Você está na página 1de 28

SOCIOLOGIA

A Sociologia é uma ciência que estuda as


sociedades humanas e os processos que
interligam os indivíduos em
associações, grupos e instituições.
SOCIOLOGIA

Enquanto o indivíduo isolado é estudado pela


Psicologia, a Sociologia estuda os
fenômenos que ocorrem quando vários
indivíduos se encontram em grupos de
tamanhos diversos, e interagem no interior
desses grupos.
SOCIOLOGIA

A Sociologia não é matéria de interesse


apenas de sociólogos.

A Sociologia interessa de modo acentuado


a psicólogos, administradores, políticos,
empresários, juristas, professores em
geral, publicitários, jornalistas,
planejadores, sacerdotes, mas, também,
ao homem comum.
SOCIOLOGIA
A Sociologia não explica nem pretende explicar
tudo o que ocorre na sociedade nem todo o
comportamento humano. Muitos acontecimentos
humanos escapam aos seus critérios.
Ela toca, porém, em todos os domínios da
existência humana em sociedade.
Por esta razão, a abordagem sociológica, através
dos seus conceitos, teorias e métodos, pode
constituir para as pessoas um excelente
instrumento de compreensão das situações com
que se defrontam na vida cotidiana, das suas
múltiplas relações sociais e, conseqüentemente,
de si mesmas como seres inevitavelmente
sociais.
SOCIOLOGIA

A Sociologia se ocupa com as


observações do que é repetitivo nas
relações sociais para daí formular
generalizações teóricas.
Introdução à SOCIOLOGIA

A Sociologia surgiu como uma


disciplina no século XIX, na forma de
uma resposta acadêmica para um
desafio da modernidade: se o mundo
está ficando menor e mais integrado,
a experiência de pessoas do mundo é
crescentemente atomizada e
dispersada.
Introdução à SOCIOLOGIA
Hoje os sociólogos pesquisam macroestruturas
inerentes à organização da sociedade, como
raça ou etnicidade, classe e gênero, além de
instituições como a família; processos
sociais que representam divergência, ou
desarranjos, nestas estruturas, inclusive
crime e divórcio. E pesquisam os micro
processos como relações interpessoais.
Introdução à SOCIOLOGIA
Sociólogos confiam frequentemente em
métodos quantitativos de pesquisa
social (como a estatística) para
descrever padrões generalizados nas
relações sociais, e para desenvolver
modelos que possam ajudar a predizer
mudanças sociais e como as pessoas
responderão a essas mudanças.
Introdução à SOCIOLOGIA
Mas para algumas áreas da Sociologia
(e para alguns sociólogos) acredita-se
que métodos qualitativos — como
entrevistas dirigidas, discussões em
grupo e métodos etnográficos —
permitam um melhor entendimento
dos processos sociais.
Introdução à SOCIOLOGIA
Uma abordagem mediana apropriada é que
ambos os métodos são complementares, do
que se conclui que cada método pode
complementar os resultados do outro. Por
exemplo, os métodos quantitativos podem
descrever os padrões grandes ou gerais,
enquanto as aproximações qualitativas
podem ajudar entender como os indivíduos
entendem ou respondem a essas mudanças.
História da SOCIOLOGIA

A Sociologia, é uma área de interesse


recente, mas foi a primeira ciência
social a se institucionalizar, antes,
portanto, da Ciência Política e da
Antropologia.
História da SOCIOLOGIA

O termo Sociologie foi cunhado


por Auguste Comte, que
esperava unificar todos os
estudos relativos ao homem
— inclusive a História, a
Psicologia e a Economia.
História da SOCIOLOGIA
Seu esquema sociológico era
tipicamente positivista, (corrente que
teve grande força no século XIX), e ele
acreditava que toda a vida humana
tinha atravessado as mesmas fases
históricas distintas e que, se a pessoa
pudesse compreender este progresso,
poderia prescrever os remédios para
os problemas de ordem social.
História da SOCIOLOGIA
As transformações econômicas, políticas e
culturais ocorridas no século XVIII com as
Revoluções Industriais e Francesas,
trouxeram muitos problemas.
A Sociologia surge no século XIX como
forma de entender esses problemas e
explicá-los. No entanto, é necessário frisar,
de forma muito clara, que a Sociologia é
datada historicamente e que o seu
surgimento está vinculado à consolidação
do capitalismo moderno.
História da SOCIOLOGIA
A Revolução Industrial significou algo mais
do que a introdução da máquina a vapor.
Ela representou o triunfo da indústria
capitalista que foi pouco a pouco
concentrando as máquinas, as terras e as
ferramentas e as mentes sob o seu
controle, convertendo grandes massas
humanas em simples trabalhadores
despossuídos e explorados.
Neste momento, instala-se a sociedade
capitalista, que dividia a sociedade em:

 Burgueses, donos dos meios de produção,


 Proletariados, possuidores apenas de sua
força de trabalho,
 Funcionários do Estado e uma classe
média composta de vários estratos aversa
à discussão política.
História da SOCIOLOGIA
O quase desaparecimento dos
pequenos proprietários
rurais, dos artesãos
independentes, a imposição
de prolongadas horas de
trabalho, etc., tiveram um
efeito traumático sobre
milhões de seres humanos
por modificar radicalmente
suas formas tradicionais de
vida.
Não demorou para que as manifestações de
revolta dos trabalhadores se iniciassem.
Máquinas foram destruídas, atos de sabotagem e
exploração de algumas oficinas, roubos e crimes,
evoluindo para a criação de associações livres,
formação de sindicatos e mesmo revoluções,
com a Revolução Russa (1917 - eventos
políticos na Rússia, que, após a eliminação da
autocracia, e depois do governo provisório
(Duma), resultou no estabelecimento do poder
soviético sob o controle do partido bolchevique.
O resultado desse processo foi a criação da
União Soviética, que durou até sua dissolução
em 1991).
Revolução Russa
(1917 - eventos políticos na Rússia, que,
após a eliminação da autocracia, e depois
do governo provisório (Duma), resultou no
estabelecimento do poder soviético sob o
controle do partido bolchevique. O resultado
desse processo foi a criação da União
Soviética, que durou até sua dissolução em
1991).
História da SOCIOLOGIA
Este fato é importante
para o surgimento da
Sociologia, pois
colocava a sociedade
num plano de análise,
ou seja, passava a se
constituir em
“problema”, em “objeto”
que deveria ser
investigado.
História da SOCIOLOGIA
O surgimento da Sociologia prende-se em parte
aos desenvolvimentos oriundos da:
Revolução Industrial (que significou o início do
processo de acumulação rápida de bens de
capital com conseqüente aumento da
mecanização, foi conseqüência do capitalismo
ou a economia de mercado como sistema
econômico dominante).
Mas uma outra circunstância concorreria também
para a sua formação. Trata-se das modificações
que vinham ocorrendo nas formas de
pensamento, originada pelo Iluminismo
(valorização do Homem e da Razão).
História da SOCIOLOGIA

Porém, a Sociologia não


é uma ciência de
apenas uma orientação
teórico-metodológica
dominante. Ela traz
diferentes estudos e
diferentes caminhos
para a explicação da
realidade social.
História da SOCIOLOGIA

Assim, pode-se claramente observar que


a Sociologia tem ao menos três linhas
mestras explicativas, fundadas pelos
seus autores clássicos, das quais
podem se citar, não necessariamente
em ordem de importância:
História da SOCIOLOGIA
A linha de explicação sociológica dialética,
iniciada por Karl Marx que mesmo não sendo
um sociólogo e sequer se pretendendo a tal,
deu início a uma profícua linha de explicação
sociológica.

Positivista-
A Sociologia
Funcionalista
Compreensiva
fundador Auguste
iniciada por Max
Comte e seu
Weber, de matriz
principal expoente
teórico-
clássico em Émile
metodológica
Durkheim, de Linhas Mestras
hermenêutico-
fundamentação
compreensiva
analítica
História da SOCIOLOGIA
Estas três matrizes
explicativas, originadas
pelos seus três principais
autores clássicos,
originaram quase todos os
posteriores
desenvolvimentos da
Sociologia, levando à sua
consolidação como
disciplina acadêmica já no
início do século XX.
História da SOCIOLOGIA

É interessante notar que a sociologia não se


desenvolve apenas no contexto europeu.
Ainda que seja relativamente mais tardio
seu aparecimento nos Estados Unidos, ele
se dá, em grande medida, por motivações
diferentes que as da velha Europa (mas
certamente influenciada pelos europeus,
especialmente pela sociologia britânica e
positivista de Herbert Spencer).
História da SOCIOLOGIA
Nos EUA a Sociologia esteve de certo modo
"engajada" na resolução dos "problemas
sociais", algo bem diverso da perspectiva
acadêmica européia. Entre os principais nomes
do estágio inicial da sociologia norte-americana,
podem ser citados:
 William I. Thomas
 Martin Bulmer
 Roscoe C. Hinkle.
História da SOCIOLOGIA
A Sociologia, assim, vai debruçar-se sobre todos
os aspectos da vida social. Desde o
funcionamento de estruturas macro-
sociológicas como o Estado, a classe social ou
longos processos históricos de transformação
social ao comportamento dos indivíduo num
nível micro-sociológico.

Sem jamais esquecer-se que o homem só pode


existir na sociedade e que esta, inevitavelmente,
lhe será uma "jaula" que o transcenderá.