Você está na página 1de 3

Porque é tão difícil orar?

O que John Wesley, Jonathan Edwards, William Carey, Robert Morrison, David
Livingstone, Sheldon Jackson, e Jim Elliot tem em comum? (Esses são grandes
personagens na história da Igreja, por terem sido missionários de destaque em seu
tempo). Todos eles foram influenciado pelo mesmo jovem, chamado David Brainerd.
Esse jovem não era daquele que se esperava que influenciaria. Era um órfão, que
passou a vida inteira doente, e se converteu somente com 21 anos. Foi expulso do
seminário de teologia por ter feito um comentário crítico a um professor. Lutou contra
depressão durante sua vida. Quando morreu, tinha apenas 8 anos de conversão, 5
anos de ministério e com esse tempo influenciou ao longo da história vários
missionários, apenas com seu tempo de ministério. 2 anos após a morte de David
Brainerd, Jonathan Edwards publicou seu diário que até hoje tem influenciado muitos.
Com tudo, David Brainerd foi um dos que mais influenciou desde a reforma. Mas como
alguém pode influenciar tanto, em tão pouco tempo, sendo alguém como ele era? O
que se destacou na vida de David, que o levou a influenciar grandes homens de
Deus? Se você vai lendo o diário dele descobre que era sua sincera devoção ao
Senhor. David era pirado. Passou fome e frio no norte dos EUA pregando o
evangelho. Então ele influenciou outros a também fazerem coisas loucas por amor ao
Evangelho. Sua vida de oração era de espantar. Ele orava muito! Poucos foram tão
sinceros em sua devoção a Deus, desde Jesus.
Pergunta: sua vida de oração iria influenciar alguém? Se escrevessem sua vida em um
livro, isso influenciaria alguém a ser mais devoto a Deus? Como está sua vida de
oração de 1 a 10? Todos nós sabemos o quanto é importante orar, então, porque não
oramos?
Há muito tempo existe esse problema na Igreja. Porque nos justamos pra brincar,
bater papo, pra sair, mas não nos juntamos para orar? Porque é tão difícil orar? A
resposta para tudo, está em oração. (Filipenses 4:6). Deus ouve suas orações, Ele te
dá essa oportunidade para se expressar diante Dele. Quando temos problemas,
primeiro reclamamos, então procuramos alguém pra conversar, vamos a livraria
evangélica para comprar um livro, um cd, buscamos aconselhamento com o Pastor,
mas poucos vão orar! A Bíblia é um testemunho de como Deus ouve oração. (Salmos
34:15 / Salmos 34: 17 / I João 5: 14-15 / Tiago 5:16 / Salmos 138:3) Quantas histórias
temos da Bíblia de pessoas que gritavam a Deus, e Deus respondeu. Será que não
vemos como Deus cuida do seu povo?
As vezes não fazer algo é uma ofensa. (Jeremias 2:32). Quando os filhos de Deus
não oram, é uma ofensa a Ele. Se não oramos, nós brincamos de ser crente, nos
falamos que O amamos, mas não gastamos tempo com ele, e então que amor é esse?
Que amor é esse que não gasta tempo com alguém, que não procura por alguém? Se
não oramos corremos risco de provocar a ira de Deus, pois estamos tratando o
relacionamento com ele como algo de pouco valor. Como se sentiria o marido que a
noiva não conversa com ele, que não liga, não cumprimenta? Ou mesmo a esposa,
como se sentiria ante a um marido que não fala com ela, não a deseja, não procura
estar perto? Que amor é esse? Isso causaria ira, seria uma ofensa. Deus enviou Seu
filho, rasgou o véu, deixou a porta aberta, mas não entramos, e isso ofende Deus, pois
negamos seu convite.

Alguns não oram por estarem perdendo seu amor por Cristo. (Apocalipse 2:1-4).
Você busca a face Dele todo dia, ou seu amor tem se esfriado? Se dizemos que
amamos a Deus, mas não gastamos tempo com Ele, somos provados a sermos
mentirosos, porque prova de amor não é ausência. Se o seu coração não está atraído
para a presença de Jesus, algo está errado, e você não ama Ele. Porque é tão difícil
crentes orarem? Primeira razão: Porque tem perdido seu amor por Cristo.
Segunda razão: Pecado. Depois que Adão e Eva pecaram, ao Deus se aproximar,
eles se escondiam. (Gênesis 3:8-9). Por vergonha, culpa, orgulho, corremos de Deus,
quando temos que correr para Ele. Quando pecamos, o que mais precisamos é nós
aproximar Dele, confessar, pedir perdão, mas essa parece ser a última coisa que
fazemos. “O homem pecando para de orar, o homem orando, para de pecar”.
Outra razão: Prioridades pervertidas. Como na famosa frase: eu tenho que achar
tempo para orar. Temos tempo para nossas prioridades, moldamos nosso tempo para
fazer o que é prioridade. Existe tantas coisas na nossas vidas acima da oração,
gastamos mais tempo com um monte de coisas, mas não orando. Mas a realidade, é
que Jesus não é nossa prioridade. (Lucas 17:26-30). Nos temos a mesmas prioridades
que eles tinham, e ai está o perigo, eles estavam tão ocupados com as coisas desse
mundo, que não ouviram a mensagem de julgamento vindo. Gastamos tanto tempo
nas coisas desse mundo, e não ouvimos a mensagem de Cristo dizendo “Eu estou
voltando”. Eles desprezavam o Senhor em troca de coisas desse mundo. E ainda tem
uma coisa, eles não eram filhos de Deus, mas nos somos filhos de Deus, e
desprezamos o Senhor igualmente aos que se perderam no dilúvio e em Sodoma.
Quarta razão: Aprendemos a viver sem oração. A vida nos ocupa ao ponto que “não
temos tempo pra orar”, e não sentimos a necessidade. Chega um ponto que você fica
1,2,3 dias em orar, e não sentimos falta, porque a vida segue em sua rotina da mesma
forma. Os que vivem no conforto de ser um membro da Igreja, mas não tem algo de
íntimo com o Senhor, devemos temer pela sua salvação. Não tem como alguém ser
salvo, e não ter algo nele que chama ele para orar. Quem não conhece Deus na Terra,
não tem esperança de conhece-Lo na eternidade se não como juiz. (Mateus 7:21-23).
Como é que podemos conhecer a Deus, sem oração? Onde não tem oração, não tem
relacionamento! O problema de vivermos acostumados a não gastar tempo com Ele, é
que podemos ser aqueles que chegam no céu, achando que estão bem, e
descobrimos que não estávamos, e que Jesus diz: Não vós conheço.
O último motivo que crentes terem dificuldade de orar, é porque pensam que Deus
não os ouve. Depois de um tempo, muitos crentes ficam cansados e desanimados
porque não vêm respostas para suas orações, ou no mínimo não vêm as respostas
que querem. E quando essas pessoas dizem as outras que Deus não o responde, a
pessoa diz que ele não tem fé, e é muito cruel isso, afinal se você não tem fé, e oração
não funciona, porque orar? Deus sempre responde oração! Sua resposta pode ser
sim, não ou espere. O impasse está em acharmos que Deus deve nós servir, mas
temos confundido quem é o servo, porque Deus não é nosso servo. Deus não muda
de opinião porque discordamos com Ele, mas Ele responde nossas orações.
(Romanos 3:4). Ainda que o mundo inteiro fale que Deus não responde orações, Deus
diz que responde, então acabou.
(Tiago4:3) O que mais nos perturba não é o fato que “Ele não responde”, porque Ele
responde, mas o fato d´Ele não fazer o que nos queremos, então entramos em crise.
Hoje é dia de acordar, e notar que o Deus criador do universo quer algo a mais
conosco. Que cada um reconheça em que nível sua vida de oração está, e então
comece a mudar. Se tiver tiver que dormir menos, eu vou dormir menos, se tiver que
cortar alguma coisa, eu vou cortar, mas não vou cortar meu tempo de oração. (Salmos
27:8). Deus espera que você responda como Davi: A Tua face Senhor buscarei.
Difícil orar? É. Precisamos mudar? Precisamos. Vamos buscar? Espero que sim.

Amém.