Você está na página 1de 5

Para Além das Palavras Tratamento da informação

A audição…

A audição, tal como os restantes sentidos, é muito importante para o nosso


desenvolvimento. Já antes do nosso nascimento, é o primeiro sentido a ser apurado.

A deficiência auditiva, trivialmente conhecida como surdez, consiste na perda parcial


ou total da capacidade de ouvir.

Qual a diferença entre surdez e deficiência auditiva?

Por vezes, as pessoas confundem surdez com deficiência auditiva. Porém, estas duas
noções não devem ser encaradas como sinónimos.

A surdez, sendo de origem congénita, é quando se nasce surdo, isto é, não se tem a
capacidade de ouvir nenhum som. Por consequência, surge uma série de dificuldades na
aquisição da linguagem, bem como no desenvolvimento da comunicação.

Por sua vez, a deficiência auditiva é um défice adquirido, ou seja, é quando se nasce
com uma audição perfeita e que, devido a lesões ou doenças, a perde. Nestas situações, na
maior parte dos casos, a pessoa já sabia comunicar oralmente. Porém, ao adquirir esta
deficiência, vai ter de aprender a comunicar de outra forma.

Em certos casos, pode-se recorrer ao uso de aparelhos auditivos ou a intervenções


cirúrgicas (dependendo do grau da deficiência auditiva) a fim de minimizar ou corrigir o
problema.

Deficiência Auditiva

Graus de surdez.
- Leve – entre 20 e 40 dB
- Média – entre 40 e 70 dB
- Severa – entre 70 e 90 dB
- Profunda – mais de 90 dB:
Para Além das Palavras Tratamento da informação

 1º Grau: 90 dB
 2º Grau: entre 90 e 100 dB
 3º Grau: mais de 100 dB

O Deficiente auditivo e a Sociedade…

Durante muitos anos, os indivíduos portadores de deficiências eram considerados pela


sociedade como sendo aberrações da natureza. Estes eram consequentemente associados à
imagem do diabo e a actos de feitiçaria por serem diferentes dos restantes membros da
sociedade.

As perseguições, os julgamentos e até mesmo as mortes foram, na Idade Média, a


forma “mais eficaz” de resolver estes problemas.

As pessoas com deficiências auditivas não fugiram à regra, sendo vítimas de muitas
destas perseguições, uma vez que eram vistas como pessoas diferentes e, portanto,
incompreensíveis aos olhos de quem as rodeava.

Porém, a partir do séc. XX, os portadores de deficiências passam a ser vistos como
cidadãos com direitos e deveres de participação na sociedade, mas sob uma óptica
assistencial e caritativa.

A primeira directriz política dessa nova visão aparece em 1948 com a Declaração
Universal dos Direitos Humanos. "Todo ser humano tem direito à educação."

A partir de então, vários foram os progressos que se fizeram nesse mesmo sentido, até que
nos encontramos, actualmente, perante uma mentalidade muito mais aberta e justa.

Língua Gestual Portuguesa:

Em Portugal, numa época, em que nada, ou quase nada se sabia acerca da


comunicação entre os surdos, no Instituto Jacob Rodrigues Pereira (Casa Pia), as crianças
surdas, nos seus tempos livres, comunicavam entre si numa "língua secreta, só delas, que as
protegia dos ouvintes que as rodeavam": falavam com as mãos, falavam a Língua Gestual
Portuguesa.

A expressão "língua gestual" refere-se à língua materna de uma comunidade de


surdos. Essa língua é produzida por movimentos das mãos, do corpo e por expressões faciais.
Para Além das Palavras Tratamento da informação

Língua ou linguagem?

Uma língua é um sistema de comunicação específico e exclusivo do ser humano,


sendo gerido por regras particulares.

Muitas vezes, erradamente, diz-se Linguagem Gestual. Mas a forma correcta é Língua
Gestual, uma vez que esta tem todas as características que tem uma qualquer língua:
vocabulário; alfabeto; gramática…

Muitas pessoas pensam que a língua gestual, em todo o mundo, é igual. Esse
pensamento baseia-se em alguns preconceitos errados.

Desta forma, cada país terá a sua própria língua gestual. Por exemplo, no Brasil existe
a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS).

Para acrescentar, como qualquer língua oral, a LGP possui variantes dentro do seu
próprio idioma, alterando, relativamente, de região para região e dependendo do grau de
instrução e das profissões dos surdos em cada uma das regiões.


http://www.chc.min-saude.pt/NR/rdonlyres/8C907E81-C548-42D7-8DE1-
1E80F94F1BA0/7230/surdez.pdf

http://surdezemportugal.blogspot.com/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Defici%C3%AAncia_auditiva

http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=3829&ReturnCatID=1787

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mudez

http://d91601.tinf28.tuganet.info/artigo.asp?idartigo=338

http://forum.surdos.net/

http://www.youtube.com/watch?v=n3WK5ltU6KQ&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=_DADdyUiPko&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=n4QWSLUvgXo&feature=related

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/corpo-humano-sistema-sensorial/audicao.php
Para Além das Palavras Tratamento da informação

http://www.esaherculano.com/