Você está na página 1de 2

Disciplina: Matemática Financeira

Prof. Me. Luís Fernando Hoffmann

Lista sobre taxas - 2

Taxas Proporcionais
1. Qual a taxa de juros mensal que é proporcional à taxa de 9% a.t.. R: 3% a.m.

2. Calcula a taxa de juros proporcional trimestral às seguintes taxas:


a) 24% a.a. R: 6% a.t.
b) 36% ao biênio R: 4,5% a.t.
c) 6% a.s. R: 3% a.t.

3. Determina a taxa de juros proporcional anual às seguintes taxas:


a) 3% a.t. R: 12% a.a.
b) 27% a.q. R: 81% a.a.
c) 5% a.m. R: 60% a.a.

Taxas Equivalentes
4. Calcula as taxas equivalentes a 20% a.a., conforme solicitado:
a) taxa a.s. R: 9,54% a.t.
b) taxa a.t. R: 4,66% a.t.
c) taxa a.m. R: 1,53% a.t.

5. Qual a taxa de juros compostos anual equivalente a 2% a.m.? R: 26,82% a.a.

6. Determina a taxa mensal equivalente a 60,103% a.a.. R: 4% a.m.

7. Determina a taxa anual equivalente a 0,1612% a.d.. R: 78,58% a.a.

8. Determina a taxa trimestral equivalente a 39,46% em dois anos. R: 4,25% a.t.

Taxa Real
9. (BACEN) Sabendo-se que a taxa de juros em um dado mês foi de 0,9% e que a taxa de inflação é 0,7%
no mês, qual o valor da taxa real nesse mês? R: 0,1986%

10. Uma aplicação semestral foi remunerada à taxa de 30%. Se nesse período a inflação foi de 25%, o
ganho real desse investimento corresponde a: R: 4%

11. Um capital foi aplicado por 1 ano, à taxa de juros de 11% ao ano, e no mesmo período a inflação foi
de 9% ao ano. Qual a taxa real de juros? R: 1,83%

12. E m determinado semestre em que a inflação alcançou a marca dos 15%, os salários foram reajustados
em 11,5%. Determinar a perda efetiva no poder de compra do assalariado. R: -3,04%
13. Uma instituição financeira deseja obter uma remuneração real (taxa real) de 1,5% a.m. em suas
operações de crédito. Sendo de 0,9% a.m. a taxa esperada de inflação, pede-se calcular a taxa de juros que
deve ser cobrada. R: 2,41% a.m

Taxa Acumulada de Juros com Taxas Variáveis


14. A variação mensal do IGPM no período de seis meses (outubro de 2007 a março de 2008) foi
respectivamente de 1,05%; 0,69%, 1,76%, 1,09%, 0,53% e 0,74%. Calcule a variação acumulada do
IGPM no período. R: 6,00%

15. Uma determinada revista de informações financeiras apresentou as seguintes variações mensais de um
dado indexador: Fev = 2,11%; Mar = 2,18%; Abr = 1,69%; Mai = 1,63%; Jun = 1,60% e jul = 1,69%.
Pergunta-se, qual a taxa acumulada no período? R: 11,41% ao período.

16. Um produto sofreu aumentos consecutivos de 2% no 1º mês, de 3% no 2º e de 4,5% no 3º. Qual a taxa
do período (acumulada) nestes três meses? Se um produto custava R$ 1.000 antes dos aumentos, quanto
pagarei por ele após estes 3 meses? R: 9,79% e Preço Final = R$ 1.097,90

Taxa Acumulada Conjunta


17. As cadernetas de poupança pagam uma taxa de juros de 0,5% ao mês além da variação da TR. A TR
definida para cada mês para contas com aniversário no dia 1º relativas aos últimos seis meses (outubro de
2007 a março de 2008) foi respectivamente de 0,11%, 0,06%, 0,06%, 0,10%, 0,02% e 0,04. Calcule a
variação acumulada (rentabilidade) da poupança no período. R: 3,44%

18. Calcular a rentabilidade conjunta de um ano (única) de uma caderneta de poupança que paga juros
com capitalização mensal de 0,5% a.m. sendo que neste período o acumulado da correção monetária (TR)
foi de 17,5%. R: 24,75%

Taxa Média de Juros


19. Um produto recebeu os seguintes aumentos mensais: 4%, 6% e 10%. Sabendo que no período a
inflação foi de 15%, determine:
a) o aumento acumulado no período R: 21,26%
b) o aumento médio mensal R: 6,64%
c) o aumento real no período R: 5,44%