Você está na página 1de 30

 Morfologia

◦ Solo novo, pouco desenvolvido.


◦ Constituídos por material mineral ou por material
orgânico pouco espesso, devido à baixa atividade
pedogenética.
◦ Sem horizonte B identificável.
◦ Teor de Argila (primeiros 20cm) de 300g/Kg
◦ Fendas verticais no período seco com pelo menos
1cm de largura e 50cm de comprimento
 Morfologia
◦ Solos com horizonte A ou hístico
◦ Diretamente sobre:
 a rocha ou horizonte C ou Cr
 sobre material com massa >= 90% de fragmentos de
rocha com diâmetro maior que 2mm e que apresentam
um contato lítico típico ou fragmentário dentro de
50cm da superfície do solo.
◦ Admite um horizonte B em início de formação, cuja
espessura não satisfaz a qualquer tipo de horizonte
B diagnóstico.
 Características físicas
◦ Muitas vezes cascalhentos
◦ Altos teores de silte
◦ Pouca capacidade de drenagem
◦ De moderada a alta erodibilidade
◦ Ampla variação de fertilidade
◦ Pequena profundidade efetiva,
◦ Presença de impedimentos à mecanização e de
pedregosidade referidos solos requerem um
criterioso manejo e maior atenção sob o aspecto
conservacionista
 Manejo
◦ Impedimento a mecanização
 Relevo inclinado
 Grande quantidade de cascalho
 Baixa profundidade
◦ Risco de erosão
 Características químicas
◦ Podem ser férteis, mas quase sempre muito ácidos
nas regiões de cerrado
◦ Possuem grande quantidade de minerais primários
 Morfologia
◦ Derivados de sedimentos aluviais com horizonte A
sobre horizonte C constituído de camadas
estratificadas, sem relação pedogenética entre si.
◦ Com pelo menos uma dessas caract.:
 distribuição irregular do conteúdo de carbono
orgânico em profundidade, dentro de 150cm da
superfície do solo
 camadas estratificadas em 25% ou mais do volume do
solo, dentro de 150cm da superfície do solo
 Características físicas
◦ São muito variados.
◦ Dependendo muito dos sedimentos aluviais que os
formaram.
◦ Possuem textura arenosa e média até muito
argilosa.
◦ Drenagem imperfeita, por isso parte desses solos
pode ser de boa aptidão à agricultura e outra parte
pode ser inapta
 Características químicas
◦ A fração argila pode ser de baixa atividade como de
alta atividade.
◦ Tb distróficos e Tb Eutróficos: Argila com atividade
baixa e Saturação por bases alta
◦ Ta Eutróficos: Argila com atividade alta e saturação
por bases alta
◦ São distróficos ou eutróficos, podendo ou não
apresentar salinidade ou sodicidade.
 Morfologia
◦ Com horizonte A sobre horizonte C ou Cr e contato
lítico a uma profundidade > que 50 cm; admite
horizonte Bi com menos de 10cm de espessura
◦ Atende a pelo menos um desses requisitos:
 4% ou mais de minerais primários alteráveis na fração
areia total e/ou no cascalho
 5% ou mais do vol. da massa do horizonte C ou Cr,
dentro de 150cm de profundidade, apresentando
fragmentos de rocha semi-intemperizada, saprólito ou
fragmentos formados por restos da estrutura
orientada da rocha (pseudomorfos) que deu origem ao
solo
 Características físicas
◦ Profundidade variada conforme altitude do terreno
◦ Mas em média não muito profundo
◦ Alto teor de areia nos horizontes AC e CR
 Características químicas
◦ Podem apresentar saturação por bases variadas
mas apresentam média de CTC e saturação por
bases elevadas e Al3+ reduzido no horizonte A,
exceto em amostras com alta acidez.
◦ Retenção de nutrientes variável
 Manejo:
◦ Favorecido pela baixa agregação do solo
◦ Características químicas variáveis podem torná-lo
favorável para o cultivo agrícola
 Morfologia
◦ Solos com seqüência de horizontes A-C, sem
contato lítico dentro de 50cm de profundidade.
◦ Apresentam textura de areia ou areia franca nos
horizontes até, no mínimo, a profundidade de
150cm a partir da superf. do solo ou até um
contato lítico.
◦ Maioria quartzosos, tendo nas frações areia grossa
e areia fina 95% ou mais de quartzo, calcedônia e
opala e, praticamente, ausência de minerais
primários alteráveis.
 Características químicas
◦ Baixos teores de bases trocáveis
◦ Baixa retenção de umidade e nutrientes
◦ Aumento da acidez potencial
◦ Alta saturação de alumínio
◦ Baixos teores de cálcio e magnésio
◦ Necessita manejo de nutrientes bem elaborado
(quase hidropônico)
◦ Cor avermelhada devido a presença de hematita
 Características físicas
◦ Encontrado em relevos suavemente ondulados
◦ Baixa adesão e coesão
◦ Muito profundos
◦ Predominantemente arenoso
◦ Muito homogêneos
◦ São diferenciados pela quantidade de MO na
superfície (10-15cm)
 Morfologia
◦ Oriundo de “Plinthus”, horizonte plíntico.
◦ Constituídos por material mineral, apresentando
horizonte plíntico ou litoplíntico ou concrecionário,
em uma das seguintes condições:
 começando dentro de 40 cm da superfície
 começando dentro de 200 cm da superfície quando
precedido de horizonte glei ou de horizonte A, ou E,
ou de outro horizonte que apresente cores pálidas,
variegadas ou com mosqueados em quantidade
abundante
 Características físicas
◦ Bem drenado
◦ Quando a petroplintita está pouco profunda e
espessa, há um aumento da dificuldade de manejo
e utilização agrícola
◦ Constituição: Cascalhento a muito cascalhento
◦ Textura: Argilosa a muito argilos, Material Granular
◦ Estrutura dos Horizontes: Material granular,
entremeado, com glebulas ferruginosas
◦ Declive: De 1 a 4%
◦ Altitude: 970 a 1000m
 Características químicas
◦ Plintita: mistura de argila pobre em carbono
orgânico, rica em ferro ou ferro e alumínio.
◦ Apresenta baixa fertilidade natural
◦ Elevada acidez
◦ Toxidade por alumínio
◦ Inaptidão ou aptidão restrita ao uso agrícola