Você está na página 1de 2

1. A foto e o texto indicam a política adotada por JK durante seu governo.

Analise as alternativas abaixo e


assinale a que NÃO apresenta relação com as medidas adotadas por esse governo.

O presidente Juscelino Kubitschek visita a fábrica da Volkswagen, em São Bernardo do Campo (SP), em novembro de
1959. Nesse período, a indústria brasileira ingressa definitivamente no
restrito clube de países que dominam a tecnologia de fabricação de
automóveis.
Crédito: Divulgação - Volkswagen do Brasil

a) Em seus discursos, o referido presidente divulga a idéia de um amplo


desenvolvimento industrial e infra-estrutural, com o slogan "50 anos em 5".
b) Ao adotar o "Plano de Metas", JK privilegia setores de infra-estrutura,
como transporte e produção (ou geração) de energia.
c) Com a política de incentivos governamentais, como a redução de tarifas,
várias multinacionais foram implantadas em nosso território.
d) A criação da Petrobrás e da Eletrobrás, ambas estatais, serviriam como estratégia para a implantação de indústrias
automobilísticas.
e) Promoção do desenvolvimento regional, com destaque para a criação da SUDENE e abertura de novas estradas no
interior do País.

2. As propagandas acima, publicadas na revista "O Cruzeiro", no período de 1954 a 1964, apresentam bens de
consumo que estavam sendo incorporados ao cotidiano de parte da população brasileira. Esses novos padrões
de consumo foram favorecidos pelo incentivo do Estado brasileiro à:

a) produção de bens duráveis


b) pesquisa tecnológica nacional
c) implantação da indústria pesada
d) fixação dos preços das mercadorias

3. Os versos do poeta retratam a triste realidade das populações nordestinas assoladas pela seca. Durante o
governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961) foi adotado o Plano de Metas (energia, transportes, alimentação,
indústrias de base, educação e construção de Brasília), visando à implementação do desenvolvimento econômico
do país. Com relação ao Nordeste, algumas medidas foram tomadas buscando combater a sua precária condição
socioeconômicas. Com base no exposto, responda:
a) Qual foi o papel do projeto de intervenção do governo JK na resolução dos problemas do Nordeste?
a) Em 1959, Juscelino Kubistchek criou a SUDENE (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste) com a
finalidade de minimizar os problemas decorrentes da seca e dinamizar economicamente o Nordeste. No entanto, a
estrutura social e política local, sobretudo no sertão, favoreceram as oligarquias políticas locais com a destinação de
verbas para projetos que na prática não se concretizam ou beneficiam timidamente apenas as populações que se
submetem ao clientelismo político, decorrendo daí a Indústria da Seca.

b) O Plano de Metas conseguiu diminuir as desigualdades regionais? Justifique a sua resposta.


b) Não, pois além das raízes históricas e geográficas das desigualdades regionais, a maior parte dos investimentos
favoreceram as regiões Sudeste e Sul. Por outro lado, a diretriz macroeconômica do Plano de Metas não dando ênfase
ao social, desconsiderou na essência, os problemas das populações nordestinas.
4. A renúncia de Jânio Quadros, na sequência das reações à condecoração de Che Guevara pelo presidente
brasileiro, apenas sete meses após iniciado o governo, gerou uma crise política que teve como consequência
imediata
a) o não reatamento diplomático com a União Soviética e o abandono da Política Externa Independente.
b) o desenvolvimento do Movimento da Legalidade, que tinha como objetivo manter Quadros no poder.
c) a introdução do Parlamentarismo, fórmula de compromisso para garantir a posse do vice-presidente.
d) a implantação do regime militar, que tinha como objetivo esmagar a esquerda.

5. Por que Gandhi, o Mahatma, destacou-se no processo de independência da Índia?


Gandhi propunha a resistência pacífica ao domínio britânico pregando a não-violência.

6. A respeito do panorama cultural na década de 1950 no Brasil, marque V para as frases verdadeiras e F para
as falsas
( V ) o uso da imagem da mulher era comum nas revistas femininas, tais como "Jornal das Moças, Querida e Cláudia",
associada à venda de produtos de moda, cosméticos, adereços ou de cunho doméstico, abrangendo desde produtos para
casa, como eletrodomésticos e alimentos em geral, até remédios, uma vez que no "lar" era ela quem deveria cuidar da
saúde e higienização das crianças.
( V ) no cinema, as chanchadas da Atlântida representavam uma alternativa de entretenimento para as classes
populares, realizando sátiras, paródias e deboches de tipos de mitos criados em Hollywood, como em "Matar ou Correr
e Nem Sansão nem Dalila".
( F ) na música, o ritmo da Bossa Nova ocupou o centro das atenções e do mercado discográfico, ao se identificar com
o nacionalismo musical, incorporando o samba-canção e contrapondo-se à invasão cada vez maior do jazz e do rock
dos Estados Unidos.
( F ) o governo de Juscelino Kubitschek e sua política cultural de aproximação das massas, apoiado pelos intelectuais
da época, trouxe um clima de euforia ao país, promovendo a defesa da cultura nacional diante da presença cada vez
maior dos produtos estrangeiros, como a Coca-Cola, e ainda incorporando os setores mais pobres da população ao
consumo de bens domésticos.

7. Observe este cartaz, que, em 1963, foi estampado por todo o Brasil, esse cartaz fez parte de uma campanha

a) contra a alteração da Carta Constitucional brasileira pretendida por Jânio


Quadros, visando a concretizar sua política externa independente, que propunha
a aproximação do Brasil com os países socialistas.
b) contrária à adoção do Parlamentarismo defendido por João Goulart, Vice-
Presidente de Jânio Quadros, regime que desagradava os setores conservadores
da política e da sociedade brasileiras.
c) favorável à volta do Presidencialismo, previsto na Constituição, o que
colocaria um ponto final no mecanismo utilizado para viabilizar a posse de João
Goulart, após a renúncia de Jânio Quadros.
d) a favor das mudanças constitucionais que possibilitariam a reeleição de João
Goulart e a eleição de Leonel Brizola, bem como a concretização de uma
república sindicalista no Brasil a partir da aprovação das reformas de base.
8. O movimento de 31 de março de 1964 foi o estágio final de um longo processo iniciado na Década de 40, após
o término da Segunda Guerra Mundial. Revele o tipo de regime político que derivou do golpe militar e o que ele
significou para a sociedade brasileira.
Estado autoritário, regime anti-democrático, censura, mortes, torturas, exílio e concentração de renda para as elites do
país.
9. Em 13 de dezembro de 1968, o governo brasileiro promulgou o Ato Institucional 5, que, segundo opiniões da
época, transformava o regime militar em uma ditadura "sem disfarces"

a) Qual o pretexto utilizado pelo regime militar para editar este Ato?
a decisão do Congresso de não suspender as imunidades do deputado Márcio Moreira Alves, acusado de ofender as
Forças Armadas.
b) Cite duas das principais medidas adotadas por esse Ato.
Fim dos Habeas Corpus e pena de morte
c) Caracterize dois elementos da democracia que a diferenciam da ditadura.
Democracia: Liberdade da censura, república, vários partidos....
Ditadura: Regime de governo autoritário, censura repressão...
10. Denomina-se descolonização o processo, ocorrido sobre tudo nas décadas de 1950-1960, que colocou fim aos
impérios coloniais europeus.
a) Indique uma causa da descolonização. a) Enfraquecimento das grandes potências coloniais (Grã-Bretanha e França)
em decorrência da Segunda Guerra Mundial.
b) Relacione descolonização e Guerra Fria.
b) Tanto os Estados Unidos como a URSS apoiaram o processo de descolonização, como forma de ocupar os espaços
deixados pelas ex-metrópoles, no contexto da disputa pela hegemonia mundial entre as duas superpotências (Guerra
Fria).