Você está na página 1de 20

Introdução ...............................................................................................................................

3
O que é Licenciamento Ambiental?.......................................................................................4
Tipos de Licenças...................................................................................................................5
Licença Prévia...............................................................................................................6
Licença de Instalação...................................................................................................7
Licença de Operação....................................................................................................8
De que forma elas podem ser solicitadas?.................................................................9
LAT/LAC/LAS...................................................................................................10
Quem precisa de um Licenciamento Ambiental?...............................................................11
Como conseguir as licenças?..............................................................................................12
1º e 2º Passo..............................................................................................................13
3º e 4º Passo..............................................................................................................14
5º e 6º Passo..............................................................................................................15
É necessário ter um Consultor Ambiental?.......................................................................16
Casos e Exemplos...............................................................................................................17
Conclusão............................................................................................................................18
Como saber se as indústrias que fabricam os produtos
que consumimos não envenenam nossas cidades? Ou
ainda, que os hospitais que nos atendem não despejem
resíduos contaminantes na água em que bebemos?
Atividades econômicas precisam adotar uma série de
medidas para prevenir, reduzir ou compensar danos ao
meio ambiente para não prejudicar os ecossistemas e a
nossa saúde. E isso acontece por meio do Licenciamento
Ambiental.

Sendo assim, se trata da política ambiental que mais


impacta diretamente nossas vidas. E o objetivo deste
material é ajudar você a entender a necessidade desse
licenciamento e sanar suas dúvidas caso precise da
obtenção desse documento.

Tenha uma boa leitura!


O Licenciamento Ambiental é um procedimento administrativo pelo qual o órgão
ambiental competente pode emitir ou não uma licença ambiental.

Essa licença estabelece condições de controle ambiental a serem obedecidas para a


localização, instalação, ampliação e a operação de empreendimentos ou atividades,
considerados potencialmente poluidores ou que causem degradação ambiental.

Como política pública, o licenciamento ambiental é um instrumento de prevenção


que visa como objetivo final promover o desenvolvimento sustentável.
A Licença Prévia deve ser obtida durante fase de
planejamento do empreendimento e tem
validade máxima de cinco anos.

Essa licença atesta que a atividade é viável


ambientalmente, avaliando sua localização e
proposta e estabelecendo medidas a serem
atendidas na próxima fase.

Quando se trata de empreendimentos de maior


impacto no ambiente, é necessária a realização
de um Estudo de Impacto Ambiental (EIA).
Para dar continuidade ao empreendimento é
necessário a obtenção da Licença de Instalação,
que concede o direito de construção, conforme
especificações de controle ambiental
previamente aprovadas.

Essa licença possui prazo máximo de seis anos.


Após a verificação de que as condições
estabelecidas pelas licenças anteriores foram
cumpridas, a obtenção da Licença de Operação
autoriza que as atividades do empreendimento
se iniciem.

Com essa licença o empreendedor é obrigado a


implementar as exigências estipuladas, sob
pena de ter a LO suspensa caso haja
descumprimento.

Possui validade mínima de quatro anos e


máxima de dez anos.
As modalidades de licenciamento serão estabelecidas
seguindo a tabela de potencial poluidor e critérios de
localização do empreendimento.

Dessa forma, o processo de licenciamento por ser


realizado em três modalidades:
Nessa modalidade as etapas de viabilidade ambiental, instalação e
operação serão analisadas em fases sucessivas e, a cada etapa aprovada,
serão expedidas uma das três licenças vistas anteriormente: LP, LI e LO.

No Licenciamento Ambiental Concomitante as mesmas etapas serão


analisadas, porém as licenças serão expedidas em fases simultâneas de
acordo com as seguintes alternativas:

- LAC 1: Análise das etapas de LP, LI e LO do empreendimento em uma


única fase.

- LAC 2: Análise das etapas de LP e LI do empreendimento em uma única


fase com posterior análise de LO; ou, análise da etapa de LP com posterior
análise em uma única fase das etapas de LI e LO do empreendimento.

O Licenciamento Ambiental Simplificado pode ser realizado


eletronicamente no site
http://licenciamento.meioambiente.mg.gov.br/site/requisicao por meio de
um cadastro ou da apresentação do Relatório Ambiental Simplificado
(RAS) pelo empreendedor, obedecendo condições estabelecidas pelo
órgão ambiental competente.
Todo empreendimento ou atividade que cause ou
tenha potencial de causar alguma forma de
impacto ambiental está sujeito ao licenciamento
ambiental. Tornando-se, portanto, uma obrigação
legal.

O enquadramento de cada tipo de atividade


depende da regulamentação específica do órgão
ambiental competente. Considerando critérios,
como porte, potencial poluidor e de risco
ambiental.

São exemplos de empreendimentos sujeitos ao


licenciamento ambiental: construção civil,
biotecnologia, serviços em geral, mineração,
indústrias, atividades agropecuárias, rodovias,
estações de tratamento, entre outros.
O primeiro passo para a obtenção das O segundo passo é a identificação do órgão ambiental a
licenças ambientais é a identificação do tipo quem solicitar a licença.
de licença a ser requerida.
Dependendo do empreendimento e baseando-se na
abrangência territorial de seus impactos, diferentes
órgãos ambientais podem ser relacionados para emitirem
Empreendimento as licenças. No entanto, o processo não pode ser
Novo? conduzido por mais de uma instância.

IBAMA – Conduz o processo em âmbito federal. Para


tanto, o empreendimento deve ultrapassar territórios de
Sim Não mais de um estado ou afetar bens da União, como rios,
terras indígenas ou que envolvam radioatividade.
Empresa tenha sido implanta
LP antes do SLAP ou já opera suas Órgãos Estaduais – Licenciam atividades cujos impactos
atividades sem licença ultrapassem mais de um município em um estado. Em
LI Minas Gerais, SEMAD (MG)
Neste caso, para o licenciamento,
LO deverão ser apresentados Órgãos Municipais - Licenciam atividades cujos impactos
conjuntamente documentos, se restrinjam ao município. Em Belo Horizonte, SMMA
estudos e projetos revistos para (BH)
as fases de LP e LI

SMMA (BH)
SEMAD MG
O terceiro passo é a solicitação de requerimento e
cadastro industrial.

Identificada a fase e o tipo de licença a ser requerida,


é necessário procurar o órgão licenciador
competente e solicitar os formulários de
requerimento adequados.

O quarto passo é a coleta de dados e documentos.

De acordo com o porte do empreendimento, o tipo de


atividade a ser exercida e o grau de risco ambiental há
uma diferenciação em relação aos documentos
exigidos.

Alguns deles são: Memorial Descritivo, cópia do CPF e


Identidade do representante legal, cópia da Ata de
Eleição da última diretoria, cópia do CNPJ, cópia da
Certidão da Prefeitura, Planta de Localização, entre
outros.
O quinto passo é o preenchimento do Cadastro O sexto passo é a abertura do processo.
de Atividade Industrial. O Cadastro de Atividade Preenchido o cadastro industrial e anexados os
Industrial é um documento com informações da documentos, procure a Central de Atendimento
empresa que descreve a sua atividade contendo do órgão competente para a abertura do processo
endereço, produto fabricado, fontes de de licenciamento ambiental. Os documentos
abastecimento de água, efluentes gerados, serão conferidos e, se corretos, será iniciado o
destinação de resíduos e produtos estocados. licenciamento. Nessa etapa, já deverá estar paga
a taxa referente aos custos do processo.
Muitas empresas optam por contratar serviços de
outras empresas ou profissionais especializados na
área para a realização do licenciamento ambiental.

Contudo, nem todas dispõem de recursos para este


serviço. Nesse caso, não deixe que isso seja um
empecilho, pois suas dúvidas podem ser esclarecidas
pelo próprio órgão ambiental.
Em muitas situações, assim como um plano de
saúde ou um seguro de carro, o Licenciamento
Ambiental só é lembrado quando se precisa dele.

Nos anos 70, a abertura da Rodovia


Transamazônica sem licenciamento causou a
devastação de grande parte da Floresta
Amazônica, a morte em massa de índios e criou
um bolsão de violência rural que continua até os
dias atuais.

Em janeiro de 2019, um licenciamento mal feito,


sem fiscalização adequada, levou a morte de
cerca de 300 pessoas em Brumadinho - MG.
Após o rompimento de uma barragem de
mineração da Vale.

Reprodução: Vinicius Mendonça / IBAMA


Embora o licenciamento seja visto como um desafio para os empreendimentos, muitas vezes o próprio
empreendedor produz estudos mal feitos, o que leva as autoridades licenciadoras a exigirem
complementações do projeto.

Os exemplos apresentados anteriormente retratam a importância do Licenciamento Ambiental. Sua


obtenção é muito relevante para os órgãos ambientais gerirem possíveis alterações no ambiente para
que haja a manutenção dos ecossistemas, do bem estar social e do desenvolvimento sustentável.

Quem não tiver esse documento está sujeito à punição, prevista na Lei de Crimes Ambientais. Além
disso, caso precise de um empréstimo junto ao BNDES só poderá fazê-lo se estiver devidamente
licenciado.

Sendo assim, diante do que foi exposto, caso você seja o dono de um empreendimento, não deixe de se
regularizar perante a legislação. Procure a obtenção das licenças ambientais pois, com esses
documentos você estará contribuindo para o progresso e à vida!