Você está na página 1de 2

INFORMAÇÃO FARMACOTERAPÊUTICA

MEROPENEM
APRESENTAÇÃO
Meropenem 500 mg injetável (frasco-ampola)

AÇÃO TERAPÊUTICA
Antibacteriano carbapenêmico (bactericida)

MECANISMO DE AÇÃO
Interfere na síntese da parede celular bacteriana. Resistente as betalactamases.

INDICAÇÃO TERAPÊUTICA
Infecções do trato respiratório inferior, do trato urinário, intra-abdominais, ginecológicas, da pele e anexos.
Meningite (boa penetração no líquido cérebro-espinhal), septicemia.
Tratamento empírico de infecções presumidamente bacterianas em pacientes neutropênicos.
Fibrose cística.

Bactérias aeróbicas Gram-positivas: Bacillus, Corynebacteriumsp., Enterococcus sp., Erysipelothrix rhusiopathiae,


Listeria monocytogenes, Lactobacillus, Nocardia asteroides, Staphylococcus, Streptococcus e Rhodococcus.

Bactérias aeróbicas Gram-negativas: Achromobacter xylosoxidans, Acinetobactersp., Aeromonas sp., Alcaligenes sp.,
Bordetella sp., Brucella sp., Campylobacter sp., Citrobacter sp., Enterobacter sp., Escherichia sp., Gardnerella
sp.,Haemophilus influenzae (incluindo as resistentes a ampicilina), Helicobacter pylori, Neisseria (incluindo as
resistentes a penicilina e a espectinomicina), Hafnia, Klebsiella, Moraxella, Morganella, Proteus, Providencia,
Pasteurella, Plesiomonas, Pseudomonas aeruginosa(mais potente que imipenem), Salmonella, Serratia, Shigella,
Vibrio.

Bactérias anaeróbicas: Actinomyces, Bacteroides, Prebotella, Porphyromonas, Bifidobacterium, Bilophila, Clostridium,


Eubacterium, Fusobacterium, Mobiluncus, Peptostreptococcus, Peptococcus, Propionibacterium, Veillonela e
Wolinella.

CONTRA-INDICAÇÃO
Alergia, com histórico a outros carbapenêmicos, penicilinas e betalactâmicos;
Crianças com menos de 3 meses;
Infecções com Enterococcusfaecium, Stenotrophomonas maltophilia e estafilococos resistentes à meticilina.
Mulheres grávidas ou amamentando, a menos que os benefícios justifiquem o risco.

CAUTELA
Mulheres gravidas, já que estudos em humanos não foram realizados. Em animais não demonstrou reações adversas.
Pacientes graves com infecção no trato respiratório inferior causada por Pseudomonas aeruginosas – fazer testes de
suscetibilidade regulares

POSOLOGIA
500 mg – 2 g a cada 8 horas.

Febre em pacientes neutropênicos: 1 g a cada 8 horas


Meningite ou fibrosecística: 2 g a cada 8 horas

Função renal alterada:


Depuração de creatinina 26-50 mL/min: Dose usual a cada 12 horas
Depuração de creatinina 10-25 mL/min: metade da dose usual a cada 12 horas
Depuração de creatinina < 10 mL/min: metade da dose usual a cada 24 horas
Hemodiálise: administrar outra dose pois o meropenem é eliminado.
INFORMAÇÃO FARMACOTERAPÊUTICA

Função hepática alterada: Não há necessidade de ajuste.

Idosos: não há necessidade de ajuste.


Crianças de 3 meses até 12 anos: 10 a 40 mg/kg a cada 8 horas. Peso superior a 50 kg: mesma do adulto.
Febre em pacientes neutropênicos: 20 mg/kg a cada 8 horas
Meningite ou fibrose cística: 40 mg/kg a cada 8 horas

DILUIÇÃO/ESTABILIDADE/INCOMPATIBILIDADE
Injeção IV direta: água destilada estéril (10 mL se 500 mg de meropenem)
Infusão IV: Reconstituição [água destilada estéril (10 mL se 500 mg de meropenem) + Diluição [NaCl, glicose, ringer,
ringerlactato, NaHCO3, KCl 0,15%, manitol (100 mL independente da dose)]

Sem estabilidade após diluição. Não congelar.

Não misturar a outros fármacos.

TEMPO DE ADMINISTRAÇÃO (INFUSÃO)


Injeção IV direta: 5 minutos
Infusão IV: 15 a 30 minutos

DURAÇÃO DO TRATAMENTO
Sem relatos.

REAÇÕES ADVERSAS
Alergia, náuseas, vômitos, diarréia, erupção na pele, coceira, dor de cabeça, parestesia, formigamento.
Inflamação no local da injeção, tromboflebite e dor.
Aumento de transaminases séricas, bilirrubina, fosfatase alcalina e desidrogenase láctica.
Exantema, prurido, urticária, Síndrome de Stevens-Johnson.
Infecções por fungos na boca ou na vagina (candidíase), colite pseudomembranosa e pacientes com diarréia.
Trombocitemia, trombocitopenia, eosinofilia, leucopenia, neutropenia, agranulocitose, anemia hemolítica.
Convulsões associadas ao tempo de infusão.

INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA
Probenecida (para gota) inibe a excreção renal do meropenem – uso não recomendado.
Valproato de sódio (para epilepsia) – meropenem reduz os níveis séricos de valproato de sódio

INTERFERÊNCIAS NOS EXAMES LABORATORIAIS


Sem relatos.

ANTÍDOTO
Suspensãode tratamento ou redução de dose.

CUSTO FINANCEIRO

Fonte: ABL® 2013