Você está na página 1de 54

EBOOK

DE
DINÂMICAS
PARA VOCÊ

Por Sandra Cavalheiro


http://sandracavalheiro.blogspot.com/
SUMÁRIO
1. Varinhas que Não Quebram
2. Comprimido Para a Fé
3. Construção da Casa
4. Dinâmica da Casa
5. Dinâmica do Castigo
6. Números (Você é Único)
7. Apoio
8. Pessoas Balões
9. Luz do Mundo
10. Minha Metade Está em Você
11. Semeando a Amizade
12. Eu e Meu Grupo
13. Trocando os Crachás
14. Dinâmica das Balas
15. Varrendo Bolas
http://sandracavalheiro.blogspot.com/
SUMÁRIO
16. Confiança
17. Tubarão
18. Cumprimento Criativo
19. O Feitiço Caiu em Mim
20. Caixinha de Surpresas
21. Laranja no Pé
22. Amigo de Verdade
23. Dinâmica das Máscaras
24. Parceiro Misterioso
25. Declaração de Amor Divertida
26. Dinâmica do conhecimento
27. Competição de Casais
28. Dinâmica dos Balões
29. O Peso do Pecado

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
QUEM SOU EU
Difícil responder a essa pergunta, mas o que posso
dizer é que sou uma pessoa que ama a Deus.
Uma pessoa que reconhece que o melhor projeto
de vida é seguir a Jesus Cristo, meu Senhor e
Salvador.
Formada no Instituto Batista de Educação Religiosa,
no Rio de Janeiro, porque tinha o objetivo de
potencializar os dons dados por Deus e abençoar as
pessoas que Ele colocasse em meu caminho.
Hoje tenho esse canal de dinâmicas, brincadeiras,
estudos e reflexões da Palavra de Deus.
Faço palestras, cursos, ensino Teologia Sistemática e
Missões, mais novo desafio colocado em minha vida
e que também espero poder colocar em prática no
canal.
Fiz esse e-book como mais uma ferramenta para
abençoar as pessoas que também amam fazer o
que fazem assim como eu.
Segue para você 9 Dicas para Ser um Bom Professor
https://www.youtube.com/watch?v=Adc6Gyt-MBI
Espero que gostem e que venham outros!
Agradeço a você por estar comigo!
Sandra Cavalheiro

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
VARINHAS QUE NÃO QUEBRAM
Material: Um feixe de 16 varinhas (pode-se usar palitos
de churrasco)
Utilidade Pastoral: União do grupo. A fé como força
que pode agregar, unir e dar resistência às pessoas.
1. Pedir que um dos participantes pegue uma das
varinhas e a quebre. (o que fará facilmente).
2. Pedir que outro participante quebre cinco varinhas
juntas num só feixe (será um pouco mais difícil).

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
3. Pedir que outro participante, quebre todas as varinhas que restaram,
se não conseguir, poderá chamar uma outra pessoa para ajudá-lo.
4. Pedir que todos os participantes falem sobre o que observaram e
concluíram.
5. Terminar com uma reflexão sobre a importância de estarmos unidos.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
COMPRIMIDO PARA A FÉ
Material a ser usado : Três copos com água. Três comprimidos
efervescentes. (aqueles com envelope tipo sonrisal)
Utilidade pastoral: Nós, Templo do Espírito Santo. A graça de
Deus na vida do cristão.
1. Colocar três copos com água sobre a mesa.
2. Pegar três comprimidos efervescentes, ainda dentro da
embalagem.
3. Pedir para prestarem atenção e colocar o primeiro comprimido
com a embalagem ao lado do primeiro copo com água.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
4. Colocar o segundo comprimido dentro do segundo copo, mas
com a embalagem.
5. Por fim, retirar o terceiro comprimido da embalagem e colocá-
lo dentro do terceiro copo com água.
6. Pedir que os participantes digam o que observaram.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
CONSTRUÇÃO DA CASA
Objetivo: Mostrar ao grupo o que é nucleação e quais seus passos.
Destinatários: grupos de jovens iniciantes
Material: canudos plásticos, durex, papel e caneta.
Divide-se o grupo em várias equipes, e escolhe-se um secretário para cada
equipe. Entrega-se para cada equipe um pacote de canudinhos e ao
secretário uma folha de papel e caneta. Pede-se que a equipe construa
uma casa, e o secretário deverá escrever tudo o que for dito, todo o
planejamento que a equipe fizer ou falar, e não deve dar palpite na
construção da casa.
Desenvolvimento:

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
1- O animador divide o grupo em equipes com igual número de
pessoas, entrega o material e pede que construam uma casa. Define um
tempo de 15 minutos.
2- O animador chama uma pessoa de cada equipe, entrega uma folha
de papel e caneta e lhes pede para escrever tudo o que for dito pelos
participantes da equipe durante a construção da casa.
3- Em plenário as casas serão expostas para que todos possam ver as
casas construídas.
4- O secretário de cada equipe vai ler para o grupo o que sua equipe
discutiu enquanto construía a casa.
Avaliação:
. Para que serviu esta dinâmica ?
. Em que fase da construção nosso grupo está ?
http://sandracavalheiro.blogspot.com/
Como Fazer: DINÂMICA DA
CASA
1. O coordenador deve desenhar um
retângulo de cor fraca na cartolina e Objetivos:
incentivar cada integrante a ajudar na Despertar para a
construção de uma casa. importância do indivíduo no
2. Cada um deve ser incentivado a grupo e na vida.
refletir para que escolha as partes que o
Material:
representam ou que deseja representar
no grupo. Uma cartolina e lápis de cor.
3. Depois de todos ilustrarem seu papel
no grupo, cada um deve expor ao grupo
a razão de seu desenho.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
4. Ao final, o coordenador deve ressaltar que Deus concede a graça a
cada um de nós e essa graça é o nosso próprio modo de ser que,
iluminado pela sabedoria do amor, é colocado a disposição das
necessidades dos outros. Isso promove o crescimento mútuo,
pois engloba a contribuição de cada um.
5. É bem verdade que somos seres individuais, únicos, mas que somos
iguais perante o amor de Cristo. A vida na comunidade cristã exige
serviço de nossos irmãos através do amor.
6. Cada um, de sua forma, sendo porta, janela, telhado, parede (todos os
elementos que apareceram durante a dinâmica) é importante para a
formação do todo, da casa.
7. Com nossa contribuição é possível construir um lugar de forte e mútuo
crescimento espiritual, onde a gente se fortaleça para caminhar
harmoniosamente dentro da comunidade cristã.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
DINÂMICA DO CASTIGO
Material: Papel e caneta.
Como Fazer:
1- Distribui-se um pedaço de papel para cada pessoa.
2- Diz a todos o seguinte: Somos todos irmãos não é? Portanto,
ninguém aqui vai ficar chateado se receber um castigo do irmão. Então
vocês vão escolher uma pessoa, e dar um castigo à ela.
3- Isso será feito da seguinte forma: no papel deverá ser escrito o
nome de quem vai dar o castigo, o castigo em si e o nome de quem vai
realizar o castigo.
4- Após recolher todos os papéis o animador fala o
desfecho da dinâmica:
http://sandracavalheiro.blogspot.com/
Acontece que o feitiço virou contra o feiticeiro, portanto
quem deu o castigo é que vai realizá-lo.
Observação:
Caso a pessoa não queira realizar o castigo ela receberá
um castigo do grupo todo.
Conclusão:
Nesta dinâmica a mensagem que passa é: O que não queremos para
nós, não desejamos para os outros.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
NÚMEROS (VOCÊ É ÚNICO)
Objetivo:
Conhecimentos pessoais.
Material: Cartões com números diferentes.
Como Fazer:
a) Cada participante recebe um número que não deve ser
mostrado para ninguém.
b) Dada a ordem, cada um vai procurar o número igual e não
acha.
c) Comentam-se as conclusões tiradas. Somos únicos e
irrepetíveis perante ao outro.
Palavra: Lc 15.3-7 e Salmos 8
http://sandracavalheiro.blogspot.com/
APOIO
Objetivo: Mostrar-lhes a importância de se apoiar no irmão.
Como Fazer:
a) O coordenador deve pedir a todos os participantes que se apoiem
em um pé só, onde deverão dar um pulo para frente sem colocar o
outro pé no chão, um pulo para a direita outro para esquerda, dar
uma rodadinha, uma abaixada e etc.
Mensagem:
Não podemos viver com o nosso individualismo porque podemos
cair e não ter força para levantar. Por que ficarmos sozinhos se
temos um ombro amigo do nosso lado?

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
PESSOAS BALÕES
Objetivo: Reflexão sobre a vivência comunitária; reflexão sobre as
dificuldades em se superar críticas ou ofensas recebidas.
Material: Um balão cheio e um alfinete.
Como Fazer:
a) O coordenador deve explicar aos participantes porque certas
pessoas em determinados momentos de sua vida, se parecem com os
balões:
- Alguns estão aparentemente cheios de vida, mas por dentro nada
mais têm do que ar;
- Outros parecem ter opinião própria, mas se deixam lavar pela mais
suave brisa; -
http://sandracavalheiro.blogspot.com/
Por fim, alguns vivem como se fossem balões cheios, prestes a
explodir; basta que alguém os provoque com alguma ofensa para que
(neste momento estoura-se um balão com um alfinete) "estourem".

b) Pedir que todos deem sua opinião e falem sobre suas dificuldades
em superar críticas e ofensas.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
LUZ DO MUNDO
Material: Uma vela para cada participante, ambiente escuro (ideal
se for feito à noite ou em sala que possa ter as janelas fechadas),
fósforo ou isqueiro, pedaços de papel, lápis ou caneta, durex ou
barbante.
Como Fazer:
1. Sentados em círculo, sugerir que fechem os olhos e façam uma
oração silenciosa, por alguns minutos; enquanto isso apague as
luzes do ambiente.
2. Comentar sobre a escuridão do ambiente, se é confortável ficar
assim sentado no escuro, o que eles fazem quando acaba a luz.
3. O coordenador acende uma vela e lê o texto de Mateus 5, 14-16.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
4. Perguntas:
- O que quer dizer este texto?
Adianta eu acender esta vela e colocá-la atrás de mim? (coloque a
vela acesa atrás de você)
- Melhora se eu colocar a vela a minha frente e mais para o alto?
(mostre a vela).
- E se cada um de nós tivesse uma vela, ficaria mais claro?
5. O coordenador levanta e dá a cada participante uma vela, mas
não acende.
6. Perguntas:
- Ficou mais claro? Não, por que? O que falta?

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
- Cristo disse que ele era a luz do mundo, de que luz ele está falando?
- Ele quer iluminar os cantos escuros do mundo, como? Através de sua
Palavra, de seu amor, de sua morte na cruz.
7. O coordenador sugere que cada um acenda a vela do seu vizinho
dizendo algo sobre Cristo e ele começa colocando a chama de sua vela
na do vizinho do lado, dizendo algo como: "Cristo te ama" ou "Jesus
quer que você seja Luz do Mundo".
8. Cada participante deve fazer o mesmo, com o vizinho ao lado,
falando uma frase diferente.
9. Agora ficou mais claro o nosso ambiente, claro com a luz de Cristo.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
10. Perguntas:
- E o que Cristo diz desta luz, ela deve ficar escondida?
- O que nós devemos fazer com esta luz?

Conclusão:
Deixar um momento de reflexão e oração; acender as luzes da sala
e apagar as velas.
Pedir que falem sobre o que pensaram e sugerir uma atividade
para levar a luz de Cristo para outros.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
MINHA METADE ESTÁ EM VOCÊ
Objetivo: Promover a aproximação das pessoas do grupo e
incentivar o diálogo e novas amizades.
Preparação:
a) Recortar cartelas de cores variadas, tamanho aproximadamente
de 10 x 5 cm, em número suficiente, de modo a não faltar para
ninguém.
b) Escrever em cada cartela, uma frase significativa (pode ser
versículo bíblico, parte de uma música, um pensamento, etc.).
c) Cortar as cartelas ao meio, de modo que a frase fique dividida.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
Como Fazer:

1. A dinâmica inicia-se com a distribuição das duas metades, tendo o


cuidado para que todos recebam.
2. Estabelecer um tempo para as pessoas procurarem as suas
metades.
3. À proporção que cada dupla se encontrar, procurará um lugar para
conversar: o ponto de partida é a frase escrita na cartela.
4. Após dez minutos, mais ou menos, o facilitador solicita que
algumas duplas falem sobre a experiência (o que sentiram, como foi
o encontro, etc.).

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
SEMEANDO A AMIZADE
Objetivos: Lançar boas semente aos amigos.
Material: Três vasos, espinhos, pedras, flores e grãos de feijão.
Como Fazer:
1. Antes da execução da dinâmica, deve-se realizar a leitura do
Evangelho de São Mateus, capítulo 13, versículos de 1 à 9.
2. Os espinhos, as pedras e as flores devem estar colocados cada qual
em um vaso diferente.
3. Os vasos devem estar colocados em um local visível a todos os
integrantes.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
4. Nesta dinâmica, cada vaso representa um coração, enquanto
que os grãos de feijão, representam as sementes descritas na
leitura preliminar.
5. Então, cada integrante deve semear um vaso, que simboliza
uma pessoa que deseje ajudar, devendo explicar o porquê de sua
decisão.
6. Pode-se definir que as pessoas citadas sejam outros
integrantes ou qualquer pessoa. Além disso, se o tempo permitir,
pode-se utilizar mais que uma semente por integrante.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
EU E MEU GRUPO
Objetivos: Avaliar o grupo e a contribuição de cada um de seus
membros.
Como Fazer:
1. Cada um responde em particular às perguntas:
a) que me agrada no grupo?
b) que não me agrada?
c) que recebo dele?
d) o que deixaria de ganhar se ele se acabasse?
e) que recebo de cada pessoa?
f) que ofereço ao grupo?
g) qual foi a maior tristeza?

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
2. Cada um responde o que escreveu.
3. É importante ressaltar que não se trata de discutir em
profundidade mas principalmente de se escutarem reciprocamente.
4. Depois de ouvir todo mundo, fazer uma discussão do que fazer
para que o grupo melhore.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
TROCANDO CRACHÁS
Objetivos: Facilitar a memorização dos nomes e um melhor
conhecimento entre os integrantes.
Material: Crachás com os nomes dos integrantes.
Como Fazer:
1. O coordenador distribui os crachás aos respectivos integrantes.
2. Após algum tempo recolhem-se os crachás e cada um recebe um
crachá que não deve ser o seu.
3. Os integrantes devem passear pela sala a procura do integrante que
possui o seu crachá para recebê-lo de volta.
4. Neste momento, ambos devem aproveitar para uma pequena
conversa informal, onde procurem conhecer algo novo sobre o outro
integrante.
5. Após todos terem retomado seus crachás, o grupo deve debater
sobre as diferentes reações durante a experiência.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
DINÂMICA DAS BALAS
Material: Saco de bala sortidas (as balas mastigáveis geralmente
são sortidas).
Distribua três balas para cada participante sem se preocupar com
os sabores;
Conte uma pequena história:
Estamos em um avião (ou qualquer outro meio de transporte de
sua preferência) fazendo uma longa viagem e infelizmente fomos
informados que ocorreu um problema no motor da asa direita.
Lamentamos informar, também, que o motor da asa esquerda
acabou de dar pane. Só poderão ser salvas as pessoas que tiverem
três balas do mesmo sabor na mão;
Neste momento espere para ver a reação do grupo.
http://sandracavalheiro.blogspot.com/
Neste momento espere para ver a reação do grupo.
Em geral as pessoas começam a correr e trocar suas balas. Às vezes,
ocorre de algumas pessoas simplesmente não trocarem e sim
arrancarem das mãos dos outros as balas que necessitam sem ao
menos pedir licença...
Observe a forma como o grupo vai se comportar e conclua
a dinâmica pontuando o ocorrido.

A) Quem não pensou em ninguém, somente em si mesmo.


B) Quem demorou a tomar uma decisão. Não soube o que fazer a
princípio, ficou esperando a reação dos outros.
C) Quem procurou o que precisava, porém, também ajudou os
outros.
Cante um hino que fale sobre união, amor algo assim.
(Recebi um novo coração do Pai...)

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
VARRENDO BOLAS
Material: 15 bolas e uma vassoura para cada equipe (sendo as bolas de cores
diferentes para cada equipe).
Como Fazer:
1 - O animador divide o grupo em duas equipes, com igual número de
integrantes.
2 - Colocam-se em filas paralelas, na linha de partida; em frente a elas,
espalha-se uma quantidade de bolas.
3 - O primeiro representante de cada fila recebe uma vassoura.
4 - Dado o sinal, saem varrendo as bolas até à meta e depois passam a
vassoura para a segunda pessoa, que deverá varrê-la da meta para a linha de
partida, e assim sucessivamente.
5 - A equipe vencedora será aquela que primeiro terminar com a participação
de todos os seus integrantes. Perguntar o que acharam.
http://sandracavalheiro.blogspot.com/
CONFIANÇA
Objetivos: Dinâmica com o objetivo de ver se o grupo todo confia nos
seus integrantes.
Como Fazer:
1 - Cada dois ou três reúnem-se e um dos três deve estar com os olhos
vendados.
2 - Os outros dois vão guiá-lo por um circuito criado pelo grupo onde
devem haver "obstáculos".
3 - Os que estão com os olhos vendados devem confiar cegamente nos
que estão os guiando.
4 - Depois mudam-se os trios ou duplas, muda-se um pouco o circuito, e
repete-se o exercício com aqueles que não tiveram seus
olhos vendados ainda.
5 - Depois, em uma conversa aberta, vê-se quem foram as
pessoas que confiaram, ou não, em suas duplas!
http://sandracavalheiro.blogspot.com/
TUBARÃO

Material: Um local espaçoso.


Como Fazer:
1. O animador explica a dinâmica: "Imaginem que agora estamos
dentro de um navio, e neste navio existem apenas botes salva-vidas
para um determinado número de pessoas. Quando for dita a frase 'Tá
afundando', os participantes devem fazer grupos referentes ao número
que comporta cada bote, e quem ficar fora do grupo será 'devorado'
pelo tubarão" (deve ser escolher uma pessoa com antecedência).

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
2. O número de pessoas no bote deve ser diminuído ou aumentado,
dependendo do número de pessoas.
Conclusão:
a) Quem são os tubarões nos dias de hoje?
b) Quem é o barco?
c) Quem são os botes?
d) Alguém teve a coragem de dar a vida pelo irmão?

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
CUMPRIMENTO CRIATIVO
Matéria: Música animada.
Descrição: O apresentador explica ao grupo que quando a música tocar
todos deverão movimentar-se pela sala de acordo com o ritmo da
mesma. A cada pausa musical. Congelar o movimento prestando
atenção a solicitação que será feita pelo apresentador. Quando a
Musica recomeçar atender a solicitação feita.
O apresentador pedirá formas variadas de cumprimento corporal a
cada parada musical.
Exemplo:
-Com a palmas das mãos;
-Com os cotovelos;
-Com os pés;

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
Após vários tipos de cumprimento, ao perceber que se
estabelece no grupo um clima alegre e descontraído, o
apresentador diminui a música pausadamente, pedindo a cada
pessoa que procure um lugar na sala para estar de pé, olhos
fechados, esperando que a respiração volte ao normal. Abrir os
olhos, olhar os companheiros, formar um circulo, sentar.

Comentar o exercício:

-O que foi mais difícil executar? Porque?


-O que mais gostou?
-O que pode observar?

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
O FEITIÇO CAIU EM MIM
OBJETIVOS: Exercício de integração do grupo, Podendo no entanto,
ser utilizada em grupos já conhecidos, objetivando
o lazer e a descontração.
MATERIAL: Tiras de papel e lápis para cada participante.
PROCESSO: Orientar para que todos fiquem sentados em círculo.
Distribuir papeletas e lápis para cada participante.
“Cada pessoa escreverá na sua papeleta alguma coisa que gostaria
que o vizinho da direita fizesse. Pode ser qualquer coisa : imitar
alguém, cantar uma música, imitar um animal, etc.”

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
“Você deve escrever o seu nome”
Recolher todas as papeletas, e devolver pelo nome: “Aquilo que você
não quer para si, não deve desejar para os outros... portanto, o que
você escreveu na sua papeleta, quem vai executar é você”!
Iniciar por voluntários, até que todos tenham concluído.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
CAIXINHA DE SURPRESAS
OBJETIVOS: Despertar e exercitar a criatividade do grupo.
MATERIAL: Caixinha com tiras de papel onde se deve escrever
previamente algumas tarefas engraçadas, som com cd ou gravador.
PROCESSO: Formar um círculo. A caixinha deverá circular de mão em
mão, até que o som da música para simultaneamente.
Aquele que estiver com a caixinha no momento em que a música
parar, deverá tirar de dentro da caixinha uma papeleta coma tarefa e
executá-la.
Continuar a brincadeira até enquanto estiver interessante.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
LARANJA NO PÉ
OBJETIVOS: Agradável, aguça o nível de atenção nas
pessoas e estimula o espírito de solidariedade.
MATERIAL: 2 laranjas.
PROCESSO: Assentar os participantes, em duas filas de cadeiras.
Uma laranja é colocada sobre os pés (que estão unidos) da primeira
pessoa de cada fila, que procurará passar a laranja sem a deixar cair,
para os pés da segunda pessoa e assim por diante.
Se a laranja cair, a brincadeira prosseguirá, do ponto em que caiu,
utilizando o tempo que for preciso.
Será vencedor o grupo que terminar primeiro.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
DINÂMICA: AMIGO DE VERDADE

Convide para ir a frente duas ou três pessoas. Peça que cada


uma delas chame a frente um amigo. Peça que alguém da
equipe jovem leve os amigos para uma outra sala. Enquanto
isso você explica a brincadeira para a igreja.
Os que ficaram deverão escolher alguma atividade para os
amigos realizarem. Vale qualquer coisa, cantar, contar história,
falar os dez mandamentos. Mas o legal mesmo é você fazer
eles serem maliciosos e darem atividades difíceis. Depois que
todos fizerem suas escolhas mande chamar os amigos.
Explique para os amigos o que aconteceu.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
Com certeza eles irão ficar bem assustados. Mas é ai que a
brincadeira começa. Você diz que como a amizade deles é tão
grande eles podem ir sentar em seus lugares, pois como seus
amigos são amigos de verdade vão realizar as atividades por
eles. Vai ser uma surpresa geral.
É bem divertido.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
DINÂMICA DAS MÁSCARAS
Material: Folhas em branco, canetas ou hidrocor, barbante de 50 cm e
tesoura.
Desenvolvimento: Cada participante recebe uma folha em branco. Em
cada lado da folha desenha uma máscara e escreve:
Aquilo que acha que é. (alegre, triste, feio, bonito...como me vejo)
Lado 1:
Lado 2: Escreve como você acha que os outros te veem. (3 aspectos
como os outros me veem...amigo, simpático, encorajador, tímido, etc)
Colocar a máscara no rosto do lado "como me vejo".

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
Circular pelo ambiente lendo o que está escrito na máscara dos outros
e deixando que as pessoas leiam o que está escrito na sua...
Após um tempo, muda-se o lado da máscara e continua a circular, se
conhecendo.
Partilhar em grupo como cada um acha que é, o que os outros acham,
alguma mudança seria feita, etc...

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
PARCEIRO MISTERIOSO
Para realizar esta dinâmica é preciso contar com a
participação de vários casais. Cada um, sem que
ninguém veja, deverá listar cinco características do seu
par e escrever em um pedaço de papel sem citar o
nome. Então, o organizador irá recolher, misturar todas
essas fichas e ler cada uma delas, pedindo que todos os
presentes ajudem a identificar quem é a pessoa
descrita. É uma forma interessante de o grupo se
conhecer melhor e dos participantes mostrarem aos
seus parceiros a imagem que fazem deles.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
DECLARAÇÃO DE AMOR DIVERTIDA

Para esta dinâmica é necessário preparar uma cesta com


diversos objetos aleatórios, quanto mais diferentes forem os
itens, mais divertida será a atividade.
Um dos parceiros deverá ir até essa cesta e selecionar uma peça,
mostrando-a para o outro, que deverá citá-la em uma declaração
de amor.
É importante usar a criatividade para inserir palavras um tanto
quanto estranhas na fala e combiná-las com dizeres românticos e
que exaltem o que sente pelo seu par.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
DINÂMICA DO CONHECIMENTO
O que é preciso: um grupo com cinco casais ou mais que já
conhecem há um tempo, papéis em branco e caneta.
Como funciona: cada um deve escrever as principais
características a respeito do seu par em um pedaço de papel.
Então, o coordenador da atividade deve ler cada papel e
pedir que todos adivinhem a quem a redação está se
referindo.
Objetivo: o foco é fazer um momento de revelações
construtivo. Com essa dinâmica é possível entender se
realmente um conhece o outro no momento atual e como
isso pode ou não influenciar no futuro do casal.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
COMPETIÇÃO DE CASAIS

Jogam duas equipes de casais. Os participantes de cada equipe


deverão ficar em fila, cada uma deverá ter uma bexiga cheia. A
10 metros de cada fila, haverá um ajudante que será o marido,
que estará sentado. Ao sinal, a primeira de cada coluna deve
correr segurando o balão até a cadeira e estourar o balão
sentando em cima do esposo ajudante. Depois, volta para a sua
coluna, dando a vez para a próxima participante que repetirá a
ação e assim por diante até estourar todos os balões. A equipe
de casais que completar a tarefa primeiro ganha.
Aos casais perdedores só restará pagar algumas prendas.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
DINÂMICA DOS BALÕES
Objetivo: Testar conhecimento bíblicos das mulheres
Material: Balões; Papel (folha de caderno ou papel sulfite);
Caixa de chocolate (ou outro prêmio de sua escolha).
Preparação:
Recorte o papel em tiras de modo que seja possível colocá-las dentro
dos balões;
Escolha alguns versículos e no papel escreva uma palavra que esteja
contida no verso escolhido. Ex: “Disse-lhe Jesus: ‘Eu sou o Caminho, a
Verdade e a Vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” João 14:6.
Desse versículo pode ser escolhida a palavra Caminho, ou Verdade, ou
Vida.
Coloque os papéis com as palavras dentro dos balões, encha-os e os
coloque em algum local no ambiente da reunião;
http://sandracavalheiro.blogspot.com/
Desenvolvimento:
Separe as mulheres em grupos (dois ou mais);

Cada grupo deve eleger uma líder;


A líder terá que ir até o local em que estão os balões, escolher um,
estourar e ler o papel para seu grupo;
O grupo deve recitar um versículo que possui aquela palavra;
No final, o grupo que acertar mais ganha o prêmio.
Observações:
Não necessariamente o versículo tem que ser o escolhido pela líder, mas
deverá ter as palavras chaves...exemplo: Caminho, verdade ou vida.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
O PESO DO PECADO
Objetivo: Levar as mulheres a refletir na importância de se confessar
pecados Material:
Um saco de lixo grande e preto; Balões; Balas; Alfinetes; Papel.
Preparação:
• Escreva em pedaços de papéis versículos de vitórias e bênçãos;
• Coloque dentro do saco de lixo os balões cheios, as balas e os
papéis com versículos;
• Dê a cada participante um alfinete.
Desenvolvimento:
Com o grupo em roda vá passando o saco amarrado para cada pessoa,
que deve citar um pecado e estourar um balão com alfinete até que
não reste nenhum; Quando o saco estiver vazio coloque-o no meio do
círculo;

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
Reflita: Ao confessarmos nossos pecados, Deus nos perdoa e nosso
fardo fica mais leve. A palavra nos diz que: “Se dissermos que não
temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em
nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos
perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. 1 João 1:8-9”;
Peça para que os participantes abram o saco, peguem as balas e
leiam os versículos;

Reflexão:
Finalize explicando com suas palavras que quando nos
arrependemos de nossos pecados e os confessamos, Deus nos
perdoa e começa agir em nossas vidas derramando suas bênçãos
sobre nós.

http://sandracavalheiro.blogspot.com/
OBRIGADA!

http://sandracavalheiro.blogspot.com/

Você também pode gostar