Você está na página 1de 12

 ► Introdução

► A sucessão ecológica


 ► Tipos de sucessões ecológicas
 ► Ciclos biogeoquímicos:
 Ciclo da Água
 Ciclo do carbono
 Ciclo do cálcio
 Ciclo do oxigénio
 ► Consequências da intervenção humana
 ► Conclusão
 Estetrabalho está a ser realizado no
âmbito da disciplina de Ciências
Naturais.
 Vamos falar sobre as diferentes
sucessões ecológicas e as
consequências da intervenção humana
na Natureza.
 Esperemos que gostem do trabalho e
que vos seja útil.
 Por vezes, as alterações climáticas ou fenómenos
naturais tornam disponíveis varias áreas,
potencialmente habitáveis, mas completamente
desprovidas de seres vivos.
 Isto acontece por exemplo quando a temperatura
do nosso planeta sobe e os gelos se retiram de
zonas cobertas durante séculos.
 Mas estes espaços não permanecem livres por
muito tempo, pois os plantas e animais tendem a
colonizar todos os espaços disponíveis.
 Devido a este fenómeno, nos novos territórios,
alternam-se comunidades de seres vivos, que
dão origem a uma sucessão ecológica.
 Existem quatro tipos de sucessões ecológicas:
 Primárias, quando a evolução se dá a partir da
rocha nua ou solo desprovido de organismos,
 Secundárias, quando estas se dão após um
desastre ambiental, como por exemplo um
incêndio, derramamento de lava, uma inundação
Autotróficas, quando um ambiente, oferecendo
componentes abióticos necessários; sais
minerais; água, sedia o desenvolvimento de
comunidades autotróficas.
 Heterotróficas, quando um ambiente, oferecendo
componentes bióticos necessários; matéria
orgânica, sedia o desenvolvimento de
comunidades heterotróficas.
 O ciclo biogeoquímico é o percurso
realizado no meio ambiente por um
elemento químico essencial à vida. Ao
longo do ciclo, cada elemento é absorvido
e reciclado por componentes bióticos
(seres vivos) e abióticos (ar, água, solo)
da biosfera, e às vezes pode se acumular
durante um longo período de tempo em
um mesmo lugar. É por meio dos ciclos
biogeoquímicos que os elementos
químicos e compostos químicos são
transferidos entre os organismos e entre
diferentes partes do planeta.
 A água é uma substância
imprescindível á vida,
fazendo parte de todos os
seres vivos. Ela faz
igualmente parte do meio
abiótico, coexistindo na
fase sólida, liquida e
gasosa.
 A água circula na natureza,
ora constituindo diferentes
reservatórios no meio
abiótico, como rios, mares
e glaciares, ora fazendo
parte dos seres vivos.
 Esse movimento da água
constitui o ciclo hidrológico.
 O ciclo da água tipifica
claramente um ciclo de
matéria na natureza
 O ciclo do carbono é o seguinte:
O carbono é absorvido pelas
plantas. Os animais, através da
respiração, libertam para a
atmosfera parte do carbono
assimilado, na forma de CO2.

 Parte do carbono contido nos


herbívoros será transferida para
os níveis tróficos seguintes e
outra parte caberá aos
decompositores e, assim,
sucessivamente, até que todo o
carbono fixado pela fotossíntese
retorne novamente à atmosfera
na forma de CO2
 Os sais de cálcio são usados
pelos animais para a formação
dos esqueletos, como ossos de
peixes, conchas de moluscos.
Estes acumulam-se no fundo dos
mares, lagos e rios. Depois de
milhões de anos, podem vir a
construir rochas calcárias
continentais, se ocorrer uma
elevação do terreno.
 Os compostos de cálcio, quando
são novamente dissolvidos pelas
águas das chuvas, voltam para
os oceanos. O cálcio, quando
está em solução, pode ser
incorporado pelas raízes e vir a
fazer parte de vegetais e mais
tarde de consumidores e, por
fim, retornar ao solo através da
acção dos decompositores.
 O ciclo do oxigénio descreve o
movimento do oxigénio entre os
seus três reservatórios
principais: a atmosfera, a
biosfera e a litosfera.
 Este ciclo é mantido por
processos geológicos, físicos,
hidrológicos e biológicos, que
movem diferentes elementos de
um depósito a outro. O oxigénio
molecular (O2) representa 20%
da atmosfera terrestre.
 Este oxigénio satisfaz as
necessidades de todos os
organismos terrestres.
 O principal factor na produção de
oxigénio é a fotossíntese, que é
responsável pela moderna
atmosfera terrestre e pela vida,
tal como a conhecemos.
 A espécie humana, tal como as outras espécies, depende
da natureza, intervindo activamente nos ecossistemas.
 Essa intervenção foi evoluindo ao longo do tempo, uma
vez que na historia da Humanidade verificaram-se
inovações que marcaram diferenças significativas no
aumento do numero de indivíduos.
 As crescentes possibilidades tecnológicas conduziram a
uma sobreexploração dos recursos da natureza e á sua
transformação.
 As alterações ocasionadas pelas acções humanas no
ambiente são designadas por impacte ambiental.
 Nas ultimas décadas começou a tornar-se consciência dos
graves riscos desencadeados pela intervenção humana
nos ecossistemas devido á ocorrência de grandes
problemas ambientais.
 Este trabalho ajudou-nos a perceber
melhor os tipos de sucessões
ecológicas e a intervenção humana na
natureza e por vezes destruindo o
habitat natural dos seres vivos.
 Todos deveríamos ter mais cuidado
com o ambiente, pois assim teremos
mais qualidade de vida e menos
problemas de saúde.