Você está na página 1de 32

HINDUÍSM

O
 Principal religião da Índia, o Hinduísmo é um
tipo de união de crenças com estilos de vida.
Sua cultura religiosa é a união de tradições
étnicas. Atualmente é a terceira maior
religião do mundo em número de seguidores.
Tem origem em aproximadamente 3000 a.C
na antiga cultura Védica.
 Cultua um grande número de deuses e
deusas e seus seguidores acreditam na
reencarnação e na união com o Deus
supremo - Brahma - pela libertação
espiritual. Os hinduístas têm rituais diários
obrigatórios e também os não-obrigatórios,
mas de enorme valor para eles, como a
peregrinação a lugares sagrados: rio Ganges,
 O Hinduísmo da forma que o conhecemos
hoje é a união de diferentes manifestações
culturais e religiosas. Além da Índia, tem um
grande número de seguidores em países
como, por exemplo, Nepal, Bangladesh,
Paquistão, Sri Lanka e Indonésia.
 Aqueles que seguem o Hinduísmo devem
respeitar:
 as coisas antigas e a tradição;

 acreditar nos livros sagrados;

 acreditar em Deus (qualquer um);

 persistir no sistema das castas (determina o


status de cada pessoa na sociedade);
 ter conhecimento da importância dos ritos;

 confiar nos guias espirituais e, ainda,

 acreditar na existência de encarnações


anteriores. 
 O nascimento de uma pessoa dentro de uma
casta é resultado do karma produzido em
vidas passadas.
 Somente os brâmanes, (sacerdotes)
pertencentes as castas "superiores" podem
realizar os rituais religiosos hindus e assumir
posições de autoridade dentro dos templos.
TEOLOGIA DO HINDUÍSMO
 Tudo é deus, deus é tudo: o hinduísmo
ensina, como no Panteísmo, que o homem
está unido com a natureza e com o universo.
 O universo é deus, e estando unido ao
universo, todos são deuses.
 Ensina também que este mesmo deus, é
impessoal.
 Muitos deuses adorados pelos hindus são
amorais e imorais.
 O mundo físico é uma ilusão: no mundo
tridimensional, designada de maya, o
homem e sua personalidade não passa de
um sonho. Para se ver livre dos sofrimentos
(pagamento daquilo que foi feito na
encarnação passada), a pessoa deve ficar
livre da ilusão da existência pessoal e física.
 Através da ioga e meditação transcedental, a
pessoa pode transceder este mundo de
ilusões e atingir a iluminação, a liberação
final.
 O hinduísmo ensina que a ioga é um
processo de oito passos, os quais levam a
culminação da pessoa transcender ao
universo impessoal, no qual o praticante
 A lei do carma: o bem e o mal que a pessoa
faz, determinará como ela virá na próxima
reencarnação. A maior esperança de um
hinduísta é chegar no estágio de se
transformar no inexistente. Vir ser parte
deste deus impessoal, do universo.
O SÍMBOLO DO HINDUÍSMO

 Om (ou Aum) é o mais importante símbolo


religioso do Hinduísmo, e significa o Espírito
Cósmico
YOGA DHARMA
 Uma das formas práticas do hinduísmo é a
Yoga que significa União, são (práticas
espirituais), conhecidas como bhakti (amor,
devoção), karma yoga (serviço altruísta),
Raja Yoga (meditação) e Jñana Yoga (Yoga da
discriminação).
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA ATUAL
 A Índia, a Ilha Maurícia, e o Nepal assim
como a ilha indonésia de Bali têm como
religião predominante o hinduísmo;
importantes minorias hindus existem em
Bangladesh (11 milhões), Myanmar (7,1
milhões), Sri Lanka (2.5 milhões),
Estados Unidos (2,5 milhões), Paquistão (4,3
milhões), África do Sul (1,2 milhões),
Reino Unido (1,5 milhão), Malásia (1,1
milhão), Canadá (1 milhão), Ilhas Fiji (500
mil), Trinidad e Tobago (500 mil), Guiana
(400 mil), Holanda (400 mil), Cingapura
(300 mil) e Suriname (200 mil).
 No Brasil segundo o IBGE existem 2.905
MANTRA
 Recitação e mantras originaram-se no
hinduismo e são técnicas fundamentais
praticadas até os dias de hoje. Muito da
chamada mantra yoga, é realizada através
de japa (repetições). Dizem que os mantras,
através de seus significados, sons, e
chanting style, auxíliam o sadhaka (aquele
que prática) na obtenção de focus durante a
meditação. Eles também são utilizados como
uma expressão de amor a deidade, uma
outra faceta da Bhakti yoga. Freqüentemente
eles oferecem coragem em momentos
difíceis e são utilizados para a obtenção de
auxílio ou para 'invocar' a força espiritual
VEDAS
 Os Vedas são os textos mais antigos do hinduísmo.
Eles também influenciaram o budismo, jainismo e
sikhismo. Os Vedas contêm hinos, encantamentos e
rituais da Índia antiga. Juntamente com o
Livro dos Mortos, com o Enuma Elish, I Ching e o
Avesta, eles estão entre os mais antigos textos
religiosos existentes. Além de seu valor espiritual, eles
também oferecem uma visão única da vida cotidiana
na Índia antiga. Enquanto a maioria dos hindus
provavelmente nunca leram os Vedas, a reverência
por mais uma noção abstrata de conhecimento (Veda
significa conhecimento) está profundamente
impregnada no coração daqueles que seguem Veda
Dharma.
 Existem quatro Vedas:
 Rig Veda
 Sama Veda
 Yajur Veda
OS DEUSES HINDUS
BRAHMA – O CRIADOR
Brahma tem quatro braços e
nas mãos ele segura uma flor
de Lótus, seu Cetro, colher,
um rosário, um vaso contendo
água benta e os Vedas . O
veículo de Brahma é o cisne
"Hans-Vahana", o símbolo do
conhecimento. A esposa de
Brahma é Saravsti, a Deusa
da Sabedoria.
Na Índia, Brahma é pouco
cultuado, pois na visão hindu,
sua função já se acabou
depois que o universo foi
criado. As lendas sobre
Brahma não são tantas nem
tão ricas quanto as de Vishnu
e Shiva. Para Vishnu e Shiva,
existem incontáveis templos
VISHNU – O PRESERVADOR
Vishnu é considerado como o
deus maior no hinduísmo e na
mitologia indiana. Ele é tido
como o preservador do
universo, enquanto os dois
outros deuses maiores,
Brahma e Shiva, são
considerados os criadores e
destruidores do universo,
respectivamente. Os
seguidores de Vishnu são
chamados Vaishnavites.
SHIVA – O DESTRUIDOR
Shiva é a personificação das
transformações, simbolizando a eterna
mutação do universo, que consiste na
cíclica destruição e criação. O processo
cósmico é a morte e a ressurreição,
eterna renovação da vida. Dentro de
nós mesmos, a ação de Shiva seria
ade morrer para nosso velho corpo e
renascer a um novo ciclo da vida. A
dança tem por tema a atividade
cósmica, a eterna transformação.
As cinco atividades divinas de Shiva
são:
•a criação contínua do universo,
originada no ritmo;
•a conservação, baseada no equilíbrio
e na medida dos movimentos;
•a destruição das formas já superadas,
mediante o fogo interior;
OUTROS DEUSES HINDUS
GANESHA
Ganesha significa “Senhor de
Todos os Seres”. É filho do
Senhor Shiva e de Parvati.
Ganesha é o Mestre do
Conhecimento, da
Inteligência e da Sapiência. É
aquele que proporciona a
potência espiritual e a
inteligência suprema. É o
grande Removedor dos
obstáculos, Guardião da
Riqueza, da Beleza, da
Saúde, do Sucesso, da
Prosperidade, da Graça, da
Compaixão, da Força e do
Equilíbrio.
Ganesha, abre os caminhos e
"engole" as dificuldades da
vida de seus devotos. É
LASHIMI
Lashmi é a deusa da saúde
e prosperidade, tanto
material quanto espiritual.
A palavra LASHMI é
derivada da palavra em
sânscrito laksme,
significando acerto. Dessa
forma, Lashmi representa o
acerto da vida, que inclui a
prosperidade espiritual. Na
mitologia hindu, a deusa
Lashmi, também chamada
Shri, é a esposa divina do
deus Vishnu e fornece a
ele a força para a
manutenção e preservação
da criação.
SHAKTI
Acredita-se que Shakti seja
a força e a energia nas
quais o universo é criado,
preservado, destruído e
recriado (pela trindade do
Hinduísmo: Brahma,
Vishnu e Shiva).
DURGA
A deusa Durga representa
a força do ser supremo que
preserva a ordem moral e
a correção da criação. A
palavra sânscrita durga
significa a força ou o lugar
protegido, difícil de ser
alcançado.
Durga, também chamada
de divina mãe, protege da
ação dos demônios e da
miséria. Ela destrói as
forças do mal como inveja,
ira e orgulho.
SARASVATI
Sarasvati é a divindade hindu
responsável pela proteção
daqueles que lidam com a arte e
o conhecimento. É a deusa de
todas as artes: música, pintura,
escultura, dança e escrita, e sua
origem remonta aos Vedas. Ela é
representada como uma jovem
de tez clara tocando cítara - um
típico instrumento musical hindu
de cordas. É a deusa da
eloqüencia, e as palavras fluem a
partir dela como uma rio florido e
doce. Um mito desta divindade é
que ela é rival da deusa da força,
Lashmi. Sarasvati é conhecida
por ser extremamente
benevolente e gentil com os
pedidos de seus seguidores, e
RADHA E KRISHNA
Radha foi amiga de infância e
cônjuge de alma de Krishna e os
dois foram inseparáveis como
namorados e mais tarde, como
amantes. Esse foi um amor
escondido da sociedade, e deu a
Radha o status de uma mulher
casada.
Radha é a alma; Krishna é o
Deus. Krishna é o shaktiman -
possessor da energia - e Radha é
Sua shakti - energia. Ela é a a
parte feminina da cabeça do
Deus. Ela é a personificação da
maior amor por Deus, e por sua
mercê, a alma está conectada
com o serviço e amor a Krishna.
IMAGENS
IDE!
Pesquisa e Produção: Márcio
Melânia
VIDEOS

Hinduísmo

Uttar Pradesh