Você está na página 1de 235

[Pressione aqui para começar]

ivos
se xclus
m r e curso
Co ça
Guia de seleção de molas a gás - Janeiro de 2009 guran
de se
Comprimentos de Força inicial em pressão máxima Diâmetro do
Modelo de Comprimento total*
Séries Descrição molas a gás
curso disponíveis*
(mm)
cilindro
(mm) (daN) (lbf) (mm)
Séries EP2: EP2 10 - 125 42 94 45 + (2 x curso) M16x1,5/ 16x2
EP2

Pinos ejetores de gás codificados com cores que EP2 24 10 - 125 170 380 45 + (2 x curso) M24x1,5
são totalmente intercambiáveis com os êmbolos de
molas mecânicas! EPS2 24 10 - 125 170 380 45 + (2 x curso) M24x1,5
Séries R12, R15 e R19: R12 6-50 7 - 125 50 110 42 ou 45 + (2 x curso) Ø 12
R

molas a gás com vedação na haste que são compactas, R15 18-70 7 - 125 70 160 42 ou 45 + (2 x curso) Ø 15
codificadas com cores e totalmente ajustáveis!
R19 30-90 7 - 125 90 200 42 ou 45 + (2 x curso) Ø 19
Série Mini: M2 50-200 10 - 125 200 450 42 ou 45 + (2 x curso) Ø 25
Mini

molas a gás passíveis de reparo, codificadas MM2 50-200 10 - 125 200 450 42 + (2 x curso) M28x1,5
com cores e totalmente ajustáveis, disponíveis com
ou sem cilindros roscados! MC3 50-200 10 - 125 200 450 50 + (2 x curso) Ø 32
CU 420 6 - 50 425 960 56 - 195 Ø 25
CU 740 6 - 50 740 1.660 63 - 195 Ø 32
CU 1000 6 - 50 1.060 2.380 61 - 230 Ø 38
Séries CU: CU 1800 6 - 50 1.800 4.050 66 - 220 Ø 50
CU

Molas a gás supercompactas que fornecem uma CU 2900 10 - 50 2.950 6.630 85 - 205 Ø 63
extrema quantidade de força com diâmetros
de cilindro reduzidos. CU 4700 10 - 50 4.700 10.570 80 - 240 Ø 75
CU 7500 10 - 50 7.500 16.860 90 - 255 Ø 95
CU 11800 10 - 50 11.800 26.530 100- 260 Ø 120
CU 18300 10 - 50 18.300 41.140 110 - 270 Ø 150
X 170 7 - 125 170 380 30 ou 35 + (2 x curso) Ø 19
X 320 7 - 125 320 720 30 ou 35 + (2 x curso) Ø 25
X 350 10 - 125 360 810 30 + (2 x curso) Ø 32
X 500 10 - 125 470 1.060 30 + (2 x curso) Ø 38
Power

X 750 10 - 125 740 1.660 32 + (2 x curso) Ø 45


Série Power Line:
Line

as menores, mais fortes e mais avançadas molas X 1000 13 - 125 920 2.070 38 + (2 x curso) Ø 50
a gás com vedação na haste! X 1500 13 - 125 1.500 3.370 44 + (2 x curso) Ø 63
X 2400 16 - 125 2.400 5.400 45 + (2 x curso) Ø 75
X 4200 16 - 125 4.200 9.440 58 + (2 x curso) Ø 95
X 6600 16 - 125 6.630 14.910 68 + (2 x curso) Ø 120
X 9500 19 - 125 9.500 21.360 78 + (2 x curso) Ø 150
X 20.000 19 - 125 20 000 44.960 110 + (2 x curso) Ø 195
TU 250 10 - 125 265 600 50 + (2 x curso) Ø 38
TU 500 10 - 160 470 1.060 85 + (2 x curso) Ø 45

Séries TU: TU 750 12.7 - 300 740 1.660 95 + (2 x curso) Ø 50


As dimensões da mola a gás TU são baseadas na TU 1500 25 - 300 1.500 3.370 110 + (2 x curso) Ø 75
TU

ISO-11 901 (International Standards Organisation) para


molas a gás e também nos padrões de mola a gás da
TU 3000 25 - 300 3.000 6.740 120 + (2 x curso) Ø 95
Ford WDX e da GM . TU 5000 25 - 300 5.000 11.240 140 + (2 x curso) Ø 120
TU 7500 25 - 300 7.500 16.860 155 + (2 x curso) Ø 150
TU 10000 25 - 300 10.600 23.830 160 + (2 x curso) Ø 195
SL 750 12,7 - 127 740 1.660 95 + (2 x curso) Ø 50
Séries SL: SL 1.500 12,7 - 152,4 1500 3.370 101,6 + (2 x curso) Ø 75
SL

com a mesma força inicial e diâmetro do cilindro que


as séries TU, porém com comprimento total e curso SL 3.000 12,7 - 177,8 3.000 6.740 101,6 + (2 x curso) Ø 95
em polegadas!
SL 5.000 12,7 - 203,2 5.000 11.240 101,6 + (2 x curso) Ø 120

Séries SPC: SPC 750 125 - 300 740 1.660 110 + (2 x curso) Ø 75
SPC

Speed ControlTM – SPC foram projetadas para eliminar SPC 1.500 125 - 300 1.500 3.370 120 + (2 x curso) Ø 95
a vibração do prensa-chapas, normalmente associado
a maior velocidade do retorno de prensas de
SPC 3.000 125 - 300 3.000 6.740 140 + (2 x curso) Ø 120
acionamento vinculadas. SPC 5.000 125 - 300 5.000 11240 155 + (2 x curso) Ø 150
LCF 750 12.7 - 300 470 1.060 95 + (2 x curso) Ø 50
Série LCF: LCF 1.500 25 - 300 700 1.570 110 + (2 x curso) Ø 75
LCF

Esta série inovadora de molas a gás LCF são 100%


intercambiáveis com as molas a gás ISO (como a LCF 3.000 25 - 300 1.600 3.600 120 + (2 x curso) Ø 95
nossa série TU) e reduzem problemas de cargas de LCF 5.000 25 - 300 2.500 5.620 140 + (2 x curso) Ø 120
choque, níveis de ruído e vibrações do prensa-chapa.
LCF 7.500 25 - 300 3.000 6.740 155 + (2 x curso) Ø 150
MT 16 10 - 80 42 94 48 + (2 x curso) M16x1,5
Temperatura de moldagem - MT 24 10 - 80 170 380 48 + (2 x curso) M24x1,5
MT 16 a MT 1000 MT 300 10 - 80 300 675 30 + (2 x curso) Ø 32
MT

As molas a gás para temperatura de moldagem são MT 500 10 - 80 470 1.060 30 + (2 x curso) Ø 38
compactas e potentes, com vedação na haste, que
podem ser usadas em temperaturas de até 120°C MT 750 10 - 80 740 1.660 32 + (2 x curso) Ø 45
MT 1.000 13 - 80 930 2.090 38 + (2 x curso) Ø 50

*Para obter mais informações, consulte o catálogo principal Importante! 1” = 25,4 mm 1 daN ≈ 1 kgf 1 daN ≈ 2,25 lbf 1 bar = 14,5 psi
PROVED
AP

A opção mais segura 9 7/


2 3/ E C

Outros produtos KALLER

Flex Cam™ Molas a gás controláveis KF2


A Flex Cam é utilizada para operações As molas controláveis Kaller (Produto
de perfuração, corte, conformação e patenteado) são uma série de molas a
flangeamento. O sistema permite uma gás para uso em prensas. Podem ser
distribuição flexível das forças com travadas na sua posição mais baixa e
excelente direcionamento e velocidade. o curso de retorno da mola pode ser
Ao utilizar a Flex Cam, menos ferramentas controlado.
serão necessárias na produção.

Roller Cam - RC2, RCP2 Stock Lifters e Flange Strippers


Kaller Roller Cam é utilizado para perfurar, Os elevadores de base e os removedores
aparar, flangear e reestampar. de flange Kaller são utilizados em
A Roller Cam pode ser montada tanto em matrizes de transferência e de progressão
planos horizontais como verticais. para determinar forças autoguiadas, não
giratórias e facilmente ajustáveis tanto
para levantar quanto para remover.

Nitro Power Stripper - NPS 10 - NPS 25 Soft-hit Striker Plate - SSP


Um removedor de punção com todas as A SSP foi projetada para solucionar três
vantagens de uma mola a gás. dos principais problemas encontrados
• Baixo aumento de força em estampagem em metal:
• Força totalmente ajustável • Cargas excessivas de choque
• Potente força inicial • Altos níveis de ruído
• Maior tempo de vida útil • Deficiência na qualidade das peças

Para obter mais informações, acesse nosso site


www.kaller.com
Vendas e assistência técnica em todo o mundo

Para obter mais informações, consulte nosso site

www.kaller.com

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
Conteúdo do minicatálogo

Informações sobre as molas a gás...................................2.1/1


Molas a gás.................................................................................................... 2.2/1

Suportes especiais.............................................................3.1/1

Sistema de conexão de gás...............................................4.1/1

Outros produtos de ferramentaria


Molas controláveis a gás - KF2
Flex Cam
Roller Cam - RC2, RCP2
Stock Lifters - SLM 170, SLM 300 e SPC 800
Desmoldador de flange - LT e LW

Tabelas de tolerância

Parafusos de cabeça cilíndrica (sistema métrico)

Conjunto de chaves de torque

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
Molas a gás - Conteúdo
Informações sobre as molas a gás 1
Ø ± 0.1

Força inicial daN Diâmetro do Modelos


F
INIT

(1 daN = 1 kgf = 2,25 lbf)


cilindro em mm AP
PROVED TRYCKSATT FJÄDER FÅR EJ ÖPPNAS.

8100-8002-02
MAX FYLLNINGSTRYCK 150 BAR.

PED Approved for 2 000 000 full strokes


SKYDDAS MOT SKADOR. FÖRE
INSTALLATION ELLER SERVICE, SE
97/ BRUKSANVISNING / SERVICEINSTRUKTION.
23/E C

DO NOT OPEN WHEN PRESSURISED.


FILLING PRESSURE MAX 150 BAR.

Tel+46 140 57100 • Fax+46 140 57199


Box 216 • 573 23 Tranås • Sweden
PROTECT AGAINST DAMAGE.
BEFORE INSTALLATION OR SERVICE, SEE
USER'S GUIDE / SERVICE INSTRUCTION.

by
NO ABRA EN ALTA PRESION.
PRESION MAXISIMA - 150 BAR.
PROTEGER CONTRA DAÑOS. ANTES
DE INSTALACION O ANTES DE SERVICIO
DO NOT OPEN - HIGH PRESSURE. MIRE LAS INSTRUCTIONES/SERVICIO.

2 000 000 full strokes


PED Approved for
PROVED
AP FILLING PRESSURE MAX 150 BAR.

8100-8009-02
PROTECT AGAINST DAMAGE. STR
Box 216, S
STRÖMSHOLMEN AB, PROVED TRYCKSATT FJÄDER FÅR EJ ÖPPNAS. el +46 140 57
AP

8100-8002-02
97/
Box 216, SE-573 23 Tranås, Sweden MAX FYLLNINGSTRYCK 150 BAR.
23/E C Tel. +46 140 571 00, Telefax +46 140 571 99

PED Approved for 2 000 000 full strokes


SKYDDAS MOT SKADOR. FÖRE
INSTALLATION ELLER SERVICE, SE
97/ BRUKSANVISNING / SERVICEINSTRUKTION.
23/E C

DO NOT OPEN WHEN PRESSURISED.


FILLING PRESSURE MAX 150 BAR.

Tel+46 140 57100 • Fax+46 140 57199


Box 216 • 573 23 Tranås • Sweden
PROTECT AGAINST DAMAGE.
DO NOT OPEN BEFORE INSTALLATION OR SERVICE, SEE
FILLING PRES USER'S GUIDE / SERVICE INSTRUCTION.

by
PROTECT AGA
NO ABRA EN ALTA PRESION.
STRÖMSHOLMEN AB,
Box 216, SE-573 23 Tranås, Swed PRESION MAXISIMA - 150 BAR.
el. +46 140 571 00, Telefax +46 14 PROTEGER CONTRA DAÑOS. ANTES
DE INSTALACION O ANTES DE SERVICIO
MIRE LAS INSTRUCTIONES/SERVICIO.

EP2 16, EP2 24, EPS2 24


M16
Ø 32
R12, R15, R19
FINIC < 250 M2, MM2, MC3
2
X 170
CU 420
Ø 25
Ø 38
X 320, X 350
250 < FINIC < 500 KSM 250
3
TU 250, TM 250, TI 250, TMS 250
CU 740
Ø 38
Ø 45

X 500
500 < FINIC < 750 K 500, KSM 500
4
TU 500

X 750
Ø 45

Ø 75

750 < FINIC < 1000 K 750, KM 750, KSM 750 5


TU 750, LCF 750, TB 750, SL 750, SPC 750

CU 1000, CU 1800
Ø 38

Ø 95

X 1000, XMS 1000, X 1500, X 2400


1000 < FINIC< 2500 K 1500
6
TU 1500, LCF 1500, TB 1500, SL 1500, SPC 1500
Ø 75

Ø 120 Ø 120

CU 2900, CU 4700
2500 < FINIC< 5000 X 4200 7
TU 3000, LCF 3000, TB 3000, SL 3000, SPC 3000
Ø 150 Ø 150

X 6600
5000 < FINIC< 7500 TU 5000, LCF 5000, TB 5000, SL 5000, SPC 5000
8
Ø 95

CU 7500
7500 < FINIC< 10000 X 9500 9
TU 7500, LCF 7500

CU 11800, CU 18300
Ø 120

Ø 195

FINIC > 10000 TU 10000 10


X 20 000

MT - Molas a gás para temperatura de moldagem


ne
11
HT - Molas a gás para alta temperatura
o n l i
g o
HG - Molas a gás com haste oca
a t á lo
í t u l os 12

s s o c s cap
Molas de contrapeso
t e no e s se 13

m e n WDX liza
So
Padrões automotivos - Ford
o n ibi 14

Padrões automotivos
p
dis- GM 15
Informações sobre as molas a gás
GERAL Página 2.1/2 1

Principiais categorias de molas a gás Página 2.1/2

Breve descrição dos modelos Página 2.1/3

Informações sobre molas a gás LCF Página 2.1/4


Informações sobre molas a gás Speed Control - SPC Página 2.1/4

INFORMAÇÕES AO USUÁRIO Página 2.1/5

Instruções demontagem / Montagem de molas a gás Página 2.1/5

Curso Página 2.1/6

Pressão máxima de carga Página 2.1/6

Temperatura de trabalho Página 2.1/6

Número máximo de cursos recomendados/minuto Página 2.1/6

Velocidade máxima da haste Página 2.1/6

Intervalo para manutenção Página 2.1/6

Informações sobre manutenção Página 2.1/6

Arquivos CAD Página 2.1/6

TEORIA BÁSICA SOBRE MOLAS A GÁS Página 2.1/7

Cálculo da força inicial Página 2.1/7

Ajuste da força inicial Página 2.1/7

Aumento da força isotérmica Página 2.1/7

Aumento da força politrópica Página 2.1/8

Força inicial dependendo da temperatura Página 2.1/9

by Strömsholmen AB 8ª edição/janeiro de 2009


+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.1/2
Informações sobre as molas a gás
1 GERAL Principais categorias de molas a gás
As molas a gás KALLER foram projetadas para atender As molas a gás KALLER podem ser divididas em dois grupos
às expectativas do consumidor quanto à confiabilidade, à principais: mola com vedação na haste e mola com vedação
segurança e ao tempo de vida útil. O projeto, a fabricação e na camisa. Os dois tipos são mostrados a seguir:
o teste das molas a gás KALLER foram aprovados de acordo
com a Diretriz europeia de equipamentos de pressão
(97/23/EC). d vedação
PROVED Êmbolo do pistão
AP

Raspadeira
Anel de proteção contra sujeira
97
/2 3/ E C

Anel de trava
A Diretriz europeia de equipamentos de pressão (PED) Vedação estática

substitui todas as legislações europeias anteriores que


regem o projeto, a fabricação e o teste de vasos de pressão. Vedação dinâmica

A fabricação é feita utilizando-se os mais atualizados


métodos de produção e equipamentos, em nossa moderna
instalação em Tranås, na Suécia.
Tubo
A Strömsholmen AB, que projeta e fabrica as molas a gás
KALLER, é certificada pela ISO 9001 desde 1994 e pela
Metades do pistão
ISO 9000:2000 e PED (97/23/EC) desde 2002, sendo a
Anel guia
primeira empresa mundial a fabricar molas a gás nitrogênio
para a indústria de estampagem em metal, além de ser líder Gás nitrogênio
no mercado.

Válvula
Parafuso da cobertura

Mola a gás com vedação na haste

Garantia mundial KALLER


A garantia mundial de vida útil para os produtos KALLER é
válida por um número especificado de cursos dentro de 2
anos após a data de compra. O produto deve ser utilizado Pistão
de acordo com as especificações e com as recomendações
fornecidas em nosso guia do usuário, nos documentos de
manutenção e do produto. A garantia perde a validade no caso Raspadeira
de utilização imprópria ou de danos mecânicos.
Molas a gás:
Anel guia
1 milhão de cursos (máx. 100.000 metros de curso).
Vedação dinâmica
Molas a gás controláveis, Flex Cam e outros produtos:: Tubo do cilindro
500.000 cursos. Válvula
o
d vedaçã
Gás nitrogênio
Parte inferior

Vedação estática

Anel de trava

Parafuso da cobertura

Mola a gás com vedação na camisa

2.1/2
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.1/3
Informações sobre as molas a gás
Breve descrição dos modelos Séries TB:
A seguir apresentamos uma breve descrição de nossa
A versão da série TU com baixo aumento de força, possui o 1
mesmo comprimento, porém com maior diâmetro de corpo.
família de molas a gás para ferramentaria: Dessa forma, apresenta também uma maior vida útil e pode
Série CU: trabalhar com prensa de frequências mais rápidas.
Essas molas a gás supercompactas tem suas vedações na Forças: 750 daN a 5.000 daN
camisa, fornecendo uma grande quantidade de força com Comprimentos de curso: 12,7 a 300 mm
diâmetros externos reduzido. Cursos máx./mín.: ~40-80 (a 20°C)
Forças: 420 a 18.300 daN Série SL:
Cursos: 6 a 50 mm Semelhantes às da série TU, essas molas a gás têm
Cursos máx./mín.: ~100 (a 20°C) comprimento total e comprimento de curso em polegadas.
Power Line - Série X:
As menores e mais fortes molas a gás com vedação na Forças: 750 a 5.000 daN
haste do mundo com furos roscados na base de montagem Cursos: ½” a 8”
e porta lateral de carga para conexão com sistema de Ciclo máx./mín.: ~15-40 (a 20°C)
mangueiras.
Séries K:
Forças: 170 a 20.000 daN
Versão de baixa altura da série TU com furos roscados na
Cursos 7 mm a 125 mm
base de montagem e porta lateral de carga para conexão
Ciclos máx./mín. ~15-100 (a 20°C)
com sistema de mangueiras.
Série EP: Forças: 500 a 3.000 daN
Não passível de reparo. Essas molas a gás com pino ejetor
Cursos: 6 a 125 mm
são codificadas com cores e totalmente ajustáveis a roscas
Ciclos máx./mín.: ~30 (a 20°C)
M16 ou M24.
Forças: 2 daN a 170 daN Série MT
As molas a gás para temperatura de moldagem, que podem
Cursos: 10 a 125 mm
ser usadas em temperaturas de até 120°C, são molas
Ciclos máx./mín.: ~100 (a 20°C)
compactas e potentes com vedação na haste.
Séries R: Forças: 42 daN a 1.000 daN
Molas a gás não passíveis de reparos, codificadas com
Cursos: 10 a 80 mm
cores e totalmente ajustáveis com corpos de diâmetros
Ciclos máx./mín.: ~20 (até 80°C)
externos de Ø 12, Ø 15 e Ø 19 mm.
Forças: 13 daN a 90 daN Séries HT:
Molas a gás de alta temperatura para aplicações com
Cursos: 7 a 125 mm
temperatura de trabalho de até 180°C.
Ciclos máx./mín.: ~100-150 (a 20°C)
Forças: 250 daN a 750 daN
Série mini:
Cursos: 10 a 300 mm
molas a gás, codificadas com cores e totalmente ajustáveis
Ciclos máx./mín.: ~60 (a 20°C)
com corpos de diâmetros externos pequenos de Ø 25, Ø 32
e M28x1.5. Séries HG:
Forças: 25 daN a 200 daN Molas a gás com haste oca tem um furo no eixo central da
mola, permitindo que ela seja montada numa coluna ou
Cursos: 10 a 125 mm
haste.
Ciclos máx./mín.: ~80-100 (a 20°C)
Forças: 250 daN a 4 180 daN
Série TU:
Cursos: 16 a 100 mm
Série padrão da Kaller e a primeira linha de molas a gás do
Cursos máx./mín.: ~15-40 (a 20°C)
mundo. As dimensões correspondem ao padrão ISO11901
para molas a gás.
Forças: 250 daN a 10.000 daN
Comprimentos de curso: 10 a 300 mm
Ciclos máx./mín.: ~15-40 (a 20°C)

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
2.1/3
Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
8ª edição/janeiro de 2009
USA • Korea • China • Mexico
2.1/4
Informações sobre as molas a gás
1 Informações sobre molas a gás LCF Informações sobre as molas a gás
A série LCF é a próxima geração de molas a gás de Speed Control™ - SPC
nitrogênio. Essa inovação foi projetada para solucionar
As molas a gás Speed Control™ foram projetadas para
os principais problemas encontrados em estampagem de
reduzir ou para eliminar a vibração do prensa-chapa, além
metais atualmente: cargas excessivas de choque, altos
de se tornarem a mais recente adição à nossa variedade de
níveis de ruído e vibração extrema no prensa-chapa, todos
produtos Kaller de solução de problemas.
esses fatores acarretam em altos custos de manutenção e
poluição sonora. As molas a gás Speed Control™ trabalham reduzindo
a velocidade em que o prensa-chapa está se movendo,
As molas da série LCF reduzem a carga de choque em até
exatamente antes que ele atinja sua posição inicial.
50% se comparadas às molas tradicionais. Proporcionam
um aumento gradual de força e uma aceleração uniforme, Isso é possível amortecendo a velocidade de retorno da
causando menos impacto nas engrenagens e nos haste do pistão de controle de velocidade em 0,4 m/s para
rolamentos e menos desgaste em componentes de os últimos 30 mm de curso da haste.
acionamento.
O resultado é menor manutenção da prensa. O contragolpe do prensa-chapa geralmente ocorre como
resultado de uma excessiva velocidade de retorno da prensa,
As molas da série LCF diminuem os níveis de ruído normalmente associada a prensas excêntricas.
significativamente, com maior redução de nível de pressão
sonora do que as molas a gás padrão. Sua reduzida força A altura da elevação do prensa-chapa depende da
de impacto resulta nesses níveis menores de ruídos e velocidade em que ele está se movendo quando suas
tornam essas molas uma alternativa vantajosa em relação à molas de sustentação atingirem as posições completamente
construção de cabines acústicas. estendidas. Nesse momento, a inércia do prensa-chapa faz
O resultado é um ambiente de trabalho mais silencioso, com que ele flutue de sua mola de sustentação.
seguro e saudável. Se assumirmos que nesse ponto de separação a gravidade
As molas da série LCF diminuem vibrações do prensa- é a única força atuando no prensa-chapa; então podemos
chapa, aumentando a eficiência da transferência de peças, teoricamente calcular a altura que o sustentador de chapas se
o nível da produção e reduzindo a quantidade de refugo. Um elevará, em várias velocidades de separação:
aumento gradual da força resulta em uma operação mais
suave do prensa-chapa. Velocidade de separação Elevação teórica
O resultado são níveis de produção mais elevados. [m/s] [mm]
0,5 13
Como as molas a gás LCF são montadas diretamente na
matriz e são independentes da prensa, todos os benefícios 0,8 33
ficam com o estampo. 1,0 50
Recursos padrão: 1,6 130
• 100% intercambiáveis com as molas a gás padrão ISO Entretanto, na realidade, existem outros fatores que afetam o
(como a nossa série TU) prensa-chapa, que podem tanto aumentar quanto diminuir a
• Retroencaixa em matrizes existentes elevação teórica dessas alturas.

• Carregada e recomposta como as molas a gás padrão


• Montagem suspensa, na flange ou na placa da base
• Pode ser conectada com mangueiras
• Pode ser incorporada às almofadas da prensa

Solucionadores de problemas Kaller PROVED

12
AP
PROVED
AP

97
/2 3/ E C
97
/2 3/ E C
Movimentação da prensa

10
Matriz superior/posição do slide
AP
PROVED
8 AP
PROVED

97
97
/2 3/ E C /2 3/ E C

6
Posição do Contragolpe do
o
4 prensa-chapa
h
prensa-chapa
Soft-hit Striker Plate - SSP
2 Speed ControlTM - SPC Gas Springs

0
0 90 180 270 360
Low Contact Force - LCF
Graus do excêntrico Stock Lifter - SPC 800

Alta velocidade de impacto Alta velocidade de separação

2.1/4
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.1/5
Informações sobre as molas a gás
Montagem de molas a gás 1
INFORMAÇÕES AO
Determinadas especificações devem ser seguidas para
USUÁRIO assegurar-se de que a montagem/flange não se solte ao
montar a mola a gás na ferramenta/máquina:

Instruções de montagem • Os parafusos devem ter um comprimento livre


(comprimento de aperto) de 2 a 4 x o diâmetro da rosca
Para obter o tempo de uso e segurança máxima da mola a e uma profundidade de rosca de pelo menos 1 x o
gás, siga as instruções abaixo. A mola a gás destina-se ao diâmetro da rosca em aço e 1,5 x o diâmetro em ferro
uso para aplicações em estampos e máquinas. fundido.
• Fixe a mola a gás no estampo/máquina sempre que • Os furos dos parafusos devem ser escareados se não
possível, utilizando os espaços rosqueados na base da for possível alcançar o comprimento livre de nenhuma
mola ou um flange adequado. outra forma.

• O espaço rosqueado no êmbolo do pistão não deve • Para aplicar torque apropriado, utilize sempre um
ser usado na montagem. Deve ser usada apenas para torquímetro.
manutenção da mola a gás. Rosca Torque (parafuso classe 8,8
conforme a ISO 898-1)
• Não use a mola a gás de forma que o êmbolo do pistão
solte-se livremente de sua posição de compressão, M6 10 Nm
pois isso pode causar danos internos à mola a gás.
M8 24 Nm
• A velocidade máxima do curso deve ficar entre 0,5 e 1,6
M10 45 Nm
m/s dependendo do modelo (consulte o catálogo).
M12 80 Nm
• Certifique-se de que a mola a gás esteja montada em
paralelo com a direção do curso de compressão. M16 160-200 Nm

• Assegure-se de que a superfície de contato do topo • Certifique-se de que a parte inferior da mola esteja
do êmbolo do pistão esteja perpendicular à direção do sempre apoiada.
curso de compressão e de que esteja suficientemente
rígida.
• A mola a gás não deve ser submetida a cargas laterais.
• Proteja o êmbolo do pistão de danos mecânicos e do Escareado extra para obter o
contato com fluidos. comprimento de aperto desejado

• Assegure-se de que a superfície de contato do êmbolo


do pistão/pistão seja usada.
Comprimento de aperto =
D comprimento livre
(2 a 4 x o diâmetro da rosca D)

Máx. 150 bar (20°C)


Comprimento mínimo de rosca:
Máx. 0,5-1,6 m/s (R, Mini e Fluido OK
Aço mínimo 1 x D,
Máx. 80 °C X 170, X 320, X 350 FerroOK
fundido 1,5 x D
máx. 180 bar) F d
Mín. 0 °C
D
N2
* Min
1-3 mm

* dependendo do modelo d>D


F F

OK
OK
F d
D

in
3 mm

d>D Corpo Ø + 1.0


do do modelo + 0.5
Corpo Ø + 1.0
F F + 0.5

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
2.1/5
Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
8ª edição/janeiro de 2009
USA • Korea • China • Mexico
2.1/6
Informações sobre as molas a gás
1 Curso Informações sobre manutenção
O curso nominal (definido como S nas tabelas do catálogo) Com exceção dos seguintes modelos EP2 16, EP2 24, EP2S
pode ser totalmente utilizado em todas as molas a gás 24, R12, R15, R19, CU 420, X 170, X 320, X 2400-016 e as
KALLER. séries MT 16, MT 24, todas as molas a gás KALLER podem
ser reparadas.
No entanto, não é recomendável utilizar o curso total na
Os kits de reparo e de ferramenta estão disponíveis para todos
operação normal. Isso é para impedir que a mola sofra um
os outros modelos. As instruções estão incluídas nos kits de
excesso de cursos como resultado de mudanças no estampo
reparo.
ou imprevistos.
Cuidado! Apenas pessoal especialmente treinado
Não recomendamos o uso dos últimos 5 mm ou 10% do
com conhecimento sobre os produtos deve realizar a
curso nominal.
manutenção. Erros cometidos durante a montagem e o
carregamento podem comprometer a segurança e/ou ter
Pressão máxima de carga um efeito prejudicial à vida útil do produto.

A pressão máxima de carga (a 20°) declarada para as Seu distribuidor local pode auxiliá-lo com o treinamento.
diferentes molas a gás não deve ser excedida, pois pode (Vídeos em VHS-PAL, CD-ROM e DVD também estão
afetar a segurança do produto. disponíveis.)

Temperatura de trabalho Arquivos CAD


Exceder a temperatura máxima de trabalho recomendada Para facilitar o trabalho dos projetistas de ferramentas
diminuirá a vida útil da mola a gás. com nossas molas a gás, os produtos KALLER são
disponibilizados em ambos os modelos/arquivos CAD
2D e 3D. Eles podem ser obtidos por download do nosso
Número máximo de cursos site (www.kaller.com) ou podem ser solicitados ao seu
distribuidor local em CD.
recomendados/minuto
Os valores fornecidos para cada mola a gás no catálogo
são válidos para aplicações “normais” em ferramentas. Os
valores mais baixos fornecidos são válidos para os maiores
comprimentos de curso e os valores mais altos para as
molas de cursos curtos. Esses valores são baseados em
um curso totalmente utilizado. Se for utilizada apenas uma
parte do curso, o número de cursos por minuto pode ser
aumentado.
Para obter mais informações, entre em contato com o
distribuidor local.

Velocidade máxima da haste


A velocidade máxima da haste não deve ser ultrapassada,
pois pode comprometer a segurança, bem como o
desempenho da mola a gás.

Intervalo para manutenção


Se instaladas e utilizadas corretamente, são recomendados
os seguintes intervalos mínimos para manutenção das molas
a gás KALLER, exceto para os modelos TB, HT, HG e HF.
Comprimentos de cursos até 50 mm:
após 1 milhão de cursos.
Comprimentos de curso acima de 50 mm:
após 100.000 metros de curso.

O número de metros de curso é calculado como:


curso utilizado (em metros) x 2 x número de cursos.

2.1/6
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.1/7
Informações sobre as molas a gás
Exemplo I
TEORIA BÁSICA SOBRE Uma mola TU 1500 (ver página 2.6/12) deve ser modificada 1
MOLAS A GÁS para proporcionar uma força inicial de 12.000 N (a 20 °C).

Pde carregamento = Ppadrão • Fexigido


Cálculo da força inicial
A força inicial da mola a gás pode ser calculada como a FPadrão
área vedada da haste ou camisa (dependendo do projeto)
multiplicado pela pressão na mola a gás.
Fnecessária = 12.000 N
Quanto maior a área transversal vedada, mais “potente”
será a mola a gás. Isso explica por que uma mola vedada na
camisa, como a mola CU, é mais potente do que uma mola Na tabela da TU 1500 encontram-se os seguintes valores:
de vedada na haste, como a mola TU, que tem o mesmo
diâmetro externo do corpo. A partir da informação acima, a Ppadrão = 150 bar
força da mola a gás pode ser descrita como:
Fpadrão = 15.000 N
Fórmula ❶
A pressão de carga que deve ser usada será:
Fmola a gás (N) = p • dvedação2 • p
40
Pde carregamento = 150 • 12.000 = 120 bar
p (bar) = Pressão de carga
dvedação (mm) = Diâmetro de vedação dinâmica 15 000

Uma pressão de 120 bar proporcionará a força inicial


Ajuste da força inicial desejada de 12.000 N.

Como pode-se ver na fórmula ❶, a força de qualquer mola A força inicial padrão, Fpadrão e a pressão de carga padrão a
a gás pode ser alterada mudando-se a pressão do gás. Em 20 °C são fornecidas para cada modelo no catálogo.
casos onde uma força inicial fora do padrão é necessária, a
seguinte fórmula deve ser aplicada.
Aumento da força isotérmica
Fórmula ❷ Assim que a mola a gás é comprimida, a pressão do gás na
mola aumenta resultando em uma força maior da mola a gás.
O aumento na pressão do gás (e da força) é determinado
pde carregamento = ppadrão • Fexigido pelas seguintes leis de gás.
FPadrão
A lei de gás ideal
Fnecessária (N) = Força inicial necessária Fórmula ❸
Fpadrão (N) = Força padrão inicial (no ppadrão)
ppadrão (bar) = Pressão de carga padrão p•V=n•R•T

p (bar) = pressão do gás


V (l) = volume do gás
n (mole) = quantidade molecular
R (Nm/°K) = constante de gás = 8,314
T (°K) = temperatura

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
2.1/7
Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
8ª edição/janeiro de 2009
USA • Korea • China • Mexico
2.1/8
Informações sobre as molas a gás
Para um sistema fechado, como o de uma Exemplo II
1 mola a gás, em que a temperatura é mantida Qual é a força de mola da TU 1500–100 quando
constante (processo isotérmico) esta fórmula ela é comprimida 80 mm?
pode ser simplificada para:
Snominal
Fs = Finicial, atual •
Fórmula ❹ Snominal - Sutilizado • 1- Finicial, nominal
Ffinal, nominal

p • V = constante Lei de Boyle) Sutilizado = 80 mm


A tabela para a TU 1500 (ver página 2.6/12) fornecerá os
seguintes valores:
O cálculo da pressão do gás em um dado ponto do curso (S)
pode ser realizado da seguinte forma:
Finicial, real = 15.000 N
Snominal = 100 mm
Fórmula ❺ Finicial, nominal = 15.000 N
Ffinal, nominal = 23.000 N
po • Vo = ps • Vs

po (bar) = pressão inicial


Fs =15.000 • 100
Vo (l) = volume inicial
15.000
ps (bar) = pressão no curso S 100 - 80 • 1-
23.000
Vs (l) = volume no curso S
Ao combinar esta fórmula ❺ com a fórmula ❶ a seguinte Fs (80 mm) = 20.800 N
fórmula ❻ pode ser derivada para calcular a força em
qualquer posição do curso.
Se a temperatura da mola a gás é mantida constante
(processo isotérmico), a mola proporcionará uma força de
Fórmula ❻ Snominal 20.800 N quando comprimida a 80 mm.

F
Fs = Finicial, real • Snominal - Sutilizado• 1- inicial, nominal Aumento da força politrópica
Ffinal, nominal

Para a maioria das aplicações, a temperatura dentro da
mola a gás não se manterá constante durante o curso.
Fs (N) = força no curso S utilizado Para tais aplicações, a seguinte fórmula deve ser utilizada
Finic,real (N) = força inicial na pressão de para calcular o “verdadeiro” aumento de força (processo
carga atual politrópico).
Sutilizada (mm) = curso utilizado
Snom (mm) = curso nominal para a mola Fórmula ❼
n
Finic,nom (N) = força nominal inicial da mola Snominal
Ffinal (N) = força no curso nominal total Fs = Finicial, atual •
Finicial, nominal
Snominal - Sutilizado • 1-
Ffinal, nominal
Snominal, Finicial,nominal e Ffinal,nominal são fornecidos para cada
modelo do catálogo. Se a força não foi alterada (a pressão Onde n é chamado de expoente politrópico.
de carga não foi modificada)
Finic, real será a mesma da Finic, nom que é o valor fornecido no Dependendo da velocidade com que a mola a gás é
catálogo. comprimida e a pressão inicial do gás o valor n ficará entre
1 e 1,55. Para uma aplicação normal em uma ferramenta de
Importante! Todas as forças finais, declaradas no estampo e uma pressão de carga de 150 bar, pode-se utilizar
catálogo são as forças isotérmicas finais. um valor de 1,4.

2.1/8
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.1/9
Informações sobre as molas a gás
Snominal, Finicial,nominal e Ffinal,nominal são fornecidos para cada Força inicial dependendo da
modelo do catálogo. Se a força não foi alterada (a pressão 1
de carga não foi modificada) Finicial, atual será a mesma da temperatura
Finicial, nominal que é o valor fornecido no catálogo. A temperatura do gás nitrogênio afeta a pressão e a força da
mola a gás. As forças fornecidas no catálogo são baseadas
Importante! Todas as forças finais declaradas no
em uma temperatura de 20 °C. Utilizando-se a mesma
catálogo são as forças isotérmicas finais.
fórmula básica ➌ de antes, a pressão e a força em outras
temperaturas podem ser calculadas como segue:
Exemplo III
Qual é a força “politrópica” final de uma TU 1500-100 ao se
Fórmula ❽
utilizar um curso de 80 mm em um estampo “normal”? p0 p1
=
T0 T1
Fórmula ❼
n
Snominal
Fs, politrópica = Finic, real • T0 (°K) = Temperatura de referência
Snominal - Sutiliz. • 1- Finicial, nominal
Ffinal, nominal T1 (°K) = Temperatura da mola a gás

Fórmula ❾

Finic, real = 15.000 N p1 = p0 • T1


Snom = 100 mm T0
Sutilizado = 80 mm Como a força é proporcional à pressão, pode também ser
Ffinal,nom = 23.000 N representada como:
Finic,nom = 15.000 N
n = 1,4 (“aplicação de prensa normal”) Fórmula ❿

F1 = F0 • T1
1,4
100 T0
Fs, politrópica (80 mm) = 15.000 •
15.000 Exemplo IV
100 - 80 • 1-
23.000 Uma mola a gás com uma força inicial de 15.000 N a 20 °C
é utilizada de uma maneira que a temperatura da mola a gás
aumenta para 60°C. Que força inicial a mola terá em 60°C?
Fs, politrópica (80 mm) = 23.700 N
Solução utilizando a fórmula ❿

F1 = F0 • T1
T0

F0 = 15.000 N
T1 = 273 + 60°C = 333°K
T0 = 273 + 20°C = 293°K

F1 = 15.000 • 333 = 17.000 N


293

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
2.1/9
Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
8ª edição/janeiro de 2009
USA • Korea • China • Mexico
Breve descrição - FINIC < 250
62 (42 + 2x Curso) Ø 12 Ø 12 Ø8 Ø7 Ø6

MM2 x 10 mm
M2 x 10 mm

x 10 mm

x 10 mm
x 10 mm

R15

R12
R19
Ø 25 M28x1.5 Ø 19 Ø 15 Ø 12
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
28 - 200 daN 28 - 200 daN 22.5 - 90 daN 8 - 70 daN 6 - 50 daN

*O comprimento total do curso da M2 é 63,5 mm e o mais longo é 45 + (2x Curso)


*O comprimento total do curso da R12 é 63,5 mm e o mais longo é 45 + (2x Curso)
*O comprimento total do curso da X 170 é 75 mm e o mais longo é 35 + (2x Curso)

Ø 12
Ø6 Ø 12 Ø 12
Ø 11
3

8
12

70 (50 + 2x curso)
65 (45 + 2x curso)

MC3 x 10 mm
50 (30 + 2x curso)

x 10 mm

EPS2 24
x 10 mm
X 170

x 10 mm

x 10 mm
EP2 16

EP2 24

M16x1.5
Ø 19 M16x2 M24x1.5 M24x1.5 Ø 32
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
170 daN 5.7/2.0- 42 daN 6.5 - 170 daN 6.5 - 170 daN 28 - 200 daN

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB


+46 140 571 00 • www.kaller.com
FINIC < 250
PROVED
AP

EP2 16 Página 2.2/2


2
97
/2 3/ E C

PROVED
AP

EP2 24 97
/2 3/ E C
Página 2.2/3
PROVED
AP

EPS2 24 97
/2 3/ E C
Página 2.2/4
PROVED
AP

R12 97
/2 3/ E C
Página 2.2/6
PROVED
AP

R15 97
/2 3/ E C
Página 2.2/8
PROVED
AP

R19 97
/2 3/ E C
Página 2.2/10
PROVED
AP

M2 97
/2 3/ E C
Página 2.2/12
PROVED
AP

MM2 97
/2 3/ E C
Página 2.2/14
PROVED
AP

MC3 97
/2 3/ E C
Página 2.2/16
PROVED
AP

X 170 97
Página 2.2/18
/2 3/ E C

by Strömsholmen AB 8ª edição/janeiro de 2009


+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.2/2
EP2 16
AP
PROVED Ø6 As molas a gás EP2 16 (Pino ejetor com rosca M16) são
R3 disponibilizadas com roscas M16x1,5 e M16x2.

97
Para cada tamanho de rosca, são disponibilizados cinco
/2 3/ E C
modelos. Há quatro modelos previamente configurados
2 (verde, azul, vermelho e amarelo) e um ajustável (preto),

S
cuja pressão de pré-carga é de 5 a 10 bar, para que o cliente
possa ajustar a pressão do gás como desejar.
5

São diferenciadas por cores para ajudar na identificação dos


1

níveis de força e podem ser ajustadas e recarregadas para


atender a diferentes necessidades.
35

HEX17

L Como fazer o pedido


Lmin
Elemento de travamento da rosca

EP2 16x1,5 02-10

Modelo: Comprimento do curso (mm)


(10, 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 100, 125)

Rosca: x1,5 = M16x1,5 Força: 02 = laranja 20 = Vermelho


x2 = M16x2 04 = Violeta 40 = Amarelo
05 = Verde xx = Preto, disponível com
10 = Azul uma pré-carga de 5 a 10 bar
HEX10

Força em N
Profundidade da porta EP2 16/24 a +20°C Pressão Força final em N
M16x1,5 de alimentação da Ferramenta Modelo Cor de carga a + 20°C, no fim
M16x2 de instalação, Inicial (bar) de curso
M6 5 mm
Código 3021000 EP2 16x2 02 20 Laranja 6 32
Ø6 EP2 16x2 04 40 Roxo 12 64
R3
EP2 16x1,5/x2 05 57 Verde 20 91
EP2 16x1.5/x2 10 110 Azul 40 180
S

EP2 16x1.5/x2 20 210 Vermelho 75 440


5

EP2 16x1.5/x2 40 420 Amarelo 150 670


3

HEX10
Ø6
EP2 16x1,5/x2 XX* 20-420 Preto 6-150 32-670
R3
* Força a ser definida pelo cliente. Disponibilizada com uma pré-carga de 5 a 10 bar.
35

S L L Vol. gás Peso


Lmin
Elemento de travamento da rosca

Curso ±0,25 min (l) (kg)


5

Também disponível com 10 65 55 0,002 0,06


3

antepara conforme o padrão GM. 20 85 65 0,003 0,07


Entre em contato com seu
30 105 75 0,003 0,07
distribuidor local ou com a
35

40 125 85 0,004 0,08


Strömsholmen AB para obter M16x1,5
Lmin
Elemento de travamento da rosca

50 145 95 0,005 0,08


mais informações. Ø 20 60 165 105 0,006 0,09
70 185 115 0,007 0,10
80 205 125 0,008 0,11
100 245 145 0,009 0,11
HEX 9.5 M16x1,5 125 295 170 0,012 0,13
Ø 20
INFORMAÇÕES
Informações básicas
BÁSICAS Possibilidades de montagem
Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as AF 24 Porca de trava
molas a gás” HEX 9.5
Pressão Média . .............................. Nitrogênio Código Rosca
503681 M16x1,5
Pressão de carga máxima .............. 150 bar
8

503722 M16x2
Pressão de carga mínima ............... 6 bar
Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados...... ~100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste........... 1,6 m/s

Tratamento da haste........................ Nitretação


Tratamento da camisa...................... Oxidação
Kit de reparo.................................... Não passível de reparo

2.2/2 Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são declaradas em mm.


Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.2/3
EP2 24
AP
PROVED EP2 24 (Pino ejetor com rosca M24). É disponibilizada
Ø 12 em quatro modelos pré-configurados. Cada modelo é
R8 diferenciado por uma cor, para melhor identificação do
97
/2 3/ E C nível de força. Se necessário, esses modelos podem
ser recarregados ou ajustados para atender a diferentes
necessidades de força. 2

S
Também é disponibilizado um modelo (preto) com uma
pré-carga de 5 a 10 bar, que pode ser ajustada conforme
necessário.
5

1
HEX17

35

L
Lmin
Elemento de travamento da rosca

HEX10

EP2 16/24 Ferramenta


de instalação,
Código 3021000 Força em N
Profundidade da porta a +20°C Força final em N
de alimentação da Modelo Cor Pressão de a + 20°C, no fim
M24x1,5 Inicial carga (bar) de curso
M6 5 mm
EP2 24/20 230 Verde 20 390
EP2 24/40 450 Azul 40 800
EP2 24/80 850 Vermelho 75 1.500
HEX 17

EP2 24 170 1.700 Amarelo 150 2.900


EP2 24 XX* 65-1.700 Preto 6-150 110-2.900

* Força a ser definida pelo cliente. Disponibilizada com uma pré-carga de 5 a 10 bar.

S L L Vol. gás Peso


Curso ±0,25 min (l) (kg)
10 65 55 0,003 0,13
20 85 65 0,006 0,15
Como fazer o pedido
30 105 75 0,008 0,17
EP2 24 20-10 40 125 85 0,011 0,19
50 145 95 0,012 0,21
Modelo: Comprimento do curso (mm)
(10, 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 100, 125) 60 165 105 0,014 0,23
Força: 20 = Verde
70 185 115 0,017 0,25
40 = Azul 80 205 125 0,019 0,27
80 = Vermelho
170 = Amarelo 100 245 145 0,024 0,31
xx = Preto, disponível com
uma pré-carga de 5 a 10 bar
125 295 170 0,030 0,35

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as AF 36
Porca de
molas a gás” travamento
Pressão Média . .............................. Nitrogênio Código 503928
Pressão de carga máxima .............. 150 bar
10

Pressão de carga mínima ............... 6 bar


Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados...... ~ 30-80 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste........... 1,6 m/s

Tratamento da haste........................ Nitretação


Tratamento da camisa...................... Nitretação
Kit de reparo.................................... Não passível de reparo

2.2/3
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância. USA • Korea • China • Mexico
2.2/4
EPS2 24
AP
PROVED Ø 12 EPS2 24 (Pino ejetor Especial com rosca M24).
R8 É disponibilizada em quatro modelos pré-configurados. Cada
modelo é diferenciado por uma cor, para melhor identificação
97
/2 3/ E C do nível de força.
Se necessário, esses modelos podem ser recarregados ou
2

S
ajustados para atender a diferentes necessidades de força.
Também é disponibilizado um modelo (preto) com uma
pré-carga de 5 a 10 bar, que pode ser ajustada conforme
8

1
necessário.

35

L
Lmin
Elemento de travamento da rosca

Força em N
a +20°C Pressão Força final em N
Modelo Cor de carga a + 20°C, no fim
Inicial (bar) de curso
EPS2 24 07 65 Laranja 6 110
EPS2 24 11 110 Roxo 10 190
Profundidade da porta EPS2 24 20 230 Verde 20 390
de alimentação da EPS2 24 40 450 Azul 40 800
M24x1,5
M6 5 mm
EPS2 24 80 850 Vermelho 75 1.500
EPS2 24 170 1.700 Amarelo 150 2.900
EPS2 24 XX* 65-1.700 Preto 6-150 110-2.900
HEX 17
HEX 25

* Força a ser definida pelo cliente. Disponibilizada com uma pré-carga de 5 a 10 bar.

S L L Vol. gás Peso


Curso ±0,25 min (l) (kg)
10 65 55 0,005 0,14
16 77 61 0,006 0,5
20 85 65 0,007 0,16
25 95 70 0,008 0,17
30 105 75 0,010 0,18
38 121 83 0,011 0,19
Como fazer o pedido
40 125 85 0,012 0,20
EPS2 24 07-10 50 145 95 0,014 0,21
60 165 105 0,017 0,23
Modelo: Comprimento do curso (mm)
(10, 16, 20, 25, 30, 38, 40, 50, 60, 70, 80, 100, 125) 70 185 115 0,019 0,25
80 205 125 0,022 0,27
Força: 07= laranja 80 = Vermelho
11 = Violeta 170 = Amarelo 100 245 145 0,026 0,31
20 = Verde xx = Preto, disponível com
40 = Azul uma pré-carga de 5 a 10 bar
125 295 170 0,032 0,36

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . .............................. Nitrogênio
Pressão de carga máxima .............. 150 bar
Pressão de carga mínima ............... 6 bar
Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados...... ~ 30-80 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste........... 1,6 m/s

Tratamento da haste........................ Nitretação


Tratamento da camisa...................... Nitretação
Kit de reparo.................................... Não passível de reparo

2.2/4 Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são declaradas em mm.


Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
Página deixada em branco
intencionalmente
2.2/6
R12
Ø6 A denominação das séries R atribui-se ao fato de sua camisa
ser produzida através de rolos, portanto, permanentemente
fechadas, tornando-as não reparáveis.

2 As molas da série R são disponibilizadas com camisas de

S
diâmetros de Ø 12, Ø 15, e Ø 19 mm e com cursos de até

3
125 mm.

Existem 4 modelos de cores codificados, cujas forças são


17

previamente configuradas. Além de um modelo ajustável


(preto), que pode ser pedido para uma pressão de carga
específica ou ajustado pelos clientes com equipamento de
R 0,8 (2x) carga e com treinamento apropriado.
L min

Como fazer o pedido


6

R12 13 - 7
5

Modelo: R12
Profundidade da
Comprimento do curso (mm)
Ø 12 ± 0.1 porta de alimentação Força: 13 = Verde (7, 10, 12.7, 15, 19, 25, 38.1, 50, 63.5, 75, 80, 100, 125)
da M6 5 mm 25 = Azul
38 = Vermelho
50 = Amarelo
XX = Preto, indique a força inicial em daN

Força final em N a + 20°C* Vol.


Força em N S Curso
L L
gás
Peso
Pressão
Modelo a +20°C Cor R12 13 R12 25 R12 38 R12 50 ±0,25 min
[l]
[kg]
de carga
Inicial [bar] 7 149 299 448 597 56 49 0,001 0,03
10 158 317 475 634 62 52 0,001 0,03
R12 13 130 Verde 45
12,7 164 329 493 657 67,4 54,7 0,001 0,03
R12 25 250 Azul 90
15 168 335 503 670 72 57 0,002 0,03
R12 38 380 Vermelho 135
19 172 344 517 689 80 61 0,002 0,04
R12 50 500 Amarelo 180
25 177 354 530 707 92 67 0,002 0,04
R12 XX* 60-500 Preto 20-180 38,1** 183 365 548 730 118 80 0,003 0,04
*Força a ser definida pelo usuário final. Disponibilizada com uma pré- 50** 185 371 556 742 142 92 0,004 0,05
carga de 5 a 10 bar.
63,5** 197 395 592 789 172 108,5 0,005 0,06
75** 197 394 591 788 195 120 0,006 0,06
80** 207 414 620 827 205 122 0,006 0,07
100** 204 409 613 817 245 145 0,008 0,07
125** 202 405 607 810 295 170 0,010 0,09
* = no fim de curso.
**= não é aconselhável montagem com uso apenas da rosca inferior

INFORMAÇÕES
Informações básicas
BÁSICAS Possibilidades de montagem
Para informações gerais, consulte a seção “Informações
sobre as molas”, 2.1
Pressão Média . .............................. Nitrogênio
Pressão máxima de carga .............. 180 bar (a 20°C)
Min 0,7 x Lmin

Pressão mínima de carga ............... 20 bar (a 20°C)


Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura.... ±0,3%/°C
Cursos máx./mín. recomendados ..... ~40-100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste........... 1,6 m/s
+1.0 +1,0
Corpo Ø +0.5 Corpo Ø +0.5
B Drop-in FCR-12
Tratamento da haste........................ Nitretação B Alojamento FCR-12
Rosca inferior, Montagem
Tratamento da camisa .................... Oxidação Rosca inferior
usada apenas para Montagem
superior
usada apenas
de 7-50para
Kit de reparo ................................... Não passível de reparo cursos
cursos de 7-25 mm
mm superior

2.2/6 Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são declaradas em mm.


Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.2/7
Montagens da R12
FCR-12
Código: FCR-12

Ø 6,6
2
21,5

+1,0
Corpo Ø +0,5

Ø 34
24

21

2.2/7
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância. USA • Korea • China • Mexico
2.2/8
R15
A denominação das séries R atribui-se ao fato de sua camisa
Ø 7
ser produzida através de rolos, portanto, permanentemente
fechadas, tornando-as não reparáveis.

As molas da série R são disponibilizadas com camisas de


2 diâmetros de Ø 12, Ø 15, e Ø 19 mm e com cursos de até

S
125 mm.

3
Existem 4 modelos de cores codificados, cujas forças são
previamente configuradas. Além de um modelo ajustável
17

(preto), que pode ser pedido para uma pressão de carga


específica ou ajustado pelos clientes com equipamento de
carga e com treinamento apropriado.
R 0 ,8 (2x)
L
Lmin

Como fazer o pedido


R15 18 - 7
6

Modelo: R15
Comprimento do curso (mm)
Profundidade da porta Força: 18 = Verde (7, 10, 12.7, 15, 19, 25, 38.1, 50, 63.5, 75, 80, 100, 125)
Ø 15 ± 0,1 de alimentação da 35 = Azul
50 = Vermelho
M6 5 mm 70 = Amarelo
XX = Preto, indique a força inicial em daN

Força em N a Pressão de S Força final em N a + 20°C* L Vol. gás Peso


+20°C L min
Modelo Cor carga Curso R15 18 R15 35 R15 50 R15 70 ±0,25 (l) (kg)
Inicial (bar)
7 216 432 648 865 56 49 0,001 0,05
R15 18 180 Verde 45 10 224 447 671 895 62 52 0,001 0,05
R15 35 350 Azul 90 12,7 228 457 685 914 68 55 0,001 0,05
R15 50 500 Vermelho 135 15 232 463 695 927 72 57 0,002 0,05
R15 70 700 Amarelo 180 19 236 471 707 943 80 61 0,002 0,05
R15 XX* 80-700 Preto 20-180 25 240 480 720 961 92 67 0.002 0.06
*Força a ser definida pelo usuário final. Disponibilizada com uma pré- 38.1** 258 516 774 1032 118 80.1 0.003 0.07
carga de 5 a 10 bar. 50** 258 516 774 1033 142 92 0.004 0.08
63.5** 273 546 819 1092 172 108.5 0.005 0.09
75** 270 541 811 1082 195 120 0.006 0.10
80** 270 539 809 1079 205 125 0.006 0.11
100** 267 534 802 1069 245 145 0.008 0.12
125** 265 531 796 1062 295 170 0.010 0.14
* = no fim de curso.
**= não é aconselhável montagem com uso apenas da rosca inferior

INFORMAÇÕES
Informações básicas
BÁSICAS Possibilidades de montagem
Para obter mais informações, consulte a seção “Informações
sobre as molas”, 2.1
Pressão Média ...................................... Nitrogênio
Pressão de carga máxima...................... 180 bar
Pressão de carga mínima ..................... 20 bar
Min 0,7 x L min

Temperatura de trabalho ....................... 0 a +80°C


Aumento de força por temperatura......... ±0,3%/°C
Cursos máx./mín. recomendados . ........ ~100-150 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste ................ 1,6 m/s
+1.0
Corpo Ø +0,5
Tratamento da haste............................... Nitretação +1,0
Corpo Ø +0.5
Tratamento da camisa ........................... Oxidação FCR-15FCR-15
Kit de Reparo ........................................ Não passível de reparo BB Alojamento
Suspensão
Rosca inferior, Montagem
Rosca
usada inferior
apenas para Montagem
superior
usada apenas
cursos paramm
de 7-25
cursos de 7-25 mm superior

2.2/8 Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são declaradas em mm.


Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.2/9
Montagens da R15
FCR-15
Código FCR-15

Ø 6,6 2
21,5

9
+1,0
Corpo Ø +0,5

Ø 37
27

24

2.2/9
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância. USA • Korea • China • Mexico
2.2/10
R19
Ø8 A denominação das séries R atribui-se ao fato de sua camisa
ser produzida através de rolos, portanto, permanentemente
fechadas, tornando-as não reparáveis.
AP
PROVED As molas da série R são disponibilizadas com camisas de
diâmetros de Ø 12, Ø 15, e Ø 19 mm e com cursos de até
2 125 mm.
Existem 4 modelos de cores codificados, cujas forças são

S
97
/2 3/ E C

1 previamente configuradas. Além de um modelo ajustável


(preto), que pode ser pedido para uma pressão de carga
específica ou ajustado pelos clientes com equipamento de
carga e com treinamento apropriado.
18

R 1 (2x)
Como fazer o pedido R19 30 - 7
Modelo: R19
Comprimento do curso (mm)
L
L min

Força: 30 = Verde (7, 10, 15, 25, 38.1, 50, 63.5, 80, 100, 125)
50 = Azul
70 = Vermelho
90 = Amarelo
XX = Preto, indique a força inicial em daN

Força em N a +20°C
Modelo Cor Pressão de carga
Inicial (bar)
R19 30 300 Verde 60
6

R19 50 500 Azul 100


5

R19 70 700 Vermelho 140


Profundidade da porta
R19 90 900 Amarelo 180
Ø 19 0 /- 0,1 de alimentação da
M6 5 mm R19 XX* 225-900 Preto 25-180
Luva TM, M24 x 1,5 *Força a ser definida pelo usuário final. Disponibilizada com uma pré-
Ø8 Código 3020615-M24 carga de 5 a 10 bar.

Luva TI, UNC 1”- 8


Força final em N a + 20 °C* Vol.
Código 3020615-UNC1
S

S L L gás Peso
Curso R19 30 R19 50 R19 70 R19 90 ±0,25 min (l) (kg)
7 530 880 1.200 1.600 56 49 0,003 0,07
10 470 780 1100 1400 62 52 0,003 0,08
15 440 730 1.000 1.300 72 57 0,004 0,08 4
25 420 700 980 1.300 92 67 0,006 0,08
42

4
L

L min

38,1 410 690 970 1200 118,2 80,1 0,009 0,10 4


Ferramenta de 50 410 680 960 1200 142 92 0,011 0,12 4
instalação
63,5 410 680 950 1.200 172 108,5 0,014 0,13 4
Para luva roscada
Código 3020618 80 410 680 950 1200 202 125 0,018 0,14 4
TM = M 24 x 1,5
ou 100 410 670 940 1.200 245 145 0,022 0,17
TI = 1" - 8 UNC
125 410 670 940 1.200 295 170 0,027 0,20
*no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . .............................. Nitrogênio
Pressão de carga máxima .............. 180 bar
Pressão de carga mínima ............... 25 bar
Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados...... ~ 100-150 (a 20°C) Corpo
+ 1,0+ 1,0
Ø +Ø0,5+ 0,5
Corpo
+ 1,0+ 1,0
Velocidade máxima da haste........... 1,6 m/s Corpo Ø Ø
Corpo + 0,5+ 0,5

Alojada B BF-19 FCR-19


Tratamento da haste........................ Nitretação Rosca inferior Montagem Montagem
Tratamento da camisa...................... Oxidação
usada apenas na base superior
para cursos de usada apenas
Kit de reparo.................................... Não passível de reparo 7-25 mm para cursos de
7-25 mm

2.2/10 Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são declaradas em mm.


Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.2/11
Montagens da R19
FCR-19 FCR-90
Código: FCR-19 (VDI) Código: FCR-90 (ISO)
Ø7
2

22,5*
Ø7

21,5

9
7
+ 1,0
Corpo Ø + 0,5
+ 1,0
Corpo Ø + 0,5
Ø 45
Ø 45
32

25
12
25
* Importante!
A especificação ISO é 21,5 30

BF-19
Código: BF-19
Ø7
10
7

45
32
25

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio. 2.2/11
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância. USA • Korea • China • Mexico
2.2/12
M2
A M2 é disponibilizada em quatro modelos previamente
Ø 12 configurados, com forças iniciais de 500 a 2.000 N. O corpo
M3, rosca para
manutenção da mola e a montagem foram desenvolvidos em conformidade
PROVED
com as dimensões ISO encontradas na ISO 11901 assim
AP
como na VDI 3003. Cada mola é diferenciada por uma cor
2 para uma melhor identificação do nível de força.
Também oferecemos um modelo com força ajustável (preto)

S
97
/2 3/ E C

que pode ser ajustada de acordo com diferentes necessidades.


Pode-se escolher a pressão desejada para o modelo ajustável
no momento do pedido ou utilizando-se o equipamento de

11,5
alimentação de outros clientes.
1

17
A mola M2 pode em muitos casos substituir diretamente as
molas de matriz mecânica de 25 mm (1 polegada) de diâmetro.
R1 (3x)
Todas as molas M2 podem ser reparadas e recarregadas. A mola

L
L min
pode ser fixada à ferramenta, utilizando-se a montagem (FCR ou
SM). A rosca M6 na base da mola é utilizada para alimentação e é
também uma opção de montagem.

Como fazer o pedido


M2 50-10
Modelo
5

Comprimento do curso (mm)


Força: 50 = Verde (10, 12.7, 15, 16, 25, 38.1, 50, 63.5, 80, 100, 125)
Profundidade da 100 = Azul
Ø 24,9 ± 0.05 porta de alimentação 150 = Vermelho
da M6 5 mm 200 = Amarelo
XX = Preto, indique a força inicial em daN

Força em Nat Mola a


Pressão Força final em N a + 20 °C*
+20°C S L L vol. Peso
Modelo Cor de carga Curso M2 050 M2 100 M2 150 M2 200 ±0,25 min (l) (kg)
Inicial (bar)
10 770 1.530 2.300 3.060 62 52 0,005 0,14
M2 50 500 Verde 45
12,7 770 1.530 2.300 3.070 67,4 54,7 0,006 0,15
M2 100 1000 Azul 90
15 770 1.540 2.310 3.070 72 57 0,007 0,16 4
M2 150 1500 Vermelho 135
16 770 1.540 2.310 3.070 74 58 0,007 0,16
M2 200 2000 Amarelo 180
25 770 1.540 2.310 3.080 92 67 0,010 0,18 4
M2 XX* 280-2000 Preto 25-180
38,1 770 1.540 2.320 3.090 118,2 80,1 0,015 0,20 4
*Força a ser definida pelo usuário final. Disponibilizada com uma pré-
carga de 5 a 10 bar. 50 770 1540 2.320 3.090 142 92 0,019 0,22 4
63,5 760 1.520 2.270 3.020 172 108,5 0,024 0,26 4
80 760 1.520 2.280 3.040 205 125 0,029 0,30 4
100 760 1.520 2.290 3.050 245 145 0,036 0,33 4
125 760 1.530 2.290 3.060 295 170 0,044 0,39 4
*no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás” +1,0
Corpo Ø
Pressão Média . ................................. Nitrogênio
+0,5

Pressão de carga máxima ................. 180 bar


Pressão de carga mínima .................. 25 bar
Temperatura de trabalho . .................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura .... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ...... ~80-100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste.............. 1,6 m/s +1,0
Corpo Ø +0,5

Tratamento da haste........................... Nitretação Alojamento, B FCR SM


Tratamento da camisa ....................... Oxidação Roscas inferiores Montagem Montagem
Kit de reparo ...................................... 3016385 no flange lateral

2.2/12 Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são declaradas em mm.


Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.2/13
Montagens da M2
FCR-25 FCR-150
Código: FCR-25 (VDI) Código: FCR-150 (ISO)
Montagem superior Montagem superior Montagem
na base

21,5
1
21,5
1

16
9

9
9

9
+ 1,0 + 1,0
Corpo Ø + 0,5 Corpo Ø + 0,5

Ø 50
Ø 50
Ø7
38

30
18
Ø7

30
M5

34
38

Importante! Na M2, L e L min são 3 mm menores nos cursos de 10 a SM-150


50 mm em comparação com a versão anterior da minimola (chamada M). Código: SM-150
Para obter o comprimento total correto ao substituir a versão antiga (M)
em montagens alojadas, FCR ou na base, deve-se utilizar um calço de
3 mm (Código 4016109, veja a figura a seguir).
9 + curso

14,5 + curso
6,5
Vista superior
M6
1

15
Ø 8,4

30
38
54

7
Código 4016109 = =
3 +- 0.05

52

Ø 13,5
36

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio. 2.2/13
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância. USA • Korea • China • Mexico
2.2/14
MM2
Ø 12 M3, rosca para A MM2 é uma versão da mola M2 com corpo rosqueado
AP
PROVED manutenção (M28 x 1,5). Todas as partes internas e os dados técnicos
são os mesmos das molas M2 (com exceção dos cursos de
63,5 a 125, cujos comprimentos totais são 3 mm menores).
2
97
/2 3/ E C Cada mola é diferenciada por uma cor para uma melhor
identificação do nível de força.

S
Também oferecemos um modelo com força ajustável
(preto) que pode ser ajustado de acordo com diferentes
necessidades de força. Pode-se escolher a pressão desejada
8

1
para o modelo ajustável no momento do pedido ou utilizando-
se o equipamento de alimentação de outros clientes.
Todas as molas MM2 podem ser reparadas e recarregadas.
L Para travar a mola na ferramenta, uma porca de travamento é
L min

disponibilizada.

Como fazer o pedido


MM2 50-10
5

Modelo
8

Comprimento do curso (mm)


Força: 50 = Verde (10, 12.7, 15, 16, 25, 38.1, 50, 63.5, 80, 100, 125)
100 = Azul
150 = Vermelho
M28 x 1,5 Profundidade da 200 = Amarelo
porta de alimentação XX = Preto, indique a força inicial em daN
da M6 5 mm
Força em N a Força final em N a + 20 °C* Vol.
Modelo +20°C Cor Pressão de carga S L L gás Peso
Inicial (bar) Curso MM2 50 MM2 100 MM2 150 MM2 200 ±0,25 min (l) (kg)
MM2 50 500 Verde 45 10 770 1.530 2.300 3.060 62 52 0,005 0,14
MM2 100 1000 Azul 90 12,7 770 1.530 2.300 3.070 67,4 54,7 0,006 0,15

MM2 150 1.500 Vermelho 135 15 770 1.540 2.310 3.070 72 57 0,007 0,16

MM2 200 2.000 Amarelo 180 16 770 1.540 2.310 3.070 74 58 0,007 0,16

MM2 XX* 280-2000 Preto 25-180 25 770 1.540 2.310 3.080 92 67 0,010 0,18
38,1 770 1.540 2.320 3.090 118,2 80,1 0,015 0,20
*Força a ser definida pelo usuário final. Disponibilizada com uma pré-
carga de 5 a 10 bar. 50 770 1.540 2.320 3.090 142 92 0,019 0,22
63,5 760 1.520 2.270 3.020 169 105,5 0,024 0,26
80 760 1.520 2.280 3.040 202 122 0,029 0,30
100 760 1.520 2.290 3.050 242 142 0,036 0,33
125 760 1.530 2.290 3.060 292 167 0,044 0,39
*no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 180 bar
Pressão de carga mínima ................. 25 bar
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~80-100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s
FRM
Tratamento da haste.......................... Nitretação Porca de
Tratamento da camisa........................ Oxidação trava
Kit de reparo ..................................... 3016385

2.2/14 Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são declaradas em mm.


Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.2/15
Montagens da MM2
FRM-150
Código FRM-150
M28 x 1.5

2
10

Ø 50

7
3

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio. 2.2/15
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância. USA • Korea • China • Mexico
2.2/16
MC3
Ø 12
M3, rosca para A mola MC3 baseia-se na M2, utilizando a mesma haste
manutenção e os mesmos componentes internos. O corpo da mola e
a montagem foram desenvolvidos em conformidade com
AP
PROVED a dimensão ISO encontrada na ISO 11901, bem como na
VDI 3003.
2

S
1
Cada mola é diferenciada por uma cor para uma melhor
97
/2 3/ E C
identificação do nível de força. Também oferecemos um
12.5

modelo com força ajustável (preto) que pode ser ajustado


R1 de acordo com diferentes necessidades de força. Pode-se
escolher a pressão desejada para o modelo ajustável na

L
fabricação ou utilizando-se o equipamento de alimentação de

Lmin
outros clientes.
A mola pode ser fixada ao estampo utilizando-se as
montagens FC-MC ou FFC-MC. As roscas M6 na base da
mola são utilizadas para alimentação de acordo com a opção
3.5

de montagem.
5
4

Profundidade da Como fazer o pedido


Ø 31.9 ± 0.05
porta de alimentação
da M6 5 mm MC3 50-10
)
Porta de alimentação
6 (2x Modelo
da M6 M Comprimento do curso (mm)
Força: 50 = Verde (10, 12.7, 15, 16, 25, 38.1, 50, 63.5, 80, 100, 125)
100 = Azul
150 = Vermelho
200 = Amarelo
XX = Preto, indique a força inicial em daN

Ø 18

Força em N a Força final em N a + 20 °C* Vol.


Pressão de
+20°C S L L gás Peso
Modelo Cor carga Curso MC3 50 MC3 100 MC3 150 MC3 200 ±0,25 min (l) (kg)
Inicial (bar)
10 770 1.530 2.300 3.060 70 60 0,005 0,30 4
MC3 50 500 Verde 45 12,7 770 1.530 2.300 3.070 75,4 62,7 0,006 0,31
MC3 100 1000 Azul 90 16 770 1.540 2.310 3.070 82 66 0,007 0,33 4
MC3 150 1.500 Vermelho 135 25 770 1.540 2.310 3.080 100 75 0,010 0,38 4
MC3 200 2.000 Amarelo 180 38,1 770 1.540 2.320 3.090 126,2 88,1 0,015 0,43

MC3 XX* 280-2.000 Preto 25-180 50 770 1.540 2.320 3.090 150 100 0,019 0,48 4
63,5 760 1.520 2.270 3.020 177 113,5 0,024 0,54
*Força a ser definida pelo usuário final. Disponibilizada com uma pré-
carga de 5 a 10 bar. 80 760 1.520 2.280 3.040 210 130 0,029 0,62 4
100 760 1.520 2.290 3.050 250 150 0,036 0,71
125 760 1.530 2.290 3.060 300 175 0,044 0,83
*no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 180 bar
Pressão de carga mínima ................. 25 bar
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~80-100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s
Corpo Ø ++ 1,0
0,5
Corpo Ø ++ 1,0
0,5
Tratamento da haste.......................... Nitretação Alojamento B FC-MC FFC-MC
Tratamento da camisa........................ Oxidação Rosca Montagem Montagem
Kit de reparo ..................................... 3016385 inferior superior na base

2.2/16 Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são declaradas em mm.


Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.2/17
Montagens da MC3
FC-MC-150 FFC-MC-150
Código FC-MC-150 Código FFC-MC-150
50
Ø7 35 2

17

6.5
9

Ø 49.5

35
50
+ 1,0
Corpo Ø + 0,5

35

Ø 49,5 12
Ø7
Ø 60

Parafuso de
S-MC c
montagem FCS-32
Código S-MC Código FCS-32
Øa
b b b
Øa

c
d
20

e
f

f
e
f

Øh
Øh
20

+ 1,0
Corpo Ø + 0,5
Ød
g

Código Øa b c d e f g Øh Código Øa b c Ød e f
S-MC 32,1 18 22 22,5 90 72 9 8,5 FCS-32 49,5 45 35 7 9 16

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio. 2.2/17
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância. USA • Korea • China • Mexico
2.2/18 Ø 11

X 170
AP
PROVED As molas da série Power Line são as menores e mais
potentes molas a gás com vedação na haste, proporcionando

S
uma grande quantidade de força em um pequeno espaço.
97
/2 3/ E C Ø 11
As molas Power Line são disponibilizadas com forças de
2 170 daN até 20.000 daN e com cursos entre 7 e 125 mm.

1
17

A X 170 tem uma porta inferior para alimentação de gás que

L
pode também ser utilizada para conexão com um sistema de
R1(2x)

L minS
mangueiras Micro HoseTM.
O X 170 tem um canal superior e um inferior em C padrão
ISO que juntamente com um furo roscado inferior oferece
várias possibilidades de montagem utilizando nossos padrões
1
17

L de montagem da Kaller.
5
6

R1(2x)
L min

Ø 19 0 /- 0.1
Profundidade da porta de
alimentação da M6 5 mm
5
6

Ø 19 0 /- 0.1
Profundidade da porta de
alimentação da M6 5 mm Força em N a
180 bar/+20 °C
Vol.
S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
X 170-007 7 44 37 0,002 0,06
X 170-010 10 50 40 0,002 0,06
X 170-015 15 60 45 0,004 0,07
Porta de alimentação X 170-019 19 68 49 0,005 0,07
da M6
X 170-025 25 80 55 0,006 0,08
X 170-038 38 1.700 2.800 106 68 0,009 0,09
X 170-050 50 130 80 0,012 0,10
X 170-063 63 156 93 0,015 0,12
X 170-075 75 185 110 0,018 0,13
Porta de alimentação
da M6 X 170-080 80 195 115 0,019 0,14
X 170-100 100 235 135 0,024 0,16
X 170-125 125 285 160 0,030 0,19
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . .............................. Nitrogênio
Pressão de carga máxima .............. 180 bar (a 20°) +1,0
Corpo Ø +0,5

Pressão de carga mínima ............... 25 bar (a 20°)


Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ... ~40-100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste........... 1,6 m/s
+1,0
Corpo Ø +0,5

Tratamento da haste........................ Nitretação Alojamento B FCR-19 BF-19


Tratamento da camisa...................... Oxidação Rosca inferior Montagem no Montagem inferior
usada apenas para
Kit de reparo ................................... Não passível de reparo cursos de 7-25 mm flange
usada apenas para
cursos de 7-25 mm

2.2/18 Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são declaradas em mm.


Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.2/19
Montagem da X 170
FCR-19 FCR-90
Código: FCR-19 (VDI) Código: FCR-90 (ISO)

Ø7 Ø7
2

21,5
20,5

9
7
+ 1,0
+ 1,0 Corpo Ø + 0,5
Corpo Ø + 0,5

Ø 45 Ø 45
32

25
12
25
30

BF-19
Código: BF-19

Ø7
10
7

45
32
25

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio. 2.2/19
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância. USA • Korea • China • Mexico
Breve descrição - 250 ≤ FINIC < 500
Ø 15 Ø 15 Ø 15

Ø 15 Ø 15 Ø 15
Ø 15

Ø 15
(50 + 2xCurso)
+ 2xCurso)

TU TM / TI TMS
250 x 25 mm 250 x 25 mm 250 x 25 mm
100 (50100

TU TM / TI TMS KSM
250 x 25 mm 250 x 25 mm 250 x 25 mm 250 x 25 mm

KSM
250 x 25 mm

M12

Ø 38 M38x1.5 Ø 38 M38x1.5
M12
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
265 daN 265 daN 265 daN 265 daN
Ø 38 M38x1.5 Ø 38 M38x1.5
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
265 daN 265 daN 265 daN 265 daN

Ø 12

Ø 12
Ø 15
20

Ø 15
20

Ø 15 Ø 16
20

Ø 15 Ø 16
20
(50 + 2xCurso)

120

x 25 mm
+ 2xCurso)

120

CU

TU
mm

250 x 25 mm
420
x 25 mm
100 (50100

X
420 x 25
CU

TU
250 x 25 mm 350 x 25 mm
X
mm

X
320

350 x 25 mm
320 x 25
X

Ø 38 Ø 25 Ø 32 Ø 25
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
265 daN 320 daN 360 daN 425 daN
Ø 38 Ø 25 Ø 32 Ø 25
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
265 daN 320 daN 360 daN 425 daN

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB


+46 140 571 00 • www.kaller.com
250 < FINIC < 500
PROVED
AP

CU 420 Página 2.3/2


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

X 320 Página 2.3/4 3


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

X 350 Página 2.3/6


97
/2 3/ E C

e linha!
PROVED
AP

KSM 250 Saindo d 97


/2 3/ E C
Página 2.3/8
PROVED
AP

TU 250 Página 2.3/10


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

TM/TI 250 Página 2.3/12


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

TMS 250 Página 2.3/14


97
/2 3/ E C

by Strömsholmen AB 8ª edição/janeiro de 2009


+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.3/2
CU 420
AP
PROVED Esta é a menor mola da família CU. Da mesma forma que
as outras molas CU, ela tem uma força muito grande em
Ø 12 comparação com seu diâmetro externo.
97
/2 3/ E C

S
3
11,5

1
R1 (2x)

L
L min
5
5

Profundidade da porta
Ø 24,9 ± 0,05 de alimentação da
M6 5 mm

Força em N a
150 bar/+20°C
Vol.
S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
CU 420-006 6 7.000 56 50 0,003 0,13
CU 420-010 10 6.900 70 60 0,005 0,15
CU 420-016 16 6.900 91 75 0,008 0,18
Porta de alimentação CU 420-025 25 4.250 6.900 120 95 0,011 0,22
da M6 CU 420-032 32 7.600 140 108 0,021 0,24
CU 420-040 40 7.600 165 125 0,026 0,27
CU 420-050 50 7.600 195 145 0,032 0,31
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média................................. Nitrogênio
Pressão de carga máxima............... 150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima................ 25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura.... +0,3%/°C
Ciclos máx./min. recomendados...... 50~100 (a 20°C) Corpo Ø + 1,0
Velocidade máxima da haste........... 0,5 m/s + 0,5
Corpo Ø + 1,0
+ 0,5

Tratamento da haste........................ Nitretação FCR-150 FCR-150 B Alojamento


Tratamento da camisa...................... Nitretação Montagem Montagem Rosca
Kit de reparo ................................... Não passível de reparo na base superior inferior

2.3/2
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.3/3
Montagem da CU 420
FCR
Código: FCR-150

Ø 50
= =
Ø7
3
16
9

30
18
=
9

34
38

2.3/3
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.3/4
X 320 Ø 15

AP
PROVED As molas da série Power Line são as menores e mais
potentes molas a gás com vedação na haste, proporcionando
97 Ø 15 uma grande quantidade de força em um pequeno espaço.
/2 3/ E C

S
As molas Power Line são disponibilizadas com forças de
170 daN até 20.000 daN e com cursos entre 7 e 125 mm.
A X 320 tem uma porta inferior para alimentação de gás que
pode também ser utilizada para conexão com um sistema de
3

S
17

mangueiras Micro HoseTM.


A X 320 tem um canal em C padrão ISO que juntamente com

L
2 x) uma rosca na parte inferior oferece várias possibilidades de
1( montagem utilizando padrões de montagem da Kaller.
Lmin
R
1
17

) L
2x
1(
5

Lmin

Profundidade da
5

Ø 24.9 ± 0,05 porta de alimentação


da M6 5 mm

Força em N
Profundidade da a 180 bar/+20°C
Ø 24.9 ± 0,05 porta de alimentação
da M6 5 mm Vol.
S Final L L gás Peso
Código Curso Inicial força* ±0,25 min (l) (kg)
X 320-007 7 4.800 44 37 0,004 0,10
X 320-010 10 4.900 50 40 0,005 0,11
X 320-015 15 5.100 60 45 0,007 0,12
X 320-019 19 5.100 68 49 0,009 0,13
X 320-025 25 5.200 80 55 0,011 0,14
X 320-038 38** 3.200 5.300 106 68 0,017 0,16
X 320-050 50** 5.300 130 80 0,022 0,18
X 320-063 63** 5.300 156 93 0,028 0,21
Porta de
alimentação X 320-075 75** 5.300 185 110 0,034 0,24
da M6
X 320-080 80** 5.300 195 115 0,036 0,25
X 320-100 100** 5.300 235 135 0,044 0,28
Porta de X 320-125 125** 5.300 285 160 0,055 0,33
alimentação
da M6 * = no fim de curso.
**= não é aconselhável montagem com uso apenas da rosca inferior

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
+1,0

Pressão Média . .............................. Nitrogênio Corpo Ø +0,5

Pressão de carga máxima .............. 180 bar (a 20°)


Pressão de carga mínima ............... 25 bar (a 20°)
Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ... ~40-100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste........... 1,6 m/s +1,0
Corpo Ø +0,5

Alojamento, B FCR-150 SM-150


Tratamento da haste........................ Nitretação
Rosca inferior Montagem Montagem
Tratamento da camisa...................... Oxidação usada apenas para
Kit de reparo ................................... Não passível de reparo cursos de 7-25 com flange lateral

2.3/4
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.3/5
Montagem da X 320
FCR SM
Código: FCR-150 Código: SM-150
Montagem superior

14,5 + curso
21,5
1

6,5
Vista superior

1
3

9
+ 1,0

15
Corpo Ø + 0,5
Ø 8,4

30
Ø 50

38
54
Ø7

7
= =
52

30
18
Ø 13,5
36
34

2.3/5
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.3/6
X 350
AP
PROVED As molas da série Power Line são as menores e mais
potentes molas a gás com vedação na haste, proporcionando
Ø 16 uma grande quantidade de força em um pequeno espaço.
97
/2 3/ E C M6, rosca para
Essas molas a gás são disponibilizadas com forças de
manutenção 170 daN até 20.000 daN e com cursos entre 7 e 125 mm.
Ø 16
M6, rosca para Há uma porta lateral para alimentação de gás que pode
também ser utilizada para conexão com um sistema de
3 manutenção

S
mangueiras.
Um canal superior em C e um inferior em U que juntamente
com duas roscas M6 permitem várias possibilidades de

S
montagem, utilizando os padrões de montagem da Kaller.
12,5

R1 L
12,5

L min

R1
L
L min
3,5

6
3,5

Força em N
4

Ø 31,9 ±0,05 Porta de alimentação a 180 bar/+20°C


Vol.
da M6 S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
4

Ø 31,9 ±0,05 Porta de alimentação


M6da
(2x), X 350-010 10 5.900 50 40 0,01 0,17
M6profundidade
6 mm X 350-013 13 5.200 56 43 0,01 0,17
X 350-016 16 5.300 62 46 0,01 0,19
M6 (2x), profundidade X 350-019 19 5.600 68 49 0,01 0,20
6 mm
X 350-025 25 5.500 80 55 0,02 0,21
X 350-032 32 5.500 94 62 0,02 0,23
X 350-038 38 3.600 5.500 106 68 0,03 0,25
20
X 350-050 50 5,600 130 80 0,03 0,29
X 350-063 63 5.500 156 93 0,04 0,33
20 X 350-075 75 5.500 180 105 0,05 0,36
X 350-080 80 5.500 190 110 0,05 0,38
X 350-100 100 5.500 230 130 0,06 0,45
X 350-125 125 5.500 280 155 0,08 0,52
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 180 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima ................. 25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~ 50 a 100 (a 20°C)
Corpo Ø ++ 0,5
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s + 1,0
Corpo Ø + 0,5
2,0

Alojamento B FC-MC FFC-MC


Tratamento da haste ......................... Nitretação
Rosca Montagem Montagem
Tratamento da camisa........................ Oxidação
inferior superior na base
Kit de reparo ..................................... 3018845

2.3/6
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.3/7
Montagem da X 350
FC FFC
Código FC-MC-150 Código FFC-MC-150
50
Ø7 35

17 3

6.5
9

Ø 49.5

35
50
+ 1,0
Corpo Ø + 0,5

35

Ø 49,5 12
Ø7
Ø 60

FCS-32
Código FCS-32
Øa

b
c
f
e
f

+ 1,0
Corpo Ø + 0,5
Ød

Código Øa b c Ød e f
FCS-32 49,5 45 35 7 9 17

2.3/7
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.3/8
KSM 250
PROVED
AP A KSM 250 é uma versão da KS 250 com corpo rosqueado.
Todos os componentes internos e os dados técnicos são
Ø 15 iguais aos da KS 250.
97
/2 3/ E C
Porta de alimentação da M6

S
4

1
2

!
L min

a
L

n h
li
8

Ø 35,4

M38 x 1,5

d e
d o
in
Força em N a
150 bar/+20 °C
Vol.

a
S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)

S
KSM 250-013 12,7 3.800 55,4 42,7 0,012 0,27
KSM 250-015 15 3.700 60 45 0,013 0,28
KSM 250-025 25 3.600 80 55 0,021 0,33
KSM 250-038 38,1 3.600 106,2 68,1 0,030 0,37
2.650
KSM 250-050 50 3.500 130 80 0,039 0,41
KSM 250-064 63,5 3.500 157 93,5 0,049 0,50
KSM 250-080 80 3.500 190 110 0,061 0,55
KSM 250-100 100 3.500 230 130 0,076 0,66
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . .................................Nitrogênio
Pressão de carga máxima .................150 bar
Pressão de carga mínima ..................50 bar
Temperatura de trabalho . ..................0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ....± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ......~80-100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste..............1,6 m/s

Tratamento da haste...........................Nitretação FRM FTM


Tratamento da camisa.........................Oxidação FHM Montagem
Kit de reparo ......................................3017230-0250 Porca de trava por flange

2.3/8
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.3/9
Montagem da KSM 250
e
FRM FHM

c
3

Øa

a
c b
b

Código Øa b c d e Código a b c
FRM-250 58 3,5 8 11 M38 x 1,5 FHM-250 47 M38 x 1,5 8

FTM A-A
a
Ø 14
Parafuso de
travamento, M6
12

Ø9
Ø 75
50,3
A

A
29

50

Código a
FTM-250 M38 x 1,5

2.3/9
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.3/10
TU 250
A linha TU é a linha padrão de molas a gás. Os tamanhos de
250 a 10.000 correspondem à norma ISO 11901 para molas
a gás assim como à VDI 3003.
Ø 15 M3, rosca
AP
PROVED O comprimento total L é 50 mm + (2 x curso).
para manutenção

97

S
/2 3/ E C

3
12,4

R1
L min

L
4

6
4

+0
Ø 38 - 0,2 Porta de
alimentação
da M6

M6 (4x), profundidade 8 mm
Força em N a
150 bar/+20°C Vol.
S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg) 11901
45
°

TU 250-010 10 3.500 70 60 0,011 0,43 4


TU 250-013 12,7 3.500 75,4 62,7 0,013 0,44
TU 250-016 16 3.500 82 66 0,016 0,46 4
TU 250-025 25 3.500 100 75 0,023 0.50 4
25

TU 250-038 38,1 3.500 126,2 88,1 0,032 0,54


2.650
18 TU 250-050 50 3.500 150 100 0,041 0,58 4
TU 250-064 63,5 3.500 177 113,5 0,051 0,67
TU 250-080 80 3.500 210 130 0,062 0,72 4
TU 250-100 100 3.500 250 150 0,077 0,83
TU 250-125 125 3.500 300 175 0,096 0,97

* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . .............................. Nitrogênio
Pressão de carga máxima .............. 150 bar
Pressão de carga mínima ............... 50 bar
Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura . ± 0,3%/°C
Corpo Ø ++ 0,5
2,0
Ciclos máx./mín. recomendados . ... ~80-100 (a 20°C) + 1,0
Corpo Ø + 0,5

Velocidade máxima da haste........... 1,6 m/s Alojamento B FC, FCS K, FFC


Rosca Montagem Montagem
Tratamento da haste........................ Nitretação inferior superior pela base
Tratamento da camisa...................... Oxidação
Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de montagem
Kit de reparo ................................... 3016873 K-250, consulte o capítulo 3.

2.3/10
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.3/11
Montagem da TU 250
FC Øa
FCS
Øa
Øb
b
c
c

e
f
3
f

f
e
f
+ 2,0
Corpo Ø + 0,5
Ød
Corpo Ø++ 2,0
0,5
Ød

Código Øa Øb c Ød e f Código Øa b c Ød e f

FC-250 68 56,5 40 7 9 17 FCS-250 56,5 52 40 7 9 17

FFC S c Parafuso de
montagem
a
b
Ød b b
Importante!

Øa
O suporte S é
projetado para
ser usado em
conjunto com as
flanges montadas d
Øc 20
nos canais em U,
C ou na opção de
b
a
f

montagem B.
e
O parafuso de
montagem (M6) f
deve ser apertado Øh
com 25 Nm de Øh
torque.
20

e
g

Código a b Øc Ød e f Código Øa b c d e f g Øh
FFC-250 55 40 56,6 7 12 6,5 S-250 38,1 18 24 27,5 95 77 8 9

Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de


montagem K-250, consulte o capítulo 3.

2.3/11
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.3/12
TM/TI 250
AP
PROVED As TM e TI são molas 250 com corpo rosqueado com o
mesmo comprimento das molas TU 250.

97 Ø 15 M3, rosca para A mola TM tem uma rosca com valor métrico M38 x 1,5.
/2 3/ E C
manutenção
A mola TI tem uma rosca com valor em polegada UNF 1½-12.

S
4

1
2
4

L
L min
6
14

Ø 35,4 Porta de
alimentação
TM = M38 x 1,5 da M6
TI = UNF 1 ½"-12

Força em N a
150 bar/+20 °C Vol.
S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
TM/TI 250-013 12,7 3.400 75,4 62,7 0,015 0,37
TM/TI 250-025 25 3.400 100 75 0,024 0,42
TM/TI 250-038 38,1 3.400 126,2 88,1 0,033 0,47
TM/TI 250-050 50 2.650 3.400 150 100 0,042 0,52
TM/TI 250-064 63,5 3.500 177 113,5 0,052 0,57
TM/TI 250-080 80 3.500 210 130 0,063 0,64
TM/TI 250-100 100 3.500 250 150 0,078 0,72
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . .................................Nitrogênio
Pressão de carga máxima .................150 bar
Pressão de carga mínima ..................50 bar
Temperatura de trabalho . ..................0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ....± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ......~80-100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste..............1,6 m/s
FRM, FRI, FTM, FTI
Tratamento da haste...........................Nitretação FHM, FHI Montagem
Tratamento da camisa.........................Oxidação Porca de com flange
Kit de reparo ......................................2013691-0250 trava

2.3/12
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.3/13
Montagens das TM/TI 250
FRM/FRI e
FHM/FHI

c
3

Øa

a
c
b
b

Código Øa b c d e Código a b c
FRM-250 58 3,5 8 11 M38 x 1,5 FHM-250 47 M38 x 1,5 8
FRI-250 58 3,5 8 11 UNF 1 ½-12 FHI-250 50.8 UNF 1½-12 8

FTM/FTI A-A
a
Ø 14
Parafuso de
travamento, M6
12

Ø9
Ø 75
50,3
A

A
29

50

Código a
FTM-250 M38 x 1,5
FTI-250 UNF 1 ½-12

2.3/13
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.3/14
TMS 250
AP
PROVED As TMS são molas 250 equipadas com prisioneiro rosqueado
para montagem.

97 A mola TMS (Tube Metric Stud) tem uma rosca M12.


/2 3/ E C +0
Ø 38 - 0,2
Tem o mesmo comprimento básico da mola TU 250.
Ø 15 M3, rosca para
manutenção

S
4

1
2

L
L min

Porta de
alimentação
da M6
6

+0
25

-0,2
19

Força em N a
M12 150 bar/+20°C
Vol.
S Força L± L gás Peso
Código Curso Inicial final* 0,25 min (l) (kg)
TMS 250-013 12,7 3.400 75,4 62,7 0015 0,45
TMS 250-025 25 3.400 100 75 0,024 0,50
TMS 250-013 38,1 3.400 126,2 88,1 0,033 0,55
TMS 250-050 50 2.650 3.400 150 100 0,042 0,60
TMS 250-064 63,5 3.500 177 113,5 0,052 0,65
TMS 250-080 80 3.500 210 130 0,063 0,70
TMS 250-100 100 3.500 250 150 0,078 0,80

* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . .................................Nitrogênio
Pressão de carga máxima .................150 bar
Pressão de carga mínima ..................50 bar
Temperatura de trabalho . ..................0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ....± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ......~80-100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste..............1,6 m/s

Tratamento da haste...........................Nitretação
Tratamento da camisa.........................Oxidação Rosca
Kit de reparo ......................................2013691-0250

2.3/14
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
Página deixada em branco
intencionalmente
Breve descrição - 500 ≤ FINIC < 750

Ø 20

Ø 20

35

53
Ø 20
135 (85 + 2xCurso)

100 (50 + 2xCurso)

82 (32 + 2xCurso)
TU 500 x 25 mm

K
500 x 25 mm
KSM
500 x 25 mm

Ø 45 Ø 45 M45x1.5
Força inicial Força inicial Força inicial
470 daN 470 daN 470 daN

Ø 20
Ø 20
15
55

Ø 20
135 (85 + 2xCurso)

120
80 (30 + 2xCurso)

TU 500 x 25 mm
CU
740 x 25 mm

X
500 x 25 mm

Ø 45 Ø 40 Ø 32
Força inicial Força inicial Força inicial
470 daN 470 daN 740 daN

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB


+46 140 571 00 • www.kaller.com
500 < FINIC < 750
PROVED
AP

CU 740 97
Página 2.4/2
/2 3/ E C

PROVED
AP

X 500 Página 2.4/4


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

4
K 500 97
Página 2.4/6
/2 3/ E C

n ha!
PROVED

d o d e l i AP

KSM 500 Sain 97


/2 3/ E C
Página 2.4/8
PROVED
AP

TU 500 Página 2.4/10


97
/2 3/ E C

by Strömsholmen AB 8ª edição/janeiro de 2009


+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.4/2
CU 740
PROVED A mola a gás CU é uma mola com vedação na camisa
AP
Ø 20 bastante compacta, que proporciona uma grande força em
um pequeno espaço.
97
/2 3/ E C
As molas com cursos acima de 25 mm devem ser sempre
fixadas no estampo, utilizando-se uma flange ou os furos

S
na parte inferior da mola. Também recomendamos que
molas com cursos mais curtos sejam fixadas para uma
melhor vida útil.
11,5

4 1
R1 (2x)

L
L min
5,5 (2x)
10,5

Ø 32,1 ± 0,05

Força em N a
150 bar/+20°C
Porta de alimentação da M6
M6 (2x) S Força L L Vol. gás Peso
Código Curso Inicial final** ±0,25 min (l) (kg)
CU 740-006 6 9.800 63 57 0,012 0,20
CU 740-010 10 10.000 75 65 0,017 0,24
CU 740-016 16 11.000 93 77 0,024 0,28
CU 740-025 25 7.400 12.000 120 95 0,034 0,33
Ø 15
CU 740-032 32* 12.000 140 108 0,042 0,37
CU 740-040 40* 12.000 165 125 0,052 0,42
CU 740-050 50* 12.000 195 145 0,063 0,48
* = Deve ser sempre fixada ao estampo utilizando-se os furos na
parte inferior ou um flange
** = no curso total

Informações básicas Possibilidades de montagem


Corpo Ø + 1,0
Corpo Ø + 1,0
+ 0,5
Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as + 0,5

molas a gás”
Pressão Média . .............................. Nitrogênio
Pressão de carga máxima .............. 150 bar (a 20°)
Pressão de carga mínima ............... 25 bar (a 20°)
Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Corpo Ø + 1,0
Ciclos máx./mín. recomendados . ... ~50-100 (a 20°C) Corpo Ø + 1,0
+ 0,5
+ 0,5

Velocidade máxima da haste........... 0,5 m/s


Alojamento FC-MC B
Tratamento da haste........................ Nitretação Montagem Rosca inferior
Tratamento da camisa...................... Nitretação superior
Kit de reparo ................................... Não passível de reparo
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
2.4/2 modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.4/3
Montagem da CU 740
FC-MC FCS-32
Código FC-MC-150 Código FCS-32
Øa

b
Ø7
c

16
9

f
e
+ 1,0

f
Corpo Ø + 0,5

35

Ø 49,5 Corpo Ø ++ 1,0


0,5
Ød
Ø 60

Código Øa b c Ød e f
FCS-32 49,5 45 35 7 9 16

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
2.4/3
Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
8ª edição/janeiro de 2009
USA • Korea • China • Mexico
2.4/4
X 500
AP
PROVED As molas da série Power Line são as menores e mais
Ø 20
potentes molas a gás com vedação na haste, proporcionando
uma grande quantidade de força em um pequeno espaço.
97
/2 3/ E C Rosca para
manutenção M6 Essas molas a gás são disponibilizadas com forças de
170 daN até 20.000 daN e com cursos entre 7 e 125 mm.
Há uma porta lateral para alimentação de gás que pode
também ser utilizada para conexão com um sistema de

S
mangueiras.
Um canal superior em C e um inferior em U que juntamente
4 com duas roscas M6 permitem várias possibilidades de
12,5

montagem, utilizando os padrões de montagem da Kaller.


2

R1

L
L min
4

6
4

Ø 38 +0
- 0,2
Porta de alimentação Força em N a
da M6 150 bar/+20°C
Vista de baixo S Força L L Vol. gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
X 500-010 10 7.200 50 40 0,01 0,25
X 500-013 13 7.100 56 43 0,01 0,26
M6 (4x), profundidade 6 mm
X 500-016 16 7.200 62 46 0,02 0,27
X 500-019 19 7.400 68 49 0,02 0,28
X 500-025 25 7.300 80 55 0,03 0,31
M6 (2x),
45

X 500-032 32 7.200 94 62 0,03 0,34


°

profundidade
X 500-038 38 4.700 7.200 106 68 0,04 0,36
6 mm
X 500-050 50 7.200 130 80 0,05 0,40
25 X 500-063 63 7.200 156 93 0,06 0,45
X 500-075 75 7.100 180 105 0,07 0,50
X 500-080 80 7.100 190 110 0,08 0,52
25

X 500-100 100 7.100 230 130 0,10 0,60


20 X 500-125 125 7.100 280 155 0,12 0,70
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima ................. 25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~ 50 a 100 (a 20°C) Corpo Ø ++ 0,5
2,0
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s + 1,0
Corpo Ø + 0,5

Alojamento B FC, FCS K, FFC


Tratamento da haste ......................... Nitretação Rosca Montagem Montagem
Tratamento da camisa........................ Oxidação inferior superior pela base
Kit de reparo ..................................... 3018846 Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de
montagem K-500, consulte o capítulo 3.
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
2.4/4 modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.4/5
Montagem da X 500
FC Øa FCS Øa
Øb b
c
c

4
e

f
f

e
f
+ 2,0
Corpo Ø + 0,5
Ød Corpo Ø ++ 2,0
0,5
Ød

Código Øa Øb c Ød e f Código Øa b c Ød e f
FC-250 68 56,5 40 7 9 17 FCS-250 56,5 52 40 7 9 17

FFC a
b
Ød

Øc
b
a
f

Código a b Øc Ød e f
FFC-250 55 40 56,6 7 12 6,5

Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de


montagem K-500, consulte o capítulo 3.

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
2.4/5
Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
8ª edição/janeiro de 2009
USA • Korea • China • Mexico
2.4/6
K 500
AP
PROVED Sugestão: Esta é uma mola de baixa altura que tem uma força
inicial de 4.700 N e pode ser conectada a mangueiras.
Ø 20 M6, rosca para A K 500 tem um comprimento total de 50 mm + (2 x curso).
97
/2 3/ E C
manutenção Esta mola é 35 mm menor do que a TU 500. As opções de
montagem são as mesmas da TU 500.

S
Ø 20 M6, rosca para
15,5

manutenção
1
4 R1 L min
S

L
15,5
4

10,5
1

R1
L min

Ø 45,2 ± 0,1 Porta de alimentação


4

G 1/8"
4

10,5

M8 (2x), profundidade
12,5 mm
Ø 45,2 ± 0,1 Porta de alimentação Força em N a
4

G 1/8" 150 bar/+20°C


S Força L L Vol. gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
M8 (2x), profundidade
K 500-006 6 5.600 62 56 0,02 0,50
20 12,5 mm
K 500-013 12,7 5.900 75,4 62,7 0,03 0,54
K 500-019 19 6.100 88,1 69,05 0,04 0,59
K 500-025 25 6.100 100 75 0,04 0,62
K 500-038 38,1 6.200 126,2 88,1 0,06 0,71
4.700
K 500-050 50 6.300 150 100 0,07 0,78
20 K 500-064 63,5 6.300 177 113,5 0,09 0,88
K 500-080 80 6.600 210 130 0,11 0,98
K 500-100 100 6.600 250 150 0,12 1,12
K 500-125 125 6.600 300 175 0,15 1,28
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar
Pressão de carga mínima ................. 25 bar
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ±0,3t a 20 °C)
Corpo Ø ++ 0,5
Cursos máx./mín. recomendados ..... ~ 40-80 (a 20°C) + 1,0
Corpo Ø + 0,5
2,0

Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s


Alojamento B, MP FC, FCS K, FFC, FU
Montagem Montagem Montagem na
Tratamento da haste.......................... Nitretação
inferior superior base
Tratamento da camisa........................ Oxidação Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de
Kit de reparo ..................................... 3017230-0500 montagem K-500 e FU-500, consulte o capítulo 3.
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
2.4/6 modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.4/7
Montagens da K 500
MP FC Øa
A-A

14 (2x)
Ø 9 (2x) Ø 9 (2x)
Øb

20 -0.1
+0
12 (2x)
c

Ø 15 (2x) Ø 15 (2x)
Importante!
Vem completa com a
parafusos para montar b
a mola a gás. M10

f
4

e
f
A
+ 2,0
Corpo Ø + 0,5
Ød
A M10
Ø 20

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
MP-500 70 50 FC-500 86 70,7 50 9 13 22

FCS Øa FFC
a
b
c b
Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

Corpo Ø ++ 2,0
0,5
Ød e
Código Øa b c Ød e f
Código a b Øc Ød e f
FCS-500 70,7 64 50 9 13 22
FFC-500 70 50 70,7 9 20 6,5

Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de


montagem K-500 e FU-500, consulte o capítulo 3.

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
2.4/7
Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
8ª edição/janeiro de 2009
USA • Korea • China • Mexico
2.4/8
KSM 500
AP
PROVED A KSM 500 é uma versão com corpo rosqueado da KS 500.
Todos os componentes internos e os dados técnicos são
Ø 20 M6, porta de iguais aos da KS 500.
97
/2 3/ E C alimentação

S
5

4
1
4
3

L
L min

a !
n h
li
5
3
8

e
M45 x 1,5

d
o
Força em N a
150 bar/+20°C

d
4.5 (2x)

S Força L L Vol. gás Peso

n
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)

i
KSM 500-013 12,7 6.900 57,4 44,7 0,02 0,40

a
KSM 500-019 19,05 6.700 70,1 51,05 0,03 0,44

S
KSM 500-025 25 6.600 82 57 0,03 0,49
KSM 500-038 38,1 6.600 108,2 70,1 0,05 0,57
KSM 500-050 50 4.700 6.700 132 82 0,06 0,64
KSM 500-064 63,5 6.600 159 95,5 0,08 0,70
KSM 500-080 80 6.600 192 112 0,09 0,80
KSM 500-100 100 6.700 232 132 0,11 0,96
KSM 500-125 125 6.700 282 157 0,14 1,12
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar
Pressão de carga mínima ................. 25 bar
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~40-80 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s

Tratamento da haste.......................... Nitretação FRM


Tratamento da camisa........................ Oxidação Porca de
Kit de reparo ..................................... 3017230-0500 trava

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


2.4/8 modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.4/9
Montagem da KSM 500
FRM e

Øa
4

c
b

Código Øa b c d e
FRM-500 68 3,5 8 12 M45 x 1,5

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
2.4/9
Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
8ª edição/janeiro de 2009
USA • Korea • China • Mexico
2.4/10
TU 500
A linha TU é a linha padrão de molas a gás.
Os tamanhos 250 a 10.000 correspondem à norma
Ø 20 M6, rosca para ISO 11901 para molas a gás.
PROVED manutenção
AP
A TU 500 tem um comprimento total de 85 mm + (2 x curso).

Ø 20

S
97
/2 3/ E C
M6, rosca para
manutenção
16,5

S
4 R1
16,5

L min

R1 L
L min

L
10,5
4

10,5
4

Porta de
Ø 45,2 ±0,1
4

alimentação
G 1/8"
Força em N a
150 bar/+20°C
Porta de
Ø 45,2 ±0,1
4

alimentação S Força L L Vol. gás Peso


M8, profundidade
12,5 mm G 1/8" Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg) 11901
TU 500-010 10 6.000 105 95 0,023 0,96

M8, profundidade TU 500-013 12,7 6.100 110,4 97,7 0,025 1,04


12,5 mm TU 500-025 25 6.400 135 110 0,038 1,13 4
TU 500-038 38,1 6.500 161,2 123,1 0,051 1,22
TU 500-050 50 6.600 185 135 0,063 1,30 4
4.700
TU 500-064 63,5 6.600 212 148,5 0,077 1,41
20
TU 500-080 80 6.700 245 165 0,093 1,55 4
TU 500-100 100 6.700 285 185 0,114 1,72
20 TU 500-125 125 6.700 335 210 0,139 1,89
TU 500-160 160 6.700 405 245 0,175 2,14
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar
Pressão de carga mínima ................. 25 bar
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Corpo Ø ++ 0,5
Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~40-80 (a 20°C) + 1,0
Corpo Ø + 0,5
2,0

Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s


Alojamento B, MP FC, FCS K, FFC, FU
Montagem Montagem Montagem
Tratamento da haste.......................... Nitretação
inferior superior na base
Tratamento da camisa........................ Oxidação
Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de
Kit de reparo ..................................... 2013691-0500 montagem K-500 e FU-500, consulte o capítulo 3.
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
2.4/10 modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.4/11
Montagem da TU 500
MP FC Øa
A-A

14 (2x)
Ø 9 (2x) Ø 9 (2x)

20 -0.1
Øb

+0
12 (2x)
c

Ø 15 (2x) Ø 15 (2x)

Importante! a
Vem completa com b
M10
parafusos para montar
a mola a gás.

f
4

e
f
A Corpo Ø
+ 2,0
+ 0,5
Ød

A M10
Ø 20

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
MP-500 70 50 FC-500 86 70,7 50 9 13 23

FCS Øa
FFC a
b b
c Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

Corpo Ø ++ 2,0
0,5
e
Ød

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-500 70,7 64 50 9 13 23 FFC-500 70 50 70,7 9 20 6,5

Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de


montagem K-500 e FU-500, consulte o capítulo 3. S c Parafuso de
montagem

b b
Importante!
Øa

O suporte S é
projetado para
ser usado em
conjunto com as
flanges montadas
d

nos canais em U,
20

C ou na opção de
montagem B.
e
O parafuso de
montagem (M8) f
deve ser apertado Øh
com 25 Nm de Øh
torque.
20

Código Øa b c d e f g Øh
S-500 45,4 17 29 30 100 82 9 9

Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou


modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
2.4/11
Todas as medidas são nominais a menos que seja
declarada tolerância.
8ª edição/janeiro de 2009
USA • Korea • China • Mexico
Breve descrição - 750 ≤ FINIC < 1000

Ø 25 Ø 25 Ø 25

Ø 25 Ø 25

45
145 (95 + 2xCurso)

750 x 25 mm

100 (50 + 2xCurso)


750 x 25 mm
TU/LCF

TB
750 x 25 mm SL KM
K 750 x 25 mm
750 x 25 mm

Ø 50 Ø 75 Ø 50 Ø 50 M50x1.5
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
740 daN 740 daN 740 daN 740 daN 740 daN

Ø 25
Ø 25

Ø 25 15
57

63

Ø 25
160 (110 + 2 xCurso)
145 (95 + 2xCurso)

750 x 25 mm

SPC
82 (32 + 2x curso)
TU/LCF

750 x 25 mm

KSM
750 x 25 mm X
750 x 25 mm

Ø 50 M50x1.5 Ø 45 Ø 75
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
740 daN 740 daN 740 daN 740 daN

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB


+46 140 571 00 • www.kaller.com
750 < FINIT < 1000
PROVED
AP

X 750 97
Página 2,5/2
/2 3/ E C

PROVED
AP

K 750 Página 2,5/4


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

KM 750 97
Página 2,5/6
/2 3/ E C

5
a!
o de linh
PROVED
AP

KSM 750 Saind 97


/2 3/ E C
Página 2,5/8
PROVED
AP

TU e LCF 750 97
Página 2,5/10
/2 3/ E C

PROVED
AP

TB 750 97
Página 2,5/12
/2 3/ E C

PROVED
AP

SL 750 97
Página 2,5/14
/2 3/ E C

PROVED
AP

SPC 750 Página 2,5/16


97
/2 3/ E C

by Strömsholmen AB 8ª edição/janeiro de 2009


+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.5/2
X 750
AP
PROVED
Ø 25 As molas da série Power Line são as menores e mais
potentes molas a gás com vedação na haste, proporcionando
Rosca para uma grande quantidade de força em um pequeno espaço.
97
/2 3/ E C manutenção M6
Essas molas a gás são disponibilizadas com forças de
170 daN até 20.000 daN e com cursos entre 7 e 125 mm.
Há uma porta lateral para alimentação de gás que pode

S
também ser utilizada para conexão com um sistema de
mangueiras.
Um canal superior em C e um inferior em U juntamente
com duas roscas M8 permitem várias possibilidades de
16,5

2
montagem, utilizando-se os padrões de montagem da Kaller.

R1

L
5 L min
4

Força em N a
4

Ø 45,2 ± 0,1 Porta de 150 bar/+20°C


alimentação S Força L L Vol. gás Peso
da M6 Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
X 750-010 10 12.100 52 42 0,02 0,37
X 750-013 13 12.100 58 45 0,02 0,39
X 750-016 16 12.100 64 48 0,03 0,41
M8 (2x), profundidade
6 mm X 750-019 19 11.700 70 51 0,03 0,41
X 750-025 25 11.800 82 57 0,04 0,45
X 750-032 32 11.800 96 64 0,05 0,50
X 750-038 38 11.800 108 70 0,05 0,53
7.400
X 750-050 50 11.800 132 82 0,07 0,61
X 750-063 63 11.800 158 95 0,09 0,69
X 750-075 75 11.900 182 107 0,10 0,77
X 750-080 80 11.900 192 112 0,11 0,80
X 750-100 100 11.900 232 132 0,13 0,93
X 750-125 125 11.900 282 157 0,17 1,09
20 * = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima ................. 25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~ 50 a 100 (a 20°C) Corpo Ø ++ 0,5
2,0
Velocidade máxima da haste............. 1,6 M8m/s
(2x), profundidade
+ 0,5
Corpo Ø + 1,0

Alojamento B FC, FCS K, FFC


6 mm
Tratamento da haste ......................... Nitretação Rosca Montagem Montagem
Tratamento da camisa........................ Oxidação inferior superior pela base
20 Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de
Kit de reparo ..................................... 3019903
montagem K-750 e FU-750, consulte o capítulo 3.

2.5/2
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.5/3
Montagem da X 750
FC Øa FCS Øa
Øb b
c
c

f
e

f
f

e
f
+ 0,5

5
Corpo Ø + 2,0
Ød Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Ød

Código Øa Øb c Ød e f Código Øa b c Ød e f
FC-500 86 70,7 50 9 13 23 FCS-500 70,7 64 50 9 13 23

FFC a
b
Ød

Øc
b
a
f

Código a b Øc Ød e f
FFC-500 70 50 70,7 9 20 6,5

Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de


montagem K-750 e FU-750, consulte o capítulo 3.

2.5/3
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.5/4
K 750
PROVED
AP Sugestão: Esta é uma mola de baixa altura que tem uma
força inicial de 7.400 N e pode ser conectada a mangueiras.
Ø 25
M6, rosca para
97
/2 3/ E C manutenção A K 750 tem um comprimento total de 50 mm + (2 x curso).
Esta mola é 45 mm menor do que a TU 750.
As opções de montagem são as mesmas da TU 750.
A K 750 é também disponibilizada com duas portas para

S
alimentação de gás localizadas na camisa. Ao solicitar esse
modelo acrescente um D ao Código. Exemplo: KD 750-xxx.
15,5

Importante! A KD 750 não possui válvulas, podendo apenas

1
ser pressurizada por meio de um sistema de mangueiras.
Por esse motivo, está sempre descarregada no momento da
R2 entrega.
5
inha!
L
L min
el
Saindo d
7

10,5

Exemplo da KD

Portas de alimentação G 1/8"


Ø 50,2 ± 0,1 Porta de alimentação
8

G 1/8"

Força em N a
150 bar/+20°C
S Força L L Vol. gás Peso
M8 (2x), profundidade Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
12,5 mm
K 750-006 6 15.000 62 56 0,01 0,68
K 750-013 12,7 13.000 75,4 62,7 0,02 0,73
K 750-019 19 12.000 88,1 69,05 0,03 0,80
K 750-025 25 11.000 100 75 0,04 0,82
K 750-038 38,1 11.000 126,2 88,1 0,06 0,92
7.400
K 750-050 50 11.000 150 100 0,08 1,06
K 750-064 63,5 11.000 177 113,5 0,10 1,12
K 750-080 80 11.000 210 130 0,12 1,26
K 750-100 100 11.000 250 150 0,15 1,39
K 750-125 125 11.000 300 175 0,19 1,57
20 * = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar
Pressão de carga mínima ................. 25 bar
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Corpo Ø + 0,5
+ 1,0

Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~15-40 (a 20°C) B, MP FC, FCS, K, KU, FAC, SA, S
Alojada
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s FCSC FFC, FU
Montagem Montagem Montagem Montagem
Tratamento da haste.......................... Nitretação inferior superior pela base pela camisa
Tratamento da camisa........................ Oxidação Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
Kit de reparo ..................................... 3017230-0750 montagem K-750, KU-750, FU-750, FAC-750, SA-750 e FCSC-750,
consulte o capítulo 3.

2.5/4
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.5/5
Montagens da K 750
MP FC Øa
A-A

14 (2x)
Ø 9 (2x) Ø 9 (2x) Øb

20 -0.1
+0
12 (2x)
c

Ø 15 (2x) Ø 15 (2x)

a
b
M10

f
e
Importante!

f
Vem completa com
parafusos para montar
a mola a gás.
A

5
+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
A M10
Ø 20

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
MP-750 75 56,5 FC-750 95 80 56,5 9 13 22

FCS Øa FFC
a
b
c
b
Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød e

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-750 80 70 56,5 9 13 22 FFC-750 75 56,5 80 9 24 12

Parafuso de
Importante! Para saber as dimensões sobre as
S c
montagem possibilidades de montagem K-750, KU-750, FU-750,
FAC-750, SA-750 e FCSC-750, consulte o capítulo 3.

b b
Importante!
Øa

O suporte S é
projetado para
ser usado em
conjunto com as
flanges montadas
d

nos canais em U,
20

C ou na opção de
montagem B.
e
O parafuso de
montagem (M8) f
deve ser apertado Øh
com 25 Nm de
torque.
Øh
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-750 50,4 20 40 40 130 110 10 9

2.5/5
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.5/6
KM 750
AP
PROVED
Ø 25 Rosca para A KM 750 é uma versão com corpo rosqueado da K 750.
manutenção, M8 Todos os componentes internos e os dados técnicos são
97
iguais aos da K 750.
/2 3/ E C

Dimensões de acordo com o padrão FORD.

S
5

1
4

L
5 L min
10,5
19

M50 x 1,5 Porta de


alimentação
G 1/8"
Força em N
a 150 bar/+20°C Mola a
S Força L L vol. Peso
M8 (2x), profundidade Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
12,5 mm KM 750-006 6 15.000 62 56 0,01 0,68
KM 750-013 12,7 13.000 75,4 62,7 0,02 0,73
KM 750-019 19 12.000 88,1 69,05 0,03 0,80
KM 750-025 25 11.000 100 75 0,04 0,82
KM 750-038 38,1 11.000 126,2 88,1 0,06 0,92
7.400
KM 750-050 50 11.000 150 100 0,08 1,06
KM 750-064 63,5 11.000 177 113,5 0,10 1,12
KM 750-080 80 11.000 210 130 0,12 1,26
KM 750-100 100 11.000 250 150 0,15 1,39
KM 750-125 125 11.000 300 175 0,19 1,57
20 * = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar
Pressão de carga mínima ................. 25 bar
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~15-40 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s
FRM FTM
Tratamento da haste.......................... Nitretação Porca de Montagem
Tratamento da camisa........................ Oxidação trava por flange
Kit de reparo ..................................... 3017230-0750

2.5/6
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.5/7
Montagens da KM 750
FRM e FTM A-A
a
Ø 15 (4X)
Parafuso de

d
travamento, M6

16
Ø 9 (4X)
Ø 100

A 66

Øa
A

38

66
5
c
b

Código Øa b c d e Código a
FRM-750 75 3,5 8 13 M50 x 1,5 FTM-750 M50 x 1,5

2.5/7
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.5/8
KSM 750
PROVED
AP A KSM 750 é uma versão com corpo rosqueado da KS 750.

Ø 25 Todos os componentes internos e os dados técnicos são


97
Porta de iguais aos da KS 750.
/2 3/ E C
alimentação da M6

S
5

1
!
4
3

L
5
L min

h a
li n
5

d e
8
3

M50 x 1,5

d o
in
Força em N a
150 bar/+20°C

a
4.5 (2x)

S Força L L Vol. gás Peso


Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)

S
KSM 750-013 12.7 13.000 63,4 50,7 0,02 0,57
KSM 750-019 19,05 12.000 76,1 57,05 0,03 0,61
KSM 750-025 25 12.000 88 63 0,04 0,65
KSM 750-038 38,1 12.000 114,2 76,1 0,06 0,75
KSM 750-050 50 7.400 12.000 138 88 0,07 0,85
KSM 750-064 63,5 12.000 165 101,5 0,09 0,95
KSM 750-080 80 12.000 198 118 0,11 1,08
KSM 750-100 100 12.000 238 138 0,14 1,23
KSM 750-125 125 12.000 288 163 0,17 1,42
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar
Pressão de carga mínima ................. 25 bar
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~15-40 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s

Tratamento da haste.......................... Nitretação


Tratamento da camisa........................ Oxidação FRM
Kit de reparo ..................................... 3017230-0750 Porca de trava

2.5/8
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.5/9
Montagem da KSM 750
e
FRM

Øa
5
c
b

Código Øa b c d e
FRM-750 75 3,5 8 13 M50 x 1,5

2.5/9
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.5/10
TU e LCF 750
Ø 25 Rosca para Série TU
manutenção, M8 A linha padrão de molas a gás é a linha TU.
Os tamanhos 250 a 10.000 correspondem à norma ISO 11901
PROVED para molas a gás. Os tamanhos 750 a 7.500 correspondem aos
AP
padrões de molas a gás automotivas da FORD, GM e Renault. Ao

S
encomendar uma mola a gás padrão Renault acrescente um R
ao código (por exemplo: TUR 1500-xxx).
17,5

97
/2 3/ E C
Para mais informações, consulte “Padrões automotivos” 2.14/2

3
As molas a gás da série LCF
R2 Low Contact Force (LCF) são projetadas para reduzir cargas
de choque excessivo, altos níveis de ruído e fortes vibrações
do prensa-chapa, todos esses são fatores que acarretam altos
L min custos de manutenção e poluição sonora. Para obter mais

L
informações, consulte a seção 2.1/2 “Sobre as molas”.

5 Força vs curso para molas LCF 750


Força final*
(consultar
10,5

tabela)
7

total
carga
ão de
Press Força final*
7 400 na pressão
de carga

Força (N)
a* mínima
mínim
carga
ão de
Press
Porta de alimentação
8

Ø 50,2 ±0,1
G 1/8"
4 700
M8 (2x), profundidade
13 mm
0 Curso
3,1
Curso da mola (mm) total

Força em N a
150 bar/+20°C
20 S Força L L Vol. gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
As molas a gás TU, TUR e LCF 750 são também disponibilizadas
com portas de alimentação duplas. Ao solicitar esse modelo TU/LCF 750-013 12,7 12.000 120,4 107,7 0,03 1,30
acrescente um D ao Código. TU/LCF 750-025 25 12.000 145 120 0,04 1,45 4
Por exemplo: TUD 750-xxx TU/LCF 750-038 38,1 12.000 171,2 133,1 0,06 1,50
Importante! As molas a gás TUD, TURD e LCFD não possuem TU/LCF 750-050 50 12.000 195 145 0,07 1,70 4
válvulas e podem ser pressurizadas apenas por meio de uma TU/LCF 750-064 63,5 12.000 222 158,5 0,09 1,75
conexão com um sistema de mangueiras, por esse motivo, estão
TU/LCF 750-080 80 12.000 255 175 0,11 1,95 4
sempre descarregadas no momento da entrega. 7.400
Exemplo da TUD 750 TU/LCF 750-100 100 12.000 295 195 0,14 2,15 4
TU/LCF 750-125 125 12.100 345 220 0,17 2,40 4
TU/LCF 750-160 160 12.100 415 255 0,21 2,70 4
TU/LCF 750-200 200 12.100 495 295 0,26 3,10
TU/LCF 750-250 250 12.100 595 345 0,33 3,60
TU/LCF 750-300 300 12.100 695 395 0,39 4,10
Portas de alimentação G 1/8" * = no fim de curso
* = no fim de curso
Informações básicas Possibilidades de montagem
Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as molas a gás”
Pressão Média . ................................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................................ 150 bar
Pressão de carga mínima (TU 750).................. 25 bar
Pressão de carga mínima (LCF 750)................ 70 bar
Temperatura de trabalho . ................................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ................... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados ...................... ~15-40 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste............................. 1,6 m/s
Velocidade máxima da haste (TUR).................. 2,0 m/s
Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Corpo Ø + 0,5
+ 1,0
Tratamento da haste.......................................... Nitretação
Tratamento da camisa....................................... Oxidação Alojada B, MP FC, FCS, K, KU, FFC, FAC, SA, S, HM
Kits de reparo FCSC FU
* nova versão da TU 750................................... 3019817
* nova versão da LCF 750................................. 3019377 Montagem Montagem Montagem Montagem
versão antiga da TU 750................................... 2014068-01 inferior superior pela base pela camisa
*A nova versão é caracterizada pela presença de anéis circulares na parte Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
superior do tubo, da guia e do êmbolo. montagem K-750, KU-750, FU-750, FAC-750, SA-750 e FCSC-750,
consulte o capítulo 3.

2.5/10
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.5/11
Montagens da TU e da LCF 750
MP FC Øa
A-A

14 (2x)
Ø 9 (2x) Ø 9 (2x) Øb

20 -0.1
+0
12 (2x)
c

Ø 15 (2x) Ø 15 (2x)

a
b
M10

Importante!

f
Vem completa com

e
f
parafusos para montar
a mola a gás.

A
5
+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
A M10
Ø 20

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
MP-750 75 56,5 FC-750 95 80 56,5 9 13 24

FCS Øa FFC
a
b
b
c Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød e

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-750 80 70 56,5 9 13 24 FFC-750 75 56,5 80 9 24 12

Parafuso de
Importante! Para saber as dimensões sobre as
S c
montagem possibilidades de montagem K-750, KU-750, FU-750,
FAC-750, SA-750 e FCSC-750, consulte o capítulo 3.

b b
Importante!
Øa

O suporte S é
projetado para
ser usado em
conjunto com as
flanges montadas
d
20

nos canais em U,
C ou na opção de
montagem B.
e
O parafuso de
montagem (M8) f
deve ser apertado Øh
com 25 Nm de Øh
torque.
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-750 50,4 20 40 40 130 110 10 9

2.5/11
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.5/12
TB 750
AP
PROVED
Ø 25 As molas TB têm um volume de gás maior do que as de
Rosca para nossa série padrão TU, o que reduz o aumento da pressão
manutenção, M8 quando a haste é atuada. Também aumenta a vida útil da
97
/2 3/ E C mola.
As molas TB são recomendadas para aplicações onde

S
requer-se um baixo aumento de força. As molas TB são
também uma boa alternativa para maiores frequências de
21

ciclos e alto volume de produção.

3
Importante! Sugestão: ao encomendar estas molas,
R 2,5 certifique-se de que o espaço é apropriado para montagem.

L min

L
5
10,5
7
8

Ø 75,2 ±0,1 Porta de


alimentação
G 1/8"
Força em N a
150 bar/+20°C
S Força L L Vol. gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
TB 750-013 12,7 9,500 120,4 107,7 0,06 3,05
TB 750-025 25 9.000 145 120 0.10 3,15
TB 750-038 38,1 9.000 171,2 133,1 0,14 3,35
TB 750-050 50 8.900 195 145 0,17 3,50
TB 750-064 63,5 8.800 222 158,5 0,22 3,75
90°
TB 750-080 80 8.800 255 175 0,27 3,95
7.400
TB 750-100 100 8.800 295 195 0,33 4,25
TB 750-125 125 8.800 345 220 0,41 4,65
M8 (4x), profundidade
12,5 mm TB 750-160 160 8.800 415 255 0,52 5,15
TB 750- 200 200 8.800 495 295 0,64 5,65
28,3 TB 750- 250 250 8.800 595 345 0,80 6,45
TB 750- 300 300 8.800 695 395 0,95 7,25
Ø 40
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................... Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................... 150 bar
Pressão de carga mínima .................... 25 bar
Temperatura de trabalho . .................... 0 a +80°C + 0,5
Corpo Ø + 2,0
Aumento de força por temperatura ...... ± 0,3%/°C Corpo Ø + 0,5
+ 1,0

Ciclos máx./mín. recomendados........... ~40-80 (a 20°C) Alojada B, MP FC, FCS, K, KU, FFC, FAC, SA, S

Velocidade máxima da haste................ 1,6 m/s FCSC FU


Montagem Montagem Montagem Montagem
inferior superior pela base pela camisa
Tratamento da haste............................. Nitretação
Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
Tratamento da camisa........................... Oxidação montagem K-1500, KU-1500, FU-1500, FAC-1500, SA-1500 e FCSC-
Kit de reparo......................................... 2014068-05 1500, consulte o capítulo 3.

2.5/12
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.5/13
Montagem da TB 750
Øa
MP A-A
FC
Ø 11 (4x) Ø 9 (4x)

14 (4x)
Øb

-0.1
20 +0
12 (4x)
c

Ø 18 (4x) Ø 15 (4x)

a
b

f
Importante!

e
f
M20
Vem completa com
parafusos para
montar a mola
a gás.
+ 0,5

5
A Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 40

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
MP-1500 100 73,5 FC-1500 122 104 73,5 11 16 29

FCS Øa FFC a
b b
c Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0 e
Ød

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-1500 104 90 73,5 11 16 29 FFC-1500 100 73,5 104 11 24 12

c Parafuso de Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades


montagem de montagem K-1500, KU-1500, FU-1500, FAC-1500,
S SA-1500 e FCSC-1500, consulte o capítulo 3.
b b
Øa

Importante!
O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
d
20

montadas nos canais


em U, C ou na opção
de montagem B.
e
O parafuso de
montagem (M10) f
deve ser apertado Øh
com 52 Nm de Øh
torque.
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-1500 75,4 22,5 52,5 52,5 160 137 11,5 11

2.5/13
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.5/14
SL 750
AP
PROVED
Ø 25 Esta mola 750 tem comprimento total e de curso com base no
Rosca para sistema de polegadas.
manutenção, M8
97
A SL 750 tem um comprimento total de 95 mm +(2 x curso), o
/2 3/ E C
mesmo comprimento da TU 750.

S
17,5

3
R2 (2x)

5
L min

L
10,5
13

50,2 ±0,1
Porta de
alimentação Força em N a
G 1/8" 150 bar/+20°C
S Força L L Vol. gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
SL 750-013 12,7 12.000 120,4 107,7 0,03 1,30
M10 (2x), profundidade SL 750-025 25,4 12.000 145,8 120,4 0,04 1,40
12,5 mm SL 750-038 38,1 12.000 171,2 133,1 0,06 1,60
SL 750-051 50,8 12.000 196,6 145,8 0,07 1,70
SL 750-064 63,5 12.000 222 158,5 0,09 1,80
7.400
SL 750-076 76,2 12.000 247,4 171,2 0,11 1,90
SL 750-089 88,9 12.000 272,8 183,9 0,12 2,10
SL 750-102 101,6 12.000 298,2 196,6 0,14 2,20
SL 750-114 114,3 12.000 323,6 209,3 0,15 2,30
SL 750-127 127 12.000 349 222 0,17 2,40
31,75 * = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as molas
a gás”
Pressão Média ....................................... Nitrogênio
Pressão de carga máxima ..................... 150 bar
Pressão de carga mínima ...................... 25 bar
Temperatura de trabalho ........................ 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ........ ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados ............ ~15-40 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste.................. 1,6 m/s
Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Corpo Ø + 0,5
Tratamento da haste............................... Nitretação + 1,0
B FC, FCS, FSL S
Alojada
Tratamento da camisa............................. Amarelo cromado
Kits de reparo FCSC
*nova versão da SL 750.......................... 3019377 Rosca Montagem Montagem Montagem
versão antiga da SL 750......................... 2014068-01 inferior superior pela base pela camisa
*A nova versão é caracterizada pela presença de anéis circulares
na parte superior da camisa, do êmbolo e da haste. Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de
montagem FCSC-750, consulte o capítulo 3.

2.5/14
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.5/15
Montagem da SL 750
Øa
FC FCS Øa
Øb b
c c

f
e

f
f

e
f
+ 0,5
Corpo Ø
5
+ 2,0
Ød Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Ød

Código Øa Øb c Ød e f Código Øa b c Ød e f
FC-750 95 80 56,5 9 13 24 FCS-750 80 70 56,5 9 13 24

Parafuso de
FSL S c
montagem

a
Øe
b b b
Importante!

Øa
O suporte S é
g

projetado para ser


h
i

usado em conjunto
com as flanges
montadas nos canais
em U, C ou na opção d
20
Øf
Ø

de montagem B.
c
b
a

O parafuso de e
montagem (M8) deve
ser apertado com f
25 Nm de torque. Øh
j

Øh
d
30

30°
g

Código a b Øc d Øe Øf g h i j Código Øa b c d e f g Øh
FSL-750 76,2 53,9 76,2 35 16 11 11 25 25,9 25,7 S-750 50,4 20 40 40 130 110 10 9

Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de


montagem FCSC-750, consulte o capítulo 3.

2.5/15
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.5/16
SPC 750
AP
PROVED As molas a gás Speed Control™ – SPC foram projetadas
Ø 25 para eliminar a vibração do prensa-chapa, normalmente
Rosca para associado à maior velocidade do retorno de prensas de
97
/2 3/ E C manutenção, M8 acionamento vinculadas.

As molas a gás SPC possuem amortecimento de

S
velocidade de retorno, que desacelera os últimos 30 mm do
curso da haste para 0,4 m/s, auxiliando para que o prensa-
21

chapa tenha uma parada suave.

R 2,5 3 Propriedades da Speed Control™ – SPC:


• Eliminar vibrações do prensa-chapa
• Aumentar a produtividade melhorando a eficiência
L min

L da transferência de peças
5 • Encaixar-se facilmente em matrizes existentes
• Cursos de 125 a 300 mm
• Possível de ser conectada usando um sistema de
mangueiras
10,5
7

Desempenho da SPC 750 *


50
Cursos máximos por minuto (SPM)
8

Ø 75,2 ±0,1 75 bar


Porta de
alimentação 40
G 1/8" 100 bar
30

150 bar
20

10

0
125 150 175 200 225 250 275 300
Comprimento de curso da Speed ControlTM (mm)
*Em salas de temperatura ambiente com fluxo de ar livre
90°
Força em N a
150 bar/+20°C Mola a
S Força L L vol. Peso
M8 (4x), Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
profundidade
13 mm SPC 750-125 125 360 235 0,44 6,10
SPC 750-160 160 430 270 0,55 6,60
28,3 SPC 750-200 200 7.400 8.700 510 310 0,67 7,15
SPC 750-250 250 610 360 0,83 7,85
Ø 40 SPC 750-300 300 710 410 0,98 8,60
*no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as molas”
Meio de pressão..........................................Nitrogênio
Pressão de carga máxima . ........................150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima ..........................25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho ............................0 a +80°C
Aumento de força por temperatura..............±0,3%/°C
Corpo Ø + 0,5
Cursos máx./mín. recomendados . .............Consulte o gráfico + 2,0

Comprimento do amortecimento.................≈ 30 mm B, MP FC, FCS, K, KU, FFC, FAC, SA, S


Velocidade do amortecimento.....................0,4 m/s FCSC FU
Montagem Montagem Montagem Montagem
Superfície do êmbolo .................................Nitretação inferior superior pela base pela camisa

Tratamento da camisa ................................Oxidação Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades


Kit de reparo................................................3021490 de montagem K-750, KU-750, FU-750, FAC-750, SA-750 e
FCSC-750, consulte o capítulo 3.

2.5/16
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.5/17
Montagem da SPC 750
Øa
MP A-A
FC
Ø 11 (4x) Ø 9 (4x)

14 (4x)
Øb

-0.1
20 +0
12 (4x)
c

Ø 18 (4x) Ø 15 (4x)

a
b

f
Importante! Vem

e
f
M20
completa com
parafusos para
montar a mola
a gás.
+ 0,5
Corpo Ø
5
A + 2,0
Ød
A
Ø 40

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
MP-1500 100 73,5 FC-1500 122 104 73,5 11 16 29

FCS Øa FFC a
b b
c Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0 e
Ød

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-1500 104 90 73,5 11 16 29 FFC-1500 100 73,5 104 11 24 12

Parafuso de Importante! Para saber as dimensões sobre as


c
montagem possibilidades de montagem K-750, KU-750, FU-750,
S FAC-750, SA-750 e FCSC-750, consulte o capítulo 3.
b b
Øa

Importante!
O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
d
20

montadas nos canais


em U, C ou na opção
de montagem B.
e
O parafuso de
montagem (M10) f
deve ser apertado Øh
com 52 Nm de Øh
torque.
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-1500 75,4 22,5 52,5 52,5 160 137 11,5 11

2.5/17
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
Breve descrição - 1000 ≤ FINIC < 2500

Ø 36 Ø 36
Ø 36

8.4
Ø 36

50
15 1. 6 (10 1. 6 + 2xCurso)
16 0 (110 + 2xCurso)

11 0 (60 + 2xCurso)
TU/LCF TB
1500 x 25 mm SL
1500 x 25 mm 1500 x 25 mm
K
1500 x 25 mm

Ø 75 Ø 95 Ø 75 Ø 75
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
1500 daN 1500 daN 1500 daN 1500 daN

Ø 36
65

66

Ø 45 Ø 36

72
Ø 28 Ø 28
160 (110 + 2xCurso)

95 (45 + 2x curso)

94 (44 + 2xCurso)

88 (38 + 2xCurso)

TU/LCF
1500 x 25 mm

X X X XMS
2400 x 25 mm 1500 x 25 mm 1000 x 25 mm 1000 x 25 mm

Ø 75 Ø 75 Ø 63 Ø 50

M16

Ø 50
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
1500 daN 2400 daN 1500 daN 920 daN 920 daN

Ø 36
Ø 36
10

Ø 20 Ø 30
25
160 (110 + 2xCurso)

170 (120 + 2xCurso)


1000 x 25 mm

1800 x 25 mm

SPC
135

1500 x 25 mm
1500 x 25 mm
CU

CU

Ø 75 Ø 38 Ø 50
Ø 95

Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial


1500 daN 1000 daN 1800 daN 1500 daN

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB


+46 140 571 00 • www.kaller.com
1000 < FINIC < 2500
PROVED
AP

CU 1000 - 1800 97
Página 2.6/2
/2 3/ E C

PROVED
AP

X 1000 e XMS 1000 Página 2.6/4


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

X 1500 97
Página 2.6/6
/2 3/ E C

PROVED
AP

X 2400 Página 2.6/8 6


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

K 1500 97
Página 2.6/10
/2 3/ E C

PROVED
AP

TU e LCF 1500 Página 2.6/12


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

TB 1500 97
Página 2.6/14
/2 3/ E C

PROVED
AP

SL 1500 Página 2.6/16


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

SPC 1500 Página 2.6/18


97
/2 3/ E C

by Strömsholmen AB 8ª edição/janeiro de 2009


+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.6/2
CU 1000 - 1800
PROVED ØB
AP A mola a gás CU é uma mola a gás vedada na camisa que
proporciona bastante força dentro de um pequeno espaço.

S
A frequência máxima para essa mola é de 100 ciclos/minuto.

0,5
97
C

/2 3/ E C
As molas com cursos acima de 25 mm devem ser sempre
R (2x) fixadas no estampo, utilizando-se uma flange ou os furos na
parte inferior da mola. Também recomendamos que molas

L min
L
com cursos mais curtos sejam fixadas para uma melhor vida
útil.
Opcionalmente, as molas CU podem ser disponibilizadas
C

E
com uma placa de porta lateral (SP) quando necessário (por
ØA exemplo, para uso em sistemas de mangueiras).

M6 (2x)

6
Porta de alimentação
M6, CU 1000
ØD G 1/8”, CU 1800

Força em N
a 150 bar/+20 °C
S L± L ØA Vol. gás Peso
Código Curso Inicial Força final** 0,25 min ±0,1 ØB C ØD E R (l) (kg)
CU 1000-006 6 16000 61 55 0,014 0,33
CU 1000-010 10 16000 78 68 0,024 0,38
CU 1000-016 16 16000 100 84 0,036 0,44
CU 1000-025 25 10600 16000 135 110 37,9 20 10,5 17 6,5 1 0,056 0,54
CU 1000-032 32* 16000 167 135 0,074 0,65
CU 1000-040 40* 16000 195 155 0,092 0,73
CU 1000-050 50* 16000 230 180 0,110 0,83

CU 1800-006 6 25000 66 60 0,030 0,60


CU 1800-010 10 26000 80 70 0,044 0,66
CU 1800-016 16 26000 106 90 0,072 0,79
CU 1800-025 25 18000 27000 135 110 50,2 30 14,5 26 6,5 2 0,100 1,93
CU 1800-032 32* 27000 162 130 0,126 1,06
CU 1800-040 40* 28000 190 150 0,150 1,19
CU 1800-050 50* 29000 220 170 0,179 1,32

* = Deve ser sempre fixada ao estampo utilizando-se os furos na parte inferior ou um flange
** = no curso total

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as Alojamento FC/FCS
molas a gás” Montagem
Pressão Média................................. Nitrogênio por flange
Pressão de carga máxima............... 150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima................ 25 bar (a 20°C)
Corpo Ø + 0,5
Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C Corpo Ø + 0,5
+ 1,0
+ 2,0

Aumento de força por temperatura.. ± 0,3%/°C


Ciclos máx./mín. recomendados...... ~100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste........... 0,5 m/s

Tratamento da haste ....................... Nitretação


Tratamento da camisa...................... Nitretação BFCU B SP
Kit de reparo CU 1000 .................... 2014493-0100
Montagem Rosca inferior Porta lateral
Kit de reparo CU 1800 .................... 2014493-0180
no flange

2.6/2
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.6/3
Montagens da CU 1000 - 1800
FC Øa
FCS Øa
Øb
b
c
c

f
e

e
e

e
f

f
Ød
+ 0,5
Corpo Ø + 2,0 + 0,5 Ød
Corpo Ø + 2,0

Para modelo Código Øa Øb c Ød e f Para modelo Código Øa b c Ød e f


CU 1000 FC-250 68 56,5 40 7 9 15 CU 1000 FCS-250 56,5 52 40 7 9 15 6
CU 1800 FC-750 95 80 56,5 9 13 21 CU 1800 FCS-750 80 70 56,5 9 13 21

a
BFCU SP 1000 M6 (2x)
b Importante! A SP-1000 não
possui válvulas, podendo
apenas ser pressurizada

B
por meio de um sistema de
mangueiras. Por esse motivo,

45°
está sempre descarregada no

11,5
B
momento da entrega. B-B

Ø 26
É possível também
Porta G 1/8"
d

encomendar um kit de porta


lateral para conexão com
molas antigas.
4

20
Øc

10,5
4

Ø 38
Para modelo Código a b Øc d
Para modelo Código Para montagens no canal em U na SP
CU 1000 BFCU-1000 52 40 7 14,5
CU 1000 SP -1000 Consulte TU 250
CU 1800 BFCU-1800 70 56,5 9 19,5

M6 (4x)
SP 1800
Importante! A SP-1800 não
possui válvulas, podendo
B

apenas ser pressurizada


por meio de um sistema de
mangueiras. Por esse motivo,
45°

11,5

está sempre descarregada no


B

momento da entrega. B-B

É possível também Ø 26
encomendar um kit de porta
lateral para conexão com molas
antigas.
Porta G 1/8"
7

20
10,5
8

Ø 50,2

Para modelo Código Para montagens no canal em U na SP


CU 1800 SP -1800 Consulte TU 750

2.6/3
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.6/4
X 1000 e XMS 1000
Ø 28
AP
PROVED M6, rosca para As molas da série Power Line são as menores e mais
manutenção potentes molas a gás com vedação na haste, proporcionando
uma grande quantidade de força em um pequeno espaço.
97
/2 3/ E C Essas molas a gás são disponibilizadas com forças de

S
170 daN até 20.000 daN e com cursos entre 7 e 125 mm.
Há uma porta lateral para alimentação de gás que pode
17.5

3
também ser utilizada para conexão com um sistema de
R2
mangueiras.

L
L min
Um canal superior em C e um inferior em U juntamente
com duas roscas M8 permitem várias possibilidades de
montagem, utilizando-se os padrões de montagem da Kaller.
7

5 mm, profundidade 3 mm
Ø 28
8

+0
6

Ø 50,2 - 0,2
Porta de O modelo X

S
alimentação 1000 também é Vista superior
6 da M6
disponibilizado com
um orifício de rosca
1

M8 (2x),
profundidade M16 para montagem.
6 mm L min
Ao encomendar essa
L
versão, indique XMS
1000-xxx no pedido

20
6

Ø 28
Força em N a Porta de
19

150 bar/+20 °C Vol. alimentação


da M6
S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min M 16
(l) (kg)

S
X/XMS 1000-013 13 13800 64 51Ø 50,2 ± 0,2 0,52
0,03
X/XMS 1000-016 16 13800 70 54 0,04 0,54
1

X/XMS 1000-019 19 14000 76 57 0,04 0,56

L min
X/XMS 1000-025 25 14200 88 63 0,05 0,61

L
X/XMS 1000-032 32 14300 102 70 0,06 0,66
X/XMS 1000-038 38 14500 114 76 0,07 0,71
9200
X/XMS 1000-050 50 14600 138 88 0,09 0,81
X/XMS 1000-063 63 14700 164 101 0,11 0,91
6
X/XMS 1000-075 75 14700 188 113 0,13 1,02
Porta de
19

X/XMS 1000-080 80 14800 198 118 0,14 1,05 alimentação


da M6
X/XMS 1000-100 100 14800 238 138 0,17 1,20
M 16
X/XMS 1000-125 125 14800 288 163 0,21 1,40
Ø 50,2 ± 0,2
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima ................. 25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C Corpo Ø + 0,5
+ 2,0

Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C + 0,5


Corpo Ø + 1,0

Alojamento
Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~ 50 a 100 (a 20°C) B, MP FC, FCS, K, KU, FAC, SA, S, HM Pino rotativo

Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s FCSC FFC, FU

Inferior Montagem Montagem Corpo


no flange na base na base no flange
Tratamento da haste ......................... Nitretação
Tratamento da camisa........................ Oxidação Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
montagem K-750, KU-750, FU-750, FAC-750, SA-750, HM-750 e
Kit de reparo ..................................... 3018847
FCSC-750, consulte o capítulo 3.

2.6/4
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.6/5
Montagem da X 1000
A-A

14 (2x)
MP Ø 9 (2x) Ø 9 (2x)
FC

20 -0.1
Øa

+0
12 (2x)
Øb

c
Ø 15 (2x) Ø 15 (2x)

a
b
M10

f
Importante! Vem

e
f
completa com
parafusos para
montar a mola
a gás. A
+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
A M10
Ø 20

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
6
MP-750 75 56,5 FC-750 95 80 56,5 9 13 24

FCS Øa
FFC
a
b b
c Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0 e
Ød

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-750 80 70 56,5 9 13 24 FFC-750 75 56,5 80 9 24 12

Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades


c Parafuso de
S montagem de montagem K-750, KU-750, FU-750, FAC-750, SA-750,
HM-750 e FCSC-750, consulte o capítulo 3.
b b
Øa

Importante!
O suporte S é
projetado para
ser usado em
conjunto com as
d
20

flanges montadas
nos canais em U,
C ou na opção de
e
montagem B.
f
O parafuso de Øh
montagem (M8)
Øh
deve ser apertado
com 25 Nm de
30

torque.

Código Øa b c d e f g Øh
S-750 50,4 20 40 40 130 110 10 9

2.6/5
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.6/6
X 1500 M8 (2x),
profundidade
6 mm As molas da série Power Line são as menores e mais
PROVED
AP 20
potentes molas a gás com vedação na haste, proporcionando
uma grande quantidade de força em um pequeno espaço.
97
/2 3/ E C
Essas molas a gás são disponibilizadas com forças de
Ø 36 170 daN até 20.000 daN e com cursos entre 7 e 125 mm.
M6, rosca para
manutenção Há uma porta lateral para alimentação de gás que pode
também ser utilizada para conexão com um sistema de
mangueiras.

S
Um canal superior em C e um inferior em U juntamente
com duas roscas M8 permitem várias possibilidades de
montagem, utilizando-se os padrões de montagem da Kaller.

3
19

L
R2
L min

6
7
8

Ø 63,2 ± 0,1 Porta de Força em N a


alimentação
da M6 150 bar/+20 °C
Vol.
S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
X 1500-013 13 24000 70 57 0,05 0,91

Vista de baixo
X 1500-016 16 24100 76 60 0,06 0,94
X 1500-019 19 24200 82 63 0,07 0,98
X 1500-025 25 24300 94 69 0,08 1,05
X 1500-032 32 23800 108 76 0,11 1,09
X 1500-038 38 23900 120 82 0,12 1,16
15000
X 1500-050 50 24000 144 94 0,15 1,30
X 1500-063 63 24100 170 107 0,19 1,35
X 1500-075 75 24200 194 119 0,22 1,39
X 1500-080 80 24200 204 124 0,24 1,41
M8 (2x), X 1500-100 100 24300 244 144 0,29 1,88
profundidade
6 mm X 1500-125 125 24300 294 169 0,36 2,16
20 * = no fim de curso

Informações básicas
Ø 36
Possibilidades de montagem
M6, rosca para
Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
manutenção
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
S

Pressão de carga máxima ................ 150 bar (a 20°C)


Pressão de carga mínima ................. 25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
3
19

Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C


Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~ 50 a 100 (a 20°C) Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Corpo Ø + 0,5
+ 1,0
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s
L

R2 Alojada B, MPX FCX, FCSC K, FFX


L min

Montagem Montagem Montagem


Tratamento da haste ......................... Nitretação inferior superior na base

Tratamento da camisa........................ Oxidação Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de


Kit de reparo ..................................... 3020434 montagem K-1500 e FCSC-1500, consulte o capítulo 3.
7

2.6/6
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
8

declarada tolerância.
6

+46 140 571 00 • www.kaller.com


2.6/7
Montagem da X 1500
MPX
Ø 9 (2x) Ø 10.5 (2x)
FCX Øa

20-0.1
b

+0
Ø 15 (2x) c

12 (6x)
A-A
Ø 18 (4x)
a
b

Importante! Vem
completa com
parafusos para
montar a mola M12

f
a gás.

e
f
M12

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
A A Ød
Ø 20

Código a b Código Øa b c Ød e f 6
MPX-1500 100 73,5 FCX-1500 104 90 73,5 11 16 27

Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de


FFX montagem K-1500 e FCSC-1500, consulte o capítulo 3.
a
b
Ød

Øc
b
a
f

Código a b Øc Ød e f
FFX-1500 100 73,5 104 11 24 12

2.6/7
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.6/8
X 2400
AP
PROVED As molas da série Power Line são as menores e mais
potentes molas a gás com vedação na haste, proporcionando
Ø 45 uma grande quantidade de força em um pequeno espaço.
97
/2 3/ E C
M6, rosca para manutenção Essas molas a gás são disponibilizadas com forças de
170 daN até 20.000 daN e comprimentos de curso entre
7 e 125 mm.
Ø 45
Há uma porta lateral para alimentação de gás que pode

S
M6, rosca para manutenção
também ser utilizada para conexão com um sistema de
mangueiras.
21

Um canal superior em C e um canal inferior em U, juntamente

3
S
com quatro roscas M8, permitem várias possibilidades de
montagem utilizando-se os padrões de montagem da Kaller.
R 2,5

L
L min
21

6 R 2,5
L
7

L min
8

6
7

Ø 75,2 ± 0,1 Porta de


alimentação
da M6
8

Ø 75,2 ± 0,1 Porta de Força em N a


alimentação 150 bar/+20 °C
da M6 Vol.
S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
X 2400-016 16 38300 77 61 0,09 1,4
90°

X 2400-019 19 38500 83 64 0,10 1,44


X 2400-025 25 38700 95 70 0,13 1,54
X 2400-032 32 38600 109 77 0,16 1,63
90°

X 2400-038 38 38400 121 83 0,18 1,71


X 2400-050 50 24000 39200 145 95 0,23 1,89
X 2400-063 63 39200 171 108 0,28 2,09
28,3 M8 (4x), X 2400-075 75 39200 195 120 0,33 2,30
Ø 40 profundidade
6 mm X 2400-080 80 39200 205 125 0,35 2,35
X 2400-100 100 39300 245 145 0,43 2,66
28,3 M8 (4x), X 2400-125 125 39300 295 170 0,54 3,04
profundidade
Ø 40
6 mm
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . .............................. Nitrogênio
Pressão de carga máxima .............. 150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima ............... 25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho . ............... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura . ± 0,3%/°C Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Ciclos máx./mín. recomendados . ... ~ 40 a 100 (a 20°C) Corpo Ø + 0,5
+ 1,0

Velocidade máxima da haste........... 1,6 m/s Alojada B, MP FC, FCS, K, KU, FAC, SA, S, HM
FCSC FFC, FU
Tratamento da haste ....................... Nitretação Montagem Montagem Montagem Montagem
Tratamento da camisa...................... Oxidação inferior superior pela base pela camisa
Kit de reparo ................................... 3018848 Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
O X 2400-016 e o X 2400-019 não podem ser reparados. montagem K-1500, KU-1500, FU-1500, FAC-1500, SA-1500,
HM-1500 e FCSC-1500, consulte o capítulo 3.

2.6/8
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.6/9
Montagem da X 2400
A-A
MP Ø 11 (4x) Ø 9 (4x) FC

14 (4x)
-0.1
Øa

20 +0
12 (4x)
Øb

Ø 18 (4x) Ø 15 (4x) c
Importante! Vem
completa com
a
parafusos para b
montar a mola
a gás.

M20

f
e
f
A + 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 40

Código a b Código Øa Øb c Ød e f 6
MP-1500 100 73,5 FC-1500 122 104 73,5 11 16 29

FCS FFC a
Øa

b b
Ød
c

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5 e
Corpo Ø + 2,0
Ød

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-1500 104 90 73,5 11 16 29 FFC-1500 100 73,5 104 11 24 12

Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades


c Parafuso de
S montagem
de montagem K-1500, KU-1500, FU-1500, FAC-1500,
SA-1500, HM-1500 e FCSC-1500, consulte o capítulo 3.
b b
Øa

Importante!
O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
d
20

montadas nos canais


em U, C ou na opção
de montagem B.
e
O parafuso de f
montagem (M10) deve Øh
ser apertado com
Øh
52 Nm de torque.
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-1500 75,4 22,5 52,5 52,5 160 137 11,5 11

2.6/9
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.6/10
K 1500
AP
PROVED Sugestão: esta é uma mola de baixa altura que tem uma
força inicial de 15.000 N e pode ser conectada a mangueiras.
Ø 36 Rosca para
97
A K 1500 tem um comprimento total de 60 mm + (2 x curso).
/2 3/ E C manutenção, M8 Esta mola é 50 mm mais baixa do que a TU 1500.

S
21

L min
R 1,6

L
10,5
7

6
8

Ø 75,2 ± 0,1 G 1/8"


Porta de
alimentação

M8 (4x),
profundidade
13 mm Força em N
a 150 bar/+20 °C
Vol.
S Força L L gás Peso
90° Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
K 1500-025 25 24000 110 85 0,10 2,05
K 1500-038 38,1 23000 136,2 98,1 0,14 2,35
K 1500-050 50 23000 160 110 0,18 2,50
15000
K 1500-064 63,5 23000 187 123,5 0,22 2,75
K 1500-080 80 23000 220 140 0,27 3,05
28,3
K 1500-100 100 23000 260 160 0,34 3,40
Ø 40
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar
Pressão de carga mínima ................. 25 bar
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C Corpo Ø + 0,5
+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
+ 1,0

Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~15-40 (a 20°C) B, MP FK, K, KU, FAC, SA, S
Alojada
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s FFC, FU
Montagem Montagem Montagem Montagem
Tratamento da haste.......................... Nitretação inferior superior pela base pela camisa
Tratamento da camisa........................ Oxidação Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
Kit de reparo ..................................... 3017230-1500 montagem K-1500, KU-1500, FU-1500, FAC-1500, SA-1500 e
FCSC-1500, consulte o capítulo 3.

2.6/10
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.6/11
Montagens da K 1500
MP A-A
FK Øa
Ø 11 (4x) Ø 9 (4x)

14 (4x)
-0.1
b

20 +0
12 (4x)
c

Ø 18 (4x) Ø 15 (4x)

a
b

f
Importante! Vem M20

e
f
completa com
parafusos para
montar a mola
a gás.
A + 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 40

Código a b Código Øa b c Ød e f 6
MP-1500 100 73,5 FK-1500 104 90 73,5 11 16 29

c Parafuso de
FFC a S montagem

b
Ød b b

Øa
Importante!
O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto

d
com as flanges
Øc
20
montadas nos canais
em U, C ou na opção
b
a
f

de montagem B. e
O parafuso de f
montagem (M10) deve Øh
ser apertado com
52 Nm de torque.
Øh
30

e
g

Código a b Øc Ød e f Código Øa b c d e f g Øh
FFC-1500 100 73,5 104 11 24 12 S-1500 75,4 22,5 52,5 52,5 160 137 11,5 11

Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades


de montagem K-1500, KU-1500, FU-1500, FAC-1500, SA-1500
e FCSC-1500, consulte o capítulo 3.

2.6/11
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.6/12
TU e LCF 1500
Ø 36 Rosca para Série TU
manutenção, M8 A linha padrão de molas a gás é a linha TU.
Os tamanhos 250 a 10.000 correspondem à norma ISO 11901
para molas a gás. Os tamanhos 750 a 7.500 correspondem aos

S
PROVED
AP
padrões de molas a gás automotivas da FORD, GM e Renault.
Ao encomendar uma mola a gás padrão Renault acrescente
21

3
97
um R ao código (por exemplo: TUR 1500-xxx). Para obter mais
/2 3/ E C
R 2,5 informações, consulte “Padrões automotivos” 2.14.
As molas a gás da série LCF
Low Contact Force (LCF) são projetadas para reduzir cargas de

L min
choque excessivo, altos níveis de ruído e fortes vibrações do

L
prensa-chapa, todos esses fatores acarretam altos custos de
manutenção e poluição sonora. Para obter mais informações,
consulte a seção 2.1/2, “Sobre as molas”.
10,5

Força vs curso para molas LCF 1500


7

Força final*
(consultar
tabela)
total
carga
ão de

6
8

Ø 75,2 ±0,1 G 1/8" Press Força final*


na pressão
porta de 15 000
de carga
M8 (4x), alimentação

Força (N)
a* mínima
mínim
carga
profundidade Press
ão de
13 mm

90° 7 000

0 Curso
4,6
Curso da mola (mm) total
28,3
Ø 40 Força em N a
150 bar/+20 °C
Vol.
As molas a gás TU, TUR ou LCF 1500 também são disponibilizadas
S Força L L gás Peso
com portas de alimentação duplas. Ao solicitar esse modelo
acrescente um D ao Código. Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
Por exemplo: TUD 1500-xxx TU/LCF 1500-025 25 23000 160 135 0,10 3,75 4
Importante! As molas a gás TUD, TURD e LCFD 1500 não possuem TU/LCF 1500-038 38,1 23000 186,2 148,1 0,15 3,95
válvulas e podem ser pressurizadas apenas por meio de uma
conexão com um sistema de mangueiras, por esse motivo, estão TU/LCF 1500-050 50 23000 210 160 0,18 4,15 4
sempre descarregadas no momento da entrega. TU/LCF 1500-064 63,5 23000 237 173,5 0,22 4,40

Exemplo da TUD 1500 TU/LCF 1500-080 80 23000 270 190 0,28 4,70 4
TU/LCF 1500-100 100 15000 23000 310 210 0,34 5,10 4
TU/LCF 1500-125 125 23000 360 235 0,42 5,55 4
TU/LCF 1500-160 160 23000 430 270 0,53 6,25 4
TU/LCF 1500-200 200 23000 510 310 0,68 6,90
TU/LCF 1500-250 250 23000 610 360 0,81 7,80
TU/LCF 1500-300 300 23000 710 410 0,96 8,90
Portas de alimentação G 1/8"
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média ........................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima . ..................... 150 bar
Pressão de carga mínima (TU 1500)...... 25 bar
Pressão de carga mínima (LCF 1500).... 105 bar
Temperatura de trabalho ......................... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura . ........ ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados ............. ~15-40 (a 20°C) Corpo Ø + 0,5

Velocidade máxima da haste.................... 1,6 m/s + 0,5


Corpo Ø + 1,0
+ 2,0

Velocidade máxima da haste (TUR)......... 2,0 m/s Alojada B, MP FC, FCS, K, KU, FFC, FAC, SA, S, HM
FCSC FU
Tratamento da haste................................. Nitretação
Tratamento da camisa.............................. Oxidação Montagem Montagem Montagem Montagem
Kits de reparo inferior superior pela base pela camisa
TU 1500.................................................... 2014068-02 Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
LCF 1500.................................................. 3019378 montagem K-1500, KU-1500, FU-1500, FAC-1500, SA-1500,
HM-1500 e FCSC-1500, consulte o capítulo 3.

2.6/12
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.6/13
Montagens da TU e da LCF 1500
MP
* = De acordo com a norma ISO 11901 atualizada
FC Øa
* Ø 11 (4x)
A-A
Ø 9 (4x)

14 (4x)
-0.1
20 +0
Øb

12 (4x)
c
Ø 18 (4x) Ø 15 (4x)

a
b

Importante! Vem

f
completa com M20

e
f
parafusos para
montar a mola
a gás.

A + 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 40

Código a b Código Øa Øb c Ød e f 6
MP-1500 100 73,5 FC-1500 122 104 73,5 11 16 29

FCS Øa FFC
a
b
c b
Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
e

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-1500 104 90 73,5 11 16 29 FFC-1500 100 73,5 104 11 24 12

Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades


S c Parafuso de
montagem de montagem K-1500, KU-1500, FU-1500, FAC-1500,
SA-1500, HM-1500 e FCSC-1500, consulte o capítulo 3.

Importante! b b
Øa

O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
montadas nos canais
em U, C ou na opção
d
20

de montagem B.

O parafuso de
montagem (M10) deve e
ser apertado com
52 Nm de torque. f
Øh
Øh
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-1500 75,4 22,5 52,5 52,5 160 137 11,5 11

2.6/13
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.6/14
TB 1500
AP
PROVED As molas TB têm um volume de gás maior do que as de
nossa série padrão TU, o que reduz o aumento da pressão
quando a haste é atuada. Também aumenta a vida útil da
97
/2 3/ E C Ø 36 mola.
Rosca para As molas TB são recomendadas para aplicações onde é
manutenção, M8
requerido um baixo aumento de força. As molas TB são
também uma boa alternativa para maiores frequências de

S
ciclos e alto volume de produção.
Importante! Sugestão: ao encomendar estas molas,
24

certifique-se de que o espaço é apropriado para montagem.


3
R 2,5
L min

6
10,5
7
8

Ø 95,2 ±0,1 G 1/8"


Porta de
alimentação Força em N a
150 bar/+20 °C
Vol.
S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
TB 1500-025 25 19000 160 135 0,17 6,05
TB 1500-038 38,1 19000 186,2 148,1 0,23 6,25
TB 1500-050 50 19000 210 160 0,29 6,65
TB 1500-064 63,5 19000 237 173,5 0,36 6,95
TB 1500-080 80 19000 270 190 0,44 7,35

90° TB 1500-100 100 15000 19000 310 210 0,54 7,90


TB 1500-125 125 19000 360 235 0,67 8,45
TB 1500-160 160 19000 430 270 0,85 9,35
TB 1500-200 200 19000 510 310 1,05 10,25
M8 (4x),
profundidade TB 1500-250 250 19000 610 360 1,30 11,45
13 mm
42,4 TB 1500-300 300 19000 710 410 1,55 12,65

Ø 60 * = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as molas
a gás”
Pressão Média .............................................Nitrogênio
Pressão de carga máxima ...........................150 bar
Pressão de carga mínima ............................25 bar
Temperatura de trabalho ..............................0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ..............± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados ..................~40-80 (a 20°C)
Corpo Ø + 0,5
Velocidade máxima da haste........................1,6 m/s Corpo Ø + 0,5
+ 1,0
+ 2,0

Alojada B, MP FC, FCS, K, KU, FAC, SA, S


Tratamento da haste.....................................Nitretação
Tratamento da camisa...................................Oxidação FCSC FFC, FU
Kits de reparo Montagem Montagem Montagem Montagem
* nova versão da TB 1500.............................3019236 inferior superior pela base pela camisa
versão antiga da TB 1500............................2014068-06
*A nova versão é caracterizada pela presença de anéis circulares Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
na parte superior da camisa, do êmbolo e da haste. montagem K-3000, KU-3000, FU-3000, FAC-3000, SA-3000 e
FCSC-3000, consulte o capítulo 3.

2.6/14
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.6/15
Montagem da TB 1500
MP FC Øa
A-A

14 (4x)
Ø 13.5 (4x) Ø 9 (4x) Øb

-0.1
20 +0
13 (4x)
c

Ø 20 (4x) Ø 15 (4x)

a
b

f
Importante! Vem

e
M20

f
completa com
parafusos para
montar a mola
a gás.
+ 0,5
A Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 60

Código a b Código Øa Øb c Ød e f 6
MP-3000 120 92 FC-3000 150 130 92 13,5 18 33

FCS Øa FFC
a
b
c b
Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
e

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-3000 130 110 92 13,5 18 33 FFC-3000 120 92 130 13,5 24 12

Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades


c Parafuso de
S montagem
de montagem K-3000, KU-3000, FU-3000, FAC-3000, SA-3000
e FCSC-3000, consulte o capítulo 3.

b b
Øa

Importante!
O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
d

montadas nos canais


20

em U, C ou na opção
de montagem B.
e
O parafuso de
montagem (M12) deve
f
ser apertado com
91 Nm de torque.
Øh
Øh
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-3000 95,4 25 67,5 62,5 195 170 1,5 13

2.6/15
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.6/16
SL 1500
AP
PROVED Ø 36 Esta mola 1500 tem comprimento total e de curso com base
Rosca para
manutenção, M8 no sistema de polegadas.

97
/2 3/ E C
A mola SL 1500 tem um comprimento total de 101,6 mm +
(2 x curso).

S
21

3
R 2.5 (2x)

L min

L
6
10,5
13

Ø 75,2 ±0,1
Porta de
alimentação
G 1/8"
Força em N a
150 bar/+20 °C Vol.
S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
SL 1500-013 12,7 25000 127 114,3 0,06 3,21
SL 1500-025 25,4 22000 152,4 127 0,10 3,45
M12 (4x), SL 1500-038 38,1 22000 177,8 139,7 0,14 3,68
profundidade SL 1500-051 50,8 22000 203,2 152,4 0,18 3,91
13 mm
SL 1500-064 63,5 22000 228,6 165,1 0,22 4,15
SL 1500-076 76,2 22000 254 177,8 0,26 4,38
15000
SL 1500-089 88,9 22000 279,4 190,5 0,30 4,61
SL 1500-102 101,6 23000 304,8 203,2 0,34 4,84
SL 1500-114 114,3 23000 330,2 215,9 0,38 5,08
SL 1500-127 127 23000 355,6 228,6 0,42 5,31
SL 1500-140 139,7 23000 381 241,3 0,46 5,54
38,1 SL 1500-152 152,4 23000 406,4 254 0,50 5,78
Ø 53,9
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Meio de pressão .................................. Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................... 150 bar
Pressão de carga mínima .................... 25 bar
Temperatura de trabalho . .................... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ...... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados . ........ ~ 15-40 (a 20 °C) Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Corpo Ø + 0,5
+ 1,0

Velocidade máxima da haste................ 1,6 m/s B FC, FCS, FSL S


Alojada
FCSC
Tratamento da haste ............................ Nitretação
Rosca Montagem Montagem Montagem
Tratamento da camisa ......................... Amarelo cromado inferior superior na base no corpo
Kits de reparo
SL 1500 ............................................... 2014979-1500 Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de
montagem FCSC-1500, consulte o capítulo 3.

2.6/16
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.6/17
Montagem da SL 1500
FC Øa FCS Øa
Øb b
c
c

f
e
f

e
f
+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
+ 0,5
Ød Corpo Ø + 2,0
Ød

Código Øa Øb c Ød e f Código Øa b c Ød e f 6
FC-1500 122 104 73,5 11 16 29 FCS-1500 104 90 73,5 11 16 29

FSL S c Parafuso de
montagem
a
Øe
b
b b
Importante!

Øa
g

O suporte S é
h
i

projetado para ser


usado em conjunto
com as flanges
Øf montadas nos canais
d
Ø

20
em C ou
c
b
a

na opção de
montagem B.
e
O parafuso de
j

montagem (M10) deve f


ser apertado com Øh
d
52 Nm de torque. Øh

30°
30

Código a b Øc d Øe Øf g h i j Código Øa b c d e f g Øh
FSL-1500 101,6 76,2 107,8 49 20 13,5 13 25 25,7 25,7 S-1500 75,4 22,5 52,5 52,5 160 137 11,5 11

Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de


montagem FCSC-1500, consulte o capítulo 3.

2.6/17
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.6/18
Ø 36
SPC 1500 Rosca para
manutenção, M8
PROVED
AP As molas a gás Speed Control™ – SPC foram
Ø 36 projetadas para eliminar a vibração do prensa-chapa,

S
Rosca para normalmente associado à maior velocidade do retorno
97
/2 3/ E C manutenção, M8
de prensas de acionamento vinculadas.
24

3
As molas a gás SPC possuem amortecimento de

S
R 2,5 velocidade do retorno embutido, que desacelera os
últimos 30 mm do curso da haste para 0,4 m/s, auxiliando
24

para que o prensa-chapa tenha uma parada suave.

3
L min
L
R 2,5
Propriedades da Speed Control™ – SPC:
• Eliminar vibrações do prensa-chapa

L min
L
10,5 • Aumentar a produtividade melhorando
a eficiência da transferência
7

• Encaixar-se facilmente em matrizes


6
existentes
• Cursos de 125 a 300 mm
10,5
7

• Possível de ser conectada usando um


8

Ø 95,2 ±0,1 G 1/8" sistema de mangueiras


Porta de
alimentação Desempenho da SPC 1500 *
50
Cursos máximos por minuto (SPM)
8

Ø 95,2 ±0,1 G 1/8"


Porta de 40
75 bar
alimentação
30
100 bar

20 150 bar

10

0
125 150 175 200 225 250 275 300
90° Comprimento de curso da Speed ControlTM (mm)
*Em salas de temperatura ambiente com fluxo de ar livre

90° Força em N a
M8 (4x), 150 bar/+20 °C
profundidade S Força L L Vol. gás Peso
13 mm 42,4 Código Curso Inicial final* ±0.25 min (l) (kg)
SPC 1500-125 125 370 245 0,73 7,60
M8 (4x), Ø 60 SPC 1500-160 160 440 280 0,91 8,45
profundidade SPC 1500-200 200 15000 19000 520 320 1,11 9,43
13 mm SPC 1500-250 250 620 370 1,36 10,64
42,4 SPC 1500-300 300 720 420 1,62 11,86
*no fim de curso
Ø 60
Informações básicas Possibilidades de montagem
Para obter informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre
as molas”
Meio de pressão...................................... Nitrogênio
Pressão de carga máxima . .................... 150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima ...................... 25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho ........................ 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura.......... ±0,3%/°C Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Cursos máx./mín. recomendados . ......... Consulte o gráfico
Comprimento do amortecimento............. ≈ 30 mm B, MP FC, FCS, K, KU, FFC, FAC, SA, S
Velocidade do amortecimento................. 0,4 m/s FCSC FU
Montagem Montagem Montagem Montagem
Superfície do êmbolo ............................. Nitretação inferior superior pela base pela camisa
Tratamento da camisa ............................ Oxidação Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
Kit de reparo............................................ 3021494 montagem K-1500, KU-1500, FU-1500, FAC-1500, SA-1500 e
FCSC-1500, consulte o capítulo 3.

2.6/18
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.6/19

Montagem da SPC 1500


MP FC Øa
A-A

14 (4x)
Ø 13.5 (4x) Ø 9 (4x) Øb

-0.1
20 +0
13 (4x)
c

Ø 20 (4x) Ø 15 (4x)

a
b

f
Importante! Vem

e
M20

f
completa com
parafusos para
montar a mola
a gás.
+ 0,5
A Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 60

Código a b Código Øa Øb c Ød e f 6
MP-3000 120 92 FC-3000 150 130 92 13,5 18 33

FCS Øa FFC
a
b
c b
Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
e

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-3000 130 110 92 13,5 18 33 FFC-3000 120 92 130 13,5 24 12

c Parafuso de
Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades
S montagem de montagem K-1500, KU-1500, FU-1500, FAC-1500, SA-1500
e FCSC-1500, consulte o capítulo 3.
b b
Øa

Importante!
O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
d

montadas nos canais


20

em U, C ou na opção
de montagem B.
e
O parafuso de
montagem (M12) deve
f
ser apertado com
91 Nm de torque.
Øh
Øh
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-3000 95,4 25 67,5 62,5 195 170 1,5 13

2.6/19
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
Breve descrição - 2500 ≤ FINIC < 5000

50 50

18.4
50

62
60

151. 6 (101. 6 + 2xCurso)


170 (120 + 2 xCurso)

108 (58 + 2xGolpe)


TU/LCF TB
3000 x 25 mm 3000 x 25 mm SL
3000 x 25 mm
X
4200 x 25 mm

95 120 95 95
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
3000 daN 3000 daN 3000 daN 4200 daN

50

50
20

45 50
35
40

190 (140 + 2xGolpe)


170 (120 + 2xGolpe)

SPC
TU/LCF 3000 x 25 mm
135
130

3000 x 25 mm CU
CU
2900 x 25 mm 4700 x 25 mm

95 63 75 120
Força inicial Força inicial Força inicial Força inicial
3000 daN 2950 daN 4700 daN 3000 daN

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB


+46 140 571 00 • www.kaller.com
2500 < FINIT < 5000
PROVED
AP

CU 2900 97
Página 2.7/2
/2 3/ E C

PROVED
AP

CU 4700 97
Página 2.7/4
/2 3/ E C

PROVED
AP

X 4200 97
Página 2.7/6
/2 3/ E C

PROVED
AP

TU e LCF 3000 97
Página 2.7/8
/2 3/ E C

PROVED
AP

TB 3000 97
Página 2.7/10 7
/2 3/ E C

PROVED
AP

SL 3000 Página 2.7/12


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

SPC 3000 Página 2.7/14


97
/2 3/ E C

by Strömsholmen AB
8ª edição/janeiro de 2009
+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.7/2
CU 2900
AP
PROVED A mola a gás CU é uma mola com vedação na camisa
bastante compacta, que proporciona uma grande força em um
Ø 45 pequeno espaço.
97
/2 3/ E C
As molas com cursos acima de 25 mm devem ser sempre
fixadas no estampo, utilizando-se uma flange ou os furos na
parte inferior da mola. Também recomendamos que sejam

S
fixadas molas com cursos mais curtos para uma melhor vida

1
útil.
Opcionalmente, essa mola CU pode ser disponibilizada com
19

uma placa de porta lateral (PL) quando necessário (por


R2 (2x) exemplo, para uso em sistemas de mangueiras).

L
L min
11 (2x)

7
9 (2x)
18

Ø 63,2 ± 0,1 Porta de


alimentação
G 1/8"

Força em N a
150 bar/+20 °C Vol.
S Força L L gás Peso
x) Código Curso Inicial final** ±0,25 min (l) (kg)
M8 (2
CU 2900-010 10 38500 85 75 0,08 1,14
CU 2900-016 16 41.000 103 87 0,12 1,28
CU 2900-025 25 43.000 130 105 0,16 1,49
29500
CU 2900-032 32* 44.200 150 118 0,20 1,64
CU 2900-040 40* 45.200 175 135 0,24 1,83
CU 2900-050 50* 45.800 205 155 0,29 2,06
Ø 34
* = Deve ser sempre fixada ao estampo utilizando-se os furos
na parte inferior ou um flange
** = no curso total

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as Corpo Ø + 0,5
Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
molas a gás” + 1,0

Pressão Média . ................................ Nitrogênio


Pressão de carga máxima ................ 150 bar (a 20°)
Pressão de carga mínima ................. 25 bar (a 20°)
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C Corpo Ø + 0,5
Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~80-100 (a 20°C)
+ 1,0

Velocidade máxima da haste............. 0,5 m/s Alojamento B SP


FCX
Montagem Rosca Porta lateral
Tratamento da haste.......................... Nitretação inferior
por flange
Tratamento da camisa........................ Nitretação
Kit de reparo ..................................... 2014493-0290

2.7/2
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.7/3
Montagem da CU 2900
FCX Øa
SP 2900 M8 (4x)

b É possível também
encomendar um kit B-B

11,5
c
de porta lateral para
conexão com molas

Ø 34
antigas.

45°
f
e
f

Porta G 1/8"

7
+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød

20
8
Ø 63,2

10,4
Código Øa b c Ød e f Para modelo Código Para montagens no canal em U na SP
FCX-1500 104 90 73,5 11 16 27 CU 2900 SP -2900 Consulte X 1500

2.7/3
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.7/4
CU 4700
AP
PROVED ØB A mola a gás CU é uma mola a gás vedada na camisa que
proporciona bastante força dentro de um pequeno espaço.
A frequência máxima para essa mola é de 100 ciclos/minuto.

S
S
97
/2 3/ E C
As molas com cursos acima de 25 mm devem ser sempre
fixadas no estampo, utilizando-se uma flange ou os furos na

0,5
0,5
C
C

parte inferior da mola. Também recomendamos que molas


R (2x) com cursos mais curtos sejam fixadas para uma melhor vida
útil.

min
LL min
LL
Opcionalmente, as molas CU podem ser disponibilizadas
com uma placa de porta lateral (SP) quando necessário (por
exemplo, para uso em sistemas de mangueiras).
C
C

ØA E
EPorta de
alimentação G 1/8"

M8 (4x)
7

ØD

Força em N a
150 bar/+20 °C
S Força L L ØA Vol. gás Peso
Código Curso Inicial final** ±0,25 min ±0,1 ØB C ØD E R (l) (kg)
CU 4700-010 10 67.000 80 70 0,10 1,55
CU 4700-016 16 66.000 106 90 0,17 1,79
CU 4700-025 25 68.000 135 110 0,24 2,05
47.000 75,2 50 18 40 9 1,5
CU 4700-032 32* 67.000 167 135 0,32 2,34
CU 4700-040 40* 67.000 200 160 0,41 2,65
CU 4700-050 50* 67.000 240 190 0,52 3,01

* = Deve ser sempre fixada à ferramenta utilizando-se os furos roscados na parte inferior ou um flange
** = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as Alojamento FK
molas a gás” Montagem
Pressão Média................................... Nitrogênio por flange
Pressão de carga máxima................. 150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima.................. 25 bar (a 20°C) Corpo Ø + 0,5
Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C + 1,0

Aumento de força por temperatura.... ± 0,3%/°C


Ciclos máx./mín. recomendados........ ~80 a 100 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste............. 0,5 m/s

Tratamento da haste.......................... Nitretação


BFP B SP
Tratamento da camisa........................ Nitretação
Montagem Rosca inferior Porta lateral
Kit de reparo CU 4700 ...................... 2014493-0470
no flange

2.7/4
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.7/5
Montagem da CU 4700
FK BFP a
Øa
b b

f
e

d
e

Corpo Ø + 2,0
+ 0,5 Ød
Øc

Para modelo Código Øa Øb c Ød e f Para modelo Código a b Øc d


CU 4700 FK-1500 104 90 73,5 11 16 26 CU 4700 BFP-4700 90 73,5 11 24,5

Importante! Para molas de versões anteriores com R=2,5 Importante! O flange BF para a versão anterior com R=2,5 7
FCS 1500, utilizar respectivo FCS 3000. não é mais utilizado.
Para obter mais informações, entre em contato com o Para obter mais informações, entre em contato com o
distribuidor local. distribuidor local.

SP 4700 M8 (4x)
B B
É possível também
encomendar um kit
B-B
11,5

de porta lateral para


Ø 40

conexão com molas


antigas.
45°

Válvula

Porta G 1/8"
7

20

Ø 75,2
8

10,4

Para modelo Código Para montagens no canal em U na SP


CU 4700 SP -4700 Consulte TU 1500

2.7/5
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.7/6
X 4200
As molas da série Power Line são as menores e mais potentes
PROVED
AP molas a gás com vedação na haste, proporcionando uma
Ø 60
grande quantidade de força em um pequeno espaço.
Rosca para manutenção, M8
97
/2 3/ E C Essas molas a gás são disponibilizadas com forças de
170 daN até 20.000 daN e com cursos entre 7 e 125 mm.

S
Há uma porta lateral para alimentação de gás que pode
Ø 60 também ser utilizada para conexão com um sistema de
Rosca para manutenção, M8
mangueiras.
24

3
Um canal superior em C e um canal inferior em U juntamente

S
com quatro roscas M8 permitem várias possibilidades de
R 2,5 montagem, utilizando-se os padrões de montagem da Kaller.

L
L min
24

R 2,5
L
L min
7

7
10,5
8

Ø 95,2 ± 0,1
7

Porta de alimentação G 1/8"


10,5
8

Ø 95,2 ± 0,1
Porta de alimentação G 1/8"
Força em N a
150 bar/+20 °C
S Força L L Vol. gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
90°

X 4200-016 16 61.700 90 74 0,15 2,60


X 4200-019 19 63.700 96 77 0,18 2,70
X 4200-025 25 60.800 108 83 0,26 2,90
X 4200-032 32 64.300 122 90 0,30 3,05
90°

X 4200-038 38 65.800 134 96 0,32 3,20


X 4200-050 50 42.000 67.000 158 108 0,40 3,50
42,4 M8 (4x), profundidade 12 mm X 4200-063 63 67.800 184 121 0,49 3,80
Ø 60 X 4200-075 75 68.000 208 133 0,58 4,20
X 4200-080 80 68.600 218 138 0,61 4,40
X 4200-100 100 69.100 258 158 0,74 4,90
42,4 M8 (4x), profundidade 12 mm
X 4200-125 125 69.600 308 183 0,91 5,40
Ø 60
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima ................. 25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Corpo Ø + 0,5
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C + 0,5
Corpo Ø + 1,0
+ 2,0

Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ~ 30 a 100 (a 20°C) Alojada B, MP FC, FCS, K, KU, FFC, FAC, SA, S, HM
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s FCSC FU
Montagem Montagem Montagem Montagem
Tratamento da haste ......................... Nitretação inferior superior pela base pela camisa
Tratamento da camisa........................ Oxidação Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
montagem K-3000, KU-3000, FU-3000, FAC-3000, SA-3000,
Kit de reparo ..................................... 3018849
HM-3000 e FCSC-3000, consulte o capítulo 3.

2.7/6
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.7/7
Montagem da X 4200
MP A-A
FC

14 (4x)
Ø 13.5 (4x) Ø 9 (4x) Øa

-0.1
20 +0
13 (4x)
Øb

c
Ø 20 (4x) Ø 15 (4x)
Importante! Vem
completa com a
parafusos para b
montar a mola
a gás.

M20

f
e
f
A + 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 60

Código a b Código Øa Øb c Ød e f

MP-3000 120 92 FC-3000 150 130 92 13,5 18 33

7
FCS FFC a
Øa

b b
Ød
c

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5 e
Corpo Ø + 2,0
Ød

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-3000 130 110 92 13,5 18 33 FFC-3000 120 92 130 13,5 24 12

Parafuso de
Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades
c
S montagem de montagem K-3000, KU-3000, FU-3000, FAC-3000,
SA-3000, HM-3000 e FCSC-3000, consulte o capítulo 3.
b b
Øa

Importante!
O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
d

montadas nos canais


20

em U, C ou na opção
de montagem B.
e
O parafuso de
montagem (M12) deve
f
Øh
ser apertado com
91 Nm de torque. Øh
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-3000 95,4 25 67,5 62,5 195 170 12,5 13

2.7/7
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.7/8
TU e LCF 3000
Ø 50 As séries TU
Rosca para fazem parte de uma linha padrão de molas a gás. Os tamanhos 250
manutenção, M8 a 10.000 correspondem à norma ISO 11901 para molas a gás. Os
tamanhos 750 a 7.500 correspondem aos padrões de molas a gás
PROVED
automotivas da FORD, GM e Renault. Ao encomendar uma mola

S
AP
a gás padrão Renault, acrescente um R ao código (por exemplo:
TUR 3000-xxx). Para obter mais informações, consulte a seção 2.14,
24

"Padrões automotivos"

3
97
/2 3/ E C

R 2,5 As molas a gás da série LCF


Low Contact Force (LCF) foram projetadas para reduzir cargas
de choque excessivo, altos níveis de ruído e fortes vibrações do
prensa-chapa, todos esses são fatores que acarretam altos custos

L min
de manutenção e poluição sonora. Para obter mais informações,

L
consulte a seção 2.1/2 “Sobre as molas”.
Força vs curso para molas LCF 3000
Força final*
(consultar
10,5

tabela)
7

total
carga
ão de
Press Força final*
30.000 na pressão
de carga

Força (N)
a* mínima
mínim
carga
8

Ø 95,2 ±0,1 Porta de Press


ão de

alimentação
7 M8 (4x), profundidade
G 1/8"
16.000
13 mm

90° 0 Curso
3,8
Curso da mola (mm) total

Força em N a
150 bar/+20 °C
42,4 Vol.
Ø 60 S Força L L gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
As molas a gás TU, TUR ou LCF 3000 também são disponibilizadas
com portas de alimentação duplas. Ao solicitar esse modelo TU/LCF 3000-025 25 42.000 170 145 0,20 6,35 4
acrescente um D ao Código. Por exemplo: TUD 3000-xxx TU/LCF 3000-038 38,1 43.000 196,2 158,1 0,26 6,75
TU/LCF 3000-050 50 44.000 220 170 0,32 7,50 4
Importante! As molas a gás TUD, TURD e LCFD 3000 possuem duas
válvulas e são disponibilizadas carregadas. TU/LCF 3000-064 63,5 45.000 247 183,5 0,38 7,70

Exemplo da TUD 3000 TU/LCF 3000-080 80 46.000 280 200 0,46 8,10 4
TU/LCF 3000-100 100 30.000 47.000 320 220 0,56 8,85 4
TU/LCF 3000-125 125 47.000 370 245 0,69 9,90 4
TU/LCF 3000-160 160 47.000 440 280 0,87 10,80 4
Duas válvulas
TU/LCF 3000-200 200 48.000 520 320 1,07 12,20
TU/LCF 3000-250 250 48.000 620 370 1,32 13,70
TU/LCF 3000-300 300 48.000 720 420 1,57 15,30
Porta de alimentação G 1/8" * = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as molas a gás”
Pressão Média . ................................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................................ 150 bar
Pressão de carga mínima (TU 3000)................ 25 bar
Pressão de carga mínima (LCF 3000).............. 70 bar
Temperatura de trabalho . ................................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ................... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados ...................... ~ 15-40 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste............................. 1,6 m/s
Velocidade máxima da haste (TUR).................. 2,0 m/s Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
+ 0,5
Corpo Ø + 1,0
Tratamento da haste.......................................... Nitretação
Tratamento da camisa....................................... Oxidação Alojada B, MP FC, FCS, K, KU, FFC, FAC, SA, S, HM
Kits de reparo FCSC FU, FX
* nova versão da TU 3000................................. 3019025
* nova versão da LCF 3000............................... 3019379 Montagem Montagem Montagem Montagem
versão antiga da TU 3000................................. 2014068-03 inferior superior pela base pela camisa
versão antiga da LCF 3000............................. 3019132 Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
*A nova versão é caracterizada pela presença de anéis circulares na montagem K-3000, KU-3000, FU-3000, FAC-3000, SA-3000,
parte superior da camisa, do êmbolo e da haste. HM-3000 e FCSC-3000, consulte o capítulo 3.

2.7/8
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.7/9
Montagens da TU e da LCF 3000
MP FC Øa
A-A

14 (4x)
Ø 13.5 (4x) Ø 9 (4x)

-0.1
Øb

20 +0
13 (4x)
c

Ø 20 (4x) Ø 15 (4x)

a
b

f
Importante! M20

e
f
Vem completa
com parafusos
para montar a
mola a gás.
A + 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 60

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
MP-3000 120 92 FC-3000 150 130 92 13,5 18 33

7
FCS Øa FFC
a
b
c b
Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød e

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-3000 130 110 92 13,5 18 33 FFC-3000 120 92 130 13,5 24 12

Parafuso de
Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades
c
S montagem de montagem K-3000, KU-3000, FU-3000, FAC-3000, SA-3000,
HM-3000 e FCSC-3000, consulte o capítulo 3.

b b
Importante!
Øa

O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
montadas nos canais
d
20

em U, C ou na opção
de montagem B.

O parafuso de e
montagem (M12) deve
ser apertado com f
91 Nm de torque. Øh
Øh
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-3000 95,4 25 67,5 62,5 195 170 12,5 13

2.7/9
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.7/10
TB 3000
AP
PROVED As molas TB têm um volume de gás maior do que as de
Ø 50 nossa série padrão TU, o que reduz o aumento da pressão
Rosca para quando a haste é atuada. Também aumenta a vida útil da
97
/2 3/ E C
manutenção, M8 mola.
Ø 50 Rosca para As molas TB são recomendadas para aplicações onde
manutenção, M8

S
requer-se um baixo aumento de força. As molas TB são
também uma boa alternativa para maiores frequências de
25,5

ciclos e alto volume de produção.

S
3
Importante! Sugestão: ao encomendar estas molas,
25,5

R 2,5 certifique-se de que o espaço é apropriado para montagem.

3
R 2,5

L min

L
L min

L
10,5
7

7
7

Ø 120,2 ±0,1 G 1/8"


porta de
G 1/8"
alimentação
8

Ø 120,2 ±0,1 porta de


alimentação Força em N a
150 bar/+20 °C
S Força L L Vol. gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
TB 3000-025 25 39.000 170 145 0,25 10,65
TB 3000-038 38,1 39.000 196,2 158,1 0,36 11,25
90°
TB 3000-050 50 39.000 220 170 0,45 11,65
TB 3000-064 63,5 40.000 247 183,5 0,55 12,30
90°
TB 3000-080 80 40.000 280 200 0,68 13,00
M10 (4x), TB 3000-100 100 30.000 39.000 320 220 0,83 13,70
profundidade
13 mm TB 3000-125 125 39.000 370 245 1,03 14,75
M10 (4x), 56,6 TB 3000-160 160 39.000 440 280 1,30 16,05
profundidade
13 mm TB 3000-200 200 39.000 520 320 1,62 17,75
Ø 80
56,6 TB 3000-250 250 39.000 620 370 2,01 19,80
TB 3000-300 300 39.000 720 420 2,41 21,85
Ø 80
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as molas
a gás”
Pressão Média .............................................Nitrogênio
Pressão de carga máxima ...........................150 bar
Pressão de carga mínima ............................25 bar
Temperatura de trabalho ..............................0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ..............± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados ..................~ 40-80 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste........................1,6 m/s Corpo Ø + 0,5
+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
+ 1,0

Tratamento da haste.....................................Nitretação Alojada B, MP FC, FCS, K, KU, FFC, FAC, SA, S


Tratamento da camisa...................................Oxidação FCSC FU
Kits de reparo Montagem Montagem Montagem Montagem
*TB 3000 nova versão...................................3019237 inferior superior pela base pela camisa
TB 3000 versão antiga.................................2014068-07
*A nova versão é caracterizada pela presença de anéis circulares Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
na parte superior da camisa, do êmbolo e da haste. montagem K-5000, KU-5000, FU-5000, FAC-5000, SA-5000 e
FCSC-5000, consulte o capítulo 3.

2.7/10
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.7/11
Montagem da TB 3000
MP FC Øa
A-A

15 (4x)
Ø 13.5 (4x) Ø 11 (4x)
Øb

-0.1
20 +0
c

13
Ø 20 (4x) Ø 18 (4x)

a
b

f
Importante! M20

e
f
Vem completa
com parafusos
para montar a
mola a gás.
A + 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 80

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
MP-5000 140 109,5 FC-5000 175 155 109,5 13,5 21 36

7
FCS Øa FFC
a
b
c b
Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød e

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-5000 155 130 109,5 13,5 21 36 FFC-5000 140 109,5 155 13,5 24 12

Parafuso de Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades


S c
montagem de montagem K-5000, KU-5000, FU-5000, FAC-5000, SA-5000
e FCSC-5000, consulte o capítulo 3.
b b
Importante!
Øa

O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
montadas nos canais
d

em U, C ou na opção
20

de montagem B.

O parafuso de e
montagem (M12) deve
ser apertado com f
91 Nm de torque. Øh
Øh
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-5000 120,4 27,5 77,5 74 220 195 12,5 13

2.7/11
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.7/12
SL 3000
AP
PROVED A mola SL 3000 tem comprimento total e de curso com base
no sistema de polegadas.

97 Ø 50 A mola SL 3000 tem um comprimento total de 101,6 mm +


/2 3/ E C
Rosca para manutenção, (2 x curso).
M8

S
24

3
R 2,5 (2x)

L min

L
10,5

7
13,2

Força em N a
Porta de 150 bar/+20 °C
Ø 95,2 ±0,1
Vol.
alimentação
S Força L L gás Peso
G 1/8"
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
SL 3000-013 12,7 43.000 127 114,3 0,11 5,50
SL 3000-025 25,4 45.000 152,4 127 0,17 5,90
M12 (4x),
profundidade SL 3000-038 38,1 46.000 177,8 139,7 0,23 6,30
12,5 mm SL 3000-051 50,8 48.000 203,2 152,4 0,29 6,60
SL 3000-064 63,5 49.000 228,6 165,1 0,35 7,00
SL 3000-076 76,2 49.000 254 177,8 0,41 7,40
SL 3000-089 88,9 49.000 279,4 190,5 0,48 7,70
30.000
SL 3000-102 101,6 49.000 304,8 203,2 0,54 8,10
SL 3000-114 114,3 49.000 330,2 215,9 0,61 8,50
SL 3000-127 127 49.000 355,6 228,6 0,67 8,90
53,9 SL 3000-140 139,7 49.000 381 241,3 0,73 9,20
Ø 76,2 SL 3000-152 152,4 49.000 406,4 254 0,80 9,60
SL 3000-165 165,1 49.000 431,8 266,7 0,86 10,00
SL 3000-178 177,8 49.000 457,2 279,4 0,93 10,40
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média ................................... Nitrogênio
Pressão de carga máxima . ................ 150 bar
Pressão de carga mínima .................. 25 bar
Temperatura de trabalho .................... 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura . ... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados ........ ~ 15-40 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste............... 1,6 m/s Corpo Ø + 0,5
+ 2,0
Corpo Ø + 0,5
+ 1,0

Tratamento da haste . ......................... Nitretação Alojada B FC, FCS, FSL S


Tratamento da camisa......................... Amarelo cromado FCSC
Kits de reparo
* SL 3000 nova versão........................ 4019339 Rosca Montagem Montagem Montagem
SL 3000versão antiga . ..................... 2014979-3000 inferior superior pela base pela camisa
*A nova versão é identificada por anéis circulares no topo do Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de
tubo, da guia e do êmbolo. montagem FCSC-3000, consulte o capítulo 3.

2.7/12
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.7/13
Montagem da SL 3000
FC Øa FCS Øa
Øb b
c c

f
e

f
f

e
f
+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød Corpo Ø
+ 0,5
+ 2,0
Ød

Código Øa Øb c Ød e f Código Øa b c Ød e f
FC-3000 150 130 92 13,5 18 33 FCS-3000 130 110 92 13,5 18 33

7
Parafuso de
FSL S c
montagem
a
Øe
b
b b

Øa
Importante!
g
h

O suporte S é
i

projetado para ser


usado em conjunto
com as flanges
Øf montadas nos canais
d
Ø

20
em U, C ou na opção
c
b
a

de montagem B.

O parafuso de e
montagem (M12) deve
f
j

ser apertado com


91 Nm de torque. Øh
d
Øh

30°
30

Código a b Øc d Øe Øf g h i j Código Øa b c d e f g Øh
FSL-3000 127 98,3 139 61 20 13,5 13 25 25,7 25,7 S-3000 95,4 25 67.5 62,5 195 170 12,5 13

Importante! Para saber as dimensões das possibilidades de


montagem FCSC-3000, consulte o capítulo 3.

2.7/13
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
2.7/14
SPC 3000
PROVED
AP As molas a gás Speed Control™ – SPC foram projetadas
Ø 50 para eliminar a vibração do prensa-chapa, normalmente
Rosca para
manutenção, M8 associado à maior velocidade do retorno de prensas de
97
/2 3/ E C acionamento vinculadas.
Ø 50 Rosca para As molas a gás SPC possuem amortecimento de

S
manutenção, M8 velocidade do retorno embutido, que desacelera os últimos
30 mm do curso da haste para 0,4 m/s, auxiliando para que o
25,5

prensa-chapa tenha uma parada suave.

S
3
R 2,5 Propriedades da Speed Control™ – SPC:
25,5

• Eliminar vibrações do prensa-chapa

3
• Aumentar a produtividade melhorando a eficiência

L min

L
R 2,5 da transferência de peças
• Encaixar-se facilmente em matrizes existentes
• Cursos de 125 a 300 mm
L min

L
• Possível de ser conectada usando um sistema de
mangueiras
10,5
7

7
7

Desempenho da SPC 3000 *


30
8

Ø 120,2 ±0,1 Porta de


Cursos máximos por minuto (SPM)

75 bar
alimentação 25
G 1/8"
G 1/8" 20 100 bar
8

Ø 120,2 ±0,1 porta de


alimentação 15
150 bar
10

0
90°
125 150 175 200 225 250 275 300
Comprimento de curso da Speed ControlTM (mm)
*Em salas de temperatura ambiente com fluxo de ar livre
90°
M10 (4x), profundidade
13 mm Força em N a
150 bar/+20 °C

M10 (4x), profundidade


56,6 S Força L L Vol. gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
13 mm Ø 80 SPC 3000-125 125 38.000 390 265 1,15 10,64
SPC 3000-160 160 38.000 460 300 1,43 11.30
56,6 SPC 3000-200 200 30.000 38.000 540 340 1,74 12,06
SPC 3000-250 250 39.000 640 390 2,14 13,00
Ø 80 SPC 3000-300 300 39.000 740 440 2,53 13,95
*no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para obter informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre
as molas”
Meio de pressão..........................................Nitrogênio
Pressão de carga máxima . ........................150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima ..........................25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho ............................0 a +80°C
Aumento de força por temperatura..............±0,3%/°C Corpo Ø+ 0,5
+ 2,0

Cursos máx./mín. recomendados . .............Consulte o gráfico


Comprimento do amortecimento.................≈ 30 mm B, MP FC, FCS, K, KU, FFC, FAC, SA, S

Velocidade do amortecimento.....................0,4 m/s FCSC FU


Montagem Montagem Montagem Montagem
inferior superior pela base pela camisa
Tratamento da haste . .................................Nitretação
Tratamento da camisa ................................Oxidação Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
montagem K-3000, KU-3000, FU-3000, FAC-3000, SA-3000 e
Kit de reparo................................................3021496 FCSC-3000, consulte o capítulo 3.

2.7/14
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.7/15
Montagem da SPC 3000
MP FC Øa
A-A

15 (4x)
Ø 13.5 (4x) Ø 11 (4x)
Øb

-0.1
20 +0
c

13
Ø 20 (4x) Ø 18 (4x)

a
b

f
Importante! M20

e
f
Vem completa
com parafusos
para montar a
mola a gás.
A + 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 80

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
MP-5000 140 109,5 FC-5000 175 155 109,5 13,5 21 36

7
FCS Øa FFC
a
b
c b
Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød e

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-5000 155 130 109,5 13,5 21 36 FFC-5000 140 109,5 155 13,5 24 12

Parafuso de Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades


S c
montagem de montagem K-3000, KU-3000, FU-3000, FAC-3000, SA-3000
e FCSC-3000, consulte o capítulo 3.
b b
Importante!
Øa

O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
montadas nos canais
d

em U, C ou na opção
20

de montagem B.

O parafuso de e
montagem (M12) deve
ser apertado com f
91 Nm de torque. Øh
Øh
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-5000 120,4 27,5 77,5 74 220 195 12,5 13

2.7/15
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância.
USA • Korea • China • Mexico
Breve descrição - 5000 ≤ FINIC < 7500

Ø 65 Ø 65

Ø 65

38.4
19 0 (140 + 2xCurso)

151,6 (101,6 + 2xCurso)


TU/LCF TB
5000 x 25 mm 5.000x 25 mm
SL
5.000x 25 mm

Ø 120 Ø 150 Ø 120


Força inicial Força inicial Força inicial
5.000daN 5.000daN 5000 daN

Ø 65
Ø 65

15
72

Ø 75
205 (155 + 2xCurso)
190 (140 + 2xCurso)

118 (68 + 2xCurso)

TU/LCF SPC
5.000x 25 mm 5.000x 25 mm

X
6 600 x 25 mm

Ø 120 Ø 120 Ø 150


Força inicial Força inicial Força inicial
5000 daN 6630 daN 5000 daN

8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB


+46 140 571 00 • www.kaller.com
5000 < FINIT < 7500
PROVED
AP

X 6600 97
Página 2.8/2
/2 3/ E C

PROVED
AP

TU e LCF 5000 Página 2.8/4


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

TB 5000 97
Página 2.8/6
/2 3/ E C

PROVED
AP

SL 5000 Página 2.8/8


97
/2 3/ E C

PROVED
AP

SPC 5000 Página 2.8/10


97
/2 3/ E C

by Strömsholmen AB 8ª edição/janeiro de 2009


+46 140 571 00 • www.kaller.com
2.8/2
X 6600
As molas da série Power Line são as menores e mais
PROVED
AP potentes molas a gás com vedação na haste, proporcionando
uma grande quantidade de força em um pequeno espaço.
Ø 75
97
Rosca para manutenção, M8 Essas molas a gás são disponibilizadas com forças de
/2 3/ E C

Ø 75
170 daN até 20.000 daN e com cursos entre 7 e 125 mm.
Rosca para manutenção, M8
Há uma porta lateral para alimentação de gás que pode

S
também ser utilizada para conexão com um sistema de
mangueiras.

S
25,5

3
Um canal superior em C e um inferior em U, juntamente
com quatro roscas M10 permitem várias possibilidades de
25,5

3
R 2,5
montagem, utilizando-se os padrões de montagem da Kaller.

L
R 2,5 Lmin
L
Lmin
10,5
7

10,5
87

Ø 120,2 ± 0,1
Porta de alimentação G 1/8"
8

Ø 120,2 ± 0,1

8
Porta de alimentação G 1/8"

Força em N a
150 bar/+20 °C
S Força L L Vol. gás Peso
Código Curso Inicial final* ±0.25 min (l) (kg)
90°

X 6600-016 16 89.000 100 84 0,32 4,97


X 6600-019 19 91.000 106 87 0,35 5,09
90°

X 6600-025 25 93.900 118 93 0,42 5,31


X 6600-032 32 96.100 132 100 0,49 5,58
X 6600-038 38 98.200 144 106 0,56 5,81
X 6600-050 50 66.300 100.600 168 118 0,69 6,22
56,6 M10 (4x), profundidade 12 mm
X 6600-063 63 102.400 194 131 0,83 6,78
Ø 80
X 6600-075 75 103.400 218 143 0,90 7,05
56,6 M10 (4x), profundidade 12 mm
X 6600-080 80 104.100 228 148 1,01 7,43
Ø 80
X 6600-100 100 105.400 268 168 1,23 8,20
X 6600-125 125 106.500 318 193 1,50 9,16
* = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as
molas a gás”
Pressão Média . ................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................ 150 bar (a 20°C)
Pressão de carga mínima ................. 25 bar (a 20°C)
Temperatura de trabalho . ................. 0 a +80°C
Corpo Ø + 0,5
Aumento de força por temperatura ... ± 0,3%/°C + 1,0
Corpo Ø + 0,5
+ 2,0

Ciclos máx./mín. recomendados . ..... ≈ 30 a 100 (a 20°C) Alojada B, MP FC, FCS, K, KU, FFC, FAC, SA, S
Velocidade máxima da haste............. 1,6 m/s FCSC FU
Montagem Montagem Montagem Montagem
Tratamento da haste ......................... Nitretação inferior superior pela base pela camisa
Tratamento da camisa........................ Oxidação Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
Kit de reparo ..................................... 3019912 montagem K-5000, KU-5000, FU-5000 e FCSC-5000, consulte o
capítulo 3.

2.8/2
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.8/3
Montagem da X 6600
* = De acordo com a norma ISO 11901 atualizada
MP FC Øa
A-A
*

15 (4x)
Ø 13.5 (4x) Ø 11 (4x) Øb

-0.1
20 +0
c

13
Ø 20 (4x) Ø 18 (4x)

a
b

f
e
f
M20
Importante!
Vem completa
com parafusos
para montar a
mola a gás. + 0,5
A Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 80

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
MP-5000 140 109,5 FC-5000 175 155 109,5 13,5 21 36

FCS Øa FFC
a
b
b
8
c
Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød e

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-5000 155 130 109,5 13,5 21 36 FFC-5000 140 109,5 155 13,5 24 12

Parafuso de Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades


S c
montagem de montagem K-5000, KU-5000, FU-5000 e FCSC-5000,
consulte o capítulo 3.
b b
Øa

Importante!
O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
d

montadas nos canais


20

em U, C ou na opção
de montagem B.
e
O parafuso de
montagem (M12) deve f
ser apertado com Øh
91 Nm de torque.
Øh
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-5000 120,4 27,5 77,5 74 220 195 12,5 13

2.8/3
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
Todas as medidas são nominais a menos que seja 8ª edição/janeiro de 2009
declarada tolerância. USA • Korea • China • Mexico
2.8/4
TU e LCF 5000
Ø 65 As séries TU
Rosca para
manutenção, M8 fazem parte de uma linha padrão de molas a gás. Os tamanhos 250
a 10.000 correspondem à norma ISO 11901 para molas a gás. Os
PROVED tamanhos 750 a 7.500 correspondem aos padrões de molas a gás
AP

S
automotivas da FORD, GM e Renault. Ao encomendar uma mola
a gás padrão Renault, acrescente um R ao código (por exemplo:
25,5

TUR 5000-xxx). Para obter mais informações, consulte a seção 2.14,


97
"Padrões automotivos".

3
/2 3/ E C

R 2,5 As molas a gás da série LCF


Low Contact Force (LCF) são projetadas para reduzir cargas de
choque excessivo, altos níveis de ruído e fortes vibrações do
prensa-chapa, todos esses são fatores que acarretam altos custos

L min
de manutenção e poluição sonora. Para obter mais informações,

L
consulte a seção 2.1/2, “Sobre as molas”.

Força vs curso para molas LCF 5000


Força final*
(consultar
10,5

tabela)
7

total
carga
ão de
Press Força final*
50.000 na pressão
de carga

Força (N)
a* mínima
mínim
carga
ão de
8

Ø 120,2 ±0,1 Porta de Press


alimentação
G 1/8"
M10 (4x), profundidade 25.000
13 mm

8
90° 0 Curso
7,7
Curso da mola (mm) total

Força em N a
150 bar/+20 °C Vol.
56,6
S Força L L gás Peso
Ø 80 Código Curso Inicial final* ±0,25 min (l) (kg)
As molas a gás TU, TUR ou LCF 5000 também são disponibilizadas TU/LCF 5000-025 25 71.000 190 165 0,32 12,00 4
com portas de alimentação duplas. Ao solicitar esse modelo
TU/LCF 5000-038 38,1 75.000 216,2 178,1 0,42 12,65
acrescente um D ao Código. Por exemplo: TUD 5000-xxx
TU/LCF 5000-050 50 77.000 240 190 0,51 13,30 4
Importante! As molas a gás TUD, TURD e LCFD 5000 possuem duas TU/LCF 5000-064 63,5 80.000 267 203,5 0,60 14,46
válvulas e são disponibilizadas carregadas.
TU/LCF 5000-080 80 81.000 300 220 0,73 15,05 4
Exemplo da TUD 5000
TU/LCF 5000-100 100 50.000 82.000 340 240 0,89 16,15 4
TU/LCF 5000-125 125 82.000 390 265 1,09 16,96 4
TU/LCF 5000-160 160 83.000 460 300 1,36 19,40 4
Duas válvulas
TU/LCF 5000-200 200 84.000 540 340 1,68 20,70
TU/LCF 5000-250 250 84.000 640 390 2,07 22,40
TU/LCF 5000-300 300 84.000 740 440 2,46 24,66
Porta de alimentação G 1/8" * = no fim de curso

Informações básicas Possibilidades de montagem


Para informações gerais, consulte a seção 2.1 “Sobre as molas a gás”
Pressão Média . ................................................ Nitrogênio
Pressão de carga máxima ................................ 150 bar
Pressão de carga mínima (TU 5000)................. 25 bar
Pressão de carga mínima (LCF 5000)............... 75 bar
Temperatura de trabalho . ................................. 0 a +80°C
Aumento de força por temperatura ................... ± 0,3%/°C
Ciclos máx./mín. recomendados ...................... ≈15-40 (a 20°C)
Velocidade máxima da haste............................. 1,6 m/s
Velocidade máxima do êmbolo do pistão (TUR) 2,0 m/s + 0,5
Corpo Ø + 2,0
Corpo Ø + 1,0
+ 0,5
Tratamento da haste.......................................... Nitretação Alojada B, MP FC, FCS, K, KU, FFC, FAC, SA, S
Tratamento da camisa....................................... Oxidação
Kits de reparo FCSC FU
* nova versão da TU 5000................................. 3018876 Montagem Montagem Montagem Montagem
* nova versão da LCF 5000............................... 3019380 inferior superior pela base pela camisa
versão antiga da TU 5000................................. 2014068-04
Versão antiga da LCF 5000............................ 3019133 Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades de
*A nova versão é caracterizada pela presença de anéis circulares na montagem K-5000, KU-5000, FU-5000, FAC-5000, SA-5000 e
parte superior da camisa, do êmbolo e da haste. FCSC-5000, consulte o capítulo 3.

2.8/4
Reservamo-nos o direito de acrescentar, excluir ou
modificar componentes sem aviso prévio.
Todas as medidas são declaradas em mm.
8ª edição/janeiro de 2009 by Strömsholmen AB Todas as medidas são nominais a menos que seja
+46 140 571 00 • www.kaller.com declarada tolerância.
2.8/5
Montagens da TU e da LCF 5000
MP FC Øa
A-A

15 (4x)
Ø 13.5 (4x) Ø 11 (4x) Øb

-0.1
20 +0
c

13
Ø 20 (4x) Ø 18 (4x)

a
b

f
e
M20

f
Importante!
Vem completa
com parafusos
para montar a
mola a gás. + 0,5
A Corpo Ø + 2,0
Ød
A
Ø 80

Código a b Código Øa Øb c Ød e f
MP-5000 140 109,5 FC-5000 175 155 109,5 13,5 21 36

FCS Øa FFC
a
b
c b
8
Ød

Øc

b
a
f
f
e
f

+ 0,5
Corpo Ø + 2,0
Ød e

Código Øa b c Ød e f Código a b Øc Ød e f
FCS-5000 155 130 109,5 13,5 21 36 FFC-5000 140 109,5 155 13,5 24 12

Parafuso de Importante! Para obter as dimensões sobre as possibilidades


S c
montagem
de montagem K-5000, KU-5000, FU-5000, FAC-5000, SA-5000
e FCSC-5000, consulte o capítulo 3.
b b
Importante!
Øa

O suporte S é
projetado para ser
usado em conjunto
com as flanges
montadas nos canais
d
20

em U, C ou na opção
de montagem B.

O parafuso de e
montagem (M12) deve
ser apertado com f
91 Nm de torque. Øh
Øh
30

Código Øa b c d e f g Øh
S-5000 120,4 27,5 77,5 74 220 195 12.5 13

2.8/5
Reservamo-nos o direito de