Você está na página 1de 65

Conheça o Seu Mapa

Conheça a Numerologia
Numerologia Pitagórica

Roberto Macchado
Numerólogo Pitagórico

Nova Corrente da Numerologia Pitagórica

0
Índice
Assuntos Páginas
A Numerologia Pitagórica e sua História 2
Conhecendo os números e como eles influenciam a vida humana 3
Por que uma pessoa nega os números que tem? 3
Números considerados na Numerologia Pitagórica 4
Descrições/interpretações dos números 5
Espiritualidade 16
O mapa Numerológico natal – MNN. Tabela Pitagórica 19
O que o mapa representa 22
A interpretação do mapa Numerológico 25
Interpretações 25
. 1ª interpretação – O Nosso Mapa Atual 25
. 2ª interpretação – As Ausências 26
. 3ª interpretação – Vibração da Expressão – EX 27
. 4ª interpretação – A Pirâmide do seu mapa 28
. 5ª interpretação – Como o ser humano relaciona-se com as 29
vibrações numéricas - VNs - do seu mapa Numerológico natal.
. 6ª interpretação – Válvula de escape 34
. 7ª interpretação – Renascimento 35
Conceitos 36
. Conceito 1 - Família – Laços de sangue 36
. Conceito 2 – Prática sexual e riscos 40
. Conceito 3 – Energia morta na vida humana 42
. Conceito 4 – Relacionamento com seres de outros planos 42
. Conceito 5 – Povo inconsequente 46
. Conceito 6 – Gente pobre 49
. Conceito 7 – Somos semelhantes? 51
Uma criança entrevistando o numerólogo 52
O momento da criação dos números 56
Finalização 60
Sobre o Autor 62
Cursos e Serviços de Numerologia 62

1
A NUMEROLOGIA PITAGÓRICA E SUA HISTÓRIA

Definição
Numerologia Pitagórica é a ciência que estuda e interpreta as influências dos
números na vida humana.

Objetivo
Revelar as influências dos números na vida humana e orientar na utilização
adequada dessas influências.

Conceito
Tenha cuidado com seu conhecimento sobre as influências dos números na
vida, tenha cautela ao revelá-las. Fale apenas com o intuito de construir.

A Numerologia e sua história


É impossível falar de Numerologia e de sua história sem citar Pitágoras. Aliás,
não seria somente impossível, seria principalmente injusto. O Pai dos
Números, como ele é popularmente conhecido, foi, na verdade, um grande e
iluminado filósofo.
Aproximadamente em 600 a.C., na antiga Grécia, nosso patrono iniciou seu
estudo dos números. A princípio, precisou estudar também os planetas e a
Filosofia disponível na época, para depois esboçar seus primeiros conceitos
das vibrações numéricas.
Exilado, Pitágoras teve de viver em outros países para poder se livrar de
perseguições.
Muitos anos se passaram, de exílio e de estudos. Retornando à terra natal, já
como um influente e respeitável filósofo, fundou a Escola Pitagórica – que, até
hoje, passados mais de 2.500 anos, ainda nos parece maluca.
Qualquer cidadão que pretendesse ser admitido precisava submeter-se a
rigorosa avaliação pelo próprio mestre. O aluno permanecia cinco anos
estudando o Universo e seus planetas, mais igual tempo dedicando-se ao
estudo da Matemática e da Filosofia, para só depois iniciar os estudos em
Numerologia.
De tanta rigidez e exigências brotaram grandes e excelentes frutos. Tanto que,
a Numerologia só foi conhecida pelo mundo através de seus alunos, que se
transformaram em discípulos, difundindo seus conhecimentos, ensinamentos e
descobertas.
Pitágoras sabia o que fazia, pois, se não fosse pela rigidez de seus estudos, os
alunos não poderiam ter revelado à humanidade, com tanta precisão, os
conceitos profundos e abrangentes que atualmente possuímos sobre a
vibração cósmica dos números.
Reconhecimento seja feito. Agradecidos somos pelo mestre que o mundo nos
deu. Abençoado seja Pitágoras por sua obra e dedicação.
Perceba o leitor que, por mais nova que a Numerologia possa lhe parecer,
estamos nos referindo a uma ciência milenar, de estruturas muito bem firmadas
e de influências comprovadamente existentes.

2
CONHECENDO OS NÚMEROS E COMO ELES
INFLUENCIAM A VIDA HUMANA

Na Numerologia Pitagórica os números são definidos como Vibrações


Numéricas, com a sigla VNs.
Por que foi definido como vibrações?
Cada número carrega um campo de energias que influencia a vida da pessoa.
Conforme os números que estiverem no mapa Numerológico da pessoa a sua
vida será definida através de fatos e acontecimentos produzidos por esses
números.
Os números, no mapa da pessoa, produzem em sua vida fatos para que a
pessoa possa viver esses fatos, e, assim, ter equilíbrio, conquistas e evolução.
E, ao mesmo tempo, vai atrair para a sua vida pessoas que, também, tenham
esses números no seu mapa. Para juntas viverem esses números.
Exemplos:
1 - Pessoa que tenha no mapa o número 1
Algumas características do número 1.
Determinação, ousadia, autoconfiança e liderança.
Assim sendo, na sua vida essa pessoa vai atrair situações que solicitam que
ela pratique a determinação, a ousadia e a autoconfiança. E seja líder.
E, ao mesmo tempo, aparecerão em sua vida pessoal, social e profissional
pessoas que também tenham o número 1.
Essa pessoa que tem o número 1 nasceu para fazer tudo sozinha e não
esperar nada de ninguém. E, somente assim, terá em sua vida equilíbrio,
conquistas e evolução.

2 – Pessoa que tenha no mapa o número 2


Algumas características do número 2.
Cooperação, flexibilidade, colaboração e união.
Assim sendo, na sua vida essa pessoa vai atrair situações que solicitam que
ela coopere, seja flexível, colabore e mantenha uniões e parcerias.
E, ao mesmo tempo, aparecerão em sua vida pessoal, social e profissional
pessoas que também tenham o número 2.
Essa pessoa que tem o número 2 nasceu para viver em uniões e parcerias. E,
somente assim, terá em sua vida equilíbrio, conquistas e evolução.

Por que uma pessoa nega os números que tem?


O que é negar o número que tem?
É a pessoa ter o número no mapa e não vive ou não se identifica com esse
número. É não se identificar com as características positivas desse número.
Nega, Ser assim.
Por que essa negação acontece?
Por algumas razões:
1 – Família
Devido a criação que teve, através das influências dos pais e familiares, esse
número foi reprimido pelos familiares. E, assim sendo, quando adulta, a pessoa
nega esse número.
Como resolver essa questão:
Conhecendo os números que tem no seu mapa e vivê-los para garantir em sua
vida equilíbrio, conquistas e evolução.

3
2 – Influências de outras pessoas
Devido aos influenciadores algumas pessoas acreditam em relatos pessoais
como se fossem, também, verdades para elas.
E assim, passam a agir e atuar conforme essas influências que, na maioria dos
casos, são contrárias aos números de seus mapas.
Como resolver essa questão:
Acreditamos no seguinte conceito:
A pessoa que tem autoconhecimento, ou seja, o conhecimento sobre si
mesma, não se deixa influenciar.

A seguir vamos conhecer as descrições de cada número que compõe a


Numerologia Pitagórica.
As descrições dos números são apresentadas no Positivo e no Negativo.
Quando a pessoa praticar o seu número no positivo terá em sua vida:
Equilíbrio, conquistas e evolução.
Quando a pessoa praticar o seu número no negativo terá em sua vida:
Dificuldades, perdas e desequilíbrios.

Como dito, a Numerologia Pitagórica respeita, incondicionalmente, o livre


arbítrio. O direito de a pessoa Ser e viver a sua vida como quiser.
Por isso, pela existência do livre arbítrio, os números são apresentados nas
duas polaridades.
A Positiva.
A Negativa.
Está previsto de a pessoa praticar/viver os seus números somente na
polaridade positiva. E como consequência terá uma vida equilibrada, com
consideráveis conquistas e evolução.
A descrição dos números na polaridade negativa serve como um alerta para a
pessoa não praticar/viver essas questões negativas que irão produzir em sua
vida dificuldades, perdas e desequilíbrios que não estavam previstos.

Números considerados na Numerologia Pitagórica


São considerados somente os números de 1 a 9, 11 e 22.
Todos os demais números serão reduzidos/somados até encontrar somente
esses números.
Aprenderemos essa redução/soma quando, a seguir, vamos calcular o mapa.

4
Descrições/interpretações dos números

Vibração Numérica 1
• Positivo
São pessoas pioneiras, com acentuada facilidade para a liderança. Gostam de
mandar, de estar à frente do desenvolvimento de qualquer situação. Possuem
muita facilidade de comandar, de dar as ordens e as diretrizes. Geralmente, em
tudo em que se envolvem, terão êxito e prosperidade. São ágeis e precisos no
comando, seja na vida profissional, sentimental ou social.
Gostam e necessitam de brilho, de reconhecimento e sucesso. Lutam por isso
a ponto de se dedicarem exaustivamente para serem reconhecidas pelos
demais como as melhores naquilo que fazem e desenvolvem.
Sua capacidade de liderança está no fato de serem pioneiras e inovadoras, ou
seja, geralmente dão o primeiro impulso, e, por conseguinte, têm a facilidade e
a capacidade de manterem em suas mãos o controle de tudo com o que se
envolvem.

• Negativo
Por serem os líderes, geralmente concentram em si o poder de comando e se
esquecem de considerar a participação dos demais. Tendem a achar que o
sucesso dependeu exclusivamente deles. Pensam assim por terem sido os
líderes, e esquecem que, para se realizar qualquer tarefa, não basta apenas o
líder. Aliás, se somente existir o líder, não haverá os comandados e,
consequentemente, o líder deixará de existir, por não ter a quem comandar.
Quando alcançam êxito, têm dificuldade de creditá-lo também aos demais
envolvidos, e concentram para si os frutos da vitória. Tornam-se, assim,
egoístas e mesquinhos, criando dificuldades nos relacionamentos. Essas
dificuldades acabam por pôr em risco o sucesso de suas conquistas.
Com esse egoísmo, acabam perdendo amigos e relacionamentos por se
julgarem melhores que os demais e, pior, por não darem às pessoas o que lhes
cabe de direito.
Poderão terminar a vida sozinhos e solitários, sem amigos, sem amores e
também sem reconhecimento, por mais que tenham conquistado e brilhado.

• Orientação
Você nasceu para liderar: lidere. E aprenda que o verdadeiro líder é aquele que
comanda com o objetivo de desenvolver e conquistar os interesses do grupo.
Não há mérito em liderar somente pelos interesses do líder.

5
2

Vibração Numérica 2
• Positivo
Aqui está a única pessoa capaz de unir, associar, juntar pessoas, ideias e
fatos.
Possui infinita capacidade de associação. Seu dom está em conseguir
equilibrar as diferenças, valorizar os pontos em comum e juntar tudo e todos
num só segmento.
São pessoas com facilidade de assimilar as ideias dos demais, valorizá-las e
condensá-las, de forma a criar um clima de satisfação para os envolvidos.
São gentis na maneira de se relacionar com os demais. Conseguem abafar
conflitos e equilibrar relacionamentos. Possuem a facilidade de unir, associar,
manter atado o que parece estar disperso.

• Negativo
Acomodamento e excesso de concessões.
No tocante ao acomodamento, pecam por serem pessoas que necessitam de
companheiros para desenvolverem seus projetos de vida e, por vezes,
esquecem-se de que nem sempre terão à sua disposição companhia para
ajudar na realização desses projetos. Com isso, paralisam suas atividades à
espera de alguém para acompanhá-las; não notam que o tempo vai passando
e os projetos ficando para trás.
Não querem desenvolver qualquer atividade sozinhas. Assim, vão somando
perdas na vida, por deixarem de concretizar seus sonhos e ideais.
Referente ao excesso de concessões, ocorre que, pela facilidade de juntar,
acabam juntando o que não deve e não pode ser juntado. Existem fatos e
situações na vida que não podem ser somados, que, por sua natureza e
diferença, são essencialmente distintos. Quando esse excesso ocorre, a
pessoa começa a encontrar dificuldades por ter agrupado o que deveria
permanecer isolado.

• Orientação
Seu dom está em unir. Se os seres humanos vivem desunidos, confinam-se à
solidão e ao infortúnio. Por isso, sua missão é de sublime valor. No entanto,
aprenda a unir o que pode ser unido, e a manter separado o que deve e
necessita manter-se isolado. E não se esqueça, quando não encontrar
companheiro para dar seguimento a seus projetos, saia em busca de
companhia. Só não pode é sentar-se e esperar que as pessoas apareçam.

6
3
Vibração Numérica 3
• Positivo
São pessoas alegres, versáteis e talentosas. Envolvem-se com tudo e com
todos. Têm alto poder de criatividade. Podem e devem dedicar-se às artes,
seja a escrita, a pintura, escultura ou qualquer outra manifestação artística. O
que possuem de maior facilidade é a criatividade, o extenso poder de elaborar
ideias e situações. Criam, criam e criam incessantemente. Por isso, necessitam
de atividades sociais intensas: conhecer muitas pessoas, ter um círculo de
amizades bastante desenvolvido e extenso.
São talentosos. Tudo que cai em suas mãos cresce e multiplica-se.
Conseguem se entender com qualquer tipo de pessoa, independentemente da
classe social, do nível de cultura, do sexo ou mesmo do idioma. Podem e
devem dedicar-se a ampliar seus relacionamentos sociais, afetivos e de
amizade.

• Negativo
Pela necessidade de quantidade, podem se tornar pessoas exageradas. Assim
sendo, devem ter quantidade e variedade; no entanto, devem tentar equilibrar
os excessos para evitar serem mal interpretadas. Por outro lado, por sua
versatilidade, conseguem se envolver com tudo e com todos, e acabam por se
sentir extremamente sem energia, pois despendem grande quantidade de
energia para poder satisfazer seus anseios de crescimento e multiplicação. Por
isso, devem controlar rigorosamente o gasto de energia, para que isso não
comprometa planos futuros.
Seria profundamente prejudicial se, em certos momentos de vida, deixassem
seus planos ruir por escassez de energia, se tornando frustradas e
desencantadas pela vida e pelas pessoas.

• Orientação
Mantenha sob controle sua necessidade de movimentação e os excessos nas
atividades corriqueiras.

7
4

Vibração Numérica 4
• Positivo
É o trabalhador nato. O incansável. O estruturador. É aquele que, através de
seu trabalho e dedicação, conseguirá adquirir estrutura e segurança. Sua vida,
no geral, não é fácil, em termos de retorno e exigências. Pedirá sempre muito
trabalho, muita dedicação para poder manter a vida financeira, afetiva e social.
No entanto, o que essas pessoas conquistam geralmente é duradouro. Lutam
tanto para conseguir algo, se dedicam de corpo e alma a suas conquistas;
quando recebem um retorno, este geralmente é favorável e supervalorizado,
tornando-se duradouro.
Não se interessam pela quantidade; determinam o que lhes é importante, e
lutam assustadoramente para atingir seus objetivos. Quase sempre o
conseguem.
São seguras e imbatíveis. Defendem com veemência o que conquistam e tudo
em que acreditam.
Em suas mãos repousa a segurança e a estabilidade, para manterem tudo o
que envolva a sua vida e a daqueles que lhes são importantes.

• Negativo
Por terem facilidade de estruturar, manter raízes, segurar sem perder, são
pessoas que têm tendências extremamente conservadoras e posturas
inflexíveis.
O convívio, no dia-a-dia, dessas pessoas com as demais poderá se tornar
insuportável para ambas as partes. Quem convive com pessoas de Vibração 4
geralmente encontra acentuada resistência e incompreensão delas diante do
novo, porque a novidade geralmente “cheira” a insegurança e perdas. Essas
pessoas, pela dificuldade de mudanças, acabam enraizando-se demais em
situações ultrapassadas e prejudiciais e, com isso, bloqueiam o próprio
crescimento e impedem o desenvolvimento de sua vida. No relacionamento
com os demais, cobram muito as pessoas por suas transformações, e tornam-
se chatas e inconvenientes. Criam situações de conflito e desentendimento e
acabam por sentir-se incompreendidas e desconsideradas.

• Orientação
A sua verdade é sua. Poderá ou não servir a outros. Entenda que cada um tem
o direito de viver suas experiências na vida.
Você somente conseguirá equilíbrio se relacionar-se positivamente com as
pessoas e respeitar irrestrita e profundamente o direito de elas arriscarem.
E quem pode garantir a você que suas ideias são o melhor para elas? A vida
não lhe pedirá flexibilidade, pois isso você não conhece. Ela lhe pedirá
obediência.
E isso você tem de sobra.

8
5

Vibração Numérica 5
• Positivo
Aqui está o viajante nato. O descobridor de caminhos. Aquele que nasceu para
ser cigano. As pessoas de Vibração 5 são extremamente versáteis, no sentido
de mudar, alterar e transformar. Buscam atividades que envolvam
movimentação.
Não estão à procura de estrutura ou de segurança. Querem conhecer,
descobrir e mudar. Sentem profunda necessidade de alterar os acontecimentos
e situações da vida quando estão se solidificando. São também alegres e
versáteis. Buscam novas maneiras de se relacionar e conviver com os fatos da
vida. É comum nessas pessoas a necessidade de mudar coisas que os demais
julgam sem importância. Gostam de trocar a posição dos móveis em casa ou
no escritório. Detestam sempre fazer o mesmo trajeto, descobrem novos
caminhos.

• Negativo
Por sua necessidade de constante modificação, acabam por desarrumar a
casa, a ponto de, eventualmente, nem elas mesmas saberem onde encontrar
as coisas.
Imagine esse aspecto nos planos financeiro e sentimental.
Com o dinheiro, compram mais do que necessitam e podem pagar. No
sentimental, buscam relações novas e intrigantes, que são as que as atraem, e
às vezes se envolvem em situações afetivas de que não conseguem se
desvencilhar. E passam a sofrer excessivamente, gerando também sofrimento
nas pessoas envolvidas. A quantidade de relações sexuais pode pôr em risco a
sua saúde e a dos outros. E pode ainda transmitir a ideia de vulgaridade, o
que, para a sua vida, seria profundamente consternador – porque você não é
vulgar, mas desvinculada.

• Orientação
Tenha sempre em mente: as mudanças são necessárias, importantes e
saudáveis.
No entanto, mudar simplesmente por mudar não é positivo.
Para se efetuarem mudanças, deve sempre haver um objetivo. Se este estiver
definido para você, mude. Se não souber defini-lo, não mude. Aguarde o
momento ideal.
A desordem não faz parte da vida. Já que você sabe tão bem mudar, quando
encontrar desordem, mude; mude a desordem para uma nova ordem.

9
6

Vibração Numérica 6
• Positivo
Chegou a vez dos amáveis, dos gentis e docemente envolventes.
Essas pessoas são extremamente dóceis e educadas. Não gostam de brigas e
desentendimentos. Querem sempre manter tudo calmo e tranquilo. Necessitam
de harmonia para poder viver em paz. Detestam aglomerações e festividades
excessivas.
Preservam a estrutura familiar e do lar. Necessitam essencialmente de se
sentir amados e protegidos.
Não suportam a vivência solitária. Têm dificuldade de viverem sós ou em
grandes comunidades. Precisam do meio-termo, necessitam da família e de
poucos amigos, sem excessos. Fazem de tudo para manter a harmonia nas
relações.
Necessitam de amparo, de consideração e atenção. E dão em troca suavidade,
tranquilidade, carinho e conciliação. Geralmente se dão muito bem em
relacionamentos afetivos, pois são amáveis e gentis.

• Negativo
São basicamente duas as mais importantes: o acomodamento e a falta de
interesse.
No tocante ao acomodamento, por serem pessoas de profunda necessidade de
tranquilidade, acabam por despender esforços insuportáveis para si mesmas, a
fim de manterem tudo pelo menos aparentemente bem. E com isso se
esquecem de que as outras pessoas e os fatos da vida possuem contrastes
múltiplos.
Na tentativa de manter tudo calmo, acabam colocando “panos quentes” onde a
fogueira já está queimando demais. Com isso se ferem gravemente, e decidem
nada mais realizar, acomodando-se por longos períodos ou pela vida toda.
Assim, perdem o interesse pela vida ou pelas pessoas que as rodeiam. Isso
ocorre em todos os níveis, seja o sentimental, o profissional, familiar ou social.

• Orientação
Os fatos da vida e as pessoas só não nos interessam mais quando
conseguimos anular, mesmo que temporariamente, a certeza de que tudo e
todos são mutáveis.
Ou seja, o que hoje nos parece ruim, amanhã poderá ser extremamente
favorável para nós. Lembre-se também de que não foi sentado que o vitorioso
conquistou, ele teve que percorrer distâncias e superar obstáculos.

10
7

Vibração Numérica 7
• Positivo
Agora vamos entender a profundidade dos fatos da vida e das pessoas.
Os possuidores dessa vibração são pessoas que buscam na vida o
entendimento, o conhecimento mais profundo e qualitativo.
Dedicam-se a compreender as razões pelas quais as pessoas agem desta ou
daquela forma e estendem esse raciocínio a tudo e a todos.
Devem praticar espiritualidade, são místicos, esotéricos, supersticiosos e
intuitivos independente de reconhecerem essas questões. Buscam sempre o
lado oculto das coisas e das pessoas. Não se satisfazem apenas com a
aparência. Querem é conhecer a essência. Por isso, são investigativos,
especuladores, conclusivos, exigentes e perfeccionistas.
Necessitam viajar na extensão dos fatos e das pessoas, para buscar a
originalidade, ou seja, descobrir como são e não como elas aparentam ser.

• Negativo
Por se dedicarem exaustivamente à busca de respostas, acabam por perder o
contato com o mundo real. Ou seja, não enxergam que as pessoas têm
dificuldades natas para se relacionar, e acabam por desenvolver mecanismos
próprios de autodefesa, a fim de se protegerem de sofrimentos. Esquecem que
as pessoas são hoje aquilo que viveram no passado.
Por isso, as pessoas de 7 devem também valorizar como as pessoas são, ou
seja, respeitar o fato de os outros serem fruto daquilo que conseguiram
absorver da vida e do convívio com os demais.
Nem sempre as perguntas terão resposta, pelo menos temporariamente.
Diminua as exigências com os outros. Seja exigente com você, afinal a
proposta de ser perfeito é sua e não dos outros.

• Orientação
É inegável o seu poder de abstração e de profundidade em tudo o que faz. No
entanto, isso não lhe dá o direito de avaliar aqueles que não possuem essa
facilidade, e não conseguem absorver da vida e das pessoas a sua verdadeira
essência.
Saiba que existe mais mérito em viver bem com os outros, do que em sondar
quem eles realmente são. E, em relação aos fatos da vida, às vezes temos de
absorvê-los sem conseguir entendê-los. Porque, você queira ou não, nem tudo
poderá ser revelado no momento em que você o desejar.

11
8

Vibração Numérica 8
• Positivo
Capacidade de planejar e administrar negócios. São calculistas e precisos.
Quem possui essa vibração é voltado para organizar, estabelecer e atingir
metas.
São ótimos empreendedores. Têm muita facilidade de se relacionar com o
financeiro.
São ágeis e precisos no que fazem.
Possuem a clareza necessária para decidir. Objetividade é o que não lhes falta.
Precisão é o que têm em abundância. Seu interesse por dinheiro é acentuado e
fazem questão de mostrar ao mundo o que conseguiram através dele.
Valorizam a retidão e a justiça. Prezam a correção.

• Negativo
Por trazerem uma facilidade inata de envolvimento com o financeiro, às vezes
se esquecem de que a vida não é somente dinheiro e apenas possuir bens
materiais.
A vida é bem mais abrangente, e é preciso se entender bem com os outros
aspectos da vida: o sentimental, o familiar e o social e não somente com o
dinheiro, o possuir e o ostentar.
Pela objetividade que lhes é peculiar, para poder administrar o financeiro,
acabam por utilizar excessivamente essa característica transmitindo frieza.
Com isso, criam dúvidas nas pessoas em relação aos seus próprios
sentimentos.
Retidão e justiça devem ser exigidos de si próprio e não dos outros.

• Orientação
Para resolver a falta de dinheiro, temos de aprender a conservá-lo. Para que as
pessoas não se afastem de nós temos que demonstrar interesse pelos seus
sentimentos.
No tocante à primeira frase, você nasceu sabendo. No que diz respeito à
segunda, precisa também valorizar. Por isso, dedique-se a entender que as
pessoas necessitam de atenção. Fique atento: quanto maior for a ostentação,
mais as pessoas concluirão que você não precisa delas. E, se em algum
momento você realmente precisar, elas não estarão por perto.

12
9

Vibração Numérica 9
• Positivo
A principal qualidade das pessoas possuidoras de Vibração 9 é a dedicação ao
próximo de maneira universal. Necessitam de que as pessoas ao seu redor
estejam bem. Se alguém ao seu lado não estiver bem, elas se sentirão
incomodadas e farão de tudo para auxiliar. São personalidades marcadas pela
facilidade de deixar de lado as suas necessidades para socorrer o próximo. E o
mais interessante é que são pessoas que carregam em si a certeza de não
necessitarem ser reconhecidas pelo bem que fazem. Sua necessidade de
auxílio não é direcionada a alguém, mas sim a todos aqueles que não se
encontram bem. Preocupam-se com todos e com tudo que esteja em
desacordo com as suas aspirações – daí a ideia de universalidade, ou seja,
para elas estarem bem, o universo ao seu redor também tem de estar bem.
Se uma única pessoa não estiver bem, sendo ou não sua conhecida sofrerá.
São emotivas e sentimentais. Devem praticar espiritualidade, são místicos,
esotéricos, supersticiosos e intuitivos.
Devem praticar espiritualidade, são místicos, esotéricos, supersticiosos e
intuitivos independente de reconhecerem essas questões.

• Negativo
Pela necessidade de auxiliar, às vezes acabam por perder conquistas
importantes em sua vida, principalmente no ambiente profissional. Têm de
aprender a auxiliar sem prejuízo de seus interesses. Afinal, aplica-se a essas
pessoas o ditado
“Não adianta descobrir um santo para cobrir outro”.
O segredo é auxiliar dentro de suas possibilidades que são amplas, sem pôr
em risco os próprios interesses. E saiba diferenciar aquele que necessita
daquele que se faz passar por necessitado. Vigie para não praticar a
prepotência, afinal existe somente uma Divindade.
Fique atento, auxiliar as pessoas indistintamente com os seus recursos, e não
com recursos de outros. Não esqueça: auxiliar indistintamente sem esperar
nada em troca.

• Orientação
O mérito está em amparar e auxiliar o próximo. No entanto, temos de cuidar
para que o nosso auxílio não interfira nas experiências difíceis pelas quais as
pessoas precisam passar. Sabemos que, neste mundo, as pessoas ainda
escolheram evoluir pelo sofrimento. Ampare e auxilie, mas não interfira naquilo
que nem você nem ninguém tem o poder de evitar.

13
11

Vibração Numérica 11
• Positivo
São pessoas de alta sensibilidade e concentrada intuição.
Sabem definir o melhor para elas. Possuem a facilidade de ver, não somente a
realidade atual, mas também os desdobramentos dela. Enxergam longe.
Geralmente são pessoas agitadas, ou externa ou internamente e dotadas de
certo nervosismo.
Pois essa faculdade as faz apreensivas e inquietas.
Para evitar essas questões devem praticar intensamente a espiritualidade,
principalmente nas de reciclagem de energias. Devem ficar atentas com o que
pensam, desejam e falam, pois trazem inata a faculdade de interferir em suas
vidas, e nas alheias através dessas expressões.
Devem praticar espiritualidade, são místicos, esotéricos, supersticiosos e
intuitivos independente de reconhecerem essas questões.
Considerar também todas as características da VN 2.
• Negativo
Desequilíbrio mental e tendência a vícios. Por serem pessoas com acentuado
grau de sensibilidade, captam com maior intensidade as imperfeições do
mundo e das pessoas. Com isso, vão acumulando insatisfações e sofrimento.
Sentem-se incompletas. Buscam sempre mais e mais.
Devem cuidar dessa insatisfação, pois ela poderá facilitar o desenvolvimento
dos vícios, e de possíveis dependências graves.
Para essas pessoas, os vícios serão de difícil controle. Poderão inclusive
desequilibrar toda a sua existência. Para manter controladas essas questões
devem praticar a espiritualidade.

• Orientação
Você veio ao mundo com um sentido mais desenvolvido que as outras pessoas
que é a sua intuição e sua maneira de enxergar longe.
Por que será que você tem essas faculdades? Por que os demais não
apresentam essas facilidades? Trata-se de privilégio?
Certamente, não. A vida lhe ofereceu essas faculdades mais desenvolvidas na
esperança de que você as coloque à disposição dos outros. Se o fizer, a vida
lhe parecerá muito mais atraente, e você não acumulará frustrações, evitando
assim a fuga nos vícios.
Percebe como depende de você o seu bem ou mal-estar?

14
22

Vibração Numérica 22
• Positivo
É o número da sabedoria. As pessoas sob a influência dessa vibração
numérica são precoces em sua vida. Desenvolvem-se muito rapidamente. Tudo
lhes acontece com rapidez e intensidade.
São pessoas cultas, não no sentido físico da palavra, mas no sentido universal.
Trazem em si uma sabedoria de vida, sem saber como a conquistaram; nasceu
com elas – daí sua condição de mestre.
Conhecem da vida o superficial, o profundo e o invisível, e possuem uma
qualidade nata para ensinar.
Além desses dons, ainda possuem facilidade de entender e desenvolver
processos de magia, entendida como manipulação de energias.
Devem praticar espiritualidade, são místicos, esotéricos, supersticiosos e
intuitivos independente de reconhecerem essas questões.
Considere também todas as características da VN 4.

• Negativo
Por possuir sabedoria acima da média, não podem e não devem tornar-se
arrogantes.
A humildade é característica fundamental da sabedoria. Saiba utilizar a magia
de maneira correta e produtiva. Baseada sempre em respeito humano.
E lembre-se: fazer magia qualquer pessoa faz, o importante é saber
dimensionar seu grau de alcance; e saber desfazê-la em caso de engano.

• Orientação
Saber ensinar tem mais mérito do que apenas possuir o conhecimento.
Quando temos conhecimento e não nos dedicamos a transmiti-lo, ele fica
restrito somente a nós. E seus frutos serão insuficientes.
O verdadeiro valor da sabedoria é justamente a frutificação e, para isso
acontecer, saber ensinar é fundamental e, além disso, é a qualidade que
identifica o verdadeiro mestre.
No tocante à magia, ela poderá ser construtiva ou destrutiva, positiva ou
negativa.
Pela Lei Universal de causa e efeito, você decidirá como quer o retorno para si
mesmo, se de forma positiva ou negativa; a maneira como você utilizar esse
poder mágico é que determinará o seu êxito ou a sua derrota no futuro.

15
Espiritualidade
Observando as descrições/interpretações dos números pudemos verificar que
alguns números apresentam a questão de:
Devem praticar espiritualidade, são místicos, esotéricos, supersticiosos e
intuitivos independente de reconhecerem essas questões.

Os números 7, 9, 11 e 22 apresentam a questão da prática de espiritualidade.


A pessoa quando tiver, um ou mais desses números no seu mapa, somente
conseguirá manter sua vida equilibrada, com conquistas e evolução se praticar
a espiritualidade.
A ausência da prática de espiritualidade, ou somente a prática de religiões que
não apresentam autoconhecimento, não será suficiente para manter a vida da
pessoa equilibrada.

A seguir as informações sobre a prática de espiritualidade.

Conceitos da prática espiritual


Espiritualidade
É a prática de conceitos religiosos, filosóficos ou esotéricos que patrocinem o
autoconhecimento e, consequentemente, produzam uma maneira diferente de
encarar a si próprio, o seu próximo e os fatos da vida.

A prática correta de espiritualidade proporciona uma nova visão da vida e dos


fatos desta, focalizando a visão além dos processos habitualmente utilizados.
O SER que pratica os conceitos de espiritualidade transforma-se a ponto de
visualizar os processos de reciclagem, mudanças e alterações na vida, sem
que com isso, desenvolva qualquer sentimento de perda ou sofrimento.
A prática espiritual exige, fundamentalmente, transformação interna do sentir e
a transformação externa do agir.
Basicamente, a prática de espiritualidade exige o conhecimento, o respeito e a
defesa dos direitos próprios e alheios.
A espiritualidade poderá ser praticada em grupos ou isoladamente conforme
indicações no MAPA de cada pessoa, com prática efetiva ou através da leitura.
Não existe prática espiritual sem reformulação íntima e exteriorizada.

Opções para praticar a Espiritualidade


• Religiões Convencionais – que patrocinem, exclusivamente, o
desenvolvimento de seus adeptos através do autoconhecimento. As religiões
consideradas sérias não solicitam nenhuma contribuição financeira de seus
adeptos.
• Seitas Filosóficas – exemplos: Espiritismo, Budismo, Gnose, Teosofia,
Rosa Cruz, Judaísmo, Maçonaria, Seicho-no-ie, Cabala e outras.
• Ciências da área esotérica – exemplos: Astrologia, Numerologia, Tarô,
Cromoterapia, Radiestesia e outras.
Não são consideradas como prática espiritual
• Caridade: é obrigação de todo ser humano, independente do Mapa.
• Procedimentos religiosos, filosóficos ou esotéricos de caráter externo.
Exemplo: santos, duendes, gnomos, pedras, velas, etc. quando praticados
somente nessa condição.

16
A espiritualidade de cada vibração numérica
Vibração Numérica 7
Deverá desenvolver a espiritualidade através de leitura, reflexão, descobertas e
praticar em alguma das opções. Tenderá a ser uma prática espiritual racional,
porém, sensitiva. Valorizando a sensibilidade e a intuição. A ausência da
sensibilidade, ou seja, o uso excessivo da racionalidade atrapalha a prática
saudável da espiritualidade e limita as descobertas e o desenvolvimento
evolutivo. Essa sensibilidade, em Numerologia, é chamada de intuição.
Deverá ler, frequentar cursos, pesquisar, refletir e analisar.
Deve reciclar energias em si para manter o equilíbrio mental e físico.

Vibração Numérica 9
Solicita prática espiritual conforme a VN 7, e mais a ajuda e o amparo ao
próximo. Essa ajuda poderá ser orientativa, financeira ou através do desejo.
Não é o portador de 9 que escolhe o tipo de ajuda. Ele deverá auxiliar seu
próximo conforme a necessidade deste. O portador da Vibração Numérica 9 irá
atrair durante toda a vida pessoas necessitadas, justamente para que possa
auxilia-las indistintamente.
Nota: A doação e ajuda ao próximo da Vibração Numérica 9 não tem valor
quando praticado somente para as pessoas que ama ou considera. É fácil e
cômodo doar e amparar a quem se ama. O portador de 9 deverá doar e ajudar
indistintamente. Não há mérito ou valor na doação com recursos alheios.
Deve reciclar energias em si para manter o equilíbrio mental e físico.

Vibração Numérica 11
Prática espiritual conforme a VN 7, porém, valorizando sua intuição
profundamente desenvolvida. É um grande reciclador de energias. Possui a
facilidade de retirar as energias desgastadas e substituí-las por energias
revigoradas, independentemente de sua vontade ou conhecimento. Através
desse processo reciclador possui a faculdade de auxiliar as pessoas a
conquistarem aquilo que desejam na vida, através da força de vontade e do
seu desejo ampliado. Deve dedicar-se ao aprendizado e ao desenvolvimento
desses recursos energéticos que possui.

Vibração Numérica 22
Prática espiritual conforme a VN 7, acrescida da leitura e do ensinamento. O
portador dessa Vibração Numérica deverá dedicar-se ao seu aprimoramento
espiritual para poder assim, orientar e ensinar as pessoas que circulam pela
sua vida. Quando se recusa a ensinar ou a desenvolver-se espiritualmente,
estará afastando-se das conquistas materiais. O portador dessa Vibração
Numérica somente terá sucesso no campo material quando dedicar-se ao seu
desenvolvimento de todos os seus conhecimentos e suas experiências de vida
Deve reciclar energias em si para manter o equilíbrio mental e físico.

Opções para aprender a reciclar energias


Numerologia: curso de Equilíbrio Interior. Ensina a aplicar em si e em
ambientes presencial e a distância.
Espiritualidade: passe.
Energias: reiki, johrei, cromoterapia e radiestesia.

17
Consequências de não praticar espiritualidade se houver no mapa da
pessoa número de espiritualidade
O potencial humano caracterizado como prática de espiritualidade e que
representa o caminho mais rápido a evolução e, portanto, a segurança nas
conquistas em geral é regido por 4 vibrações numéricas 7, 9, 11 e 22.
Essas vibrações numéricas além de representarem características evolutivas
humanas são dotadas também de outro atributo chamado de intuição.
A intuição é definida como um sentir ampliado. O portador dessa condição
sente os fatos da vida e seus semelhantes de maneira mais intensa do que as
demais pessoas que não possuem essas vibrações numéricas.
Além da condição do sentir ampliado são também portadoras da faculdade de
reciclar energias. Que representa a facilidade em absorver, emitir e transformar
energias.
A condição da intuição e a faculdade de reciclador de energias nascem com a
pessoa e independem de sua crença ou atividade religiosa ou da ausência de
religiosidade.
Permanecem em atividade constante na vida da pessoa e funcionam em todas
as áreas de suas atividades e independente de sua vontade, ou de seu
conhecimento ou de sua crença nessas questões.
No entanto, o equilíbrio dessa condição e dessa faculdade somente acontece
se a pessoa tiver uma prática espiritual adequada e constante.
Na ausência de prática espiritual ou na prática espiritual insuficiente a intuição
e o reciclador de energias funcionam de maneira descontrolada e nefasta.
Proporcionando na vida de seu portador e das demais pessoas de seu convívio
acentuados desencontros com consequentes desequilíbrios e perdas não
previstos na vida humana.

Definição de prática espiritual adequada


Aquela que proporcione condições de entendimento e controle da intuição e
reciclagem de energias.
Bem como, o autoconhecimento com consequente transformação interior.
• Definição de prática espiritual insuficiente:
Aquela contrária a definição de prática espiritual adequada ou que implanta em
seus adeptos somente condições externas de religiosidades tais como: rezas,
veneração a imagens, comparecimento obrigatório em eventos religiosos...
Pessoas que têm a condição de intuição e a faculdade de recicladores de
energias e não praticam espiritualidade adequada quando do convívio diário
com as demais pessoas de seu relacionamento familiar, ou profissional ou de
amizades acabam por contaminar o campo vibracional dessas pessoas
atrapalhando as suas conquistas, o equilíbrio e consequentemente a sua
evolução.
E essa condição nefasta, de atrapalhar a vida de pessoas de seu convívio,
ocorre independentemente do desejo do portador dessa condição e faculdade.
• Recomenda-se às pessoas que convivem com pessoa intuitiva e recicladora
de energias e que não praticam espiritualidade corretamente implantem os
seguintes hábitos:
- Não dormir no mesmo ambiente físico. Ou se dormir que seja com barreira
física dividindo as camas.

18
- Não permanecer mais que 4h seguidas na companhia dessa pessoa. E se
precisar permanecer que interrompam a partir da 3ª hora e por no mínimo 9
minutos seguidos.
- Não comentem sobre seus anseios, sonhos e planos.
- E que reciclem suas energias, no mínimo, de 4 em 4h e, também, dos
ambientes que esteja com essa pessoa.

O MAPA NUMEROLÓGICO NATAL – MNN

Definição
O que representa o Mapa Numerológico Natal
1 - O Mapa Numerológico Natal é encarado como uma proposta evolutiva
acertada entre o portador do mapa e a Divindade, respeitando-se,
incondicionalmente, o livre arbítrio.

2 - Não existe mapa melhor ou pior, nem mais fácil ou mais difícil. Muito menos
mapa perfeito ou imperfeito. Todos os mapas são propostas de evolução
aprovadas pela Divindade. Se houve aprovação, é porque todos os mapas são
belos e perfeitos como a Divindade.

3 - Conhecendo os números que compõem o seu mapa, a pessoa deve


viver/praticar esses números para o cumprimento da proposta evolutiva
humana que ela acertou com a Divindade.

4 - Não existe coincidência. Os fatos na vida da pessoa acontecem com


objetivos precisos conforme as energias dos números em seu mapa.

5 - Para qualquer situação ou problema apresentado, a solução está no mapa


da pessoa.

O que é necessário para calcular o MNN (Mapa Numerológico Natal).


Somente o nome da 1ª certidão de nascimento e a data do nascimento,
independente, da data do registro.

∆ Nome: Como calcular e descobrir as vibrações numéricas do nome.


O nome que usamos em Numerologia é aquele que consta na primeira
Certidão de Nascimento como estiver escrito. Não importa o nome que a
pessoa use, ou a variação deste, ou se ela casou e adotou outro sobrenome.
Importa-nos o nome que consta na primeira Certidão de Nascimento.
Para calcular o nome, utilizar a tabela abaixo:

TABELA PITAGÓRICA
1 2 3 4 5 6 7 8 9
A B C D E F G H I
J K L M N O P Q R
S T U V W X Y Z

19
Exemplo de soma do nome de nascimento. Parte superior do nome valores das
vogais. E na inferior os valores das consoantes.

4 = soma final das vogais


22
6 5 1 9 1
JOSÉ DA SILVA
1 1 4 1 34
14
5 = soma final das consoantes
Atenção: Reduza cada nome a 1 dígito para depois somá-los, conforme
exemplo.

• MOTIVAÇÃO: É igual à soma das VOGAIS: MO.

• EU ÍNTIMO: É igual à soma das CONSOANTES: EU.

• EXPRESSÃO: É igual à soma das vogais + as consoantes: EX.

Nota Importante:
Quando estiver somando e o resultado der 11 ou 22 no final da soma
NÃO reduza esses números para 2 e 4, respectivamente, seja no nome ou na
data de nascimento.

∆ Data: Como calcular as vibrações da data de nascimento.


Atenção: é válida a data do nascimento independente da data do registro.
• Some o DIA DE NASCIMENTO, reduzindo-o a um só dígito.
• Some o MÊS DE NASCIMENTO, reduzindo-o a um só dígito.
• Some o ANO DE NASCIMENTO, reduzindo-o a um só dígito.

Exemplo de redução da data do nascimento:


20 - 05 - 1966
2 5 22
2 5 4
11

Atenção: para a soma do ano de nascimento, temos o hábito de abreviar o ano


em apenas dois números. Exemplo: 1996 escrevemos apenas 96. Para a
Numerologia, têm de ser escritos e somados todos os dígitos do ano. 1996 é
igual a 1 + 9 + 9 + 6 = 25 = 2 + 5 = 7.
Cuidado, pois, se colocarmos somente dois dígitos, a soma dará outro
resultado.
Caminho do Destino: é a soma da data do nascimento. CD.

• Ciclos da Vida
Em Numerologia, temos 3 ciclos de vida:
• 1º Ciclo = a soma do mês: do nascimento aos 28 anos. C1.
• 2º Ciclo = a soma do dia: dos 29 aos 56 anos. C2.
• 3º Ciclo = a soma do ano: após os 56 anos. C3.

20
• Desafios na Vida
Temos na vida 3 desafios:
1. 1º Desafio Menor = a soma do dia menos a soma do mês ou vice-versa: do
nascimento aos 28 anos. D1.
2. 2º Desafio Menor = a soma do mês menos a soma do ano ou vice-versa: dos
29 aos 56 anos. D2.
3. Desafio Maior = D1 menos D2 ou vice-versa: por toda a vida. DM.

• Realizações
Temos na vida 4 realizações:
• 1a Realização = a soma do dia mais a soma do mês. R1.
• 2a Realização = a soma do dia mais a soma do ano. R2.
• 3a Realização = a soma da R1 mais a R2. R3.
• 4a Realização = a soma do mês mais a soma do ano. R4.

•Como encontrar as idades de início e término das Realizações


- 1ª Realização inicia-se no nascimento. O término ocorre na idade calculada
segundo instruções a seguir.
Para saber o término da 1a Realização, subtrair de 36 o número do CAMINHO
DO DESTINO (CD). O valor encontrado é a idade final da 1a Realização.
- 2a Realização: some 1 ano ao término da 1a e some mais 9, para encontrar o
final da 2a.
- 3a Realização: some 1 ano ao término da 2a e some mais 9, que terá o final
da 3a.
- 4a Realização: do término da 3a até o final da vida.
Exemplo de idades das realizações para a pessoa com CD 3.
R1 = 36 – 3 = 33: Do nascimento aos 33 anos
R2: dos 34 aos 43 anos
R3: dos 44 aos 53 anos
R4: acima dos 53 anos

• Ano Pessoal: Como Calcular a Vibração do Ano Pessoal - AP


É a soma do dia de nascimento mais a soma do mês de nascimento mais o
ano de interesse. Esse é o cálculo para encontrar a vibração do Ano pessoal.
Exemplo: Queremos saber a vibração do Ano Pessoal, para 1996, de pessoa
que nasceu em 08 de fevereiro.
Soma do dia: 8
Soma do mês: 2
Soma do ano interesse: 7 (1 + 9 + 9 + 6 = 25 = 2 + 5 = 7)
Total: 17
17 é igual a 1 + 7 = 8
Portanto, para essa pessoa o seu Ano Pessoal para 1996 é 8, que vai de
08/02/1996 a 08/02/1997.
Atenção: o Ano Pessoal é considerado de aniversário a aniversário. E não de
janeiro a dezembro, como no ano convencional.
A Energia do Ano Pessoal muda exatamente no dia do aniversário e no horário
em que a pessoa nasceu.

21
O que o mapa representa
Representatividade e Definição dos Itens do Mapa Numerológico Natal

• Representatividade e Definição do Nome


Com a transformação do nome em vibrações numéricas, obtemos três itens:
MOTIVACAO - EU INTIMO - EXPRESSAO
Em Numerologia esse trio representa a PERSONALIDADE, estudada em três
níveis:

Motivação - MO
Como o próprio nome indica, Motivação origina-se da palavra motivar, que
significa impulso, razão de, motivo pelo qual. Assim a Motivação representa
QUEM A PESSOA É.
A motivação encontra-se em um nível muito profundo de nossa personalidade,
a ponto de algumas pessoas chegarem a desconhecê-la, ou terem ideia parcial
de sua existência.

Eu Íntimo - EU
Representa os sonhos de cada um de nós. Nesse campo da personalidade,
encontram- se os desejos e fantasias. É O QUE A PESSOA QUER NA VIDA.

Expressão - EX
É a maneira de expressar-se. A expressão representa o modo pelo qual nos
relacionamos com o mundo. Esse item é de caráter exclusivamente externo. É
O QUE A PESSOA DEMONSTRA SER.

Aqueles que nos conhecem superficialmente – as pessoas que compõem o


nosso relacionamento social – só conhecem a nossa expressão. Aqueles que
nos conhecem melhor têm acesso também ao nosso Eu Íntimo: são as
pessoas que consideramos nossos amigos.
Os que realmente nos conhecem como somos conhecem a nossa Motivação:
são nossos pais ou as relações afetivas duradouras.

Conclusão:
Em Numerologia, através do nome, estudamos e conhecemos a personalidade
de cada pessoa de maneira profunda, abrangente e completa.
Quando conseguimos entender a personalidade de cada pessoa nesses três
itens, é que passamos a respeitar e compreender suas facilidades e
dificuldades.

• Representatividade e definição da Data do Nascimento


Pelo estudo da data de nascimento, conseguimos elaborar e interpretar os
demais dados do Mapa Numerológico Natal.
De todos os aspectos que compõem o Mapa Numerológico Natal, o mais
importante é o Caminho do Destino.

Definições:
CAMINHO DO DESTINO - CD
São os fatos que temos de enfrentar na vida. É o destino. É o caminho para
trilhar na vida, o percurso que deve ser seguido rumo à evolução. O Caminho

22
do Destino é fixo, imutável, intransferível e não flexível, porém, com exaltações
ou abrandamentos, dependendo sempre de nós, de como estamos evoluindo
em nossa existência. A evolução favorece a exaltação das facilidades e o
abrandamento das dificuldades. Por outro lado, a resistência em aceitar os
fatos inevitáveis do destino exalta as dificuldades e diminui as facilidades. É o
que você veio fazer aqui.
Como vemos, sábio foi o poeta que disse:
“Depende de nós, se esse mundo ainda tem jeito...”

CICLOS DA VIDA – C1 – C2 – C3
Os ciclos da vida são três e acontecem em idades pré-estabelecidas e fixas.
CICLOS – NOMES - IDADES
1o Ciclo Formativo Do nascimento aos 28 anos
2o Ciclo (e o mais importante) Produtivo Dos 29 aos 56 anos
3o Ciclo Colheita Acima dos 56 anos

1º Ciclo – Formativo – C1
Representa o período de formação da nossa vida, a construção da
personalidade e o relacionamento com os membros da família. Portanto, nele
estão contidos o nascimento, a infância, a adolescência e o início da idade
adulta, com todos os resultados peculiares desse período.

2º Ciclo – Produtivo – C2
Depois da formação no Ciclo 1, a estrutura pronta, é o momento de produzir,
fazer acontecer. Este é o ciclo mais importante da vida, no qual iremos, ou não,
deixar ao mundo alguma coisa. É o período de arar a terra e efetuar o plantio.
Nele está contido o aprofundamento das experiências da vida; a descoberta de
nossas fragilidades e potencialidades; a descoberta do mundo e das pessoas
como seres individuais; a visão mais ampla dos fatos e acontecimentos da
vida. Ou seja, neste ciclo amadurecemos como seres humanos, criamos a
nossa consciência.

3º Ciclo – Colheita – C3
É o período em que iremos colher os frutos do que plantamos e fizemos
germinar.
É neste ciclo que temos de volta tudo aquilo que desenvolvemos nos dois
ciclos anteriores e também do que não desenvolvemos. Ou seja, a colheita
poderá ser favorável ou incômoda. A pessoa vai colher conforme ela produziu e
irá produzir conforme foi formada. Qualquer erro ou distorção na formação que
não for corrigido pela pessoa irá comprometer a produção e a colheita.

DESAFIOS NA VIDA – D1 – D2 - DM
Os Desafios na Vida são três e também acontecem em idades
preestabelecidas e fixas. Acompanham os ciclos da vida.

DESAFIOS - NOMES - IDADES


1o Desafio Menor – D1 - Do nascimento aos 28 anos
2o Desafio Menor – D2 - Dos 29 aos 56 anos
Desafio Maior – DM - Do nascimento até o último instante (e o mais
importante).

23
Os desafios são momentos de aprendizado. Não escolhemos e nem temos
condições de alterar os nossos desafios. Na verdade, os desafios são lições
que temos de aprender.
Os desafios nada mais são que aprendizados. São imutáveis e inflexíveis. Não
estão sujeitos à nossa vontade.
Dos três, o mais importante é o DESAFIO MAIOR, que nos acompanha, do
nascimento até o último momento de nossa vida.
A única maneira pela qual podemos abrandar a intensidade do desafio é viver
intensa e conscientemente as suas características.

REALIZAÇÕES NA VIDA - R1, R2, R3 e R4


São quatro as realizações, e acontecem em diferentes períodos de vida para
cada pessoa.
As realizações são momentos positivos, de pura conquista. Seria como dizer
que são presentes que a vida nos dá. É somente a vibração positiva do
número. São momentos exclusivos de construção, crescimento e conquista.
Por isso, devemos aproveitar ao máximo as vibrações de nossa realização.
As energias das realizações são exclusivamente positivas, não há dificuldades
a enfrentar.

ANO PESSOAL - AP
À medida que vamos vivendo, os anos vão passando. Em cada ano, temos
vibrações exclusivas para vivenciar. As vibrações do Ano Pessoal representam
o que iremos enfrentar naquele período.
Os anos pessoais têm vibrações de 1 a 9, 11 e 22, como os números
estudados pela Numerologia – o que equivale a dizer que, de 9 em 9 anos,
terminamos um período e iniciamos outro novo em nossa vida.
As vibrações do Ano Pessoal favorecem ou impedem determinadas atitudes.
Daí a importância de saber antecipadamente, através das Previsões Anuais, o
que nos espera no nosso Ano Pessoal. Por isso, esse item aparece na leitura
do Mapa Numerológico Natal.
Como encontrar o período dos Anos Pessoais.
O período dos Anos Pessoais não é o mesmo do calendário. Ou seja, não vai
de 1º de janeiro a 31 de dezembro. O período do Ano Pessoal é de
ANIVERSÁRIO a ANIVERSÁRIO.
Exemplo:
Qual é o período do Ano pessoal de quem nasceu dia 6 de setembro, para o
ano de 2002?
O Ano Pessoal dessa pessoa é 1, cujo período é de 06 de setembro 2002 a 6
de setembro de 2003. Exatamente no horário em que ela nasceu, no dia de seu
aniversário, é que MUDA a energia do Ano Pessoal.

Vamos conhecer a seguir um mapa Numerológico natal completo que foi


calculado pelo nosso Software Mapa.

24
Esse software calcula o mapa inteiro sem necessidade de cálculos manuais.
Para saber sobre o software acesse: www.omeutempo.com.br

A INTERPRETAÇÃO DO MAPA NUMEROLÓGICO

A interpretação completa do mapa requer conhecimentos profundos e amplos


da Numerologia Pitagórica. Conhecimentos esses que ensinamos em nossos
cursos. Informações sobre os demais cursos acesse:
www.cursodenumerologia.com.br

Apresentamos a seguir algumas interpretações e conceitos que compõe o


autoconhecimento através da Numerologia Pitagórica. E que devem ser
utilizados para você interpretar o seu mapa.

INTERPRETAÇÕES

1ª INTERPRETAÇÃO – O NOSSO MAPA ATUAL


O Mapa atual, mapa que temos hoje, é o reflexo dos Mapas passados e, ao
mesmo tempo, será a base para Mapas futuros.
Tenha em mente este processo: o Mapa atual está atrelado ao passado e ao
futuro. Portanto, faz parte de um processo evolutivo cósmico.
As orientações que forem transmitidas a uma pessoa sobre seu mapa atual
estarão interferindo nesse processo, que envolve a sua jornada Cósmica.
Baseando-se nessa interpretação encontramos a importância de viver
positivamente o nosso mapa atual.
Para o ser humano que escolher, através do livre arbítrio, não viver o seu mapa
atual, essa escolha, estará interferindo em sua evolução como Ser Cósmico. E,
não somente em sua vida atual.

25
Olhando para o seu mapa e fixando seu olhar nos números você poderá sentir
que tudo que estiver previsto de você viver, conforme interpretado no seu
mapa, tem a ver com os seus anseios, vontades, necessidades e,
principalmente, com algo muito maior do que apenas e somente a sua vida
atual.

2ª INTERPRETAÇÃO – AS AUSÊNCIAS - AUS


• Definição
Ausências - AUS é o número que não aparecer no mapa.
• Conceito
Os números ausentes do mapa, a pessoa não deve praticá-los. Não estão
previstos de serem vividos pela pessoa.
• Considerar ausentes somente os números de 1 a 9. Não há ausência dos
números 11 e 22.
• Como encontrar no mapa as ausências:
Considere todos os números do mapa – exceto o AP – e verifique quais
números encontrou. Os números que não foram encontrados no mapa são as
Ausências. E as características desses números ausentes não devem ser
praticadas/vividas pela pessoa.

Veja no mapa acima, que foi calculado pelo software, ele tem ausência dos
números: 2 – 5 e 9.
Sendo assim, esses números não devem ser praticados/vividos.

Há pessoas que, erroneamente, tentam praticar as suas ausências.


Essa tentativa – de praticar as ausências – proporciona consideráveis e
acentuados desencontros e desequilíbrios não previstos na vida.
Razões pelas quais as pessoas tentam praticar as suas ausências.

• Por força da criação


Pais e familiares, no processo de criação, impuseram comportamentos que
correspondem as características do número ausente no mapa do filho. E a
pessoa, devido a essa imposição familiar, tenta praticar/viver um número que é
ausente no seu mapa.
10% das pessoas tenta praticar as suas ausências por força da criação.

• Por ter tido dificuldades/perdas marcantes


A pessoa em sua vida teve alguma perda marcante, geralmente no financeiro
e, após a perda, entende que a razão dessa perda seria a falta de praticar
determinado comportamento. E, assim, numa tentativa de não ter mais perdas
decide praticar esse comportamento.
Por falta de orientação e autoconhecimento esse determinado comportamento
nada teve a ver com a perda que a pessoa teve na vida.
E assim, tenta praticar algum número que é ausente no seu mapa tentando
evitar de ter outras perdas.
20% das pessoas tenta praticar as suas ausências por perda que teve na vida.

26
• Por exigência da prática afetiva
Assustadoramente, um índice muito alto, de pessoas tenta praticar o número
ausente no seu mapa por exigência da pessoa da prática afetiva.
O parceiro ou a parceira afetiva cobra comportamentos e atitudes que são
características do número que é ausente no mapa da parceira e ou parceiro
afetivo.
A pessoa, que está sendo cobrada, tenta implantar/praticar os comportamentos
que estão sendo solicitados e, assim, tenta praticar o número que é ausente no
seu mapa.
70% das pessoas tenta praticar as suas ausências por cobranças da parceria
afetiva.

Importante reiterar:
Essa tentativa – de praticar as ausências – proporciona consideráveis e
acentuados desencontros e desequilíbrios não previstos na vida.

Exceção sobre as ausências.


1 - Desafio com Zero - veja o mapa que foi calculado pelo software – há o
Desafio com Zero no D2.
2 - A pessoa que tiver desafio com Zero, na idade desse desafio, deverá
praticar as suas ausências. Será a prática mais difícil e desconfortável que
conhecemos na Numerologia Pitagórica.
3 – Na idade do desafio com Zero a pessoa terá uma vida movimentada,
atribulada e agitada.
Deverá aceitar a movimentação, a atribulação e a agitação aproveitando esses
fatos, vivências e aprendizados para produzirem expansão em sua vida.
Quanto mais reclamar – das dificuldades, da movimentação e da agitação – e
ou pedir ajuda, mais difícil será a sua vida.
4 – Na idade do desafio com Zero a pessoa poderá ter todas as conquistas que
desejar. Desde que, esteja vivendo o seu mapa somente na polaridade
positiva.
5 – Idades dos desafios com Zero:
No D1: do nascimento aos 28 anos.
No D2: dos 29 aos 56 anos.
No DM ou os três desafios com Zero: durante toda a vida.

3ª INTERPRETAÇÃO – VIBRAÇÃO DA EXPRESSÃO – EX


1 – O número no mapa que estiver na posição do EX – expressão – indica
como a pessoa deve se comunicar.
2 – A pessoa que se comunica adequadamente, conforme o seu número no
EX, atrai em sua vida pessoas que manterão com ela relações de identificação.
E com possibilidade de durabilidade.
3 - A pessoa que se comunica inadequadamente, não utilizando o seu número
no EX, atrai em sua vida pessoas que não conseguirão manter relação
equilibrada e ou duradoura. Mesmo que incialmente poderá ter havido certa
identificação.
4 – Para interpretar o número do EX, ou seja, como a pessoa deve se
comunicar utilize a tabela a seguir:

27
Tabela para a interpretação do EX

EX com Deve falar pouco com Deve evitar expressar


1 ou 4 ou 7 ou 8 ou 22 objetividade e clareza. frieza ao falar.
Deve mais ouvir do que A frieza é expressada
falar. quando utilizar
demasiadamente o
racional
EX com São os bons falantes. Deve evitar de falar
3 ou 5 ou 9 Deve se comunicar com muito e impedir pessoas
as pessoas. de falarem. Bem como,
Conversando, opinando evitar de interromper a
e comentando. fala de outras pessoas
Deve mais falar do que para poder falar.
ouvir.
EX com Deve falar devagar. Deve evitar de ser
2 ou 6 ou 11 Com calma e confuso e dispersivo ao
pausadamente. falar.
A confusão e a
dispersão surgem
quando a pessoa
resolve dar exemplos e
ou contar histórias
sobre si ou sobre a sua
vida.

4ª INTERPRETAÇÃO – A PIRÂMIDE DO SEU MAPA


1 – A pirâmide do mapa é composta pelos 3 números fixos, fortes e
importantes do Mapa. Que são:
CD – MO – DM. Nessa ordem de força e importância.
2 - Ao interpretar a Pirâmide, estará sendo interpretado 50% do mapa. E,
consequentemente, 50% dos potenciais da pessoa.
3 – Tudo que acontecer na vida da pessoa, em quaisquer áreas de sua vida,
estará relacionado aos números que compõe a pirâmide do seu mapa.
4 – Como conhecer a pirâmide do seu mapa:
Desenhe um triângulo e na parte superior coloque o número que estiver no CD.
Do lado direito coloque o número que estiver na MO.
E, do lado esquerdo, coloque o número que estiver no DM.

CD

DM MO

28
5 – Frases para interpretar a pirâmide:
CD = Eu devo fazer isso em minha vida...
MO = Eu devo ser assim/agir assim...
DM = Eu devo aprender com dificuldade e desconforto a...

6 – Como interpretar os números que estão na pirâmide:


Utilize as frases acima;
Considere as interpretações dos números apresentadas anteriormente;
Interpretando somente o positivo e a orientação;
E, mantendo o alerta ligado, para não praticar o negativo.

7 - Cuidados na interpretação
- Espiritualidade
Se você tiver os números 7 ou 9 ou 11 ou 22 não esqueça de incluir nas
interpretações as questões da prática de espiritualidade e a reciclagem de
energias.
- Se você tiver o número 11 deverá interpretar com 2 e 11.
- Se você tiver o número 22 deverá interpretar com 4 e 22.

8 – Não esqueça!
Ao praticar/viver a Pirâmide do seu mapa você conquistará 50% do que está
previsto em sua vida.
Tudo que acontecer na sua vida, em quaisquer áreas de sua vida, estará
relacionado aos números que compõe a sua pirâmide.

5ª INTERPRETAÇÃO – COMO O SER HUMANO RELACIONA-SE COM AS


VIBRAÇÕES NUMÉRICAS - VNS - DO SEU MAPA NUMEROLÓGICO
NATAL.

Vamos conhecer, com essa interpretação, as Oscilações que o ser humano


inventou para viver os números do seu mapa.

Após conhecer essas Oscilações você deveria verificar se não está praticando
os números do seu mapa com essas Oscilações.
Se estiver, deveria mudar esse comportamento e substituir pelo uso na
polaridade positiva.

A pessoa nasce com o seu mapa Numerológico 100% no positivo. Justamente


para ter uma vida com equilíbrio, conquistas e evolução.
Como vimos anteriormente as influências de familiares e demais pessoas
proporcionam a utilização dos números numa outra condição – oscilações - que
não seja a positiva. E, também, pelo livre arbítrio da pessoa.

Estima-se que:
• 70% da população utiliza os números do seu mapa no Parcial, ou na
Extrapolação ou no Bloqueio, que é caracterizado como Oscilação.
• 10% da população utiliza os números do seu mapa na polaridade Negativa.
• 20% utiliza os números do seu mapa na polaridade Positiva.

29
Acredita-se que:
1 - A permanência do ser humano no planeta Terra esteja justificada devido ao
fato de, aproximadamente, 70% da população oscilar durante a vida o uso de
seus números no mapa.
2 - Se, o percentual de uso na polaridade Negativa, ultrapassar os 40% não
haveria razão para a permanência da raça humana no planeta Terra.
Até por que, ao alcançar esse índice, o ser humano desenvolveria a
Autodestruição por não suportar conviver com o desequilíbrio generalizado ao
seu redor.

A oscilação:
Conforme os acontecimentos que a pessoa vive em sua vida, no momento de
agir e ou de reagir a esses acontecimentos poderá desenvolver a oscilação.
A oscilação retira o número da polaridade positiva e o encaminha para a
oscilação, que poderá atingir a polaridade negativa.
A oscilação coloca em risco as conquistas que a pessoa tiver e o equilíbrio
interior e de sua vida em geral.
Geralmente quando, a pessoa oscila em seus números, é por que o
comportamento que implantou foi incorreto, quando agiu e ou reagiu a
determinada situação em sua vida.

Veja a seguir os fatos, procedimentos e sentimentos que proporcionam a


oscilação que poderá chegar a polaridade negativa do mapa.

● Fatos, procedimentos e sentimentos que proporcionam o caminho para sair


da polaridade positiva e chegar a oscilação e a polaridade negativa.
1 - Sentimento de vingança, ódio, indignação, revolta, mágoa, depressão,
angústia, inveja e egoísmo.
2 – Pronunciamentos por quaisquer meios de comunicação e ou pensamentos
que produzam dor, desconforto, vergonha, humilhação e constrangimento ao
semelhante.
3 - Acusar ou julgar o semelhante.
4 - Adquirir bens materiais ou intelectuais que não sejam de sua posse ou
criação, sem o devido pagamento.
5 - Interferir ou impedir, proporcionar desencontros, planejar incidentes ou
produzir desequilíbrios na prática afetiva/familiar alheia com interesses
pessoais.
6 - Praticar a discriminação racial, sexual, cultural, econômica, social, espiritual
ou de alguma limitação no corpo físico ou no corpo mental.
Exemplos de discriminações:
6.1 - Racial – acreditar em superioridade ou inferioridade de raças.
6.2 - Sexual – julgar, apontar, excluir ou agredir pessoas com opções e práticas
sexuais diferentes daquelas estipuladas pelas regras vigentes.
6.3 - Cultural – acreditar que o conhecimento define a evolução da pessoa.
6.4 - Econômica – separar pessoas em atividades conforme sua classe social.
Presentear pessoas conforme sua classe social.
6.5 - Social – discriminar, julgar, agredir pessoas que tenham cometido delitos.
6.6 - Espiritual – acreditar que sua verdade religiosa ou espiritual é a verdade
única; ou a única opção. Julgar ou acusar a prática religiosa ou espiritual
alheia.

30
6.7 - Limitação – Separar, excluir, limitar, impedir ou desenvolver sentimento de
pena ou dó em relação às pessoas que apresentem alguma limitação física ou
mental.
7 - Desenvolver atitudes ou comportamentos que favoreçam a si próprio, a
familiares ou a amigos e que prejudiquem outras pessoas.
Exemplos:
7.1 - Passar familiares ou amigos na frente de pessoas que estão à espera de
atendimento.
7.2 - Não obedecer à ordem de chegada em ambientes públicos.
7.3 - Favorecer familiares, amigos ou pessoas de acordos pessoais no
atendimento, solução ou esclarecimento em qualquer atividade humana.
8- Não ser incondicionalmente fiel aos conceitos, recursos e orientações no
exercício da profissão que desenvolve.
9 - Não praticar a honestidade, o respeito humano e a dignidade
incondicionalmente.

Veja a seguir as tabelas com as interpretações do Positivo, Negativo, Parcial,


Extrapolação e Bloqueio.

1 - Uso na polaridade Positiva. Única prevista do ser humano praticar.


Proporciona equilíbrio, conquistas, evolução e satisfação. Única polaridade
prevista para utilização pela raça humana.
No Positivo da VN a pessoa apresenta as seguintes características:
VN 1 - Atua com valentia, ousadia, autoconfiança e independência.
VN 2 - Atua com flexibilidade, paciência e colaboração. Mantendo uniões.
VN 3 - É belo fisicamente. Aprecia as várias formas de expressão da beleza.
Não apresenta dificuldades de comunicação. É artístico e criativo.
VN 4 - Atua com segurança e estabilidade. Mantém a vida com procedimentos
estruturados. Organiza-se com facilidade.
VN 5 - Atua com leveza e desprendimento. Age com ousadia, liberdade e
coragem.
VN 6 - Atua com harmonia e suavidade. Apresenta calma e prioriza o
entendimento.
Contempla o lar e gosta de falar sobre ele.
VN 7 - Atua praticando os conceitos de espiritualidade em todas as áreas da
vida, independente de seus interesses ou desejos. É intelectual, com
acentuada cultura diversificada. É refinado e exigente sem extrapolar.
VN 8 - Atua com justiça e retidão em relação a seus interesses e aos direitos
alheios. É claro e objetivo. Visualiza acentuadas conquistas materiais.
VN 9 - Atua praticando os conceitos de espiritualidade em todas as áreas da
vida, independente de seus interesses ou desejos. Pratica a ajuda e o amparo
ao próximo indistintamente, envolvendo-se com pessoas necessitadas e sente-
se bem ao ajudá-las. Não apresenta nenhuma necessidade de retorno pela
ajuda desenvolvida.
VN 11 - As mesmas características da VN 2 acrescida de acentuada intuição e
prática de espiritualidade, com utilização das mãos para processos de
reciclagem de energias.
VN 22 - As mesmas características da VN 4 acrescida de prática espiritual,
dedicação e paciência ao ensinar as pessoas. Não omite nenhuma informação,
experiência e descoberta que tenha feito em sua vida.

31
2 - Uso na polaridade Negativa
Ocasiona desequilíbrio, perdas e sofrimentos. Com riscos de enfermidades
físicas.
No Negativo da VN a pessoa apresenta as seguintes características:
VN 1 - Atua com egoísmo e mesquinhez. Despreza as pessoas. É arrogante.
VN 2 - É dependente, depressivo e omisso.
VN 3 - Muita desordem na vida e nas ideias. Ao prender-se somente à beleza
superficial poderá apresentar vulgaridade.
VN 4 - Apresenta egoísmo. Extremamente metódico e conservador.
VN 5 - Apresenta vulgaridade e excesso de vivências sem retorno concreto.
VN 6 - É acomodado, desleixado e utiliza a intromissão na vida alheia como
demonstração de amor.
VN 7 - Excessivamente exigente com os outros. Racionalismo excessivo.
Sorrateiro e vingativo. Apresenta vícios.
VN 8 - Usa as pessoas em interesse próprio. Excessivamente apegado às
questões materiais. Insensível e injusto.
VN 9 - Suas tentativas e ações produzem destruição na vida alheia. Nega a
prática espiritual ou pratica de maneira medíocre e distorcida. É mesquinho,
acusador e inquisitivo. Apresenta vícios.
VN 11 - As mesmas características da VN 2 acrescida de confusão/perturbação
mental e apresenta vícios.
VN 22 - As mesmas características da VN 4 acrescida de mesquinhez, instinto
destrutivo e apresenta vícios.

Oscilações
3 - Utilização Parcial
Estágio intermediário entre a polaridade Positiva e a Negativa. Por um período
utiliza na polaridade positiva e em outro na polaridade negativa.
Consequentemente apresenta conquistas e perdas simultâneas, conforme
utilizou as VNs.
Esse fato ocorre devido o ser humano não entender corretamente certos
momentos de transformações em sua vida, que são encarados como perdas, e
nesse momento migra da polaridade positiva para a negativa.
Ou ainda, quando sofre decepção nos relacionamentos humanos poderá,
motivado por essa situação, migrar para o negativo.
Ou então utiliza algumas características positivas. Escolhe as características
mais confortáveis e fáceis. Nesse caso, por utilizar parcialmente terá também
conquistas parciais e que, portanto, produzirá considerável insatisfação.
Na utilização parcial da VN considere as informações das polaridades positivas
e negativas em oscilações durante a vida.

4 - Bloqueio
Possui a VN em seu mapa e não utiliza. Ocasiona desequilíbrio, perdas e
sofrimentos.
Com riscos de enfermidades físicas.
No bloqueio da VN a pessoa apresenta as seguintes características:
VN 1 - Covardia, fragilidade, desinteresse por conquistas materiais,
dependência e não se valoriza.
VN 2 - Gosto pela solidão, excessiva rigidez, dificuldade de adaptação,
grossura nos atos e indelicadeza.

32
VN 3 - Não sabe expressar-se verbalmente, mau humor, negligências a
atividades sociais, ausência de criatividade e de vaidade.
VN 4 - Desordem de ideias e na vida cotidiana, excessivamente complacente,
desonestidade, prática profissional ilegal e negligência ao trabalho.
VN 5 - Dependência, negligência ao novo, não é versátil, medo e ausência de
prática sexual cotidiana.
VN 6 - Agitação e pressa, negligência a atitudes que expressem emoção
(abraço, beijo, carinho), incentiva ou propícia brigas e desentendimentos,
recusa-se a praticar a afetividade.
VN 7 - Ausência de cultura ou de intelectualidade, despreza a sensibilidade,
não é analítico, apresenta desonestidade, ausência de prática espiritual,
ausência ou distorções graves na prática sexual.
VN 8 - Ausência de objetividade, negligência ao material, desonestidade e
desordem no plano físico.
VN 9 - Onipotência, ausência de prática espiritual adequada, covardia,
preconceito e egoísmo.
VN 11 - Considerar as características da VN 2 acrescentando, ausência de
prática espiritual e desconhecimento de sua faculdade de Reciclador de
Energias.
VN 22 - Considerar as características da VN 4 acrescentando, ausência de
prática espiritual, arrogância e onipotência.

5 - Extrapolação
Utiliza a VN de maneira excessiva, concentra-se desnecessariamente nas
características da VN tornando-a prioridade na vida. A Extrapolação
proporciona o desenvolvimento da polaridade Negativa da VN Extrapolada.
Em consequência faltarão energias para vivenciar as outras VNs, patrocinando
assim, o uso Parcial, Bloqueio ou uso na polaridade Negativa de outras VNs do
MNN.
Na extrapolação da VN a pessoa apresenta as seguintes características:
VN 1 - Não se prende a nada. Excessivamente centrada em si mesma e em
necessidades banais. Faz questão de brilhar sem ter brilho.
VN 2 - Busca qualquer tipo de união, sem preocupar-se com as consequências
dessas uniões em sua vida. Inventa uniões que não existem de fato.
VN 3 - Fala desordenadamente e não se faz entender. A mente fervilha em
ideias e vontades gerando indefinição e confusão. Considera tudo belo e
bonito, inclusive a perda e o sofrimento.
VN 4 - Identifica estrutura e estabilidade onde não existe. Trabalha
excessivamente até a exaustão sem retornos efetivos e com possibilidade de
problemas na saúde física.
VN 5 - Desenvolve acentuada liberdade que não consegue prender-se a nada
e a ninguém. Apresenta ausência de retorno satisfatório em várias áreas da
vida. Tem medo de criar laços mais duradouros.
VN 6 - Fecha os olhos diante de conflitos como se não existissem. Acha que
tudo é lindo e maravilhoso, vivendo num mundo irreal.
VN 7 - Excessivamente irreal. É confuso por excesso de intelectualidade ou
pela tentativa de prática espiritual. Despreza as conquistas materiais.
Vive num mundo abstrato. Sente-se acima dos outros. Apresenta vícios.
VN 8 - Impõe a justiça sem se preocupar em ser justo. Vive cobrando as
pessoas por justiça e defende apenas seus direitos. Quando conquista

33
materialmente propaga excessivamente essas questões. Busca conquistas
materiais somente para manter o status.
VN 9 - Pensa excessivamente nos outros e despreza suas necessidades.
Apresenta exagero sentimental. Enxerga a vida somente pelo canal da
espiritualidade e despreza as necessidades do mundo físico. Apresenta vícios.
VN 11 - As mesmas características da VN 2 acrescida de confusão,
perturbação mental e apresenta vícios.
VN 22 - As mesmas características da VN 4 acrescida de mesquinhez, instinto
destrutivo e apresenta vícios.

6ª INTERPRETAÇÃO – VÁLVULA DE ESCAPE/REFÚGIO

Definição
Indica comportamento que a pessoa deve praticar para aliviar e eliminar
cansaço, desilusão, nervosismo, irritação e tensões.

Conceitos
1 - Ao praticar a VN do Sonho (EU) a pessoa suaviza a vida, descarregando as
tensões e outras sensações desagradáveis e passa a praticar de maneira
saudável e cômoda as demais VNs do seu mapa.
2 – Essa interpretação é válida somente quando o número do EU for diferente
do número do CD e do número da MO.
Quando for igual, ao praticar a outra posição que tem a mesma VN já estará
automaticamente praticando o EU.
3 - As tensões, irritabilidade, agitação e acentuados desencontros no dia a dia,
caracterizam uma prática inadequada do EU, e que não está sendo utilizada a
Válvula de Escape/Refúgio.
4 - Após um ano sem praticar o EU, apresenta-se somatizações com riscos de
início das enfermidades físicas.
5 - Para quem tem EU com VN de espiritualidade ao praticar a profissão de
Profissional de Espiritualidade estará, no desenvolvimento da profissão,
praticando também a Válvula de Escape/Refúgio.
6 - Mesmo que a VN da Válvula de Escape esteja, também, em Desafio deverá
ser praticada acrescentando-se que haverá desconforto e dificuldade nessa
prática.
7 - Deve-se reservar, no mínimo, de 2 a 4 horas por semana para a prática da
Válvula de Escape / Refúgio.

Tabela de interpretações das Válvulas de Escapes/Refúgios.

VNs Interpretações das Válvulas de Escapes conforme a VN no EU


1 Ficar sozinho para visualizar e planejar conquistas em geral.
2 Aproximar-se das pessoas/ficar em grupos/comunidades.
3 Curtir seu visual/divertir-se/ fazer compras.
4 Trabalhar e planejar como estruturar a vida.
5 Viajar/praticar esportes/divertir-se/passear.
6 Ficar no aconchego do lar ou sair p/amar e ser amado.
7 Ficar quieto e recluso refletindo/lendo. Praticar espiritualidade. Visitar
locais religiosos/esotéricos.

34
8 Parar e avaliar seus comportamentos de justiça. Visualizar/planejar
as conquistas materiais.
9 Preocupar-se com os problemas alheios. Leitura e prática espiritual.
Visitar locais religiosos / esotéricos.
11 As mesmas condições da VN 2 acrescida de praticar espiritualidade
e visitar locais religiosos / esotéricos.
22 As mesmas condições da VN 4 acrescida de praticar espiritualidade;
transmitir seus conhecimentos. Visitar locais religiosos / esotéricos.

7ª interpretação – Renascimento
• Que mapas tem renascimento?
Os mapas que tiverem a VN 1 na R2 ou, na R3 ou na R4.

• Definição
É a maior transformação de vida que se conhece na Numerologia Pitagórica
até o momento. Transformações em que as perdas e sofrimentos não estão
previstos. As possíveis perdas e sofrimentos acontecem pelas escolhas
erradas que o ser humano fez em seu mapa, por não saber como viver o
renascimento de maneira equilibrada.

• Objetivo do Renascimento
Que a pessoa permita e efetue acentuada transformação em sua vida. Para,
em seguida, renascer para uma nova vida de conquistas, equilíbrio e evolução.

• Conceito
A pessoa deverá viver as transformações e renascer para uma nova vida.

Áreas previstas para transformações do Renascimento:


1 - Família (do sangue) com acentuadas transformações sem finalização nos
relacionamentos.
2 - Prática Afetiva com finalização no relacionamento.
2.1 - Exceto se a parceria afetiva também tiver Renascimento em seu Mapa
com, no máximo, até 10 anos de diferença entre a idade de um e outro
Renascimento.
2.2 - Nossos estudos, no momento, apontam que quando a pessoa que tem
Renascimento em seu Mapa e não tenha renascido na prática afetiva
(Finalização da prática afetiva – exceto regra 2.1 -) não reúne mais condições
favoráveis e seguras para desenvolver adequadamente a tarefa de criação dos
filhos que estiverem até a idade de 28 anos incompletos. Sendo mais
acentuado naqueles filhos com menos de 14 anos.
2.2.1 - Esses estudos indicam acentuados desequilíbrios, que não estavam
previstos, na vida dos filhos ainda na infância, adolescência, juventude ou
idade adulta.
2.2.2 – A afirmação de ter Renascimento e não ter renascido na prática afetiva
e, assim desequilibrando a criação dos filhos com até 28 anos incompletos,
está fundada no seguinte conceito:
O Mapa Numerológico Natal é um acordo de caráter evolutivo fechado com a
Divindade. Assim sendo, os filhos dos pais que tem Renascimento nasceram
preparados para se adaptarem a separação afetiva do casal. E, quando a

35
separação não ocorrer, os filhos deixam de adquirir essa vivência (da
separação do casal) e não cumprem assim a sua formação adequada.
3 - Relacionamento com filhos com acentuadas transformações sem finalização
nos relacionamentos.
4 - Profissão com finalização. Exceto se a pessoa estiver na 1ª opção
profissional de seu mapa. Nesse caso somente transformações sem
finalizações.
5 - Empresa e sócios prevista finalização ou desligamento em, no máximo, até
2 anos antes do Renascimento. Mesmo que a pessoa esteja na área
empresarial de seu mapa.
6 - Conquistas materiais com acentuadas finalizações.
7 - Convívio social (amigos/colegas) apresentará finalizações nos
relacionamentos.
8 - Prática espiritual com finalizações.
9 - Sexualidade com acentuadas transformações que proporcionarão nova
maneira de sentir/entender e praticar esse aspecto da vida humana.
• Definição de Finalização
Término para novo recomeço (Renascer) após a entrada do Renascimento.
Não podendo ser com as mesmas pessoas – exceto quando pessoas do
sangue.

• Interpretação do renascimento
A interpretação e as orientações sobre o renascimento requerem o
conhecimento amplo da Numerologia Pitagórica, bem como, experiência na
interpretação de mapas.
Através do serviço Projeto de Vida Pessoal é interpretado o renascimento com
informações e orientações precisas e exclusivas.
O renascimento foi incluso nesse livro de autoconhecimento por que sabemos
que a pessoa que viveu, ou está vivendo ou viverá o seu renascimento precisa
de informações e orientações precisas e exclusivas.

CONCEITOS

Apresentamos alguns conceitos da Numerologia Pitagórica que consideramos


importantes para o seu autoconhecimento.
São conceitos que informam sobre o mapa e o entendimento de vivências,
ações e reações na vida cotidiana.

CONCEITO 1 - FAMÍLIA – LAÇOS DE SANGUE


Conceitos:
A - Segundo os conceitos da Numerologia Pitagórica o ser humano não deveria
romper os laços de ligação com a família inicial (pessoas do mesmo sangue),
considerando-se aqui as figuras do pai, mãe, irmãos e avós.
B - Ao romper os laços de convívio estará proporcionando dificuldades e
consequentes desequilíbrios pessoal e familiar, comprometendo também a
evolução de seus descendentes.
C - Não romper laços significa manter contato, no mínimo, 6 vezes ao ano, por
qualquer meio, sem necessariamente conviver no mesmo ambiente físico.

36
D - O filho deve ser criado pelo pai e pela mãe até, no mínimo, a idade de 14
anos.
E - Segundo a Numerologia Pitagórica todo ser humano é composto por três
corpos que atuam simultaneamente e em perfeito equilíbrio. Mantendo assim a
vida humana em harmonia. São eles:
E.1 - O corpo físico que é tratado pelos profissionais da área de saúde física.
E.2 - O corpo mental que é tratado pelos profissionais da área de saúde
mental.
E.3 - O corpo vibracional que é tratado pelo numerólogo ou demais
profissionais da área vibracional.
E.4 - Qualquer desequilíbrio, em um desses corpos, acarretará reflexos e
alterações nos demais corpos com o surgimento de desequilíbrios na vida
cotidiana.
E.5 - Esses 3 corpos somente estarão formados quando o ser humano
completar 28 anos.

1 - Condições sobre o nascimento de filhos.


Acordo familiar.
A Numerologia Pitagórica afirma que nenhum filho poderá nascer sem que seja
firmado acordo com os familiares – pais, filhos, irmãos e avós -.

2 - Acordo planejado antecipadamente.


É o acordo planejado no plano Cósmico antes do nascimento dos pais e de
seus filhos.
Esse acordo é firmado no plano Cósmico e, portanto, com os seres cósmicos
(espírito, alma...) antes do nascimento dos pais que estão previstos de terem
filhos em seus Mapas.
Esse acordo familiar é acertado com todos os envolvidos:
Pais, filhos, irmãos e avós.

3 - Acordo não planejado antecipadamente.


Não houve planejamento antecipado, no plano Cósmico, para a presença de
filho na vida terrestre dessas pessoas.
Por isso, o acordo será firmado após a implantação da gestação – após o ato
sexual que produziu a gestação.
Os seres humanos - pais, irmãos e avós - são chamados no plano Cósmico,
quando em estado de sono, para firmarem o acordo não planejado.
Esse acordo ocorre quando não estão previstos filhos no mapa da pessoa.

4 - Quando o pai, ou a mãe não cumprirem as suas tarefas acertadas no plano


Cósmico em relação ao filho – distorção na criação -, e essa distorção não seja
consertada, a figura que não cumpriu sua tarefa comprometerá sua própria
evolução.

5 - E o filho adulto, ora a criança que não teve a correta criação, se não
consertar essa distorção em sua formação estará comprometendo sua
evolução em todas as áreas de sua vida.

6 - Todas regras sobre filhos são válidas para os acordos planejados ou não
planejados antecipadamente. E somente para as figuras biológicas da família.

37
7 - O filho deve ser criado pelos pais sanguíneos e morar com os pais
sanguíneos, no mínimo, até 14 anos completos e no máximo até 21 anos
completos.
Entre 21 e 28 anos o filho deverá morar sozinho ou com alguém, exceto pai e
mãe.

8 - A pratica afetiva (casamento) do filho deveria acontecer somente após os


28 anos de idade. Assim como o nascimento de filhos e o investimento em sua
área profissional.
Quando implantadas antes dos 28 anos do filho o casamento, ou o nascimento
de filhos ou o investimento profissional as chances são de 90% de escolhas
erradas nessas áreas da vida.

9 - Segundo os conceitos da Numerologia Pitagórica a responsabilidade dos


Pais na criação de seus filhos é até os 28 anos de vida dos filhos.
Do nascimento aos 14 anos: a responsabilidade é total dos Pais (100%).
Qualquer situação que ocorrer, agradável ou desagradável, nesse período de
idade, a responsabilidade é somente dos Pais.
Segundo esse conceito deveria, na vida dos Pais, ser prioridade a criação de
seus filhos até a idade de 14 anos destes.
Após os 14 anos até os 28 anos: as responsabilidades de qualquer situação
que ocorrer, agradável ou desagradável, será dividida igualmente (50% e 50%)
para os Pais e para os Filhos.
Somente após os 28 anos de idade, dos filhos, os pais estão liberados de
qualquer responsabilidade sobre seus filhos.
Constata-se, infelizmente, em nossa sociedade que a quantidade de filhos
abandonados nas ruas é consideravelmente inferior à dos filhos abandonados
dentro dos lares.

10 – Más influências
O filho somente absorverá as más influências externas se os pais as
reproduzirem no âmbito familiar e ou não prepararam seus filhos
adequadamente através da informação, da orientação e do exemplo.

11 – Escola
Segundo os conceitos da Numerologia Pitagórica a escola socializa a criança
proporcionando a formação de seu intelecto e incluindo conceitos de
convivência social, cidadania e nacionalidade.
Aos pais cabe educar e formar as estruturas dos 3 corpos que compõe a vida
humana. É incorreto e comprometedor acreditar que a escola educa a criança.
A educação é formada na vida infantil - até os 14 anos do filho - pelo convívio,
pela transmissão de conceitos e pelos exemplos praticados pelos pais.
O filho deve permanecer com os pais, em tempo integral, até a sua idade de 4
anos completos. Somente após essa idade poderá frequentar escolinhas e no
máximo 4 h diárias.
O ingresso da criança em escolinha, antes da idade de 4 anos completos,
compromete a formação de suas estruturas física, mental e vibracional.

38
12 - Prática afetiva do filho
A prática afetiva (ficar, namorar, noivar, casar) do filho deveria ser implantada
somente após os 14 anos completos. Os pais não devem incentivar a prática
afetiva antes dessa idade. E se o filho praticar deverá informá-lo da importância
de desenvolver essa questão somente após os 14 anos completos.
Na idade entre 14 anos completos a 28 anos incompletos o filho pode e deve
praticar a afetividade. No entanto, somente após os 28 anos de idade estará
liberado para casar ou assumir compromissos afetivos duradouros.
O filho somente estará pronto para ter filhos após a idade de 28 anos
completos.

13 - Prática sexual do filho


Segundo os conceitos da Numerologia Pitagórica o filho estará pronto para a
prática sexual somente após os 14 anos completos.
Após a idade de 10 anos os pais podem manter com seus filhos qualquer
diálogo relacionado a prática sexual. Bem como, transmitir todas informações
necessárias sobre essa atividade humana numa linguagem correspondente a
essa idade. Quaisquer informações transmitidas, antes dessa idade,
comprometem a formação adequada.
Na idade entre 14 anos completos a 21 anos incompletos os pais devem
orientar os filhos a ter prática sexual com o objetivo de acumular experiências e
vivências nessa área. Sempre enfocando a necessidade e a importância da
prevenção e do respeito humano em relação à pessoa envolvida nessa prática.
Após os 21 anos completos os pais devem orientar o filho a buscar prática
sexual com durabilidade. Orientar no sentido de buscar mais qualidade do que
quantidade na prática sexual. Enfocando a importância da permanência com a
pessoa e da troca de energias nessa atividade humana.

No tocante ao povo brasileiro, 90% da população apresenta em seu Mapa


Numerológico Natal a presença da dupla polaridade sexual. Rotulada
socialmente como bissexualidade ou homossexualidade. Essa informação não
deve ser revelada ao filho antes dos 21 anos completos. Exceto se o filho
solicitar e estiver acima dos 14 anos.
Recomenda-se aos pais que não solicitem informações e ou esclarecimentos
da prática sexual do filho em qualquer idade dele. Exceto, se o filho decidir por
informar espontaneamente.

14 - Abandono de filhos
É considerado que o filho foi abandonado pelos pais, segundo os conceitos da
Numerologia Pitagórica, quando:
É considerado abandono quando a criação do filho, antes dos 14 anos, é
entregue a outra pessoa. A família entrega a criança à outra pessoa para ser
criada. Mesmo que essa pessoa seja da família.
Consequências do abandono:
O abandono implantado na vida da criança, entre o nascimento até os 14 anos,
segundo os conceitos da Numerologia Pitagórica, é o responsável pelo
surgimento e desenvolvimento de vícios e desequilíbrios, de qualquer natureza,
na vida do filho.
Em qualquer idade do filho e ou dos pais o abandono poderá ser resolvido
através da interpretação e das orientações do Projeto de Vida Pessoal deles.

39
15 - Separação dos pais
Em caso de separação afetiva do casal antes dos 28 anos dos filhos.
Segundo os conceitos da Numerologia Pitagórica é reservado a todo ser
humano o direito incondicional de, a qualquer tempo, substituir a prática afetiva
ou optar por não a praticar, desde que, cumpra o seu papel na formação de
seu filho. E pratique os conceitos de dignidade, justiça e honestidade no
momento da separação afetiva.
Os pais deveriam consultar o numerólogo para que seja informado como
conviver com o filho - com menos de 28 anos - após a separação. No Projeto
de Vida Pessoal do filho há informações que orientam como deve ser esse
convívio após a separação.

16 – Profissão
Segundo os conceitos da Numerologia Pitagórica o filho deveria ter uma
atividade remunerada logo após completar 14 anos.
Atividade remunerada que não atrapalhe e ou prejudique a sua formação física
e escolar. E que não ultrapasse 4hs diárias.
Após 21 anos completos a atividade remunerada pode ser em período integral,
de no máximo, 8hs diárias com 2 dias de descanso por semana.
Após a idade de 28 anos completos a pessoa deveria ter atividade profissional
remunerada até o último momento de sua vida.
A recomendação é que a atividade profissional, após os 28 anos, seja de, no
máximo, 40hs semanais.
Profissões fortes do mapa:
Filhos até 14 anos incompletos:
Para saber quais são as profissões fortes recomenda-se o serviço Crianças -
Orientação Pedagógica.
Filhos após 14 anos:
Recomenda-se o Projeto de Vida Pessoal.

16 - Como garantir o futuro dos filhos


Segundo os conceitos da Numerologia Pitagórica deve-se preparar o filho para
a vida, para os relacionamentos humanos, para as transformações da vida,
para a convivência social que objetiva a evolução conjunta da humanidade e
não somente a individual.
Sendo assim secundária a preparação acadêmica e profissional.

CONCEITO 2 – PRÁTICA SEXUAL E RISCOS


• Definição:
Indica as condições da prática sexual.
• Conceitos:
1 - A sexualidade humana é regida pelo mesmo canal da energia da prática
espiritual por representar, a prática sexual, uma atividade de caráter evolutivo.
2 - Ao praticar sexo o ser humano estabelece contato direto com a Energia da
Criação Humana (ECH) que mantém a sua concentração no Cosmo.
3 - Por esse contato (canal estabelecido pela prática de sexo) as pessoas que
praticam o ato sexual são envolvidas pela ECH resultando assim numa
atividade humana de difícil descrição.

40
4 - No período de tempo da prática sexual às pessoas envolvidas ficam sobre o
controle da energia ECH e por essa razão apresentam comportamentos
diferenciados, em relação a aqueles de seu dia a dia, quando da prática dessa
expressão humana.
5 - A energia ECH, segundo os conceitos da Numerologia Pitagórica, é
comandada pela Divindade e proporciona a existência do corpo físico –
nascimentos - dos seres humanos no planeta Terra.
Dentre os atributos aplicados a Divindade está o sentimento de amor, que em
sua composição, compreende atenção, cuidados e expressões de afeto e
carinho. Por essa razão que o ato sexual implica na troca de afeto e carinho
tais como: beijo, carícias, carinhos, sensibilidade de toque, atenção às
necessidades da parceria e cuidados no envolvimento dos corpos físicos.
6 - Quando a atividade sexual é praticada, sem a presença dos ingredientes da
regra 5, torna-se apenas a expressão animal da sexualidade. Distanciando- -se
assim dos objetivos da prática sexual humana.

▪ Prática sexual de riscos


As práticas sexuais de risco, quando praticadas, produzem desequilíbrios na
vida pessoal, na relação afetiva e, também, na vida de demais pessoas que
convivam com quem tem prática sexual de risco.
▪ São consideradas como práticas sexuais de risco
. Comercialização do prazer sexual.
. Prática sexual com mais de duas pessoas. Seja no mesmo ato ou no mesmo
ambiente físico. Ou como assistente passivo.
. Utilização de objetos físicos para a satisfação sexual.
. Contemplação ou ingestão de excrementos humanos no ato sexual. O
esperma não é considerado excremento humano.
. Atos de violência física ou verbal na atividade sexual.
. Satisfação sexual solitária quando a prática for superior a 9 meses seguidos.
E após os 14 anos de idade.
. Abstinência sexual quando a existência for superior a 9 meses seguidos. E
após os 14 anos de idade.

▪ Os desequilíbrios verificados na vida de pessoas com uma, ou mais das


práticas sexuais de risco, foram
- Baixa autoestima.
- Dificuldade em praticar adequadamente as atividades profissionais, de
criação de filhos e de evolução individual.
- Contaminação pelas doenças sexualmente transmissíveis.
- Desencanto e falta de esperança generalizados.
- E, em casos que apresentaram constante prática sexual de risco, houveram,
também, desequilíbrios nos familiares.

É importante colocar para as pessoas que defendem alguns desses conceitos:


“Em quatro paredes vale tudo”.
“Qualquer forma de prazer vale a pena”.
“Ninguém tem nada com isso”.
Que a Numerologia Pitagórica, quando das colocações do tema Atividades
Sexuais de Risco, não pretende julgar ou definir comportamentos nessa
atividade de expressão humana.

41
Os conceitos colocados têm como objetivo informar as pessoas sobre
atividades que são implantadas em sua vida e que poderão resultar no futuro
em situações de desequilíbrio evolutivo.
Valendo sempre a orientação inicial da Numerologia Pitagórica que afirma:
O livre arbítrio humano é inquestionável e incondicional.
Bem como, a própria Numerologia Pitagórica, afirma em seus conceitos:
Tudo que acontece na vida da pessoa é responsabilidade exclusivamente dela.

CONCEITO 3 – ENERGIA MORTA NA VIDA HUMANA


Definição
É um agrupamento de energias deterioradas.
Que no decorrer do tempo contaminará outras áreas ou atividades
proporcionando desequilíbrio não previsto na vida humana.

Conceito
O ser humano deve livrar-se da Energia Morta imediatamente ou, no máximo
em até um ano corrido, após o incidente/ fato ocorrido.

Exemplos de Energias Mortas:


A - Familiar que permaneceu com doença grave por mais de um ano na
residência e tenha retornado ao plano Cósmico (morte física) na residência ou
em outro local. Orientação: Mudar de imóvel.
B - Familiar que tenha retornado ao plano Cósmico na residência. Orientação:
Mudar de imóvel.
C - Vizinhos num raio de até 4 metros de distância que tenham retornado ao
plano Cósmico na residência vizinha. Orientação: Mudar de imóvel.
D - Móveis ou objetos ou roupas que não sejam manipulados no decorrer de
um ano seguido, devem ser eliminados do convívio. Orientação: Devem ser
manipulados a cada 6 meses para liberar a Energia Morta.
E - Objetos que tenham produzido algum tipo de acidente grave. Orientação:
devem ser eliminados do convívio.
F - Imóvel fechado (sem ocupação humana) por mais de um ano interfere na
vida humana de quem residir a até 4 metros de distância desse imóvel.
Orientação: mudar de imóvel.
G - Os recursos de reciclagem de energias – tais como: passe, reciclagem de
energias pela Numerologia Pitagórica, reiki, johrei, radiestesia, cromoterapia...
– poderão alterar as condições da energia morta para energia restabelecida.
No entanto, tal condição somente poderá ser alterada por profissional
comprovadamente qualificado e experiente.
Mesmo havendo essa possibilidade de alteração de energias recomenda-se
utilizá-las como paliativo para programar-se a orientação definitiva solicitada
nas regras.

CONCEITO 4 – RELACIONAMENTO COM SERES DE OUTROS PLANOS


“Quanto mais me aproximo dos seres humanos mais gosto dos animais”.

Essa frase tem sido utilizada com acentuada frequência na sociedade chamada
moderna.

42
Principalmente pelas pessoas que nasceram após 1950.
A Numerologia Pitagórica absorveu certos conceitos que fazem parte do
Esoterismo.
Ora, por serem precisos e representarem situações reais de vida e ora, pela
Numerologia Pitagórica fazer parte do Esoterismo.
Esotéricos na virada dos séculos 19 para o século 20 se perguntavam:
“Quando será o marco da evolução humana, previsto de acontecer durante o
século 20?”
Estudiosos dessa época afirmavam que o marco dar-se-ia no momento em que
a humanidade rompesse com os conceitos existentes e buscasse uma maneira
diferente de encarar seus semelhantes e o mundo a seu redor, produzindo
assim, uma revolução nos costumes.
E que as pessoas nascidas após o ano de 1950 já estariam preparadas para
essa revolução.

Essa revolução de costumes aconteceu após a entrada da década de 1960,


com o movimento Hippie, e assim nasceu no planeta Terra uma nova forma de
viver e de relacionamento social.
Revolucionando todos os conceitos até então existentes. E que foram sendo
gradualmente implantados na esfera humana.
Na década de 1980 o mundo presenciou a emancipação feminina.
Na década de 1990 a deliberação masculina.
E, com a entrada do século 21 – após o ano 2000 – as preocupações com as
igualdades raciais, religiosas, políticas e sexuais.

Olhando o passado da humanidade, principalmente os últimos 100 anos,


podemos verificar a evolução estrondosa na raça humana.
Principalmente após a década de 1960.
No entanto, como nos ensina a Numerologia Pitagórica, a evolução, o
desenvolvimento e o crescimento, em qualquer área da vida, contém um
elemento acentuadamente perigoso: a desordem.
Crescer implica intrinsecamente em evoluir.
Para crescer tem-se que multiplicar.
E, na multiplicação, reside o perigo da desordem.
A perda do controle sobre o processo evolutivo.

Os seres humanos que não conseguiram acompanhar, através da atualização


e da renovação, o processo de desenvolvimento da sociedade a qual
pertencem, acabam por implantarem em suas vidas, na tentativa de
autoproteção, mecanismos onde se agarraram na expectativa de
sobrevivência.
O processo evolutivo (crescimento) pode apresentar a desordem, o descontrole
sobre os fatos que estão ocorrendo. Este descontrole atinge algumas pessoas
e, por não terem se preocupado em evoluir juntamente com a sociedade a que
pertencem, criam hábitos incorretos que implicam diretamente na estagnação
de sua própria evolução e que são refletidos na humanidade.

Devido à grande e acentuada revolução nos costumes, hábitos,


comportamentos, conhecimentos e opções, após 1960, algumas pessoas, que

43
optaram por não acompanhar essa evolução, resolveram buscar uma forma
mais simples, segura e incorreta de relacionamentos.
Assim sendo, proliferou-se o apego excessivo aos animais.

A partir da década de 1990 alguns seres humanos, pela acentuada dificuldade


de relacionamento com seus semelhantes, escolheram relacionar-se mais
proximamente com os animais na expectativa de manter algum canal de troca
com seres vivos.
Essa acentuada dificuldade de relacionamento com seus semelhantes deu-se
em função da ausência de renovação interior, conforme as mudanças sociais
efetuadas pela humanidade.
Assim sendo, estipulou-se que os animais seriam uma forma correta de suprir
e, em alguns casos, de até acabar com a solidão humana.

Dessa forma, o ser humano que não consegue manter relacionamento


saudável e equilibrado com seus semelhantes decide por vontade própria e ou
por indicação de profissionais transferir para um animal de estimação as suas
dificuldades de relacionamentos com seus semelhantes.
A dificuldade nos relacionamentos, que essas pessoas apresentam está,
unicamente, relacionada a resistência interior que elas apresentaram em não
se permitir mudar e evoluir. Em adquirir novas experiências de vida.
De defenderem regras e conceitos que não servem mais para as pessoas após
a entrada do novo milênio – ano 2000.

E assim, tratam o animal como seu semelhante.


Implantando na vida do animal hábitos e procedimentos que são
exclusivamente humanos.
Tais como:
• Dormir com o animal em sua cama;
• Permitir que o animal utilize as mesmas instalações sanitárias humanas;
• Vestir animais com roupas;
• Falar com o animal como se estivesse falando com um ser humano;
• Solicitar do animal respostas humanas e acreditar que ele respondeu;
• Manter o animal confinado e preso em ambiente que não permite que o
animal corra e se envolva com a vegetação variada.

A Desigualdade
Numa reflexão mais profunda sobre esses comportamentos humanos em
relação aos animais pode-se chegar à conclusão de que o ser humano, quando
trata o animal dessa forma, está desenvolvendo uma relação desigual.
Relação desigual que é confortável ao ser humano e que, talvez, seja a
segunda razão para manter o animal confinado.

Quadro comparativo das atitudes humanas, dos semelhantes e dos animais.


Quando o ser humano: Os semelhantes: O animal: Cala
Ofende Retribuem a ofensa
Quando o ser humano: Não Os semelhantes: O animal: Fica
cumpre as suas obrigações Cobram esperando
Quando o ser humano: Os semelhantes: O animal: Chora
Agride Retribuem a agressão

44
Quando o ser humano: O semelhante O animal:
Resolve abandonar seu abandonado persegue Abandonado não
semelhante quem o abandonou. tem condições de
retornar

Analisando esse quadro comparativo fica evidente que é muito mais fácil e
cômodo relacionar-se com animais do que com nossos semelhantes.

E assim, o grupo de seres humanos que se recusou a acompanhar a evolução


social, mantendo-se com comportamentos inadequados e ultrapassados,
escolhem por relacionar-se com animais de maneira inadequada e
comprometedora para a sua própria evolução e a do animal.

A estagnação evolutiva
Observando a natureza descobriu-se que ela é composta por reinos:
• Reino mineral;
• Reino vegetal;
• Reino animal e
• Reino humano.
Cada reino é regido por determinada composição vibracional (energias) que
mantém a vida, a sobrevivência e a descendência em harmonia.
São quatros campos vibracionais (energéticos) distintos e adaptados às
necessidades de cada componente.
São regidos por momentos e situações diferenciadas e exclusivas de cada
reino.
Exemplos:
No outono as folhas caem das árvores (reino vegetal) e, no entanto, os cabelos
(do reino humano) e os pelos (do reino animal) não caem nesse período.

Na primavera as árvores (reino vegetal) dão frutos que contém as sementes da


multiplicação e não será somente nesse período que o reino humano e animal
estará se reproduzindo.

Assim sendo, o campo vibracional de cada reino é regido por condições


diferenciadas e de acordo com suas necessidades.
Quando o ser humano aplica aos animais um tratamento humano ocorre um
processo de choque desses campos vibracionais envolvidos (campo
vibracional humano e animal).
Esse choque produz a estagnação do campo vibracional humano paralisando
assim a evolução dessa pessoa.
É como dizer que o ser humano quando trata o animal como humano ele (o ser
humano) está se comparando a um animal, dado ao fato que o animal não tem
como se comparar com o ser humano.
E produz no animal uma deformação, que será transmitida para seus
descendentes, por estar em contato contínuo com um campo vibracional
humano que não lhe é aproveitado. E que lhe impõe hábitos e comportamentos
que não são compatíveis com o animal.

Originalmente os animais foram criados pela Divindade para viverem livres e


em contato direto com a natureza.

45
Faz-se oportuno que se busquem respostas para as seguintes perguntas:
• Se os animais são predadores que necessidade há do ser humano alimentá-
los?
• Se nascem com pelos que os protegem que razão existe para vesti-los?
• Se são banhados pela chuva ou as águas de rios e riachos que razão existe
para o ser humano dar-lhes banho?
• E a mais importante das perguntas: Se nascem livres por que são
confinados?
Até por que, o bom senso e o respeito pela vida solicitam que:
Se sou humano e tenho problemas com meus semelhantes devo resolve-los e
não usar um animal para compensa-los.

Iniciamos a exposição desse tema com a seguinte frase:


“Quanto mais me aproximo dos seres humanos mais gosto dos animais”.
E esperamos que um dia, num futuro bem próximo, ela seja substituída por:
“Ninguém tem o direito de prender/confinar um animal para satisfazer as
necessidades humanas”.

CONCEITO 5 – POVO INCONSEQUENTE


Apresentamos os conceitos de povo inconsequente e gente pobre por terem
sidos identificados na sociedade moderna. São comportamentos
acentuadamente comprometedores por duas razões:
1ª – A pessoa que age como povo inconsequente e ou gente pobre tem em sua
vida, pela lei de Causa e Efeito, perdas e desequilíbrios não previstos.
2ª – Produzem na vida de outras pessoas momentos de revolta, indignação,
desonestidade e desequilíbrio.
Para definir e exemplificar esses povos optamos por exemplos reais que
presenciamos.

Definição da Lei de Causa e Efeito:


Toda ação humana resultará num retorno na vida de quem agiu.

● O Rapaz e a Dona da lojinha.


Certo rapaz, por volta dos seus 25 anos, começou a namorar uma amiga de
infância.
Ambos moravam na mesma rua. Ela no começo e ele quase no final dessa rua.
Estavam com mais de 2 anos de namoro quando a moça começou a passar
por dificuldades financeiras.
Sua situação financeira foi se agravando e o rapaz resolveu emprestar um
dinheiro a ela.
A moça aceitou, pois, sua situação estava muito difícil.
Seis meses depois dele emprestar o dinheiro a moça terminou o namoro,
alegando falta de interesse na relação.
O Rapaz aceitou o rompimento. E ficou acentuadamente preocupado com o
dinheiro que havia emprestado a ela.
Todos os dias quando caminhava para o trabalho passava em frente à casa da
ex-namorada e amiga.
Certo dia observou que na garagem da casa dela havia sido aberta uma loja de
roupas.

46
Uma loja bem montada. Com várias opções de roupas e algumas relativamente
caras.
O rapaz ficou irado vendo a ex-namorada e amiga abrindo a loja de roupas e
não pagando o que lhe devia.
Ficou indignado e revoltado.
A cada dia que passava pela lojinha da ex pensava:
“Essa loja não vai dar certo. Você vai fechar. Se não pagou o dinheiro que deve
para mim, como teve dinheiro para comprar essas roupas todas”.
E assim foi por vários meses.
Cada vez que passava na frente da lojinha da ex desejava que ela fechasse.
Até que certo dia, ao passar em frente à casa dela, viu que a loja estava
fechada.
Sentiu internamente prazer de verificar que seu intento havia sido alcançado.
Passaram-se, mais ou menos 3 meses, e certo dia ele encontra com a ex
namorada e amiga na rua.
Ela então fala:
“Olha meu tio que tem uma confecção colocou toda roupa aqui na minha
garagem para eu vender. Não gastei nenhum tostão. Até a reforma da garagem
ele pagou para mim. Eu esperava com o dinheiro que entrasse na loja eu
pudesse pagar a minha dívida com você”.

► 1ª característica do Povo Inconsequente:


Eles atentam contra a sua própria evolução.
Diz o bom senso e o conhecimento que quando não sabemos sobre um fato
não devemos interagir com ele.
O rapaz tem o direito de receber o dinheiro que emprestou. Afinal o dinheiro
era dele.
O que ele não tinha o direito era de desejar mal a ex. Ele desejou tanto que a
lojinha desse errado que acabou acontecendo.
A lojinha dando errado ele não recebeu o seu dinheiro.
Se ele não tivesse desejado nada, ou desejado sucesso a ela, ele teria
recebido o seu dinheiro.
Ou seja: Não devemos desejar mal a nossos semelhantes. Não por eles. Mas,
por nós mesmos, devido à lei da causa e efeito.
Poderá algum “esperto” pensar ou dizer:
“Mas como ele ia saber que a moça iria paga-lo com o dinheiro da lojinha? ”.
Ora, se na vida recebemos aviso, não serão válidos os méritos em relação a
nossos comportamentos.
E, qual foi o erro da moça da lojinha já que ela perdeu e não conseguiu pagar
sua dívida?
Por respeito humano ela deveria, assim que abriu a loja, falar a ele que
pretendia paga-lo.

● O Sr. Do convênio médico


Certo dia, em meu trabalho, fui abarrotado por um telefonema de certo Sr. que
deseja marcar consulta comigo.
Agendamos então.
Ao recebê-lo ele me contou a seguinte história:
A 2 meses passados perdi meus 2 filhos num acidente automobilístico. O rapaz
com 17 e a garota com 19.

47
Não tive nem tempo de fazer algo por eles. O rapaz morreu no local e a garota
horas depois no hospital.
Como a Numerologia explica essa agressão e injustiça que passei?
Como a Divindade pode tirar 2 vidas e deixar a minha totalmente destruída?
Você tem alguma resposta para isso?
Bem senhor. Estou aqui em mãos com o seu Mapa Numerológico Natal.
Em seu Mapa, e nem nos Mapas de seus filhos, estavam previstas essas
mortes.
Para poder entender sua dor preciso entender um pouco de sua vida.
Poderia me contar os últimos 5 anos de sua vida? Em todas as áreas.
Começou ele:
Bem, estou casado a 25 anos.
Justamente há cinco anos atrás estava muito complicada a minha situação
financeira.
Estava sem emprego tinha mais de 2 anos. Vivendo de bicos.
Eu sou administrador de empresas.
Ao responder um anúncio de jornal, numa empresa de convênio médico, resolvi
ser vendedor de planos de saúde.
Mas, como sou administrador não tinha nenhuma pretensão de continuar como
vendedor.
Certo dia caiu em minhas mãos o contrato completo dessa empresa de
convênios.
Levei o contrato para casa e comecei a estudá-lo detalhadamente.
Descobri que havia uma falha referente a procedimentos médicos sofisticados.
Elaborei todo um trabalho detalhado e resolvi apresentar a empresa.
Sabia que não podia apresentar ao meu superior, pois ele poderia tomar a
iniciativa para ele e eu me daria mal nessa história.
Depois de muitas tentativas consegui marcar uma hora com o gerente geral da
empresa.
Quando apresentei as conclusões o gerente ficou impressionado. Encaminhou
então a diretoria que me chamou para apresentação e explicações das falhas
que havia encontrado.
Bem, em menos de 3 meses fui promovido a gerente geral.
Em 2 anos a Diretor de área.
E há um ano sou o Diretor da empresa para a América latina.
Todo ano no Natal a empresa me presenteia com um carro zero a minha
escolha.
Seja nacional ou importado.
– E quais foram essas descobertas que o senhor fez?
– Olha, resumindo eu descobri uma brecha no contrato que favorecia demais a
Empresa. Quando o credenciado resolvesse utilizar recursos de última
geração, seja em internações ou procedimentos médicos, a empresa poderia
impedir sem complicações judiciais.
Foi uma maneira que eu descobri de redigir o texto no contrato que o
credenciado entendia ter direito e no momento de utilizar a empresa impedia e
o credenciado não tinha chances na justiça.
– Poderia agora me contar como foi o acidente com seus filhos?
– Meus filhos resolveram viajar com um grupo de amigos num final de semana
prolongado. Eram 4 ou 5 pessoas no mesmo carro. Meus filhos foram como

48
passageiros no carro desse amigo. Em certo trecho da viagem sofreram o
acidente.
Meu filho morreu na hora. Minha filha foi levada ao hospital. E antes que eu
chegasse, ela faleceu.
Eu tenho os melhores hospitais do Brasil no meu convênio. E minha filha
morreu num pronto socorro de uma santa Casa qualquer. E quanto a meu filho
eu não tive nem a chance de socorrê-lo.
Não adiantou eu ter dinheiro e melhores hospitais, não houve tempo.
– Bem o senhor mesmo respondeu as suas indagações que me fez agora a
pouco sobre a morte de seus filhos.
– Como assim? Eu mesmo respondi?
– O Sr. tem ideia de quantas vidas foram destruídas devido a essa sua
descoberta no plano de saúde? Quantas pessoas morreram por não terem tido
o tratamento adequado?
Quantas pessoas que poderiam estar vivendo hoje, e que nos últimos 3 anos,
devido a sua descoberta, morreram?
– Ora! Mais isso não tem sentido. Foi a empresa que resolveu fazer isso.
– Mas, não foi o Sr. que descobriu e orientou a empresa a agir assim? O Sr.
recebia vantagens por essa sua descoberta. Cargos melhores, salários mais
altos e presentes caros no final de ano.
O Sr. não acha uma grande coincidência o sr ter impedido pessoas de
receberem tratamentos médicos adequados, e o sr ser impedido de dar
tratamentos médicos adequados a seus filhos?

► 2ª característica do Povo Inconsequente:


Eles acreditam que a lei de causa e efeito funciona somente na natureza
planetária ou apenas na vida dos outros.
É como acreditar que as tragédias só acontecem longe de nós, ou no máximo
com nosso vizinho.
Eles não acreditam estarem submetidos à lei de causa e efeito.
Até aceitam e comentam dessa lei. Mas, não se acham passíveis de serem
atingidos por ela.
Vão caminhando na vida como se fossem imunes as leis do retorno.
• Duas características marcantes do Povo Inconsequente:
Atentam contra a sua própria evolução e se consideram imunes à lei de causa
e efeito.

CONCEITO 6 – GENTE POBRE


Até onde conhecemos hoje, na Numerologia Pitagórica, existem 3 tipos de
pobreza humana:
• A pobreza material: escassez de recursos financeiros que impossibilitam uma
vida digna no plano material.
• A pobreza intelectual: ausência de conhecimentos diversificados, ou
conhecimentos distorcidos que limitam ou atrapalham a evolução em todas as
áreas da vida.
• A pobreza evolutiva/espiritual: falta de visão, ou visão direcionada a seus
interesses pessoais, ou ainda, uma visão aplicada conforme a conveniência do
momento.

49
● A Sra. da empadinha.
Estava eu almoçando em certo restaurante num shopping de São Paulo.
Restaurante esse considerado caro e de comida consideravelmente boa.
Quando eu estava em pé no balcão tomando o meu café, encostou próximo a
mim uma Sra. bem vestida, maquiada e que aparentava certo conforto
financeiro.
Ela estava com mais duas amigas.
A Sra. bem vestida pediu a atendente o seguinte:
– Moça, eu quero experimentar a empadinha para saber se é boa.
A moça gentilmente colocou num pratinho 3 empadinhas, uma para ela e as
outras duas para suas amigas.
Eu tomando meu café e observando o papo entre as senhoras.
– Hum! Muito boa. Que delícia moça.
E eu somente observando.
Dali a pouco a mesma senhora da empadinha fala:
– Moça, agora queremos experimentar o mini quibe.
A moça gentilmente colocou num pratinho 3 quibes.
E a Sra. comia e repetia. Muito bom. Que delícia. As comidas daqui são ótimas.
Ao acabarem de comer as 3 senhoras agradeceram e foram embora.
Eu fiquei surpreso.
Perguntei então a atendente:
– Moça porque elas comeram sem pagar?
A atendente respondeu:
– Olha, faz uns seis meses, que essas senhoras vêm aqui e pedem pra
experimentar e vão embora.
E eu falei:
– Mas elas estão bem vestidas. Bem maquiadas. Elas têm condições
financeiras de pagar.
– Claro que tem. Mas, comem e vão embora.

● A moça que não queria pagar.


No restaurante self-service que costumo almoçar aconteceu um fato muito
interessante.
Dado às características de meu Mapa Numerológico Natal tenho por hábito
observar as pessoas.
Certo dia estava almoçando e vi duas moças pegando a comida.
Uma delas se dirigiu à balança para pesar a comida. E a outra, sua amiga, foi
direto para a mesa, sentou e começou a comer.
Pensei:
Mas essa moça não pesou a comida. E, portanto, não vai pagar.
Mas fiquei quieto observando.
Como demoro para comer as moças levantaram primeiro.
Foram ao caixa e apresentaram uma comanda e apenas a amiga pagou pela
refeição. A outra que não pesou a comida ficou parada do lado. E depois foram
embora juntas.
Bem, eu não falei nada por que não tinha total certeza da situação.
Em dias diferentes a mesma história das duas amigas se repetiu.
Até por que, desde a primeira vez, eu passei a ficar de olho nelas.
Ambas pegavam a comida, a amiga ia para a balança e a outra sentava direto
na mesa e começava a comer.

50
No momento de pagar pagavam somente uma refeição.
Essas moças não aparentavam escassez de recursos financeiros. E mesmo
que apresentassem não seria justificativa para tal atitude.
Pude verificar a repetição desse comportamento dessas moças por 4 vezes.
Até que resolvi chegar para o dono do restaurante e contar.
Dias depois estava almoçando e na saída o dono do restaurante me chamou
de lado e falou-me:
– Sabe aquelas moças as pegamos em fragrante.
– O que elas alegaram? Perguntei eu.
– Alegaram que se eu sou dono de restaurante é por que tenho dinheiro. E que
a refeição dela sem pagar não iria me fazer falta. Disse a elas que se
voltassem aqui e não pagarem iria mandar prende-las.

► Gente pobre:
- São pessoas que querem ter vantagens desrespeitando o seu semelhante.
- São pessoas que acreditam que têm direitos, mesmo que esses seus direitos,
infringem os direitos alheios.
* Ser gente pobre não depende da pobreza material, nem da intelectual e nem
da espiritual. Quem se comporta como gente pobre tem a pior das pobrezas:
não carregam interiormente a dignidade que caracteriza os seres humanos.

CONCEITO 7 – SOMOS SEMELHANTES?


Definição de semelhantes:
Semelhantes: Relação entre seres que têm entre si elementos conformes,
parecidos e análogos.
Corpo físico:
A ciência convencional prova que somos semelhantes no corpo físico.
Corpo mental:
Estudos da mente humana apontam acentuadas diferenças entre o padrão
mental dos seres humanos.
Corpo Vibracional ou Espiritual ou Alma:
Religiosidades, Seitas Filosóficas e o Esoterismo confirmam diferenças no
padrão Vibracional Humano.

Classes evolutivas de seres humanos segundo os conceitos da Numerologia


Pitagórica que habitam o planeta Terra:

- Classe sobras de gerações:


São seres humanos que não conseguiram evoluir juntamente com a geração
cósmica que pertenciam.
Estão presentes no planeta Terra e apresentam (uma ou várias) dessas
características na maioria dos atos em sua vida cotidiana:
Egoísmo; Individualismo; Estupidez; Inconsequência; Ignorância (apesar dos
conhecimentos ou cultura adquiridos); Desonestidade; Maledicência;
Agressividade. Desrespeito pelo semelhante. Inveja e despeito.

- Classe geração atual:

51
São seres humanos que oscilam durante sua vida entre as características da
classe “sobra de gerações” e uma postura construtiva e com respeito a seus
semelhantes.
Prevalecendo mais, por livre arbítrio e de maneira errônea, as atitudes da
classe sobras de gerações.

- Classe Geração de Vanguarda:


São os considerados como Povo Especial na Numerologia Pitagórica e que
vivem essas questões exclusivamente na polaridade positiva e não apresentam
nenhuma característica da classe “sobra de gerações”.
Se apresentar, apenas uma das características da classe “sobra de gerações” ,
estará vivendo como “geração atual” apesar de ser de Vanguarda.

Estima-se que na sociedade atual as classes se apresentam com as seguintes


proporções:
• Sobras de gerações = 40% população.
• Geração Atual = 50% população.
• Geração de Vanguarda = 10 % da população.

- Teoricamente acredita-se que na classe que o ser humano nascer


permanecerá durante toda a sua estada no planeta Terra. E que somente no
plano Cósmico poderá mudar sua classificação.
- Essencialmente acredita-se também, que o ser humano, que é obra da
Divindade e, portanto, carrega as características de Seu Criador poderá, a
qualquer momento de sua vida, ultrapassar as fronteiras das classes e
ascender para a classe acima mesmo em sua jornada no planeta Terra.
- As conquistas matérias adquiridas ou herdadas, ou o conhecimento adquirido,
ou cargos de destaque, ou funções religiosa/mística/filosófica ou esotérica não
indicam qualquer condição de classes.
- As classificações apresentadas estão relacionadas a comportamentos,
pensamentos e atitudes em relação a si, ao próximo e a natureza.
- As 3 classes evolutivas estão distribuídas em todas as classes étnicas,
sociais e religiosas.

UMA CRIANÇA ENTREVISTANDO O NUMERÓLOGO


Criança:
– Numelólogo, o que é a vida?
Numerólogo:
– São vários brinquedos que ganhamos. Alguns deixamos guardados e outros
vamos brincando.
Criança:
– E por que alguns ficam guardados?
Numerólogo:
– É que às vezes não sabemos, ainda, brincar com eles. São muito difíceis de
aprender. Ou por que já brincamos bastante e enjoamos, deixamos de lado. Ou
também, por que esquecemos de certos brinquedos que temos, por que
guardamos lá no fundo do armário e esquecemos deles.
Criança:
– Qual brinquedo da vida que você mais gosta de brincar?

52
Numerólogo:
– São aqueles jogos que você tem que achar as respostas.
Criança:
– Como assim?
Numerólogo:
– Tem certos jogos que para a gente continuar jogando temos que responder
uma pergunta. Se encontrar a resposta, continuamos a jogar. Se não encontrar
a resposta o jogo para.
Criança:
– Tipo batalha naval.
Numerólogo:
– Sim desse tipo. Só que esse jogo ele é fatal...
Criança:
– O que é fatal?
Numerólogo:
– É quando a gente joga um jogo, e se não acertar, a gente se machuca.
Criança:
– Nossa. Esse jogo é perigoso.
Numerólogo:
– Sim, muito perigoso. Por isso prefiro os jogos mais suaves.
Criança:
– O que é suave?
Numerólogo:
– E algo que pode acontecer, mas não machuca a gente.
Criança:
– Ah! Eu também prefiro esses jogos como você.
Criança:
– Numelólogo, na Numelologia a gente sabe por que o pai da gente não quer
brincar com a gente?
Numerólogo:
– Sim pela Numerologia podemos saber algumas coisas sobre as pessoas.
Criança:
– Então explica por que meu pai não gosta de brincar comigo.
Numerólogo:
– Os pais quando crescem esquecem que foram crianças e passam a se
preocuparem com coisas de adulto. E acaba por não querer mais brincar.
Criança:
– Mas, você não disse que a vida é como brinquedos?
Numerólogo:
– Sim a vida é como vários brinquedos.
Criança:
– E porque os pais não brincam mais?
Numerólogo:
– Por que eles encontraram outros brinquedos mais complicados e difíceis e
passam boa parte do tempo tentando entende-los.
Criança:
– Então é complicado crescer né Numelólogo?
Numerólogo:
– Não é. Faz parte da vida crescer.
Criança:

53
– Como assim?
Numerólogo:
– Tudo cresce na vida. As plantas, os animais e os seres humanos.
Criança:
– É verdade. Eu plantei uma plantinha pequenininha e agora ela é grandona.
Numerólogo:
– É assim mesmo.
Criança:
– Por que você é Numelólogo? Eu nunca tinha conhecido um Numelólogo.
Numerólogo:
– Olha! Eu me tornei Numerólogo sem querer.
Criança:
– Como assim sem querer?
Numerólogo:
– Ganhei um livro de Numerologia duma namorada. Fui lendo sem muito
interesse. Gostei muito e acabei estudando.
Criança:
– Que legal. Foi comigo, assim também, com a matemática. Eu não sabia nada
de números. Aí a professora foi me ensinando. Eu fui aprendendo e gostando.
Numerólogo:
– Pois é. A matemática é o outro lado dos números.
Criança:
– Outro lado?
Numerólogo:
– Sim. Na Numerologia estudamos os números junto com a vida das pessoas.
Na matemática se conta os números na vida das pessoas.
Criança:
– Tá complicado Numelólogo. Não entendi nada.
Numerólogo:
– É assim. Na Numerologia estudamos os números para fazer as pessoas
terem uma vida melhor. Na matemática se conta os números para saber se a
pessoa tem uma vida melhor.
Criança:
– É! Numelologia é complicada.
Numerólogo:
– Não é não. Quer ver? Vamos voltar aos brinquedos.
Criança:
– Vamos sim.
Numerólogo:
– Quantos brinquedos você tem?
Criança:
– Um montão.
Numerólogo:
– Vamos imaginar que você tenha 150 brinquedos. Certo?
Criança:
– Certo, acho que eu tenho mesmo uns 150 brinquedos. Ou mais.
Numerólogo:
– Na Matemática ela vai contar todos os seus brinquedos e dizer que você tem
150. E mais, vai somar o preço deles e dizer que você tem R$ 5.000,00 em
brinquedos.

54
Criança:
– Puxa! É bastante dinheiro né? E na Numelologia?
Numerólogo:
– A Numerologia vai te ensinar a brincar e a conservar esses brinquedos.
Criança:
– Entendi. E o que é mais importante Numelólogo? Ter 150 brinquedos ou
saber brincar com eles?
Numerólogo:
– As duas coisas são importantes.
Saber que você tem 150 brinquedos que valem R$ 5.000,00 é muito bom. Pois,
com 150 brinquedos você tem bastante opção para escolher com qual quer
brincar. E ter R$ 5.000,00 em brinquedos indica que você teve bastante
dinheiro para comprá-los.
Agora, não adianta ter tanto brinquedo se você não souber brincar com eles, ou
não souber conserva-los e eles vão acabar quebrando. Para isso vem a
Numerologia e te ensina a brincar e a conservá-los.
Criança:
– O que é a Numelologia?
Numerólogo:
– A Numerologia são vários números que levam a gente a uma viagem.
Criança:
– Adoro viajar. Viajei já 3 vezes.
Numerólogo:
– Que bom! Quando você foi fazer essas 3 viagens você passou por uma
transformação.
Não foi?
Criança:
– O que é transformação?
Numerólogo:
– Assim. Você saiu da sua casa e dormiu em outro lugar. Você teve que viajar
para chegar ao lugar onde queria passear. Você teve que levar somente alguns
brinquedos.
Não pode levar os 150. Transformação é mudar as coisas na vida.
Criança:
– Sim, quando viajei aconteceu transformação.
Numerólogo:
– Então a gente viaja nos números, pela Numerologia, e passa por
transformação.
Faz mudanças na vida.
Criança:
– Então quando a gente viaja na Numerologia dorme em outro lugar e não
pode levar os 150 brinquedos?
Numerólogo:
– Isso mesmo. A Numerologia mostra outros locais que podemos viver e nos
diz que talvez não precisemos de 150 brinquedos para viver.
Criança:
– Numelólogo eu vou ter que ir embora. Minha mãe está chamando.
Numerólogo:
– Está bom. Então vamos. Mas quero um beijo seu.
Criança:

55
– Tchau.
Numerólogo:
– Tchau.
Criança:
– Ah! Numelólogo quando eu crescer vou ser Matemático e Nu-me-ró-lo-go.
Numerólogo:
– Muito bom garoto. Por que na vida não adianta ter 150 brinquedos se você
não souber brincar com eles e nem saber como conservá-los.

Passamos, no mínimo, 15 anos estudando para uma formação acadêmica.


Nesses 15 anos de estudo aprendemos muito e com conhecimentos
diversificados.
Mas, em nenhum momento nos é ensinado uma ciência de autoconhecimento.
Que possa responder perguntas da seguinte natureza:
• Quais são os meus potenciais?
• Onde devo prevenir sobre minhas fragilidades?
• Quem são meus pais? Meus irmãos e parentes?
• A pessoa que amo quem é?
• Qual a minha melhor opção profissional?
• Devo ter filhos?
• O que está previsto no futuro em minha vida?
• Quando faço determinada escolha, como fazer para mudá-la depois?

Quando me perguntam qual a melhor idade para aprender Numerologia


respondo:
Aos os 14 anos.
Por quê?
É que nessa idade ainda não fizemos escolhas que teremos de consertar no
futuro.
No momento das escolhas torna-se precioso o conhecimento.
E, quando o conhecimento é apresentado aos 14 anos estará presente no
restante da vida humana.

O Momento da Criação dos Números


Conteúdo do livro Mitologia Numerológica do mesmo autor.

Deus, em Sua infinita sabedoria e bondade, criou o universo. Nele, colocou as


suas criaturas: os seres vivos. A cada ser vivo corresponderia um planeta,
para iluminá-lo no momento de seu nascimento e acompanhá-lo
energeticamente por toda a vida. No entanto, Deus achou que só a energia do
planeta não bastaria, e decidiu dar a cada ser vivo um número no momento de
seu nascimento, já que Seus filhos, habitando este planeta, teriam maior
facilidade para entender os números, do que os astros.

 Chamou o primeiro filho, e disse-lhe:


“Querido filho, a ti darei o NÚMERO 1. Serás sempre batalhador. Lutarás
muito, e todas as portas se abrirão para ti. Terás sucesso no que quiseres
fazer, pois em ti está a semente do começar. Serás famoso e terás muitas
56
conquistas. Brilharás tanto, que poderás ter de lutar contra a inveja e o
despeito de outros filhos. Teu brilho será tão intenso, que a ti mesmo parecerá
grandioso. No entanto, te darei tanto brilho, para que com ele possas iluminar
a vida de meus outros filhos. Será essa a tua missão: clarear os caminhos de
teus irmãos, com o teu próprio brilho. Se aqui voltares, tendo acumulado o
brilho apenas para ti, te direi então que perdeste tempo. Tirarei teu brilho, para
que possas entender a escuridão”.

 Em seguida, o Pai bondoso chamou Seu segundo filho:


“Querido filho, a ti destinei o NÚMERO 2. Com ele conseguirás amar e
juntar-te ao próximo. Sempre, em todos os momentos, necessitarás estar
acompanhado. A solidão não te será frutífera. Luta sempre para estares com
alguém. Carregarás em ti a semente da união. Serás o responsável pela união
de todos os teus irmãos. Sem ti, eles estarão soltos e dispersos pelo universo.
Por isso, rogo-te, busca sempre o próximo, estando sempre ao lado dele.
Somente conseguirás ter sucesso e ser feliz, se dividires tua vida com alguém.
A ti caberá unir. Porque se meus filhos aqui retornarem, dispersos e
desunidos, de ti cobrarei. A ti pedirei respostas, pois será por teus atos, tua
mente e teu coração que teus irmãos permanecerão unidos”.

 Prosseguindo, DEUS chamou o terceiro filho:


“A ti, querido filho, reservei a semente da multiplicação: te destinei o
NÚMERO 3. Por teu ventre passará a vida. Em ti, teus irmãos encontrarão
como se multiplicar. Estarás sempre destinado a servir, para que o mundo
possa crescer. Nunca negues a ninguém, seja quem for, o direito da
proliferação. Terás fala ampla e irrestrita, falarás todas as línguas e
descobrirás todos os pensamentos. Captarás no ar aquilo que não puderes
ver.
“Conquistarás a todos através da conversa, para que isso facilite a tua
aproximação com a recriação. Terás talento de sobra para desenvolver a
imaginação e a criatividade, para com isso procriares-te. Está em tuas mãos a
manutenção da vida e das ideias, por ti passarão todas as esperanças e os
sonhos, para que lhes dê a injeção da multiplicação.
“No entanto, rogo-te que multipliques sem te excederes. Não gastes tua
energia em vão, descobre como usá-la sabiamente, mas nunca negues a
possibilidade de desenvolvimento e crescimento. Quando aqui retornares,
pedir-te-ei que, junto a mim, olhes rumo ao infinito para podermos avaliar a
tua obra; se no universo houver vida abundante, terás sido um vitorioso”.

 Chamando imediatamente o próximo filho, DEUS disse:


“A ti, querido filho, reservei o NÚMERO 4. Serás, entre todos os meus filhos,
o único responsável pela solidez da vida e dos fatos desta. Aprenderás a criar
raízes. Aprenderás a estruturar; em ti está o poder de perpetuar a vida. Com
tua energia, conseguirás fazer com que as sementes plantadas por teus
irmãos possam se perpetuar. A ti cabe a responsabilidade de manter as obras
de teus irmãos para sempre. Se houver frutos dessas obras, tu forneceste o

57
alicerce e a estrutura para a sua frutificação. Vê, teu trabalho não será fácil.
Exigirá dedicação e, por vezes, muito trabalho e esforço; trabalharás
arduamente e não virá a ti o retorno de tua obra. Pois a ti bastará apenas
garantir a segurança, a estrutura e a solidez dos caminhos de teus irmãos.
“Como disse, a ti não virão os frutos, nem serás tu a colhê-los. No entanto,
querido filho, posso te garantir que é para ti que reservo os maiores méritos.
Pois quem trabalhar arduamente em meu nome, sem esperar reconhecimento,
merecerá um lugar de destaque em meu reino”.

 Chamando em seguida Seu próximo filho, disse:


“Querido filho, para ti reservei o poder da mudança. De posse do NÚMERO 5,
serás o responsável pelas transformações na vida de teus irmãos. Carregarás
contigo a facilidade de quebrar estruturas e derrubar barreiras; tudo o que
tocares mudará e se transformará.
“Por isso, peço-te que, de tempos em tempos, visites teus irmãos um a um
e, individualmente, observes suas vidas. Verifica o que não está de acordo, e
procede à mudança, conservando aquilo que precisa e deve ser mantido. Como
teus irmãos estarão espalhados pelo universo, terás a facilidade e a vontade
de te locomoveres por longas distâncias, ou melhor, necessitarás disso. Serás
então um pássaro errante sem moradia e sem ninho. Pois somente assim
conseguirás avaliar o que deve ser mudado, e o que deve ser mantido”.

 Em seguida, repleto de carinho, nosso Pai convocou Seu próximo filho:


“Para ti, querido pupilo, darei o NÚMERO 6. Com ele, poderás formar família,
conseguirás conservar e manter a estrutura sentimental de teus irmãos.
Serás aquele que carrega o amor em si. Cada vez que passares próximo a
teus irmãos, uma nuvem singela envolverá cada um deles, para que sintam o
quanto é importante amar.
“Vê que a ti não peço grande sacrifício. Pois, se observares o amor que
tenho por ti, poderás então transmiti-lo a todos os que tocares, para que
possas assim inspirar o amor na sua mais bela forma de expressão. No
entanto, advirto-te de que essa paz e tranquilidade poderá te causar danos;
nunca te acomodes. Nunca fiques sentado esperando a vida passar. És tu
quem deverás estar sempre atento às necessidades afetivas de teus irmãos.
Dar-te-ei mais: um lar, com o aconchego de teus entes queridos, para que
possas assim, dentro de tua própria casa, exercitar o mandamento de teu
destino”.

 Prosseguindo, chamou o próximo filho e, com muita seriedade, disse-


lhe:
“A ti, querido filho, reservei o NÚMERO 7. Quase sempre em tua vida serás
mal-entendido. Muitos não saberão como lidar contigo. É que te destinei para
ser meu canal de comunicação com os demais filhos meus. Para isso, terás a
facilidade de entrar em contato com o mundo não racional. Por ti, passará
sempre um cordão de ligação comigo. Por ti, falarei a meus outros filhos. Tua

58
missão não será fácil, pois, no mundo em que irás viver, poderás sucumbir às
tentações de outras ligações que não comigo.
“Por isso, da vida terás que conhecer de tudo. Conhecer apenas não bastará,
terás de entender profundamente a vida e as pessoas. Para isso, serás quieto,
calmo e pensador. Peço-te que, sempre que não conseguires mais continuar
nessa tua estrada, liga-te fortemente a mim e te mostrarei o caminho. Fica em
paz, porque sempre estarei falando contigo. E usarei de ti para falar com todos
os meus filhos”.

 Assim que terminou, nosso Pai convocou o próximo filho:


“A ti, querido filho, darei o NÚMERO 8, e com ele todas as facilidades das
moedas. Com ele, conseguirás acumular muita riqueza material, própria e
específica do mundo físico. Com a vibração deste número, serás poderoso,
influente e prestigiado por muitos, pois teus cofres estarão sempre cheios.
E, para que lides com a moeda com a desenvoltura que ela solicita, te darei um
poder visionário e, como te disse, não precisarás correr atrás das moedas,
pois elas te encontrarão. No entanto, reflete muito sobre a posse das moedas.
Se te dou tanta facilidade para adquiri-las, é porque deposito em ti a
esperança de que faças justiça. Se utilizares do poder das moedas para
financiar apenas teus projetos, ou para, pura e simplesmente, encher teus
cofres, quando aqui retornares, cobrarei de ti por teus irmãos.
“Pois, no mundo físico, aquele que estiver sem as moedas, ou com poucas
delas, sofrerá muito. Por isso é que te dou tanta facilidade para adquiri-las, na
esperança de que irás reparti-las. Pois, em relação aos outros teus irmãos,
quando necessitares da ajuda deles, eles te fornecerão seus dons, e não será
justo que reserves somente para ti a facilidade que as moedas produzem no
meio físico”.

 Assim sendo e, ao terminar a reunião, DEUS chamou Seu último filho:


“Com você, amado filho, ainda terei de conversar muito. No momento,
apenas te dou o NÚMERO 9. E, com a energia deste, sentirás uma necessidade
incontrolável de amparar a todos indistintamente; serás o único filho que se
preocupará com todos os outros indistintamente.
“Não conseguirás ser feliz, se a teu redor existir alguém infeliz. A tua
felicidade dependerá do bem-estar de todos os teus irmãos. Amarás o
universo das criaturas, e não uma a uma. Sentir-te-ás responsável por todas
elas. E és realmente responsável por elas. Nunca exigirei de ti mais do que
podes aguentar. Como tens de velar por todos os teus irmãos, te darei o poder
da imortalidade. Pois nunca poderás morrer; estarás sempre vivo, e sempre
cuidando deles. Tua vida é a vida de todos os demais. Assim serás feliz. Assim
conseguirás imortalizar-te. Sei, amado filho, que tua tarefa não é cômoda. Por
isso, providencio, agora, o nascimento em ti de dois auxiliares: de um lado,
carregarás a intuição que te ajudará no entendimento do mundo e intensificará
nossa ligação; poderás chamá-la de 11. De outro, carregarás a semente da
sabedoria universal: com ela adquirirás a facilidade para entender as razões
pelas quais teus irmãos cometem faltas e deslizes. E, com esse entendimento,
poderás orientá-los adequadamente. Poderás chamá-lo de 22.

59
“Como vês, serás o único filho com dois auxiliares. Pois sei da labuta que
terás de enfrentar. Rogo-te, nunca os abandones. Não te esqueças, amado
filho, tu somente serás feliz se teu próximo também estiver feliz. Por isso,
derrama felicidade por onde passares, para que teu próximo possa absorvê-la,
e assim tornar-se feliz. Estando ele feliz, tu também serás feliz”.

Terminada a reunião, nosso Amado Pai disse a todos os seus filhos:


“Queridos e amados filhos, chegou o momento da partida. Ide em direção ao
infinito. Lá encontrareis a terra árida para trabalhardes. Depositei em vós tudo
o que até agora pude desenvolver. Sois a minha esperança do futuro. Olharei
por todos. Estarei sempre presente ao vosso lado. Nunca vos abandonarei. A
cada um dei um talento desenvolvido; mas quero ainda dizer-vos que, apesar
desse talento desenvolvido, em cada um de vós plantei também todas as
outras sementes. Se, num determinado momento de vossas jornadas
cósmicas, precisardes de outro talento que não seja esse que desenvolvi em
vós, basta me pedirdes, que farei com que a semente solicitada germine
dentro de vós. Assim vos criei, pois vos criei à minha semelhança. Razão pela
qual sois iguais a mim”.

FINALIZAÇÃO
Apresentamos a você alguns conhecimentos duma ciência milenar.
Uma ciência que, segundo os historiados, nasceu na Grécia antiga em 600
antes de Cristo.
Uma ciência que estuda e orienta o ser humano em sua vida.
Uma vida recheada de números que atuam influenciando as decisões e as
escolhas que cada um faz em sua vida.

Seja consequente com você mesmo.


E assim, será consequente, também, com as pessoas.

A pessoa forte poderá optar por desenvolver e utilizar de sua força para
conquistar tudo que desejar. Para alcançar suas metas e objetivos.
Se, essa força prejudicar pessoas, será interessante observar que a força da
pessoa para conquistar será a mesma que conseguirá destruí-la.
Por isso afirmamos:
A sua maior qualidade poderá ser o motivo de sua destruição.

Viver a vida é uma batalha.


Uma luta para conseguir sobreviver perante a mediocridade que caracteriza e
define várias pessoas.
Será preciso travar uma luta com os adversários que utilizam da mediocridade
como forma de viver.
Uma batalha para, apenas e somente, conseguir ser aquilo que realmente você
quer Ser.
No entanto, sabemos que nessa batalha para viver, há um comportamento
absurdamente desnecessário e comprometedor.
Comportamento que deveria ser evitado por todos que queiram viver conforme
suas vontades e desejos.

60
Não será preciso ser sábio para praticar esse comportamento.
Basta apenas, não ser medíocre.
O comportamento que destrói a vida é evitar de:
Fornecer munição a seus adversários.
Somente um tolo fornece munição aos seus adversários.
Há, no silêncio, uma forma segura de conquistar.
O tanto quanto, a omissão produz limitações.

Não será possível radicalizar.


O radical, seja qual a polaridade utilizada, será sempre extremista.
Observando a natureza o ser humano encontra respostas e orientações
valiosas.
Um dia de temperatura muito fria não será seguido por um dia de temperatura
muito quente.
No inverno pode-se ter um dia com 10 graus.
No dia seguinte, não haverá um verão de 40 graus.
A natureza utiliza da transição para a mudança de temperatura com o objetivo
de não comprometer as várias formas de vida existentes no planeta Terra.
Entre, o inverno e o verão, há uma estação de transição.
Durante a estação de transição os dias frios vão lentamente tornando-se dias
quentes.
Entre o verão e o inverso há a primavera que transita durante 3 meses para
elevar as temperaturas.
Assim, também, deveria ser na vida humana.
Toda atitude deveria, para a sua implantação, ter um período de transição.
A transição entre o objetivo, a ação e os resultados.
Sempre que uma ação humana for radical os resultados serão desastrosos.
Sempre que a ação humana respeitar um período de transição, os resultados
serão seguros e permanentes.

Saber como agir não depende de sabedoria.


Depende apenas, e somente, de bom senso.
De conhecer o funcionamento da vida.
De entender e obedecer a ordem natural da vida.
O maior recurso de conquistas é o conhecimento.
O conhecimento sobre si mesmo.
Que proporciona condições para eliminar os riscos que corremos quando
agimos.
O limite que divide a conquista da perda é tênue e sutil.
Somente aquele, que souber determinar com segurança o momento de agir do
momento de recuar, conseguirá não ultrapassar a linha tênue e sútil que
separa a conquista da perda.
A identificação dos momentos de agir, dos momentos de recuar, vem somente
pelo conhecimento sobre si mesmo e o conhecimento sobre as pessoas que
convivem conosco.
E é esse conhecimento o principal objetivo da Numerologia Pitagórica através
da interpretação do Projeto de Vida Pessoal de cada pessoa. Ou do
aprendizado da Numerologia para utilizar na sua vida.

Não há fórmula que sirva para todos.

61
O que deu certo para uma pessoa não dará certo para outra pessoa.
Nós, humanos, somos seres únicos.
Cada um carrega a sua fórmula única de sucesso.

Sobre o Autor
Roberto Macchado – numerólogo Pitagórico
Iniciou seus trabalhos com a Numerologia Pitagórica em 1996 quando fundou
a ABRAN Associação Brasileira de Numerologia.
Permaneceu como presidente da ABRAN entre os anos de 1996 a 2014 para
implantar, desenvolver e finalizar o Projeto Numerologia Pitagórica e ABRAN.
Nesse Projeto escreveu os conteúdos que informam, orientam e determinam
como ensinar e prestar os serviços de numerologia.
Autor de 4 livros de Numerologia Pitagórica.
No ano de 2016 fundou a Nova Corrente da Numerologia Pitagórica.
Atualmente é o presidente da ABRAN e atua na Nova Corrente com cursos e
serviços pessoais e empresariais.
Contatos
www.omeutempo.com.br
roberto@omeutempo.com.br

Cursos de Numerologia Pitagórica


→ Para conhecer clique na imagem ou solicite por e-mail ou WhatsApp.

Serviços de Numerologia

62
63
Contatos:
Site pessoal: www.omeutempo.com.br
Site cursos: www.cursodenumerologia.com.br
E-mail: roberto@omeutempo.com.br
WhatsApp: 11 9 5375 9826

Dados do registro desse livro.


Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida, guardada pelo sistema
“retrivial”ou transmitida de qualquer modo ou por qualquer outro
meio, seja este eletrônico, mecânico, de fotocópia, de gravação, ou outros, sem prévia
autorização escrita do autor.

Proibida a reprodução ou o envio total ou parcial por quaisquer meios sem a


autorização escrita do autor.

Todos os direitos reservados são reservados por


Roberto Machado.
Índice para catálogo sistemático:
Numerologia Pitagórica: Ciências Ocultas 133.335
Números: Simbolismos: Ciências Ocultas 133.335
Numerólogo, Roberto
Numerologia Pitagórica: Conheça o Seu Mapa.
Roberto Numerólogo. 1. ed.
- São Paulo, SP: Machado, 2020
ISBN: 978-85-900752-5-1
1. Simbolismos dos números I. Título.
CDD: 133.355 - N9718n
Todos os direitos para língua portuguesa são reservados por Roberto Machado. 1ª
Edição 2020.
E-mail: roberto@omeutempo.com.br - Site: www.omeutempo.com.br

64