Você está na página 1de 4

Regimes autoritários do

cone sul da América


Latina
• CHILE
• Único país a eleger um presidente socialista
• 1970 coligação de partidos de esquerda elegem
Salvador Allende.
• Allende pôs em prática uma política nacionalista e
antiamericana.
• Iniciou uma reforma agrária nos moldes das demais
nações socialistas
• EUA reage plano de desestabilização do governo de
Allende
• (retirada de gêneros de primeira necessidade, greves
paralisando transportes e combustíveis)
insatisfação popular + queda do preço de cobre no
mercado internacional.
• EUA apóiam golpe militar – Augusto Pinochet (repressão,
desrespeito aos direitos civis).
• 1989: Chile volta a ser uma democracia após 16 anos de
ditadura.
• CUBA
• * Tornou-se independente em 1898
• Controle dos norte-americanos que acabaram se tornando
“donos” da ilha.
• População local: basicamente camponeses que eram explorados
e viviam na penúria.
• 1952: Golpe de Estado Fulgêncio Batista violência e
corrupção.Depois de uma tentativa frustrada, Fidel Castro toma o
poder com a ajuda de guerrilheiros em janeiro de 1959.
• O comércio com os EUA torna-se impossível O governo
revolucionário estatiza as empresas estrangeiras EUA
boicota Cuba e ela se declara socialista.
• Cuba recebe ajuda financeira dos países socialistas comandados
pela URSS.
• Com o fim do socialismo na URSS, o país de Fidel Castro deixou
de receber o apoio econômico que o governo soviético lhe
enviava.
• Hoje, Cuba se encontra a beira de um colapso econômico e sua
população vive sob um intenso racionamento de combustível,
energia e de gêneros alimentícios básicos.
• Apesar de autoritário e centralizador, a revolução socialista
criou um sistema de ensino básico gratuito e obrigatório e um
eficiente esquema de saúde pública, inexistente nos demais
países da América Latina.
• NICARÁGUA
• * Experiência revolucionária semelhante à de Cuba. 
• Maioria da população na miséria, país dominado por empresas norte-
americanas e governado pelo ditador Anastásio Somoza (domínio
familiar de 40 anos).
• 1927 Augusto César Sandino organiza um grupo guerrilheiro para
lutar contra a dominação americana. É morto. Os Somoza continuam
governando o país em uma ditadura violenta.
• Década de 60: Surge a Frente Sandinista de Libertação Nacional.
• A guerrilha cresce , a oposição ao governo de Anastásio Somoza
aumenta.
• Com a grande insatisfação nacional que havia no país, os sandinistas
intensificaram sua atuação contra o governo dando início a uma
guerra civil. Em julho de 1979, os guerrilheiros entraram na capital,
Manágua.
• Somoza exilou-se no Paraguai, onde acabaria assassinado.
• Um ano depois, começaram os desentendimentos internos.
• Apesar dos esforços do governo revolucionário para erradicar o
analfabetismo e a miséria, uma crise econômica aguda afetava o país.
Nas eleições realizadas em 1990, a oposição saiu vitoriosa.
•