Você está na página 1de 3
GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 006, de

GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 006, de 12 de março de 2003.

Dispõe sobre as competências da Gerência de Educação Indígena, das Delegacias Regionais de Ensino para o atendimento às Escolas Indígenas do Tocantins.

A SECRETÁRIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 42, § 1º, inciso II, da Constituição do Estado, resolve:

Art. 1º Estabelecer competências à Gerência de Educação Indígena da Secretaria da Educação e Cultura e às Delegacias Regionais de Ensino para o atendimento às escolas indígenas das etnias existentes sob sua jurisdição, sendo que:

I ­ à Gerência de Educação Indígena da Secretaria da Educação e Cultura,

compete:

a) encaminhar parecer referente à contratação dos professores e outros,

servidores de acordo com a necessidade da escola, considerando as diretrizes da Resolução CEB nº 03/99, em seus artigos 3º e 8º;

b) orientar, supervisionar, fiscalizar e dar suporte às atividades realizadas

pelas Delegacias Regionais de Ensino, nas escolas indígenas;

c) assessorar o acompanhamento pedagógico, nos meses de fevereiro a

novembro, e/ou quando for necessária a presença do Supervisor de área;

d) responsabilizar­se pela coordenação e acompanhamento do Curso de

Formação de Professores Indígenas, envolvendo também os responsáveis pelas áreas indígenas das Delegacias Regionais de Ensino;

e) realizar diligências nas escolas indígenas e nas Delegacias Regionais

de Ensino, quando for necessário;

f) capacitar os técnicos das Delegacias Regionais de Ensino responsáveis pelas áreas indígenas e os servidores das unidades escolares;

g) realizar a avaliação dos professores indígenas, com observância à

Instrução Normativa nº 003, de 12 de fevereiro de 2003, que dispõe sobre o Perfil do Educador Indígena e suas atribuições, com a participação dos técnicos das Delegacias Regionais de Ensino e encaminhamento de relatório para o Gabinete da Secretária da Educação e Cultura;

h) promover o encontro bimestral da equipe da Gerência de Educação

Indígena com os Supervisores das áreas indígenas das Delegacias Regionais de Ensino;

2

2 GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA i) promover um encontro anual,

GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA

i) promover um encontro anual, mediante a realização de Seminário,

Fórum ou Congresso, entre os representantes das diversas lideranças, professores indígenas, Instituições envolvidas em educação governamentais ou não e a Secretaria da Educação e Cultura para discutir tema sobre a Educação Escolar Indígena, conforme disponibilidade financeira desta Pasta.

§ 1º A Gerência de Educação Indígena constituirá um Núcleo de Estudo ­ NEI, em conjunto com a Comissão Interistitucional ou Conselho de Educação Escolar Indígena, conforme art. 5º, Parágrafo Único, da Portaria Interministerial nº 559/91.

§ 2º Todas as ações da Gerência de Educação Indígena e das Delegacias

Regionais de Ensino estarão voltadas para a melhoria do ensino/aprendizagem e

qualidade por excelência da escola indígena.

§ 3º Todos os acompanhamentos pedagógicos, nas escolas indígenas,

terão a participação dos técnicos das Delegacias Regionais de Ensino.

II ­ às Delegacias Regionais de Ensino competem:

a) o acompanhamento técnico e pedagógico, no mínimo bimestralmente,

nas escolas, respeitando os princípios sócio­culturais das comunidades e, posteriormente, encaminhar relatório à Gerência de Educação Indígena da Secretaria da Educação e Cultura;

b) o atendimento aos problemas imediatos das escolas indígenas sob sua

jurisdição e que sejam de competência da Delegacia;

c) a responsabilidade pelo levantamento estatístico das unidades escolares indígenas e das necessidades de materiais didáticos, permanentes e de consumo, e, posteriormente, enviar à Gerência de Educação Indígena, até o mês de junho de cada ano, para providenciar e suprir as escolas no ano seguinte;

d) a entrega dos materiais didáticos, permanentes e de consumo, nas

escolas, de acordo com a guia de remessa enviada pela Secretaria da Educação e

Cultura, através da Gerência de Educação Indígena, responsabilizando­se pela devolução da mesma devidamente assinada pelo representante de liderança e/ou professores de cada etnia que receberem os materiais;

e) a responsabilidade pelo levantamento da vida escolar dos alunos, controle e emissão dos documentos pertinentes à inspeção escolar;

f) a emissão de parecer sobre os documentos oriundos das comunidades, encaminhados à Secretaria da Educação e Cultura pelas Delegacias Regionais de Ensino.

g) a garantia do cumprimento dos dias letivos.

3

3 GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA § 1º Todas as ações

GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA

§ 1º Todas as ações realizadas pelas Delegacias Regionais de Ensino

relativas às escolas indígenas deverão ser informadas por escrito à Gerência de

Educação Indígena da Secretaria da Educação e Cultura.

§ 2º Os supervisores de áreas indígenas, das Delegacias Regionais de

Ensino, deverão participar do Curso de Formação para Professores Indígenas, PCN’s, Oficinas, Semana Pedagógica e demais encontros que porventura vierem a acontecer.

§ 3º As Delegacias Regionais de Ensino deverão comunicar por escrito à

Administração Regional da FUNAI, responsável pela etnia, quando da necessidade de terem acesso às aldeias, com a finalidade de resguardar a integridade física dos técnicos, com antecedência mínima de 15 (quinze) dias.

Art. 2º Esta Instrução Normativa entra em vigor a partir desta data.

PUBLIQUE­SE.

Palmas, 12 de março de 2003.

MARIA AUXILIADORA SEABRA REZENDE Secretária da Educação e Cultura