Você está na página 1de 4

FICHA: REQUERIMENTO DE ATIVIDADES ACADEMICAS COMPLEMENTARES

ALUNO: LÚCIA APARECID DE SOUZA

PERÍODO:AGOSTO /2020 ATÉ TURMA: 1 DATA: OUTUBRO/2021


OUTUBRO/2020

Venho por meio dessa, requerer o registro de horas de cumprimento da atividade


complementar, em conformidade com o artigo 3° da Resolução Nº /201, pela atividade
abaixo indicada:

Atividade Regulamentar Descrição da atividade Horas


realizada solicitadas

Visitas Técnicas e Atividades


Culturais.
(Itens I e VIII)

CURSO AVANÇADO DE
Cursos on-line e presencias. CONTAÇÃO DE HISTORIA.
(Itens IX e X) 100 horas

Atividades de ensino, pesquisa e


prática.
(Itens II, III, IV, XI, XII, XIII e XIV)

Atividades Assistenciais e Sociais


(Itens VI e VII)

Representação Estudantil
(Item V)

Pelas horas solicitadas está sendo anexado o (s) seguinte (s) documento (s):
• Certificado de conclusão do curso de capacitação sobre a temática ‘CURSO
AVANÇADO DE CONTAÇÃO DE HISTORIA `280 horas, ministrado pela
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRADE EDUCAÇÃO A DISTANCIA ,TURMA DA TIA
TATI.
• Relatório do conhecimento adquirido.
ALUNA: LÚCIA APARECIDA DE SOUZA
PERÍODO: 6 MESES
TURMA: EDUCAÇÃO ESPECIAL – 2ª
LICENCIATURATIPO DE ATIVIDADE: IX – CURSO
ON-LINE

• ASSUNTO:‘CURSO AVANÇADO DE CONTAÇÃO DE HISTORIA `280


horas, ministrado pela ASSOCIAÇÃO BRASILEIRADE EDUCAÇÃO A
DISTANCIA ,TURMA DA TIA TATI.

Conteúdo abordado: CURSO AVANÇADO DE CONTAÇÃO DE HISTORIA

RELATORIO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Há muitos e muitos anos, praticava-se a contação de histórias como uma das mais
antigas formas para o homem absorver os valores praticados no convívio humano e social e para
compreender melhor as condutas que regem as comunidades em que se insere.
Praticadas na educação e na formação de crianças, as histórias podem ser utilizadas para ajudá-
las a entender o mundo à sua volta. Elas transmitem valores morais, estimulam suas emoções,
além de desenvolver nelas o gosto que as atrairão para a leitura quando mais velhos.
Sobre a contação de histórias
Antes de falar sobre o papel da contação de história na educação infantil, vale a pena
entender um pouco mais sobre essa, que é uma das atividades mais remotas de que se tem
registro na humanidade.
Desde o início do desenvolvimento das suas habilidades de comunicação e fala, o ser humano
conta histórias. Entre os povos ancestrais, elas promoviam momentos de união, confraternização e
trocas de experiências. A contação de histórias também ajudava os povos antigos a passarem o
tempo e a vencerem o tédio.
Além disso, as histórias são também a maneira mais significativa que a humanidade encontrou
para expressar as experiências que nas narrativas realistas não acontecem.
Com o passar dos anos, as histórias se tornaram também uma forma de preservar as culturas e os
valores, e de compartilhar o conhecimento com outros povos e gerações posteriores.
Desta maneira, não há como negar que as histórias tiveram um importante papel no processo
evolutivo da humanidade.

A contação de história na educação infantil

Como vimos acima, a absorção da cultura está intensamente ligada à Contação de Histórias, já
que muitas vezes os valores culturais de um povo estão impressos nessa prática.
Mas ao mesmo tempo em que serviu, ao longo dos anos, como um recurso de comunicação,
a contação de histórias despertava também a imaginação, as emoções, o interesse e as
expectativas dos seus ouvintes.
Através de todos esses estímulos gerados pela contação de histórias, eu percebi que através delas
todas as pessoas são capazes de absorver valores morais e sociais, e é nesse contexto que entra
a importância desta como prática educativa.
Por meio dela, as crianças podem começar a desenvolver a imaginação, a criatividade, o gosto
pela leitura e pela linguagem, criando empatia com os personagens.
A contação de histórias desperta na criança o LADO LÚDICO, característica muito importante para
seu desenvolvimento. É no lúdico que a criança desenvolve criatividade e senso crítico.
As histórias são excelentes ferramentas para ajudar as crianças na observação, reflexão e
memória são também sensações experimentadas por quem escuta uma história.
Assim, essa técnica é poderosa na educação dos alunos. Além de ensinar a ler e a escrever, é
dever de nós professores de ensino criar nas crianças o hábito e gosto do aluno em consumir
histórias, livros, contos, crônicas e literatura.
Esta é uma ferramenta tão importante que hoje já vemos muitos cursos de contação de histórias
infantis grátis.

É preciso que o profissional que quer se especializar em contação de histórias infantis tenha toda
uma organização em mente sobre como apresentará as suas histórias.
Para que haja um maior aproveitamento por parte dos ouvintes também, é interessante que ao final
as crianças tenham um espaço para falar de seus personagens preferidos. Que possam desenhá-
los, ou até mesmo recontar toda a história para demarcar as partes mais importantes que lhe
tocaram ou intrigaram.
Incentivo à leitura
Durante a contação de histórias, a criança exercita a fantasia e a imaginação. Ela também adquire
intimidade com a leitura, fluência e a habilidade de produzir textos e redações.
Por isso, outro benefício indiscutível das histórias é o despertar das crianças para a prática da
leitura. A inserção da leitura na vida escolar dos pequeninos através da contação de histórias faz
com que a criança se interesse pela leitura de outros livros com novas histórias.
Quando a criança conhece o universo dos livros, tem um contato intenso com a sua língua, o seu
idioma nativo e expande o seu vocabulário.
No caso da língua portuguesa, que possui uma gramática repleta de regras e exceções, o contato
com os livros desde cedo ajuda a praticar as regras de escrita e estilística muito mais facilmente.
Não é à toda que todo aluno que gosta de ler é, normalmente, ótimo aluno!

Conclusão
A contação de histórias é uma atividade fundamental que transmite conhecimentos e valores, sua
atuação é decisiva na formação e no ensino-aprendizagem.
Utilizá-la em sala de aula permite que todos saiam ganhando. Tanto os alunos, que serão
instigados a imaginar e criar muito mais, quanto os professores, que podem ministrar uma aula
muito mais agradável e produtiva. Além de alcançar o objetivo pretendido: uma aprendizagem
verdadeiramente significativa.