Você está na página 1de 3

Definição de Engenheiro Civil

O Engenheiro Civil desenvolve a sua profissão ou atividade utilizando o conhecimento de


ciências matemáticas, físicas e dos materiais, adquirido através do estudo, da experiência
e da prática, com o fim de desenvolver o projeto, a construção e a manutenção de
infraestruturas, de forma económica e em respeito pelo meio ambiente, materializadas em
edifícios, pontes, barragens, vias de comunicação, sistemas de abastecimento e
tratamento de águas, aeroportos, portos e sistemas de produção de energia, numa lógica
funcional, estética e de segurança de pessoas e bens. [1]

Atuação profissional

John Smeaton, o primeiro engenheiro civil.

Um engenheiro civil é um profissional capacitado para conceber, projetar e construir os


mais diversos componentes da infraestrutura necessários para o bem-estar e
desenvolvimento da sociedade. O local de trabalho de um engenheiro varia conforme a
especialidade escolhida, embora a maioria trabalhe em firmas de consultoria, que criam
projetos e soluções para construção de determinada estrutura. Existem ainda muitas
possibilidades no setor público, desde o âmbito municipal até federal, além da
possibilidade de atuar em carreira militar ou no setor industrial. Tipicamente o engenheiro
precisa visitar os locais de obra e trabalhar com diferentes equipes técnicas
especializadas.[19] A Associação Americana de Engenheiros Civis define engenharia civil
como sendo:[20]

... a profissão na qual o conhecimento físicos e matemáticos enriquecidos pelo


“ estudo, experiência e prática são aplicados de forma correta para desenvolver
meios de utilizar, economicamente, os materiais e as forças da natureza para
o progressivo bem-estar da humanidade ao criar, melhorar e proteger o
ambiente, ao criar instalações para a convivência da comunidade, indústrias e
meios transporte e ao fornecer estruturas para o uso de toda a humanidade. ”
Em geral, um engenheiro civil deve ser um profissional devidamente preparado com base
em aspectos teóricos que lhe conferem uma habilidade de análise racional das situações.
Desta forma, é necessária uma sólida formação em ciências exatas, especialmente
matemática e física. Além disso, o profissional deve seguir um código de ética, dada a
importância de sua função na sociedade, que inclui realizar seu trabalho de forma
responsável, buscando sempre contribuir ao máximo para o bem estar da sociedade. Um
atributo indispensável de um engenheiro civil é a sua capacidade de comunicação e
liderança, visto que frequentemente é necessária a coordenação entre diversos tipos de
profissionais para uma determinada finalidade. [21]
Existem na maioria dos países associações de engenheiros civis que buscam a troca de
conhecimento e a divulgação e aperfeiçoamento de técnicas. As pioneiras e atualmente
mais importantes são o Instituto Britânico de Engenheiros Civis e a Sociedade Americana
de Engenheiros Civis. Para exercer a profissão, o engenheiro civil precisa obter
certificação e licença formal, tipicamente fornecida por estas associações. [22] No Brasil, a
certificação é fornecida pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, através de
seus conselhos regionais.[23] Em Portugal, a validação do diploma é feita pela Agência de
Avaliação e Acreditação do Ensino Superior.[24]

Pilares e cabos remanescentes do colapso de uma ponte na Indonésia.

As tendências atribuídas para a engenharia civil estão diretamente relacionadas às


transformações naturais, sociais e econômicas que o mundo tem experimentado nas
últimas décadas. Com a migração da população para as cidades será necessário a
utilização racional dos recursos naturais, utilizando meios sustentáveis de
desenvolvimento. Será necessário o aumento, melhoria e manutenção da infraestrutura
urbana, além da maior preocupação no fornecimento de água, energia aliados à correta
disposição dos resíduos gerados. Desta forma, o engenheiro tem papel fundamental na
determinação dos rumos do desenvolvimento, tendo em vista os benefícios à sociedade e
a proteção do ambiente.[25]
A engenharia civil, por sua própria natureza, é uma área na qual erros causam grandes
consequências. Desta forma, o profissional deve desenvolver com o máximo de atenção
para evitar erros atribuídos a omissões, falta de planejamento, erros durante o processo de
construção e relacionados à qualidade dos componentes. Há a necessidade de avaliação
cuidadosa do ambiente na qual determinada estrutura será instalada, a fim de garantir sua
durabilidade a longo prazo. Um engenheiro precisa, ainda, ser capaz de aprender com
erros anteriores relatados em outras obras, de forma que haja minimização dos riscos.
Dentre os exemplos notáveis de falhas estão o desabamento do teto do terminal 2
do Aeroporto de Paris-Charles de Gaulle em 2004 e a Ponte Tacoma Narrows que, em
1940, entrou em colapso por ação do vento.[26]

Construção civil

 Infraestrutura Territorial e Atividades multidisciplinares referentes a Planejamento


Urbano e Regional no âmbito da Engenharia Civil;
 Sistemas, Métodos e Processos da Construção Civil. Tecnologia da Construção
Civil;
 Industrialização da Construção Civil. Edificações. Impermeabilização e Isotermia;
 Terraplenagem, Compactação e Pavimentação;
 Estradas, Rodovias, Pistas e Pátios. Terminais Aeroportuários e Heliportos;
 Tecnologia dos Materiais de Construção Civil. Resistência dos Materiais;
 Patologia e Recuperação das Construções;
 Instalações, Equipamentos, Componentes e Dispositivos Hidrossanitários, de Gás,
de Prevenção e Combate a Incêndio. Instalações Elétricas em Baixa Tensão e
Tubulações Telefônicas e Lógicas para fins residenciais e comerciais de pequeno
porte.