Você está na página 1de 7

CURSO: Administração, Ciências Contábeis e Sistemas de Informação.

DISCIPLINA: Matemática
PROFESSOR: Vitória Regina Lunardi E-MAIL: vitoria@facensa.com.br
CARGA HORÁRIA: 80h CRÉDITOS: 04

1_Conjuntos

Conjunto é qualquer coleção bem definida de objetos ou seres, designados por letras
maiúsculas.
Ex: A = {1, 2, 3, 4}
Um conjunto é designado geralmente por uma letra maiúscula, reservando-se as letras
minúsculas para os seus elementos.
A expressão simbólica x ∈A significa que “x é elemento de A”.
A negação de x A representa-se por X ∉ A, lê-se “x não pertence a A” (ou “x não é
elemento de A).

Representação de Conjuntos:

Um conjunto pode ser descrito em extensão enumerando explicitamente todos os seus


elementos colocados entre chaves e separados por vírgulas.

Ex: A = {Jan., Fev., Mar., Abr., Mai., Jun., Jul., Ago., Set., Out., Nov., Dez.}, conjunto
dos meses do ano.
V = {a,e,i,o,u}, conjunto das vogais.
P = {0,2,4,6,8,10,12,...}, conjunto dos números pares.

Um conjunto pode ser descrito em compreensão, enunciando uma propriedade


característica dos seus elementos (isto é, uma propriedade que os seus e só os seus
elementos possuam).

Ex: B = {meses do ano}, C = {letras do alfabeto}.

Um conjunto pode ser descrito em forma de Diagrama de “Venn” traçando uma linha
fechada e no interior desta indicam-se cada elemento por um ponto qualquer.

Ex: conjunto “A” constituído pelos seguintes países:

A
. Itália

. Espanha

. Portugal
Subconjunto:
. França
1
Dados dois conjuntos A e B, dizemos que A é subconjunto de B quando todo elemento
de A é elemento de B.

Notação: A ⊂ B ( A esta contido em B) ou A ⊄ B (A não esta contido em B)

Ex: Se A = {1, 2, 3} e B = {0, 1, 2, 4, 3}, então A ⊂ B, pois todo elemento de A é


elemento de B.

Já, se A = {2, 4, 5} e B = {1, 4, 5}, então A ⊄ B, pois 2 ∈A e 2 ∉ B.

Subconjunto definido por uma propriedade:

Sendo o conjunto A = {2, 3, 4, 5}, a notação x ∈A significa que x pode assumir


qualquer dos valores de A. Portanto, x é uma variável em A.

Ex: Seja A = {2, 3, 4, 5, 6} e B = {2, 4, 6} é subconjunto de A, constituído pelos


elementos de A que são pares. Então, podemos escrever que:

B = { x ∈A ∣x é par}

(B é o conjunto dos elementos x pertencentes a A tais que x é par), “x é par” foi a


propriedade utilizada para explicar os elementos do subconjunto B.

Classificação de conjuntos:

Um conjunto finito é constituído por um número específico de elementos diferentes,


podemos enumerar todos os seus elementos. Caso contrário trata-se de um conjunto
infinito.
Ex: A = {Números pares “menores” que quatro e positivos} = {0,2} = conjunto finito
B = {números pares positivos} = {0,2,4,6,...} = conjunto infinito

Conjunto vazio: É um conjunto que não possui elementos. É representado por { } ou


por Ø.

Conjuntos Numéricos Fundamentais:

Conjunto dos Números Naturais (N)


São todos os números inteiros positivos, incluindo o zero.
N = {0,1,2,3,4,5,6,7,8,9,10, ...}

Caso queira representar o conjunto dos números naturais não-nulos (excluindo o zero),
deve-se colocar um * ao lado do N:
N* = {1,2,3,4,5,6,7,8,9,10,11, ...}

2
Conjunto dos Números Inteiros (Z)
São todos os números que pertencem ao conjunto dos Naturais mais os seus respectivos
opostos (negativos).
Z = {... -4, -3, -2, -1, 0, 1, 2, 3, 4, ...}

O conjunto dos inteiros possui alguns subconjuntos, eles são:

- Inteiros não negativos (Z+)


São todos os números inteiros que não são negativos. Logo percebemos que este
conjunto é igual ao conjunto dos números naturais.
Z+ = {0,1,2,3,4,5,6, ...}

- Inteiros não positivos (Z-)


São todos os números inteiros que não são positivos.
Z- = {..., -5, -4, -3, -2, -1, 0}

- Inteiros não negativos e não-nulos (Z*+)


É o conjunto Z+ excluindo o zero.
Z*+ = {1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, ...}
Z*+ = N*

- Inteiros não positivos e não nulos (Z*-)


São todos os números do conjunto Z- excluindo o zero.
Z*- = {... -4, -3, -2, -1}

Conjunto dos Números Racionais (Q)


Os números racionais é um conjunto que engloba os números inteiros (Z), números
decimais finitos (por exemplo, 743,8432) e os números decimais infinitos periódicos
(que repete uma seqüência de algarismos da parte decimal infinitamente), como
"12,050505...", são também conhecidas como dízimas periódicas.

Conjunto dos Números Irracionais


É formado pelos números decimais infinitos não-periódicos. Um bom exemplo de
número irracional é o número PI (resultado da divisão do perímetro de uma
circunferência pelo seu diâmetro), que vale 3,14159265.... Atualmente,
supercomputadores já conseguiram calcular bilhões de casas decimais para o PI.
Também são irracionais todas as raízes não exatas, como a raiz quadrada de 2
(1,4142135...).

Conjunto dos Números Reais (R)


É formado por todos os conjuntos citados anteriormente (união do conjunto dos
racionais com os irracionais).

3
Representações dos Intervalos na Reta Real:

O conjunto dos números reais (R) possui também subconjuntos, denominados


intervalos, que são denominados por meio de desigualdades. Sejam os números reais a e
b, com a < b (a bolinha “vazia” significa que os extremos não pertencem ao intervalo e
a bolinha “cheia” significa que os extremos pertencem ao intervalo).

Intervalo aberto de extremos a e b é o conjunto ] a , b [ = {x R | a < x < b}

Intervalo fechado de extremos a e b é o conjunto [a , b] = {x R | a ≤ x ≤ b}

Intervalo aberto à direita (ou fechado à esquerda) de extremos a e b é o conjunto


[a , b[ = {x R | a ≤ x < b}

Intervalo aberto à esquerda (ou fechado à direita) de extremos a e b é o conjunto


]a , b] = {x R | a < x ≤ b}

4
Existem ainda intervalos infinitos: +  (lê-se: mais infinito) e   (lê-se: menos infinito)

] - ∞ , a] = {x R | x ≤ a}

] - ∞ , a [ = {x R | x < a}

[ a , + ∞ [ = {x R | x ≥ a}

] a , + ∞ [ = {x R | x > a}

Operações com conjuntos:

União ( ∪ )
Dados os conjuntos A e B, define-se o conjunto união A ∪ B = {0,1,3,4,5}.
Exemplo: A = {0,1,3} ∪ B ={ 3,4,5 }. Percebe-se facilmente que o conjunto união
contempla todos os elementos do conjunto A e do conjunto B.
Propriedades imediatas:
a) A ∪ A = A
b) A ∪ B = B ∪ A (a união de conjuntos é uma operação comutativa)
c) A ∪ U = U , onde U é o conjunto universo.

Intersecção ( ∩ )
Dados os conjuntos A e B , define-se o conjunto intersecção A ∩ B = {4}.
Sendo A = {0,2,4,5} e B = { 4,6,7}. Percebe-se facilmente que o conjunto intersecção
contempla os elementos que são comuns aos conjuntos A e B.
Propriedades imediatas:
a) A ∩ A = A
b) A ∩ B = B ∩ A ( a intersecção é uma operação comutativa)
c) A ∩ U = A onde U é o conjunto universo.

Diferença: A - B
Observe que os elementos da diferença são aqueles que pertencem ao primeiro
conjunto, mas não pertencem ao segundo.
Exemplos:
A = {0,5,7} e B = {0,7,3}, onde A – B = {5}.
A = {1,2,3,4,5} e B = {1,2,3}, onde A - B = {4,5}.

5
Complementar de um conjunto
Trata-se de um caso particular da diferença entre dois conjuntos. Assim é, que dados
dois conjuntos A e B, a diferença A - B chama-se, neste caso, complementar de B em
relação a A. Simbologia: CAB = A - B.

Número de elementos de um conjunto:


Se o conjunto A é finito, o número de elementos de A será indicado por n(A).
Ex: A = {1, 2, 3, 4, 5}; n(A) = 5
B = {0, -1, 1, 2, 3, 5}; n(B) = 6

Exercícios:

1. Seja U = {-2, 1, 0, ½, ¾, 2, 10/3, 4, -5}, explicar os elementos de cada um dos


conjuntos seguintes:

1.1 { x ∈U ∣x < 0}
1.2 { x ∈U ∣x ≤ 0}
1.3 { x ∈U ∣2 < x < 3}
1.4 { x ∈U ∣ x + 1 = 2}
1.5 { x ∈U ∣1/x = 2}
1.6 { x ∈U ∣x² = 4}
1.7 { x ∈U ∣x ≥ ½}
1.8 { x ∈U ∣x – 4 < 0}
1.9 { x ∈U ∣4 - x ≤ 0}

2. Seja U = {-1, ½, 2, 4,1/3, 5}, verificar se são iguais ou não os pares A e B dso
conjuntos seguintes.

2.1 A = { x ∈U ∣x + 1 = 3} B = { x ∈U ∣ 2x - 3 =1}
2.2 A = { x ∈U ∣x < 0} B = { x ∈U ∣ x + 1 =0}
2.3 A = { x ∈U ∣0 < x < 5} B = { x ∈U ∣ 0 ≤ x ≤ 5}
2.4 A = { x ∈U ∣x > ½} B = { x ∈U ∣ x < 5}

3. Dados os conjuntos A = {0, 2, 1, 5} e B = {5, 1, 6, 4}, determinar:

3.1 A ∪B 3.2 A ∩B 3.3 A–B


3.4 B–A 3.5 A x B (produto cartesiano)
3.6 B x A (produto cartesiano)

4. Sejam A e B dois conjuntos tais que n(A) = 12, n(B) = 10 e n(A∪B) = 15,
determine:

4.1 n(A ∩B) 4.2 n(B – A) 4.3 n(A – B)

6
Material adicional: TEORIA DOS CONJUNTOS

Símbolos

: pertence : existe

: não pertence : não existe

: está contido : para todo (ou qualquer que seja)

: não está contido : conjunto vazio


: contém N: conjunto dos números naturais
: não contém Z : conjunto dos números inteiros
/ : tal que Q: conjunto dos números racionais
Q'= I: conjunto dos números
: implica que irracionais

: se, e somente se R: conjunto dos números reais

Símbolos das operações

: A intersecção B

: A união B
a - b: diferença de A com B
a < b: a menor que b

: a menor ou igual a b
a > b: a maior que b

: a maior ou igual a b

:aeb

: a ou b