Você está na página 1de 3

07/04/2010

• A vac in a e s t im u la o c or p o a s e d e fe n d e r
c on tra os or gan is m os (ví r u s e b ac té r ias )
q u e p rovoc am d oe n ç as .

• As p r i m e i ras vac in as for am d e s c ob e r tas h á


m ais d e d u ze n tos an os . At u al m e n te ,
té c n ic as m od e r n as s ão u ti liz ad as p ara
p re p arar as vac i n as e m la b orat ór i os . As
vac in as p od e m s e r p r od u z i d as a p ar tir d e
orga n is m os e n fra q u e c id os , m or tos ou
alg u m d e s e u s d e r ivad os .

• As vac i n as p od e m s e r a p l ic ad as p or m e io
d e i n j e ç ão o u v ia o ra l (p e la b oc a). Q u an d o
a p e s s oa é vac i n ad a, s e u c or p o d e te c ta a
s u b s tân c ia d a va c in a e p rod u z u m a d e fe s a,
os an tic or p os . Esses an t ic or p os
p e r m a n e c e m n o or gan is m o e e vit am q u e a
d oe n ç a oc or r a n o fu tu ro. Is to s e c h am a
im u n id ad e .

Prof° : JÚLICE MARQUES ROSA FERREIRA

Rotina e Campanha: BCG:


• BCG, obtida a partir de bactéria viva atenuada.
Para que a vacinação seja eficaz, é importante que as pessoas sejam
vacinadas nas idades recomendadas – essa é a chamada vacinação de Como é aplicada?
• Por via intradérmica (na camada superficial da pele), de preferência no braço direito. É
rotina. Também existem as campanhas de vacinação como, por exemplo,
necessária somente uma dose da vacina.
a campanha contra a poliomielite e a campanha do idoso (contra a gripe),
Quem deve tomar?
que acontecem todo ano.
• Todas as crianças.
Além de serem vacinadas nas idades recomendadas pelo calendário
Quando é preciso tomar a vacina?
do Ministério da Saúde, as pessoas também devem receber as vacinas
• Logo após o nascimento, na maternidade, em apenas uma dose.
oferecidas nas campanhas de vacinação. Isto é, uma não exclui a outra.
Quais os benefícios da vacina?
Para que as vacinas cheguem até os postos de saúde e à população,
• Proteção contra as formas graves da tuberculose, doença contagiosa, produzida por bactéria
muitas instituições diferentes, dentro e fora do Brasil, e muitas pessoas que atinge principalmente os pulmões e que, se não tratada, pode provocar sérios problemas
trabalham juntas durante todo o ano. Lá fora, a Organização Mundial da respiratórios, emagrecimento, fraqueza e até levar à morte.
Saúde (OMS), órgão das Nações Unidas responsável por colaborar com a • A tuberculose é transmitida de pessoa a pessoa pelo ar, por meio de tosse, espirro ou fala. Os
melhoria da saúde no mundo, apóia os países nas atividades de principais sintomas são febre ao final do dia, tosse, fraqueza, cansaço e perda de peso
vacinação.

Vacina Oral contra Poliomielite ou Vacina contra Difteria, Tétano, Coqueluche e


Paralisia Infantil (VOP) Meningite causada por Haemophilus (Vacina Tetravalente)

• VOP; produzida a partir de poliovírus atenuado.


• Como é aplicada? • Combinação da vacina contra difteria, tétano e coqueluche (DTP), feita com
bactérias mortas e produtos de bactérias (toxinas), com a vacina contra
• Por via oral. Em três doses, com intervalo de sessenta dias entre cada dose. Cada dose
corresponde a duas gotas. Haemophilus influenzae tipo b (Hib), produzida com substâncias da parede da
bactéria.
• Quem deve tomar?
• Todas as crianças menores de cinco anos, a partir de dois meses de idade. Como é aplicada?
• Quando é preciso tomar a vacina? • Por injeção intramuscular no vasto lateral da coxa (no interior do músculo), em
três doses, com intervalo de sessenta dias entre cada uma.
• Aos dois, quatro e seis meses de idade, com reforço aos quinze meses. No Brasil, além disso,
todas as crianças menores de cinco anos de idade devem receber a vacina nos dias de Quem deve tomar?
Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, independentemente de já estarem • Todas as crianças menores de 1 ano.
com suas vacinas em dia.
Quando é preciso tomar a vacina?
• Quais os benefícios da vacina?
• Aos dois, quatro e seis meses. Aos quinze meses, é necessária uma dose de
• Proteção contra a poliomielite ou paralisia infantil, doença contagiosa, provocada por vírus e
caracterizada por paralisia súbita, geralmente nas pernas. A transmissão ocorre pelo contato reforço só com a DTP e um segundo reforço também só com a DTP dos 4 aos 6
direto com pessoas ou contato com fezes de pessoas contaminadas, ou, ainda, contato com anos.
água e alimentos contaminados.

1
07/04/2010

Vacina contra Difteria, Tétano, Coqueluche e Vacina contra Sarampo, Rubéola e Caxumba
Meningite causada por Haemophilus (Vacina Tetravalente) (Tríplice Viral - VTV ou SRC )

Quais os benefícios da vacina?


• Combinação de vírus vivos atenuados • Quais os benefícios da vacina?
• Proteção contra a difteria, o tétano, a coqueluche e o Haemophilus influenzae do tipo b, que causa um
tipo de meningite. contra o sarampo, rubéola e caxumba. • O sarampo é uma doença muito contagiosa, causada
• Como é aplicada? por um vírus que provoca febre alta, tosse, coriza e
• A difteria é causada por um bacilo, produtor de uma toxina (substância tóxica) que atinge as amídalas e a
manchas avermelhadas pelo corpo. É transmitida de
faringe, onde provoca placas branco-acinzentadas. Pode acontecer a obstrução total da garganta e levar à • Por injeção via subcutânea (sob a pele). O pessoa para pessoa por tosse, espirro ou fala,
morte. É transmitida por meio de tosse ou espirro de uma pessoa para outra. local mais utilizado para a aplicação é a especialmente em ambientes fechados.
• O tétano é uma infecção causada por uma toxina (substância tóxica) produzida pelo bacilo tetânico, que face externa anterior ou posterior do • A rubéola é uma doença muito contagiosa, causada
entra no organismo por meio de ferimentos ou lesões na pele (tétano acidental) ou pelo coto do cordão braço. São necessárias 2 doses da vacina. por um vírus e provoca febre e manchas vermelhas na
umbilical (tétano neonatal ou mal dos sete dias) e atinge o sistema nervoso central. Caracteriza-se por
• Quem deve tomar? pele, É transmitida de pessoa a pessoa por tosse,
contrações e espasmos, dificuldade em engolir e rigidez no pescoço. O tétano é uma doença grave e pode
espirro ou fala, especialmente em ambientes
levar à morte. • Todas as crianças. fechados.
• A coqueluche, também conhecida como tosse comprida, é uma doença infecciosa que compromete o • Quando é preciso tomar a vacina? • A caxumba é uma doença viral, caracterizada por
aparelho respiratório (traquéia e brônquios) e se caracteriza por ataques de tosse seca. É transmitida por
• Aos doze meses de idade. Entre 4 e 6 anos febre e aumento de volume de uma ou mais glândulas
tosse, espirro ou fala de uma pessoa contaminada. Em crianças com menos de seis meses, apresenta-se de
é necessária uma dose “reforço”. No responsáveis pela produção de saliva na boca
forma mais grave e pode levar à morte.
(parótida) e, às vezes, de glândulas que ficam sob a
• Haemophilus influenzae do tipo b é uma bactéria que causa um tipo de meningite (inflamação das Brasil, além disso, nos momentos em que
língua ou a mandíbula (sub-linguais e sub-
meninges, membranas que envolvem o cérebro), sinusite e pneumonia. A doença mais grave é a ocorrerem as campanhas de seguimento mandibulares). É transmitida de pessoa a pessoa pela
meningite, que tem início súbito, com febre, dor de cabeça intensa, náusea, vômito e rigidez da nuca para vacinação contra o sarampo. tosse, espirro ou fala de pessoas infectadas.
(pescoço duro). A meningite é uma
doença grave e pode levar à morte.

Vacina contra Hepatite B Vacina contra Febre Amarela


• Obtida por técnicas de engenharia genética, a partir de componentes do vírus da hepatite B. • Constituída de vírus vivos atenuados.
Como é aplicada?
• Como é aplicada?
• Por injeção via subcutânea (sob a pele). O local mais utilizado para a aplicação é a face externa anterior ou
• Por injeção via intramuscular no vasto lateral da coxa. São necessárias três doses da vacina: a posterior do braço.
primeira logo após o nascimento, a segunda trinta dias após a primeira, a terceira seis meses Quem deve tomar?
após a primeira. • Residentes em áreas endêmicas (onde há casos da doença em humanos) ou em áreas de transição (onde há
circulação do vírus entre animais - macacos). A vacina deve ser dada, ainda, a todas as pessoas que pretenderem
• Quem deve tomar? viajar para essas áreas (no Brasil ou outros países) pelo menos dez dias antes da viagem.
• Todas as crianças. Quando é preciso tomar a vacina?
• Quando é preciso tomar a vacina? • Conforme o calendário básico de vacinas, os bebês devem ser vacinados aos nove meses e as demais pessoas a
partir dessa idade. A vacina protege o organismo apenas por dez anos. Portanto, é necessário tomar uma nova
• A primeira dose, ainda na maternidade. A segunda dose, com um mês de idade. A terceira dose da vacina a cada dez anos.
dose, com seis meses. Quais os benefícios da vacina?
• Quais os benefícios da vacina? • Proteção contra a febre amarela, doença infecciosa causada por um vírus transmitido por vários tipos de
mosquito. O Aedes aegypti pode transmitir a febre amarela, causando a febre amarela urbana. A forma da doença
• Proteção contra hepatite B, doença causada por um vírus e que provoca mal-estar, febre
que ocorre no Brasil é a febre amarela silvestre, que é transmitida pelos mosquitos Haemagogus e o Sabethes, em
baixa, dor de cabeça, fadiga, dor abdominal, náuseas, vômitos e aversão a alguns alimentos. regiões fora das cidades. É uma doença grave, que se caracteriza por febre repentina, calafrios, dor de cabeça,
O doente fica com a pele amarelada. A hepatite B é grave porque pode levar a uma infecção náuseas e leva a sangramento no fígado, no cérebro e nos rins, podendo, em muitos casos, levar à morte.
crônica (permanente) do fígado e, na idade adulta, pode levar ao câncer de fígado.

Vacina contra Gripe (Influenza) Vacina contra Pneumonia (Pneumococo)

• Composta por vírus mortos. Por ser um vírus que muda muito (mutante), a cada ano uma nova vacina é • Obtida a partir de substância purificada da bactéria causadora da pneumonia.
desenvolvida, pois são levados em consideração os tipos de vírus que estão circulando no momento. A
Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda, a cada ano, quais os tipos de vírus que devem ser utilizados Como é aplicada?
para fazer a vacina.
• Por injeção via intramuscular, músculo vasto lateral da coxa, no ventro glúteo (ou de hochstetter) ou
Como é aplicada? subcutânea (sob a pele). Precisa de uma dose de reforço cinco anos após a primeira dose.
• Por injeção via intramuscular, músculo vasto lateral da coxa ou no ventro glúteo (ou de hochstetter).
Quem deve tomar?
Quem deve tomar?
• Pessoas com sessenta anos ou mais. • Pessoas com sessenta anos ou mais, que vivem em instituições fechadas, como asilos, hospitais e casas

Quando é preciso tomar a vacina? • de repouso, por apresentarem mais riscos de contrair pneumonias.
• Durante as campanhas de vacinação destinadas aos idosos (geralmente em abril) ou a qualquer momento. É Quando é preciso tomar a vacina?
necessária uma dose por ano.
• Durante as campanhas de vacinação destinadas aos idosos (geralmente em abril). Lembrar que é preciso
Quais os benefícios da vacina?
uma única dose de reforço cinco anos após a primeira dose.
• Proteção contra influenza ou gripe, doença caracterizada por febre alta, calafrios, dor de cabeça, mal-estar, tosse
seca e dor muscular, e que pode gerar complicações como infecções respiratórias agudas. Estudos recentes Quais os benefícios da vacina?
indicam que a vacina também protege contra o infarto e o derrame.
• Proteção contra a pneumonia causada pelo pneumococo. A pneumonia é uma infecção respiratória grave,
• A vacina contra a gripe não protege contra resfriados comuns, que são causados por outros tipos de vírus e
normalmente se caracterizam por sintomas mais leves, sem febre.
que se caracteriza por febre, tosse com catarro, e, em muitos casos, precisa de internação, podendo levar
a pessoa à morte se não tratada corretamente.

2
07/04/2010

As vacinas provocam reações? Existe Contra indicação?


A crença popular leva muita gente a acreditar que a vacina não pode ser
• Após receberem as vacinas, as pessoas podem sentir tomada em algumas situações, o que é falso. As vacinas podem e devem ser
tomadas mesmo quando a pessoa (criança, adolescente, adulto ou idoso)
algumas reações que são esperadas, como febre, estiver:
- com febre baixa;
cansaço, dor e vermelhidão local. Isto porque a
- desnutrida;
vacina está estimulando a produção dos anticorpos e - com doenças comuns, como resfriados ou outras infecções com tosse e
coriza;
a defesa do nosso organismo. - com diarréia leve ou moderada;
- com doenças de pele;
• Essas reações são geralmente transitórias e não - tomando antibióticos;
fazem mal, apesar de serem incômodas. - com baixo peso ao nascer ou se for prematura;
- Internada num hospital.

Vacinas Especiais Vacinas Especiais


• Vacina meningocócica conjugadaIndicação
conjugadaIndicação:: • Vacina pneumocócica 7 valente
A partir dos 2 meses de idade, nos portadores de: Asplenia congênita ou adquirida, deficiências do Crianças menores de 2 anos basicamente imunocompetentes, com doença pulmonar ou cardiovascular crônica grave,
complemento, anemia falciforme e talessemia, esplenectomizados. insuficiência renal crônica, síndrome nefrótica, diabetes melito, cirrose hepatica, fístula liquórica, asplenia congênita ou
adquirida, hemoglobinopatias, imunodeficiência congênita ou adquirida, crianças HIV positivo assintomáticas e com aids.
• Vacina contra hepatite A • Vacina contra pneumococo 23 valente
Está indicada para as pessoas com hepatopatias crônicas suscetíveis para a hepatite Crianças com 2 anos e adultos, basicamente imunocompetentes, com doença pulmonar ou cardiovascular crônicas graves,
insuficiência renal crônica, síndrome nefrótica, diabetes melito insulino-dependente, cirrose hepática e fístula liquórica;
• Vacina contra Haemophilus influenzae do tipo b conjugada
conjugada:: crianças com 2 anos e adultos, com asplenia anatômica ou funcional, hemoglobinopatias, imunodeficiência congênita ou
adquirida, pessoas HIV+ assintomáticas e doentes com aids.
a) Crianças com mais de 12 meses de vida e < 5 anos com doença pulmonar ou cardíaca crônica,
grave;
Notas: Nos casos de esplenectomia eletiva, a vacina deve ser aplicada pelo menos duas semanas antes da data da cirurgia;
b) Crianças com 12 meses de vida ou mais e com menos de 18 anos, nas seguintes condições: Da mesma forma, o intervalo emtre a vacinação e o início da quimioterapia deve ser de pelo menos duas semanas; Asma
imunocomprometidas, inclusive as com infecção assintomática pelo HIV; asplenia anatômica ou não está incluída entre as indicações.
funcional e hemoglobinopatias; antes de esplenectomia eletiva;
c) Transplantados de medula óssea com qualquer idade. • Vacina contra pólio inativada
a) crianças imunodeprimidas (com deficiência imunológica congênita ou adquirida) não vacinadas ou que receberam
esquema incompleto de vacinação contra poliomielite;
• Vacina pentavalente
b) crianças que estejam em contato domiciliar com pessoa imunodeficiente suscetível e que necessitem receber vacina
Indicação: A vacina pentavalente (DTP + HB +HIB) é administrada a partir de 2 meses de idade até contra poliomielite;
11 meses e 29 dias, em crianças com discrasias sangüíneas.
c) pessoas submetidas a transplante de medula óssea. As crianças com aids devem receber a VIP e, quando não disponível
esta vacina, deve-se utilizar a VOP. As crianças assintomáticas com infecção pelo HIV podem receber a VOP.

Vacinas Especiais A VACINA É PARA TODOS!!


• Vacina contra varicela
Imunocomprometidos, nas indicações da literatura: leucemia linfocítica aguda e tumores sólidos em
remissão (pelo menos 12 meses), desde que apresentem 1200 linfócitos/mm3, sem radioterapia; caso
estejam em quimioterapia, suspendê-la sete dias antes e sete dias depois da vacinação; profissionais de
saúde, pessoas e familiares suscetíveis à doença e imunocompetentes que estejam em convívio domiciliar
ou hospitalar com pacientes imunocomprometidos; pessoas suscetíveis à doença que serão submetidas a
transplante de órgãos (fígado, rins, coração, pulmão e outros órgãos sólidos), pelo menos três semanas
antes do ato cirúrgico; pessoas suscetíveis à doença e imunocompetentes, no momento da internação em
enfermaria onde haja caso de varicela; vacinação antes da quimioterapia, em protocolos de pesquisa.

• Vacina contra influenza


Prioridades para a vacinação contra influenza nos CRIE: adultos e crianças com 6 meses de idade, com
doença pulmonar ou cardiovascular crônicas graves, insuficiência renal crônica, diabetes melito insulino-
dependente, cirrose hepática e hemoglobinopatias; adultos e crianças com 6 meses de idade,
imunocomprometidos ou HIV+; pacientes submetidos a transplantes; profissionais de saúde e familiares
que estejam em contato com os pacientes mencionados anteriormente.DTP acelularIndicação: A vacina
tríplice acelular é indicada em crianças até 6 anos completos, que após o recebimento de qualquer uma
das doses da vacina tríplice bacteriana de células inteiras (DTP) apresentem os seguintes eventos
adversos:
- Convulsões nas primeiras 72 horas;
- Episódio Hipotônico Hiporresponsivo (EHH) nas primeiras 48 horas.