Você está na página 1de 6

ISSN:2238-7234

Araújo FE, et al. Assitencias as practical nursing in peritoneal dialysis: a review

REVISÃO / REVIEW / REVISIÓN


Assitencias as practical nursing in peritoneal dialysis: a review
As práticas assistências de enfermagem na diálise peritoneal: uma revisão
Assitencias enfermería como práctica en diálisis peritoneal: una revisión

Francisca Elisangêla de Araújo1, Vinicius Lino de Souza Neto2, Ana Elza Oliveira de
Mendonça3, Tamiris Lanny Claudino Estrela Lins4, Francisco Márcio Leite Granjeiro5

ABSTRACT
Objective: The study aimed to identify the literature the nursing care practices to the patient on peritoneal
dialysis procedure. Methodology: This is an integrative literature review conducted in the databases Latin
American and Caribbean Center on Health Sciences Information (LILACS), Bank of Nursing data (BDENF) in
electronic library Scientific Electronic Library Online (SciELO) between the months of June to August 2014,
with a sample size 12 articles that met the inclusion criteria. Results: in the peritoneal dialysis process, care
can be categorized as follows: pre-, intra- and post-procedure, all as the basic human needs of the patient. In
the home environment the nurse should assess the environment of the house and suggests the necessary
modifications. Conclusion: It is concluded that the nurse plays a vital role in patient care on dialysis, in order
to minimize risks and improve the lives of patients.
Descriptors: Renal insufficiency chronic. Peritoneal dialysis. Nursing.
RESUMO
Objetivo: a pesquisa teve como objetivo identificar na literatura as práticas assistenciais de enfermagem ao
paciente em procedimento de dialise peritoneal. Metodologia: trata-se de uma revisão integrativa da
literatura realizada nas bases de dados Sistema Latino Americano e do Caribe de informação em Ciências da
Saúde (LILACS), Banco de dados de Enfermagem (BDENF) na biblioteca eletrônica Scientific Electronic Library
Online (SciELO), entre o mês de junho à agosto de 2014, tendo como amostra 12 artigos que atenderam aos
critérios de inclusão. Resultados: no processo de dialise peritoneal, os cuidados podem ser categorizados da
seguinte forma: pré, intra e pós-procedimento, tudo isso conforme a necessidades humanas básica do
paciente. No âmbito domiciliar o enfermeiro deve avaliar o ambiente da casa e sugere as modificações
necessárias. Conclusão: Assim, conclui-se que o enfermeiro exerce um papel indispensável na assistência ao
paciente em tratamento dialítico, com o intuito de minimizar riscos e melhorar a vida dos pacientes.
Descritores: Insuficiência renal crônica. Diálise peritoneal. Enfermagem.
RESUMÉN
Objetivo: El objetivo del estudio fue identificar la literatura las prácticas de atención de enfermería al
paciente sobre el procedimiento de diálisis peritoneal. Metodología: Se trata de una revisión integradora de
la literatura realizada en las bases de datos del Centro Caribe en Ciencias de la Salud (LILACS), Banco de
datos de enfermería (BDENF) en la biblioteca electrónica Scientific Electronic Library Online Latin América y
(SciELO) entre los meses de junio a agosto, 2014, con un tamaño de muestra de 12 artículos que cumplían los
criterios de inclusión. Resultados: en el proceso de diálisis peritoneal, la atención se pueden clasificar de la
siguiente manera: pre, intra y post procedimiento, todo como las necesidades humanas básicas de la
paciente. En el entorno del hogar la enfermera debe evaluar el entorno de la casa y sugiere las
modificaciones necesarias. Conclusión: Se concluye que la enfermera tiene un papel vital en el cuidado del
paciente en diálisis, con el fin de minimizar los riesgos y mejorar la vida de los pacientes.
Descriptores: Insuficiencia renal crónica. Diálisis peritoneal. Enfermería.
1Graduanda em Enfermagem pelo Centro Universitário FACEX. Natal, Rio Grande do Norte, Brasil. Email:
f.elisaraujo@hotmail.com.br
2Enfermeiro pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Campina Grande, Paraíba, Brasil. Email:

vinolino@hotmail.com
3Enfermeira. Mestre e doutoranda em Enfermagem pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Professora

da Graduação em Enfermagem do Centro Universitário FACEX e UFRN. Natal, Rio Grande do Norte, Brasil. Email:
a.elza@uol.com
4Enfermeira pela Faculdade Santa Maria (FSM). Natal, Rio Grande do Norte, Brasil. Email: tamirisenfer@gmail.com.br
5Acadêmico de Medicina pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Campina Grande, Paraíba, Brasil. Email:

fmlgranjeiro@gmail.com

Portuguese 111
Rev Enferm UFPI. 2015 Jan-Mar;4(1):111-6.
ISSN:2238-7234
Araújo FE, et al. Assitencias as practical nursing in peritoneal dialysis: a review

qualidade que contribuam para geração de resultados


INTRODUÇÃO
positivos na prática clínica(4-5).
No Brasil, cerca de 12 milhões de pessoas
Diante do exposto, o desenvolvimento do presente
apresentam algum grau de insuficiência renal (IR) e,
estudo justifica-se pelo número reduzido de
aproximadamente, 95 mil renais crônicos dependem
produções científicas que discutam as práticas
de diálise ou transplante para sobreviverem. Além
assistências e de diretrizes de enfermagem em DP no
disso, 52 milhões são classificados como população
Brasil. Assim, o presente estudo teve como objetivo
de risco para o desenvolvimento de doenças renais(1).
identificar na literatura cientifica nacional as
A Doença Renal Crônica (DRC) é uma enfermidade
principais práticas assistências de enfermagem ao
de grande morbidade e mortalidade cuja incidência
paciente em dialise peritoneal.
vem aumentando no Brasil e em todo o mundo em
escala inquietante, configurando-se assim como um METODOLOGIA
grave problema de saúde pública. Isso se deve em Realizou-se uma revisão integrativa da literatura,
parte, as implicações sociais, econômicas e o visto que a mesma reúne e sintetiza resultados de
impacto negativo na qualidade de vidas dessas pesquisas sobre um delimitado tema, de maneira
(1-2)
pessoas . sistemática e organizada, contribuindo com o
A DRC é caracterizada pela perda progressiva e aprofundamento do conhecimento do tema
irreversível das funções renais, que se instalam de investigado.
forma lenta e progressiva. As modalidades de Para a realização desse estudo, foram obedecidas
Terapias Renais Substitutivas (TRS) disponíveis as seis etapas do processo de elaboração da revisão
atualmente são a diálise, que pode ser peritoneal ou integrativa, expostas a seguir: elaboração da
hemodiálise e o transplante renal. Cabe ressaltar que pergunta norteadora, estabelecimento dos objetivos
as TRS substituem parcialmente a função renal, da revisão e critérios de inclusão e exclusão dos
amenizam os sintomas e prolongam a vida do artigos; definição das informações a serem extraídas
(2)
paciente, mas, nenhuma delas representa a cura . das pesquisas; seleção dos artigos na literatura;
Á Diálise Peritoneal (DP) é a modalidade dialítica análise dos resultados; discussão dos achados e
que utiliza uma membrana peritoneal como apresentação da revisão(6).
superfície de troca para a difusão de solutos Para conduzir esta revisão, formulou-se a seguinte
urêmicos e ultrafiltração do líquido corpóreo quando questão norteadora: Quais os cuidados de
os rins perdem a capacidade de fazê-lo. Nessa enfermagem prestados ao paciente em dialise
perspectiva existem alguns critérios para se iniciar a peritoneal (DP)?
DP, como a avaliação e indicação dessa modalidade Para a seleção dos artigos utilizou-se acesso on-
de diálise por um médico nefrologista. Que irá line as bases de dados da Biblioteca Virtual da Saúde
utilizar como parâmetros os sinais e sintomas, á (BVS): Sistema Latino Americano e do Caribe de
dosagem de uréia, creatinina, potássio, componentes informação em Ciências da Saúde (LILACS), Banco de
ácidos no sangue, quantidade de urina produzida em dados de Enfermagem (BDENF) e na biblioteca
24 horas e o cálculo da porcentagem de eletrônica Scientific Electronic Library Online
funcionamento dos rins ou taxa de filtração (SciELO).
(3-4)
glomerular . Para o levantamento das publicações, foram
Frente à complexidade dos pacientes, dos utilizados os descritores cadastrados nos Descritores
distúrbios acarretados pela supressão da função renal em ciências da saúde (DeCS) e do Medical Subject
e das demandas de cuidados, as práticas assistências Headings (MeSH): “Diálise Peritoneal/ português” e
em DP, devem ter uma abordagem multiprofissional. “Insuficiência Renal Crônica/português”, sendo
Nesse sentido, o profissional de enfermagem e a combinados, por meio do conector booleano “AND”
equipe assistencial precisam estar em busca com o descritor “Enfermagem”, inseridos por meio
constante por qualificação na área de nefrologia. do formulário para busca avançada.
Entende-se por procura de novos conhecimentos o A pesquisa foi realizada nos meses de junho a
aprimoramento na realização do exame físico, à agosto de 2014. Os critérios de inclusão utilizados
utilização de novas drogas, a elaboração de planos de para a seleção dos artigos analisados foram: artigos
cuidado assistenciais frente às necessidades dos completos disponíveis em língua portuguesa, que
indivíduos e a elaboração de metas e indicadores de discutiam os cuidados de enfermagem ao paciente
Portuguese 112
Rev Enferm UFPI. 2015 Jan-Mar;4(1):111-6.
ISSN:2238-7234
Araújo FE, et al. Assitencias as practical nursing in peritoneal dialysis: a review

em DP, publicados nos últimos cinco anos (agosto de Critical Appraisal Skills Programme (CASP)(7). Os
2009 a agosto de 2014). Os critérios de exclusão estudos que atingiram um escore de sete, do máximo
aplicados foram: artigos em formato de editoriais e possível de dez pontos, foram incluídos na amostra.
cartas ao editor. Destaca-se que o recorte temporal Após o procedimento da busca eletrônica nas
dos últimos cinco anos é uma estratégia bases de dados mencionadas, realizou-se uma
recomendada para a qualificação da pesquisa. avaliação dos artigos por quatro revisores, sendo
Para realizar a análise da amostra, utilizou-se um posteriormente comparados os resultados, a fim de
instrumento adaptado (Tabela 1), que contemplou os certificar que os artigos atendiam aos critérios de
seguintes aspectos: fonte, tipo de estudo, tipo de inclusão. Dessa forma, as publicações foram pré-
evidência, resultados e considerações selecionadas com base na leitura do título e resumo.
finais/conclusões. Em seguida, procedeu-se a leitura na íntegra dos
Os autores utilizados neste estudo foram artigos previamente selecionados, foram
devidamente referenciados, respeitando e identificados os artigos que compuseram a amostra
identificando as fontes de pesquisa, observando rigor final desta revisão integrativa.
ético quanto à propriedade intelectual dos textos A amostra inicial foi de 35 artigos, no entanto
científicos que foram analisados, no que se refere ao após a aplicação dos critérios estabelecidos, obteve-
uso do conteúdo e de citação das partes das obras se uma amostra final de 12 estudos, sendo 06 artigos
consultadas. No intuito de manter nesta investigação no SciELO, 03 artigos no LILACS e 03 na BDENF,
estudos de qualidade, os artigos pré-selecionados conforme explana a Figura 1.
(Tabela 1) foram avaliados como relevantes e
metodologicamente adequados, utilizando um
formulário para avaliação de estudos elaborados pelo

Figura 1 – Distribuição dos periódicos conforme base de dados. Natal, Rio Grande do Norte, Brasil, 2014.

RESULTADOS E DISCUSSÃO
Para uma melhor compreensão didática os resultados forma categorizados. Elencaram-se as informações
disponibilizadas pelos 17 estudos, que abordaram algum tipo de cuidado de enfermagem aos pacientes em
dialise peritoneal, conforme Tabela 1, abaixo:

Portuguese 113
Rev Enferm UFPI. 2015 Jan-Mar;4(1):111-6.
ISSN:2238-7234
Araújo FE, et al. Assitencias as practical nursing in peritoneal dialysis: a review

Tabela 1 – Relação dos artigos que pertence ao eixo da temática em questão, conforme critérios. Natal, Rio
Grande do Norte, Brasil, 2014.
Fonte Tipo de Estudo Resultados Considerações Finais

1 Braga FLM, et al Estudo transversal O déficit de função renal foi Os resultados mostram
diagnosticado em 82,6% dos associação da atividade
avaliados. inflamatória e da síndrome
metabólica.
2 Crestani Filho VJ, Estudo de corte As principais etiologias de DRC Neste estudo, hipertensão e
Rodrigues RAC retrospectivo foram doença renal proteinúria foram fatores de
diabética (DRD) (47,7%) e risco para evolução com DRC
nefroesclerose hipertensiva progressiva.
(34,2%).
3 Santos I, Rocha RPF, Estudo descritivo- Práticas de autocuidado de Práticas de autocuidado de
Berardinelli LMM exploratório. pessoas com insuficiência renal pessoas com insuficiência
crônica submetidas á diálise renal crônica.
peritoneal ambulatorial contínua.
4 Bisca MM, Marques IR Estudo interelacional Os diagnósticos prevalentes Concluiu-se que a
e retrospectivo incluíram: perfusão tissular renal identificação
ineficaz (100,0%), do perfil de diagnósticos
risco para infecção (100,0%), destes pacientes é essencial
proteção ineficaz (80,6%) e para o planejamento da
controle ineficaz do regime assistência.
terapêutico (54,8%).
5 Carvalho GMC, Lima FET, Estudo teórico – Foram descritos sete cuidados de Emergiu o cuidar
Barbosa IV, Melo EM reflexivo. enfermagem. permanência, compreendido.

6 Torreão CL, Souza SR, Estudo de revisão da Foram utilizados 07 artigos que O enfermeiro tem muito
Aguiar BGC. literatura. possibilitaram a formação de trabalho a desenvolver e
grupos para discussão planejar em conjunto com o
. cliente renal e sua família.
7 Santos FK, Valadares GV Estudo observacional Os escores do SF-36 foram A Qualidade de Vida foi
transversal semelhantes em várias dimensões semelhante entre as
modalidades.
8 Moreira AGM, Araújo STC, Estudo qualitativo. Obteve-se que 100% dos A enfermeira que orienta
Torchi TS entrevistados conhecem a necessita perceber indícios
necessidade de cuidar. não verbais que apontem
fragilidades no desempenho
de papéis para o
autocuidado.
9 Oliveira MP, Kusumota L, Estudo seccional Os pacientes com trabalho O trabalho é uma faceta
Ribeiro RCHM, Rodrigues remunerado apresentavam importante da vida desses
RAP, Haas VJ maiores escores médios. pacientes e merece a atenção
dos profissionais da saúde.
10 Abrahao SS, et al. Estudo descritivo. Os valores de Odds Não foi detectada
Ratio estiveram dentro dos significância estatística para
limites dos intervalos de as variáveis testadas, embora
confiança (95%) e em alguns haja uma tendência para a
casos foram < 1, indicando a sua ocorrência.
possibilidade de associação
negativa entre algumas variáveis.
11 Lins SMSB,Santo FHE, Fuly Estudo descritivo Elaborou-se, no total, um O subconjunto de
PSC, Garcia TB subconjunto de 77 diagnósticos diagnósticos de enfermagem
de enfermagem. resultante do estudo é
bastante abrangente.
12 Mota PC, Vaz AP, Ferreira Estudo retrospectivo. Os esquemas imunossupressores A infecção constituiu a
IC, Bustorff M, Damas C mais utilizados foram: principal complicação
prednisolona e micofenolato pulmonar no grupo de
mofetil com ciclosporina (38,9%) doentes estudado.
ou tacrolimus (22,2%) ou
rapamicina (13,9%).
Fonte: Sistema Latino Americano e do Caribe de informação em Ciências da Saúde (LILACS), Scientific
Electronic Library Online (SciELO) e Banco de dados de Enfermagem (BDENF), Natal/RN, 2014.

Nas últimas décadas, pôde-se observar um grande A assistência de enfermagem aos pacientes
desenvolvimento dos métodos dialíticos, melhorando submetidos à DP exige dos profissionais de
assim a qualidade da assistência prestada aos enfermagem, conhecimentos teórico-práticos
pacientes. Contudo, acredita-se que esta eficiência específicos que o capacitem a atender os pacientes
não depende unicamente da indicação do método em com segurança. Assim, um importante indicador de
si, mas relaciona-se à disponibilidade dos recursos qualidade a ser atingido é a incidência de ocorrência
estruturais da unidade, adequação de materiais e iatrogênicas, e suas consequências indesejáveis no
equipamentos para realização do procedimento, a decorrer do tratamento(9-10).
quantidade e qualidade do pessoal de enfermagem, Os cuidados com o cateter de DP devem ser
bem como, a capacitação técnico-científica destes priorizados nos primeiros dias após a inserção, pois o
profissionais para participar desse procedimento (8). local de saída deve ser coberto com gaze e o curativo

Portuguese 114
Rev Enferm UFPI. 2015 Jan-Mar;4(1):111-6.
ISSN:2238-7234
Araújo FE, et al. Assitencias as practical nursing in peritoneal dialysis: a review

trocado sempre que for observadas manchas de CAPD. As condições de educação, higiene e moradia
exsudato ou sangue. Curativos oclusivos, devem ser avaliadas por equipe multidisciplinar e
impermeáveis ao ar, bem como pomadas, nunca serão determinantes no sucesso do tratamento. O
devem ser usados. O paciente deve ser instruído a respeito ao estilo de vida do paciente e familiar, bem
evitar movimentos do cateter no local de saída tanto como condições de alcançar adequação dialítica,
quanto possível, porque os movimentos nesta região fazem parte da decisão de se tratar um paciente com
retardam a cicatrização e podem levar a infecção. DP(14-15).
Quando o paciente iniciar o autocuidado para o Desta maneira, quando as práticas assistências
cateter; as trocas de curativos podem ser feitas e/ou cuidados são implementados de forma
menos frequentemente e orientar quanto à sistemática através do processo de enfermagem as
importância da higienização das mãos(11). intercorrências são minimizadas. O uso do processo
Nesse sentido os cuidados de enfermagem ao de enfermagem como método científico na execução
paciente em processo de dialise peritoneal, logo após das ações de enfermeiro é imprescindível para se
a inserção do cateter, podem ser divididos em três atingir a autonomia profissional(16).
momentos: Pré, Intra e Pós-Dialise. Os cuidados na
CONCLUSÃO
pré dialise estão voltados na orientação a todos
Após análise dos artigos, os resultados
quanto ao uso de mascaras no recinto, inclusive os
encontrados evidenciam a importância dos cuidados
pacientes; preparar o material; ofertar apoio
de enfermagem no processo de DP, nas suas fases
psicológico ao paciente; possibilitar o esvaziamento
pré, intra e pós procedimento. Com esse
da bexiga e medir a diurese; verificar o peso do
entendimento, reforça-se a importância dos cuidados
paciente; executar a tricotomia da região abdominal
para atenuar as intercorrências e as complicações
e antissepsia da área; controlar os sinais vitais;
infecciosas, ou seja, peritonites relacionadas aos
coletar material e encaminha ao setor de exames do
cateteres. Bem como as complicações relacionadas
laboratório; posicionar o paciente em decúbito dorsal
ao cateter de DP, como extravasamentos de solução
horizontal(12-13).
pelo orifício de inserção, sangramento, dor e retardo
No momento intra, o enfermeiro deve anotar
na drenagem.
rigorosamente na ficha de controle de balanço de DP,
Os resultados deste estudo denotam que o
em cada banho, o inicio e término da infusão, tempo
enfermeiro exerce um papel indispensável na
de permanência na cavidade peritoneal, o volume
assistência humanizada e de forma sistemática ao
infundido e drenado, cor e aspecto do líquido
paciente em tratamento dialítico, com vistas a
drenado (a coloração característica é amarelo-
minimizar os riscos existentes em parceria com os
palha); controlar rigorosamente, durante cada
demais profissionais da equipe multiprofissional,
banho, os sinais vitais, diurese, posicionamento
como fisioterapeutas, médicos, psicólogos,
correto do cateter de diálise; observar e comunicar
nutricionistas e terapeuta ocupacional, cada um
sinais de dor, hemorragia, hipotensão arterial,
contribuindo com a sua interdisciplinaridade ao
edema, dificuldade de drenagem e infusão e
paciente com DP, todos com um único objetivo
dificuldade respiratória. E nos cuidados pós-diálise
atenuar as complicações decorrentes do
deve-se observar e anotar as condições do paciente;
procedimento e melhorar a qualidade de vida do
trocar curativo, remover ou fixar o cateter
paciente.
(heparinização para prevenir obstrução) ou colocar
prótese; verificar o peso do paciente; controlar os REFERÊNCIAS
sinais vitais; controlar rigorosamente a diurese; 1. Braga FLM, et al . Disfunção renal e marcadores
realizar o fechamento da ficha de controle de DP(14). inflamatórios em hipertensos atendidos em hospital
universitário. Arq. Bras. Cardiol. 2013; 100 (6): 538-
No âmbito domiciliar o enfermeiro deve avaliar o 45.
ambiente da casa e sugere as modificações
2. Carvalho GMC, Lima FET, Barbosa IV, Melo EM.
necessárias para acomodar o equipamento e as Estudos brasileiros sobre nefrologia nas teses e
instalações exigidas para realizar efetivamente a dissertações de enfermagem. Rev. Bras. Enferm.
2010; 63 (6): 1052-5.
CAPD. Além disso, o enfermeiro avalia a
compreensão da CAPD pelo paciente e pela família
bem como o uso da técnica segura na realização da

Portuguese 115
Rev Enferm UFPI. 2015 Jan-Mar;4(1):111-6.
ISSN:2238-7234
Araújo FE, et al. Assitencias as practical nursing in peritoneal dialysis: a review

3. Mota PC, Vaz AP, Ferreira IC, Bustorff M, Damas Corresponding Address
C. Pulmão e transplante renal. Rev Port Pneumol. Vinicius Lino de Souza Neto
2009; 15 (6): 1073-99. Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Centro de Ciências da Saúde, Departamento de
4. Santos FK, Valadares GV. Conhecendo as
estratégias de ação e interação utilizadas pelos Enfermagem.
clientes para o enfrentamento da diálise peritoneal. Endereço: Campus Central, S/N, Departamento de
Esc. Anna. Nery. 2013; 17 (3): 423-31. Enfermagem. Bairro: Lagoa Nova, Natal, Rio Grande
do Norte, Brasil.
5. Santos I, Rocha RPF, ANTOS, Berardinelli LMM. CEP: 59078-970
Necessidades de orientação de enfermagem para o Telefone: (084) 32153615
autocuidado de clientes em terapia de hemodiálise.
Email: vinolino@hotmail.com
Rev. Bras. enferm. 2011; 64(2): 335-42.

6. Polit DF, Beck CT, Hungler BP. Fundamentos de


pesquisa em enfermagem: métodos, avaliação e
utilização. 5. ed. Porto Alegre: Artmed; 2004.

7. Trust MKP. Critical Appraisal Skills Programme


(CASP): making sense of evidence. London (UK):
Oxford; 2002

8. Bisca MM, Marques IR. Perfil de diagnósticos de


enfermagem antes de iniciar o tratamento
hemodialítico. Rev. Bras. enferm. 2010; 63(3):435-9.

9. Lins SMSB,Santo FHE, Fuly PSC, Garcia TB.


Subconjunto de conceitos diagnósticos da CIPE® para
portadores de doença renal crônica. Rev. Bras.
Enferm. 2013; 66 (2): 180-9.

10. Oliveira MP, Kusumota L, Ribeiro RCHM,


Rodrigues RAP, Haas VJ. Trabalho e qualidade de
vida relacionada à saúde de pacientes em diálise
peritoneal. Acta. Paul. enferm. 2012; 25 (3): 352-7.

11.Moreira AGM, Araújo STC, Torchi TS. Preservação


da fístula arteriovenosa: ações conjuntas entre
enfermagem e cliente. Esc. Anna. Nery. 2013; 17 (2):
256-62.

12. Abrahao SS, et al . Fatores de risco para


peritonites e internações. J. Bras. Nefrol. 2010; 32
(1):100-06.

13. Crestani Filho VJ, Rodrigues RAC. Progressão da


doença renal crônica: experiência ambulatorial em
Santarém - Pará. J. Bras. Nefrol. 2013; 35(2): 99-
106.

14. Calderan C, Torres AAP, Zillmer JGV, Schwartz E,


Silva DGV. Self-care practices for peoples with
chronic renal failure undergoing continuous
ambulatory peritoneal DIALYSIS. R. pesq.: cuid.
fundam. Online. 2013; (5) v. 5: 3394-02.

15.Torreão CL, Souza SR, Aguiar BGC. Cuidados de


enfermagem ao cliente em diálise peritoneal:
contribuição para prática e manejo clínico. R. pesq.:
cuid. fundam. Online. 2009; 1(2): 317-25.

16.Silva MV, Figueiredo MLF, Coelho DMM, Silva HR.


Características epidemiológicas do idoso renal
crônico em uma capital do nordeste brasileiro. Rev.
Enferm. UFPI. 2013;2(2):9-13.

Sources of funding: No
Conflict of interest: No
Date of first submission: 2014/08/21
Accepted: 2014/12/19
Publishing: 2015/01/05

Portuguese 116
Rev Enferm UFPI. 2015 Jan-Mar;4(1):111-6.