Você está na página 1de 74

Série:

ORIENTAÇÃO PROFÉTICA

A POSIÇÃO DA
IASD SOBRE
ELLEN WHITE
Ellen G. ( Ha rmon)
White (1 827 – 1915)
Nasceu em Gorham,
Maine.
Ellen e sua irmã gêmea,
Ellen e sua irmã gêmea,
Elizabeth, eram as filhas
mais novas de uma
família de 8 filhos.
Quando ambas ainda
SALT-IAENE
eram crianças, a família
DEDUC mudou-se para
Aos 9 anos uma
pedra atingiu o
seu rosto e por
2 anos não
pôde respirar
pelo nariz. Aos
12 anos tentou
retornar para a
escola.
SALT-IAENE
DEDUC
Em março de
1840, Ellen e sua
família ouviram
as pregações de
Guilherme Miller
em Portland, e
aceitaram a
segunda vinda
de Cristo a
ocorrer cerca do
SALT-IAENE
ano de 1843.
DEDUC
Numa reunião campal
metodista realizada nas
proximidades de Buxton,
Maine, poucos meses
depois, ela entregou seu
coração a Deus. (Vida e
Ensinos , p. 16-20)

SALT-IAENE
DEDUC
Por insistência de sua parte, Ellen
foi batizada por imersão
(o batismo metodista é por aspersão),
no dia 26 de junho de 1842, em
Casco Bay. (Vida e Ensinos, p.20)

Em 1843 foram
desligados da
igreja Metodista
de Pine Street.
Sua pri meira
vi são

Em dez emb ro
de 184 4, na
casa da Sr a.
Haines, em
So uth Portlan d,
Maine .
SALT-IAENE Primeiros Escritos,
DEDUC pp. 13-20.
“Se falhassem em
prosseguir na
infalível luz, eles
tropeçariam e
cairiam no caminho.
Assim, eles
tragicamente jamais
alcançariam a cidade
de Deus.”
(LeRoy Edwin Froom,
SALT-IAENE
Movement of Destiny, p. 82).

DEDUC
O c ham ad o par a o
mi ni sté ri o pr of étic o
Guilherme Ellis Foy -
“Pregador milerita de cor
parda, teve sua primeira
visão no dia 18 de janeiro
de 1842... e uma terceira
visão próximo ao tempo
de expectativa de 1844,
na qual ele viu três
plataformas”.
SALT-IAENE (SDA Encyclopedia , pp.
DEDUC 474 e 475).
“Recebeu algumas visões no outono
de 1844. Viu a caminhada do povo do
advento para a cidade de Deus. Em
uma segunda visão, foi advertido
que, se ele não
relatasse... a
responsabilidade
seria tirada dele e
colocada sobre
uma dos mais
frágeis filhos do
Senhor.”
SALT-IAENE (SDA
DEDUC
Encyclopédia, p. 473).
Ellen G. Harmon: uma
frágil jove m d e 1 7
anos .

Em sua
segunda
visão, o
Senhor
apresentou-
lhe uma
SALT-IAENE
perspectiva
DEDUC das provas.
No verão de
1845 ela teve
a mais longa
visão (4 horas
de duração),
em Randolph.
Condenou o
fanatismo de
Robbins,
Sargent e
SALT-IAENE
French.
DEDUC
Em novembro de 1846,
Ellen G. White teve uma
visão com detalhes
astronômicos, que
convenceram José Bates
a aceitar o dom
profético da irmã White.
SALT-IAENE
DEDUC
No dia 3/4/1847 ela teve
uma visão em Topsham,
Maine, na qual viu, no
templo celestial, a Lei de
Deus, com um halo de
luz envolvendo
o 4° mandamento.
(Primeiro Escritos, pp. 32 e
33).
SALT-IAENE
DEDUC
Autenti ci dade do
Dom de Prof ecia:

1- Fenômenos
Físicos.
2- Conteúdo das
visões.
3-
Fundamentação
SALT-IAENE
bíblica.
DEDUC
Série de reuniões
dos ‘amigos do
sábado’ realizados
em vários lugares
da Nova Inglaterra
e Nova Iorque,
durante o período
formativo, em
1848
(SDA Encyclopedia, p.
1255)
SALT-IAENE
DEDUC
Os seis “congressos
sabáticos” de 1848

“Demonstraram ser
um poder unificador,
clarificador e
fortalecedor,
consolidando as
posições do
crescente grupo
sabatista”
(L.E. Froom, The
Prophetic Faith of Our
Fathers, vol.4, p.
SALT-IAENE
1021).
DEDUC
Dorchester,
Massachusetts (18/11/1848)
na casa de Otis Nichols:

Visão a respeito da
SALT-IAENE
obra de publicações.
DEDUC
“Tenho uma mensagem para ti. Deves começar
a publicar um pequeno jornal e mandá-lo ao
povo. Desde este pequeno começo foi-me
mostrado assemelhar-se a torrentes de luz que
circundavam o mundo.” (Vida e Ensinos , p. 127).

SALT-IAENE
DEDUC
Jul ho de 18 49 : M il
exe mp lar es do j orn al “T he
Pr ese nt Tru th”.
“Ajoe lha mo -no s
em redo r d os
jor na is e, co m o
cor aç ão hu milde e
mu itas lá gr imas ,
ro gamo s ao
Se nho r q ue
abe nç oas se
aqu ele s
me ns age iro s da
SALT-IAENE
ver da de.” (Vi da e
DEDUC En sino s, p p.1 28 ,
“Depo is d e
termo s do br ado
os jo rna is e me u
ma rido h ave r
emb rul ha do e
end er eçad o
exe mp la res pa ra
todo s os q ue el e
jul ga va o s l er iam,
pô- lo s nu ma
ma lin ha e, a pé ,
SALT-IAENE lev ou -o s ao
DEDUC cor reio de
A importância dos
“Congressos Sabáticos”

1) O segundo advento pré-


milenista;

2) O ministério de Cristo em
duas fases, no santuário
celestial, cuja purificação
iniciou em 1844;

SALT-IAENE 3) O sábado do sétimo dia;


DEDUC
4) Dom de Profecia;

5) Três mensagens
angélicas;

6) A imortalidade
condicional;

7) As sete últimas pragas;

8) Extinção dos ímpios


SALT-IAENE
após o milênio; (R. W. Schwarz,
Op. Cit., p. 69).
DEDUC
“Muit as v ezes
ficávamos junt os at é
tar de da noite, e por
vezes dur ante a noit e
inteir a, orando por
luz e estudando a
Pala vra.” (Ci tado em:
Arthur L. Whi te, Op. Cit., pp. 83
– 85) .

SALT-IAENE
DEDUC
O Dom de Profecia

SALT-IAENE
DEDUC
“Um dos dons do Espírito Santo é o de
profecia. Este dom é um sinal distintivo
da igreja remanescente e foi
manifestado no ministério de Ellen G.
White. Como a mensageira do Senhor,
seus escritos são uma fonte de verdade
duradoura e autoritativa, que provê para
a igreja conforto, guia, instrução e
correção. Estes escritos também
tornam claro que a Bíblia é o padrão
pelo qual devem ser testados todo
ensino e prática (Joel 2:28-29; Atos
2:14-21; Hb 1:1-3; Ap 12:17; 19:10)” –
Seventh-Day Adventist Yearbook,
SALT-IAENE
1981, p. 7.
DEDUC
O Testemunho de Jesus
(Ap 19:10)

SALT-IAENE
DEDUC
Em Ap 19:10 são citadas
as palavras do anjo a
João: “Sou... dos teus
irmãos que mantém o
testemunho de Jesus”.
Esta frase é paralela a
“Sou.. dos teus irmãos,
os profetas” em Ap 22:9.
SALT-IAENE
DEDUC
O termo “espírito de
profecia”, da forma como
é usado em Ap 19:10,
deve aplicar-se a
qualquer um que possua
o dom profético, inclusive
o anjo, João, e os irmãos
de João.
SALT-IAENE
DEDUC
Os adventistas crêem que
Ellen White possuía o “espírito
de profecia”, e comumente
usam o termo como um título,
aplicando-o aos escritos dela.
No sentido bíblico mais estrito,
contudo, a frase “espírito de
profecia” aplica-se ao
ministério e ensinos de todos
os profetas, tanto antigos
SALT-IAENE quanto modernos.
DEDUC
Segundo Ap 12:17 a igreja
remanescente deveria ter “o
testemunho de Jesus”. Esta
frase, tanto no grego quanto
no português, pode
significar um testemunho
sobre Cristo, ou testemunho
de Cristo.
SALT-IAENE
DEDUC
Desde que todos os
grupos de cristãos
falam sobre Cristo,
isto dificilmente
poderia ser uma
característica
distintiva da
verdadeira igreja de
SALT-IAENE
Deus nos últimos dias.
DEDUC
Todavia, ter comunicações
divinas de Cristo – um
ressurgimento do dom
profético – facilmente
identificaria o verdadeiro
remanescente dentre
outros grupos religiosos.
SALT-IAENE
DEDUC
Os adventistas afirmam que
a expressão “o testemunho
de Jesus” em Ap 12:17 é
uma referência ao dom de
profecia na forma como é
visto no ministério de Ellen
White. Esta interpretação
está em harmonia com o
sentido da frase em Ap 1:2
SALT-IAENE e 9.
DEDUC
Profecia:
Um Dom Raro
O que queria dizer o
apóstolo Paulo
quando afirmou que
todos devíamos
desejar a habilidade
de profetizar (1Cor.
14:1, 5)? Todos
podem se tornar
SALT-IAENE profetas?
DEDUC
Não.
As palavras “profeta” e
“profetizar” são
aparentemente usadas
em sentido bastante
amplo em certas
passagens
SALT-IAENE
escriturísticas.
DEDUC
“Todos podeis
profetizar”, escreveu
Paulo aos coríntios, mas,
admoestou ele, apenas
um de cada vez (1Cor.
14:31).
SALT-IAENE
DEDUC
Quando disse, “todos
podeis profetizar”, não é
provável que Paulo os
estivesse declarando a
todos como profetas
divinamente credenciados.
Ele podia estar falando de
uma reunião de louvores ou
testemunhos, ou alguma
reunião na qual cada um
SALT-IAENE
DEDUC podia participar.
Os músicos de Davi
“profetizavam com harpas,
em ações de graça e
louvores ao Senhor”
(1Crôn. 25:3). Estes
músicos não eram
nomeados para seu cargo
diretamente pelo Senhor,
mas por Davi e pelos
SALT-IAENE chefes do serviço (v. 1).
DEDUC
Por outro lado, o próprio Deus
chamou alguns homens e
mulheres para desempenhar
um papel singular como
profetas e profetisas – para ser
Seus porta-vozes (Jer. 1:5;
1Sm 8:30). Não era qualquer
um, de qualquer maneira, que
tinha – ou poderia ter – este
dom profético; era alguém
SALT-IAENE
especial (Nm 12:6; Am 3:7).
DEDUC
Os dons espirituais são
conferidos pelo Espírito
Santo, que distribui
“como Lhe apraz, a cada
um, individualmente”
(1Cor. 12:8-11). Nem
todos possuem o dom
de profecia (1Cor.
SALT-IAENE 12:28-29).
DEDUC
Os “Graus de Revelação”

SALT-IAENE
DEDUC
Qual a
concepção de
Ellen White
sobre sua
própria
revelação?
SALT-IAENE
DEDUC
“Sou agora instruída de que não devo
ser estorvada em meu trabalho pelos
que se empenham em suposições
acerca de sua natureza, cuja mente
está lutando com tantos problemas
intrincados em relação com a suposta
obra de um profeta. Minha comissão
abrange a obra de um profeta, mas não
finda aí. Compreende muito mais do
que pode entender a mente dos que
têm estado a semear as sementes da
incredulidade” – Mensagens
SALT-IAENE
Escolhidas, vol. 1, p. 36.
DEDUC
“Mediante a iluminação do Espírito
Santo, as cenas do prolongado
conflito entre o bem e o mal foram
patenteadas à autora destas
páginas. De quando em quando me
foi permitido contemplar a operação,
nas diversas épocas, do grande
conflito entre Cristo, o Príncipe da
Vida, o Autor de nossa salvação, e
Satanás, o príncipe do mal, o autor
do pecado” –
SALT-IAENE O Grande Conflito, 11.
DEDUC
“À medida que o Espírito de Deus
me ia revelando à mente as
grandes verdades de Sua Palavra,
e as cenas do passado e do futuro,
era-me ordenado tornar conhecido
a outros o que assim fora
revelado” –
O Grande Conflito, 12.

SALT-IAENE
DEDUC
A Relação de Ellen White
para com a Bíblia

SALT-IAENE
DEDUC
Como uma “luz
menor” ela
invariavelmente
dirigia seus
leitores às
Escrituras, a “luz
maior”
(Evangelismo,
SALT-IAENE
DEDUC
257).
Típicas de suas muitas
declarações sobre a
preeminência da Bíblia, são as
seguintes:
“Pois esta (a Escritura)
explicitamente declara ser
ela mesma a norma pela qual
todo ensino e experiência
devem ser aferidos” –
O Grande Conflito, 10.
SALT-IAENE
DEDUC
um povo que mantenha a
Bíblia e a Bíblia só, como
norma de todas as doutrinas e
base de todas as reformas. As
opiniões de homens ilustres,
as declarações da ciência, os
credos e decisões dos concílios
eclesiásticos, tão numerosos e
discordantes como são as
igrejas que representam, a voz
da maioria – nenhuma destas
coisas, nem todas em
conjunto, deveriam considerar-
SALT-IAENE
se como prova, em favor ou
DEDUC
“A Bíblia, e a Bíblia tão-só, deve ser
nosso credo, o único laço de união;
todos os que se submeterem a essa
santa Palavra estarão em harmonia
entre si. Nossos próprios pontos de
vista e idéias não devem controlar
nossos esforços. O homem é falível,
mas a Palavra de Deus é infalível. Em
vez de lutar uns com os outros, exaltem
os homens ao Senhor. Defrontemos
toda oposição, como o fez o Mestre,
dizendo: “Está escrito”. Ergamos o
estandarte no qual está escrito: a Bíblia,
nossa regra de fé e disciplina” –
SALT-IAENE
Mensagens Escolhidas, vol. 1, p. 416.
DEDUC
De seus escritos, comparados com
a Bíblia, ela declarou:
“Não devem os testemunhos da
irmã White ser postos na dianteira.
A Palavra de Deus é a norma
infalível. Não devem os
Testemunhos substituir a Palavra...
E nunca queremos que alma
nenhuma faça prevalecer os
Testemunhos sobre a Bíblia” –
Evangelismo, 256.
SALT-IAENE
DEDUC
Elias, Eliseu e João
Batista eram
reconhecidos porta-
vozes de Deus
embora não tenham
contribuído para o
SALT-IAENE
cânon.
DEDUC
A existência do
Pentateuco como padrão
doutrinário, de forma
alguma diminui a
autoridade de Natã como
profeta vivo, muito embora
seus escritos não
pertencessem ao cânon
SALT-IAENE
(ver 1Crôn. 29:29; 2Crôn. 9:29).
DEDUC
A Crença em Ellen White não
é um Teste de Discipulado

SALT-IAENE
DEDUC
A crença na posição
singular de Ellen
White como
mensageira
inspirada não é um
teste de discipulado
na Igreja Adventista
SALT-IAENE
do Sétimo Dia.
DEDUC
Uma citação dos
Testemunhos diz,
daqueles que se
opõem às visões, que
“a igreja pode saber
que eles não são
corretos” (Testimonies, vol.
SALT-IAENE
1, p. 328).
DEDUC
Ellen White como Intérprete
das Escrituras

SALT-IAENE
DEDUC
Os escritos de Ellen
White são em geral de
natureza homilética e
evangélica, e não
estritamente
exegéticos.
SALT-IAENE
DEDUC
“Onde ela (Ellen White) seguiu
a descrição de historiadores ou
a exposição de escritores
adventistas, crio que Deus lhe
deu discernimento para usar
aquilo que é correto e está em
harmonia com a verdade no
que respeita a todos os
assuntos essenciais à
salvação. No caso de se
descobrir, por estudo
SALT-IAENE
DEDUC fidedigno, que ela...
seguiu algumas exposições de
profecias que, em alguns detalhes
concernentes a datas, não podemos
harmonizar com nossa
compreensão da história secular,
isto não afeta minha confiança em
seus escritos no todo, mais do que
minha confiança na Bíblia é afetada
pelo fato de eu não poder
harmonizar muitas das declarações
no que se refere à cronologia” –
SALT-IAENE
Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 449-450.
DEDUC
“Naquele tempo, erro após erro
procurava forçar entrada entre
nós; ministros e doutores
introduziram novas doutrinas. Nós
investigávamos as Escrituras com
muita oração, e o Espírito Santo
nos trazia ao espírito a verdade.
Por vezes, noites inteiras eram
consagradas à pesquisa das
Escrituras, a pedir fervorosamente
a Deus Sua guia. Juntavam-se
para esse fim grupos de homens e
SALT-IAENE mulheres pios. O poder de Deus
DEDUC vinha sobre mim...
...e eu era habilitada a definir
claramente o que era verdade
ou erro. Ao serem
estabelecidos os pontos de
nossa fé, nossos pés se
colocavam sobre um firme
fundamento. Aceitávamos a
verdade ponto por ponto, sob a
demonstração do
Espírito Santo” –
SALT-IAENE Obreiros Evangélicos, 302.
DEDUC
“Então o Espírito de Deus
descia sobre mim, eu era
arrebatada em visão, e
concedia-se-me uma clara
explicação das passagens que
estivéramos estudando... Uma
linha da verdade estendendo-
se daquela época até o tempo
em que entraremos na Cidade
de Deus foi claramente
demarcada perante mim” –
SALT-IAENE
DEDUC Este Dia com Deus, 315.
Em 1898 ela saiu
firmemente contra o
semi-arianismo de Urias
Smith (comparar o editorial
de Urias Smith na Review
de 16/03/1897 com o
Desejado de Todas as
Nações, 507).
SALT-IAENE
DEDUC
“Há uma cadeia contínua
da verdade, sem
nenhuma sentença
herética, naquilo que
tenho escrito” –
Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 52.

SALT-IAENE
DEDUC
“Aparecerá um, e ainda outro,
com nova iluminação, que
contradiz aquela que foi dada
por Deus sob a demonstração
de Seu Espírito Santo... Não
devemos receber as palavras
dos que vêm com uma
mensagem em contradição
com os pontos essenciais de
nossa fé” –
SALT-IAENE Mensagens Escolhidas, vol. 1, p. 161.
DEDUC
Finalmente, nos é dada a
promessa de que “todos os
que creram que o Senhor
falou através da irmã White,
e deu a ela uma
mensagem, estarão a salvo
dos muitos enganos que
sobrevirão nestes
últimos dias”
SALT-IAENE Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 84.
DEDUC
ALEGAÇÕES DE
ERROS E EQUÍVOCOS

As Falhas Pessoais
de Ellen G. White

SALT-IAENE
DEDUC
“Não reivindico infalibilidade,
ou mesmo perfeição de caráter
cristão. Não estou livre de
equívocos e erros em minha
vida. Tivesse eu seguido mais
de perto a meu Salvador, e
não teria de lamentar tanto
minha dessemelhança de Sua
querida imagem”
Carta 27, 1876.
SALT-IAENE
DEDUC
No que respeita às
fraquezas que
venceram Moisés,
Davi, Salomão, e
outros, declarou
Ellen White:
SALT-IAENE
DEDUC
“Se eles não possuíssem defeitos,
teriam sido mais que humanos, e
nós desanimaríamos, em nossa
natureza pecaminosa, de chegar a
atingir tal ponto de excelência. Mas,
vendo onde eles lutaram e caíram,
onde recobraram ânimo e venceram
pela graça de Deus, somos
encorajados, e levados a enfrentar
os obstáculos que a natureza
degenerada coloca
em nosso caminho”
SALT-IAENE Testimonies, vol. 4, p. 12.
DEDUC
“A Bíblia deve ser vosso
conselheiro. Estudai-a, e
aos Testemunhos que
Deus tem dado; pois eles
nunca contradizem Sua
Palavra” –
Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 32.

SALT-IAENE
DEDUC