem ser:

Rurais Urbanas Industriais

Fatores que contribuíram para a humanização da paisagem:

 Aumento da população mundial


 Exploração dos recursos naturais
 A industrialização
 Expansão dos transportes e das vias de comunicação
Métodos e técnicas de análise das paisagens:
É através da observação. Porém, a observação não se pode limitar à
visão simples que os nossos olhos têm dos elementos da paisagem.
Existem duas formas de observação:

 direta –observação feita no próprio local, exige a deslocação do


observador ao local.
 Fontes diretas – observação no terreno; inquéritos; entrevistas; recolha
de dados por instrumentos de medida.

 Indireta – quando é feita através de observação de fotografias, mapas, gráfico, filmes,


diapositivos, descrições, entrevistas e inquéritos). Não exige a deslocação

 Fontes indiretas – fontes cartográficas (mapas), fonte gráfica


(gráficos); fontes estatísticas (base de dados); fontes escritas (livros e
documentos); outras (fotografias, imagens por satélite…)

Observação direta Observação indireta

Globos, mapas, fotografias área ou


Métodos Trabalho de campo e visita de estudos
imagens satélite.

Observação com detalhe o meio que Evita deslocação a locais


Vantagens
nos rodeia na sua forma e dimensão distantes e de difícil acesso

O horizonte visual constitui um


Pode omitir ou altera os elementos ou
obstáculo e uma limitação à extensão
do espaço observado; custo de fenómenos de uma paisagem
Desvantagens
logística (alimentação, deslocação,
perda de visão de conjunto da área
alojamento); condicionada pelo
em estudo
estado do tempo e estações do ano
A Terra: Estudos e representações:
2. Representações da superfície terrestre
Formas de representação da Terra: Globos e mapas

A terra pode ser representada por:

Globo – Forma real de representação do nosso


planeta, devido ao formato semelhante
Desvantagens: difícil transporte, manuseamento e
arrumação, incapacidade de visualizar
simultaneamente todo o planeta.

Mapas- representação plana de toda a superfície


plana ou parte dela, permite observar o planeta de
uma só vez. (Fácil transporte, manuseamento e
arrumação).
Desvantagens: os mapas apresentam algumas
irregularidades, porque é difícil de reproduzir a forma
esférica do plano.

Imagens de Satélite – observação de vastas áreas da


superfície terrestre. Aquisição periódica e mais barata,
precioso auxiliar na elaboração de mapas.
Desvantagens: dificuldade em identificar algumas
ocupações do solo; possibilidade de nebulosidade no
momento da aquisição da imagem.
Fotografia aérea- fotografia obtida por sensores a
bordo de aeronaves. Permite uma visualização
imediata de elementos naturas e humanos das
paisagens, estudo pormenorizado do território,
medição exata das distâncias e direções.
Desvantagens: elevado grau de distorção, que se
agrava à medida que nos afastamos do lugar
fotografado. Dependência do estado do tempo.
Elevados custos na aquisição e processamento das
fotografias.
Ortofotomapa- representação cartográfica construída
a partir de fotografias aéreas verticais retificadas.
Correção das distorções obtidas a partir das fotos
aéreas. Visualização imediata de elementos naturais e
humanos das paisagens; excelente base para a
construção de mapas.
Desvantagens: difícil perceção do relevo.

Sistema de informação geográfica (SIG)- informação


organizada por níveis, em que cada um corresponde a
um tema ou variável especifica.
Componentes do SIG : hardware (computadores,
estações de trabalho); software (programa de SIG,
desenhos); Dados (obtidos a partir de imagens
satélites, fotografias aéreas, mapas, GPS, e tratados
em base de dados com recurso a estatística); Recursos
Humanos (utilizadores).
Vantagens: facilidade em trabalhar com grandes
quantidades de informação. Resposta em tempo real
na tomada de decisões. Facilidade na gestão e no
armazenamento de dados geográficos. Rapidez com
que a informação pode ser atualizada.

Como se constroem os mapas?

Existem várias técnicas ou métodos de transformação do globo terrestre em


mapas, designadas por projeções cartográficas (sistema de representação
de uma parte ou da totalidade da Terra, como projeção sobre um plano),
das quais se destacam:

 Projeções cilíndricas
 Projeções cónicas
 Projeções azimutais

Projeção cilíndrica- é mais adequada para representar as regiões próximas


da linha do equador.
Projeção cónica- é especialmente adequada para representar as latitudes
médias.

Projeção azimutal- é particularmente adequada para representar as regiões


próximas dos polos.

Qualquer um dos sistemas de projeção, utilizados na elaboração de mapas,


representa a superfície terrestre com deformações.

 Os contornos dos continentes e dos oceanos podem aparecer


distorcidos.
 As dimensões dos continentes e dos oceanos podem não respeitar as
regras da proporcionalidade, parecendo maiores ou menores do que o são
na realidade.
 As distâncias e as direções entre lugares não podem ser todas
conservadas.

A escolha de determinado sistema de projeção deve ter em conta,


principalmente, a dimensão da área a representar e os objetivos do mapa.

Bom estudo, Pestinha