Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico - FISPQ

PRODUTO: Data:

ACETATO DE ETILA
17/02/2010 Nº FISPQ: BR664 Versão: 1 Anula e substitui versão:

Página 1 de 10 todas anteriores

1

-

IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Acetato de Etila BR664 PETROBRAS DISTRIBUIDORA S.A. Rua General Canabarro 500 20271-900 - Maracanã - Rio de Janeiro (RJ). 0800 78 9001 08000 24 44 33

Nome do produto Código interno de identificação Nome da empresa Endereço Telefone Telefone para emergências 2 IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS

PERIGOS MAIS IMPORTANTES EFEITOS DO PRODUTO Efeitos adversos à saúde humana

Produto inflamável

Irritante para as vias aéreas, olhos e demais mucosas. Desengordura a pele, favorecendo o desenvolvimento de dermatites e infecções secundárias. Contamina os cursos de água, tornando-os impróprios para uso em qualquer finalidade, podendo vir a destruir a fauna e flora do local do derrame. Escoamento para rede de esgoto pode criar riscos de fogo e explosão. Volátil e muito inflamável. Os vapores podem formar misturas inflamáveis/explosivas com o ar. Inflama-se quando exposto ao calor, chamas ou centelhas. Não efetuar transferência sob pressão de ar ou oxigênio, risco de explosão. O contato com os olhos e a pele pode causar forte irritação. A inalação pode irritar o trato respiratório; em altas concentrações causa dor de cabeça, náuseas, narcose, irritação pulmonar e efeito tóxico. A ingestão pode irritar o trato digestivo superior, provocar náuseas e pode ser absorvida pela corrente sanguínea. INFLAMÁVEL N.D. PRODUTO INFLAMÁVEL

Efeitos ambientais

Perigos físicos e químicos

Principais sintomas

Classificação de perigo do produto Sistema de classificação adotado Visão geral das emergências

ELEMENTOS APROPRIADOS DA ROTULAGEM

141-78-6 N. levando o rótulo do produto. Obtenha socorro médico imediato. Se a vitima estiver respirando. Remova as lentes de contato se for o caso. Éster Etílico do Ácido Acético. Tomar providências contra cargas eletrostáticas.D. sempre que possível. Não deixar entrar no sistema de esgoto. Retire imediatamente roupas e sapatos contaminados. administrar oxigênio a uma vazão de 10 a 15 litros/minuto. sempre que possivel. Número de Registro CAS Impurezas que contribuam para o perigo 4 - MEDIDAS DE PRIMEIROS SOCORROS Remova a vítima da área contaminada. levando o rótulo do produto. mas com dificuldade. se necessário inicie respiração artificial. Lave os olhos Inalação Contato com a pele Contato com os olhos . Éter Acético. 3 - COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÃO SOBRE OS INGREDIENTES >>>SUBSTÂNCIA Nome químico ou comum Sinônimo Acetato de Etila Éster Etilico Acético. Obtenha socorro médico imediato.FISPQ PRODUTO: Data: ACETATO DE ETILA 17/02/2010 Nº FISPQ: BR664 Versão: 1 Anula e substitui versão: Página 2 de 10 todas anteriores Pictogramas Palavra de advertência Frase de advertência Frase de precaução CUIDADO Substância inflamável Manter longe do alcance de crianças Manter longe de fontes de ignição – proibido fumar! Evitar inalar gás/fumaça/vapores/aerossol(a depender do produto). pelo menos. Remova a vítima para um chuveiro e lave as partes atingidas do corpo com sabão e água corrente durante 15 minutos.Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico . Etanoato de Etila.

levando o rótulo do produto. Isolar o vazamento de todas as fontes de ignição. Ingestão Se a vítima estiver consciente. sempre que possível. Obter socorro médico imediatamente.“ Não há antídoto específico para intoxicação com acetato de etila. há possibilidade de reabsorção enteral. podendo haver retorno dos sintomas após período de latência. pelo menos por 15 minutos. Não provocar vômito.D. Fogo em grandes proporções use espuma resistente a álcoois ou água na forma de neblina.Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico .FISPQ PRODUTO: Data: ACETATO DE ETILA 17/02/2010 Nº FISPQ: BR664 Versão: 1 Anula e substitui versão: Página 3 de 10 todas anteriores imediatamente com grande quantidade de água. “Não dê nada pela boca a uma pessoa inconsciente. N. o tratamento deve ser sintomático e de manutenção. mantendo as pálpebras separadas. Usar equipamentos de proteção individual: para pequenas exposições: luvas e avental impermeáveis e resistentes a solventes. chamas e não fumar na área de risco. Se absorção for grande monitorar depressão do sistema nervoso central e cárdio-respiratória. O tratamento emergencial assim como o tratamento médico após superexposição deve ser direcionado ao controle do quadro completo dos sintomas e da condição clinica do paciente. Em casos extremos de inalação de grandes quantidades de vapor ou superexposição da pele. mucosas e olhos . Pode haver aumento da pressão interna dos recipientes e reservatórios expostos ao fogo ou calor. Meios de extinção apropriados Meio de extinção não recomendados Perigos específicos Métodos especiais de combate Proteção de bombeiro/brigadista Perigos específicos da combustão do produto 6 - MEDIDAS DE CONTROLE PARA DERRAMAMENTO OU VAZAMENTO Eliminar todas as fontes de ignição. lavar a sua boca com água limpa em abundância. N.D. fagulhas. Precauções pessoais Remoção de fontes de ignição Prevenção da inalação e do contato com a pele. Proteção do prestador de socorros e/ou notas para o médico 5 - MEDIDAS DE COMBATE A INCÊNDIO Fogo está em pequena proporção use extintores de gás carbônico (CO2) ou pó químico. O médico avaliará a necessidade de uma lavagem gástrica. As misturas dos vapores no ar são explosivas. Obtenha socorro médico imediato. Resfriar com aspersão d’água ou afastar todos os recipientes expostos ao fogo. impedir centelhas. Proteção completa contra fogo e equipamento autônomo de proteção respiratória.

Atenção Precauções e orientações para manuseio seguro . óculos de segurança herméticos. recipientes. utilizando ferramentas que não provoquem faíscas.Neutralização: Não jogar água. botas de borracha. Medidas de higiene A limpeza e a arrumação são fatores extremamente importantes para a manutenção da segurança nos locais de trabalho. Descartar o produto conforme legislação ambiental vigente e com acompanhamento de um especialista. mananciais ou solos. Em altas concentrações dos vapores utilizar máscaras com suprimento de ar. durante as cargas. providenciando aterramento adequado de todos os equipamentos utilizados. Se possível. no caso de vazamento ou contaminação de águas superficiais. Precauções ao meio ambiente Conter as porções vazadas com diques de vermiculita..D. Não fumar. Devem ser utilizados equipamentos de proteção individual (EPI) para evitar o contato com a pele e mucosas. Não transfira o produto sob pressão de ar ou oxigênio. Pequenos vazamentos devem ser absorvidos em papel toalha e queimados em capela. tambores ou carretas devem ser ligadas à terra. Evitar faiscas de origem elétrica. Procedimentos a serem adotados Prevenção de perigos secundários Contactar o órgão ambiental local. .FISPQ PRODUTO: Data: ACETATO DE ETILA 17/02/2010 Nº FISPQ: BR664 Versão: 1 Anula e substitui versão: Página 4 de 10 todas anteriores botas. . Conservar o produto em um recipiente de emergência. máscara respiratória semi-facial com filtro químico para vapores orgânicos.Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico . evitando-se o contato com pele e roupas. Métodos para limpeza 7 - MANUSEIO E ARMAZENAMENTO Medidas técnicas apropriadas . óculos de ampla visão. Impedir que o produto ou as águas de atendimento a emergência atinjam cursos d’água.Disposição: A disposição final desse material contaminado deverá ser acompanhada por especialista e de acordo com a legislação local vigente. máscara semifacial com filtro para vapor orgânico. serragem. descargas e transferências. vermiculita ou outro material inerte. N. canaletas. Cobrir o produto não recuperado com terra. para posterior reciclagem ou eliminação. Recomenda-se a incineração em instalação autorizada. As instalações.Recuperação: Remover o produto derramado para outro recipiente independente. estancar o vazamento.MANUSEIO Prevenção da exposição do trabalhador Avental e luvas de PVC. eletricidade estática. etc. . bueiros ou galerias de esgoto.Remover a mistura contaminada para outro recipiente independente. capacete. areia. terra ou areia. devidamente etiquetado e bem fechado.

Respirador com suprimento de ar se a concentração no ambiente for superior ao limite de tolerância e/ou se houver deficiência de oxigênio. Portaria MTb 3214/78NR 15-Anexo 11): Limite de tolerância – média ponderada (48 horas/semana) = 1. Proteção respiratória Precauções especiais . em caso de ruptura dos recipientes. 8 - CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL N.D. a fim de evitar a contaminação e conseqüentes irritações da pele ou olhos e até mesma intoxicação.FISPQ PRODUTO: Data: ACETATO DE ETILA 17/02/2010 Nº FISPQ: BR664 Versão: 1 Anula e substitui versão: Página 5 de 10 todas anteriores especial deve ser dada à comida e bebida. O piso deve ser impermeável. Respirador com filtro para vapores orgânicos se a concentração no ambiente for inferior ao limite de tolerância e não houver deficiência de oxigênio. Deve ser prevista a instalação de diques de contenção. todo o pessoal deve higienizar completamente as mãos antes das refeições.199 mg/m (388 ppm) 3 3 Parâmetros de controle específicos Limite de exposição ocupacional Medida de controle de engenharia Absorção pela pele = não Equipamento de proteção individual apropriado Proteção dos olhos/face Proteção das mãos Proteção da pele e corpo Óculos de segurança herméticos para produtos químicos. botas e aventais impermeáveis resistentes a solventes. mantendo-as distantes de qualquer contaminação. Uniforme em brim. Medidas técnicas apropriadas – ARMAZENAMENTO Apropriadas Deve ser efetuada em locais bem ventilados e sob atmosfera inerte de nitrogênio (N2). aço inox e aço carbono.Valor Limite (Brasil. Luvas impermeáveis resistentes a solventes. Os recipientes devem ser hermeticamente fechados. o líquido possa ser contido. incombustível e disposto de modo que.090 mg/m (310 ppm) Limite de tolerância – valor máximo = 1. capacete com protetor facial.Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico . A higiene pessoal e das roupas são fatores muito importantes a serem considerados. . Materiais incompativeis Inapropriadas Materiais seguros para embalagens Recomendados: Vidro.

o Coeficiente de partição – noctanol/água Temperatura de auto-ignição Temperatura de decomposição Viscosidade Faixa de destilação 0. éter dietilico.7 % em massa a 20 C).04 0.D N.73 N. benzeno.FISPQ PRODUTO: Data: ACETATO DE ETILA 17/02/2010 Nº FISPQ: BR664 Versão: 1 Anula e substitui versão: Página 6 de 10 todas anteriores 9 - PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS Liquido límpido Agradável de frutas 6.903 Solúvel na água (8.5 ºC à 78. solventes clorados e solventes oxigenados. N. N.0 ºC .1 ºC -4. Solúvel em acetona.Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico . clorofórmio. 75.39 -83. etanol.900 à 0.D.9 (acetato de butila = 1) Líquido inflamável N.D 3.6 ºC Aspecto Odor Ph Ponto de fusão/ponto de congelamento Ponto de ebulição inicial e faixa de temperatura de ebulição Ponto de fulgor Taxa de evaporação Inflamabilidade Limite inferior/superior de inflamabilidade ou explosividade Pressão de vapor Densidade de vapor Densidade relativa 20/20°C Solubilidade 77.D.D.4 ºC 3.

Estabilidade química Materiais/substâncias incompatíveis Produtos perigosos da decomposição 11 - INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS Toxicidade aguda . danos hepáticos. ácido acético. bronquite.Ingestão: É absorvido pela via digestiva. 10 - ESTABILIDADE E REATIVIDADE Estável à temperatura ambiente e sob condições normais de uso. ácido clorosulfônico. embaçamento da córnea.FISPQ PRODUTO: Data: ACETATO DE ETILA 17/02/2010 Nº FISPQ: BR664 Versão: 1 Anula e substitui versão: Página 7 de 10 todas anteriores Ponto de combustão N.Inalação: Pode provocar sonolência.D. facilitando o desenvolvimento de infecções secundárias. materiais oxidantes. e monóxido de carbono.Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico . vômitos e diarréia.Inalação: Moderadamente tóxico.Efeitos sobre organismos aquáticos: .Contato com a pele: Desengordura a pele. dióxido de carbono. anemia. dores de cabeça. edema pulmonar. comportamentos e impactos do produto Ecotoxicidade . cardíacos e alterações sanguíneas. irritação do nariz e da garganta. nitratos. É absorvido pelas vias aéreas.600 ppm -Contato com os olhos: Pode irritar os olhos. 12 - INFORMAÇÕES ECOLÓGICAS Efeitos ambientais. leucocitose. LD50 – rato = 5.620 mg/kg LD50 – coelho = 11 g/kg Toxicidade crônica . renais. -Contato com a pele: É pouco absorvido pela pele. perda de apetite. Efeitos específicos Pode levar a relaxamento muscular. etanol. podendo levar à dermatite e rachaduras. Por combustão ou degradação térmica (pirólise) libera. terc-butóxido de potássio e tetra-aluminio de litio. Irritante para as mucosas LD50 – coelho > 20 ml/kg . LD50 – rato = 31 mg/m3 (1 hora) LD50 – coelho = 1. vertigem. Oxigênio sob pressão. .

9 % após 28 dias) Potencial bioacumulativo N.Biodegradabilidade aeróbica final: Biodegradável (93. Descartar em instalação autorizada. caso a caso.D. 96.68% e DQO = 1. Restos de produtos Embalagem usada 14 - INFORMAÇÕES SOBRE TRANSPORTE Decreto nº. o 13 - CONSIDERAÇÕES SOBRE TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO Métodos recomendados para tratamento e disposição aplicados ao Produto O tratamento e a disposição do produto deve ser avaliado tecnicamente. 2657/08. de 18 de maio de 1988: Aprova o Regulamento para o Transporte Rodoviário de Produtos Perigosos e dá outras providências. 701/04.044. 420/04. Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT): Resoluções Nº.54 g O2/g Persistência e degradabilidade . Regulamentações nacionais e internacionais Terrestre Hidroviário DPC .Diretoria brasileiras) de Portos e Costas (Transporte em águas Normas de Autoridade Marítima (NORMAM) NORMAM 01/DPC: Embarcações Empregadas na Navegação em Mar Aberto NORMAM 02/DPC: Embarcações Empregadas na Navegação .Degradação abiótica – Fotólise: Meia vida de 20 anos a 25 C . Descartar em instalação autorizada. 2975/08 e 3383/10.FISPQ PRODUTO: Data: ACETATO DE ETILA 17/02/2010 Nº FISPQ: BR664 Versão: 1 Anula e substitui versão: Página 8 de 10 todas anteriores LC50 peixe (indian catfish) = 212 mg/l (96 hs) LC50 peixe (fathead minnow) = 230 mg/l (96 hs) Teste de inibição da multiplicação (pseudomonas putida) = 650 mg/l de células da bactéria Teste de inibição da multiplicação de células do invertebrado (entosiphon sulcatum) = 202 mg/l LC50 invertebrados (mexican axolotl) = 150 mg/l (48 hs) . 1644/06.Efeitos sobre as instalações de efluentes: DBO5 = 36 .Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico .

saúde e Meio Ambiente Acidentes:Vazamento. Aéreo DAC – Departamento de Aviação Civil: IAC 153-1001. Instrução de Aviação Civil – Normas artigos perigosos em aeronaves civis.FISPQ PRODUTO: Data: ACETATO DE ETILA 17/02/2010 Nº FISPQ: BR664 Versão: 1 Anula e substitui versão: Página 9 de 10 todas anteriores Interior IMO – “International Marítima Internacional) Maritime Organization” (Organização International Maritime Dangerous Goods Code (IMDG Code) – Incorporating Amendment 34-08. envolvimento de pessoas. poluição. Esta ficha não dispensa em caso algum o usuário de conhecer e aplicar o conjunto de textos que regulamenta sua atividade. O conjunto das regulamentações mencionadas tem simplesmente como alvo ajudar o usuário a cumprir as obrigações que lhe incumbem quando da utilização de produto perigoso. 2010. 2008 Edition. Número ONU Nome apropriado para embarque Classe e subclasse de risco principal e subsidiário Número de risco Grupo de embalagem 1173 Acetato de Etila 3 33 II 15 - REGULAMENTAÇÕES Regulamentações Regulamentação conforme CEE: Rotulagem obrigatória (auto classificação) : Aplicável EPI’s necessários:Para pequenas e grandes exposições Riscos: De fogo. 16 - OUTRAS INFORMAÇÕES Informações importantes As informações aqui contidas baseiam-se no atual nível de conhecimento da empresa e foram elaboradas de boa fé. É de sua inteira responsabilidade tomar precauções ligadas à utilização do produto que ele conhece. Esta ficha completa as notas técnicas de utilização mas não as pode substituir. Esta enumeração não deve ser considerada como exaustiva. para o transporte de IATA – “International Air Transport Association” (Associação Nacional de Transporte Aéreo) Dangerous Goods Regulation (DGR) – 51st Edition. fogo.Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico . informações ao médico e tratamento. Ela não isenta o usuário de cumprir outras obrigações . É chamada a atenção dos usuários sobre os riscos eventualmente encontrados quando um produto é utilizado para outros fins que não aqueles que se conhecem.

pelas quais ele é único responsável.Time Weighted Average ACGIH .A. além das mencionadas. Siglas N. – Não se aplica IDLH – Immediately Dangerous to Life or Health TLV . – Informação não disponível N.FISPQ PRODUTO: Data: ACETATO DE ETILA 17/02/2010 Nº FISPQ: BR664 Versão: 1 Anula e substitui versão: Página 10 de 10 todas anteriores legais.D.Threshold Limit Value TWA . acerca do armazenamento e utilização do produto. .American Conference of Governmental Industrial Hygienists Bibliografia Seção 14: Regulamento do Transporte Terrestre de Produtos Perigosos do Ministério do Transporte (Resolução 420 de 12 de fevereiro de 2004).Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful