Você está na página 1de 6

Traduzido,

Traduzido, revisado e comentado por:


Guilherme Rocha Ferreira - Guih Rock 

2011

Link do artigo Original (em inglês):

http://litemind.com/memory-palace/
Palácio da Memória é uma das técnicas de memória mais poderosas que conheço.
 Não é apenas eficaz, mas também divertida de usar - e não é tão difícil de aprender.

O Palácio da Memória tem sido usado desde a Roma antiga, e é responsável por alguns
feitos incríveis. O octa campeão mundial de memória Dominic O'Brien, por exemplo,
foi capaz de memorizar 54 baralhos(que são 2.808 cartas) em sequência , vendo cada
carta apenas uma vez. E há inúmeras outras realizações similares atribuídos a pessoas
que utilizam a técnica do Palácio ou variações dela. Mesmo na ficção, há várias
referências à técnica. No romance de Thomas Harris, "Hannibal", por exemplo, o serial
killer Hannibal Lecter usa palácios da memória para armazenar memórias incrivelmente
vívidas dos prontuários de suas vítimas (infelizmente, isso não foi muito explorado no
filme).

Claro, a maioria de nós não está nem perto do nível em que Dominic se encontra(ou no
nível de Haníbal Lecter). Mas, ainda assim, essa técnica é maravilhosamente eficaz em
todos os tipos de lembranças, como aprender um novo vocabulário, decorar um
discurso, decorar respostas para provas e muitas outras - até mesmo se seu objetivo for 
apenas "passear" pela sua memória.
O Palácio da Memória
Esta é uma técnica baseada na enorme capacidade que temos de guardar 
detalhadamente lugares que conhecemos e que foram marcantes para nós . O Palácio da
Memória é uma metáfora para qualquer lugar bem conhecido que você é capaz de
visualizar facilmente. Pode ser o interior de sua casa, ou talvez o caminho que você
toma todo dia para trabalhar. Esse lugar familiar será o seu guia para armazenar e
recuperar qualquer tipo de informação. Vamos ver como ele funciona.

5 etapas para usar a técnica do Palácio de memória


1. Escolha o seu palácio
Em primeiro lugar, você precisa escolher um lugar que você esteja muito familiarizado.
 A eficácia da técnica depende da sua capacidade mental para ver e andar no lugar com
 facilidade . Você deve ser capaz de 'estar lá' usando os olhos da mente apenas.

Uma boa primeira escolha poderia ser a sua própria casa, por exemplo. Lembre-se que
quanto mais vivamente você visualizar detalhes daquele lugar, mais eficaz será a sua
memorização.

 Além disso, tente definir uma rota específica em seu palácio em vez de apenas
visualizar uma cena estática . Assim, em vez de simplesmente retratar a sua casa,
imagine uma caminhada específica nela(da sala até a cozinha, por exemplo). Isto torna a
técnica muito mais poderosa, pois você vai ser capaz de lembrar de itens em uma ordem
específica, como veremos na próxima etapa.

Aqui estão algumas sugestões adicionais que funcionam bem como Palácios da
Memória, juntamente com as rotas possíveis:

° Ruas familiares de sua cidade . Rotas que você usa para chegar ao trabalho ou
qualquer outra seqüência de ruas que você está familiarizado.

° A sua escola atual ou anterior . Você pode imaginar o caminho da sala de aula para a
 biblioteca (ou para o bar do outro lado da rua, se essa é a recordação mais vívida em sua
mente).

° Local de trabalho. Imagine o caminho de sua mesa até a máquina de café ou ao


escritório do seu chefe (que não deve ser difícil escolher).

° Cenário qualquer. Imagine andar no seu bairro ou a trajetória que você usa quando
 passeia num parque local.
2. Lista de características distintivas

Agora você precisa prestar atenção às características específicas do local escolhido. Se


você escolheu um passo-a-passo em sua casa, por exemplo, a primeira característica
notável seria provavelmente a porta da frente.

Agora, vá em frente e ande mentalmente em torno do seu Palácio da Memória. Depois


de passar pela porta, o que está na primeira sala?

 Analise metodicamente o quarto (você pode definir um procedimento padrão, como


sempre olhando da esquerda ou para a direita, por exemplo). Qual é a próxima imagem
que chama a atenção? Pode ser a mesa central da sala de jantar, ou um retrato na parede.

Continue fazendo anotações mentais dessas imagens que você vê. Cada uma delas será
um "slot de memória" que você vai utilizar mais tarde para armazenar um único pedaço
de informação.

3. “Carimbe” o mapa e a trajetória do Palácio em sua mente

Para a técnica funcionar, a coisa mais importante é ter o local e o percurso 100%
 gravados em sua mente . Faça o que for necessário para cravá-los na memória. Se você é
um tipo de pessoa visual*, você provavelmente não terá problemas com isso. Caso
contrário, aqui estão algumas dicas que ajudam:

°Fisicamente percorra o percurso repetindo em voz alta as características distintivas


como você as vê.

°Anote as características selecionadas em um pedaço de papel e atravesse-as


mentalmente, repetindo em voz alta.

° Sempre olhe para as características do mesmo ponto de vista.

° Esteja ciente de que a visualização é apenas uma habilidade. Se você ainda está tendo
 problemas para fazer isso, você pode querer desenvolver suas habilidades de
visualização em primeiro lugar.

°Quando você acha que está pronto, passe por isso mais uma vez. É realmente
importante um alto conhecimento do seu caminho no seu Palácio da Memória.

° Quando estiver confiante de que o percurso está marcado em sua mente, você está
 pronto. Agora você tem o seu palácio, que pode ser usado repetidas vezes para
memorizar qualquer coisa que você quiser.
* nota do tradutor: não se espante, a palavra visual refere-se a um dos grupos da pnl.
 Este é o grupo que identifica mensagens imaginando a imagem. Os outros grupos são:
Olfator, Quinestésico e auditor.
4. Associe!

Agora que você é o mestre de seu palácio, é hora de colocá-lo em funcionamento.

Como a maioria dos sistemas para melhorar a memória, a técnica do Palácio da


Memória funciona com o uso de associações visuais. O processo é simples: você pega
uma imagem conhecida - chamada de isca de memória - e combina com o elemento que
você quer memorizar. Cada isca de memória é uma característica distinta do nosso
 Palácio da Memória.

Há um "modo certo" de fazer associações visuais:

Tornar a cena louca, ridícula, ofensiva, incomum, extraordinária, animada, sem sentido
- afinal, essas são as coisas que são lembradas, não são? Faça a cena tão única que
nunca poderia acontecer na vida real. A única regra é: se é chato, é errado.
Apesar de podermos usar a técnica para memorizar toneladas de informações, vamos
começar com algo muito simples: utilizando o nosso "lar", o Palácio da Memória, para
memorizar uma lista de mantimentos. Vamos supor que o primeiro item na lista é
'bacon':

Mentalmente transporte-se para o seu Palácio da Memória. A primeira característica que


você vê em sua mente é a porta da frente da sua casa. Agora, de uma forma absurda,
combine visualmente o 'bacon' com a visão de sua porta. Como tiras de um bacon frito
gigante saindo debaixo da porta para chegar até suas pernas, assim como os zumbis em
filmes trash de terror dos anos 70. Sinta o toque das "mãos bacon" em suas pernas. Sinta
o cheiro do bacon maldito. É traumatizante o suficiente?

Agora abra a porta e continue caminhando, seguindo o roteiro exato que você definiu
anteriormente. Olhe para a próxima característica distintiva, e associe-o com o segundo
item a ser memorizado. Suponha que o próximo item é "ovo" e a segunda característica
é a imagem de Maria rezando. Bem, a essa altura você já sabe o que fazer... O processo
é sempre o mesmo, portanto basta manter mentalmente a associação de imagens até que
não haja itens para decorar.

5. Visite seu palácio

 Neste ponto, terminou a parte de memorização. Entretanto, se você ainda é novo na


técnica, provavelmente precisará fazer um ensaio, repetindo a jornada pelo menos uma
vez em sua mente.

Se você iniciar a partir do mesmo ponto e seguir o mesmo caminho  , os itens


memorizados virão à sua mente imediatamente quando você olhar para os recursos
 selecionados da jornada. Vá desde o início até o final de seu percurso, tendo em
atenção a esses recursos e repassando as cenas em sua mente. Quando você chegar ao
final do seu percurso, vire-se e caminhe na direção oposta até chegar ao ponto de
 partida.
 No fim das contas, é tudo uma questão de desenvolver suas habilidades de visualização.
Quanto mais relaxado você estiver, mais fácil será e mais eficaz será a sua
memorização.
Considerações Finais

O que eu gosto no Palácio da Memória (e outros métodos de memorização) é que não é


só extremamente eficaz, mas também bastante divertido para aprender e usar.

Com um pouco de experiência, as listas de memorizar usando a técnica vão ficar 


 frescas em sua mente por muitos dias, semanas ou até mais.

Também tenha em mente que você pode criar quantos palácios você quiser, e que eles
 podem ser tão simples ou tão elaborados como você deseja fazê-los. Cada um deles é
um "banco de memória", pronto para ser usado para ajudá-lo a memorizar qualquer 
coisa, a qualquer hora.

Associar locais físicos com conceitos mentais é a combinação de memória mais


 poderosa que conheço. A maioria das técnicas de memória (supostamente mais
sofisticadas do que o Palácio da Memória) é, pelo menos em parte, baseada no conceito
de localização física combinada com iscas de memórias.

Você já usou Palácio da Memória ou uma técnica semelhante? O que você acha? Tens
opiniões ou depoimentos para partilhar?

Mandem-me um e-mail ou acesse o site do puabase.

Guilhermerocha84@yahoo.com

www.PuaBase.com