Você está na página 1de 4

c  c

c     




Dois locutores: Juvenis
A: É com muita satisfação que estendemos a todos os presentes, em especial, às nossas
queridas mães, o nosso cordial boa noite!
B: Este é um dia especial. Um dia de festa, alegria e gratidão. É o dia para celebrar e
homenagear àquela que sempre nos faz sorrir, sonhar, nos faz melhor do que somos...nossa
MÃE!
B: Se temos conta com o médico, o supermercado, o pedreiro, no cartão e outros
fornecedores, eles habitualmente nos enviam a conta cada fim de mês, e se os pagamentos
não forem periodicamente quitados, provavelmente pagaremos juros ou teremos o crédito
suspenso...
A: Quem de nós já recebeu uma conta de nossa mãe pelos seus serviços prestados?
B: Nenhum recebeu nem receberá, porque nossa mãe não mantém anotado nenhum débito
contra nós, nem traz a lembrança de nossa grande dívida para com ela.
A: Talvez seja esta uma das razões porque nos esquecemos do quanto realmente lhe somos
devedores. Isso explica porque, muitos de nós, não temos consciência de quão grande é a
nossa dívida.
B: Nessa noite, não temos a pretensão de lhe pagar, mamãe, por tudo quanto fez e fazes
por nós. Queremos apenas trazer-lhe uma oferenda de amor e carinho, demonstrando
assim, o que você representa e vale para nós!
¨ Entram 2 crianças do Rol do Berço ou do Jardim e declamam:
 Bem vinda és, mamãe querida!
O dia hoje é todo teu!
A ti devemos a nossa vida,
Supremo dom que vem do céu!
 Vem receber nossa homenagem
Ainda que seja fraca imagem
Na tela imensa do teu amor
Damos-te pois, ó mãe amada,
A homenagem mui esperada e um
Sincero preito em teu louvor!
Poesia:
Esta poesia abaixo pode ser declamada ou apresentada em forma de jogral pelos
adolescentes. Deve ser bem ensaiada para ficar bem bonita e compreensível:

1. Você foi aquela cujo coração pulsou de amor por mim antes mesmo que eu nascesse.
2. Você foi quem me apresentou as melhores companhias: o Riso, o Canto, o Adormecer e o
Amor.
3. Você dirigiu os meus primeiros passos,
2. E me ajudou a levantar quando eu caía, me encorajando a pisar firme neste mundo de
más
inclinações.
1. Você me enxugou as lágrimas,
3. E quantas vezes beijou os meus machucados para que eu parasse de sentir dor!
2. Confortou-me em todas as minhas tristezas e acalmou-me nas horas de medo e temor.
Todos: Você me ensinou a sorrir e a cantar!
1. Você me ensinou a ver:
3. O significado da bondade,
2. E me ensinou também a perceber como o amor transforma pequeninas coisas em
maravilhas jamais
sonhadas.
1 e 3: Você me ensinou a ver:
2. Quão sublime é o esplendor da fé que repousa na religião verdadeira, iluminando assim o
meu
caminho e de todos os teus filhos.
3. Você me ensinou a ver:
1. Quão sublime é um rosto quando este está voltado para Deus.
2. Você me ensinou a orar,
3. E me inspirou de tal modo que pude elevar o meu olhar, tirando-o da Terra e erguendo-o
até o Céu.
1.. Você é tão meiga!
3. Você é tão gentil!
2: Você é amorosa!
Todos: Jamais poderei retribuir-lhe o bem que me fez.
3. Só a você pertence este dia!
1. Obrigado por tudo!
2. Desculpe-me por tudo.
Todos: Quem é você? ....
Todos: Você é a Minha Mãe!!!
Teatro:
A MÃE SÁBIA E A MÃE PRUDENTE
I CENA ± ( Duas mães com bebês no colo conversando)
Narrador: Elas sonham com o presente. Na alegria de seu coração elas cantam com os lábios
cheios de amor e carinho. Com este canto de amor e paz, o lar se enche de harmonia. Quem
será a mais feliz?
Mãe Sábia: Ah! É como é bom ter um filhinho! Vou orientá-lo como jóia de alto valor. Eu
estarei sempre ao seu lado, mostrando-lhe os perigos e alegrias da vida.
Mãe Imprudente: Eu quero para meu filho todas as riquezas do mundo. Ensiná-lo-ei a
receber aplausos da humanidade, a subir alto e a ser o astro da família.

Narrador: Quem será mais feliz? A mãe sábia, que irá dar ao nené conhecimento da vida ou
a mãe imprudente que irá ensiná-lo a receber glórias e riquezas?

II CENA ± ( Duas mães com crianças do Rol do Berço )


Mãe Sábia: ( Fazer conforme a narração)
Mãe Imprudente: (Fazendo as unhas, enquanto o filho folheia uma revista)
-Filho, já brincou bastante? Quer olhar outra revista? Hoje não tenho tempo para ensinar
para você coisa alguma. Vou sair com seu pai e devo me apressar. Vou procurar uma babá
para você. Vamos, tenho de ir na casa de uma amiga e depois pegar meu vestido novo na
costureira! Hoje você tem que ir para a cama cedo! Está bem?!

Narrador ± As plantinhas do jardim da vida destas mães cresceram normalmente. Uma,


porém, dá ao seu filho não só lições de vida, mas principalmente, dedica-lhe o tempo que
dispõe com paciência e amor, para desenvolvê-lo em todos os aspectos.

III CENA ± ( As duas mães lavando roupas ou arrumando a casa. Crianças do Jardim da
Infância)
Mãe Sábia: Quanto trabalho por fazer! Devo me apressar, caso contrário não conseguirei
terminar o almoço, e logo meus filhos chegarão com muita fome! Como fico feliz ao vê-los
entrar em casa, suados e alegres depois de uma boa manhã de aulas. Sinto-me alegre
também porque sou forte, saudável e apesar do cansaço, ser mãe é tão bom! Graças a Deus
porque posso fazer o melhor por minha família! (Os filhos chegam da escola e vêm correndo
abraçá-la, depois de algum tempo saem e ela faz gestos de quem cozinha o almoço)
Mãe Imprudente: Sempre eu! Tudo eu! Não aguento mais! Todo dia é a mesma coisa: lavar,
passar, limpar, cozinhar...Que chatice! Que cansaço! Lá fora o dia está lindo! Eu bem que
poderia estar na praia ou no Shopping! Preciso urgente de uma empregada porquepara mim
não dá mais! (Olha o relógio) Ah, não! E essas crianças vão chegar já, já! Eu acabei de
limpar, eles vão é sujar e bagunçar tudo de novo!
(Os filhos chegam gritando, largando suas coisas e nem olham para a mãe, que faz gestos
de ameaça e ira)

Narrador ± Enquanto os braços da mãe imprudente trabalham, seus pensamentos enchem-


se de amargura e ela só vê tristeza ao seu redor. Seus olhos estão cegos para a beleza da
vida e para aquilo de bom que poderia ser para a sua família. A mãe sábia porém, bendiz
suas mãos fortes que tanto podem fazer pelos seus filhos. Toma tempo cada dia para orar e
estar com Deus, apesar da correria, sabe o que é mais importante. Seus lábios cantam
enquanto trabalha. Sabe que sua missão é a mais sublime de todas, pois está cuidando da
herança do Senhor!
(OBS.: Não esqueça de colocar um fundo musical em cada uma das cenas)

IV CENA ± ( Mãe sábia rodeada de 3 crianças: uma com vassoura, uma lavando a louça e a
outra tirando o pó. Podem ser crianças dos Primários e Juvenis)
Mãe Sábia: Meus filhos, cada um tem o seu dever e precisa fazê-lo da melhor maneira.
Como me sinto feliz ao vê-los querendo aprender para serem meus ajudantes bons!
Um Filho: Obrigado, mamãe. Gostamos muito de ajudar você. Assim, terminaremos tudo
num instante, e depois poderemos ir brincar. Então, a senhora poderá descansar um pouco.
Mãe Imprudente: ( Está arrumando a casa sozinha e seus filhos olham de longe, indiferentes
a seus apelos)
-Venham me ajudar! Estou tão cansada! Será que não percebem que não agüento fazer tudo
sozinha?
Filha Maior: Ah não, mãe! Nós tivemos muitas aulas hoje, não queremos fazer mais nada.
Afinal, não é só esse o seu trabalho aqui em casa? Deixe a gente descansar! ( A filha menor
pega a vassoura para ajudar, mas logo sai correndo assustada quando a mãe começa a
reclamar)
Mãe Imprudente: (Brava) ± Está bem! Vão descansar! Mesmo porque vocês não sabem fazer
nada direito e eu vou demorar mais ainda. Vão, vão brincar!

Narrador: Todos os filhos gostam de ajudar. Sentem-se felizes ao poder tomar parte dos
afazeres de sua mãe e receber dela palavras bondosas de elogio e agradecimento. Eles, os
filhos, precisam de amor e estímulo para desenvolverem o senso de ajuda e participação no
trabalho em família.
Muitas vezes os filhos são criticados pelas menores falhas. A mãe imprudente se zanga
facilmente e logo os repreende. Ela se esquece de que ninguém nasce sabendo, que eles
precisam aprender aos poucos. Assim, se esquece também de fazê-los dividir seu tempo
entre trabalho, escola e lazer para que possam usufruir da união gostosa que deve haver
entre pais e filhos.

V CENA - ( Mãe imprudente com a filha adolescente ou jovem toda mal vestida e relaxada,
arrogante. Ela chorando:)
Mãe Imprudente: Filha, o que foi que aconteceu com você? Por onde você andou? Por que
nos abandonou sem nenhuma explicação? Volte para casa, filha, e fique conosco!
Filha:( Com bastante entonação na voz: raiva, dor, tristeza)
-Não, mãe! Foi você que me abandonou! Desde pequenina fui deixada de lado, trocada ás
vezes pela tv, seus amigos, o trabalho, seus interesses! Não tive um guia que me mostrasse
o caminho certo, que me ensinasse na vida prática os preceitos de Deus. Caí e nem sei como
me levantar. Andei por caminhos tenebrosos. Sei que sou fraca nas lutas e tentações e não
tenho fé para me erguer, me sustentar. A minha vida não tem sentido e nem alegria, acho
que não tenho nenhum valor.

Narrador: Esta moça deveria ser a alegria e realização de sua mãe, mas é apenas o seu
grande e imenso sofrimento.

IV CENA - ( Mãe sábia está sentada com seu filho jovem ao lado. Os dois conversam
animadamente.)
Mãe Sábia: ( Abraça ou segura nas mãos do filho)
-Filho, como você me faz feliz! Veja, já é um rapaz. Estuda, trabalha e sempre consegue
tirar um tempinho para conversar comigo! Bom, valeram as minhas orações e todo o
trabalho. Veja só este verso em minha Bíblia: ³Ensina ao menino o caminho em que deve
andar e até quando for velho, não se desviará dele.´
Filho ± Sim, mamãe! Quantas vezes eu a vi orando por mim e como me sentia feliz por isto!
Você e papai me mostraram o rumo certo, o caminho de uma vida vitoriosa, pois me
mostraram a Bíblia, sempre com muito amor e bondade. Você não sabe o quanto eu lhe sou
agradecido por isto! Mamãe, eu a amo cada vez mais!

Narrador: A mãe sábia é tão feliz! Seu filho não se perdeu, porque ela desde cedo, se
preocupou em lhe mostrar o Caminho. Ajudou-o a encontrar a Jesus, o Amigo certo em
todos os momentos da vida. Não foi fácil para esta mãe. Ela teve que trabalhar, orar, se
esforçar cada dia. Mas hoje, seu filho segue alegre e feliz, agradecido por tudo que sua mãe
lhe fez. Ela vive mais feliz ainda que ele e anseia logo estar no Lar Eternal para responder a
Jesus: ³ Aqui está, Senhor, os filhos que a mim confiou!´


 

c
!
"
 
Sim, amigos e irmãos, poucas influências são tão duradouras como a influência de um lar
cristão, onde reina o amor, onde as várias gerações são unidas pela fé de uma mãe temente
a Deus.
Alegrem-se teu pai e tua mãe, e regozije-se a quem te deu a luz.´ Prov. 22:22 e 25
Façamos nossa a oração de um autor desconhecido: (Música de fundo) ³ Ó Deus, louvamos-
Te e agrademos-Te pelo ministério da doce maternidade na vida humana. Damos-Te graças
por nossas queridas mães que edificaram nossas vidas pelas suas; que nos trouxeram à
existência e nos amaram antes mesmo do nosso nascimento. Nos amamentaram e nos
abrigaram na segurança de seus braços. Damos-Te graças por seu incansável amor, por suas
orações constantes, pela agonia com a qual nos acompanharam em meio às nossas aflições
e nos receberam outra vez depois de andarmos errantes. Perdoa-nos se temos abusado
desse amor sem devolver-lhes a ternura e o sorriso que pediam como únicas recompensas. E
se ainda temos o precioso tesouro de uma mãe, permite-nos ajudá-la em sua debilidade,
como elas o fizeram conosco. Amém.´

Cantar uma música especial

Entregar neste momento ou na #$%  &'(%


(#)

*
+,
-


³Mães são como finas peças de coleção ± com o passar dos anos o seu valor aumenta´ Autor
desconhecido

³Como mãe, meu trabalho é cuidar do que é possível e confiar a Deus o impossível´ Ruth
Graham

³ Só existe uma criança bonita no mundo, e toda a mãe a tem´ Provérbio inglês

³ O amor de mãe é como o amor de Deus; Ele nos ama não porque somos amáveis, mas
porque amar faz parte da Sua natureza e porque somos Seus filhos.´ Earl Riney

³Uma criança deve ser alimentada de leite e de elogios´ Mary Lamb

³Através dos séculos nenhuma nação teve melhor amigo do que a mãe que ensinou seu filho
a orar´ Glen Wheeler

³Tudo o que sou ou espero ser devo a minha MÃE´ Abraham Lincoln

³Qualquer mãe poderia executar o trabalho de muitos controladores de tráfego aéreo com
facilidade.´ Lisa Alther

³ A melhor escola ± os joelhos de uma mãe´ James R. Lowell

³ Mãe significa devoção completa, sacrifício ilimitado e amor que ultrapassa todo
entendimento.´ autor desconhecido.

³ Mãe é aquela que vê que há apenas quatro pedaços de torta para cinco pessoas e
prontamente declara que jamais gostou de doces.´ Autor desconhecido

³ Dentre todos os direitos da mulher, o maior deles: ser mãe!´ Lin Yutango

³A mãe de um garotinho certa fez lhe contou que Deus é quem faz as pessoas serem boas.
Ele olhou para ela e respondeu: Sim eu sei disso, mas as mães ajudam bastante!´ Glen
Wheeler

³Linda como era a face de minha mãe, ela se tornava incomparavelmente mais amável ao
sorrir, e parecia realçar tudo acerca de si mesma.´ Leo Tolstoy

"Maternidade é uma sociedade com Deus´ Autor desconhecido

³ Lembro-me das orações da minha mãe e elas me têm seguido sempre. Elas se
incorporaram a mim durante toda a minha vida.´ Abraham Lincoln

³Um homem, dentre muitos, mantém-se firme porque sua mãe dobrou seus joelhos´ Glen
Wheeler

³Você pode fazer tudo da maneira mais correta como mãe, mas. se você não começar
amando a Deus certamente falhará.´ Alvin Griend

Programa compilado e adaptado por: Lucilene Lima Britis