Você está na página 1de 8

                       

Monitoria de Física

Turma: Pré Vest


1.(ENEM)

Os manuais dos fornos micro-ondas desaconselham, sob pena de perda da garantia, que eles
sejam ligados em paralelo juntamente a outros aparelhos eletrodomésticos por meio de tomadas
múltiplas, popularmente conhecidas como “benjamins” ou “tês”, devido ao alto risco de incêndio e
derretimento dessas tomadas, bem como daquelas dos próprios aparelhos.

Os riscos citados são decorrentes da

a) resistividade da conexão, que diminui devido à variação de temperatura do circuito.

b) corrente elétrica superior ao máximo que a tomada múltipla pode suportar.

c) resistência elétrica elevada na conexão simultânea de aparelhos eletrodomésticos.

d) tensão insuficiente para manter todos os aparelhos eletrodomésticos em funcionamento.

e) intensidade do campo elétrico elevada, que causa o rompimento da rigidez dielétrica da tomada
múltipla.

2.(ENEM)

O choque elétrico é uma sensação provocada pela passagem de corrente elétrica pelo corpo. As
consequências de um choque vão desde um simples susto até a morte. A circulação das cargas
elétricas depende da resistência do material. Para o corpo humano, essa resistência varia de 1 000
Ω, quando a pele está molhada, até 100 000 Ω, quando a pele está seca. Uma pessoa descalça,
lavando sua casa com água, molhou os pés e, acidentalmente, pisou em um fio desencapado,
sofrendo uma descarga elétrica em uma tensão de 120 V.

Qual a intensidade máxima de corrente elétrica que passou pelo corpo da pessoa?

a) 1,2 mA

b) 120 mA

c) 8,3 A

d) 833 A

e) 120 kA

3.(ENEM)
Ao dimensionar circuitos elétricos residenciais, é recomendado utilizar adequadamente bitolas dos
fios condutores e disjuntores, de acordo com a intensidade de corrente elétrica demandada. Esse
procedimento é recomendado para evitar acidentes na rede elétrica. No quadro é especificada a
associação para três circuitos distintos de uma residência, relacionando tensão no circuito, bitolas
de fios condutores e a intensidade de corrente elétrica máxima suportada pelo disjuntor.

Com base no dimensionamento do circuito residencial, em qual(is) do(s) circuito(s) o(s)


equipamento(s) é(estão) ligado(s) adequadamente?

a) Apenas no Circuito 1.

b) Apenas no Circuito 2.

c) Apenas no Circuito 3.

d) Apenas nos Circuitos 1 e 2.

e) Apenas nos Circuitos 2 e 3.

4.(ENEM)

Quando ocorre um curto-circuito em uma instalação elétrica, como na figura, a resistência elétrica
total do circuito diminui muito, estabelecendo-se nele uma corrente muito elevada. 

O superaquecimento da fiação, devido a esse aumento da corrente elétrica, pode ocasionar


incêndios, que seriam evitados instalando-se fusíveis e disjuntores que interrompem essa corrente,
quando a mesma atinge um valor acima do especificado nesses dispositivos de proteção. 
Suponha que um chuveiro instalado em uma rede elétrica de 110 V, em uma residência, possua
três posições de regulagem da temperatura da água. Na posição verão utiliza 2 100 W, na posição
primavera, 2 400 W, e na posição inverno, 3 200 W. 
GREF. Física 3: Eletromagnetismo. São Paulo: EDUSP, 1993 (adaptado) 
Deseja-se que o chuveiro funcione em qualquer uma das três posições de regulagem de
temperatura, sem que haja riscos de incêndio. Qual deve ser o valor mínimo adequado do disjuntor
a ser utilizado?

a) 40 A

b) 30 A

c) 25 A

d) 23 A

e) 20 A

5.(ENEM)

Um grupo de amigos foi passar o fim de semana em um acampamento rural, onde não há
eletricidade. Uma pessoa levou um gerador a diesel e outra levou duas lâmpadas, diferentes fios e
bocais. Perto do anoitecer, iniciaram a instalação e verificaram que as lâmpadas eram de 60 W -
110 V e o gerador produzia uma tensão de 220 V.

Para que as duas lâmpadas possam funcionar de acordo com suas especificações e o circuito
tenha menor perda possível, a estrutura do circuito elétrico deverá ser de dois bocais ligados em

a) série e usar fios de maior espessura.

b) série e usar fios de máximo comprimento.

c) paralelo e usar fios de menor espessura.

d) paralelo e usar fios de maior espessura.

e) paralelo e usar fios de máximo comprimento.

6.(ENEM)

A invenção e o acoplamento entre engrenagens revolucionaram a ciência na época e propiciaram a


invenção de várias tecnologias, como os relógios. Ao construir um pequeno cronômetro, um
relojoeiro usa o sistema de engrenagens mostrado. De acordo com a figura, um motor é ligado ao
eixo e movimenta as engrenagens fazendo o ponteiro girar. A frequência do motor é de 18 RPM, e
o número de dentes das engrenagens está apresentado no quadro.
A frequência de giro do ponteiro, em RPM, e 

a) 1.

b) 2.

c) 4.

d) 81.

e) 162.

7.(ENEM)

Um professor utiliza essa história em quadrinhos para discutir com os estudantes o movimento de
satélites. Nesse sentido, pede a eles que analisem o movimento do coelhinho, considerando o
módulo da velocidade constante.
Desprezando a existência de forças dissipativas, o vetor aceleração tangencial do coelhinho, no
terceiro quadrinho, é

a) nulo

b) paralelo à sua velocidade linear e no mesmo sentido.

c) paralelo à sua velocidade linear e no sentido oposto.

d) perpendicular à sua velocidade linear e dirigido para o centro da Terra.

e) perpendicular à sua velocidade linear e dirigido para fora da superfície da Terra.

8.(ENEM)

Para serrar ossos e carnes congeladas, um açougueiro utiliza uma serra de fita que possui três
polias e um motor. O equipamento pode ser montado de duas formas diferentes, P e Q. Por
questão de segurança, é necessário que a serra possua menor velocidade linear.
 
Por qual montagem o açougueiro deve optar e qual a justificativa desta opção?

a) Q, pois as polias 1 e 3 giram com velocidades lineares iguais em pontos periféricos e a que tiver
maior raio terá menor frequência.

b) Q, pois as polias 1 e 3 giram com frequências iguais e a que tiver maior raio terá menor
velocidade linear em um ponto periférico.

c) P, pois as polias 2 e 3 giram com frequências diferentes e a que tiver maior raio terá menor
velocidade linear em um ponto periférico.

d) P, pois as polias 1 e 2 giram com diferentes velocidades lineares em pontos periféricos e a que
tiver menor raio terá maior frequência.

e) Q, pois as polias 2 e 3 giram com diferentes velocidades lineares em pontos periféricos e a que
tiver maior raio terá menor frequência.
9.(ENEM)

O motor de combustão interna, utilizado no transporte de pessoas e cargas, é uma máquina térmica
cujo ciclo consiste em quatro etapas: admissão, compressão, explosão/expansão e escape. Essas
etapas estão representadas no diagrama da pressão em função do volume. Nos motores a
gasolina, a mistura ar/combustível entra em combustão por uma centelha elétrica.

Para o motor descrito, em qual ponto do ciclo é produzida a centelha elétrica? 

a) A

b) B

c) C

d) D

e) E

10.(ENEM)

Um detector de mentiras consiste em um circuito elétrico simples do qual faz parte o corpo humano.
A inserção do corpo humano no circuito se dá do dedo indicador da mão direita até o dedo indicador
da mão esquerda. Dessa forma, certa corrente elétrica pode passar por uma parte do corpo. Um
medidor sensível (amperímetro) revela um fluxo de corrente quando uma tensão é aplicada no
circuito. No entanto, a pessoa que se submete ao detector não sente a passagem da corrente. Se a
pessoa mente, há uma ligeira alteração na condutividade de seu corpo, o que altera a intensidade
da corrente detectada pelo medidor.

No dimensionamento do detector de mentiras, devem ser levados em conta os parâmetros: a


resistência elétrica dos fios de ligação, a tensão aplicada no circuito e a resistência elétrica do
medidor. Para que o detector funcione adequadamente como indicado no texto, quais devem ser as
características desses parâmetros?
a) Pequena resistência dos fios de ligação, alta tensão aplicada e alta resistência interna no
medidor.

b) Alta resistência dos fios de ligação, pequena tensão aplicada e alta resistência interna no
medidor.

c) Alta resistência dos fios de ligação, alta tensão aplicada e resistência interna desprezível no
medidor.

d) Pequena resistência dos fios de ligação, alta tensão aplicada e resistência interna desprezível no
medidor.

e) Pequena resistência dos fios de ligação, pequena tensão aplicada e resistência interna
desprezível no medidor.