Você está na página 1de 7

— SOLI DEO GLORIA —

1.​ O que é? (Significado)


- Do latim “​ Glória somente a Deus”
- Princípio de que não somente que Deus é digno de glória,
como também de que toda glória é devida a Ele, uma vez que
Ele, através do sacrifício de Cristo, é o responsável pela nossa
salvação.

2.​ Porque? (Embasamento bíblico)


- Deus já possui toda a glória desde antes da fundação do
mundo ​(João 17:5)​, então ​por que dar glória a Ele? Por que Ele
deseja ser glorificado por nós? Por que nos criou para isso?
- Ponto focal da Reforma: Porque e para que existe o homem?
- O homem existe porque Deus o criou e o criou para a sua
própria glória.
- Catecismo maior de Westminster:
“O fim supremo e principal do homem é glorificar a Deus
e gozá-lo para sempre”
Rm 11:36​;​ Sl 73:24-26​;​ Jo 17:22-24.
- Da mesma maneira, o propósito de Deus é glorificar seu
próprio nome e ter prazer em Si mesmo, já que estaria
sendo idólatra colocando algo acima dEle. Para isso ele
fez sua criação, inclusive nós.
Nm 14:21​; ​Is 43:7
- O que é glória? Onde está a glória de Deus?
- “Na bíblia, o termo ‘glória de Deus’ geralmente se refere
ao esplendor visível ou à beleza moral da perfeição
multiforme de Deus”​ - John Piper, Em Busca de Deus.
Deus possui atributos, características louváveis que ele
espalha pela terra para que seu nome seja engrandecido.
- “Amar a Deus não significa suprir suas necessidades,
antes, alegrar-se nEle e ser cativado por seu glorioso
poder e graça, e valorizá-lo acima de todas as coisas na
Terra”​ - John Piper, Em Busca de Deus.
- Ou seja, Deus não precisa que O glorifiquemos. Ele
poderia dar esse papel para os anjos, para a própria
criação, mas ele nos deu essa oportunidade de podermos
vivermos para Ele.

3. ​Contraste com a igreja católica.


Quando pensamos no Soli Deo Gloria, nós negligenciamos ele por
achar que é muito simples, enquanto as outras 4 solas resolvem
grandes problemas da época da Reforma (ausência da palavra na
vida das pessoas, o desconhecimento da graça e, em consequência,
da banalização fé e do poder do sacrifício de Cristo), mas a última
Sola tem um significado tão profundo quanto as demais e vai muito
além da questão da idolatria de santos.
Três maneiras que a ICAR impedia a glória de Deus:
- Idolatria
- A quem a Igreja dava glória? ​Davam glória a homens, a
santos e festividades pagãs, mas também ao dinheiro, às
terras, ao poder e às conquistas.
- Centralização
- A Igreja usava o teocentrismo para criar uma
centralização não em Deus, mas na instituição
eclesiástica.
- Todo o dinheiro, a arte, a filosofia, o conhecimento, o
comércio, as terras, os governos e qualquer outra forma
de riqueza estavam atreladas à Igreja.
- O problema disso estava em que era para a exclusiva
glória e grandiosidade da própria Igreja.
- Exemplo: ​Vocês conhecem algum país que tem uma
bandeira roxa?​ A cor roxa era caríssima, tão mais cara
quanto o próprio ouro, mas o clero usava em suas vestes.
- Clero x Laicato
- As coisas sacras eram somente feitas pelo clero,
enquanto o povo (laicato) era limitado às coisas
ordinárias: lavoura, trabalho, guerra etc.
- A Reforma não só quebra com a idolatria e centralização da
Igreja, ela devolve ao povo (laicato) o direito, a oportunidade,
o presente que Deus nos deu de glorificá-Lo.

4.​ Qual o resultado? (Aplicação para a igreja e para nossa vida


cristã)
- Soli Deo Gloria​ é o lema da Reforma que reflete que, assim
como a própria humanidade, tudo que ela fizer deve se
destinar à glória dEle.
- Devemos aproveitar essa oportunidade, esse direito de
vivermos para a glória dEle em TODOS os momentos da nossa
vida, sejam coisas sacras ou banais.
1 Coríntios 10:31
- Exemplo: ​Johann Sebastian Bach, como um protestante,
escrevia Soli Deo Gloria no final de toda partitura. E nem
sempre eram músicas sacras, mas em tudo que ele fazia, era
para a glória de Deus. Ele dava o melhor de si, o belo, para
Deus. E suas músicas marcaram a história.
- Uma pessoa do mundo não consegue glorificar a Deus por livre
e espontânea vontade e de forma ativa (Deus se glorifica
através deles), mas nós sim.
- Exemplo da música: ​Imaginem que um homem fez uma música
para sua esposa ou vice-versa. Quando uma pessoa fora da
relação vai tentar cantar a música, ela não vai entender na
totalidade, nem cantar com toda a verdade de quem compôs.
Da mesma maneira um não-crente não consegue glorificar a
Deus de maneira ativa. Ele pode admirar a natureza, pintá-la,
cantar músicas sobre o mar, sobre o amor, sobre risadas de
bebês, mas não com gratidão a Deus e pelas obras dEle, já que
ele não conhece Suas obras.
- Essa deve ser o que nos estimula a viver nesse mundo.
- O ser humano hoje vive para consumir: consumir bens
materiais, consumir sucesso, consumir experiências, consumir
poder, consumir fama…
- Quem busca a glória para si é frustrado, agora quem busca
glorificar a Deus, é glorificado por Ele para que nós Lhe
devolvamos a glória.
Torre de Babel G
​ n 11:4
Abrão G​ n 12:1-2​; ​Rm 4:20-21
João 17:1
- Não há mal em buscarmos nosso progresso e sucesso, mas isso
não pode ser o motivo central da nossa existência, pois esse
motivo é o S
​ oli Deo Gloria.

—-—-—-—-—-—-—-—-—-—-—

Textos em ordem:

João 17:5
e, agora, glorifica-me, ó Pai, contigo mesmo, com a glória que eu
tive junto de ti, antes que houvesse mundo.

Romanos 11:36
Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A
ele, pois, a glória eternamente. Amém!

Salmos 73:24-26
24 Tu me guias com o teu conselho e depois me recebes na glória.
25 Quem mais tenho eu no céu? Não há outro em quem eu me
compraza na terra.
26 Ainda que a minha carne e o meu coração desfaleçam, Deus é a
fortaleza do meu coração e a minha herança para sempre.

João 17:22-24
22 Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para
que sejam um, como nós o somos;
23 eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na
unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste e os
amaste, como também amaste a mim.
24 Pai, a minha vontade é que onde eu estou, estejam também
comigo os que me deste, para que vejam a minha glória que me
conferiste, porque me amaste antes da fundação do mundo.

Números 14:21
Porém, tão certo como eu vivo, e como toda a terra se encherá da
glória do Senhor,

Isaías 43:7
a todos os que são chamados pelo meu nome, e os que criei para
minha glória, e que formei, e fiz.

1 Coríntios 10:31
Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer,
fazei tudo para a glória de Deus.
Gênesis 11:4
Disseram: Vinde, edifiquemos para nós uma cidade e uma torre
cujo tope chegue até aos céus e tornemos célebre o nosso nome,
para que não sejamos espalhados por toda a terra.

Gênesis 12:1-2
1 Ora, disse o Senhor a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da
casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei;
2 de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei
o nome. Sê tu uma bênção!

Romanos 4:20-21
1 [Abraão] não duvidou, por incredulidade, da promessa de
Deus; mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus,
2 estando plenamente convicto de que ele era poderoso para
cumprir o que prometera.

Joao 17:1
Tendo Jesus falado estas coisas, levantou os olhos ao céu e disse:
Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que o Filho te
glorifique a ti,