Você está na página 1de 7

EDUCAR É EDUCAR PARA A FRATERNIDADE

CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA

ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA DOCÊNCIA DOS ANOS INICIAIS DO ENSINO


FUNDAMENTAL (ALFABETIZAÇÃO: 1º AO 2º ANO)

APRESENTAÇÃO

O Estágio Supervisionado no Curso de Pedagogia é uma atividade curricular


obrigatória, regulamentado pela Resolução *CNE/CP nº 1, de 15 de maio de 2006, a
qual estabelece que, ao longo do curso, deve-se assegurar aos graduandos a aquisição
de experiência profissional em ambientes escolares que ampliem e fortaleçam atitudes
éticas, em um total de 400 (quatrocentas horas), que se configura a partir da inserção
do acadêmico nos diferentes espaços que constituem as áreas dos diversos níveis e
modalidades de ensino nas quais poderá atuar quando graduado.
O Estágio visa proporcionar, no contexto de ensino aprendizagem, a expansão dos
conhecimentos construídos no decorrer da formação, por meio de observações, de
reflexões e da participação em situações profissionais.
Além disso, o Estágio é um procedimento didático-pedagógico no qual se pressupõe
realização de atividades de aprendizagem social, profissional e cultural, uma vez que
o aluno terá contato direto com situações reis de vida e de trabalho, desenvolvendo
ao longo do curso, os conhecimentos necessários ao processo teórico e metodológico
implicado na prática da docência.

(*) Resolução CNE/CP 1/2006. Diário Oficial da União, Brasília, 16 de maio de 2006, Seção 1,
p.11

OBJETIVOS

A realização do estágio supervisionado tem por objetivo a efetiva participação do


acadêmico do Curso de Pedagogia em situações reais de trabalho visando:
A aplicação dos conhecimentos adquiridos no curso, oportunizando condições que
permitam o processo de construção, aperfeiçoamento e complementação da
aprendizagem;
O seu desenvolvimento em âmbito social, profissional e cultural nas áreas de
abrangência do curso;

1
A garantia de que as tarefas a ele confiadas sejam compatíveis com o processo de
aprendizagem e dentro das que são incumbências do graduado em Pedagogia.

O estágio supervisionado será desenvolvido concomitantemente ao período letivo, em


instituições públicas ou privadas que ofereçam atividades pedagógicas formais ou não
formais; e, que assegurem a participação efetiva do acadêmico em atividades
relacionadas com seu processo de formação, devendo possibilitar:

A conservação dos processos educativos formais e não formais;


Conhecimento e diagnóstico da realidade educativa;
Análise das teorias e das diversas formas didáticas aplicáveis à realidade de ensino de
cada instituição;
Acompanhamento do trabalho educativo buscando apresentar-se como um
profissional em formação ético e responsável;
Realização de planejamento do trabalho, buscando elaborar alternativas de
intervenção pedagógica tendo em vista, atender cada realidade especifica;
Co-atuação profissional;

Atuação profissional compatível com as condições teóricas de conhecimento. Ressalta-


se que o Estágio Supervisionado no curso de Pedagogia é:
Um processo interdisciplinar e avaliativo da indissociabilidade teórico/prática e
ensino/pesquisa/extensão que objetiva proporcionar ao acadêmico-estagiário espaços
para criação de alternativas que possibilitem o enfrentamento das demandas do
mundo do trabalho;
Obrigatório, sendo requisito para a conclusão de curso, colação de grau e,
consequente, obtenção de diploma, com carga horária mínima de 400 horas
(CES/CNE/MEC);
Preparação para a vida cidadã e para o trabalho

ATRIBUIÇÕES E DEVERES DO ESTAGIÁRIO


Obedecer às rotinas e normas internas da UCE onde se realiza o estágio, sob pena de
interrupção e desligamento da instituição.
Elaborar relatórios parciais e finais exigidos pela supervisão de estágio de acordo com as
normas e prazos de entrega estabelecidos no programa.
Cumprir rigorosamente a programação de estágio, conforme planejamento específico.
Submeter-se aos instrumentos de controle e avaliação pela Faculdade, Supervisão e
Instituição cedente.
Recorrer ao supervisor imediato sempre que ocorrerem dificuldades ou dúvidas.
Realizar o estágio com responsabilidade profissional, sujeitando-se às normas
estabelecidas pela UCE onde se realiza o Estágio e as da Faculdade.

2
MATRIZ CURRICULAR – PLANO DE ESTÁGIO

Denomina-se estágio curricular aquele previsto nas matrizes curriculares de


cada curso como componente obrigatório para obtenção do grau acadêmico.
Estágio Supervisionado em Docência nos Anos Iniciais do Ensino
Fundamental, Alfabetização (1º ao 2º ano), em um nível/modalidade com
total de 80 horas.

Atividades – Etapa Única Carga Local


Horária
Supervisão de Estágio (aula, orientação) 10 horas Faculdade/Remota

Produção do relatório e postagem 10 horas Faculdade/AVA

Atividades complementares de formação de 20 horas AVA


professor: textos e vídeos no AVA
Acompanhamento de aulas virtuais e/ou presenciais 40 horas UCE
(ao vivo ou gravadas)
Carga Horária Total 80 horas

As 40h serão divididas conforme segue

Caracterização da escola 5h UCE

Assistência às aulas e vídeos ou presencial ou 10h UCE


remotamente
Análise e fundamentação das aulas 10h UCE

Entrevista com professor 5h UCE

Entrevista com a coordenação 5h UCE

Elaboração de Plano de aula e simulação de 5h UCE


aplicação de aula online

3
ROTEIRO DE OBSERVAÇÃO

1. CARACTERIZAÇÃO DO ESPAÇO PEDAGÓGICO


1.1 IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAR

1.1.1 Identificação da Unidade Escolar (APENAS INICIAIS)

• Entidade Mantenedora

• Município/Estado

1.2. PROPOSTA PEDAGÓGICA DA ESCOLA

1.2.1 Caracterização da Clientela Escolar

• Perfil dos alunos e família.

1.2.2 Articulação da Instituição com a comunidade

• Caracterização da comunidade (comunidade externa, comércio, outras instituições escolares, entre


outros).

1.2.3 Pressupostos Filosóficos e Pedagógicos

• Concepção de mundo, sociedade, criança.

• Concepção de educar e cuidar.

1.2.4 Ensino fundamental na Proposta Pedagógica

• Quantidade de alunos por turma e turnos

• Rotina semanal/diária das turmas estagiadas

• Calendário (fotografar)

2 ROTEIRO DE OBSERVAÇÃO EM CAMPO

2.1 ORGANIZAÇÃO GERAL

Caracterização da Estrutura Funcional da Escola

Níveis de Ensino

Modalidades

Quantidade de alunos por turma e turno dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental

4
Horário de funcionamento da escola
Horário das aulas das turmas observadas (disciplinas, horário semanal).

2.2 DISCIPLINAS OBSERVADAS


2.2.1  Conteúdos e Encaminhamentos Metodológicos

a) organização das atividades, do espaço de acordo com a proposta pedagógica da escola, da


turma;
b) adequação, importância e significado dos termos utilizados nas orientações junto às
crianças;
c) solicitação de participação de meninos e meninas – há diferença no tratamento e
solicitação (por exemplo: mais vezes os meninos do que as meninas);

d) há preferência de crianças – como se manifesta esta;

e) adequação aos objetivos e interesses das crianças;

f) trabalho em pequenos grupos;

g) organização e apresentação dos materiais a serem utilizados na aula;

h) estratégias utilizadas para apresentação das atividades para as crianças;

i) flexibilidade para mudar a proposta de trabalho que não suscitou interesse da turma;

j) diversificação das propostas de trabalho e relação com a realidade da turma;

k) desenvolvimentos de projetos etc...

2.2.2 AVALIAÇÃO

a) instrumentos utilizados nas aulas, procedimentos de acompanhamento da


aprendizagem.

b) mecanismos e estratégias de acompanhamento da aprendizagem e do

desenvolvimento (físico, cognitivo, afetivo e social) das crianças.

3. RELAÇÕES ESTABELECIDAS NA ESCOLA

3.1 Professores e supervisores

a) Há trabalho conjunto/equipe?

5
b) Há diálogo entre os professores/professores? Professores/supervisores? Em que
momentos acontecem? Como acontecem?

c) Há trocas de experiências/atividades?

d) Como você, estagiária, percebe as relações entre os professores e supervisores da escola?

3.2 Professores e a gestão da escola

a) Como é a relação dos professores com o gestor/a da escola? Há diálogo, participação nas
decisões, trabalho em equipe?

b) Os professores estão envolvidos com o desenvolvimento global da escola?

c) Há representantes docentes em conselhos ou colegiados? Como é a atuação? Como os


colegas veem seus representantes?

3.3 Crianças e Familiares (responsáveis pelas crianças)

a) são frequentes às aulas;

b) são atentas, interessadas nas orientações dos adultos em relação à professora ou à (s)
educadora(s);

c) relacionam-se com o professor ou à (s) educadora(s): afeto, respeito, medo, atenção...;

d) relacionam-se com os colegas (colaboração, interação com meninos e meninas, crianças


menores e/ou maiores)

e) sabem ouvir os colegas;

f) envolvem-se com as atividades propostas;

g) apresentam compreensão das normas e valores da instituição e atende a essas orientações


de conduta/comportamento;

h) seguem regras;

i) ajudam outro aluno na realização de tarefas;

j) interagem entre si;

6
4. AVALIAÇÃO:

a) instrumentos utilizados nas aulas, procedimentos de acompanhamento da


aprendizagem.

b) mecanismos e estratégias de acompanhamento da aprendizagem e do

desenvolvimento (físico, cognitivo, afetivo e social) das crianças.

5. SÍNTESE DAS AULAS OBSERVADAS E ENTREVISTAS