Você está na página 1de 60

Universidade Federal de São Paulo

Instrumentação Industrial - Química Industrial

Elementos sensores de Vazão

Professor: Dr. Carlos Alexandre

1
2
A vazão é a terceira grandeza mais medida nos processos industriais. As
aplicações são amplas, desde aplicações simples como a medição de
vazão de água em estações de tratamento e residências, até medição de
gases industriais e combustíveis, passando por medições mais
complexas.

3
4
5
6
7
8
9
FORÇAS DE INÉRCIA

FORÇAS VISCOSAS
10
11
12
13
• Na engenharia trabalhamos com energia dos fluidos
por unidade de peso, a qual denominamos “carga”;

• Sabe-se que no escoamento de fluidos reais, parte de


sua energia dissipa-se em forma de calor e nos
turbilhões que se formam na corrente fluida;

• Essa energia é dissipada para o fluido vencer a


resistência causada pela sua viscosidade e a resistência
provocada pelo contato do fluido com a parede
interna do conduto, e também para vencer as
resistências causadas por peças de adaptação ou
conexões (curvas, válvulas, ....).
15
16
17
18
APLICAÇÃO DA EQUAÇÃO DE BERNOULLI

Seja h = 7,5 m, qual a pressão em P2? Suponha que as áreas nos pontos 2 e
3 sejam 0,48 e 0,3 m2, respectivamente.

19
SISTEMA REAL ONDE É NECESSÁRIO MEDIR “Q”

20
Perda de Carga

• A perda de carga é uma função complexa de diversos elementos tais como:

• Rugosidade do conduto;
• Viscosidade e densidade do líquido;
• Velocidade de escoamento;
• Grau de turbulência do movimento;
• Comprimento percorrido.
Perda de Carga Distribuída

• Ocorrem em trechos retilíneos dos condutos, considerando:


• Regime permanente e fluidos incompressíveis
• Condutos cilíndricos
• Rugosidade uniforme e trecho considerado sem máquinas
• Essa perda é considerável se tivermos trechos relativamente
compridos dos condutos
Perda de Carga Localizada

• Ocorrem em trechos singulares dos condutos tais como: junções,


derivações, curvas, válvulas, entradas, saídas, etc;

• As diversas peças necessárias para a montagem da tubulação e para o


controle do fluxo do escoamento, provocam uma variação brusca da
velocidade (em módulo ou direção), intensificando a perda de energia;
Perda de
Carga Localizada

24
Perda de Carga Localizada

BOMBA TURBINA
26
27
Sonda de Pitot Sonda estática de Pitot
1
2
Pressão de Pressão de Orifícios de pressão
estagnação estagnação estática

Re sem atrito incompressível

28
Sonda de Pitot Sonda estática de Pitot

Dispositivo simples, barato e altamente confiável;

Perda de carga pequena, em geral não perturba o escoamento;

Atenção para o alinhamento com a corrente de fluxo;

Pode ser usada para gases e líquidos;

Medida local de velocidade. Necessidade de Veloc. Média.

Pode ser instalado numa tubulação já existente;

Problemas com vibração das estruturas;

Manômetros especiais pois a queda de pressão é pequena.


30
P=gh
Peso específico

31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
Muito preciso como medidor por obstrução;
Perda de carga pequena, em relação à placa;
Alta recuperação da pressão;

Mais caro em relação à placa;


Ocupa um espaço considerável;
Geometria do medidor limita a faixa de velocidade medida.47
CALIBRAÇÃO DE MEDIDORES DE VAZÃO – PLACA E VENTURI

48
CALIBRAÇÃO DE MEDIDORES
DE VAZÃO – PLACA E VENTURI

ROTÂMETRO – ÁREA VARIÁVEL

49
MANÔMETRO DE TUBO

H1 (mmca)
VENTURI
H2 (mmca)

H6 (mmca)
H7 (mmca) PLACA

P=gh
Peso específico
50
H1 H2

H6 H7

51
52
EXERCÍCIO

53
EXERCÍCIO

54
EXERCÍCIO

55
EXERCÍCIO

56
MEDIDORES DE VAZÃO POR ÁREA VARIÁVEL

BALANÇO DE FORÇAS
NO FLUTUADOR

ARRASTO + EMPUXO = PESO

57
58
59
60