Você está na página 1de 2

O que é avaliação? Por que estudar sobre ela?

NESTE TÓPICO

Referências

NESTE TÓPICO

Referências

Marcar
tópico

Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou aperte CONTROL
PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL
VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de
leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Play!Ouça: O que é avaliação?
Por que estudar sobre ela?0:00100%AudimaReduzir a velocidade da voz em5%Aumentar a
velocidade da voz em5%Retroceder o áudio10sAvançar o áudio10s

Para Luckesi (2002: 69), a avaliação é um " juízo de qualidade sobre dados relevantes, que são
afirmações ou negações sobre alguma coisa, tendo em vista uma tomada de decisão". Essas
afirmações ou negações incidem sobre o aspecto substantivo (realidade da conduta do aluno),
chamado pelo autor de juízo de existência, ou adjetivo (atribuição de qualidade a essa
realidade, partindo do padrão ideal de conduta), o chamado "juízo de qualidade". Ou seja, os
resultados da aprendizagem dos alunos são comparados com os resultados esperados e,
baseado no padrão ideal, esses resultados serão satisfatórios ou não, na medida em que se
aproximarem desse padrão, porém o ato de avaliar completará seu ciclo constitutivo a partir
da tomada de decisão do que fazer com o aluno em relação à sua aprendizagem.

A avaliação é uma constante em nossas vidas. Avaliamos o dia-a-dia das nossas relações
sociais: um bate-papo, uma relação amorosa, uma reunião profissional, avaliamos em
palestras, em sala de aula e, inclusive, na produção de um texto como este. Sempre incluímos
um julgamento de valor sobre nós mesmos e sobre o outro, sobre o nosso trabalho e os
resultados deste.

Essa avaliação cotidiana possui um caráter mais informal, privado, não sistematizado, e
envolve impressões, sentimentos e necessidades. Conforme o dicionário Aurélio (1999: 238),
"avaliar" é determinar a valia, ou seja, determinar um julgamento de valor e apreciação de
mérito.

Em situação de sala de aula, a avaliação espontânea e interativa ocorre o tempo todo.


Professores e alunos avaliam e são avaliados constantemente e ajustam suas idéias a partir das
observações que vão recebendo.

A avaliação educacional deve ser um processo abrangente do ser humano, implicando numa
reflexão crítica sobre a prática, para descobrir os avanços, as resistências, as dificuldades dos
alunos, acompanhando-os no seu processo de crescimento.
O processo avaliativo parte do pressuposto de que a aprendizagem se concebe em confronto
com as dificuldades em que o diagnóstico de sucessos e fracassos deve ser compreendido
como uma análise. Essa análise deve compreender em que estágio de aprendizado está cada
aluno, considerando suas potencialidades e as condições de ensino que foram propostas.

Procure refletir sobre as seguintes questões:

 O que é avaliação?

 Por que você avalia seus alunos?

 Qual seu propósito ao avaliá-los?

 Quais os usos que você faz dos resultados advindos da avaliação do rendimento
escolar de seus alunos?

 Quais as ações que você implementa em sua prática pedagógica ao receber os


resultados advindos da avaliação do rendimento escolar de seus alunos?

 Qual o modelo de avaliação que você utiliza para verificar o rendimento escolar de
seus alunos?

Referências

LUCKESI, C.C. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 12a ed. São Paulo:
Cortez, 2002.

LUCKESI, C.C. Avaliação educacional escolar: para além do autoritarismo. In: Revista de
Tecnologia Educacional. Rio de Janeiro: ABT, n. 61, 1984.

WERNECK, Hamilton. Prova, provão, camisa de força da educação: uma crítica mordaz aos
sistemas de avaliação, crivada de humor e propostas. Rio de Janeiro: Vozes, 1995.