Você está na página 1de 5

FICHA TÉCNICA

CHAPA COLABORANTE PERFIL AL65 EN 10326

ESPESSURAS: 0,75 – 1,00 – 1,20

Espessura Peso Comercial


Espessura Peso próprio
para cálculo
comercial (kN/m2)
(mm) Espessura (mm) Massa (Kg/m2)
e=0,75 mm 0,71 0,08 0,75 8,52
e= 1,00 mm 0,96 0,1 1 11,36
e= 1,20 mm 1,16 0,12 1,2 13,64

Consumo de Betão kg/m2


Espessura total
100 110 120 130 140 150 160 170 180 190 200 210 220 230 240 250
(mm)
Volume de betão
60 70 80 90 100 110 120 130 140 150 160 170 180 190 200 210
por m2 util (dm3)
0,75 152 176 200 224 248 272 296 320 344 368 392 416 440 464 488 512
Espessura
da chapa 1,00 155 179 203 227 251 275 299 323 347 371 395 419 443 467 491 515
(mm)
1,25 157 181 205 230 254 278 301 325 349 373 397 421 445 469 493 517

Tipo de aço: S320 GD+Z (Norma EN10346)

Tolerâncias: Tolerâncias normais segundo a Norma EN 10143

Norma de fabricação: EN10169-3

Chapa galvanizada:
 As chapas de aço/carbono de qualidade estrutural são revestidas por um banho quente contínuo de zinco.
 Classe de resistência mínima: S320 GD+Z
 Valor característico mínimo da tensão de cedência do aço da chapa: fyb = fyp = 320 MPa
 Valor característico mínimo da tensão de rotura do aço da chapa: fu = 390 MPa
 Modulo de elasticidade do aço da chapa: Ea = 210 GPa
 Massa do revestimento de zinco: 275 g/m2
 Espessura do revestimento de zinco: 20 μm/face
 Coeficiente parcial de segurança para estados limites últimos: γa = γm0 =γm1 =1,00

Betão:
 Classe de resistência mínima: C20/25
 Valor característico mínimo da tensão de rotura do betão à compressão em cilindros aos 28 dias de idade: 20 MPa
 Peso volúmico do betão armado: 25 kN/m3
 Peso volúmico do betão armado fresco: 26kN/m3
 Coeficiente parcial de segurança para os estados limites últimos: γc = 1,50

Aço em varão ou rede electrossoldada para armaduras:


 Classe de resistência mínima: A500 (B500B, segundo a norma EN 10027-1)
 Valor característico mínimo da tensão de cedência à tracção do aço das armaduras: fyk = 500 MPa
 Coeficiente parcial de segurança para os estados limites últimos: γs = 1,15

Resistência ao Fogo:
De acordo com cláusula 4.3.2 da norma EN 1994-1-2, as lajes mistas com cofragem colaborante não protegidas, possuem uma resistência ao
fogo de, pelo menos, 30 minutos sem necessidade de armaduras suplementares. Para requisitos de resistência ao fogo superiores a 30
minutos, deverá ser contactado o Departamento Técnico da nossa empresa.

A pedido poderá fornecer-se:


Perfil AL65 em chapa lacada.
FICHA TÉCNICA
CHAPA COLABORANTE PERFIL AL65 EN 10326

Cargas úteis uniformemente distribuídas (kN/m2) em lajes mistas com chapa perfilada de espessura e=0,75 mm

Os valores presentes na tabela (em kN/m2) representam o valor característico da totalidade das acções adicionais (G rev+Qk) a aplicar na laje mista para além do seu peso próprio (Gk), ou seja,
revestimentos, paredes divisórias, sobrecargas e outras acções variáveis.
Factores que condicionam o dimensionamento: Necessidade de escoramento:
Não necessita de escoramento
Esforço transverso vertical (VRdc) Necessidade de uma linha de escoramento
Esforço de corte longitudinal (VL,Rd)
Necessidade de duas linhas de escoramento
Flecha de serviço (l/d)
Momento negativo de continuidade (MRd) Necessidade de três linhas de escoramentos
FICHA TÉCNICA
CHAPA COLABORANTE PERFIL AL65 EN 10326

Cargas úteis uniformemente distribuídas (kN/m2) em lajes mistas com chapa perfilada de espessura e=1,00 mm

Os valores presentes na tabela (em kN/m2) representam o valor característico da totalidade das acções adicionais (G rev+Qk) a aplicar na laje mista para além do seu peso próprio (Gk), ou seja,
revestimentos, paredes divisórias, sobrecargas e outras acções variáveis.
Factores que condicionam o dimensionamento: Necessidade de escoramento:
Não necessita de escoramento
Esforço transverso vertical (VRdc)
Esforço de corte longitudinal (VL,Rd) Necessidade de uma linha de escoramento
Flecha de serviço (l/d) Necessidade de duas linhas de escoramento
Momento negativo de continuidade (MRd)
Necessidade de três linhas de escoramentos
FICHA TÉCNICA
CHAPA COLABORANTE PERFIL AL65 EN 10326

Cargas úteis uniformemente distribuídas (kN/m2) em lajes mistas com chapa perfilada de espessura e=1,20 mm

Os valores presentes na tabela (em kN/m2) representam o valor característico da totalidade das acções adicionais (Grev+Qk) a aplicar na laje mista para além do seu peso próprio (Gk), ou seja,
revestimentos, paredes divisórias, sobrecargas e outras acções variáveis.
Factores que condicionam o dimensionamento: Necessidade de escoramento:
Não necessita de escoramento
Esforço transverso vertical (VRdc)
Esforço de corte longitudinal (VL,Rd) Necessidade de uma linha de escoramento
Flecha de serviço (l/d) Necessidade de duas linhas de escoramento
Momento negativo de continuidade (MRd)
Necessidade de três linhas de escoramentos
FICHA TÉCNICA
CHAPA COLABORANTE PERFIL AL65 EN 10326

Armaduras:
No reforço do betão são necessárias armaduras com diversas finalidades.
 Armadura de distribuição
o É requerida uma armadura para atender à retracção do betão e à distribuição
de cargas pontuais que deve ser colocada a 25 mm da superfície superior de
betão.
 Armadura de continuidade
o Podem existir ainda armaduras para garantir a continuidade e limitar a
fendilhação sobre os apoios intermédios (momentos flectores negativos). Para
vãos consecutivos não muito distintos a armadura de continuidade deve ser
prolongada para alem do eixo do apoio de cerca 30% do vão, e colocada a
uma profundidade de 25 mm.
 Armadura adicional de vão
o A meio vão para um aumento de resistência aos momentos flectores positivos.
Neste caso as armaduras podem ainda ser necessárias para satisfazer o estado
limite relativo à resistência ao fogo. Caso existam, devem ser colocadas centradas
nas respectivas nervuras e elevadas 30mm em relação à chapa perfilada,
podendo ser interrompidas na zona dos apoios.

Peso próprio das lajes mistas e área das lajetas


H [cm] 12 13 14 15 16 18 20
G [kN/m2] 2,1 2,4 2,6 2,9 3,1 3,6 4,1
Act [cm2] 560 660 760 860 960 1160 1360

Armadura de distribuição a dispor em cada direcção (A500)

H [cm] 12 13 14 15 16 18 20
dist 2
As [cm /m] 0,8 0,8 0,8 0,9 1 1,2 1,4

Armadura de fendilhação a dispor para absorver os momentos


flectores negativos nos apoios de continuidade (∅10, A500)
H [cm] 12 13 14 15 16 18 20
e=0,75mm 3,3 3,5 3,5 3,5 3,5 4,2 4,9
e=1,00mm 4 4 4 4,3 4,3 4,3 4,9
e=1,20mm 5 5 5 5 5 5,3 5,3