Você está na página 1de 3

DIREITO PENAL

 Parte Geral
Comportamento Humano
1 .....120
Direito das
1 ... ao 31
condutas Ilícitas.
8 aos 12 Texto de lei
69,
70 Concurso de
e crimes
71
 Parte Especial
120 ..... 359

 Leis Especiais (Extravagantes)


CRIMES
Lei 10.826/2003 Estatuto do Desarmamento
Lei 11.343/2006 Tráfico
Lei 8.072/90 Crimes Ediodos
Lei 4.898/65 ...
Dentre outros

INFRAÇÃO PENAL
Visão Dualista pena (+)
 Gênero Especial do CP Detenção 10-20
Crime = Delito Leis especiais Reclusão 1.2

Multa
Contraversão Penal Código de cont. Penal pena (-)
Prisão Simples
 Crime de pequeno Porte Ofensivo
 Princípio da Insignificância
 “Crime” Anão

RESULTADO
CF 88
Todo crime gera
Resultado
 Naturalístico (Art V)
 Vida
 Propriedade
 Segurança Muda-se o mundo
 Igualdade Físico
 Liberdade
 Jurídico
 Vida
 propriedade
 Segurança Não Muda o mundo
 Igualdade Físico
 Liberdade

Art I da CF
 Princípios
 Legalidade
 Reserva Legal
 Anterioridade
Normas penais incriminadoras
 Reserva Legal
 Leis Ordinárias
Normas penais não incriminadoras
 Permissivas
 Explicativas
 Abolitius Criminus Decreto

Princípio da Insignificância (STF - STS)


Princípios Disponível
 Fragmentariedade Bem jurídico
Indisponível
 Intervenção Mínima

In Bonam Partem Beneficar


Analogia
In Malam Partem Maleficar
Beneficar
Interpretação Analógica
Maleficar

ART II CF “Lei penal do Tempo”


Regra caput (Abolitius criminus)
 Irretroatividade de lei (+ Gravosa)
Exceção Extra Atividade
 Retroatividade (+ Benéfica)
 Ultra Atividade (+ Benéfica)

STF
Súmula Permanente Sempre se utiliza á
última lei!
711 Continuado

Norma posterior
 Incriminadora
 Não Incriminadora

 Combinação de lei penal do tempo


 Réu primário tem mais chance de pena menor
Ex: 2.8 do que 3.9 Ultratividade

 Réu Secundário tem mais chance de pena maior


Ex: 3.9 do que 2.8 Retroatividade

 Continuidade típica delitiva


 Quando mata-se um artigo mais o crime permanece
em outro instituto