Você está na página 1de 6

Lista de livros para comprar para a tese

da fala para a escrita marcuschi em pdf

Redação e Textualidade por Maria da Graça Val em pdf

MEURER, José Luis; MOTTA-ROTH, Désirée (orgs). Gêneros Textuais e práticas discursivas. São
Paulo: Edusc. 2002. não achei
SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte, Autêntica, 1998.
KLEIMAN, Ângela; MORAES, Silvia E. Leitura e interdisciplinaridade: tecendo redes nos projetos da
escola. Campinas:
Mercado de Letras, 2006.
SCHNEWNLY, Bernard. Gêneros orais e escritos na escola. São Paulo. Mercado de Letras, 2004.
BAGNO, Marcos. Gramática Pedagógica do Português Brasileiro. São Paulo: Parábola. 2011.
BAGNO, Marcos et alii. Língua Materna, letramento, variação & ensino. São Paulo. Parábola, 2002.
CABRAL, Loni Grimm e GORSKI, Edair. Lingüística e Ensino. Florianópolis. Insular. 1998.
POSSENTI. Sírio. Questões de Linguagem: passeio gramatical dirigido. São Paulo: Parábola. 2011.
ARACO, C. A.; TEZZA, C. Oficina de texto. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2003.
___ .C. A; MANDRYK, D. Língua Portuguesa : prática de redação para estudantes universitários.
Petrópolis: Vozes, 2004.
KOCK, I. V.; ELIAS, V.M. Ler e compreender: os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2006.
SACCONI, Luiz Antonio,. Nossa gramática: teoria e prática. 5. ed São Paulo: Atual, 1983.
SAVIOLI, Francisco Platão; FIORIN, José Luiz. Para entender o texto. São Paulo: Ática, 1991.
LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 1993.
LOCKS, M. de L.R.K. ET alii Desmitificando a redação. Florianópolis. Pallotti. 1997.
NASCIMENTO, Dinalva Melo do. Metodologia do trabalho científico: teoria e prática. Rio de Janeiro:
Forense, 2002.
OLIVEIRA, J. L. de. Texto Acadêmico: técnicas de redação e de pesquisa
PERINI, M. Sofrendo a gramática. São Paulo. Ática, 1997.
BAGNO, M. Língua, Linguagem, Linguística: pondo os pontos nos ii. São Paulo:
Parábola. 2014.
CASSEB-GALVÃO, V; MOURA NEVES. O todo da língua: teoria e prática do ensino
de português. São Paulo: Parábola. 2017.
BUNZEN, C.; MENDONÇA, M. Português no ensino médio e formação do professor.
São Paulo:
Parábola, 2006.
FREITAG, B.; COSTA, W. F.; MOTTA, R. O livro didático em questão. São Paulo:
Cortez, 1997.
GUEDES, Paulo C. A Formação do professor de português. Que língua vamos ensinar?
São Paulo:
Parábola. 2006.
POSSENTI, Sírio. Por que (não) ensinar gramática na escola. Campinas (SP):
Mercado das Letras, 1996.
POSSENTI, S. A cor da língua e outras croniquinhas de Linguística. Campinas (SP):
Mercado das
Letras. 2001.
ROJO, R. Letramentos múltiplos: escola e inclusão social. São Paulo: Parábola. 2009.
SIGNORINI, Inês (org.) Gêneros catalizadores: letramento e formação do professor.
São Paulo:
Parábola, 2006.
BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da Linguagem. Trad. Michel Lahud e Yara F.
Vieira. 8. ed.
São Paulo: Hucitec,1997.
BENTES, Anna Christina; REZENDE, Renato Cabral. Texto: conceitos, questões e
fronteiras contextuais.
In: SIGNORINI, Inês (org.) [Re] Discutir textos, gênero e discurso. São Paulo:
Parábola, 2008.
BOAVENTURA, Edivaldo. Como ordenar as ideias. São Paulo: Ática, 2010.
COSCARELLI, Carla Viana; MITRE, Daniela. Oficina de leitura e produção de textos.
Belo
Horizonte: Editora UFMG, 2007.
BLIKSTEIN, Izidoro. Técnicas de comunicação escrita. São Paulo: Contexto, 2011.
COSCARELLI, Carla Viana; MITRE, Daniela. Oficina de leitura e produção de textos.
Belo
Horizonte: Editora UFMG, 2007.
FARACO, Carlos Alberto; TEZZA, Cristovão. 24. ed. Prática de texto para estudantes
universitários.
Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.
FARACO, Carlos Alberto; TEZZA, Cristovão. Oficina de texto. Petrópolis, RJ: Vozes,
2014.
KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Ler e escrever: estratégias de
produção. São Paulo:
Contexto, 2011.
MACHADO, Anna Rachel; LOUSADA, Eliane; ABREU-TARDELLI, Lília. S.
Planejar Gêneros
Acadêmicos: escrita científica, texto acadêmico, diário de pesquisa, metodologia. 8ª
reimpressão. São
Paulo: Parábola Editorial, 2015.
MOTTA-ROTH, Desirée; HENDGES, Graciela Rabuske. Produção Textual na
universidade. São
Paulo: Parábola Editorial, 2010.
XAVIER, Antônio Carlos. Como se faz um texto: a construção da dissertação
argumentativa. 3. ed.
Catanduva, SP: Editora Respel, 2007.

a língua para Saussure

linguagem e linguística uma introdução – John

princípios de linguística geralc

LAMBERT, W. W.; LAMBERT, W. E. Psicologia social. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1966
a linguística do século xxi

BRiZ, A. Cortesía verbal codificada y cortesía verbal interpretada en la conversación.


in: BRAVO, d.; BRiZ, A. Pragmática sociocultural: estudios sobre el discurso de cortesía en
español. Barcelona: Ariel, 2004. p. 67-93.

BROWN, R.; GiLmAN, A. The pronouns of power and solidarity. in: SeBOOK, T. A.
(ed.). Style in language. Cambridge: The miT Press, 2003 [1960]. p. 253-276.

gUIMARÃES, Elisa. A articulação do texto. São Paulo: Ática, 1995.


ABREU-TARDELLI, Lília Santos. Planejar gêneros acadêmicos. 4. ed. São
Paulo:
Parábola, 2008.
PERROTA, Claudia. Um texto para chamar de seu: preliminares sobre a
produção
do texto acadêmico. São Paulo, SP: Martins Fontes, 2004.
HENRIQUES, Claudio Cezar; SIMÕES, Darcilia Marindir P. (Org.). A redação
de
trabalhos acadêmicos: teoria e prática. 2. ed. Rio de Janeiro: Ed. UERJ,
2003.
XAVIER, Antonio Carlos. Como fazer e apresentar trabalhos científicos em
eventos acadêmicos. Recife: Respel, 2010
LOPeS, C. R. dos S. Retratos da mudança no sistema pronominal: o tratamento
carioca nas primeiras décadas do século xx. in: CORTiNA, A.; NASSeR, S. m. G. C.
(Org.). Sujeito e linguagem: séries trilhas linguísticas. Araraquara: Cultura Acadêmica,
2009. v. 17, p. 47-74.

PERROTA, Cláudia. Um texto para chamar de seu: preliminares sobre a produção do texto
acadêmico. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

CARVALHO, Maria Cecília M. de (org). Construindo o saber – Metodologia científica:


fundamentos e técnicas. 2.ed. Campinas, SP: Papirus, 1989.

SALOMON, D. V. Como fazer uma monografia. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

PEREIRA, L. M.; VIEIRA, M. L. Fazer pesquisa é um problema? Belo Horizonte: Ed. Lê, 1999.

NASCIMENTO, D. M. do. Metodologia do trabalho científico: teoria e prática. Rio de Janeiro:


Forense, 2002.

ANDRADE, Maria Margarida de. Introdução à metodologia do trabalho científico: elaboração


de trabalhos na graduação. 4 ed. São Paulo: Atlas, 1999.
BARROS, Aidil de Jesus Paes de; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Projeto de pesquisa:
propostas metodológicas. 6 ed. Petrópolis: Vozes, 1997.
CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino. Metodologia científica: para uso dos estudantes
universitários. 3 ed. São Paulo: McGraw do Brasil, 1983.
COSTA, Maria de Fátima Barrozo da; Marco Antonio F. da Costa. Metodologia da pesquisa:
conceitos e técnicas. Rio de Janeiro: Interciência, 2001
D’ONOFRIO, Salvatore. Metodologia do trabalho científico. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2000

POZZEBON, Paulo Moacir Godoy (org.). Mínima metodológica. Campinas: Alínea, 2004.
SALOMON, Délcio Vieira. Como fazer uma monografia. 4 ed. São Paulo: Martins Fontes, 1996.
1.

Introdução à Morfologia

Maria Carlota Rosa


5,0 de 5 estrelas 1
Capa comum
R$33,00
2.

Os fundamentos da teoria linguística de Chomsky

Maximiliano Guimarães
Capa comum
R$62,47

Sintaxe Para a Educação Básica:


Com Sugestões Didáticas,
Exercícios e Respostas 
livro do Bechara que josilene falou
SALOMON, D. V. Como fazer uma monografía. S.P.: Martins Fontes,2001.

2- SOARES M. & CAMPOS E. Técnica de redação. São Paulo: Ao livro Técnico. 2000.
- pragmática

Manual de semântica

- semântica

sintaxe

- língua, uso e cognição bybee

- fonologia em uso bybee

- desatando os nós faraco

-Internet e Ensino - Novos Gêneros, Outros


Desafios
Adail Sebastião Rodrigues Junior e Ana Elisa Ribei

Novas Tecnologias Novos Textos Novas Formas


de Pensar

Capa ilustrativa

Contradições no Ensino de Português


Rosa Virgínia Mattos e Silva