Você está na página 1de 24

Objectivos a atingir

 Delimitar os domínios da Função Financeira, da Análise Económica e


Financeira e da Gestão Financeira;
 Realçar a importância da Análise Económica e Financeira como
instrumento específico da gestão;
 Caracterizar os documentos contabilísticos que servem de base à
análise económica e financeira;
 Referir as limitações da análise económica e financeira tradicional e
introduzir a abordagem funcional;
 Utilizar o método dos rácios;
 Proceder à análise da liquidez e da solvabilidade;
 Relacionar o risco, a rendibilidade e o crescimento com a criação de
valor;
 Elaborar o Mapa de Origens e Aplicações de Fundos e o Mapa de
Fluxos Monetários.
A Empresa face ao meio envolvente
A atividade da empresa atual é condicionada por uma série de fatores:

A cultura
As tecnologias
A política Os fornecedores
Macro A economia nacional e mundial
Macro Os clientes
Ambiente A legislação Ambiente A concorrência
A demografia
A ecologia

Os grupos seguradores
As instituições sindicais
Públicos Os grupos de interesse
As instituições financeiras
Os meios multimédia
A empresa desenvolve a sua atividade num quadro político, económico e
social vasto, complexo e interdependente que transcende o País onde se
localiza e estabelece múltiplas relações com outros agentes económicos
originando fluxos reais e fluxos financeiros.
Estas relações traduzem-se por fluxos de bens e serviços, aos quais
correspondem sempre fluxos monetários de sentido inverso (os recebimentos
e os pagamentos) e que se podem traduzir positiva (Rendimentos ) ou
negativamente (Gastos) nos resultados.

A venda de bens a pronto ou a prazo constitui um proveito e o pagamento do


seguro, um custo. Pode haver proveitos sem que haja recebimentos (Venda a
prazo de mercadorias) e pode haver recebimentos sem que haja proveitos
(Cobrança de dívidas a clientes).
Está diretamente relacionada com as despesas,

Financeira

Está relacionada com a transformação e incorporação dos


diversos materiais e mão-de-obra, até se atingir o produto
Ópticas

(bem ou serviço) final.


Económica

Corresponde às entradas e saídas monetárias da empresa.

Tesouraria
Ciclos financeiros

A empresa mantém, como se viu, relações diversas com os outros


agentes económicos, quer recebendo prestações, quer cedendo
prestações.

Estas correspondem a:

Um fluxo real ou fluxos económicos de entrada (Prestações recebidas


do exterior) e a um fluxo real ou fluxos económicos de saída
(Prestações cedidas ao exterior).

Um Fluxo financeiro refere-se à quantidade de moeda correspondente


ao fluxo real ou não, visto que nem tudo se paga ou se recebe a pronto.

Ao conjunto de fluxos financeiros que asseguram as operações entre a


empresa e os outros agentes económicos designa-se por ciclo financeiro.
Nas empresas há que distinguir fundamentalmente três ciclos financeiros, tendo
em conta a sua natureza e duração:

Ciclo de
Os ciclos da atividade da empresa

investimento

Ciclo de
exploração

Ciclo de
operações
financeiras
Função financeira

Para alcançar os seus objetivos, a função financeira reparte as suas tarefas pela
Análise económica e financeira e pela Gestão financeira.

Análise económica e financeira


Esta disciplina compreende um conjunto de técnicas que visam o
estudo da situação económica e financeira da empresa através da
análise de documentos contabilísticos
Gestão financeira
Esta disciplina gere as tarefas que integram a função financeira. Ela
abrangerá, essencialmente, um conjunto de técnicas que visam a melhoria
de uma variedade de decisões financeiras a tomar, de forma a levar a
cabo, eficazmente, os objetivos da função financeira.

Domínios de atuação:

• Gestão de tesouraria;
• Política financeira;
• Estratégia Financeira;
• Gestão de riscos financeiros.
Gestão de Tesouraria

Está relacionada com:

A Gestão das operações financeiras a curto prazo, saldos de tesouraria


aplicação das disponibilidades e financiamentos a curto prazo;

As Políticas de gestão dos ativos e passivos circulantes de exploração


Extraexploração;

As Políticas de financiamento que garantam o equilíbrio financeiro a


curto prazo e o equilíbrio a médio e longo prazos (equilíbrio financeiro
estrutural);

O Planeamento financeiro a curto prazo : previsão das necessidades ou


excedentes de tesouraria e seu financiamento ou aplicação das
melhores condições.
Estratégia financeira
Abrange as políticas de:

Investimento;

Financiamento;

Distribuição de resultados e ou retenção de dividendos;

Definição de políticas de crescimento;

Estabelecimento das formas de remuneração dos capitais próprios.


Gestão de riscos financeiros

A gestão de riscos financeiros engloba a cobertura de riscos


financeiros: risco de preços, riscos de taxas de juro e risco de
carteiras de títulos;
Análise Económica

A partir da Demonstração dos resultados podemos calcular um


conjunto de indicadores com grande interesse para a gestão.
Instrumentos de análise financeira

Rácios

Informação
económica e
social

Documentos
Contabilísticos
Documentos contabilísticos

1 - O Balanço
2 - A Demonstração dos resultados líquidos
3 - O Mapa de origens e aplicações de fundos
4 - A Demonstração dos fluxos de caixa
5 - Mapa de fluxos monetários

Sujeitos a análise que visam o estudo da situação económica e


financeira da empresa e visa dotar os responsáveis da
organização e outras entidades de informação económica e
financeira adequada para a tomada de decisões.
São três os mapas financeiros que permitem ver a
“saúde” financeira da Empresa:
o balanço,

a demonstração de resultados

o mapa de origem e aplicação de fundos.


Patrimonial

É uma abordagem tradicional que analisa o Balanço sobretudo segundo a


óptica jurídica.

Funcional

É uma abordagem moderna que tem como caraterística,a associação dos


movimentos e origens de fundos aos ciclos financeiros da empresa.
Abordagem Funcional